Homem é condenado a mais de dez anos de reclusão por tentativa de roubo e tortura das vítimas em residência em Natal

Foto: Ilustrativa

O juiz Rainel Pereira Batista, em processo da 16ª Vara Criminal de Natal, condenou um homem acusado de tentativa de roubo e tortura a uma pena de 10 anos e cinco meses de reclusão em regime fechado.

Os crimes ocorreram no dia 2 de agosto de 2014, no Parque dos Coqueiros, zona norte de Natal, quando o réu Felipe Lúcio Medeiros Dantas e outros dois comparsas invadiram uma residência e anunciaram o assalto, surpreendendo a vítima, familiares, amigos e empregados que se encontravam na casa naquele momento, passando todos à condição de reféns, deitados no chão e ameaçados por armas de fogo.

Eles passaram a recolher os bens pessoais das vítimas além dos objetos do próprio imóvel, colocando o material em um veículo Pajero TR4 que estava estacionado na parte externa da casa, esperando para dar fuga aos assaltantes.

Havia, ainda, a exigência pela entrega da quantia de R$ 70 mil que supostamente estaria guardada na residência.

Agressões

Durante o assalto, as vítimas foram constantemente agredidas, principalmente para que fosse entregue o valor citado. O grupo passou a constranger diretamente uma das vítimas, agredindo-lhe com um cabo de borracha, pisoteando suas mãos, furando sua orelha e ameaçando-lhe de morte, ameaça que se estendia aos demais reféns. Além disso, ameaçaram cortar os dedos de uma filha dessa vítima. De tal violência resultou lesões corporais descritas nos laudos periciais presentes no inquérito policial, bem como traumas psicológicos.

Chamados a atender à ocorrência, policiais adentraram no imóvel e, uma vez percebidos pelo grupo, houve troca de tiros. Os ladrões tomaram duas das vítimas como escudos humanos e conseguiram escapar para casas vizinhas. Houve perseguição e mais trocas de tiros, quando dois dos agressores foram alvejados (Ricardo Henrique Costa Brito e Leonardo Freire Costa) e não resistiram aos ferimentos. Felipe Lúcio foi perseguido por outros policiais, capturado e preso em flagrante delito.

Decisão

Ao analisar o caso, o juiz Rainel Pereira Batista entendeu comprovado que o réu Felipe Lúcio cometeu os crimes que lhe foram imputados, inclusive admitidos por ele de forma parcial, e corroborados pelas vítimas e pelos policiais que atenderam a ocorrência.

“Não restou incerteza quanto à atuação organizada dos três agentes, que praticaram os delitos em manifesta comunhão de intenções, nos exatos termos descritos na inicial acusatória, encontrando-se sob julgamento neste momento apenas o réu Felipe Lúcio, vez que os demais foram alvejados num confronto com a força policial, não resistindo aos ferimentos”.

O magistrado descartou a negativa do acusado quanto à violência praticada contra as vítimas e ao uso de arma de fogo, apontando que esta “não encontra qualquer amparo na prova dos autos, que segue na direção oposta”.

O juiz pontua ainda que os elementos dos autos permitem o entendimento de que o réu e demais agentes planejaram a ação com intuito principal de buscar a quantia de R$ 70 mil, sendo ainda referidos uma arma de fogo e um cordão de ouro. “Para alcançar tal objetivo, interceptaram parte das vítimas em via pública, o que lhes garantiu acesso à casa, onde todos os presentes foram feitos de reféns. Não encontrando o citado valor, passaram a recolher objetos de valor da casa e das pessoas, como telefones celulares, notebooks e tablet”.

Assim, decidiu que se confirma a hipótese acusatória inicial tendo o acusado praticado o crime de roubo majorado de forma tentada contra cinco vítimas e crime de tortura contra duas das vítimas, devendo sujeitar-se às sanções penais correspondentes.

(Processo nº 0102057-73.2014.8.20.0002)
TJRN

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Verdade disse:

    Quem faz a lei e aprova é quem tem maioria no congresso. Foi essa galera aprovou esse tipo de lei. Dá pra entender?

  2. Silva disse:

    Apenas 10 anos ???

    • Manoel disse:

      Isso que dá morar num país em que uma "vítima da sociedade" vale mais que uma vítima de bandido!

