Coronavírus: UFRN ajuda a preparar protocolo para o Estado

Foto: TYRONE SIU / REUTERS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou nessa quinta-feira, 30, emergência de saúde pública de interesse internacional devido aos novos casos de coronavírus (2019 n-CoV). Na China, onde ele surgiu, já foram registradas 213 mortes e o número não para de crescer, assim como o índice de infectados, que já chega a quase 10 mil em 21 países. Mais de 40 milhões de pessoas estão com restrições de isolamento, numa tentativa dos governos de frear a epidemia que já chegou a outros 18 países, inclusive o Brasil.

O Ministério da Saúde confirmou na quarta-feira, 29, nove casos suspeitos no país, inclusive um no município de Sobral, no Ceará. Segundo a Secretaria de Saúde daquele estado, o paciente passou 90 dias na China e retornou ao Brasil apresentando sintomas compatíveis com o protocolo da suspeita. Atualmente está em isolamento respiratório para evitar a transmissão, mas seu quadro é estável.

Os outros casos suspeitos foram identificados em São Paulo (3), Santa Catarina (2), Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (1) e Paraná (1). O potiguar Rodrigo Duarte, 28 anos, mora em Wuhan, epicentro da epidemia, há quatro anos, assim como outros 59 brasileiros, mas não há nenhuma suspeita de infecção entre eles, até o momento.

Segundo a diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT/UFRN), a médica Selma Jerônimo, a preocupação internacional é com a facilidade da disseminação desse vírus em virtude de sua transmissão respiratória. “Dados recentes, coletados por pesquisadores chineses, mostraram que pessoas podem transmitir o vírus sem apresentar sintomas”, alerta. Essa informação reforça a necessidade de contenções e planejamento das estruturas de saúde dos países.

Selma Jerônimo alerta para importância do planejamento local, para que o Estado esteja preparado caso o coronavírus seja confirmado no Brasil (Foto: Cícero Oliveira)

Selma explica que a UFRN tem uma função importante de ficar atenta a problemas novos, como esse, de forma a colaborar com os gestores em estratégias que consigam minimizar os potenciais efeitos caso a situação se concretize. “Nossa preocupação é alertar sobre a necessidade de estabelecer mecanismos que assegurem o tratamento necessário para as pessoas, no caso do vírus chegar por aqui”, completou.

O governo do estado divulgou uma Nota Técnica com as medidas de precaução e orientações a respeito do novo coronavírus, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Equipes da saúde estadual, com apoio da UFRN, elaboraram um Protocolo Clínico para Manejo de Pacientes com 2019-nCOV para ajudar as equipes e unidades de saúde a agirem, caso o vírus chegue ao RN.

O hospital de referência do Estado para esse atendimento é o Giselda Trigueiro, atualmente dirigido pelo médico infectologista André Prudente, professor do Departamento de Infectologia da UFRN. Ele, assim como o próprio Departamento de Infectologia da UFRN, participou diretamente da elaboração desse protocolo.

O documento, que também segue padrões internacionais, traz, didaticamente, orientações para a classificação de casos, critérios de internação, medidas de prevenção e controle no ambiente hospitalar. Ainda explica sobre coleta de amostras para exames, além de medidas terapêuticas que podem ser adotadas pelas equipes de saúde.

Na possibilidade de aparecer algum caso, o hospital recebe os pacientes, faz a coleta das amostras através das vias aéreas – similar como é feito com a Influenza –, e as envia para o Laboratório Central de Saúde Pública do RN (Lacen). De lá, essas amostras são encaminhadas para o Instituto Evandro Chagas, em Belém do Pará, ou para algum dos outros dois laboratórios de referência nacional: Oswaldo Cruz (RJ) e Adolfo Lutz (SP), que estão equipados para realizar o isolamento do vírus. Na China, esse tipo de exame demora seis dias, no Brasil estima-se o mesmo tempo.

André Prudente alerta que a situação é séria e requer preparação, mas disse também estar preocupado com a lotação do Hospital Giselda Trigueiro por outras doenças. “A gente tem epidemias de HIV e tuberculose, que são duas doenças que só internam neste hospital, e há uma possibilidade de epidemia de dengue já anunciada pelo Ministério da Saúde. Então, isso preocupa. O pensamento agora é criar vagas e abrir leitos para receber possível população acometida pelo coronavírus”.

Por isso, a professora Selma Jerônimo chama atenção para que todos os hospitais, públicos e privados, se preparem. “Precisamos de um esforço de todos os profissionais da saúde”. Como não existe uma vacina ainda contra esse novo coronavírus, o tratamento é, basicamente, de suporte. Ou seja, a pessoa pode piorar porque a pressão baixa, tem sangramentos ou dificuldade de respirar. O suporte atua no combate dessas manifestações.

