Brasil não faz milagre, cai diante dos Estados Unidos e dá adeus à Copa do Mundo de basquete

Fotos: Divulgação Fiba

O Brasil brigou. Foi um time completamente diferente do que enfrentou a República Tcheca, no último sábado. Mas, contra os Estados Unidos, por mais que eles tenham nesta Copa do Mundo o seu time C, entrega e disposição não são suficientes. Não há espaço para falha. Não dá para fechar os olhos. E o Brasil, apesar dos predicados apresentados, não conseguiu um milagre. Bem na defesa, mas errando no ataque, o time não tirou a invencibilidade dos americanos, agora em 48 jogos (não perdem em Olimpíada e Mundial desde 2006), foi derrotado por 89 a 73 e está eliminado do Mundial da China. A República Tcheca, apesar do revés para a Grécia, é a segunda classificada do Grupo K.

Durante a partida, os atletas reclamaram muito da arbitragem. Ainda no segundo quarto, o técnico croata Aleksandar Petrovic, levou duas faltas técnicas e foi excluído da partida, invadindo a quadra para reclamar. Leandrinho, no último quarto, já com o jogo escapado, fez o mesmo para pedir duas faltas que não foram dadas. Varejão terminou com 14 pontos, sete rebotes e três assistências. Benite, em seu melhor jogo, anotou 21 pontos. Leandrinho fez 14. Nos Estados Unidos, Kemba Walker fez 16, mesmo número que Myles Turner, com oito rebotes. Barnes anotou outros dez.

Por fim, o Brasil termina a Copa do Mundo com três vitórias, sobre Nova Zelândia, Grécia e Montenegro, e derrotas para Estados Unidos e República Tcheca na segunda fase, essa última sim, dolorida. No sábado, se tivesse vencido os tchecos, o Brasil já estaria classificado para as quartas de final. Com a saída da seleção, as duas vagas das Américas via Mundial estão definidas: Estados Unidos e Argentina.

Brasil no Pré-Olímpico

Apesar do revés, o Brasil ainda segue com chances de jogar a Olimpíada de Tóquio. Como ficou entre os 16 melhores da Copa do Mundo, o time está garantido em um dos pré-olímpicos mundiais, em junho do ano que vem. Serão 24 seleções, divididas em quatro grupos de seis. Apenas o campeão de cada torneio se classifica e fica entre os 12 que vão ao Japão.

A derrota para os Estados Unidos e a eliminação da Copa do Mundo deve significar também o fim de um ciclo para alguns dos nomes da seleção brasileira em Mundiais. Anderson Varejão, com 36, Huertas, com 36, Leandrinho, com 37, e Alex, com 39, já citaram, e o tempo mostra que esse é o caminho mais que provável. Antes, contudo, todos devem se colocar à disposição para o ano que vem, no pré-olímpico.

Brasil equilibra por 30 minutos

Pedindo energia ao time desde o domingo, Petrovic começou a partida contra os Estados Unidos com Huertas, Alex, Didi, Caboclo e Felício. A ideia era incomodar os americanos desde a primeira defesa. A defesa do Brasil funcionava bem, mas no ataque, Cristiano Felício errou dois lances simples. Com quatro minutos, os americanos tinham 10 a 7 e Petrovic levou falta técnica. Huertas anotava cinco pontos. Mais acionado no garrafão, Myles Turner tinha seis pontos para os Estados Unidos. Anderson Varejão, no giro em cima de Brook Lopez, trouxe a diferença para apenas uma bola: 15 a 12. Apesar de ter visto os americanos abrirem sete pontos no decorrer do quarto, a seleção conseguiu seu objetivo de manter o duelo em uma posse, perdendo por 21 a 18.

O Brasil não diminuiu a energia na volta. Nos primeiros dois minutos, conseguiu empatar o jogo em 23 a 23 em bola de três de Benite. Com dois minutos e cinquenta segundos do período, Anderson Varejão ia para a cravada quando foi parado por Myles Turner. Pediu falta. Arbitragem não deu. Petrovic reclamou el evou a segunda falta técnica. Foi expulso. E invadiu a quadra para reclamar. Precisou ser contido. A situação não desestabilizou o Brasil. Em gancho de Varejão, a vantagem americana caiu para 30 a 27. Benite, com a mão certeira em duas bolas, empatou em 33 a 33 faltando três minutos para o intervalo. Em duas falhas ofensivas de Felício, os Estados Unidos colocaram 41 a 33. Melhor que os americanos na reta final, o Brasil foi para o vestiário com revés menor, por 43 a 39.