Acidente em pista mal sinalizada gera indenização para família das vítimas no RN

Foto: Reprodução

A juíza Deonita Fernandes, da Vara Única de Pedro Velho, condenou o Departamento Estadual de Estradas e Rodagens (DER/RN) e a empresa Novatec Construções e Empreendimentos a pagarem indenização no valor de R$ 40 mil aos pais de um homem que faleceu em um acidente de trânsito ocorrido na rodovia RN 269, que liga as cidades de Pedro Velho a Montanhas, no ano de 2010. Segundo os autos, a estrada estava sem a sinalização necessária, sendo esta a causa do acidente que resultou na morte de duas pessoas que estavam em uma motocicleta.

Na ocasião do acidente, a moto bateu em um carro que vinha utilizando a “pista contrária, tendo em vista a realização de obra de recapeamento que interditava parte da pista”, de forma que assim ficou evidenciada a responsabilidade da empresa contratada para realizar o serviço na rodovia.

Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fernando disse:

    Se a justiça funcionasse mais rapido… qualquer governo ja resolveria o problema (tendo em vista que há imposto só para isto), pq ia ser uma enxurrda de processo e de idenizacao!!!

  2. Francisco Alves disse:

    As rodovias do RN estão de mal a pior. Problema de quem usa!
    Não tem manutenção prevista no orçamento.
    Quando vem do Ceará ou da Paraíba, nem precisa de placa indicadora da divisa dos estados, ao entrar nas rodovias do RN logo começam os buracos, má conservação, falta de sinalização, excesso de lombadas e tantos outros problemas.

FOTO: Vítimas do acidente que matou Kobe Bryant são identificadas

Algumas das vítimas identificadas do acidente que matou Kobe Bryant. Foto: CBS/Reprodução

Foi revelada nesta segunda-feira, 27, a identidade das nove pessoas que morreram, incluindo o astro de basquete Kobe Bryant e sua filha Gianna, em um acidente em Calabasas, perto de Los Angeles, nos Estados Unidos, no dia anterior. A bordo do helicóptero Sikorsky S-76B, eles viajavam do Condado de Orange para a Mamba Sports Academy, em Thousand Oaks para um jogo de basquete da filha de Kobe.

O armênio Ara Zobayan foi identificado como o piloto da aeronave. As outras vítimas são John Altobelli, um treinador de beisebol do Orange Coast College, sua mulher, Keri Altobelli e a filha do casal, Alyssa Altobelli, colega de Gianna no time de basquete, a treinadora de basquete Chrsitina Mauser, a estudante Payton Chester e sua mãe, Sarah Chester.

Alyssa era uma das melhores amigas de Gianna e jogava com ela na equipe Lady Mambas de Los Angeles. Segundo a imprensa americana, o casal John e Keri Altobelli deixou outros dois filhos: JJ e Alexis.

Christina Mauser, de 38 anos, era treinadora de basquete na Mamba Sports Academy e treinadora assistente de basquete em uma escola particular em Orange County. Ela deixou o marido Matt e três filhos: Penny Rose, Tommy e Ivy.

Mãe e filha, Sarah e Peyton também morreram no acidente. Payton frequentou a Escola Episcopal de St. Margaret em San Juan Capistrano. “Descansem em paz, mãe e a irmã mais incríveis. Eu te amo Pay Pay and Mon, RIP”, escreveu a irmã de Peyton, Riley, nas redes sociais.

O Departamento de Polícia de Los Angeles informou que as condições não eram adequadas para voar antes do acidente devido a um forte nevoeiro na região. As investigações estão em fase inicial.

Veja

 

VIRALIZOU NO PAÍS: Gerente de supermercado que ignorou bandido explica calma de vítimas: ‘nunca fomos assaltados’

Foto: Reprodução EPTV. VÍDEO AQUI em matéria na íntegra

Imagine uma cidade pacata. Essa é São João Batista do Glória (MG). O município de pouco mais de 7 mil habitantes é mais conhecido por suas cachoeiras e belezas naturais aos pés da Serra da Canastra, do que pelo progresso e suas mazelas, como a criminalidade. Foi lá que um fato inusitado chamou a atenção: um homem anunciou um assalto em um supermercado, mas desistiu do crime depois de ser ignorado pelas vítimas. (Reveja o vídeo acima)

O G1 então foi atrás de respostas e descobriu o motivo de tanta calma dos funcionários: em três décadas de existência, o estabelecimento nunca havia sido assaltado. Sequer sofreu uma única tentativa.

