Regras de aposentadoria de servidores públicos devem ser equiparadas às da iniciativa privada

Há em vigor no Brasil uma série de benefícios que distinguem o setor público do privado. Não é à toa que a busca por uma vaga na carreira, seja no Executivo, Legislativo ou Judiciário é tão grande. Entre essas vantagens está o regime de aposentadoria do funcionalismo.

As regras garantidas aos servidores são diferentes. E devem ser revistas na proposta de reforma da Previdência que tramita na Câmara.

Atualmente, trabalhadores da iniciativa privada que contribuem pelo teto têm direito à aposentadoria do INSS que é de R$ 5.531,31. Os servidores da União, por exemplo, que entraram no funcionalismo público antes de 2003, têm direito à aposentadoria integral, ou seja, continuam recebendo como aposentados o mesmo valor de rendimentos de quando pararam de trabalhar.

A proposta é de que, na reforma, as regras sejam equiparadas com o setor privado para os trabalhadores do setor público estadual e municipal.

O ex-ministro da Previdência José Cechin acredita que tantas diferenças provocaram, além de um tratamento desigual, um ato de discriminação entre os brasileiros.

“Mas no setor público isso dava uma grande vantagem para o servidor que podia contar tempos, licenças-prêmios não gozadas em dobro, e por aí vai.

Então ele é um dispositivo discriminatório. Por isso é importante acabar com esses dispositivos que permitam discriminação e colocar todo mundo no mesmo pé de igualdade, aposentadoria por idade.”

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jefferson Miranda disse:

    Precisamos de reformas na parte política, pois temos um presidente ilegítimo uma Câmara e um senado de verdadeiros bandidos e oportunistas que falam uma coisa e fazem outra, para a coisa ficar homogênea a tal reforma da previdência deve atingir do operário ao presidente e não só a classe trabalhadora. Mais o povo quer lotar as ruas para brincar Carnaval e não para lutar por mudanças.

  2. Jefferson disse:

    Precisamos de reformas na parte política, pois temos um presidente ilegítimo uma Câmara e um senado de verdadeiros bandidos e oportunistas que falam uma coisa e fazem outra, para a coisa ficar homogênea a tal reforma da previdência deve atingir do operário ao presidente e não só a classe trabalhadora. Mais o povo quer lotar as ruas para brincar Carnaval e não para lutar por mudanças.

  3. Marcos disse:

    Muito justo.

  4. Flávia Moreira disse:

    Vem cá, essa reforma está preocupada com quem ganha menos, cadê bater em cima da magistratura e do MP? E a reforma previdenciária está preocupado com a aposentadoria dos políticos? Fala sério!!!

  5. Neto disse:

    Discriminatório ? Tá de brincadeira?!
    Não temos fgts, incorporação de função, venda de férias , pagamos imposto sobre o todo e não sobre o teto….
    Quer criticar, critique, mas mostre os 2 lados!

  6. julio disse:

    O redator da materia só esqueceu de citar que os servidores públicos recebem integral porque contribuem sobre o valor integral do seu salario, enquanto os funcionarios da iniciativa privada contribui sobre o teto do INSS, nao importa o quanto ganhem. Nada mais justo!

  7. Mi$hell Temeroso disse:

    Me sentiria mais confiante e acreditaria mais nessa reforma da previdência, se o judiciário, os militares e os Deputados e Senadores estivessem incluídos.
    Como não estão, fico meio desconfiado de que estão me enganando…
    Por que ninguém propôs acabar com aposentadorias e pensões vitalícias para ex governadores e ex presidentes da república?

  8. mario disse:

    Só esquecem de falar que o servidor público não tem direito ao fgts e contribue a vida toda pelo total da remuneração e não pelo teto do inss

  9. A favor do Brasil disse:

    Esse é o tipo de demagogia que sempre ecoa quando o governo tenta retirar algum direito conquistado por alguém com o apoio da grande massa através de meias verdades.
    Se, de fato, quisessem igualar os servidores públicos aos trabalhadores da iniciativa privada ESTARIAM propondo, também, o direito ao FGTS por todo o tempo de contribuição no serviço público, além do PIS/PASEP. Isso não se fala em conceder, MAS somente retirar direitos de longa data é o que se prega.
    Na verdade, muitos não aceitam que outros estejam numa situação melhor que a sua, por mais que o outro tenha se esforçado e feito por merecer o caminho que escolheu, e por isso, torce por ver a queda deste outro.
    Lembrem-se que o inimigo que está por trás desse discurso é inimigo de todos nós e não vai se contentar em retirar direitos somente do servidor público. Logo se voltará contra os demais trabalhadores para lhes retirar, ainda mais, conquistas de décadas de lutas.
    Ele é maquiavélico! E só está usando de uma das mais velhas e conhecidas estratégias de persuasão… Dividir para Conquistar!
    Não caiam nesse golpe!
    Trabalhadores, de todos os lados, SE UNAM, pois o mal não pode vencer!

  10. Ed disse:

    O governo sempre quer que o povo tenha direitos somente do horizonte para baixo. Enquanto os amigos do rei…

  11. Amigo disse:

    Faltou o principal. Esclarecer q quem contribui pelo RGPS, o faz sobre no máximo o valor do teto e o servidor público contribui sobre tudo o q recebe, ou seja, quem recebe R$10.000,00 na iniciativa privada contribui com 11% sobre R$5.600,00, o q dá R$616,00, enquanto o servidor público contribui com os mesmos 11% sobre os R$10.000,00, o q dá R$1.100,00.

