Reservas hídricas superficiais totais do RN acumulam mais de 50% da sua capacidade total

Foto: Eduardo Araújo

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. Segundo o Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, atualizado nesta terça-feira (12), as reservas hídricas superficiais totais do RN somam 2.215.247.855 m³, que correspondem a 50,61% da capacidade total do RN. Neste mesmo período de maio de 2019, o volume de água acumulado nos reservatórios monitorados pelo Igarn era de 1.427.149.397 m³, correspondentes a 32,60%da capacidade de reservação dos principais mananciais potiguares.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, acumula atualmente 1.353.845.818 m³, percentualmente, 57,05% do seu volume máximo. Em meados de maio do ano passado o manancial represava 804.392.000 m³, correspondentes a 33,52% da sua capacidade total.

Segundo maior reservatório do Estado, Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 599.712.000 m³, acumula atualmente 216.650.940 m³, correspondentes a 36,13% do seu volume máximo. No dia 12 de maio de 2019 o manancial estava com 151.561.303 m³, percentualmente, 25,27% do máximo que consegue represar.

Já a barragem de Umari, localizada em Upanema, com capacidade para 292.813.650 m³, acumula atualmente 238.210.032 m³, percentualmente, 81,35% do seu volume máximo. No mesmo período de maio de 2019 o reservatório estava com 122.716.928 m³ correspondentes a 41,91% da sua capacidade total.

Os açudes que continuam com 100% das suas capacidades são: Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas; Encanto, localizado em Encanto; Medubim, em Assu; Beldroega, em Paraú e Dourado em Currais Novos.

Outros mananciais que já sangraram nessa quadra chuvosa do interior e continuam com volumes próximos da sua capacidade máxima são: Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 99,44% do seu volume total; Santana, em Rafael Fernandes, com 99,83%; Morcego, em Campo Grande, com 99,37%; Santo Antônio de Caraúbas, com 98,5% e Pataxó, em Ipanguaçu, com 99,39% do seu volume máximo.

Os reservatórios com volumes acima dos 70% das suas capacidades são: Marcelino Vieira, localizado em Marcelino Vieira, com 72,95% da sua capacidade total e Rodeador, em Umarizal, com 80,7% do seu volume máximo de acumulação.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel está acumulando 2.695.875 m³, equivalentes a 24,81% do seu volume máximo que é de 10.865.000 m³. A última vez que o reservatório conseguiu represar esse nível de água foi no ano de 2012.

Localizado em São João do Sabugi, o açude Carnaúba, com capacidade para 25.710.900 m³, acumula atualmente 13.216.445 m³ do seu volume máximo. Também localizado na mesma cidade, o reservatório Sabugi, com capacidade para 61.828.970 m³, está represando 28.861.312 m³, equivalentes a 46,68% da sua capacidade total.

O açude Boqueirão de Angicos, localizado em Afonso Bezerra, represa atualmente 8.093.333 m³, correspondentes a 50,53% da sua capacidade total que é de 16.018.308 m³.

A barragem de Pau dos Ferros acumula atualmente 18.527.756 m³, correspondentes a 33,78% da sua capacidade total que é de 54.846.000 m³. Em meados de maio do ano passado o reservatório represava 840.413 m³, equivalentes a 1,53% da sua capacidade total.

O reservatório Marechal Dutra, também conhecido como Gargalheiras, em Acari, acumula atualmente 13.876.482 m³, equivalentes a 31,24% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. No mesmo período do ano passado o manancial estava com 263.653 m³, percentualmente, 0,59% do seu volume total.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, apenas 2 estão com níveis inferiores a 10% da sua capacidade, sendo, portanto, considerados em nível de alerta. São eles: Passagem das Traíras, que está em reforma e não pode acumular grande volume hídrico, com 1,46% do seu volume máximo e Esguicho, em Ouro Branco, com 1,82% da sua capacidade. Percentualmente o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Já os mananciais completamente secos também são 2, Inharé, localizado em Santa Cruz e Trairi, localizado em Tangará. Em termos percentuais o número representa 4,25% dos reservatórios monitorados.

Situação das lagoas

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, está com 42.643.686 m³, correspondentes a 50,6% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, também está com o seu volume máximo que é de 11.074.800 m³.

Ranking elege as 50 melhores empresas para trabalhar no Brasil em 2020

Foto: Pixabay

Uma pesquisa com funcionários de empresas com atuação no Brasil elegeu os 50 melhores lugares para trabalhar em 2020. O ranking, inédito no país, é realizado pelo site de recrutamento Glassdoor, o segundo maior portal do gênero do mundo. Nesta primeira edição, 20 companhias brasileiras figuram na lista junto com outras empresas com mais de mil funcionários no mundo.