“O supermercado aqui tem quase 30 anos e nunca aconteceu isso, é a primeira vez, a cidade é muito tranquila. Nos mais afastados já aconteceu, mas aqui não. A praça é muito movimentada, fica difícil o acesso”, contou o gerente do supermercado, Jorge Batista de Oliveira.

A cena foi flagrada pelas câmeras de segurança. As imagens mostram quando um homem com um capacete entra no supermercado e anuncia o assalto. Os clientes e funcionários do mercado não entendem muito bem e continuam tudo como se nada tivesse acontecido.

O assaltante anuncia mais uma vez o assalto, mas mais uma vez, nada acontece. Ignorado, ele desiste e vai embora. A imagem mostra ainda que um dos clientes inclusive continua tomando uma cerveja.

O rapaz estava com a mão nas costas como se estivesse armado. Mas, como ninguém reagiu à tentativa, ele foi embora sem levar nada do supermercado.

“Tava todo mundo concentrado ali empacotando, os caixas tudo com fila, tinha um rapaz até tomando uma cerveja na fila. O menino estava empacotando, virou, olho pra ele e voltou a empacotar de novo normal (risos). As meninas que estavam no caixa nem perceberam. O pessoal não deu atenção e ele saiu correndo”, contou o gerente.

Só que saindo dali, o criminoso não perdeu a viagem. Segundo a polícia, o rapaz foi até outro supermercado no mesmo bairro e lá ele conseguiu levar o dinheiro do caixa: R$ 330 e um celular.

Segundo a Polícia Militar, ele não estava sozinho. Um outro homem aguardava em uma moto. Mais cedo a dupla também já tinha assaltado uma mercearia em Passos. A PM informou que já tem informações sobre os suspeitos, mas até o momento, ninguém tinha sido preso. No supermercado, a segurança deverá ser reforçada.

G1-MG

FOTOS: Polícia Civil apreende 48 gatos vítimas de maus-tratos no bairro do Alecrim, em Natal

Fotos: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Especializada em Defesa ao Meio Ambiente (DEPREMA) e da Delegacia Especializada em Assistência ao Turista (DEATUR) deram cumprimento, na manhã desta quinta-feira (17), a um mandado de busca e apreensão em desfavor de uma senhora de 55 anos. Ela foi autuada em flagrante pela suspeita da prática do crime de maus-tratos de animais.

O cumprimento aconteceu na residência da mulher, no bairro do Alecrim, na Capital Potiguar. No local, foram apreendidos: 48 gatos e dois cães em situação de maus tratos. As diligências foram empreendidas após o recebimento de denúncia anônima, informando que todos estes animais estavam amarrados pelo pescoço.

Ela foi conduzida até a delegacia e, após lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), foi liberada.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Pergunta às vítimas deles, diz Bolsonaro sobre mortos em presídio

Ao sair do Palácio da Alvorada, na manhã desta terça-feira(30), Jair Bolsonaro disse que só comentaria sobre a mortes de 57 pessoas no presídio de Altamira depois que as vítimas dos presos se manifestassem.

“Pergunta para as vítimas dos que morreram lá o que eles acham.”

O massacre é o maior ocorrido em um presídio desde o de Carandiru, em 1992, quando 111 internos foram assassinados.

O Antagonista e Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan disse:

    Parabéns presidente!!! Assassino, estuprador, ladrão, corrupto, hacker, é pra se FXDXEX!!!!!! Chega de colocá-los no lugar de vítimas, essa era já passou!!!!! Se fosse pra nos preocuparmos com esses meliantes teríamos eleito o Andrad…

Moro diz que Ministério da Justiça e PF vão identificar e comunicar vítimas de hackers

Um dos alvos dos supostos hackers, Sérgio Moro afirmou na internet nesta quinta que, segundo as apurações preliminares, ‘ninguém foi hackeado por falta de cautela’ — Foto: Marcelo Camargo, Agência Brasil

O ministro Sérgio Moro afirmou nesta quinta-feira (25), em uma rede social, que o Ministério da Justiça e a Polícia Federal (PF) vão identificar e comunicar as centenas de vítimas de invasões de celulares dos supostos hackers que foram presos nesta semana em São Paulo. Segundo o titular da Justiça, haverá notificação para as vítimas de hackeamento, sejam elas autoridades ou não.