  12. Miguel Holanda disse:

    Como os servidores públicos pagam apenas o valor para se aposentar pelo teto do INSS e ainda tem direito a verbas demissionárias e ao FGTS, e os servidores públicos pagam 11% do seu rendimento e não tem outras verbas, caso seja feita a vontade dos legisladores que este País tem no Senado e na Câmara, ao equipar a aposentadoria do servidor público ao servidor privado, quem vai ser responsabilizado para devolver o valor pago a mais pelo servidor público durante toda a vida funcional? E quem vai ser responsabilizado por não ter dado tempo e condições ao servidor público de fazer um plano de aposentadoria privado??? Quando o servidor assumiu antes de 2003 a regra do jogo assumia a plena responsabilidade de pagar o salário integral. Agora os políticos querem sacrificar os servidores públicos e se isentar de cumprir o compromisso assumido quando da posse do servidor???? Bando ….

  13. Otavio disse:

    BG e leitores, bom dia!
    Quero apenas trazer uma ponderação para um correto entendimento da matéria. O Servidor Público que ganha 10 mil, contribui durante os 35 anos de trabalho com 11% sobre os 10 mil. No que tange ao servidor privado, ele contribui com 11% do teto de 5.531, mesmo que ganhe 10 mil. Portanto são coisas distintas, se aposenta com valor maior porque contribui com mais recurso mensalmente. Agora, se quiser dar o mesmo tratamento de aposentadoria para ambos os servidores, comece daqui p frente, retendo apenas o valor do teto. Não sendo desta forma, quem contribuiu a vida toda em cima de 10, 20 mil, vai simplesmente receber 5 e pronto? Seria um calote público oficializado ? Não vejo como razoável, por isso trouxe tais fatos para ponderar. Ademais, só lembrando que o serviço público não tem FGTS. O foco do nosso problema deve ser as compras e contratos superfaturados, a burocracia e a gestão para fazer o serviço público ser eficiente.

  14. Cidadão Indignado disse:

    Por que os canalhas que hoje propõem essa safadeza chamada reforma da previdência, não propuzeram essa medida antes deles próprios se aposentarem. Bando de indecentes.

  15. Rafael disse:

    Os concursos são públicos. Basta estudar..

    Agora tem gente que nem isso quer..

Senado aprova MP que cria nova fórmula para aposentadorias

O plenário do Senado aprovou hoje (7) a Medida Provisória (MP) 676/15, que disciplina as aposentadorias do Regime Geral da Previdência Social pela regra alternativa 85/95, que permite aos trabalhadores se aposentarem sem a redução aplicada pelo fator previdenciário sobre os proventos. A matéria já foi aprovada na Câmara dos Deputados e vai à sanção presidencial.

O texto é resultado de um acordo com o governo, que vetou a primeira proposta do Legislativo de criação da regra 85/95 – soma da idade e o tempo de contribuição para mulheres e homens, respectivamente.

O veto foi mantido pelos parlamentares na semana passada e, como contrapartida, o governo trouxe de volta a proposta da regra 85/95, mas aumentando em um ponto o resultado, a partir de 2017 até 2022, quando a soma da contribuição com a idade para mulheres será 90 pontos e para homens, 100.

Pela MP 676, essa regra é uma alternativa ao fator previdenciário, criado em 1999 para desestimular o trabalhador a se aposentar muito cedo, pois ele reduz o valor do benefício para os homens que se aposentam antes dos 65 anos e para as mulheres antes dos 60 anos de idade. Além disso, a regra 85/95, com progressividade, mantém como tempo mínimo de contribuição 35 anos para homens e 30 anos para mulheres.

A Câmara incluiu no texto do projeto de lei de conversão da MP 676/15 dispositivo que permite a “desaposentação”, termo utilizado para definir o recálculo da aposentadoria para quem continua a trabalhar depois de se aposentar. Se a emenda for sancionada, vai beneficiar milhares de aposentados que continuam na ativa e contribuindo para a Previdência.

Fonte: Agência Brasil

Dirceu poderá contar período que esteve preso e exilado para aposentadoria

CHNw4Z3UUAELsZ1Foto: André Coelho – O Globo

A Comissão de Anistia aprovou na quarta-feira por unanimidade pedido do ex-ministro José Dirceu para incluir na contagem de tempo de serviço para aposentadoria o período de 11 anos em que esteve preso e exilado durante a ditadura. O direito à recontagem se estende do momento da prisão de Dirceu no 30º Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE) em Ibiúna, em 12 de outubro de 1968, até o retorno dele ao Brasil, em 12 de dezembro de 1979. A decisão da comissão, que inclui pedido de desculpas ao ex-ministro, deverá facilitar a obtenção da aposentadoria.

O pedido de retificação foi feito a partir da indenização de R$ 59,4 mil concedida ao ex-ministro em 2002. Na ocasião, a comissão não se manifestou sobre o tempo para aposentadoria. Para o conselheiro José Carlos Moreira da Silva, relator do caso, a situação de Dirceu seria similar à de outros anistiados que tiveram a perseguição política comprovada em documentos oficiais.