O plano de jogo do Brasil não mudou para o terceiro período. Manter o jogo cadenciado, no cinco contra cinco, e apostar em Benite, com a mão quente. Nos quatro primeiros minutos, o ala chegou aos 18 pontos, mas os Estados Unidos seguiam vencendo por 48 a 44. Caboclo, por queda no início do quarto, parecia mancar. Variando na defesa, e com a bola de três não caindo, o Brasil viu os americanos abrirem sua maior vantagem até então, com 11 pontos: 59 a 48, com Kemba e Turner com 16 e 13 pontos. Aplicado defensivamente, o Brasil esbarrava na forte defesa americana e tinha aproveitamento bem ruim. A marcação, contudo, mantinha a equipe razoavelmente no jogo, apesar da vantagem americana subir para 11 pontos novamente em bola de três de Donovan Mitchell para fazer 67 a 56.

Reclamando demais da arbitragem, em dois ataques seguidos com Leandrinho, o Brasil perdeu o fio do jogo. Faltando oito minutos para o fim, os americanos colocaram 73 a 58 em cravada de Barnes. O Brasil parou o jogo. Na volta, a energia não foi a mesma. A meia-hora de energia não seguiu. O Brasil seguiu correndo, tentando diminuir a vantagem dos americanos, mas talvez a pilha da arbitragem pesou tanto quanto o talento dos rivais. Faltando dois minutos para o fim do duelo, a vitória americana era questão de acompanhar o cronômetro com o placar em 87 a 68. O tempo correu, e os Estados Unidos venceram por 89 a 73.

Globo Esporte

 

TÁ VOANDO: Brasil derruba Montenegro e vai 100% para 2ª fase da Copa do Mundo de basquete

Fotos: Divulgação / FIBA

Nova Zelândia? Grécia? Montenegro? Que nada! Ninguém parou o Brasil na primeira fase da Copa do Mundo de basquete. Se entrou desacreditada no torneio, a seleção brasileira surpreendeu o mundo, derrotou nesta quinta-feira Montenegro por 84 a 73 e fechou a fase preliminar do torneio com 100% de aproveitamento, avançando para a segunda fase sem ressalvas e com a moral lá em cima para buscar uma vaga nas quartas de final da competição e até mesmo uma das duas vagas olímpicas do continente para Tóquio 2020. A última vez que o Brasil terminou a primeira fase de uma Copa do Mundo com 100% foi em Indianápolis, 2002, quando venceu Porto Rico, Turquia e Líbano.

Diante de montenegrinos eliminados, mas sem se entregar, o Brasil em momento algum baixou a guarda. Nos 40 minutos de jogo, poucas vezes ficou atrás do placar. E ainda teve a possibilidade de descansar atletas importantes para o restante da competição, como Alex e Varejão. Sofreu nos minutos finais, vendo uma vantagem de 15 pontos cair para apenas um, mas triunfou.

Nesta quinta-feira, Huertas foi muito bem, “entrando” na Copa do Mundo após duas atuações abaixo do seu habitual. Anotou 16 pontos, com seis assistências. Felício também ganhou moral, com 14 pontos e sete rebotes, assim como Benite, que anotou nove pontos. Marquinhos fez 13 pontos. No time de Montenegro, Needham foi o cestinha com 16 pontos. Dubljevic fez dez, assim como Popovic.

Agora, na próxima fase, o Brasil formará o Grupo K, que já tem também os Estados Unidos, e ganhará outros dois integrantes: República Tcheca e Grécia ou Nova Zelândia. Todos os times carregam as campanhas da primeira fase, por isso a importância da vitória e de chegar 100%. O Brasil pega os tchecos (que venceram a Turquia) no sábado, em Shenzhen, e depois os Estados Unidos na segunda-feira. Se a seleção vencer esse primeiro jogo e os americanos triunfarem sobre Nova Zelândia ou Grécia, o Brasil está classificado para as quartas de final, como fez na Espanha em 2014.

Seleção entra com quinteto diferente

Petrovic foi inteligente. Poupou jogadores com minutagem alta nas duas primeiras partidas e deu tempo para Didi, Benite, Huertas e Felício. A mexida no quinteto inicial também veio para buscar dar confiança para caras importantes como Benite e Huertas, que ainda não tinham entrado bem até aqui na Copa do Mundo. Nos primeiros cinco minutos, justamente Huertas foi o desafogo no ataque, com sete pontos para colocar o Brasil com 12 a 9. Needham incomodava com sua velocidade e encontrava espaços para arremessos e infiltrações. Ao lado dele, Bjelica também chegou aos sete pontos, e Montenegro abriu 20 a 16. Na última bola do quarto, Alex Garcia matou para três e diminuiu: 20 a 19.