A principal preocupação em relação ao coronavírus, segundo André Prudente, é que se trata de um novo vírus. “Quando sabemos todo o comportamento do vírus e da doença é mais fácil fazer um programa de prevenção, educação e tratamento. Como é novo, estamos nos baseando nos outros coronavírus que tivemos no passado, mas não necessariamente significa o mesmo mecanismo de transmissão, e isso dificulta bastante. Como não se sabe muito bem ainda a forma de se transmitir, a maneira de se prevenir fica prejudicada”, acrescenta.

Como a doença se manifesta

Conforme o Protocolo apresentado pelo Estado, os sinais e sintomas mais comuns provocados pelo novo coronavírus são febre, tosse, dor na garganta, congestão nasal, dor de cabeça, mal-estar e dores musculares. Imunossuprimidos, idosos e crianças podem apresentar quadro atípico que pode evoluir para infecção do trato respiratório inferior e pneumonia grave.

O infectologista André Prudente explica que o coronavírus provoca uma doença que pode acometer qualquer sistema do corpo humano: nervoso, respiratório ou cardiovascular. Os casos respiratórios são mais comuns em relação aos casos agravados até agora, evoluindo com febre e outros sintomas. “Importante destacar que pelo menos os primeiros casos na China lembram casos de dengue, ou seja, quando a febre passa é que os sintomas pioram. Se não for tratado pode levar a óbito”, alerta.

O Protocolo do estado prevê internação se houver qualquer complicação. Os casos não complicados devem ser orientados a permanecerem em domicílio até que os sintomas passem. Os cuidados gerais são idênticos ao de qualquer doença de transmissão aérea: higienização das mãos e dos locais frequentemente tocados, evitar contato com pessoas que apresentem sintomas respiratórios e cobrir boca e nariz ao tossir. Os casos de síndrome da resposta inflamatória sistêmica (Sepse), choque séptico e síndrome da angústia respiratória aguda devem ser manejados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

A experiência da China mostra que a grande maioria dos casos são leves, com aparecimento de febre, tosse e dor de cabeça. Nos casos graves, onde a letalidade está em torno de 3% (de cada 100, três estão indo a óbito), as pessoas precisam de cuidados intensivos, ventilação mecânica e suporte de UTI. “Neste estágio os pacientes devem ser mantidos em precaução de contato (isolamento) até que fiquem bem e deixem de transmitir. Deve-se evitar visitas e a equipe de saúde precisa estar equipada adequadamente”, esclarece André Prudente.

André Prudente participou da construção do protocolo com orientações para manejo de pacientes infectados pelo coronavírus (Foto: Anastácia Vaz)

De acordo com o médico, nesse momento em que o vírus ainda não chegou aqui, a população precisa estar atenta e seguir as recomendações oficiais, indicadas na Nota Técnica e Protocolo divulgados pelo estado. Embora a preocupação em relação ao novo coronavírus seja importante, o Ministério da Saúde e profissionais da área pedem à população para não entrar em pânico e, principalmente, não se descuidar de outras doenças como a tuberculose e a dengue, por exemplo, que também são preocupantes.

Disseminação

O decreto de emergência da OMS serve de alerta para o problema que está se tornando esse novo coronavírus. Precavidos, gestores e profissionais de saúde do mundo todo estão se preparando para lidar com mais uma doença. Selma Jerônimo acha essa preocupação importante numa época em que existem viagens internacionais com bastante frequência.

André Prudente concorda com ela. “Mesmo que não tenha um grande fluxo da China para o RN, mas existe da China para outros Países e do RN para outros países. Como ainda não se sabe a maneira exata do contágio, fica difícil estimar um risco. Sabemos da possibilidade de ela chegar, então, temos de nos precaver”.

O infectologista Kleber Luz, Professor do Departamento de Infectologia da UFRN e Pesquisador do IMT, e representante da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) no RN, lembra que o RN é um estado de economia turística e a chegada desse vírus pode provocar grande prejuízo também para a economia local. “Se começar a circular no Brasil e depois chegar ao RN, o impacto é menor, mas se começar por aqui, será muito negativo para o turismo, do ponto de vista econômico” acrescentou.

Com informações da UFRN

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Haja manipulação!
    O verdadeiro "vírus" que acomete de morte os nativos da taba de Poti são os corredores infectos do Walfredo Gurgel, do João Machado, do Tarcísio Maia, do Dioclécio Marques e congêneres.
    E o Ministério Público, conivente, finge nada ter a ver com isso.