Dirceu foi um dos 15 presos políticos mandados para o exílio em troca da libertação do embaixador americano Charles Elbrick, sequestrado por integrantes do MR-8 e da Ação Libertadora Nacional em 1969. De volta ao Brasil, ele se submeteu a cirurgia plástica para viver na clandestinidade. Após a Lei da Anistia, em 1979, dedicou-se à criação do PT, pelo qual foi deputado. Em 2005, quando era ministro da Casa Civil do ex-presidente Lula, foi envolvido no escândalo do mensalão e perdeu o cargo. Em 2012, foi condenado a 7 anos e 11 meses de prisão, que cumpre em regime domiciliar há sete meses.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. antonio disse:

    Isso é uma afronta ao trabalhador brasileiro, que só pode se aposentar, com 60 anos e 35 de contribuição. Que país é este?

  2. marcelo disse:

    Esse país não pode ser levado a sério mesmo. Acho que Fernandinho Beira Mar e outros companheiros de Zé Dirceu deveriam fazer o mesmo e solicitar o tempo de prisão para aposentadoria. O PT entrou para a história como o partido mais corrupto do Brasil e não tem recurso ou intervenção que mude isso.

Colunista diz que Silvio Santos vai se aposentar em dezembro e que já teria escolhido substituto(a)

650x375_silvio-santos_1436210 Silvio Santos vai se aposentar. Segundo o colunista Leo Dias, do jornal O Dia, o anúncio será feito pelo próprio apresentador no dia 13 de dezembro, um dia depois completar 84 anos.

Ainda segundo o colunista, Silvio vai gravar um especial e nele anunciar sua saída. No mesmo programa, o dono do SBT, considerado o maior comunicador da TV brasileira, vai anunciar que a filha Patricia Abravanel vai assumir o seu lugar.

A assessoria de imprensa do canal não confirmou a informação.

A Tarde – UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FERNANDO disse:

    Deve ser ou Fabio Farias ou o Pai , pois os dois estarão desempregados em Janeiro de 2015.

Após 50 anos, assistente de palco Russo deixa Globo

russogloboO assistente de palco Russo se desligou da TV Globo, após 50 anos de trabalho na emissora. A informação foi confirmada pela Central Globo de Comunicação.

Em entrevista ao jornal “Extra” desta terça-feira (3), Adriana Mello, que vive com Russo há mais de dez anos, afirmou que ele ainda não se acostumou com o desligamento: “Às vezes, ele acorda e pergunta se está de férias. Tem sido muito difícil para ele se acostumar com a ideia da aposentadoria”.

Prestes a completar 84 anos, ele já estava aposentado desde os 65. Russo fez cinco pontes de safena e toma remédios por conta do infarto que sofreu há dois anos. Por isso, ele não tinha mais condições de trabalhar.

O assistente de palco fez sucesso ao lado de Chacrinha, Xuxa e Luciano Huck. Em uma entrevista no ano passado, ele afirmou que se a Globo o mandasse embora, ele iria morrer: “Acho que Deus gosta de mim. Sou um cara realizado no que faço. Se um dia a Globo me mandar embora, eu morro”.

UOL

Fim de um reinado: Emocionado, Juninho anuncia aposentadoria

2014020363932.jpg-G1R1GV2G1.1O reinado chegou ao fim. Como esperado, Juninho Pernambucano convocou uma entrevista coletiva para anunciar sua aposentaria do futebol. Inicialmente, a expectativa era de que o “Reizinho” pendurasse as chuteiras somente após o Campeonato Carioca deste ano, mas, por conta do condicionamento físico, o jogador decidiu adiantar a decisão.

— Tenho muito mais a agradecer do que falar. Agradecer a todos com quem convivi em 20 anos. Resolvi parar porque depois da última contusão, tinha decidido parar, acabei convencido pelo Rodrigo (Caetano) e pelo presidente a jogar o Carioca, até pela possibilidade real de mais uma conquista. Mas os treinamentos foram difíceis, eu não ia conseguir ser o atleta competitivo que sempre fui. Às vezes parecia que ia dar, mas resolvi tomar a decisão. Não estava também, honestamente falando, disposto a me submeter ao sacrifício de vir todo dia treinar, para entrar em forma — avaliou o craque.

Juninho também falou sobre como era ser o “vovô” do elenco vascaíno e lembrou de outros grandes jogadores para ilustrar que, em algum momento, a aposentadoria chega para todos.

— Para fazer pela metade, achei melhor não fazer. Claro que não é fácil. Mas está sendo um pouco mais fácil do que eu imaginava. Se Romário parou, se Roberto parou, Zico, tantos craques… Não teria como não chegar esse dia para mim. Convivi os últimos dias sendo o vovô do elenco, e quando saía do clube para buscar minha filha na escola, eu era o pai mais novo. É a vida… — disse.

Ídolo da torcida vascaína e mito na França, onde defendeu o Lyon de 2001 a 2009, Juninho Pernambucano se emocionou ao falar do Sport, clube que o revelou para o futebol profissional.

— Gostaria de fazer um agradecimento especial ao Sport (neste momento Juninho, emocionado, interrompe a entrevista e chora). Foi lá onde tudo começou (para de novo, interrompido pelo choro). Joguei pouco tempo no profissional lá no Sport. Vim para o Vasco, eles nunca entenderam minha preferência pelo Vasco. Eu entendo, e agradeço ao Sport. Foi aqui no Vasco onde terminei minha formação como jogador, onde aprendi tudo — disse o jogador, avaliando sua passagem pelo futebol francês. — Meu melhor momento individual como jogador foi no Lyon. Foi lá onde eu joguei sempre em altíssimo nível.

O Globo

Previdência de R$ 680 a R$ 25 mil; veja ranking de aposentadorias do serviço público

Maior despesa do governo federal, o pagamento de aposentadorias pode ser um programa social que concentra renda, ao invés de reduzir a desigualdade entre os mais ricos e os mais pobres.