A seleção voltou para o segundo quarto com um quinteto que vem funcionando na Copa do Mundo. Leandrinho e Alex foram mantidos, e Varejão, Rafa Luz e Marquinhos entraram nos minutos iniciais. A estrela rival, Nikola Vucevic, do Orlando Magic, também saiu do banco para duelo particular com Varejão. Nos primeiros quatro minutos, o Brasil seguia com dificuldade no ataque e partia mais para a individualidade do que o jogo coletivo de até então. Mesmo assim, vencia por 26 a 25. Mantendo o nível absurdo de atuações na Copa do Mundo, Alex atingiu os sete pontos e assumiu como cestinha do Brasil em bandeja para levar o placar a 35 a 33. Marquinhos veio com um chute de três pontos. Leandrinho, na última bola do primeiro tempo, ajudou o Brasil a ampliar para cinco: 43 a 38.

No começo do terceiro quarto, o Brasil abriu a caixa de ferramenta. Assim como fez nos dois primeiros jogos, usou os primeiros minutos para abrir boa margem, colocando 54 a 41, no que já vem sendo chamado de “terceiro período matador” aqui na China. Huertas, bastante acionado e em lindo lance, chegou aos 11 pontos e quatro assistências. Em seguida, Felício foi para a cravada, mantendo a seleção com 13 de frente, sua maior vantagem, faltando três minutos: 59 a 46. Em assistência de Huertas para Felício, o Brasil fechou o quarto com frente de 66 a 54, entrando nos dez minutos finais com uma larga vantagem.

No derradeiro período, a seleção conseguiu controlar os montenegrinos nos dois primeiros minutos, chegou a colocar 15 pontos, com 73 a 58. Mas, com oito pontos seguidos, em duas bolas de três, Montenegro trouxe para 73 a 66, e Petrovic parou o jogo, trazendo Rafael Luz e Marquinhos de volta, além de Varejão, Benite e Leandrinho. Com quase quatro minutos sem marcar, a seleção recolocou Montenegro no jogo, com a diferença caindo para uma posse, em 73 a 72. Foi quando Leandrinho marcou os primeiros pontos do Brasil após o apagão, e a defesa funcionou para que a posse de bola ficasse com o time amarelo faltando 3min11s. Daí em diante, a seleção voltou a comandar as ações, colocou a cabeça no lugar e abriu de novo para vencer por 84 a 73.

Globo Esporte

 

GIGANTES: Brasil vence a Grécia, mantém liderança de grupo e se classifica para a segunda fase da Copa do Mundo de basquete

Basquete Brasil / Divulgação

Giannis Antetokounmpo não resistiu à seleção brasileira. Nesta terça-feira (3), em Nanjing, na China, o Brasil parou o atual MVP da NBA e venceu a segunda partida na Copa do Mundo de basquete. O ala-pivô Anderson Varejão foi o principal nome brasileiro em quadra, com 22 pontos e nove rebotes. Antetokounmpo terminou com 13 pontos.

Os primeiros lances de partida já indicaram as dificuldades que o time brasileiro teria para segurar Antetokounmpo. Com apenas 32 segundos, Bruno Caboclo e Alex Garcia já haviam cometido faltas no jogador do Milwaukee Bucks. Ainda assim, o primeiro período de jogo terminou bastante equilibrado, com vantagem dos europeus por 19 a 15.

A volta para o segundo quarto foi complicada para a equipe brasileira, que viu a Grécia conectar seguidas bolas de três e abrir 17 pontos de diferença. Por sorte, os minutos finais do período foram dominados pelo time de amarelo, que encurtou a diferença para 10 pontos e foi para o vestiário perdendo por 40 a 30.

O Brasil voltou do intervalo melhor. Dos dois lados da quadra. Na defesa, o time treinador por Aleksandar Petrovic limitou a seleção grega a 13 pontos em 10 minutos. No ataque, Varejão marcou 10 pontos e comandou a vitória por 26 a 13 no período, que terminou com os brasileiros à frente por 56 a 53.

O último quarto foi o mais equilibrado, com vitória grega por 25 a 23. A Grécia chegou a empatar a partida a menos de 40 segundos para o final, mas Anderson Varejão acertou o arremesso que colocou a seleção na frente outra vez. No final, Leandrinho converteu um dos dois lances livres que teve para cobrar e deixou a diferença em três pontos.

O que não se esperava, porém, era o drama com menos de dois segundos no cronômetro. Na saída de bola, Didi fez falta em Kostas Sloukas e colocou o grego na linha do lance livre para três arremessos. Após acertar os dois primeiros, Sloukas errou o terceiro. O Brasil ganhou o rebote e o jogo: 79 a 78.

Com a vitória, o Brasil assumiu a liderança do Grupo F e garantiu classificação para a segunda fase da competição. Na quinta-feira, a seleção enfrenta Montenegro, lanterna da chave, para tentar garantir a primeira colocação.

Zero Hora

Brasil quer sediar Copa do Mundo de futebol feminino em 2023

Brasil foi um dos dez países que expressaram interesse em sediar a Copa do Mundo feminina da Fifa – Direitos reservados/Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil foi um dos dez países que expressaram interesse em sediar a Copa do Mundo feminina da Fifa (Federação Internacional de Futebol) em 2023. Além do país, também estão interessados em receber a competição três sul-americanos (Argentina, Bolívia e Colômbia).