Zenaide ajuda a derrubar o veto que prejudicava o “Minha Casa, Minha Vida”

Foto: Divulgação

Na última sessão do Congresso Nacional em 2019, nessa terça (17), a senadora Zenaide Maia (Pros – DF) defendeu a derrubada do veto ao PL 888/2019, que restabelecia o Regime Especial de Tributação (RET) para a incorporação de imóveis residenciais do Programa Minha Casa, Minha Vida.

“Um veto desses a gente só acredita porque está vendo! Temos que estimular o Minha Casa, Minha Vida. Porque, quando dizem aqui que ‘defendem a família’, quem defende a família defende um teto para essa família”, argumentou Zenaide, que orientou o voto da bancada de seu partido. O presidente Jair Bolsonaro vetou o projeto com o argumento de que não havia estimativa do impacto financeiro da retomada do RET.

O veto foi derrubado por 343 votos a 3, na Câmara; e por 63 votos a zero, no Senado. Zenaide ajuda a derrubar o veto que prejudicava o “Minha Casa, Minha Vida”

Na última sessão do Congresso Nacional em 2019, nesta terça (17/12), a senadora Zenaide Maia (Pros – DF) defendeu a derrubada do veto ao PL 888/2019, que restabelecia o Regime Especial de Tributação (RET) para a incorporação de imóveis residenciais do Programa Minha Casa, Minha Vida.

“Um veto desses a gente só acredita porque está vendo! Temos que estimular o Minha Casa, Minha Vida. Porque, quando dizem aqui que ‘defendem a família’, quem defende a família defende um teto para essa família”, argumentou Zenaide, que orientou o voto da bancada de seu partido. O presidente Jair Bolsonaro vetou o projeto com o argumento de que não havia estimativa do impacto financeiro da retomada do RET.

O veto foi derrubado por 343 votos a 3, na Câmara; e por 63 votos a zero, no Senado. Zenaide ajuda a derrubar o veto que prejudicava o “Minha Casa, Minha Vida”

Na última sessão do Congresso Nacional em 2019, nesta terça (17/12), a senadora Zenaide Maia (Pros – DF) defendeu a derrubada do veto ao PL 888/2019, que restabelecia o Regime Especial de Tributação (RET) para a incorporação de imóveis residenciais do Programa Minha Casa, Minha Vida.

“Um veto desses a gente só acredita porque está vendo! Temos que estimular o Minha Casa, Minha Vida. Porque, quando dizem aqui que ‘defendem a família’, quem defende a família defende um teto para essa família”, argumentou Zenaide, que orientou o voto da bancada de seu partido. O presidente Jair Bolsonaro vetou o projeto com o argumento de que não havia estimativa do impacto financeiro da retomada do RET.

O veto foi derrubado por 343 votos a 3, na Câmara; e por 63 votos a zero, no Senado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. natalsofrida disse:

    Essa louca, parece um João sem braço.

  2. Pires disse:

    O que será que a senadora achou da reforma da previdência aqui no RN??
    Bico CALADO barulho só em Brasília contra Jair Bolsonaro.
    Esses políticos profissionais são, ou não são uma vergonha??
    Calado!!!!!!!!

  3. Bento disse:

    Podia nem votar que nem fazia diferença.

Grupo de advogados arrecada itens de ajuda para o GAAC e Juvino Barreto

Advogados estão se organizando para obtenção de doações para o Grupo de Apoio à Criança com Câncer e o Juvino Barreto.

Os itens a serem doados devem ser entregues na Rua Seridó, 555, Petrópolis, Natal, na sede do André Elali Advogados.

Justiça Potiguar

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juca disse:

    Manda pedir aos juízes de Pernambuco. Receberam 10 férias atrasas de uma vez só. Teve uma doidinha q recebeu mais de um milhão. Há se eu pego uma coroa dessa.

  2. Idiota potiguar disse:

    Vc confia???
    Kkkkk
    Dia desses a polícia federal amanheceu lá…

Sindipostos reforça ajuda na limpeza das praias do RN

Foto: Divulgação

O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipostos/RN) aderiu a força tarefa, que vem sendo executada pelo Governo do Estado, por meio da Defesa Civil do Estado, na limpeza das praias atingidas pelo óleo no litoral norte-riograndense.

A ideia da campanha é que os postos de combustíveis associados ao Sindipostos sirvam de pontos de coleta para equipamentos de proteção individual como, luvas, botas de borracha, sacos plásticos, protetor solar e água mineral. No estado, são cerca de 180 associados. O material arrecadado será enviado a Defesa Civil do RN para as medidas cabíveis necessárias.

