A 50+, empresa Potiguar, lança livro voltado para o público idoso

O envelhecimento é um processo fisiológico pertinente a todos nós. É natural que com o passar dos anos as pessoas apresentam dificuldade em lembrar certas coisas ou tenham cada vez mais os chamados “brancos”, causados pelo baixo desempenho da memória. Assim como o nosso corpo, é preciso estimular e exercitar a mente para que episódios como esse sejam cada vez menos frequente.

Para ajudar a estimular a memória, a equipe de profissionais da 50+ preparou um caderno de exercícios que irão te ajudar a manter a mente e a memória ativas. Todas as páginas do livreto possuem um exercício novo, contabilizando 50 atividades. Esses exercícios proporcionam uma estimulação distinta, por isso a cada novo exercício é elaborado um objetivo proposto com instruções específicas. Nas últimas páginas é possível conferir as respostas, dando ao leitor a possibilidade de conferir e corrigir as respostas. Como sugestão da equipe, o ideal é transformar essa prática em algo diário, sendo feito um exercício por dia.

Pratique e se desafie. Exercite sua mente e tenha um envelhecimento ativo.

Entre em contato conosco e saiba mais informações: (84) 99828-3875

Lançamento: Cuidare Natal – Av. Campos Sales 901, Manhattan Business, Sala 511-509, Tirol
Data: 22/10
Horário: a partir das 17h

FOTOS: Empresa potiguar provedora de internet é vítima de atos de vandalismo e sabotagem

Cabo Telecom tem cabos de fibra óptica cortados e fornecimento de internet é interrompido em vários bairros de Natal. Fotos: Divulgação

Na tarde desta quarta-feira (30), técnicos da Cabo Telecom receberam um chamado para solucionar problemas de conexão no bairro de Lagoa Nova. Ao chegarem ao local, se depararam com cabos de fibra óptica cortados de forma proposital. De acordo com a equipe, atos de vandalismo contra a estrutura de rede e fibra óptica da Cabo Telecom passaram a ser recorrente nos últimos meses, principalmente a partir de Dezembro de 2019. Além dos registros em áreas públicas, atos de vandalismo como esse também vêm acontecendo em locais privados, como os condomínios atendidos pela Cabo Telecom em vários bairros de Natal.

Diante da ocorrência dos atos de vandalismo e sabotagem recorrentes, que prejudicam toda a coletividade de usuários, a Cabo Telecom tem comunicado todos os eventos à autoridade policial competente, para a investigação dos ilícitos e identificação dos responsáveis. Além disso, os casos também estão sendo reportados à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que é responsável pela fiscalização e regulamentação dos serviços de TV, internet e telefonia.

“O que vem ocorrendo são casos de sabotagens, em sua maioria com destruição de propriedade, principalmente dos cabos da rede de fibra óptica. Registramos ocorrências em condomínios residenciais e em fiações de rua, como no caso mais recente. O corte que identificamos ontem em Lagoa Nova, deixou usuários de várias regiões sem internet e TV por cinco horas”, explica Decio Frederico Bueno Feijo, diretor de engenharia da Cabo Telecom.

De acordo com relatório de sinistro, que registra ocorrências dessa natureza, elaborado por técnicos da empresa, moradores de condomínios residenciais relatam a presença de técnicos de empresas concorrentes e, em seguida, acontece a queda nos serviços da Cabo. As queixas ocorreram em Natal nos bairros Tirol, Candelária, Capim Macio, Ponta Negra e em Parnamirim, Emaús. O relatório também aponta que os cortes nos cabos evidenciam a existência de sabotagem, já que não há furtos e são danificados de forma específica, comprometendo o fornecimento de internet.

