Abril tem a maior criação de emprego formal no Brasil para o mês desde 2013, com quase 130 mil novos postos

FOTO: MARCELLO CASAL JR

Beneficiada pelos serviços e pela indústria, a criação de empregos com carteira assinada atingiu, em abril, o maior nível para o mês em seis anos. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, 129.601 postos formais de trabalho foram criados no último mês. O indicador mede a diferença entre contratações e demissões.

A última vez em que a criação de empregos tinha superado esse nível foi em abril de 2013, quando as admissões superaram as dispensas em 196.913. A criação de empregos totaliza 313.835 de janeiro a abril e 477.896 nos últimos 12 meses.

Na divisão por ramos de atividade, todos os oito setores pesquisados criaram empregos formais em abril. O campeão foi o setor de serviços, com a abertura de 66.290 postos, seguido pela indústria de transformação (20.470 postos). Em terceiro lugar, vem a construção civil (14.067 postos).

O nível de emprego aumentou na agropecuária (13.907 postos); no comércio (12.291 postos), na administração pública (1.241 postos); nos serviços industriais de utilidade pública, categoria que engloba energia e saneamento (867 postos) e extrativismo mineral (454 postos).

Tradicionalmente, a geração de emprego é alta em abril, por causa do início das safras e do aquecimento da indústria e dos serviços.

Destaques

Nos serviços, a criação de empregos foi puxada pelos atendimentos médicos, odontológicos e veterinários, com a abertura de 20.589 postos formais; seguido pelo comércio e administração de imóveis, valores mobiliários e serviço técnico, com 13.023 vagas. Na indústria de transformação, a criação de empregos foi impulsionada pela indústria de produtos alimentícios e de bebidas (9.884 postos); pela indústria química de produtos farmacêuticos, veterinários e perfumaria (7.680 postos) e pela indústria têxtil (1.845 postos).

Regiões

Todas as regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em abril. O Sudeste liderou a abertura de vagas, com 81.106 postos, seguido pelo Nordeste (15.593 vagas) e pelo Centro-Oeste (15.240 vagas), influenciado pela safra. O Sul criou 14.570 postos, e o Norte registrou 3.092 vagas a mais no mês passado.

Na divisão por estados, 23 unidades da Federação geraram empregos e quatro demitiram mais do que contrataram. As maiores variações positivas no saldo de emprego ocorreram em São Paulo (abertura de 50.168 postos), em Minas Gerais (22.348), no Paraná (10.653) e na Bahia (10.093). Os estados que registraram o fechamento de vagas formais foram Alagoas (-4.692 postos), Rio Grande do Sul (-2.498), Rio Grande do Norte (-501) e Pará (-25).

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Netto Trotsky disse:

    Maldita reforma!

Inflação oficial fica em 0,57% em abril, diz IBGE

A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), registrou taxa de 0,57% em abril deste ano. Apesar de ter ficado abaixo do 0,75% registrado em março, o IPCA de abril deste ano é maior do que o 0,22% de abril do ano passado e a maior taxa para o mês desde 2016 (0,61%).

Segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumula taxas de 2,09% no ano (a maior para o período desde 2016) e de 4,94% em 12 meses.

A inflação de 0,57% registrada em abril foi puxada pelos gastos com saúde e cuidados pessoais (1,51%), transportes (0,94%) e alimentação (0,63%).

As maiores altas de preço do segmento de saúde e cuidados pessoais veio dos remédios (2,25%), perfumes (6,56%) e planos de saúde (0,8%). Entre os transportes, as principais contribuições vieram das passagens aéreas (5,32%) e das tarifas de ônibus urbanos (0,74%).

Os alimentos foram puxados pelas altas de preços da alimentação fora de casa (0,64%) e de produtos como tomate (28,64%), frango inteiro (3,32%), cebola (8,62%) e carnes (0,46%). O feijão-carioca, com queda de preço de 9,09%, e as frutas, com queda de 0,71%, evitaram uma inflação maior.

Entre os outros grupos de despesas, apenas os artigos de residência tiveram deflação (queda de preços), de 0,24%. Os demais grupos tiveram as seguintes taxas de inflação: habitação (0,24%), vestuário (0,18%), despesas pessoais (0,17%), educação (0,09%) e comunicação (0,03%).