Os setores de tecnologia, serviços financeiros e consultoria são destaques no ranking. A SAP , empresa de softwares corporativos, ocupa o primeiro lugar, com uma nota de 4,6. A consultoria em tecnologia ThoughtWorks (4.5), Google (4.5), Takeda Pharmaceuticals (4.5) e Banco Votorantim (4.5) completam o top 5.

Entre as firmas brasileiras, tiveram destaque a Eurofarma (8º lugar), Nubank Brasil (10º lugar) e Globosat (11º lugar).

A pesquisa, inédita no Brasil, é anunciada simultaneamente em outros 8 países, incluindo Estados Unidos, França, Alemanha. O prêmio também reconhece empresas no México, Singapura, Argentina, Reino Unido e Canadá.

Para constar no ranking, a empresa precisa ter pelo menos mil funcionários ao redor do mundo e contar com a avaliação de, no mínimo, 30 funcionários lotados no Brasil. Para esta primeira edição brasileira, foram consideradas classificações realizadas por colaboradores entre 23 de outubro de 2018 a 21 de outubro de 2019.

As notas vão de 1 a 5, sendo 1 muito insatisfeito e 5 muito satisfeito. Ao avaliar uma empresa no Glassdoor , os usuários classificam sua satisfação geral, além de critérios como oportunidades de carreira, remuneração e benefícios, qualidade de vida, alta liderança , cultura e valores. Além disso, compartilham sua opinião sobre os prós e contras do ambiente de trabalho e são incentivados a deixar conselhos para a presidência.

Também é perguntado aos profissionais se eles recomendariam seu empregador a um amigo e se acreditam que as perspectivas de negócios para os próximos seis meses são positivas, negativas ou neutras.

Entre mais de um milhão de empresas avaliadas pelo ranking, a nota média é de 3,5. Na visão de Christian Sutherland-Wong, presidente e diretor de operações do Glassdoor, as avaliações dos colaboradores demonstram maior preocupação com a cultura e valores das empresas.

“Os vencedores do prêmio são empresas que colocam a cultura, a missão e as pessoas no centro de tudo o que fazem. E, por isso, seus funcionários as reconhecem como os Melhores Lugares para Trabalhar em 2020”, diz Sutherland-Wong “Além disso, os vencedores deste ano se destacam por promover a transparência, oferecer oportunidades de crescimento na carreira e valorizar o trabalho impulsionado por impacto e propósito”.

Melhores empresas para trabalhar em 2020

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlúcio disse:

    A mamata não ia acabar.

50+ oferece atendimento domiciliar em Natal com o conforto e a segurança do seu lar

INFORME PUBLICITÁRIO

Ter um envelhecimento saudável é o objetivo de muitas pessoas. Tanto é que os números já mostram que os brasileiros estão vivendo cada vez mais. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira vive em média 76,3 anos e a tendência é que as pessoas busquem chegar a esta idade com cada vez mais autonomia. Para auxiliar nesse processo, surgiu em Natal a empresa 50+, que oferece atendimento domiciliar nas mais diversas áreas da saúde, aliando bem-estar, comodidade e segurança.

As sócias Milena Maia, assistente social, Fernanda Rêgo, terapeuta ocupacional e Renata Dantas, psicóloga sabem da importância em oferecer um atendimento diferenciado e personalizado a pessoas acima de 50 anos. “Entendemos que cada paciente tem sua rotina, desejos, limitações e obedecer essas necessidades com um atendimento exclusivo, no conforto da sua casa, colabora significativamente a qualidade de vida do paciente”.

Atualmente, a empresa disponibiliza atendimentos nas seguintes áreas: médica (diversas especialidades), educação física
, enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia , nutrição, psicologia, odontologia, serviço social e terapia ocupacional. Toda a equipe é especializada na área de gerontologia.

Diferente do que as famílias podem achar, a 50+ não é uma empresa de cuidadores. A empresa oferece atendimento domiciliar e realiza atividades diversas e acompanhamento integral do paciente. “Ao focar nesse tipo de atendimento, conseguimos atuar de forma bem mais objetiva e assegurando ao paciente que haverá rotina no tratamento realizado”.

Além do atendimento domiciliar, a 50+ ainda oferece acompanhamento hospitalar e atividades em grupo, onde proporciona ao público acima de 50 anos oportunidade de socialização, que colabora na melhoria da rotina do paciente.