Na terça-feira (23), a PF prendeu, na Operação Spoofing, quatro suspeitos de envolvimento na invasão de celulares de autoridades. O próprio Moro foi um dos alvos dos supostos hackers.

A PF informou ao Ministério da Justiça que celulares utilizados pelo presidente Jair Bolsonaro também foram alvos de ataque do grupo de supostos hackers preso nesta semana.

Investigadores da Polícia Federal informaram nesta quarta (24) que já têm condições de afirmar, com base na apuração prévia, que aproximadamente 1 mil diferentes números telefônicos foram alvo do mesmo modus operandi usado para supostamente invadir o celular de Sérgio Moro.

Na internet, o ministro disse nesta quinta-feira que a invasão dos celulares não ocorreu por “falta de cautela” das vítimas. Ele destacou que o hackeamento se deu por uma vulnerabilidade no sistema do aplicativo de mensagens Telegram.

“A vulnerabilidade foi explorada por hackers criminosos e pessoas inescrupulosas. As centenas de vítimas, autoridades ou não, que tiveram a sua privacidade violada por meio de crime, serão identificadas e comunicadas pela Polícia Federal ou pelo MJSP [Ministério da Justiça]”, escreveu Moro em uma das mensagens publicadas na internet.

“Pelo apurado, ninguém foi hackeado por falta de cautela. Não se exigia nenhuma ação da vítima. Não havia sistema de proteção hábil. Há uma vulnerabilidade detectada e que será corrigida graças à investigação da Polícia Federal”, complementou o ministro em outro post.

Bolsonaro

Jair Bolsonaro comentou nesta quinta, durante um evento em Manaus, que eventuais ações de hackers nos celulares dele “não vão encontrar nada que comprometa”.

“Eu achar que meu telefone não estava sendo monitorado por alguém seria muita infantilidade, não apenas por eu ser capitão do Exército, conhecedor da questão da inteligência. Sempre tomei cuidado nas informações estratégicas, essas não são passadas via telefone. Então, não estou nem um pouco preocupado se porventura algo vazar aqui no meu telefone. Não vão encontrar nada que comprometa. […]. Perderam tempo comigo”, declarou.

O presidente disse ainda que discute apenas pessoalmente, no gabinete, questões tratadas com outros chefes de Estado.

Em junho, quando o site The Intercept começou a publicar conversas atribuídas a Sérgio Moro pelo aplicativo de mensagens Telegram, Bolsonaro afirmou que não segue recomendação do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) de utilizar um celular protegido com um programa de criptografia para se comunicar. Ele afirmou, naquela ocasião, não ter “nada a esconder”.

O GSI divulgou nota na qual ressaltou que disponibiliza ao governo federal, por intermédio da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), um Terminal de Comunicação Seguro (TCS), com tecnologia da própria agência, “cabendo às autoridades optar pelo equipamento e operá-lo conforme suas necessidades funcionais”.

Ainda segundo o GSI, “detalhes e desdobramentos sobre o assunto serão apurados por inquérito instaurado pela Polícia Federal”.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. André Fortes disse:

    Estranhíssimo. Se Moro é honesto e está sendo vítima criminosos que estão adulterando as mensagens, o material que ele quer destruir serve para comprovar sua inocência com o resguardo da Justiça. Por que ele quer fazer justamente o contrário? Isso é muito louco.

    • Del disse:

      Já provou, pois mesmo depois da divulgação seletiva, não aconteceu nada que pudesses abalar a confiança no ministro. O que aconteceu foi uma falsa análise do gleengay, concluindo erradamente que com isso, iria inocentar os roubos praticados por Lula. Pelo o que deu pra concluir até agora, mesmo ele alardeando que era um material bombástico, foi o empenho de Moro pra defender a nação das ações maléfica dos corruptos.

  2. Riva disse:

    Ele dizia que as mensagens eram falsas ou adulteradas. Vai mandar periciar? Duvido. Vai querer destruir o quanto antes.

VÍDEO: Além dos tiros, imagens da vigilância interna de escola em Suzano-SP mostram golpes com machadinha em vítimas

As imagens destacadas na Folha de São Paulo estão borradas e editadas. Infelizmente, em redes sociais, vídeos com mais detalhes impressionam e mostram cenas de filme de terror. Assista aqui vídeo Folha.

Um vídeo de vigilância interna da escola estadual Professor Raul Brasil mostra o momento que Luiz Henrique de Castro, 25, e Guilherme Taucci Monteiro, 17 entram no colégio e iniciam um massacre com uma arma de fogo e uma machadinha.