“Nós que fazemos o Sindipostos ficamos muito orgulhosos em fazer parte dessa missão que envolve não só o Rio Grande do Norte, mas todo o Brasil e pedimos aos nossos revendedores que não esperem só pela sociedade, contribuam também. Vamos juntos dar as mãos para que essa mancha de petróleo não seja tão danosa em nosso estado”, afirma o presidente do Sindipostos, Antonio Cardoso Sales.

O Globo

FOTOS: Homem morto há 22 anos é encontrado com ajuda do Google Earth

William Moldt tinha 40 anos quando desapareceu na Flórida em 1997. Foto: National Missing and Unidentified Persons System / BBC News Brasil

Os restos mortais de um homem desaparecido há duas décadas, nos EUA, foram encontrados dentro de um carro submerso em um lago graças ao Google Earth.

William Moldt foi dado como desaparecido em Lantana, na Flórida, em 7 de novembro de 1997.

Ele tinha 40 anos na época e não voltou para casa após uma noitada em uma boate.

A polícia abriu um inquérito sobre seu desaparecimento, mas a investigação não avançou, e o caso acabou sendo encerrado.

Em 28 de agosto deste ano, 22 anos depois, a polícia recebeu a denúncia de que havia um carro afundado em um lago em Moon Bay Circle, Wellington, na Flórida.

Quando retirou o veículo da água, se deparou com restos mortais dentro.

Uma semana depois, foi confirmado que se tratava de Moldt.

Ajuda do Google Earth

A delegacia do condado de Palm Beach informou na quinta-feira que “um ex-morador de Grand Isles estava fazendo uma pesquisa no Google Earth, nessa região, quando notou o que parecia ser um veículo no lago”.

Fotos: Google Earth / BBC News Brasil

A pessoa entrou em contato imediatamente com um ex-vizinho para contar o que achava ter visto dentro do lago, que ficava logo atrás da casa dele.

Este último ativou, por sua vez, seu drone pessoal, confirmando a descoberta. E, na sequência, notificou as autoridades, conforme informou a polícia em sua conta do Facebook.

Quando a polícia chegou, constatou que havia um carro submerso no lago e que estava bem calcificado por estar há bastante tempo na água.

Ao retirar o veículo, encontraram os restos mortais dentro dele.

“Surpreendentemente, o veículo estava claramente visível em uma foto de satélite do Google Earth da área desde 2007, mas aparentemente ninguém percebeu até 2019”, publicou o site do Charley Project, banco de dados online sobre casos não resolvidos nos EUA.

‘Desapareceu da face da Terra’

A polícia presume que Moldt tenha perdido o controle do veículo e caído no lago, conforme informou à BBC.

E afirma que, durante a investigação inicial sobre seu desaparecimento, “não havia evidências de que isso tivesse acontecido”. Apenas recentemente, uma mudança no nível da água tornou o carro visível.

“Não é possível determinar o que aconteceu há tantos anos”, explicou Therese Barbera, porta-voz da delegacia.

“Tudo o que sabemos é que ele desapareceu da face da Terra e agora foi descoberto.”

Na noite em que desapareceu, Moldt deixou a casa noturna às 23h, de acordo com um relatório do Sistema Nacional de Pessoas Desaparecidas e Não Identificadas.

O mesmo documento acrescenta que ele era um homem tranquilo que não socializava muito, não parecia embriagado e saiu do local sozinho dirigindo o carro.

“Ele não bebia frequentemente, mas tomou várias bebidas no bar”, especifica o relatório.

Moldt ligou para a namorada por volta das 21h30 e disse que chegaria logo em casa, mas ele nunca mais foi visto, tampouco se ouviu falar dele.

A polícia já informou a família sobre a descoberta de seus restos mortais.

Terra

Amazônia: EUA dizem não concordar com ajuda do G7 para incêndios e fala que forma mais construtiva é “coordenação com o governo brasileiro”

FOTO: GABRIELA BILÓ/ ESTADÃO CONTEÚDO/27.08.2019

O governo dos Estados Unidos disse nesta quarta-feira que não concorda com a ajuda de US$ 20 milhões — aproximadamente R$ 83 milhões — oferecida pelo G7 ao Brasil para combater os incêndios que se alastram pela Amazônia nas últimas semanas.