As Coreias do Sul e do Norte informaram à Fifa que pretendem concorrer com uma candidatura conjunta. Além deles, formalizaram interesse em concorrer o Japão, a Austrália, a Nova Zelândia e África do Sul.

Segundo a Fifa, esse é o maior número de países a formalizar interesse em sediar uma Copa do Mundo feminina desde a primeira edição do evento, em 1991.

As confederações nacionais terão agora que registrar suas candidaturas até 16 de abril deste ano. O anúncio do país-sede deve ser feito em março do ano que vem. Entre os possíveis candidatos, nenhum sediou uma Copa do Mundo feminina.

A próxima competição será realizada de 7 de junho a 7 de julho deste ano, na França. O Brasil está no grupo C do campeonato, junto com Austrália, Itália e Jamaica. A seleção brasileira estreia no dia 9 de junho contra a Jamaica.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juca disse:

    Lá vai o Brasil gastar dinheiro com bosta

Em jogo espetacular, Croácia vira na prorrogação, acaba com sonho inglês e está na final da Copa do Mundo contra a França

A cada fase que a Croácia avançava nesta Copa, a pergunta se repetia: vai superar a geração de 1998, que chegou ao terceiro lugar na Copa da França? Nesta quarta, a resposta veio. Com uma vitória por 2 a 1 sobre a Inglaterra, após a terceira prorrogação seguida, a seleção xadrez desta vez não precisou dos pênaltis para se classificar para a primeira final da sua história – Mandukic fez o gol da virada no começo do segundo tempo da prorrogação. Trippier abriu o placar de falta no primeiro tempo, mas Perisic igualou no segundo. Agora, a Croácia vai enfrentar a França, domingo, na grande decisão, tentando evitar o bicampeonato do adversário, e buscando colocar mais um campeão inédito na galeria das Copas.

Foto: Carl Recine/Reuters

Com informações do Globo Esporte

PROGRAME-SE. (Copa do Mundo): fase quartas de final começa nesta sexta; veja duelos, com destaque para Brasil e Bélgica

Nesta sexta-feira(06) se inicia a fase quartas de final da Copa do Mundo. Pela manhã, a partir das 11h, França e Uruguai duelarão por uma vaga na semifinal. A partir das 15h, o Brasil encara a Bélgica, em duelo classificado por muitos como uma final antecipada.

Veja os jogos das quartas de final abaixo:

Sexta (6) , 11h, em Nijni Novogorod

Uruguai x França

Sexta (6), 15h, em Kazan

Brasil x Bélgica

Sábado (7), 11h, em Samara

Suécia x Inglaterra

Sábado (7), 15h, em Sochi

Rússia x Croácia

Folha de São Paulo

Bélgica vence o Panamá por 3 x 0 pelo grupo G da Copa do Mundo

Foto: Odd Andersen/AFP

Se tem um jogador que poderia resumir a vitória da Bélgica por 3 a 0 sobre o Panamá nesta segunda(18), esse jogador é Kevin De Bruyne. No primeiro tempo, o meia correu, se movimentou e conseguiu trocar passes com quase todos os jogadores de sua equipe. Só faltou um: Lukaku.

A vontade e os erros de De Bruyne sintetizam a atuação belga na etapa inicial. Os panamenhos, fazendo sua estreia em Copas do Mundo, foram capazes de segurar o adversário com os 11 atletas à frente da grande área do goleiro Penedo.

No início do primeiro tempo, porém, um golaço de Mertens abriu o caminho para o triunfo da Bélgica. O atacante aproveitou rebote da defesa e marcou um golaço. 1 a 0.

Na sequência, De Bruyne enfim encontrou o esquecido companheiro Lukaku. Em lindo cruzamento de três dedos, colocou a bola na cabeça do camisa 9, que testou firme para ampliar. Pela primeira vez, a dupla funcionava, e ajudava a tornar mais fácil a missão dos belgas em Sochi.

Lukaku ainda marcou mais uma vez, após receber passe em profundidade e bater na saída de Penedo, encobrindo o goleiro panamenho para dar à equipe sua primeira vitória neste Mundial.

Folha de São Paulo

 

Copa do Mundo deve movimentar R$ 252 milhões em bares e restaurantes

O aumento da clientela nos meses de junho e julho corresponderá a 3,3% do faturamento médio mensal normal de bares e restaurantes – Marcello Casal jr/Agência Brasil

A Copa do Mundo deverá gerar um incremento de R$ 251,7 milhões no faturamento das atividades especializadas em serviços de alimentação, como bares e restaurantes. A estimativa, divulgada nesta sexta-feira (15), é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O aumento da clientela nos meses de junho e julho corresponderá a 3,3% do faturamento médio mensal normal.