Instagram: https://www.instagram.com/50maiscuidar/

Whatsapp:84- 99828-3875

A 50+ inova com atendimento domiciliar personalizado

INFORME PUBLICITÁRIO

Mais carinho, mais amor e mais cuidado com os pacientes. Esse é o lema da 50+, uma empresa que vem revolucionando a forma como enxergamos o atendimento individual. Para começar, acreditamos em um tratamento humanizado, onde o paciente é acolhido no conforto de sua própria residência.

Nossa equipe é composta por profissionais da Geriatria e outras especialidades médicas, enfermagem, terapia ocupacional, fonoaudiologia, fisioterapia, nutrição , educação física, serviço social, odontologia e psicologia. Todos os nossos colaboradores são instruídos a realizarem uma avaliação completa do paciente, integrando nossas áreas de acolhimento e criando assim um tratamento personalizado, focando nas necessidades de cada um.

Estamos sempre buscando inovar para oferecer o melhor atendimento possível aos nossos pacientes. Por isso, não iremos parar por aqui. Continue atento às novidades que devemos anunciar em breve e conheça também os nossos serviços completos. Entre em contato através do telefone (84) 99828-3875 e tire todas as dúvidas.

Justiça defere liminar do Sindicato dos Concessionários de Veículos e determina retorno de no mínimo 50% dos serviços do Detran-RN

Foto: Divulgação

A Justiça deferiu liminar impetrada pelo Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do RN (Sincodiv-RN) determinando que os serviços do Detran-RN voltem a funcionar com pelo menos 50% dos serviços e efetivo, além de liberar o acesso total ao público nas próximas 24 horas. O Justiça Potiguar detalha aqui.

PRF registra queda de 50% no número de mortes durante a Semana Santa

A Operação Semana Santa 2019 registrou redução de 50% no número de mortes nas rodovias federais em comparação com o ano passado. Houve queda também no número de acidentes. O balanço foi divulgado nesta segunda-feira (22) pela Polícia Rodoviária Federal. A operação começou na quinta-feira (18) e foi encerrada à meia noite de ontem (21).

Nos quatro dias de operação, duas pessoas perderam a vida nas rodovias federais. Em 2018, foram quatro mortes. As duas mortes envolveram motociclistas na BR-101. Foram registrados 95 acidentes com 123 feridos. Na comparação com o ano passado, esses números representam redução de 25% no número de acidentes e aumento de 4% no de feridos. Em 2018, foram registrados 127 acidentes com 118 feridos.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a queda no número de acidentes e vítimas pode ser atribuída à estratégia de fiscalização nos pontos e horários mais críticos de acidentes, combinada com a maior conscientização dos motoristas.

Autuações

Durante a Operação Semana Santa foram aplicados 2.615 autos de infração e 11.507 flagrantes de excesso de velocidade por meio de radares. Um total de 215 motoristas foram pegos dirigindo sob efeito de álcool. Os policias registraram 197 ultrapassagens em local proibido e 357 pessoas sem cinto de segurança.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Carlos disse:

    Fica evidentemente comprovado que os radares em nada contribuem para a redução dos incidentes, haja vista que só fiscalizam um curto perímetro. A PRF, com contingente e equipamentos móveis, surtem um efeito benéfico bem maior. Desde a primeira licitação que o DNIT realizou para esses equipamentos que a roubalheira é generalizada. A licitação é dividida por lotes, limitados em no máximo 3 por empresa, para que todas tenham uma fatia do bolo. Várias empresas contratadas são investigadas pela operação lava jato, como é o caso da MOBIT (Antiga EIT e Trana), ganhadora do lote do RN, CE e MA. São equipamentos altamente ultrapassados em que o aproveitamento é ínfimo e não cumprem todas as exigências do Inmetro, uma vez que, realizadas as inspeções, esses podem terem seus softwares facilmente reprogramados para multarem sem obedecer os parâmetros legais.

  2. Medeiros disse:

    Com a gasolina a 4.70 ninguém pode viajar mais

  3. Mário Deodoro disse:

    A tv globo no bom dia hoje, mostrou o contrário, fez reportagem com acidentes, carros e motos em alta velocidade, enfim, levou ao ar uma matéria como se o feriado tivesse sido violento nas rodovias.
    Aí vem a PRF e mostra números oficiais dando um saldo com 50% MENOS acidentes e mortes.
    Será que já é a globo trabalhando contra o anúncio na revisão dos pardais, caça niqueis, instalados nas rodovias? Começo a acreditar que se o governo for contra a dengue, terá partido político e emissora de tv que serão a favor do mosquito e da doença… Que país é esse?