Agência Brasil

Prefeitura do Natal paga salários de abril de todo o funcionalismo nesta terça

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, anunciou nesta segunda-feira (29) o pagamento dos salários de todo o funcionalismo municipal, referente ao mês de abril. Com isso, a Prefeitura segue mantendo em dia o pagamento dos seus servidores.

Os arquivos com as informações bancárias serão enviados à instituição financeira responsável pelo pagamento ao longo desta segunda e todas as categorias dos pouco mais de 21 mil servidores, entre ativos, inativos e pensionistas, poderão movimentar o dinheiro nesta terça-feira (30). A folha dos servidores natalenses colocará em circulação mais de R$ 60 milhões na economia da capital potiguar.

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira o maior prêmio deste ano

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira um prêmio de R$ 90 milhões para quem acertar as seis dezenas do concurso 2.145.

As seis dezenas do prêmio principal serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

De acordo com a Caixa, o valor do prêmio, caso aplicado na poupança, renderia mais de R$ 334 mil mensais. O dinheiro é , também, suficiente para comprar 30 apartamentos de luxo.

Este é o maior prêmio deste ano, superando o do concurso 2.131, realizado no dia de 6 de março, e que pagou R$ 78,9 milhões a um apostador de Gravataí, no Rio Grande do Sul.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) em qualquer uma das mais de 13 mil lojas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

Agência Brasil

 

Fim de semana registrou muita chuva em todas as regiões do estado, com destaques para Currais Novos, Santana do Matos, Cerro Corá e Acari; veja boletim pluviométrico da Emparn

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) registrou fortes pancadas de chuvas em todas as regiões do estado.

Nos municípios de Currais Novos, Cerro Corá, Santana do Matos e Acari, na região Central, as chuvas caminharam para a casa dos 200 milímetros. Nas demais regiões, o bom volume pluviométrico também se fez presente. Confira abaixo os municípios registrados.

OESTE POTIGUAR

Pendências(Ana) 80,2
Lucrécia(Emater) 73,0
São Rafael(Emater) 70,4
São Rafael(Particular Ii) 60,9
Itaja(Emater) 45,0
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 41,0
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 39,1
Baraúna(Emater) 37,2
Felipe Guerra(Prefeitura) 33,0
Martins(Particular) 31,5
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 29,0
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 27,2
Parau(Prefeitura) 26,8
Francisco Dantas(Emater) 15,0
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 15,0
Coronel João Pessoa(Emater) 14,0
Pau Dos Ferros(Particular) 12,0
Porto Do Mangue(Prefeitura) 10,1
Encanto(Prefeitura) 10,0
Venha Ver(Emater) 10,0
Janduís(Emater) 7,4
Campo Grande(Particular 2) 6,7
Messias Targino(Prefeitura) 6,2
Rafael Fernandes(Emater) 6,2
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 5,7
Pilões(Prefeitura) 5,2
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 5,0
Upanema(Prefeitura) 4,1
Severiano Melo(Prefeitura) 2,0
Campo Grande(Particular) 0,9
Caraúbas(Particular) 0,6
Jose Da Penha(Emater) 0,4

CENTRAL POTIGUAR

Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 174,8
Santana Do Matos(Emater) 139,5
Cerro Corá(Emater) 134,1
Acari(Particular) 118,3
Equador(Particular) 87,1
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais) 80,0
Bodo(Emater/trf p/delegacia) 73,5
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 70,0
Lajes(Prefeitura) 63,5
Florânia(Sitio Jucuri) 62,5
Fernando Pedroza(Emater) 58,6
Caiçara Do Rio Dos Ventos(Particular) 58,4
São Vicente(Emater(ex-particular)) 53,9
Parelhas(Emater) 45,6
Santana Do Serido(Emater) 43,8
São Fernando(Emater) 43,3
Angicos(Prefeitura) 40,2
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 38,7
Pedro Avelino(Particular) 36,5
Jardim Do Serido(Emater/passagem) 35,7
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 32,1
Caicó(Acude Mundo Novo-emparn) 28,0
Macau(Defesa Civil (ex-emater)) 27,5
Guamaré(Lagoa Doce) 22,7
São José Do Seridó(Associação Usuarios Agua) 19,0
Caicó(Emater) 18,6
Lajes(Olho Dagua Dois Irmãos) 17,0
Caico(Acude Itans) 9,6
São Bento Do Norte(Prefeitura) 5,0