Uma forma de ilustrar isso é comparar os mais de R$ 60 bilhões gastos por ano para cobrir o deficit da previdência dos servidores públicos, que soma menos de 1 milhão de aposentados e pensionistas, com os menos de R$ 50 bilhões destinados aos mais de 30 milhões de beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).
1
As diferenças ficam mais claras quando se listam os valores médios das aposentadorias pagas no INSS e nos três Poderes da União, como no quadro abaixo, em ordem crescente.
2
É evidente que há diferenças entre as contribuições exigidas em cada caso: os trabalhadores rurais podem se aposentar sem contribuir para o INSS, enquanto os servidores públicos com direito a aposentadoria integral contribuem com 11% de seu salário.

Já a variação dos valores pagos por Executivo, Judiciário e Legislativo reflete a disparidade salarial entre os funcionários da ativa nos três Poderes.
3 4 5 6
Em qualquer hipótese, a principal crítica ao modelo previdenciário brasileiro é que os valores desembolsados são excessivamente elevados para um país ainda relativamente jovem.

Além de tenderem a crescer com o envelhecimento da população, essas despesas não geram mais redução de pobreza. Mesmo aposentados rurais que recebem o salário mínimo estão entre os mais ricos nas comunidades mais pobres do interior.

Os adversários das reformas para corte de direitos argumentam que o INSS sobre com desvio de recursos e renúncia de receitas, além do baixo crescimento econômico que compromete a arrecadação.

No caso dos servidores públicos, argumenta-se que as contribuições seriam suficientes para sustentar a aposentadoria integral se tivessem sido corretamente aplicadas no passado.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos Aurélio disse:

    E ainda dizem por aí que a coisa mais importante do mundo é a EDUCAÇÃO e a Profissão mais importante e valorizada é a de PROFESSOR.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Acredite se puder!

Seedorf anuncia a aposentadoria do futebol e assume o comando do Milan

Chegou ao fim a carreira de Clarence Seedorf como jogador de futebol. Nesta terça-feira, o holandês anunciou, no Engenhão, no Rio de Janeiro, que se despede do Botafogo e encerra sua trajetória dentro dos campos. O agora ex-meia confirmou também que assumirá o Milan, como treinador, e assinou por dois anos e meio, segundo sua agente, Deborah Martin.

“Não é um adeus. A gente vai se reencontrar. Toda essa experiência me fez crescer muito na minha carreira, que agora segue como treinador do Milan. Agradeço a todos. Obrigado”, disse Seedorf, antes de passar a palavra a Maurício Assumpção, presidente do Botafogo, que lamentou a perda do meia.

“É muito claro e muito evidente que no Botafogo, nesse momento, existe um sentimento de tristeza. É óbvio que nós botafoguenses e eu, como presidente, ficamos tristes, porque temos o desafio mais importante dos últimos 17 anos de nossa história. É óbvio que gostaríamos de contar com o Seedorf”, lamentou.

“Tenho um orgulho muito grande de o Clarence Seedorf fazer parte da história do Botafogo e o Botafogo fazer parte da história do Clarence Seedorf. Falar das qualidades técnicas, eu vou ser repetitivo, falar do homem, eu vou ser repetitivo. Você (virando-se para Seedorf) foi importante no projeto do Botafogo, principalmente no projeto das divisões de base. O quanto os meninos viam em você um exemplo, você não faz ideia”, completou Assumpção.

Com a camisa alvinegra, Seedorf atuou em 81 jogos, marcando 24 gols e conquistando um título, o do Campeonato Carioca de 2013. Na última temporada, o holandês fez parte da campanha que colocou o Botafogo na Copa Libertadores da América pela primeira vez desde 1996, depois de 18 anos.

Sobre a volta ao Milan como treinador, o agora ex-meia disse tratar como mais um desafio. “É óbvio que o lugar que me deu 10 anos de vida no futebol, com um relacionamento, quando me pediram ontem, eu tive que aceitar. Gosto de desafios. É mais um. Estou bem tranquilo. Quero fechar bem aqui e depois a gente vai ter condições de falar do futuro”, garantiu.

ESPN

Anderson Silva diz ser grande a chance de se aposentar após revanche

ÍndiceSabe aquela imagem de desenho animado em que quando o personagem precisa tomar uma decisão polêmica aparece um diabinho em um ouvido e um anjinho do outro? Parece ser essa a situação que Anderson Silva está passando em sua carreira antes da revanche contra Chris Weidman, no UFC 168, neste sábado.

Se durante a coletiva da última quinta-feira o brasileiro despistou sobre uma possível aposentadoria, independente do resultado, quando foi questionado de maneira mais enfática entregou que é grande a chance de parar de lutar, mas como campeão dos médios do Ultimate.

“Eu tenho oito lutas ainda do meu contrato. Enquanto eu estiver feliz, vou continuar lutando. Pode ser que sim, pode ser que não. Não consigo dizer isso agora se vou parar. São coisas que só o coração pode dizer”, disse o Spider em um primeiro momento. Mas então veio a surpresa.

Quando foi entrevistado minutos depois pelo site MMA Fighting, Anderson deixou escapar que a aposentadoria está próxima e pode vir no sábado. “Estamos sempre perto de parar. Não sei quantos por cento perto de aposentar estou, mas há uma grande, grande, grande chance de parar de lutar”, explicou.