“Não concordamos com a iniciativa do G7 que não incluiu consultas com (o presidente) Jair Bolsonaro. A forma mais construtiva de auxiliar os esforços em andamento do Brasil é em coordenação com o governo brasileiro”, afirmou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, Garrett Marquis, em mensagem postada no Twitter.

O Brasil já havia recusado o auxílio financeiro oferecido pelo G7 em anúncio feito pelo presidente da França, Emmanuel Macron.

Em um primeiro momento, Bolsonaro disse que só aceitaria a ajuda se ela viesse acompanhada de um pedido de desculpas de Macron por tê-lo chamado de mentiroso. Depois, o Palácio do Planalto não incluiu o pedido nas condições estabelecidas pelo governo brasileiro para aceitar o dinheiro disponibilizado pelo G7.

Questionado por vários líderes mundiais sobre uma possível omissão do Brasil no combate aos incêndios na Casa Branca, Bolsonaro ganhou o apoio de Trump, que elogiou o trabalho do governo na crise.

“Cheguei a conhecer bem o presidente Bolsonaro nas nossas relações com o Brasil. Ele está trabalhando muito duro nos incêndios da Amazônia e, em todos os aspectos, está fazendo um grande trabalho para as pessoas do Brasil”, disse Trump no Twitter.

EFE

Criminosos invadem prédio no centro de São Paulo e furtam aparelho que ajuda criança respirar

Foto: Record

Um apartamento localizado na Rua Augusta, centro de São Paulo, foi furtado na última quinta-feira (15). As câmeras de segurança flagraram o momento em que dois homens arrombam a porta do prédio e saem carregados de objetos do local. Entre os itens roubados, estava o aparelho que auxiliava uma criança respirar. As informações são da Record TV.

A dupla gastou pouco mais de um minuto para passar pela porta do prédio, que não possui portaria. Dos quatro apartamentos do prédio, somente um foi arrombado. No recinto, outros objetos foram furtados além do aparelho de respiração: joias, uma televisão e até mesmo brinquedos.

Os suspeitos não levaram todo equipamento. Segundo o pai da criança, Otávio Corrêa, a estrutura levada é inútil. Eles deixaram para trás a mangueira de ar e a máscara de oxigênio, essenciais para o funcionamento do aparelho. O jovem, que tem Síndrome de Down, também teve sua coleção de brinquedos furtada.

As câmeras de segurança também registraram as mochilas e os sacos de lixo utlizado para levar os bens, assim como a placa do carro usado pela dupla para sair do local.

Importância do aparelho

Para a família, apesar da variedade de itens roubados, o aparelho de respiração é de longe o objeto mais valioso. O CPAP (Pressão aérea contínua positiva, traduzido do inglês) custa em tonro de R$ 3.000.

“O mais importante é o aparelho do meu filho. Super heróis a gente compra aos poucos, notebook a gente compra aos poucos, a televisão também”, afirmou o professor.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Aylmer Bolzan disse:

    Olá, boa noite.

    Trabalho com uma empresa de equipamentos para terapia do sono e, estou buscando contato com o senhor Otávio Corrêa, pai da criança, para que possamos disponibilizar um equipamento e que assim seu filho possa dar continuidade à terapia respiratória.

    Caso tenham alguma informação sobre o mesmo, me coloco à disposição.

  2. flavio Martins carlos disse:

    tenho fotos deles

  3. flavio Martins carlos disse:

    esses dois ladrões roubaram meu apartamento dus semanas atrás

FOTOS: Cientistas desenvolvem traje robótico que ajuda a correr e caminhar

Versátil, o traje robótico apresentou bons resultados tanto na esteira, quanto em ambientes externos Foto: Wyss Institute at Harvard University

Uma equipe de pesquisadores das universidades de Harvard (EUA), Nebraska (EUA) e Chung-Ang (Coréia do Sul) desenvolveu um traje robótico que pode ajudar pessoas em reabilitação a correr e andar . A novidade foi anunciada na edição desta sexta-feira da revista “Science”. Até hoje, cientistas só haviam conseguido fabricar vestes que auxiliavam a caminhar ou trotar, mas nenhum equipamento jamais conseguiu as duas coisas de maneira eficiente.

Era muito difícil conciliar as duas atividades em um mesmo aparelho porque elas têm biomecânica fundamentalmente diferentes. A única coisa em comum é a extensão da articulação do quadril, que começa quando os pés tocam o chão e requer energia para levar o corpo adiante. O novo traje ajuda especificamente este movimento. Feito de componentes têxteis, a veste de cerca de 5 quilos é usada na cintura e nas coxas. Além disso, um pequeno sistema nas costas carrega um algorítimo que consegue identificar se o usuário está andando ou correndo.