Quase metade (48,6%) dos valores de faturamento esperados pelo setor de alimentação estão concentrados em São Paulo (R$ 82,1 milhões) e Rio de Janeiro (R$ 40,3 milhões). O Paraná aparece em seguida, com uma receita de R$ 33 milhões.

Consumo

A CNC aponta também que 9,9% das famílias brasileiras que moram em capitais pretendem fazer algum tipo de gasto relacionado ao setor de alimentação por causa do Mundial de 2018. Desse percentual, 1,9% pretende gastar em bares e restaurantes.

A intenção de consumo de alimentos e bebidas em casa se manteve equivalente ao verificado em 2014, com cerca de 53%. Para as famílias de maior poder aquisitivo, no entanto, cresceu a preferência pelo consumo domiciliar, passando de 40,4% em 2014 para 50,6% em 2018.

Com informações da Agência Brasil

 

Assembleia entrega Medalha Marinho Chagas a dez personalidades do RN nesta segunda e sedia exposição sobre Copa do Mundo

Por interino

Fotos: João Gilberto

Um dos maiores atletas da história do Rio Grande do Norte, Marinho Chagas, dá nome à Medalha do Mérito Esportivo que a Assembleia Legislativa instituiu para os desportistas que contribuem com o esporte potiguar e que será entregue, na próxima segunda-feira (11), a dez personalidades. São atletas, ex-atletas, locutores esportivos e jornalistas que serão agraciados com a honraria, em solenidade que irá acontecer às 9h, no plenário da Casa. Em paralelo ao lançamento e entrega das medalhas, haverá uma exposição de material relacionado à Copa do Mundo, que faz parte do acervo do jornalista Alexandre Gurgel.

O presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) destacou o valor do esporte: “É uma das mais democráticas e eficientes ferramentas de inclusão. Além de afastar a juventude das drogas e do mundo do crime, contribui com a qualidade de vida da população e, consequentemente, com a melhoria na saúde das pessoas. Reconhecer as pessoas que enaltecem o esporte e que incentivam a prática no Estado é o mínimo que devemos fazer”, afirmou.

Marinho Chagas foi o jogador potiguar de maior sucesso na Seleção Brasileira de futebol, considerado o melhor lateral-esquerdo da Copa do Mundo de 1974 e a medalha com seu nome foi instituída pela Mesa Diretora do Poder Legislativo do RN recentemente, em reconhecimento a sua trajetória.

Homenageados

Entre os homenageados, estão três ícones do esporte que já faleceram: o volante Dequinha, mossoroense e ex-jogador do ABC e Potiguar de Mossoró, que participou da Copa de 1954; Marco Antônio, o “Garotinho da Copa”, locutor esportivo que atuou na mídia potiguar; além do próprio Marinho Chagas, que dá nome à honraria e teve na carreira, além da participação na Copa de 1974, importantes passagens por ABC, Náutico, Botafogo, Fluminense, São Paulo e New York Cosmos.

Além deles, serão homenageados os jornalistas Everaldo Lopes, Luiz Bezerra e Rosaldo Aguiar, e também craques do presente e do passado: o ex-ponta-esquerda Luis Ribeiro Pinto Neto, o Lula, que começou a carreira no Ferrovário de Natal, profissionalizando-se no ABC e chegando à Seleção Brasileira, onde disputou 13 jogos; o ex-lateral-esquerdo Nonato, nascido em Mossoró, com passagens por Baraúnas, ABC, América, Cruzeiro, Fluminense e Seleção Brasileira; o ex-meia Souza, nascido em Itajá, criado na base do América e que fez sucesso por Corinthians, São Paulo, Atlético Paranaense, Flamengo e Seleção Brasileira; além do meia Rodriguinho, criado na base do ABC, principal jogador do Corinthians e que esteve entre os cotados para participar da Copa de 2018.

Exposição

A abertura oficial ocorre logo após a solenidade e será realizada no Salão Nobre da Assembleia (11 a 22/6). No local o público poderá conhecer mostra de réplicas das taças Jules Rimet e Fifa, medalhas das copas, camisas autografadas, fotos de jogadores potiguares na Seleção Brasileira, além de álbuns de figurinhas e material visual que será exposto em telão.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cap_Mor disse:

    Só tem homenagem aos ligados ao futebol?

Seleção anuncia a numeração oficial para Copa do Mundo; confira

Por interino

A camisa 2 da seleção brasileira continuará sendo do jogador mais experiente na Copa do Mundo. Daniel Alves se machucou e não pôde ser convocado, mas seu número foi herdado por Thiago Silva, que abandonou o 14 e vai vestir a mesma camisa que usa no PSG.

Neymar, como já se sabia, será o número 10, assim como em 2014. Outro jogador que terá o mesmo número tradicional de sua equipe é o lateral-esquerdo Marcelo: 12, assim como no Real Madrid. Isso já vem acontecendo há um ano.