AGRESTE POTIGUAR

Parazinho(Emater – Ex-particular) 108,7
Tangara(Emater) 85,0
Boa Saúde(Emater) 73,5
Sitio Novo(Prefeitura) 70,0
Barcelona(Particular) 64,2
Monte Alegre(Emater) 64,0
Rui Barbosa(Emater) 55,7
Jacana(Emater) 46,0
Monte Das Gameleiras(Emater) 42,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 40,0
Ielmo Marinho(Prefeitura) 34,4
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 33,7
Coronel Ezequiel(Particular) 26,4
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 25,0
São Pedro(Emater) 23,3
João Câmara(Centro Saúde) 22,7

LESTE POTIGUAR

Montanhas(Prefeitura) 63,7
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 63,3
Extremoz(Emater) 61,8
Natal 59,7
Espírito Santo(Prefeitura) 56,5
Parnamirim(Base Física Da Emparn) 53,3
Goianinha(Emater) 49,5
Ceará-Mirim 20,0
Maxaranguape(Particular) 15,5

Chuvas voltaram a banhar o interior do RN neste fim de semana; veja boletim pluviométrico

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Empanr) voltou a registar bom volume de chuvas no interior durante o fim de semana. Regiões Oeste e Central foram as mais “banhadas” pelas águas. Veja abaixo municípios de acordo com boletim pluviométrico.

OESTE POTIGUAR

Felipe Guerra(Prefeitura) 75,0
Mossoró(Prefeitura) 62,5
Rafael Fernandes(Emater) 50,0
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 50,0
Parau(Prefeitura) 45,6
Serra Do Mel(Prefeitura) 43,2
Carnaubais(Emater) 42,7
Martins(Particular) 40,0
Grossos 33,9
Apodi(Base Fisica Emparn) 32,5
João Dias(Emater) 30,0
Coronel João Pessoa(Emater) 29,0
Areia Branca(Emater) 28,8
Tibau(Prefeitura) 27,7
Ipanguaçu(Emater) 27,2
Pilões(Prefeitura) 24,8
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 24,5
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 23,4
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 22,0
Riacho De Santana(Emater) 22,0
Janduís(Emater) 19,8
Venha Ver(Emater) 19,0
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 18,0
Portalegre(Particular) 16,8
Caraúbas(Particular) 16,6
Upanema(Prefeitura) 15,6
Alto Do Rodrigues(Emater) 14,7
Patu(Particular) 14,0
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 13,0
Campo Grande(Particular) 11,0
Messias Targino(Prefeitura) 10,5
Campo Grande(Particular 2) 10,0
Francisco Dantas(Emater) 10,0
Itajá(Emater) 10,0
Riacho Da Cruz(Emater) 10,0
Baraúna(Emater) 9,9
Porto Do Mangue(Prefeitura) 9,0
São  Rafael(Emater) 9,0
São Rafael(Particular Ii) 8,8
Assu(Emater/st. Casa Forte) 8,5
Viçosa(Prefeitura) 8,0
Rafael Godeiro(Emater) 7,8
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 7,0
Encanto(Prefeitura) 5,0
Severiano Melo(Prefeitura) 1,7
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 1,5
Lucrécia(Emater) 0,8

CENTRAL POTIGUAR

Caico(Emater) 70,0
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 70,0
São João Do Sabugi(Emater) 64,0
Caicó(Acude Itans) 59,2
Santana Do Matos(Emater) 55,0
São Fernando(Emater) 44,4
Jardim Do Serido(Emater/passagem) 43,3
Florânia(Sitio Jucuri) 38,8
Angicos(Prefeitura) 34,0
Caicó(Acude Mundo Novo-emparn) 34,0
Acari(Particular) 33,8
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais) 25,1
Santana Do Serido(Emater) 22,0
Sao Jose Do Seridó(Associacao Usuarios Agua) 19,0
Fernando Pedroza(Emater) 18,5
Sao Vicente(Emater(ex-particular)) 18,0
Pedro Avelino(Particular) 15,2
Bodo(Emater/trf p/delegacia) 14,4
Carnauba Dos Dantas(Emater) 13,1
Guamare(Lagoa Doce) 13,0
Sao Bento Do Norte(Prefeitura) 13,0
Cruzeta(Base Fisica Da Emparn) 11,6
Lagoa Nova(Emater/st. Humaita) 8,9
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 8,0
Parelhas(Emater) 7,7
Cerro Cora(Emater) 3,5
Macau(Posto Nosso Barco) 2,0