Após testes realizados em esteiras, a equipe de pesquisadores demonstrou que o traje robótico reduz os custos metabólicos de andar em 9,3% e de correr em 4%.

Detalhes sobre o funcionamento do traje robótico que auxilia caminhada e corrida Foto: Science Magazine

“Nós estamos empolgados em ver que o aparelho também teve boa performance em subidas, em diferentes velocidades e durante testes em ambientes abertos, o que mostrou a versatilidade do sistema”, afirmou Conor Walsh, líder do projeto, a uma publicação da universidade de Harvard. “Embora as reduções metabólicas encontradas sejam modestas, nosso estudo mostra que é possível ter um equipamento robótico portátil para mais de uma atividade, ajudando a pavimentar o caminho para que esse tipo de tecnologia se torne comum na vida das pessoas”.

O traje foi desenvolvido para a Agência de Projetos de Pesquisa Avançadas em Defesa (DARPA, em inglês) e é o ápice de anos de pesquisa e de otimização de outros equipamentos desenvolvidos pela equipe. Uma versão anterior para as articulações do quadril e do tornozelo já havia sido fabricada, e uma versão médica do traje, focada em sobreviventes de acidentes vasculares cerebrais já está disponível nas lojas americanas e europeias.

O Globo

 

Novo recurso do WhatsApp ajuda quem recebe muitos áudios

(Reprodução/Getty Images)

Um novo recurso do WhatsApp vai ajudar quem recebe muitas mensagens de áudio dos amigos. Em uma versão preliminar do aplicativo para smartphones Android, a empresa testa a reprodução contínua dos recados de voz, assim como acontece hoje no Facebook Messenger.

De acordo com o WABetaInfo, que testa versões novas do app antes do lançamento oficial, o recurso ainda não está disponível, mas deverá ser liberado, em breve, para quem usa a versão beta do WhatsApp da Google Play Store, no Android.

Ao fim de cada mensagem de voz, o aplicativo emite um som para sinalizar que ela terminou. Imediatamente em seguida, a mensagem seguida é tocada. Quando todas acabam, um som diferente é tocado para avisar o usuário que ele ouviu todo o conteúdo da sequência de recados.

Exame

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gaius Baltar disse:

    Na verdade já está disponível no iOS. No Android não sei.

Advogado baleado na Zona Leste precisa de doações de sangue

 

Uma campanha busca conseguir doações de sangue em nome de Rodrigo Fernandes de Paiva. O gesto em solidariedade ao advogado baleado em Natal durante tentativa de assalto neste fim de semana pode ser feito no Hemonorte, no bairro Tirol.

O advogado foi baleado no sábado, 12, no Barro Vermelho, Zona Leste. A vítima teve a bala alojada na região do abdômen, atingindo o fígado.

Ele foi rendido quando ia buscar um amigo de carro e foi surpreendido por dois bandidos armados. Rodrigo saiu do carro, um modelo Edge e com mãos para o alto. Os assaltantes entraram no carro e não conseguiram ligar no sistema automático e atiraram contra a vítima, mesmo sem reagir.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. JCabral disse:

    Não é preciso ser especialista para perceber que há algo assustadoramente errado em tudo isso. Games, pobreza e reação da vítima são abordados e apontados como responsáveis pelo crime no Brasil, ao mesmo tempo em que o bandido é tratado como se fosse um ser autômato, desprovido de livre arbítrio, incapaz de fazer escolhas entre o certo e o errado. Em um discurso puramente rousseauniano e preconceituoso onde ora o pobre é um invejoso que não pode lidar com a “ostentação” dos mais abonados, ora é tratado de forma lombrosiana imputando-lhe a pecha de criminoso nato. Nada mais falso, mas se verdadeiro fosse, embasariam plenamente a ideia de que a punição não resolve, pois não se deve punir quem não é culpado.
    O bandido está plenamente justificado, seja pela existência dos bolsos, seja pela pobreza e resta para nós sermos pobres (ou pelo menos parecermos) e nunca reagir mesmo que nada disso signifique que você escapará ileso.

    O bandido está plenamente justificado, seja pela existência dos bolsos, seja pela pobreza e resta para nós sermos pobres (ou pelo menos parecermos) e nunca reagir mesmo que nada disso signifique que você escapará ileso.

    **Bene Barbosa é especialista em segurança pública.

(Atualização Ajuda Genoino): Doações para pagar multa alcançam R$ 295 mil e chegam a 44% do valor total

338016-400x600-1O site criado por amigos e familiares do ex-deputado José Genoino com o objetivo de receber doações para pagar a multa de R$ 667,5 mil imposta ao petista por sua participação no esquema do mensalão arrecadou R$ 295.257,91 até esta terça-feira (14).