Curiosamente, na seleção brasileira essa costuma ser uma camisa destinada a goleiros. Os reservas Cássio e Ederson serão 16 e 23, respectivamente.

Globo Esporte

Copa do Mundo: funcionários podem ou não ter folga nos jogos? Entenda!

Álbuns de figurinhas completos, jogadores convocados e contagem regressiva: 28 dias para a Copa do Mundo da Rússia! O evento é realizado a cada quatro anos e mesmo aqueles que não acompanham e não torcem para nenhum time de futebol, entram no clima ‘Verde e Amarelo’ para participar da festa. Afinal, é o Brasil!

No entanto, além da apreensão de um novo 7×1, muitos brasileiros estão preocupados também em como acompanhar o mundial, já que alguns jogos acontecem durante a semana e em horário comercial. A má notícia para quem estava na expectativa de conseguir uma folga, é que as empresas não têm obrigação de liberar os funcionários.

O advogado trabalhista, Leandro Fraga, esclarece que, apesar da sensação de feriado, os jogos não traduzem modificações no dia-a-dia do trabalho. Por isso, não é obrigatório dar folga ou liberar os funcionários, a não ser que o empregador faça um acordo e queira liberar.

“A Copa do Mundo faz parte da cultura dos brasileiros, então temos uma tendência a acreditar que é feriado, mas não é. Os jogos não traduzem nenhum tipo de modificação do dia-a-dia do trabalho, então o empregador não tem nenhuma obrigação de liberar seus funcionários. O fato de sair mais cedo ou entrar mais tarde vai de cada empregador e é uma questão simplesmente de acordo entre as partes”, afirma.

Para o funcionário que conseguir sair da empresa apenas para acompanhar os jogos na condição de voltar depois, o advogado faz um alerta: não consumir bebidas alcoólicas. Segundo ele, ir para o local de trabalho sob efeito de álcool pode ser motivo até mesmo para demissão por justa causa.

“O principal cuidado do empregado é com relação à bebida, principalmente se tiver que voltar para o trabalho depois. Às vezes toma uma cerveja na empolgação, mas se tem que voltar depois, não pode beber. Isso, inclusive, seria motivo para uma justa causa. Caso ele seja liberado e não retorne depois do jogo, como combinado, poderá ter o dia de trabalho descontado”, conclui Fraga.

Folha Vitória

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Foda-se a copa

    • JCabral disse:

      Ganhando ou perdendo??? Qual a diferença??? Vou continuar sendo brasileiro, morando num pais que a cada dia sai do 3º Mundo para baixo, tendo que viver com salário mínimo e os nossos defensores das cores verde e amarelo, ficando mais ricos.

    • Paulo Roberto disse:

      Isto!!!

Lateral-direito Daniel Alves está fora da Copa do Mundo

(Foto: Damien Meyer/AFP)

Daniel Alves está fora da Copa do Mundo. Após visitar o jogador no PSG e pedir exames complementares, o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, constatou que é impossível o jogador se recuperar em tempo de participar do torneio. Mesmo que daqui a três semanas, prazo estipulado para uma reavaliação, se conclua que a cirurgia não é necessária, ele ainda demoraria pelo menos outras seis semanas para ter condição de treinar normalmente.

O lateral-direito sofreu uma desinserção no ligamento cruzado anterior do joelho direito. Isso significa que o ligamento se soltou de um osso. É diferente do rompimento mais convencional, quando ele parte no meio. Além disso, há uma entorse no joelho.

Na próxima segunda-feira, Tite irá convocar a seleção brasileira sem seu jogador mais veterano. Aos 35 anos, Daniel Alves disputaria sua terceira Copa do Mundo. Ele foi o capitão da equipe nos amistosos de maior peso, contra Inglaterra e Alemanha – um indício de que poderia ser também em decisões no Mundial, já que Tite costuma rodar a faixa entre o grupo.

Rodrigo Lasmar e Edu Gaspar, coordenador de seleções, chegaram a Paris na quinta-feira e passaram cerca de quatro horas reunidos com Daniel Alves e médicos do PSG, no centro de treinamento do clube. Ao deixarem o local, afirmaram que precisavam de novas avaliações.

Tite recomendou que todas as alternativas fossem esgotadas, em razão da importância do lateral-direito para a equipe. A presença de Edu Gaspar também teve o princípio de demonstrar o respeito pelo lateral e apoiá-lo diante da decisão médica de não convocá-lo.

Fagner (Corinthians), Danilo (Manchester City) e Rafinha (Bayern de Munique) são os favoritos a ocuparem as duas vagas abertas na posição. No domingo, Rodrigo Lasmar vai ao CT do Corinthians para examinar Fagner, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita no dia 29 de abril, e desde então não voltou a treinar no campo.