AGRESTE POTIGUAR

Monte Das Gameleiras(Emater) 34,0
Barcelona(Particular) 24,2
Monte Alegre(Emater) 22,0
Nova Cruz(Emater) 15,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 13,0
João Câmara(Centro Saude) 8,8
Serrinha(Emater) 8,7
Santo Antonio(Emater) 4,5
Santa Cruz(Emater) 2,6

LESTE POTIGUAR

Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 36,9
Montanhas(Prefeitura) 36,9
Goianinha(Emater) 36,0
Baía Formosa(Destilaria Vale Verde) 32,3
Extremoz(Emater) 22,4
Natal 17,4
Ceará-Mirim 16,0
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 14,8
Espírito Santo(Prefeitura) 14,2
Maxaranguape(Particular) 11,0
Canguaretama(Emater/barra De Cunhau) 6,8

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Laudo Batista disse:

    Esses dados estão incompletos, choveu em quase todo o Seridó e não constam os registros das chuvas de lá.

Instabilidade climática continua e provocará chuvas em todas as regiões do estado neste fim de semana; veja previsão da Emparn

Reprodução: Emparn

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) alerta para continuidade de pancadas de chuvas em todas as regiões do estado durante o fim de semana em decorrência da instabilidade climática com a presença da Zona de Convergência Intertropical.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mpqn disse:

    Que msravilha

Boas chuvas foram registradas no fim de semana no RN, com destaques para Riacho da Cruz, Martins, Umarizal, São João do Sabugi e Parelhas; veja boletim pluviométrico, e outros municípios

Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) destaca os municípios que tiveram registro de chuvas durante o fim de semana, em todas as regiões do estado.

Como nas semanas anteriores,  as regiões Oeste e Central tiveram o maior volume de chuvas. Destaque para Riacho da Cruz, Martins, Umarizal, São João do Sabugi e Parelhas. Confira abaixo boletim pluviométrico em outras cidades.

OESTE POTIGUAR

Riacho Da Cruz(Emater) 73,8
Martins(Particular) 73,0
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 60,2
Jose Da Penha(Emater) 48,4
Francisco Dantas(Emater) 42,0
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 40,7
Paraná(Emater) 40,0
Tenente Ananias(Emater-st Mororo) 39,7
Caraúbas(Particular) 32,9
São Francisco Do Oeste(Prefeitura) 31,1
Pendencias(Ana) 29,7
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 28,0
Apodi(Prefeitura) 25,0
Mossoró(Prefeitura) 25,0
Major Sales(Prefeitura) 21,1
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 20,5
Pilões(Prefeitura) 20,0
Severiano Melo(Prefeitura) 19,0
Messias Targino(Prefeitura) 16,3
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 16,2
Pau Dos Ferros(Particular) 15,0
Apodi(Base Fisica Emparn) 12,5
Venha Ver(Emater) 12,0
João Dias(Emater) 11,0
Encanto(Prefeitura) 10,0
Lucrécia(Emater) 9,5
Baraúna(Emater) 4,9
Upanema(Prefeitura) 4,6
Janduís(Emater) 3,6
Patu(Particular) 2,4
Areia Branca(Emater) 2,0
Campo Grande(Particular 2) 1,4
Assu(Emater/st. Casa Forte) 1,2
Coronel João Pessoa(Emater) 0,3

CENTRAL POTIGUAR

São João Do Sabugi(Emater) 62,0
Parelhas(Emater) 45,0
Angicos(Prefeitura) 37,4
Guamaré(Lagoa Doce) 20,0
Fernando Pedroza(Emater) 19,4
Florânia(Sitio Jucuri) 18,4
Lajes(Olho Dagua Dois Irmaos) 15,7
Equador(Particular) 14,4
Carnaúba Dos Dantas(Emater) 8,7
São Jose Do Seridó(Fz Caatinga Grande) 7,6
Jardim Do Serido(Emater/passagem) 6,8
Pedro Avelino(Particular) 6,7
São José Do Seridó(Associação Usuários Água) 6,5
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 5,0
Acari(Particular) 4,7
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 4,6
Cerro Cora(Emater) 2,6
São Vicente(Emater(ex-particular)) 1,3
Santana Do Matos(Emater) 1,0
São Fernando(Emater) 0,5