Guilherme, que é ex-aluno da escola, entra no colégio às 10h42, durante o horário de intervalo das aulas, quando alunos, professores e funcionários estão circulando pela escola.

Ele chega com um caderno na mão, mochila nas costas e um boné. Assim que passa pela porta de um saguão de entrada da escola, joga o caderno no chão, fica de costas para um grupo de alunos e professores, tira a arma da cintura e efetua os disparos aparentemente a esmo.

Logo ao primeiro tiro, o vidro da secretaria se estilhaça e todos começam a correr. O jovem continua a efetuar os disparos. A coordenadora pedagógica Marilena Umezu, 59, é atingida pelas costas.

O atirador persegue os alunos em fuga numa área mais interna da escola. Segundos depois, chega Luiz Henrique, também com um boné e uma com uma mochila. Ele carregava ainda uma besta, espécie de arma medieval que lança flechas.

Luiz Henrique saca uma machadinha e começa a desferir golpes nos corpos que já estão no chão do saguão.

Logo em seguida, uma garota foge do interior do colégio, já fugindo de Guilherme. Ela se depara com Luiz Henrique que a agarra e lhe desfere socos. A garota consegue escapar. Nesse instante, um grupo maior de alunos fogem do interior da escola, passando pelos corpos e por Luiz Henrique que pega outra machadinha e desfere golpes em quem fugia.

Um dos golpes de machadinha atinge o ombro de um dos alunos, de 18 anos. O jovem caminhou 300 metros até o hospital mais próximo com a arma branca cravada em seu ombro.

Luiz Henrique avança para o interior da escola e o vídeo deixa de registrar o movimento dos dois.

Segundo o comandante-geral da PM, Marcelo Vieira Salles, ao que tudo indica, “quando eles [atiradores] viram a Força Tática, entraram para dentro um corredor e um atirou na cabeça do outro. Depois, esse se suicidou.”

Folha de São Paulo

 

Projetos de Fábio Faria ampliam Lei Maria da Penha e garantem auxílio para vítimas

O Dia Internacional da Mulher foi marcado por ações do deputado Fábio Faria (PSD RN) que solicitou celeridade na discussão e inclusão na pauta de dois projetos de sua autoria que protegem as mulheres vítimas de violência.

O primeiro, PL 6939/2017, amplia a Lei Maria da Penha, estendendo as medidas protetivas de urgência às mulheres agredidas por homens que não estejam em mesmo ambiente familiar e com quem não tenham relação afetiva. “Atualmente a lei só protege em casos de violência doméstica, no âmbito da família e de relação íntima de afeto”, explica Fábio Faria.

A segunda proposta do parlamentar é o Projeto de Emenda Constitucional, PEC 368/ 13, para garantir assistência às vítimas de violência e aos seus familiares, com o pagamento de um auxílio, no valor de um salário mínimo, quando as vítimas não tiverem direito a outro tipo de benefício previdenciário.

“Essa iniciativa visa garantir assistência enquanto a pessoa estiver afastada do trabalho para se recuperar das sequelas geradas pelo ato de violência a que foi submetida. Em caso de morte, esse benefício será pago ao cônjuge, companheiro e dependentes. Assim como já há um benefício para garantir a manutenção da família daquele que pratica o delito enquanto ele está preso, é razoável protegermos os vitimados”, destaca Fábio Faria.

O Brasil tem a quinta maior taxa de feminicídio do mundo. O número de assassinatos chega a 4,8 para cada 100 mil mulheres, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em 2017 foram computados 4.473 homicídios dolosos de mulheres. Isso significa que há um assassinato de mulher a cada duas horas no Brasil. O número, porém, pode ser maior, uma vez que há falta de padronização e registros.

No Rio Grande do Norte, a violência atinge 8,4 a cada 100 mil mulheres.

Polícia Civil abre investigação após queixa de vítimas que dizem ter sido feridas com agulhas de seringas no Carnaval de Caicó

Após queixa de pelo menos duas pessoas em delegacia, a  Polícia Civil abriu investigação para apurar denúncias de pessoas que dizem ter sido atacadas com agulhas de seringas durante o Carnaval de Caicó.

Quatorze pessoas foram atendidas pelo setor de emergência do Hospital Estadual Telecila Freitas Fontes, mais conhecido como Hospital Regional do Seridó, com esse tipo de queixa.