O site intitulado “Parceiros da família Genoino” foi criado na noite da última quinta-feira. Cinco dias após a publicação da página, a quantia arrecadada já equivale a 44% do valor total da multa.

O petista tem até o dia 20 deste mês para pagar o valor devido. Se ele descumprir o prazo, o débito será inscrito no cadastro da Dívida Ativa da União, de acordo com a decisão da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, e a União passa a cobrar a dívida judicialmente.

O doador pode contribuir com qualquer quantia e, após o depósito, deve enviar à família de Genoino um e-mail com nome completo, RG, CPF e cópia do comprovante de depósito.

Em mensagem publicada no site, a família de Genoino afirma que o ex-deputado “não tem patrimônio para arcar com tal despesa”.

Na última sexta-feira, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, conclamou a militância do partido a contribuir com doações para ajudar Genoino. Em nota, Falcão disse que a sentença dada ao ex-presidente da sigla é “indevida e desproporcional”, mas tem de ser cumprida.

Genoino foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa e formação de quadrilha, além da multa de R$ 667,5 mil.

Folha

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. sergio cassa disse:

    Ajudar um mensaleiro a pagar o que foi desviado do nosso bolso ? só estes inocentes uteis do PT fazem, agora, será que estes que estão ajudando o dinehro é
    L Í C I T O ? OU ………………………

  2. LUCIO CAMARGOS disse:

    Como sao engracados estes Brasileiros… Quando se fala em arrecadar valores para ajudar vitimas de catastrofes naturais, doencas, etc, é uma dificuldade… para ajudar pulhas da politica que tanto nos agridem… ! bom tem ue se ver de fato se foram doacoes…

  3. Sérgio Albo disse:

    Esta é a prova irrefutável da falta de pudor e de desrespeito àqueles que trabalham diuturnamente para conseguir o mínimo de conforto , isso passando pela falta de transporte decente, segurança e de atendimento médico. Fazer qualquer doação para amenizar o desvio de conduta de um político, reconhecidamente condenado por corrupção, é jogar dinheiro no latão de lixo da decência e honestidade.

  4. Antonio Silva disse:

    Ver milhares de cidadãos contribuindo para pagar a multa de Genoino não é pra qualquer político ou partido.

  5. Henrique S. disse:

    Isto como não poderia deixar ser, está cheirando a maracutaia!!!!

    Se forem averiguar de onde estão partindo as doações com certeza encontraram muitas coincidências!!!!!

    Não acredito que um cidadão ainda tenha coragem de fazer uma

  6. Euduardo Pette disse:

    Me lembra ao site que o filho do Heisenberg fez para ele na primeira temporada de B reaking Bad.

  7. Jonas disse:

    TEM QUE SER ASSIM MESMO, VIVA O PT, VIVA OS PETISTAS DA CARTEIRINHA. ESSE HOMEM É HONESTO E FOI SACRIFICADO POR ALGO QUE NÃO FEZ. DILMA 2014.

  8. sergio disse:

    Só nesse nosso Brasil sem porteira. Fazer cota para pagar multa de condenado da justiça?
    É um absurdo. Num país onde os petralhas mandam temos que ver isso. A população deveria saber quem são os "grandes amigos" de Genoino. Vamos exigir a relação desse folgados.

  9. paulo kasinsk disse:

    Participe do "Genoino Esperança". Ele leva a grana mas quem paga a conta é você.
    Promoção por tempo limitado. Últimos dias.

  10. Rafael disse:

    Tem dinda do contribuinte nesse "espetáculo", certeza!!!

  11. EDUARDO disse:

    Só no Brasil mesmo, pessoas ajudando um criminoso a pagar suas dívidas com a justiça. Deveriam fazer doações para instituições de caridade, aos lares de anciãos, etc. etc. Por que não pedem ao Ladrão Mor Lulinha paz e amor para pagar? dinheiro não ia faltar, só o filho dele comprou à vista uma fazenda por 46 MILHÕES, para o mundo que eu quero descer…

Semsur pede à população para denunciar quem levar plantas dos canteiros e praças da cidade; veja como

17588O programa de ajardinamento de praças e canteiros reiniciado há pouco tempo pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), vem sofrendo com a ação de cidadãos que estão retirando as plantas colocadas pela Prefeitura do Natal. A Semsur lembra que cuidar das praças e canteiros é uma obrigação do município, mas a população precisa fazer sua parte preservando o que vem sendo feito em prol do bem coletivo da cidade.