AGRESTE POTIGUAR

Santa Maria(Sind.trab.rurais) 35,0
São Bento Do Trairi(Prefeitura) 24,0
Monte Das Gameleiras(Emater) 22,5
Jacana(Emater) 19,4
Sitio Novo(Prefeitura) 18,5
Parazinho(Emater – Ex-particular) 17,5
Serrinha(Emater) 16,6
Rui Barbosa(Emater) 13,4
João Câmara(Centro Saúde) 8,0
Boa Saúde(Emater) 5,7
Bento Fernandes(Riacho Dos Paus-part.) 5,0
Tangara(Emater) 2,3
Monte Alegre(Emater) 2,0

LESTE POTIGUAR

Pedra Grande(Emater) 16,5
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 2,3
Montanhas(Prefeitura) 2,2
Natal 0,3

Abril começa com chuvas, após inverno ficar acima da média em março; veja situação de reservatórios, e municípios mais “banhados” do início do ano até o momento

Foto: Canindé Soares

A gerência de meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn) divulgou o relatório das chuvas no mês de março no Rio Grande do Norte concluindo que o volume fechou 4% acima da média histórica, além de um bom volume, também houve uma boa distribuição espacial e temporal das chuvas em quase todo o Estado. Destaque para a Região Oeste que, em média, encerrou o mês que costuma ser o mais chuvoso, com valores que superaram os 200 milímetros. Em todo o Estado, a região Oeste foi a mais castigada com os anos seguidos de seca.

Segundo o meteorologista Gilmar Bristot, as chuvas abaixo de 100 mm concentraram-se basicamente na mesorregião Agreste, onde costuma chover com mais intensidade a partir de abril. O maior índice acumulado foi registrado no município de Martins com 425,4mm. De acordo com a análise pluviométrica (disponível na página da Emparn na Internet), “a média climatológica utilizada no estudo refere-se aos postos pluviométricos com mais de 30 anos de dados, no período de 1963 a 2007”.

Na Mesorregião Oeste, o volume médio previsto para março era de 197,5 mm e choveu 218,9 milímetros, 10,8% acima do esperado. Na Central, 5,1% a mais, e no Agreste, 13% acima do previsto. Para a região Leste estavam sendo esperados 166,9 mm e choveu 151,7, queda de (-9,1), segundo a Emparn. No Litoral Leste e na região Agreste o período chuvoso começa em abril.

Os dados atualizados, da empresa de pesquisa, mostram ainda que 11 municípios já atingiram volume de chuva em que o inverno é considerado normal. É o caso de Janduís, no Médio Oeste. De 01 de janeiro até 02 de abril, o acumulado no município é de 758,7 milímetros.

A faixa de “inverno normal” varia de município para município. A de Janduís vai de 602,3mm até 885,9mm. Acima desse volume o ano é considerado “chuvoso”. Se ultrapassar os 1.115,7, a condição é de “muito chuvoso”.

RESERVATÓRIOS

Com a intensificação das chuvas nos últimos dias, os três maiores reservatórios do RN começaram a tomar água. Entre 29 de março e 03 de abril, entraram na Barragem Armando Ribeiro 35,7 milhões de metros cúbicos; na Santa Cruz de Apodi 3,7 milhões e na Umari (Upanema), 18,3 milhões. Quatro reservatórios de pequeno porte, monitorados pelo governo, atingiram os 100% de capacidade. São eles: Encanto, Pataxó, Riacho de Cruz II e Beldroega.

Os reservatórios abastecidos pelas duas grandes bacias hidrográficas no semiárido, Piranhas/Açu e Apodi/Mossoró, acumulam, neste início de abril, 1 bilhão de metros cúbicos de água, ou 1 trilhão de litros.

Para as próximas semanas, os mapas meteorológicos mostram boa concentração de chuvas sobre o Nordeste brasileiro atingindo também o Rio Grande do Norte. Nos dois períodos observa-se a presença da Zona de Convergência Intertropical atuando sobre a região Nordeste e com previsão de que ocorram chuvas acumuladas acima de 150 mm nos próximos 15 dias.

ACUMULADO DE CHUVAS (01 de janeiro a 03 de abril de 2019)

Martins 856,1

Janduís 758,7

João Dias 676,8

Timbaúba dos Batistas 665,0

Baraúna 654,2

Extremoz 612,8

Rodolfo Fernandes 606,8

Campo Grande 598,4

Natal (Ufrn) 592,7

Serra Negra do Norte 580,2

Paraú 576,7

Major Sales 571,9

Tenente Ananias 571,3

São Vicente 564,0

 

Avianca vai acabar com operação no Galeão em abril; ao todo, serão canceladas 21 rotas, inclusive, Natal-RN

Foto: Gabriel Monteiro

A Avianca Brasil, que está em recuperação judicial desde dezembro, informou nesta terça-feira que vai cancelar suas operações no Galeão, no Rio, a partir de abril. A empresa também vai fechar suas bases em Belém e Petrolina e cancelar mais voos em outras cidades. Ao todo, serão canceladas 21 rotas, das quais nove ligam o aeroporto carioca a outros municípios brasileiros. Os passageiros que já haviam comprado bilhetes para qualquer uma dessas rotas poderão optar por serem reembolsados ou realocados em voos de outras companhias.