Globo Esporte

“FOTOS”: Qatar constrói hotel embaixo da água para receber torcedores na Copa do Mundo

1ey3hkc80d_5xnnx90env_fileNa busca para se tornar um dos principais pontos turísticos do mundo, o Qatar investe pesado para impressionar os turistas que pretendem visitar o país para assistir aos jogos da Copa do Mundo de 2022. De hotéis com valor de mais de R$ 3 bilhões a construções flutuantes para os estádios, veja os projetos luxuosos e impressionantes que o Qatar vai construir para sediar a Copa!

O governo local investiu e continuará investindo bilhões para construir hotéis, estádios e centros comerciais para impressionar os turistas.

Um dos principais investimentos será o hotel anfíbio, uma construção de mais de R$ 1 bilhão, que contará com quartos debaixo d’ água e hall principal em vidro, onde os hóspedes poderão apreciar a vida marítima da reserva natural. O complexo hoteleiro terá quatro resorts e poderá receber os hóspedes que quiserem chegar a seus iates.

3i2301ppq5_7uvasammt_file1a6uivcadu_9k4lrokc5q_fileDesenhado para parecer um polvo gigante, o hotel também terá quartos acima do nível do mar, que imitarão o formato de águas vivas. Além disso, o complexo contará com um museu sobre animais marinhos e um restaurante panorâmico.

Outro ponto em que o Qatar quer impressionar os visitantes é no Aeroporto Internacional Doha´s Hammad.

Um dos mais extravagantes aeroportos do mundo, os turistas podem encontrar lojas das melhores marcas como Armani, mais de 80 opções de restaurantes, galeria de arte e muito luxo nas salas de espera, inclusive na área VIP, que conta com mais de 10 mil m².

5lzh2zy78p_3rv6fcrh1_file 7aneqvmaoe_9otuakuowh_file 5yhd2f74ze_33n2lo56d0_fileO aeroporto também possui quartos de banho, salas de reuniões, e até uma parquinho com uma réplica de um carro de fórmula 1 em tamanho real.

Além de tudo, o Doha´s Hammad possui hotel luxuoso, com piscina indoor que permite aos hóspedes verem as decolagens e pousos na pista com teto e paredes de vidro.

O hotel Pérola de Prata será construído a quase 2 km da costa e imitará duas metades de lua para serem vistas em alto-mar. Além da estrutura impressionante, o tamanho do hotel também chama a atenção, já que serão mais de mil quartos.

ckg3vtxg5_3dhrl9hqja_fileA parte mais interessante do luxuoso hotel é a parte exterior, que é feita de aço e vidro, e irá refletir a luz do luar no mar durante a noite, para brilhar como uma pérola.

Para acessar o hotel, será necessário usar uma ponte, mas hóspedes que quiserem chegar com iates e helicópteros também terão fácil acesso.

Em relação às partidas, os que presenciarão os jogos também terão a oportunidade de experimentar o luxo e o glamour das riquezas do país.

bidxfg9my_46ciu7hftf_fileDos 12 estádios, 9 serão construídos desde o começo e os outros 3 serão completamente renovados.

Todos os estádios terão controle de temperatura, já que a Copa do Mundo acontece em junho e julho, verão do Qatar, que chega a 50°C.

Essa será a primeira vez em Copas que o clima dos estádios será controlado. Tudo isso terá custo de quase R$ 10 bilhões.

A cidade de Lusail receberá a abertura e a final do evento, com estádio de capacidade de 86 mil pessoas. Não somente o estádio, mas a cidade está sendo construída para a Copa do Mundo. O custo estimado é de mais de R$ 100 bilhões.

442y7c84fj_58hwziloiv_fileFormada por quatro ilhas, a cidade contará com duas marinas, um centro comercial gigantesco, previsto para 2017, e um complexo de entretenimento.

O centro contará com zoológico, parque de esqui e o conhecido parque de montanhas russas norte americano, o Six Flags, além de cinemas e restaurantes .

O estádio receberá a final do campeonato, sem falar nos dois campos de golfe que ficarão próximos ao local, para os visitantes aproveitarem o tempo entre as partidas.

R7

Campanhas eleitorais vão custar até três Copas do Mundo

No que depender dos partidos políticos, as campanhas eleitorais serão mais caras em 2014, na comparação com o pleito de 2010. Segundo dados divulgados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a soma do limite de gastos das campanhas de todos os candidatos já registrados na Justiça Eleitoral será de R$ 73,9 bilhões. Há quatro anos, a soma dos tetos de despesa foi de R$ 48,4 bilhões.

O montante equivale ao orçamento de 2014 do Estado do Rio de Janeiro (R$ 75,9 bilhões), o terceiro maior do país, atrás dos orçamentos da União e do Estado de São Paulo. O dinheiro seria suficiente para organizar três Copas do Mundo, pois o Mundial deste ano teve um custo total de R$ 25,8 bilhões, considerando os gastos nas três esferas (União, Estados e municípios).