De acordo com a Polícia Civil, o hospital foi oficiado para mandar a relação das pessoas que receberam atendimentos relatando a violência. Os atendimentos registrados no Hospital Regional do Seridó foram feitos no sábado (2), domingo (3) e segunda-feira (4).  Nenhum caso foi registrado na terça (5) nem na manhã desta Quarta-feira de Cinzas (6), último dia de folia em Caicó.

Até o momento, no entanto, ninguém foi preso em flagrante e ainda não há imagens que mostrem suspeitos.

Segundo a Diretora-geral do Hospital Regional do Seridó, Maura Vanessa Sobreira, em contato do portal G1-RN, as vítimas foram submetidas à profilaxia pós-exposição, que é uma medida de prevenção de urgência à exposição pelo HIV, hepatites virais e outras infecções sexualmente transmissíveis. “Todos deram resultado negativo”, ressaltou.

Com acréscimo de informações do G1-RN

 

Flamengo se recusa a fazer acordo para indenizar famílias de vítimas do Ninho do Urubu

Foto: Ricardo Moraes/Reuters/direitos reservados

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e o Ministério Público Estadual informaram que o Flamengo se recusou nessa terça-feira (19) a fechar o acordo de reparação às vítimas do incêndio no alojamento do Centro de Treinamento (CT) do clube, o Ninho do Urubu, em Vargem Grande, na zona oeste, no qual dez atletas morreram e três ficaram feridos. O acordo estava sendo negociado entre o clube, as duas instituições e o o Ministério Público do Trabalho.

Em nota, a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, o Ministério Público Estadual e o Ministério Público do Trabalho informam que o caso vai ser definido na Justiça. Com a tentativa de acordo encerrada, as instituições buscarão a reparação judicial. Amanhã (20), os parentes dos jogadores serão atendidos pela Defensoria Pública para que sejam orientados sobre as medidas possíveis.

Segundo as instituições, a “recusa do acordo” foi informada por meio de ligação telefônica às 19h desta terça-feira. Conforme a nota divulgada à imprensa, não houve consenso nas negociações para fechar os valores das indenizações e eventuais pensões. “Os valores apresentados pelo clube estão aquém daquilo que as instituições entendem como minimamente razoável diante da enorme perda das famílias e demais envolvidos”, indicou o comunicado.

Confiança

No fim da tarde, a coordenadora cível da Defensoria Pública, Cíntia Guedes, disse durante uma entrevista coletiva que quase 90% do acordo estavam acertados e que tinha confiança em uma resposta positiva do Flamengo ainda hoje. A defensora destacou que apenas dois pontos estavam em aberto e se referiam a valores de indenizações e de pensões às famílias dos atletas atingidos. “A bola agora está com o Flamengo”, chegou a dizer a defensora ao fim da coletiva.

Segundo a Defensoria Pública, anteriormente, o Flamengo havia se comprometido em prestar assistência médica aos jovens que necessitarem de tratamento, assim como apoio psicológico às famílias dos atletas que morreram.

O clube também havia se responsabilizado a manter por um período mínimo de dois anos, os contratos de formação dos atletas que sobreviveram, além dos contratos dos empregados que de certa forma se envolveram no incêndio.

O Flamengo não se manifestou sobre o fim das negociações.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bader disse:

    Desde o incio o Flamengo recua sobre o assunto, são verdadeiros covardes. Se eu fosse torcedor do flamengo teria vergonha de defender esses criminosos, assassinos.

  2. Menezes disse:

    Que Manchete mas sensacionalista é essa o Flamengo não se recusou apenas o MP não aceitou a proposta do Flamengo que tem reunião com os familiares das vítimas ainda essa semana.

Vítimas são socorridas em Brumadinho após rompimento de barragem da Vale

Brumadinho (MG), 25/01/2019, Rompimento de barragem em Brumadinho – Barragem da Vale se rompe em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. Foto: Reprodução / Agência O Globo

O Hospital João XXIII, em Belo Horizonte acionou o plano de emergência para atendimento de vítimas em situação de catástrofe após o rompimento de uma barragem de rejeitos da Vale nesta sexta-feira em Brumadinho, na Região Metrolitana da capital mineira.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES), até o momento, duas mulheres deram entrada no local. Elas foram socorridas de helicóptero e estão sendo avaliadas e passando por exames. Seus estados de saúde estão estáveis.