Mesmo assim, ele não quis se comparar com Georges St-Pierre, que decidiu fazer uma pausa na carreira como campeão dos meio-médios, entregando seu cinturão. “Cada um tem de decidir o que é melhor para si, ele achou que era o melhor momento para ele e fez o que era melhor para ele.”.

Não é exatamente uma novidade o pensamento de Anderson Silva em parar de lutar. Depois da derrota para Chris Weidman em julho, ele já tinha dado a entender que podia tomar essa decisão, mas uma conversa com sua equipe e sua família o fez mudar de ideia e aceitar essa revanche.

“Depois daquela luta, fui para meu quarta, fiquei pensando ‘acho que agora deu’. Mas peguei o telefone, falei com meu filho e ele me disse: ‘Pai, faz o que tem que fazer, o que você gosta e o resto é resto. Vai até o final’”, contou o ex-campeão.

Serviço

O card preliminar do UFC 168 começará às 22 horas (de Brasília) e o principal à 1 hora na madrugada de sábado para domingo. Ou seja, a Luta de Anderson Silva dificilmente acontecerá antes das 3h ou 3h30. Se você for assistir na TV Globo, pode colocar mais 30min na conta.

Card Principal

Chris Weidman x Anderson Silva
Ronda Rousey x Miesha Tate
Josh Barnett x Travis Browne
Fabricio Camoes x Jim Miller
Diego Brandao x Dustin Poirier

Card preliminar

Uriah Hall x Chris Leben
Michael Johnson x Gleison Tibau
Manny Gamburyan x Dennis Siver
Siyar Bahadurzada x John Howard
William Macario x Bobby Voelker
Estevan Payan x Robert Peralta

UOL

Prostitutas querem aposentadoria igual a de jogador de futebol por 'trabalho físico muito duro'

2013-673194933-20131217110901080afp.jpg_20131217A sociedade de bordéis da Holanda Freya pediu às autoridades fiscais que os benefícios usufruídos por jogadores de futebol do país fossem estendidos a prostitutas, segundo o jornal “De Volkskrant”.

– Tanto os jogadores como as prostitutas têm um trabalho muito duro fisicamente, que não podem fazer pela vida toda – argumentou Wil Post, advogada e membro do conselho da Freya, ao diário holandês.

A advogada pediu que o fisco holandês conceda às profissionais do sexo as mesmas condições fiscais dos jogadores, que podem obter um limite máximo de 5 mil euros mensais para a sua aposentadoria livres de impostos.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo kasinsk disse:

    Tudo a ver. Com o detalhe de que a prostituta, mesmo contundida, tem que jogar no sacrifício. E ainda fazer a torcida, no caso o cliente, sempre feliz, com o sentimento de que ele é um campeão. Jogar em qualquer posição e dar um show. E estar sempre pronta para uma prorrogação, não importa se debaixo de chuva com os refletores apagados. Com uma generosidade que não tem tamanho: o artilheiro é sempre você. E qualquer troglodita vira "meu lindão." Merece.

Golpe duro: Novo fator previdenciário pode diminuir aposentadoria em R$ 200

As mulheres tiveram uma redução maior nas aposentadorias calculadas sob o novo fator previdenciário, em vigor a partir desta segunda-feira, 2. A diferença no benefício delas pode chegar a R$ 200, segundo cálculos de um especialista em direito previdenciário.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta segunda os resultados de 2012 das Tábuas Completas de Mortalidade, que são usadas pelo Ministério da Previdência Social como um dos parâmetros para determinar o fator previdenciário, usado na fórmula de cálculo das aposentadorias pelo INSS. Quando a expectativa de vida aumenta, maior é o desconto do fator previdenciário nas aposentadorias, ou seja, menor é o valor do benefício. A esperança de vida ao nascer no Brasil subiu de 74,08 anos em 2011 para 74,6 anos em 2012.

Os cálculos feitos pelo advogado Sérgio Henrique Salvador, especialista em Direito Previdenciário e professor do Instituto Brasileiro de Estudos Previdenciários (IBEP), mostram uma perda de até R$ 208 no caso de aposentadoria de contribuinte do sexo feminino.

Uma mulher com 55 anos de idade e 30 anos de contribuição, com salário teto do INSS (de R$ 4.159), que entrasse com pedido de aposentadoria até sexta-feira passada, dia 29 de novembro, receberia R$ 2.495,40 pela tabela anterior, que levava em consideração a esperança de vida calculada em 2011. Se essa mesma mulher entrar com pedido de aposentadoria a partir de hoje, já vale a nova tabela, que considera os resultados das Tábuas de Mortalidade 2012, portanto, a contribuinte receberia R$ 2.287,45, R$ 208 a menos.

“Como não poderia deixar de ser, o fator previdenciário fortemente influenciado pela expectativa de vida publicada pelo IBGE continua sendo drasticamente prejudicial para a mulher”, afirmou Salvador.

No caso de um homem com 60 anos de idade e 35 anos de contribuição, com salário teto do INSS (R$ 4.159), o benefício seria de R$ 3.618,33 para pedidos de aposentadoria até a sexta-feira passada. A partir desta segunda-feira, o pedido de aposentadoria resultaria num benefício mensal de R$ 3.535,15, uma diferença de R$ 83,18.

“No exemplo acima, há uma grande distorção se comparado com o homem”, disse o professor. “Para as mulheres, a incidência do fator previdenciário é muito agressiva, tendo em vista que a mulher possui uma expectativa de sobrevida maior que a do homem, logo, se pede a aposentadoria precocemente, a perda financeira é significativa”, acrescentou.