Para manter as praças e canteiros bonitos e ajardinados, a Semsur faz um apelo para que as pessoas não retirem as plantas e que a população denuncie os infratores e coíbam esse tipo de vandalismo entrando em contato com o Departamento de Paisagismo da secretaria pelo telefone 3232.2545 ou avisando ao policial mais próximo.

A Semsur já prestou queixa na Delegacia de Polícia, para que os atos de vandalismos sejam investigados e os culpados punidos e a Guarda Municipal foi acionada para intensificar a proteção aos canteiros e praças.

Ponta Negra: Ajuda financeira do Governo Federal está condicionada a decreto de situação de emergência

O encontro realizado na tarde desta segunda-feira (09) para debater o problema do calçadão de Ponta Negra, chegou a uma conclusão: antes de pensar em qualquer providência é preciso decretar estado de calamidade da cidade. Em ano eleitoral a transferência de recursos federais está condicionada a um documento que comprove a situação de emergência. Foi isso o que deixou claro o técnico do departamento de infraestrutura turística do Ministério do Turismo, Neusvaldo Ferreira, durante o debate proposto pelo deputado Hermano Morais e articulado pelo líder do PMDB na Câmara Henrique Alves. Estavam presentes os principais nomes do trade, como o presidente do Natal Convention Bureau, George Costa e Habib Chalita, da ABIH, o coordenador da Câmara empresarial do Turismo da Fecomércio, George Gosson, Eugênio Cunha, da UFRN, CREA, Caern e Governo do Estado.

Essa não é a primeira vez que a situação do calçadão de Ponta Negra é alvo de discussões. O problema da erosão se arrasta há anos, mas foi preciso o caos para acender o sinal de alerta. “Agora não tem mais paliativo que dê jeito. Chegamos numa situação tal que não somente quem depende do turismo está sofrendo com o descaso da prefeitura, mas os próprios moradores da região. As manilhas estão expostas e o esgoto está indo direto para a praia. Já existe o comprometimento da balneabilidade do local. A omissão do poder público municipal resultou em crime ambiental”, destacou George Gosson.

De acordo com dados do Natal Convention Bureau, desde outubro o fluxo de passageiros em Natal caiu 15%, se comparado a períodos anteriores. Para o presidente da entidade, George Costa, a principal fonte de arrecadação da economia local merecia ser tratada com mais zelo.

Parcerias

O deputado Henrique Alves chamou a atenção para as parcerias. Segundo o líder do PMDB, o problema só será resolvido se todos – governo federal, estadual e município – trabalharem em conjunto. Para ele, o que não pode continuar é essa situação vergonhosa da orla de Natal, “hoje uma das mais feias do Nordeste”, reclamou.

A expectativa é que a cidade reverta esse quadro. A solução apontada pelos técnicos é inicialmente construir uma estrutura para proteger a área das obras. Depois, a solução definitiva é aterrar a praia. Um exemplo bem sucedido de como isso pode dar certo é a praia de Copacabana. “Precisamos recuperar a nossa praia e as belezas que nela se encontram. Ponta Negra pede socorro e nós temos obrigação de fazer algo. Por isso, minha primeira preocupação foi pedir ajuda às pessoas certas, que podem de fato contribuir”, finalizou o deputado Hermano Morais.

PM grava vídeo na net para pedir ajuda

Vejam que história. O soldado PM Rogério Weiers, 34, conta por que gravou e postou um pedido de socorro na internet.

Em 1999, Weiers e outro soldado patrulhavam a rodovia Régis Bittencourt. Durante uma perseguição, o carro da polícia, conduzido na contramão por Weiers, colidiu com outro veículo.

Uma sindicância interna decidiu que Weiers comportou-se de modo irresponsável. “A prisão de um infrator não justifica a exposição de inocentes. No caso específico, pessoas poderiam ter morrido”, afirmou a PM.

Na época, foi cobrado o valor de R$ 9.716 como reparação. Weiers não fez acordo e a dívida atingiu os R$ 50 mil atuais. Para garantir o pagamento, em 2004, a Procuradoria Geral do Estado pediu a penhora do único bem de Weiers, um terreno de 2.000 metros quadrados em Embu (Grande São Paulo). No local, hoje, há a casa onde o PM mora com a família.

Com a divulgação do vídeo, a Procuradoria Geral do Estado emitiu uma nota oficial em que se dispõe a parcelar o valor devido em até 60 meses.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. marcondes luz disse:

    que Deus tenha misericórdia deste PM