Ferramenta simula tempo restante para aposentadoria no RN

FOTO: ASSECOM/RN

A calculadora que faz simulações sobre o real impacto da proposta de reforma da previdência nos salários dos servidores públicos estaduais ganhou mais uma utilidade. A ferramenta agora passa também a indicar quanto tempo falta para o servidor público ter direito à aposentadoria dentro das novas regras propostas pelo Governo do Estado. Essa funcionalidade já está disponível no site http://previdenciasustentavel.rn.gov.br/. Denominada Previdência Sustentável, a ferramenta está no ar desde o início do mês e parte de uma decisão do Governo de dar transparência e informação no processo de reformulação previdenciária do funcionalismo público do Rio Grande do Norte.

A calculadora é direcionada para servidores estaduais ativos, aposentados e pensionistas avaliarem o real impacto da proposta de reforma previdenciária no contracheque. A ferramenta simula com exatidão o valor que será descontado do pagamento mensal e também a alíquota real aplicada em casos de faixas salariais em que incidem várias alíquotas. Agora, passa também a indicar o período de contribuição necessário para que o servidor possa requerer a aposentadoria levando em consideração, inclusive, todas as regras de transição propostas na minuta de reforma, enviada para apreciação dos parlamentares na Assembleia Legislativa do RN.

A calculadora facilita o entendimento, principalmente nos casos de faixas salariais em que incidem mais de uma alíquota, apontando o percentual efetivo de desconto. Com a ferramenta, é possível simular o impacto da proposta de nova contribuição previdenciária nos contracheques dos servidores ativos e inativos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    Ué?! Mas essa governadora não dizia até dia desses que essa reforma não era necessária, que não existia déficit, que era só ruindade do governo federal prá retirar "direitos" dos trabalhadores? Vá acreditar no que petista diz. A mentira está no DNA dessa gente. Aprenda, povo potiguar.

  2. Leonardo disse:

    Como servidor, posso dá a declaração que fiquei mais tranquilo com os numeros de desconto, pensei que seria maior, mas esse portal demostrou que o desconto seria de mais 25 reais, logo fiquei mais tranquilo, mas diante do que falam, eu temeria que era muito maior do que realmente parece.

  3. Rafael Pinheiro disse:

    A ferramenta mostra o quão cruel a (des)Governadora está sendo com os servidores…
    Salvem o RN!
    Fora Fátima!

    • hermenezildo disse:

      Legal é o presidente neh. Comecei a trabalhar aos 15 e vou aposentar aos 65.

      Deixe de falar asneiras.

  4. Aposentadoria disse:

    Não entendi esse número que aparace, se é o valor de contribuição por mês dos servidores estaduais a previdência do estado, se é o tempo de serviço, se é a quantidade de meses que vai precisar trabalhar para se aposentar… fiquei em dúvida? Não são críticas, nada disso, afinal sabemos que democraticamente só podemos criticar a reforma da previdência de Bolsonaro.

Alunos do Colégio Porto vão usar Chromebooks como ferramenta de aprendizado

Notebooks desenvolvidos pelo Google vão acompanhar alunos durante todo o ensino médio para facilitar distribuição de conteúdos. Fotos: Divulgação

INFORME PUBLICITÁRIO

O advento de novas tecnologias aliadas à educação tem provocado mudanças nas salas de aula. Além do lápis, do livro e da lousa do professor, o computador passou a ganhar espaço nesse ambiente, como instrumento fundamental de aprendizagem. Em Natal, os alunos do Colégio Porto, que vai entrar em funcionamento a partir do próximo dia 27 de janeiro, vão contar com um equipamento exclusivo e totalmente diferenciado: os Chromebooks.

O Chromebook é um notebook concebido pelo Google que traz o sistema operacional Chrome OS, que funciona totalmente baseado na web. O equipamento e suas principais ferramentas também podem ser usadas de modo offline, ou seja, sem nenhuma conexão com a internet. No Colégio Porto, cada estudante vai receber o seu computador, em regime de comodato, e o equipamento vai acompanhar o aluno por todo o ensino médio.

“A geração de adolescentes de hoje apresenta características únicas devido à quantidade sem precedentes de informações disponíveis, à facilidade de acesso a elas e à velocidade da comunicação que a tecnologia tem proporcionado. Essas diferenças impactam a relação entre alunos e professores e o Colégio Porto, então, tem por premissa que esta relação seja positiva, tendo a tecnologia, efetivamente, a favor da educação”, explicou a diretora pedagógica do Colégio Porto, Ana Cristina Dias.

Nos Chromebooks, os estudantes vão fazer atividades, avaliações e desfrutar de todas as possibilidades proporcionadas pelo Google for Education, uma solução inovadora e completa que torna o aprendizado mais divertido, colaborativo e disponível em qualquer lugar.