A esperança de vida ao nascer dos homens brasileiros aumentou de 70,6 anos em 2011 para 71,0 anos em 2012, o equivalente a 4 meses e 10 dias a mais. As mulheres tiveram aumento ainda maior, de 77,7 anos em 2011 para 78,3 anos em 2012, um acréscimo de 6 meses e 25 dias.

Salvador lembrou que os exemplos acima tomaram por base uma idade média que dê direito a aposentadoria por tempo de contribuição, onde a incidência do fator previdenciário é de ocorrência obrigatória, ao contrário da aposentadoria por idade, em que o fator só pode ser usado se beneficiar o trabalhador.

“Com o passar dos anos, fica mais nítido que uma aposentadoria precoce com relação à idade implica em grande perda financeira quando do recebimento do benefício”, avaliou o advogado.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. carlos henrique disse:

    Vamos dar a resposta nas eleições
    Fora o PT de Lula e Dilma

  2. Esta chegando a hora de votarmos em políticos comprometidos com o Trabalhador Brasileiro, diga não ao PT, diga não a Sra Dilma, diga não ao Lula.
    Nascimento Alves Maciel.

  3. advogado disse:

    Só se usa o fator Previdenciário quando é mais vantajoso para o contribuinte. Se for pra diminuir o valor da aposentadoria, não é usado.

  4. Joaozinho da escolinha disse:

    Que interessante… deveria incluiu nesse fator previdenciário a inflação do governo petista, o alto custo dos medicamentos, gastos com médicos etc.

    • CIDINHA disse:

      ISSO É UMA VERGONHA OS POBRES QUE TRABALHA DESDE CRIANÇA GANHA UMA MICHARIA AI ENTÃO DESCONTAM ESSE FATOR QUE JAMAIS PODERIA AI VOCE RECEBE SALARIO MINIMO ESTOU INDGNADA FAÇAM ALGUMA COISA PELO AMOR DE DEUS

COMPLICOU: Laudo rejeita aposentadoria imediata de Genoino por invalidez

A junta médica que avaliou o estado de saúde do deputado federal José Genoino (PT-SP), divulgou nesta quarta-feira (27) parecer contrário à aposentadoria imediata por invalidez feito pelo deputado licenciado.

O parecer, que deve ser confirmado pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), complica ainda mais a situação do petista, que com a ajuda de seu partido trabalhava para conseguir o benefício como forma de barrar a instalação do processo de cassação de seu mandato, o que pode acontecer na semana que vem.

Segundo laudo, o petista não é portador de “cardiopatia grave” que o impossibilite definitivamente. Ele será reavaliado em 90 dias, período em que continuará licenciado. Após isso, passará por nova avaliação.

Preso há mais de uma semana devido à sua condenação a 6 anos e 11 meses, sendo 4 anos e 8 meses de prisão por corrupção ativa –por 9 votos a 1–, e a 2 anos e 3 meses por formação de quadrilha –por 6 a 4.

Aos 67 anos, Genoino realizou no meio do ano uma cirurgia de correção da aorta, a principal artéria do corpo humano, e paralelamente ao pedido da Câmara, também tenta obter do STF (Supremo Tribunal Federal) a autorização para cumprir sua pena em casa.

Em setembro, ele entrou com pedido de aposentadoria na Câmara, mas a junta médica destacada para avaliar seu caso disse que era necessário uma nova bateria de exames após quatro meses para ter um diagnóstico mais preciso sobre a evolução da cardiopatia do deputado.

Ao começar a cumprir sua pena de prisão no último dia 15, porém, Genoino entrou com pedido de antecipação da resposta como forma de evitar a abertura de seu processo de cassação. O destino do mandato do deputado é fruto de controvérsia entre a Câmara e o Supremo.

Folha

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Salvio Delmas disse:

    Esse povo vai afundar o Brasil.

  2. roberto guedes da fonseca disse:

    É, dessa vez não colou.

  3. Paula Tedesco disse:

    Cai a mascara desse bandido condenado, já presidiário, o Petralha mor, José GENONINO. O cínico deputado, que se o nosso congresso tivesse vergonha na cara já o teria cassado, como está determinado na sentença condenatoria do STF, tentou enganar a nação com gestos estudados, além da tradicional blindagem de jornalistas oficiais e pagos pelo nosso dinheirinho, numa vã tentativa de transformar esse condenado num mártir. José Genoino é a cara do PT. O mesmo PT desse sofrido estado do RN. O mesmo PT comandado por figuras Nefastas, como o Deputado Mineiro, que é um homem aparentemente de duas caras: uma na oposição e outra no Governo. Na oposição ao governo Estadual, é um bravo guerreiro em defesa do povo. Já quando governo, partidário da quadrilha do PT nacional, torna-se um verdadeiro algoz de todos nós. Vide suas posições defendendo os ladrões federais que compõe seu partido. O mesmo PT da deputada Fatima, aquela que faz pose para aparecer ao lado dos presidiários Delubio, Genoino e do CAPO José Dirceu, q acaba de mostrar a nação cinicamente seu lado multifacetado para trabalhar como gerente de hotel, sem nunca ter exercido tal função. Mas, a Fatima deve estar radiante. O mesmo PT do vereador Lucena, o explorador dos garis e defensor de ditaduras.
    Bem, como diz aquela velha frase da segunda guerra: ainda temos juízes em Berlim. Podemos tambem dizer: apesar da farsa político eleitoral do MAIS MÉDICOS (Cubanos, é claro), ainda temos médicos brasileiros no Brasil. Duas juntas médicas totalmente distintas, disseram claramente que a doença do presidiário GENONINO não possui nem de longe a gravidade que ele e a quadrilha dos PETRALHAS tentaram atribuir. E agora? Vão inventar o que? Da-lhe Joaquim Barbosa. Basta que o senhor aplique os rigores da lei. Não precisa de mais nada.

