Gabriel Menino é a novidade de Tite em convocação para início das Eliminatórias; veja a lista

Tite com a lista de convocados para a estreia do Brasil nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 — Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Mais de seis meses depois da última convocação, em março, que terminou cancelada pelo adiamento das eliminatórias, o técnico Tite convocou nova lista para iniciar a classificatória para a Copa do Mundo de 2022, no Catar.

A grande novidade – e único estreante – é Gabriel Menino, convocado para a lateral direita. Entre as mudanças da lista de março – foram sete ao todo – e a divulgada hoje também estão:

Alisson, recuperado de lesão, e Santos. Na anterior, foram chamados, Ederson, do City, e Ivan, da Ponte.

Na defesa, convocou Rodrigo Caio e tirou da lista Eder Militão.

Menino e Alex Telles na lateral, antes foram convocados Daniel Alves e Alex Sandro.

Douglas Luiz voltou a ser lembrado. Antes, o nome de Tite foi Arthur.

No ataque, entrou Rodrygo. Saíram Gabriel Barbosa e Bruno Henrique.

A seleção brasileira masculina enfrenta a Bolívia, dia 9 de outubro, na Arena Neoquímica Corinthians, em São Paulo, e o Peru, dia 13, em Lima.

Veja os nomes da nova lista:

GOLEIROS

Alisson – Liverpool (ING), Santos – Athletico-PR, Weverton – Palmeiras

LATERAIS

Danilo – Juventus (ITA), Gabriel Menino – Palmeiras, Alex Telles – Porto (POR), Renan Lodi – Atlético Madrid (ESP)

ZAGUEIROS

Thiago Silva – Chelsea (ING), Marquinhos – Paris Saint Germain (FRA, Felipe – Atlético de Madrid (ESP), Rodrigo Caio – Flamengo

MEIAS

Casemiro – Real Madrid (ESP), Fabinho – Liverpool (ING), Bruno Guimarães – Lyon (FRA), Douglas Luiz – Aston Villa (ING), Philippe Coutinho – Barcelona (ESP), Everton Ribeiro – Flamengo

ATACANTES

Gabriel Jesus – Manchester City (ING), Rodrygo – Real Madrid (ESP), Neymar – Paris Saint Germain (FRA), Everton – Benfica (POR), Roberto Firmino – Liverpool (ING), Richarlison – Everton (ING).

Fifa e Conmebol confirmaram na quinta-feira que as eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2022 vão começar mesmo em outubro. A decisão também mantém o formato de disputa do torneio, com todas as dez seleções do continente se enfrentando em duelos de ida e volta.

A Fifa informou à Conmebol que os países europeus já toparam não exigir quarentena dos jogadores que voltarem de viagens à América do Sul – algo que era uma solicitação reforçada dos dirigentes das federações. O único entrave hoje está na China.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo disse:

    BG
    Um ptralha declarado "tomando conta" da seleção Brasileira é um perigo.

  2. Fantão disse:

    Pow de Seleção, agora é só ABC rumo a C.

  3. Alguém disse:

    Levar o Rodrygo e não levar Gabigol foi de lascar.
    Antes de alguém reclamar, lmbre o que Gabigol fez ano passado e na seleção olimpica também.

Fifa adia início das eliminatórias sul-americanas para outubro

Foto: © REUTERS/Arnd Wiegmann/Direitos Reservados

A Federação Internacional de Futebol (FIFA) anunciou nesta sexta (10) que adiou para outubro o início das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022, que acontece no Catar. Inicialmente, os jogos classificatórios seriam realizados em março, mas foram adiados por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Recentemente, em declaração pública, o presidente da Fifa, o suíço Gianni Infantino, chegou a cogitar o início da competição em setembro, mas mudou de opinião após consulta a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e a outras confederações do continente.

Na primeira janela das eliminatórias da Copa, dentro de três meses, o Brasil estreia contra a Bolívia.

Agência Brasil

Com início das Eliminatórias Sul-Americanas em setembro ameaçado, Conmebol e Fifa estudam alternativas

Sede da Conmebol, no Paraguai; entidade avalia alternativas para encaixar jogos das Eliminatórias no calendário — Foto: Divulgação

As Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 deveriam ter começado em março de 2020. A pandemia obrigou Fifa e Conmebol a empurrarem as duas primeiras rodadas para setembro. Agora até esta nova data sob ameaça. E as duas entidades estudam o que fazer.

O episódio desta terça-feira do podcast “Jogo em Casa”, do GloboEsporte.com, também trata do assunto (clique no player acima para ouvir).

Por enquanto, ninguém cogita mudar o formato do torneio. Fifa e Conmebol concordam que o ideal é manter a disputa por pontos corridos, com jogos de ida e volta entre os 10 países da América do Sul.

O problema é que esse formato demanda 18 datas, ou nove “datas-Fifa” – período de nove dias em que as seleções nacionais se reúnem e para os quais os clubes são obrigados a liberar seus jogadores. Na Europa, o futebol de clubes é interrompido para que os jogadores não desfalquem seus times enquanto as seleções jogam. No Brasil não é assim.

