‘Não se enxergam como servidores públicos, mas como casta’, diz pesquisador sobre desembargador multado

Foto: Reprodução/ BBC NEWS BRASIL

O episódio do desembargador que rasgou uma multa pelo não uso de máscaras em Santos — e que ofendeu o guarda municipal que o abordou — é simbólico de como parte do alto escalão do Poder Judiciário não se enxerga como servidor público, “mas sim como parte de uma casta de privilégios”.

A opinião é do acadêmico Frederico Normanha Ribeiro de Almeida, que estudou a formação de elites jurídicas no país para sua tese de doutorado. Almeida é professor do Departamento de Ciência Política da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e líder do Laboratório de Estudos sobre Política e Criminologia da universidade.

Em um dos episódios que reacenderam o debate sobre elitismo no Brasil, o desembargador Eduardo Siqueira, do Tribunal de Justiça de São Paulo, foi gravado enquanto chamava de “analfabeto” o guarda municipal que o multava por não usar a máscara (obrigatória por decreto municipal) na orla santista.

O desembargador afirmou que o vídeo foi editado e tirado de contexto e que ele, como magistrado, não pode aceitar que a pandemia sirva para “justificar abusos, desmandos e restrições de direito”.

O Tribunal de Justiça paulista determinou “imediata instauração de procedimento de apuração dos fatos”, e a Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça também intimou o juiz a prestar esclarecimentos.

Para Frederico de Almeida, o comportamento de Siqueira, embora possa não ser predominante no Judiciário, se perpetua com o silêncio corporativista dos demais magistrados.

Leia os principais trechos da entrevista do acadêmico à BBC News Brasil AQUI via Justiça Potiguar.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. paulo disse:

    BG
    Nova Constituinte já, não há outro caminho.

  2. paulo disse:

    BG
    Um dos maiores culpados por essa Constituinte que não tem nada de Cidadã foi o Sr. Ulisses Guimarães e sua corja, Trouxe a criação de castas ganhando milhões em detrimento da maioria do Povo Brasileiro. Do jeito que está não há governo que governe, despesas astronómicas e o Cidadão cada vez mais ESTRANGULADO com impostos escorchivos.

  3. Antonio Turci disse:

    A petulância, a arrogância e o pedantismo desse povo do poder judiciário e dos MP's da vida, com raras exceções, é uma afronta à sociedade que paga seus salários milionários, estratosféricos.

  4. João Macena disse:

    É uma casta, em sua grande maioria, arrogante, prepotente e corrupta. Q o Diga, o STF. João Macena

  5. Raimundo disse:

    Estão se aproveitando para falar mal do desembargador.
    Já que se falar mal de um Ministro do STF dá cadeia.
    Não vi o acadêmico criticar Alexandre de Moraes ou Dias Toffoli…

    • Zuza disse:

      A carapuça serviu, caro afetado? Por outro lado, como saístes em defesa do desembargador truculento e contrário às regras, certamente ficou incomodado com algo.

  6. rocha disse:

    Se acham oniscientes e onipotentes do país, tudo podem , reclamar algo deles que é doido ? Este excreto da foto tem aparencia de quem saiu do manocomio, quanddo se aposentar e já não tiver a caneta na mão, com certeza vai pirar, e é pouco.

  7. ELEITOR disse:

    Lembrando que são servidores públicos muito bem pagos por nós, mas alguns se acham o patrão da sociedade, esse desembargador em Voga é asqueroso e ao meu ver não merece continuar no cargo porque é indigno.

  8. Rogerio disse:

    As regalias do judiciario trazem prejuizos em varios aspectos: morais, prejuizos e desigualdade.
    Juiz e promotor deve ter um bom salario sim, mas regalias nao se justificam. Acaba fazendo a sociedade se virar contra a "justiça" que ganha aspecto de injustiça e se torna repugnante.
    Por quê ferias de 60 dias? 90 dias de licença premio? penduricalhos de decisoes administrativas? auxilios imorais?
    Convençam alguém de ser merecedor de tais regalias?!
    É um verdadeiro abuso etapa na cara do contribuinte o absurdo de dinheiro que esse povo embolsa, pois o subsidio de 39mil é apenas o salario base, a media é beirando 50mil reais mensal no ano.
    Precisamos enfrentar essa INJUSTIÇA!