  4. Luciana Morais Gama disse:

    Se nao estou enganada, o Ministro Garibaldi tem o mesmo problema cardiologico e continua trabalhando, e assim como ele muitos tem e trabalham normalmente. Hoje em dia com o avanço da medicina, problemas de CORAÇAO nao eh bicho papao.

  5. paulo kasinsk disse:

    Corre na internet: Zé Dirceu vai trabalhar no lobby ou na lavanderia do hotel?

  6. FAUSTO CUNHA disse:

    Sera que os petralhas vao dizer que é açao da classe burguesa?

Henrique reitera que laudo da UnB não influenciará decisão sobre aposentadoria de Genoino

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), reiterou há pouco que a decisão sobre a aposentadoria do deputado José Genoino (PT-SP) não sofrerá qualquer influência da análise médica feita pelo Hospital Universitário de Brasília, a pedido do Supremo Tribunal Federal (STF), que descartou a gravidade do estado de saúde do parlamentar. O laudo da perícia médica feita por profissionais da Câmara deve ser entregue hoje (27) à Mesa Diretora e indicará se o parlamentar tem condições de continuar exercendo a função ou deve ser aposentado por invalidez.

“O laudo que saiu ontem [26]  foi no tocante à prisão dele. O nosso é para efeito de torná-lo inválido para o exercício da profissão. São dois focos diferentes e o nosso tem mais profundidade e tem mais gravidade”, destacou o presidente da Câmara. “Vamos aguardar a manifestação que dirá o resultado, o procedimento e as razões. É decisão grave considerar uma pessoa inválida. Tem que ter muita responsabilidade”, completou.

Genoino está preso desde o dia 15 de novembro, quando foi condenado pelo STF no caso mensalão. O ex-presidente do PT passou mal e foi internado no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal com suspeita de infarto. O parlamentar cumpre agora prisão domiciliar e aguarda o resultado do pedido de aposentadoria por invalidez.

Na Câmara, a Mesa Diretora mantém os passos regimentais para instaurar o processo de cassação do parlamentar, independentemente do pedido de aposentadoria. O PT pediu vista do processo que pode suspender o mandato de Genoino, obrigando a Casa a aguardar o período de duas sessões para retomar o procedimento.

A primeira sessão ocorreu ontem (26), e o prazo será cumprido se hoje os deputados mantiverem a sessão ordinária deliberativa, mas há o temor de que não ocorra votação, o que pode adiar a decisão sobre a cassação para a próxima semana.

Agência Brasil

Aposentadoria por invalidez pode livrar Genoino do processo de cassação na Câmara

14_13_34_313_fileO pedido de aposentadoria por invalidez, feito pelo deputado José Genoino (PT-SP) na última quarta-feira (4), pode significar bem mais que uma diferença de pouco mais de R$ 6.000 no contracheque no fim do mês. Se a solicitação for aprovada na Câmara dos Deputados, o deputado ficará livre do processo de cassação da Casa.

Isso porque se estiver aposentado ele é considerado inativo e não poderá perder o mandato, uma vez que não estará em exercício.

Condenado no processo do mensalão a seis anos e 11 meses de prisão, ele assumiu o cargo em janeiro deste ano como suplente de Carlinhos Almeida — eleito prefeito de São José dos Campos (SP). Se for considerado inválido, ele se afasta do cargo e outro suplente deve ocupar a vaga dele na Câmara.

Se o benefício for concedido, Genoíno vai receber mensalmente R$ 26.723,13 — salário integral de um deputado em atividade. O valor será reajustado sempre que o salário dos parlamentares também aumentar.

Além do salário, o deputado terá direito vitalício ao plano de saúde da Câmara. Ele pode marcar consultas gratuitas — tanto para ele como também para a mulher e para os filhos — no Demed (Departamento Médico da Câmara dos Deputados).

Caso o Departamento Médico não tenha a especialidade que Genoino precisa, ele pode procurar um profissional de sua preferência, no Brasil ou no exterior, e depois apresentar a nota fiscal para ter o valor ressarcido.

R$ 20 mil garantidos

Mesmo se não conseguir a aposentadoria por invalidez, Genoino já tem uma renda vitalícia mensal de R$ 20 mil garantida, ainda que tenha o mandato cassado.

Condenado no processo do mensalão por corrupção ativa e formação de quadrilha, Genoino tem direito a aposentadoria por tempo de contribuição no Congresso. De acordo com a Câmara dos Deputados, foram 24 anos de prestação de serviços no Legislativo.

Até janeiro deste ano, quando ainda estava afastado da Câmara, o deputado recebia essa verba mensalmente. No dia em que reassumiu o cargo de deputado, parou de receber o benefício porque a aposentadoria não pode ser acumulada com o salário de parlamentar.

Mas, assim que o deputado deixar de exercer o mandato por qualquer motivo, seja por renúncia, fim do mandato ou mesmo cassação, ele volta a receber a aposentadoria.

Licença médica

De acordo com informações da Câmara dos Deputados, uma junta médica da Casa vai avaliar, por meio de exames clínicos, se a doença alegada por Genoino se enquadra nas previstas por lei para aposentadoria por invalidez. No entanto, não há prazo para tomar essa decisão.