A ideia é que esse número de 18 jogos seja preservado. Com as janelas de março e setembro canceladas por causa do coronavírus, não há mais espaço no calendário original. Se o cronograma inicial for mantido, as Eliminatórias só terminariam em meados de 2022, depois até da data prevista para o Sorteio dos Grupos da Copa do Mundo.

As possíveis soluções para o problema seriam:

Aumentar as datas-Fifa para além dos nove dias atuais, e assim poder fazer três (ou mais) jogos, em vez dos dois atuais, em cada um desses períodos;

Criar novas datas-Fifa, nas épocas do ano em que as seleções não se reúnem (como dezembro, janeiro ou agosto, por exemplo).

Segundo o GloboEsporte.com apurou, a Fifa ofereceu para a Conmebol a possibilidade de aumentar as janelas para dez dias, e assim fazer três jogos em cada período. A ideia caiu bem na Europa, por exemplo, mas não na América do Sul.

A Conmebol argumentou que as viagens dentro do continente sul-americano são mais longas e há mais dificuldades de logística – menos voos diretos, mais necessidade de escalas – e outras alternativas passaram a ser discutidas.

No limite, uma mudança no calendário das Eliminatórias pode ter consequências até para a Copa do Mundo do Catar. Não para o Mundial propriamente dito, mas para o sorteio que define os grupos.

O evento estava inicialmente previsto para abril de 2022, logo depois da disputa das repescagens, que seriam em março. Se todo o calendário for empurrado para a frente, o sorteio corre risco de acontecer muito perto do início da Copa, que será em novembro e dezembro de 2022, e não no meio do ano, como historicamente acontece, por causa do calor do Oriente Médio.

Globo Esporte

 

CBF realizará vistorias na próxima semana em Natal e outras três capitais do Nordeste para escolha do primeiro jogo do Brasil nas Eliminatórias da Copa

Foto: site Arena das Dunas

Quatro capitais nordestinas aparecem como principais candidatas a receber o primeiro jogo da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022: Salvador, Recife, Fortaleza e Natal. A informação foi confirmada à reportagem com uma fonte ligada à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e pelo presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE), Evandro Carvalho.

– Há outras cidades na briga, como Fortaleza e Salvador. É um pouco mais complicado trazer para cá porque é mais longe para a maioria dos países Sul-Americanos. Mas estamos nessa briga, sim. Temos algumas vantagens como a nossa Arena (de Pernambuco), que é ótima, e nossa malha aérea. Mas há esse problema da distância que é algo contra – disse Evandro.

Na próxima semana, a CBF começará a realizar vistorias nos estádios (Arena Fonte Nova, Arena de Pernambuco, Arena Castelão e Arena das Dunas) e também nas cidades para ver qual a melhor logística para a seleção brasileira.

– Já está tudo marcado quanto às vistorias. Será semana que vem. Só não sabemos ainda qual a data que será no Recife, Fortaleza, Salvador e Natal. Esse cronograma ainda será montado pela CBF. O que a gente sabe é que, na semana que vem, essas quatro capitais receberão as vistorias. Isso, no entanto, não quer dizer nada. Já fizeram vistorias outras vezes na Arena de Pernambuco, por exemplo, recebemos a nota máxima, mas a CBF levou jogos para outra Arena que também recebeu a nota máxima. É esperar – completou Evandro Carvalho.

As primeiras datas para jogos das Eliminatórias que foram reservadas no calendário da CBF, divulgado em outubro do ano passado, são os dias 26 e 31 de março, que são uma quinta e uma terça-feira, respectivamente. Procurada pela reportagem, a CBF informou que não pode confirmar a informação e que só irá divulgar o calendário da seleção quando ele estiver confirmado.

Globo Esporte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. RICARDO disse:

    Não precisa ser profeta para saber que não será Natal a escolhida. Algo me diz que escolherão Fortaleza, um passarinho me contou.

    • João Augusto disse:

      Vai ser natal ou recife, Tite pediu prioridade ao gramado e natal e recife são as grandes concorrentes, Salvador e fortaleza os gramados não estão dos melhores com os jogos da série A

Brasil estreia contra a Bolívia nas Eliminatórias da Copa 2022; veja sequência de jogos

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil estreia contra a Bolívia nas Eliminatórias da Copa 2022. A definição do confronto foi dada nesta terça-feira em sorteio na Conmebol. O primeiro jogo está previsto para 26 de março.

A CBF levará em conta o adversário do segundo jogo, o Peru, para definir o local da partida de estreia. A ideia é evitar ao máximo deslocamentos grandes na mesma data Fifa.

Era desejo da comissão técnica ter um início de Eliminatórias diante de um adversário mais tranquilo. O sorteio da Bolívia vem a calhar. Na campanha passada, o primeiro jogo do Brasil foi contra o Chile.

No evento desta terça no Paraguai, representaram a CBF o presidente Rogério Caboclo, o coordenador de seleções, Juninho Paulista, e o técnico Tite.

O formato das Eliminatórias segue o mesmo: quatro seleções se classificam diretamente e a quinta colocada disputará a repescagem.