    • Barba disse:

      Absurdo! Os privilégios dessa turma! Cara, é rir da nossa cara! O que "quebra" o Brasil, o executivo, legislativo e judiciário. E a ia fundistas que mantém a máquina funcionando! Absurdo.

  9. Marília disse:

    Os juízes pensam que são deuses; os desembargadores têm total certeza que o são.

  10. Manoel C disse:

    Aí de quem reclama, mandam logo estudar para um concurso! E se tiver poder, descontam na primeira oportunidade.

  11. Cidadão Indignado disse:

    Exatamente! Esses seres cloacais são assim! Desprovidos de tudo de bom que pode ter o ser humano. CHEGA! A sociedade não pode mais aceitar esse tipo de "gente".

AJUDA AO PRÓXIMO VIRALIZA – (FOTOS): Servidor público faz delivery de currículos de forma voluntária em Porto Alegre

Kaká vai por conta até as regiões com maior vulnerabilidade da cidade, nas comunidades, oferecendo ajuda para quem precisa | Fotos: Alina Souza

A vontade de ajudar ao próximo, que acompanha o servidor público Kaká D’Ávila há anos, foi uma das motivações para iniciar um voluntariado inédito em Porto Alegre.

Quando os primeiros casos do novo coronavírus começaram a surgir na cidade e logo iniciaram as restrições e demissões, Kaká começou a pensar como poderia auxiliar aqueles que mais precisavam, principalmente durante o período da pandemia e do isolamento social. Há anos ele realiza ações de voluntariado em comunidades da Capital, mas dessa vez ele foi além.

Reunindo a experiência por ter trabalhado por anos em agências de emprego, Kaká sempre buscou fazer ações com foco em pessoas que estão em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho. Ele conta que realizava palestras nas ruas e até mesmo dentro de ônibus, dando dicas sobre entrevistas de emprego e até mesmo confecção de currículos.

“Pensei como eu poderia fazer para que as pessoas pudessem entregar os seus currículos em agências ou em locais que tenham vagas disponíveis”, comenta, lembrando que também ajuda aqueles que precisam de auxílio na elaboração do currículo.

E foi assim que surgiu o Delivery de Currículos do Kaká. Apesar de não seguir um cronograma rígido, com frequência ele vai por conta até as regiões com maior vulnerabilidade da cidade, nas comunidades, oferecendo ajuda para quem precisa.

“Muitas vezes essas pessoas não têm dinheiro nem para comida, quanto mais para uma passagem de ônibus. Eu arrecado os currículos, levo em padarias, supermercados, lojas, agências de emprego no Centro da cidade, levo a todos os lugares em busca de oportunidade para os candidatos”, reitera.

Empregos conquistados

De acordo com Kaká, a ação tem dado certo. Ele já arrecadou mais de dois mil currículos e já contabiliza o desfecho positivo de pelo menos 38 pessoas que conseguiram emprego através do Delivery de Currículos. “É muita gente desempregada, muita gente precisando, está bem complicado”, conta.

Nascido e criado na Vila Dique, comunidade localizada no entorno do Porto Alegre Airport – Aeroporto Internacional Salgado Filho, Kaká passou por diversas necessidades e viveu em ambiente de vulnerabilidade social por muitos anos.

Além da origem humilde, ele também ficou por mais de dois anos no desemprego, que é a mesma situação das pessoas que busca ajudar. “Já passei por essa necessidade, fiquei desempregado por muito tempo, sei o quanto é difícil ficar batendo de porta em porta, faço talvez aquilo que eu gostaria que alguém fizesse quando eu estava desempregado e não tinha ninguém pra fazer”, desabafa.

Como Kaká não tem um veículo próprio, faz todas as buscas e entregas de currículo a pé ou de ônibus, com a fiel companheira: uma bolsa relativamente grande, na qual armazena os documentos para que não fiquem danificados no transporte.

“Tento deixar uma semente por onde eu passo, a partir de contato da empresa, é com o candidato”, explica. Com o delivery, Kaká também acaba auxiliando no isolamento social, pois ele faz a distribuição de dezenas de currículos. “Acaba sendo melhor do que ter várias pessoas na rua, fazendo a mesma coisa. Consigo fazer o papel de muitas delas”, destaca.