Os atos prejudicam tanto os clientes, que têm o serviço interrompido, quanto a imagem da empresa. “Ontem foram 15.000 pessoas atingidas pelo corte dos fios de fibra óptica em Lagoa Nova, os problemas chegaram até os clientes de Tirol, Petrópolis e até Cidade Alta”, pontua Cláudio Alvarez, diretor-presidente da Cabo Telecom

Segundo ele, essas sabotagens não afetam apenas os clientes atendidos pela rede danificada, mas todo o funcionamento da empresa. “Quando ocorre um caso como esse, toda a equipe se volta para solucionar o problema, então os demais serviços ficam suspensos. Além do prejuízo financeiro decorrente da sabotagem, a maior preocupação da empresa reside nos clientes, que ficam injustamente privados do acesso aos serviços por fatores totalmente alheios à Cabo Telecom. É importante que os nossos Clientes e toda a população saibam o que realmente ocorre, para que, na hora de contratar serviços e escolher as prestadoras, procurem empresa sérias. Nós da Cabo Telecom temos como premissa básica a maior transparência e respeito aos nossos clientes e assim será sempre”, Cláudio”.

Empresa potiguar aposta na qualidade do atendimento ao cliente

A Cabo Telecom investe no treinamento dos seus colaboradores para que cada atendimento – presencial, por call center ou online – alcance o resultado esperado. Foto: Divulgação

Um bom atendimento garante o sucesso de qualquer empresa. Não é à toa que em todo o mundo, as grandes instituições apostam no relacionamento com os clientes para se destacar no mercado. Em solo potiguar temos um exemplo desse perfil de empresa, a Cabo Telecom, que aposta alto no treinamento dos seus colaboradores para que cada atendimento alcance o resultado esperado. Tanto o atendimento pelo call center quanto o técnico apresentam números bastante positivos na resolução das demandas.

De acordo com Carlos Siqueira, coordenador de atendimento técnico, 96,7% das solicitações de suportes técnicos são resolvidas durante as visitas, os outros 3,3% se devem a problemas externos (de redes ou tecnologia da informação). “O atendimento técnico chega no local do suporte em até 3 horas, pois é fundamental que o cliente tenha uma previsão de tempo mínimo para a resolução do seu problema. Assim, poderá usufruir o serviço contratado com satisfação”, explica o coordenador.

Atualmente, os cidadãos resolvem quase tudo pela internet. Contas a pagar, marcação de consultas, operações bancárias, compras e tantos outros serviços online estão na rotina de milhares de brasileiros e brasileiras. O mundo está conectado, dessa forma, perder o sinal de internet pode atrapalhar toda a rotina do dia a dia. Com foco nisso, a Cabo Telecom preza pela rapidez no atendimento e na resolução do problema. “Nos preocupamos com os usuários, por isso, quanto mais rápido o cliente for atendido, mais rápido terá o serviço normalizado e conseguiremos garantir sua satisfação”, conta Carlos Siqueira.

Nesse período de isolamento, a Akamai, plataforma de armazenagem em nuvem, registrou um aumento de 112%, em relação a 2019, na utilização de internet no Brasil. Outra pesquisa, realizada pela Ericsson, empresa de tecnologia sueca, apontou um crescimento de 5.069% no tempo de usos em plataformas de reuniões virtuais, como Hangouts, Teams e Zoom. Assim como acessos a sites educacionais, que subiram 340%. Já em relação aos serviços de saúde, a alta foi de 171% e nos deliverys de mantimentos, 51%.

Foto: Divulgação

A empresa, pioneira em TV por assinatura e internet banda larga no Estado, segue realizando atendimentos presenciais na pandemia: “sabemos que agora, mais que nunca, a população precisa dos nossos serviços e estamos à disposição para atendê-la com a excelência como sempre fizemos. Este período, no entanto, requer mais cuidado e, por isso, ampliamos os nossos canais digitais e realizamos diversas medidas para proteger o nosso colaborador durante esta pandemia: disponibilizamos álcool 70º, máscaras e luvas, aferimos temperaturas, tudo isso para garantir a segurança da nossa equipe e dos clientes”, afirma Cláudio Alvarez, diretor presidente da Cabo Telecom.

Cláudio Alvarez, diretor presidente da Cabo Telecom. Foto: Divulgação

O Dexter, lançado durante a pandemia, é um serviço de atendimento humanizado via Whatsapp, realizado por um dos nossos colaboradores. Segundo os dados do call center, foram realizados 20.913 contatos por esse novo canal de atendimento e 50% dos usuários conseguiram solucionar as suas demandas no formato online, sem necessitar do presencial. “Considerando que o cotidiano dos cliente é corrido, proporcionar uma boa experiência nesse contato significa deixá-lo ainda mais satisfeito com a nossa marca e atendimento, e, consequentemente, conseguimos fidelizá-lo”, comenta o diretor presidente da Cabo Telecom.