O plano de emergência para catástrofe significa que praticamente toda a atividade de emergência do hospital ficará voltada para o atendimento às vítimas do rompimento. Com isso, a sala de trauma deverá ter seus leitos disponíveis para elas. Os pacientes estáveis que estiverem no local serão transferidos para outros espaços.

O resgate do Corpo de Bombeiros continua em andamento. Os profissionais do hospital estão sendo chamados a ficar de prontidão diante do ocorrido.

Também faz parte do plano de catástrofe a mobilização de outras unidades de saúde na região.

Segundo informações preliminares, a barragem que se rompeu é usada para recirculação de água da planta e contenção de rejeitos em eventos de emergência. No site da Vale, consta que ela tem cerca de um milhão de metros cúbicos. Em Mariana, foram 43,7 milhões de m³ de lama.

O parque do Instituto Inhotim foi fechado por orientação do Corpo de Bombeiros . A medida é válida para funcionários e visitantes e serve como precaução, já que o local não chegou a ser atingido pela lama.

No desastre de Mariana em 2015, foram despejados cerca de 43,7 milhões de m³ de lama, volume próximo do Pão de Açúcar, vazaram de instalações da mineradora no maior desastre ambiental do Brasil. O acidente ocorreu no dia 5 de novembro. Dezenove pessoas morreram, e cidades da região sofrem até hoje com os efeitos dos detritos tóxicos espalhados pelo mar de lama.

O Globo

 

MPRN vai receber denúncias de vítimas do médium João de Deus

Vítimas terão as identidades e as informações prestadas por elas mantidas em sigilo

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) irá receber denúncias de mulheres que tenham sido vítimas do médium João de Deus, acusado de crimes sexuais. As possíveis denúncias serão recebidas pelo Centro de Apoio Operacional das Procuradorias e Promotorias de Justiça Criminais (Caop/Criminal), que funciona na sede da Procuradoria Geral de Justiça, em Natal. As denúncias podem ser feitas pessoalmente ou enviadas para o e-mail: [email protected]

O MPRN auxilia o Ministério Público de Goiás no recebimento de possíveis denúncias de eventuais vítimas de abuso sexual cometido pelo médium João Teixeira de Faria, mais conhecido como “João de Deus”, que estejam localizadas no estado. Na terça-feira, 11, o MP de Goiás enviou ofício circular aos procuradores-gerais dos estados para pedir auxílio nesse processo em razão da possível existência de vítimas em outros locais.

O MPRN informa, ainda, que as Promotorias de Justiça de todas as comarcas situadas no estado estão à disposição para o acolhimento e registro das denúncias. As vítimas terão as identidades e as informações prestadas por elas mantidas em sigilo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lutemberg disse:

    Nesse caso, os doutores irão atuar. Afinal, atrai holofotes, midia e atenção do público, tudo que o órgão pavão gosta e necessita para justificar sua existência e preencher seu ego.

    • Manoel disse:

      Eles devem e irão atuar pq tem dezenas, senão centenas de mulheres que foram covardemente violentadas por um doente que se aproveitava da vulnerabilidade delas pra cometer os crimes sexuais mais grotescos…

    • Neco disse:

      Um charlatão igual a lula, prejudicou milhares de famílias e pessoa, pra prestar contas a justiça tem que ser através de promotores. Que outra forma seria julgado. Não fala m****

Vítimas decidem processar ator que vazou ‘nudes’ após chantagem em SP

Segundo a polícia, Diego Silva se passava por Michele Dias para aplicar golpes na internet (Foto: Arquivo Pessoal)

Duas das vítimas do ator Diego Saraiva Soares da Silva, de 27 anos, que se passava por uma mulher para firmar vídeos íntimos na internet e depois extorquir pessoas sob ameaça de compartilhar as imagens, afirmam que vão processá-lo. O suspeito foi preso pela Polícia Civil em Cubatão, no litoral de São Paulo.

Diego foi preso em flagrante por policiais civis, na última semana, no momento em que recolheria um envelope de dinheiro que seria pago por um advogado de 26 anos como condição da não divulgação das imagens. A vítima, que seria lesada em R$ 11 mil ao todo, já havia entregue R$ 5 mil anteriormente ao ator.

O suspeito criou um perfil falso em uma rede social com o nome de Michele Dias. Ele escolhia alvos da própria cidade para atrair, ligar a webcam e simular conversas íntimas. Na verdade, ele gravava as imagens transmitidas pelos homens para, depois, praticar os atos de chantagem e ameaça.