A diferença é que a Copa do Mundo foi custeada, sobretudo, com dinheiro público, enquanto as campanhas são bancadas majoritariamente por meio de doações feitas por empresas.O limite de gastos é o valor total que o candidato prevê arrecadar ao longo da campanha. Até agora, o TSE divulgou informações de 25.381 candidatos. O número não é definitivo, mas representa quase a totalidade das candidaturas.

Fonte: Guilherme Balza, do UOL

Dilma vai entregar taça a campeões da Copa do Mundo

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, anunciou na manhã desta sexta-feira (27), durante uma coletiva de imprensa no Maracanã, que a presidente Dilma Rousseff vai entregar a taça à seleção campeão da Copa do Mundo de 2014 após a final do torneio, dia 13 de julho, no Maracanã.

Na coletiva,segundo Valcke, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e representantes da federação de futebol campeã também participarão da cerimônia de entrega do troféu.

O secretário da Fifa lembrou ainda que a taça não será entregue pela modelo brasileira Gisele Bundchen e o ex-jogador Puyol como foi divulgado anteriormente. Valcke explicou que  os dois trarão o troféu da Copa ao estádio, mas não o entregaram à seleção campeã.

A cerimônia do Mundial do Brasil seguirá os moldes adotados em outras Copas do Mundo já realizadas em outros países.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sílvio disse:

    Tem leitor que deseja que o PT se perpetue no poder, como ocorre em ditaduras africanas, e outras como Cuba e Venezuela.

  2. Elves Alves disse:

    Certamente ela levará um rebanho de cubanos e haitianos para abafar a estridente vaia que inevitavelmente receberá.

  3. elias disse:

    pode ser vaiada, mas no final terá mesmos mais quatro anos afrente da União, em seu comando, e daqui a quatro anos decidiremos qual petista dará continuidade aos governos petista, isso se Lula não resolver voltar, sucesso na Copa, será sucesso grandioso também as Olimpíadas, e nem adianta os urubus da imprensa e da elite esperniar, não voltarão ao poder, pelo menos nas próximas 10 gerações.

    • paulo césar disse:

      " elias disse:
      27 de junho de 2014 às 16:30 pode ser vaiada, mas no final terá mesmos mais quatro anos afrente da União"
      Cara! você deveria jogar na mega-sena e no jogo do bicho todo dia, você vai ficar rico e vai para Miami todo cheio do ouro!

  4. paulo césar disse:

    Em outras copas foi o chefe do estado anfitrião quem entregou? se foi tudo bem, se não é uma tremenda de uma babada da FIFA depois de tudo que ganhou aqui dos petistas.
    Temo a vaia, mas que fazer se o povo quer vaiar mesmo?

  5. José de Anchieta disse:

    Aguarde maior vaia da história do MARACANÃ.

  6. Daniel disse:

    Resolveu dar a cara… pense numa vaia que vai levar !

SAMU 192/RN contará com reforço de helicóptero durante a Copa do Mundo

A partir deste sábado (7) o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192/RN) passará a contar com um importante reforço para os atendimentos durante a Copa do Mundo. Um helicóptero, cedido pelo Governo do Estado do Maranhão, servirá como apoio ao SAMU 192/RN ficando disponível para o transporte aeromédico no período de 7 a 27 de junho.

A aeronave, modelo EC 145, tem capacidade para transportar até duas vítimas ao mesmo tempo e estará equipada com monitor cardíaco, ventilador mecânico, material de imobilização e outros equipamentos com padrão de uma Unidade de Suporte Avançado (USA). A condução do helicóptero ficará a cargo de equipes do Centro Integrado de Operações Aéreas (CEIOPAER) do estado.

“É um importante reforço para a nossa equipe e irá nos auxiliar em casos de atendimentos mais graves que necessitem de uma rápida remoção”, explicou Cecília Picinin, coordenadora geral do SAMU 192/RN.

Bases Temporárias

Dentro do seu Plano Operativo para a Copa do Mundo o SAMU 192/RN colocou em funcionamento, neste fim de semana, três bases descentralizadas temporárias nas praias de Pipa, Búzios e São Miguel do Gostoso, que funcionarão até o dia 15 de julho, servindo como retaguarda para as praias que demandarão um maior fluxo de turistas em função da Copa.

Uma ambulância de Suporte Básico (USB), contando com o apoio de um condutor e um técnico de enfermagem, ficará disponível em cada uma destas praias.

“A ativação destas bases tem grande importância para estas regiões em função do potencial turístico destas cidades. Estamos disponibilizando viaturas com tração nas quatro rodas para facilitar o acesso às praias com áreas de dunas e, assim, permitir um socorro mais ágil para quem estiver circulando no litoral”, disse Cecília.