Primeira rodada

Uruguai x Chile

Colômbia x Venezuela

Brasil x Bolívia

Paraguai x Peru

Argentina x Equador

Sequência de jogos do Brasil

Março 2020

Brasil x Bolívia

Peru x Brasil

Setembro 2020

Brasil x Venezuela

Uruguai x Brasil

Outubro 2020

Colômbia x Brasil

Brasil x Argentina

Novembro 2020

Brasil x Equador

Paraguai x Brasil

Março 2021

Chile x Brasil

Bolívia x Brasil

Junho 2021

Brasil x Peru

Venezuela x Brasil

Setembro 2021

Brasil x Uruguai

Brasil x Colômbia

Outubro 2021

Argentina x Brasil

Equador x Brasil

Novembro 2021

Brasil x Paraguai

Brasil x Chile

O Globo

 

Com Renato Augusto e Gil, Dunga anuncia lista para as Eliminatórias da Copa; veja nomes

dunga

O técnico Dunga anunciou nesta quinta-feira a lista de jogadores com a qual a Seleção Brasileira iniciará a caminhada nas Eliminatórias para a Copa-2018, contra Chile e Venezuela. As grandes surpresas são do Corinthians: o zagueiro Gil e o meia Renato Augusto

– Depois de um ano de preparação vamos iniciar a eliminatória. Na de 2010, convocamos 55 jogadores durante esse período. Alguns que não estiverem nessa primeira lista, temos uma eliminatória longa, todos têm que se sentir preparados, porque terão oportunidade. Nesse tempo, testamos alguns jogadores, tivemos boas experiências, outras nem tento. Tiramos lições da Copa América e também temos poucos que jogaram Eliminatória, mas tivemos a oportunidade de tirar ensinamentos da Copa América e amistosos. Chegou o momento mais importante para nós e estamos preparados – disse Dunga.

O jogo contra o Chile será no dia 8 de outubro, em Santiago, às 20h30. Já o confronto com os venezuelanos será dia 13 de outubro, em Fortaleza, às 22h.

Como Neymar está suspenso pelo Tribunal da Conmebol pela expulsão contra a Colômbia, na Copa América, o capitão não poderá atuar nos dois próximos jogos.

O meia Rafinha, outro do Barcelona, era um dos cotados para a relação, mas teve uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho direito ao atuar pelo time catalão na Liga dos Campeões e é uma das baixas.

O auxiliar pontual será Cafu, capitão do penta. O chefe de delegação é Gustavo Feijó, vice-presidente da CBF, que já esteve nos amistosos.

GOLEIROS

Jefferson (Botafogo)
Marcelo Grohe (Grêmio)
Alisson (Internacional)

LATERAIS

Rafinha (Bayern)
Marcelo (Real Madrid)
Filipe Luis (Atlético de Madrid)
Fabinho (Monaco)

ZAGUEIROS

David Luiz (PSG)
Miranda (Inter de Milão)
Marquinhos (PSG)
Gil (Corinthians)

MEIAS E ATACANTES

Luiz Gustavo (Wolfsburg)
Fernandinho (Manchester City)
Elias (Corinthians)
Renato Augusto (Corinthians)
Lucas Lima (Santos)
Lucas Moura (PSG)
Willian (Chelsea)
Douglas Costa (Bayern)
Philippe Coutinho (Liverpool)
Oscar (Chelsea)
Roberto Firmino (Liverpool)
Hulk (Zenit)

Lancenet

Fifa nega recurso da CBF para liberar Neymar de punição nas eliminatórias

A Comissão Disciplinar da Fifa negou o recurso da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para liberar o atacante Neymar da suspensão das duas primeiras partidas da seleção brasileira nas eliminatórias da Copa do Mundo-2018.

O atacante foi suspenso pela Conmebol por quatro partidas após ser expulso no jogo contra a Colômbia, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa América. O jogador cumpriu dois jogos da punição -contra Venezuela e Paraguai- e precisa cumprir mais duas partidas.

Com a decisão da Fifa, o camisa 10 da seleção brasileira ficará fora dos dois primeiros jogos da equipe de Dunga nas eliminatórias sul-americanas. O sorteio da competição está marcado para o dia 25 de julho.

“O pedido de reconsideração foi negado pela Comissão Disciplinar da Fifa. Dentro do prazo recursal, a CBF interporá o recurso de apelação para o Tribunal Arbitral Autônomo “, disse o diretor jurídico da CBF, Carlos Eugênio Lopes, ao UOL, empresa do Grupo Folha, que edita a Folha de S.Paulo.

De acordo com o Lopes, o prazo para entrar com recurso termina nesta quarta-feira (15). O pedido para tentar reduzir a pena de Neymar havia sido protocolado pela CBF na última terça-feira (7).

A CBF entende que a Copa de um continente não tem relação específica com as eliminatórias e Copa do Mundo.

A CBF teve a chance de recorrer à punição imposta ao jogador do Barcelona ainda durante a Copa América, mas optou por não buscar a redução da pena após obter a informação de que Guillermo Saltos, presidente da Câmara de Apelação da Conmebol, não diminuiria a punição.

Folha Press