Ao advogado, que auxiliou a polícia na localização do suspeito, ele pediu dinheiro. A vítima topou pagar com receio do que a divulgação das imagens poderia ocasionar à vida profissional dele, que afirmou “ter perdido a paz” enquanto era chantageado. “O que está decidido é que vou processá-lo, sim”.

Mensagens mostra como vítima era orientada a entregar dinheiro (Foto: Reprodução)

Outro alvo, um microempreendedor, de 24 anos, que se negou a obedecer o ator, teve fotos compartilhadas em uma rede social. Diego, que se passava por Michele, queria que a vítima manchasse a imagem de um grupo de pessoas na cidade e o mandou drogá-los durante uma festa. “Quero justiça e vou processar”.

O caso

O perfil de Michele Dias, criado por Diego, foi montado para parecer real. Havia conversa com supostos amigos e várias pessoas que interagiam com ela, supostamente por acreditar que se tratava de uma mulher. Ele foi desmascarado depois que o advogado acionou a polícia, após ele ter pedido mais R$ 6 mil.

Investigadores o acompanharam no dia em que ele deveria deixar um envelope com o dinheiro em um banheiro de um supermercado. Como a ação era controlada, a vítima deixou somente R$ 600 no local combinado – as notas foram fotografadas anteriormente. Diego foi preso ao ser flagrado fugindo do local com o valor.

“Na delegacia, ele me viu e se ofereceu para devolver os R$ 5 mil. Eu não estava mais ligando para o dinheiro, pois dei como perdido. Queria mesmo era a minha paz de volta. Não queria viver mais em um inferno”, disse o advogado. Os policiais foram até a casa do ator, que admitiu o crime, e apreenderam o notebook dele.

G1

 

Itep identifica vítimas de chacina no RN

O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) identificou as quatro vítimas de uma chacina cometida na manhã desse domingo (15), em Lagoa de Pedras, situado a 50 quilômetros de Natal. Iara do Nascimento Silva, de 17 anos, Ruty Lúcia Silva de Azevedo, de 19 anos, Patrício Penha de Souza, 33, e Daniel Mendonça, de 23. Os corpos, inclusive, foram liberados no final da noite após necropsia realizada na capital.

As vítimas foram encontradas com marcas de tiros dentro de um veículo Pálio de placas MZG 4609, de Recife-PE, na entrada do município. Na ocasião, a PM realizou diligências, mas nenhum suspeito foi encontrado. Ainda não se sabe a motivação do crime.

Delegados concedem entrevista sobre crimes que vitimaram torcedores do ABC; confira como foi

O diretor da Dpgran, delegado Odilon Teodósio e a delegada da 10ª DP, Alzira Veiga concederam entrevista à imprensa na tarde desta terça-feira (19) para falar a respeito dos crimes que vitimaram dois torcedores do ABC FC na última sexta-feira (15).

Durante a coletiva os delegados falaram sobre o início das investigações e ressaltaram que ainda não há pistas sobre as mortes. De acordo com a delegada Alzira Veiga, responsável pela investigação do crime ocorrido em Neópolis, sequer pode-se afirmar neste primeiro momento que os crimes foram motivados por rixas entre torcidas organizadas. “O garoto que faleceu em Neópolis sequer vestia a camisa do time, algumas pessoas já foram ouvidas e todas elas afirmaram que o jovem vestia uma camisa branca e uma bermuda descaracterizada no momento em que foi baleado”, afirmou a delegada.

O delegado Odilon Teodósio destacou que os dois casos estão sendo investigados de forma independente e que até o momento não foi identificada nenhuma ligação entre eles. “Pode ser que o que aconteceu foi apenas uma coincidência de datas, mas é preciso que se faça um aprofundamento investigativo para saber quais são as motivações possíveis para esses fatos criminosos. Aí sim, se identificando as motivações, havendo uma comprovação de conexão, pode-se pensar em ter uma resposta mais exata”, disse Odilon.

Odilon afirmou ainda que, caso a ligação entre os crimes seja comprovada, pode ser sugerida à Delegacia Geral uma reunião dos inquéritos e, se for necessário, a formação de uma equipe de caráter especial para dar continuidade à apuração, devido a complexidade e a possível conexão dos casos com outros crimes.