Por meio de multiplataformas, os conteúdos serão produzidos e distribuídos de forma mais simples, melhorando a comunicação entre alunos e professores. Os educadores vão criar oportunidades de aprendizagem e desafiar os alunos a pensar de forma crítica. Os computadores não vão substituir os livros usados pelas disciplinas. Eles serão um complemento ao processo de aprendizagem desenvolvido pelo Colégio Porto.

Fecomércio defende Proedi como ferramenta moderna e eficiente para ampliar competitividade do RN

Nota na íntegra 

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio Grande do Norte vem a público externar o seu apoio ao Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (Proedi) do Governo do Estado.

No nosso entendimento, a ferramenta tem, em sua essência, uma missão nobre: a de devolver ao Rio Grande do Norte a competitividade na disputa por novas empresas em relação a estados vizinhos, notadamente Paraíba, Pernambuco e Ceará, gerando impactos positivos não apenas na indústria, mas em toda a nossa economia.

Também enxergamos no Proedi um modelo mais moderno, inteligente, eficiente e eficaz do que o programa antigo, que ele substituiu. Por tudo isso, o Proedi conta com nosso apoio, entusiasmo e defesa. Porque trabalhar pelo desenvolvimento do Rio Grande do Norte é nossa missão.

Ferramenta criada por perito do ITEP-RN para extração de imagens em câmeras de segurança ganha Prêmio Nacional de Criminalística

Fotos: Divulgação

O Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP-RN) conquistou mais um reconhecimento nacional com a realização de pesquisas desenvolvidas por servidores do Instituto. No início do mês de outubro, durante o XXV Congresso Nacional de Criminalística, realizado em Goiânia/GO, o perito criminal Jossérgio Gouveia recebeu o Prêmio de Melhor Trabalho, na categoria Oral, na área de Áudio Forense, Análise Forense de Imagens e Informática Forense.

O trabalho intitulado “Software para extração de imagens em sistemas CFTV e auditoria e análise dos resultados utilizando Linux”, destaca a ferramenta criada pelo perito criminal do ITEP-RN com o objetivo de extrair imagens em aparelhos de circuito interno de televisão, as famosas câmeras de monitoramento e segurança, que possam ajudar na produção de provas e auxiliar nas atividades das investigações policiais, mesmo quando não se pode obter a senha do aparelho Digital Vídeo Recorder (DVR), ou quando há suspeita de arquivos eventualmente deletados.

“A ferramenta é compatível com diversos modelos de DVRs existentes no mercado e vem sendo sistematicamente aprimorada. Mesmo assim, vem apresentando resultados satisfatórios em diversas perícias solicitadas ao ITEP-RN, inclusive, em casos tratados por peritos em outros estados da federação onde foi solicitado apoio. Uma de suas grandes vantagens é que realiza a catalogação dos resultados obtidos, permitindo análises mais elaboradas da situação das imagens no aparelho.”, explicou Jossérgio.

Tecnologia no auxílio da perícia

A tecnologia, desenvolvida no ITEP-RN, pode ser utilizada como meio auxiliar em casos onde há suspeita de remoção, apagamento, adulteração ou inacessibilidade às imagens do DVR. Seja em casos em que o proprietário não fornece a senha do aparelho, ou quando há troca de disco de armazenamento, além de discos ou aparelhos encontrados avulsos ou com tentativa de ocultação.

“A utilização da ferramenta não se resume somente à recuperação das possíveis imagens apagadas, mas também possibilita detectar e concluir por adulterações da atividade do aparelho e tentativas de prejudicar a investigação policial”, destacou Jossérgio.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Miquéias Antas de Gouveia disse:

    Parabéns pela autoria; parabéns ao Estado, que soube valorizar o servidor; parabéns a quem teve a iniciativa da divulgação em termos nacionais. Que o poder público adquira esta cultura e prestgie seus servidores em todas as circunstâncias e sempre.

  2. Alguém disse:

    Parabéns para os peritos que desenvolveram a ferramente, ainda mais usando SOFTWARE LIVRE sem pagamento de licenças.

    O governo deveria usar mais softwares livres ao invés de usar "ativadores" nos sistemas operacionais dos equipamentos, pois inumeros computadores utilizam software PIRATA e CRAKEADOS afim de evitar o pagamento de licenças.

Jornalistas brasileiros utilizam Twitter como principal ferramenta digital para notícias

A empresa Oriella PR Network realizou uma pesquisa intitulada Estudo de Jornalismo Digital, que revelou que 68% dos jornalistas brasileiros utilizaram o Twitter como principal ferramenta digital para divulgação de notícias, informou o site Blog Jornalismo nas Américas.
O estudo foi realizado no ano passado e entrevistou quase 500 jornalistas de 15 países, dos quais 84 eram brasileiros. Depois do Twitter, os blogs são a segunda forma de divulgação mais usada pelos jornalistas brasileiros. A análise das fontes, revelou que 32% desses profissionais consideram o press release como a principal fonte.
Em relação às publicações em meios digitais, 24% dos jornalistas no Brasil afirmaram que publicam conteúdos apenas online.
Fonte: Portal Imprensa