Genoino foi internado no dia 24 de julho, durante o recesso branco do Congresso, quando passou por uma cirurgia para reparar um rompimento da artéria aorta.

Ele teve isquemia cerebral leve e ficou internado por 27 dias. O deputado está de licença médica da Câmara até o dia 18 de setembro.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio Nogueira disse:

    Devo dizer que Genoíno realmente é um inválido. Inválido moral e ético, mas inválido.

    • João disse:

      Sérgio Nogueira,

      O Dep. Genoíno tem um histórico de vida que desmente o que você disse – o cara colou sua própria vida em jogo pela democracia que você desfruta. Sendo assim, há uma em favor de Genoíno uma campanha, assinada por 2,8 mil pessoas, veja:

      Do Brasil 247
      (…)
      “Estamos aqui para dizer em alto e bom som que José Genoino é um homem honesto, digno, no qual confiamos. Estamos aqui porque José Genoino traduz a história de toda uma geração que ousa sonhar com liberdade, justiça e pão. Estamos aqui, mostrando nossa cara, porque nos orgulhamos de pessoas como ele, que dedicam sua vida para construir a democracia. Genoino personifica um sonho. O sonho de que um dia teremos uma sociedade em que haja fraternidade e todos sejam, de fato, iguais perante a lei”, diz o documento.
      (…)

      http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/114422/Abaixo-assinado-pr%C3%B3-Genoino-tem-28-mil-apoiadores.htm

    • Sergio Nogueira disse:

      João,
      Judas seguiu Jesus por toda a trajetória de pregação mas é conhecido por seu ato traidor.
      Genoíno pode ter sua estória de luta, de sacrifício ou de qualquer coisa, mas isso não lhe dava, nem nunca dará a ninguém o direito de desviar dinheiro público.
      Na verdade ele não lutava pelo restabelecimento da democracia, isso jamais nenhum petista defendeu. Queriam, ao contrário, impor uma ditadura comunista no lugar da ditadura militar. Não conseguiram e aparecem cândidos defensores daquela. Só sendo muito ingênuo ou integrante da quadrilha para achar diferente
      Mas considerando os crimes cometidos, já naquela época, pelo que você defende ele queria mesmo uma aposentadoria por ser guerrilheiro.
      Lamento que 28 mil foras da lei apoiem esse senhor. Pensei em menos bandidos com tanta coragem.

Genoino pede aposentadoria por invalidez na Câmara

Na bica de ter sua condenação confirmada no julgamento do mensalão, o deputado José Genoino (PT-SP) encaminhou à Câmara um pedido de aposentadoria. Alega que ficou “inválido”. O advogado de Genoino, Luiz Fernando Pacheco, diz que “o estado de saúde dele recomenda repouso e inspira cuidados.” Hummmmm!!!

Genoino teve passagem recente pelo hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Interndo em julho, submeteu-se a uma cirurgia na aorta. Dias depois, sofreu uma inquemia cerebral (interrupção da irrigação sanguínea no cérebro), prontamente revertida. Teve alta em 20 de agosto.

O diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio, informa: se for aceita a alegação de invalidez, Genoino fará jus à aposentadoria integral. Significa que, noves fora o plano de saúde, receberá enquanto viver o salário de deputado federal, hoje fixado em R$ 26 mil.

Não é difícil antever as implicações jurídicas da eventual aposentadoria de Genoino. Ex-presidente do PT, o personagem foi condeando pelo STF a 6 anos e 11 meses de cadeia em regime semiaberto pela prática de corrupção ativa e formação de quadrilha.

No semiaberto, o condenado cumpre pena numa colônia agrícola ou industrial. Na falta de estabelecimentos desse tipo, pode ser autorizado a deixar a cadeia para trabalhar durante o dia, retornando à noite para o xilindró. Ora, um “inválido” não pode trabalhar.

A consequência parece obvia: confirmando-se a pena imposta a Genoino, seu advogado vai requerer ao Supremo a conversão do regime semiaberto em prisão domiciliar. Torça-se para que o condenado seja submetido a inspeções médicas críveis.

Fonte: Josias de Souza

Milton Neves vai se aposentar em dezembro de 2016

Escrito por Renata Cardarelli/ Portal Comunique-se

Aos 61 anos, o jornalista Milton Neves renovou contrato com a Band até dezembro de 2016. Em trâmite desde o fim do ano passado, o novo acordo foi assinado neste mês, mas o comentarista esportivo garante ao Comunique-se que depois desse período vai se aposentar. “Vou encerrar a carreira como apresentador da Band, onde comecei [na televisão] em 1999. Estou querendo parar, porque Deus foi muito exagerado ao me dar o que deu. Eu esperava 1% do que tenho”.

O apresentador conta que na aposentadoria vai alternar a vida entre Guarujá (SP), Guaxupé (MG) e Miami, nos Estados Unidos. “Outra vez, conversei com o Barão Wilson Fittipaldi [radialista e ex-piloto que morreu aos 92 anos em 11 de março deste ano] e ele falou: ‘Pela manhã, eu coço o com a canhota e à tarde, com a direita’ e eu vou dar uma de Barão daqui a pouquinho”.

A opção por anunciar a aposentadoria com três anos de antecedência é consequência de (mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Breno disse:

    Vai tarde demais.. Sujeito mais mercenário e falador de m* do jornalismo esportivo brasileiro!