Empresa potiguar de tecnologia aposta em expansão de redes

Rede de fibra óptica segue sendo ampliada pela Cabo Telecom em bairros e região metropolitana de Natal, atendendo às demandas como serviço essencial. Foto: Divulgação

Mais do que nunca o mundo reconhece a importância dos serviços essenciais de telecomunicação. Desde 2015, a Cabo Telecom, empresa com DNA potiguar pioneira no serviço de fornecimento de TV por assinatura e internet banda larga aqui no Estado, está em processo de expansão da Cabo Fiber. Atualmente, são mais de 1.000 km de rede de fibra óptica instalados em Natal e região metropolitana. Mesmo em meio à pandemia, o serviço de ampliação continua com todos os cuidados necessários.

No ano passado, foram investidos cerca de R$ 38 milhões em novos equipamentos e estrutura para aprimorar o serviço já oferecido pela empresa. De acordo com a Anatel, esta é uma tendência de toda a região Nordeste, que é a que mais tem recebido investimentos em fibra óptica. Além disso, segundo Giovanni Santos, supervisor de projetos da Cabo Telecom, “a expansão da fibra óptica já atinge a região metropolitana de Natal, como Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Extremoz e Macaíba, sendo que nesses dois últimos municípios com atendimento a clientes corporativos”, explica.

A fibra óptica se diferencia por oferecer uma troca de informações mais rápida e eficaz, principalmente por transmitir os dados através da refração de luz e, ainda, pela sua composição com materiais isolantes que impedem interferência eletromagnética. A transmissão veloz e sem perdas de dados, além de ser um avanço no serviço, também se mostra como uma das soluções para atender a alta demanda surgida em razão da pandemia do novo coronavírus, quando um grande volume de usuários precisa trabalhar e estudar de casa, aumentando o fluxo de internet, o que exige mais da conexão.

O serviço de internet tradicional da Cabo Telecom segue suprindo as demandas dos usuários, enquanto a empresa busca incrementar a tecnologia ofertada a cada dia, como reforça o diretor presidente da empresa, Cláudio Alvarez: “temos bons resultados com a rede já instalada na cidade e que ainda tem muito tempo de vida útil pela frente. Intensificamos a instalação da fibra óptica para proporcionar ao nosso cliente cada vez mais velocidade e qualidade no atendimento, ampliando as redes de conexões e fornecendo tecnologia de ponta. Por isso estamos, mesmo em meio a este cenário de pandemia, trabalhando incessantemente para que o mais breve possível a cidade seja toda atendida por fibra óptica”, comenta Claudio Alvarez.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Só olhando disse:

    Uma vergonha vcs não postarem as críticas.

  2. Roberto Jorge Rocha do Nascimento disse:

    Praia de Pirangi do Sul/Nisia Floresta tem previsão de chegada da fibra ótica.

  3. Arimateia Cordeiro disse:

    Boa noite, gostaria de saber quando essa expansão vai chegar na Bernado vieira.

Empresa potiguar de energia solar se destaca em todo o Nordeste

Foto: Ilustrativa

A empresa de energia solar Megga Solar ultrapassou as fronteiras do Rio Grande do Norte e é hoje uma das empresas de energia solar que mais crescem no Brasil. Presente em vários estados do Nordeste e, mais recentemente, em Minas Gerais, a Megga Solar possui uma das maiores estruturas de montagem de usinas fotovoltáicas e é recordista de potência instalada na região.

Segundo o diretor da Megga Solar, Max Assunção, “está cada dia mais viável instalar energia solar em residências e empresas, pois o financiamento é facilitado e com o que o cliente paga de energia mensalmente dá pra pagar a parcela mensal, ou seja, em poucos meses o investimento se paga completamente”.

E conclui que energia solar é só vantagem: “podemos dizer que a Megga Solar cobre qualquer orçamento, basta nos trazer e conversar”, finalizou Max Assunção.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Conheço outra q já chegou no estado do GO e até PR.