A empresa não informou a data que deixará de voar a partir do Galeão ou das demais cidades. Informou apenas que as partidas serão descontinuadas ao longo do mês que vem. Entre os destinos que deixarão de ser atendidos pela Avianca a partir do terminal carioca estão Fortaleza, Porto Alegre, Natal e Brasília. De Belém, a Avianca voava apenas para Guarulhos (SP). De Petrolina, os destinos atendidos eram Recife e Salvador.

Outras rotas que deixarão de ser operadas pela empresa são as que ligam Salvador a Maceió, Aracaju, Recife e Bogotá. Mas a empresa manterá ativa sua base na capital baiana. A partir de 1º de abril, a Avianca também deixará de voar para Nova York, Miami e Santiago. O encerramento desses três voos, que partem de Guarulhos, já havia sido anunciado pela companhia em fevereiro.

Com a decisão, a Avianca vai manter apenas 32 rotas e atender 23 destinos, com uma frota de 26 aviões. “A Avianca Brasil informa que as 32 rotas remanescentes são estratégicas e continuam a ser operadas normalmente, com seus pousos e decolagens mantidos dentro do cronograma previsto. Para os passageiros com bilhetes emitidos para os destinos que deixam de ser atendidos, a empresa informa que cumprirá a resolução 400 da Anac”, diz a empresa em nota.

A resolução prevê que, em caso de cancelamento de voos, a companhia aérea reembolse o passageiro ou o aloque em voo de empresas parceiras. Mais informações sobre cancelamento estão disponíveis no link https://www.avianca.com.br/-/noticias-sobre-a-avianca-brasil-na-impren-1

A Avianca trava uma queda de braço com as empresas de leasing (arrendamento de aviões) e terá uma semana decisiva para acertar uma saída para esses credores, a quem deve milhões de reais. Está prevista para sexta-feira a assembleia de credores, que vai analisar o plano de recuperação judicial da companhia.

A Azul, terceira maior empresa brasileira do setor, negocia a compra de parte das operações da Avianca e já concordou em adiantar um aporte milionário à empresa para viabilizar suas operações, enquanto ambas conversam sobre a aquisição.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luladrão disse:

    vAMOS VOLTAR PARA pARNAMIRIM. Eu garanto que 90% ficariam satisfeitos e felizes.

  2. Luciana Morais Gama disse:

    Vai afundar ainda mais o AEROPORTO DE SÃO GONÇALO.

Em abril, PM no RN apreendeu 83 armas, capturou 24 foragidos e recuperou mais de 40 veículos; veja balanço

De 01 a 30 de abril de 2014, a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte apreendeu 83 armas de fogo e 446 munições de diversos calibres em todo o Estado.

Além disso, a PMRN capturou 24 foragidos da Justiça, recuperou 41 veículos com queixas de roubo ou furto e apreendeu aproximadamente 24 quilos de drogas.

Das 83 armas de fogo, 56 foram apreendidas na Região Metropolitana e 27 no interior do Estado.

Veja cidades que registraram maiores chuvas no RN em abril

Microsoft Word - boletim_mes_abril_2014_2.docxDe acordo com o monitoramento pluviométrico da EMPARN, observou-se que as chuvas nas mesorregiões Oeste e Central variaram de normal a acima de normal, durante o mês de abril de 2014, como mostra o mapa acima. Os maiores acumulados de chuvas até o dia 29 ocorreram nos municípios de São Francisco do Oeste(337,5mm), Martins(265,4mm), Marcelino Vieira(256,6mm), Cruzeta(243,4mm), Caicó(236,2mm), Tenente Laurentino Cruz(223,3mm), São José do Seridó(217,1mm) e Jardim de Piranhas (203mm). No entanto, na faixa litorânea Leste e Agreste, as chuvas apresentaram índices abaixo da normal climatológica para o corrente mês.