Correio do Povo

Senadora Zenaide defende carreira do servidor público em audiência pública na CDH

Foto: Divulgação

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) promoveu nesta terça-feira (11), audiência pública para debater sobre “Direito do trabalho, com foco na reforma administrativa”. A proposta de reforma, a ser enviada pelo Executivo, deve reduzir o número de carreiras e as formas de progressão do servidor público, com o objetivo de diminuir os custos da máquina pública.

A senadora Zenaide Maia (PROS/RN) participou como presidente eventual da CDH e defendeu e acompanhou a posição do autor do requerimento, o presidente da CDH, o senador Paulo Paim (PT-RS), que afirma que os direitos trabalhistas estão ameaçados e podem piorar com a reforma administrativa que está para chegar ao Congresso.

“O Brasil precisa acordar. Estado mínimo não é a solução. O servidor público precisa ter seus direitos defendidos. Essa reforma administrativa é um desmonte grande para o serviço público e não existe política de estado sem servidor público”, declarou Zenaide Maia.

Durante a audiência e também no seu pronunciamento na sessão plenária, na tarde desta terça, Zenaide Maia voltou a cobrar dos senadores e do Governo Federal mais investimentos na educação (Fundeb), além de investimentos na construção civil, que na sua opinião é um dos setores que mais gera emprego no País.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Ora quem sustenta esse PAÍS são as empresas privadas.
    Todo mundo defende o setor público mas quem bota o pão e o leite na mesa do trabalhador são às empresas privadas.
    Aí ficam com demagogia

  2. Ceará-Mundão disse:

    E os salários atrasados dos servidores do RN? E a reforma da previdência do RN? O que essa senhora tem a dizer sobre isso?

  3. Antenado disse:

    E a reforma da previdência do RN, ela também defende?

  4. Carol disse:

    E lascar os aposentados do RN ?

  5. Amadeu disse:

    Finalmente, um político botou a mão no fogo….

“O hospedeiro está morrendo, o cara (servidor) virou um parasita”, diz Paulo Guedes, sobre privilégios do funcionalismo público

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência O Globo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou o funcionalismo público e o que ele considera privilégios do setor. Durante evento na FGV do Rio, Guedes comparou os servidores públicos a “parasitas” que querem reajustes automáticos, o que, segundo o titular da pasta, a população não quer mais.

— O funcionalismo teve aumento 50% acima da inflação. Além disso, tem estabilidade na carreira e aposentadoria generosa. O hospedeiro está morrendo, o cara (servidor) virou um parasita. O dinheiro não chega no povo e ele (servidor) quer reajuste automático.

Para sustentar sua fala, o ministro disse que a maioria da população defende que servidores concursados podem ser demitidos.

— A população não quer mais isso, 88% das pessoas são a favor de demissão no funcionalismo público — disse, sem citar a fonte dos números.

O ministro também disse que os parlamentares que estão à frente das pautas econômicas no Congresso estão agressivos ao ponto de fazer com que ele seja visto como uma “freira de convento”.

— Eu, que já fui revolucionário, hoje sou freira de convento (na comparação com os parlamentares). Eles (políticos) chegam e dizem ‘o senhor tem que desindexar, desobrigar, tem que descarimbar o dinheiro’.

Na avaliação de Guedes, o “dinheiro carimbado” é um dos entraves para que os estados e municípios melhorem a situação fiscal.

— O dinheiro no Brasil é todo carimbado, gerido por um software. Uma cidade do interior que no passado as famílias tinham seis ou sete filhos, hoje as pessoas têm um ou dois. Mas como o dinheiro está destinado para educação, o prefeito não pode comprar ambulância para atender essa população que envelheceu. Então o município troca uniforme seis vezes no ano e pinta escola para gastar a verba carimbada.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Frank Wilde disse:

    Está parecendo com um secretário do NOSSO estado, que diz que o SERVIDOR PÚBLICO é o CÂNCER do serviço público. Esse secretário tem seus filhos só recebendo, sem trabalhar.

  2. João pedro disse:

    Sou Servidor Público Federal a 4 anos e trabalho pouquíssimo para a quantidade de dinheiro que ganho. As vezes não faço nada, por causa da falta de serviço. Minha remuneração é pelo menos 4 vezes maior do que pagam para o mesmo serviço na iniciativa privada. Sou serviço público porque pagam bem, e é difícil infelizmente encontrar um trabalho aqui no RN que pague acima dos R$ 4000,00. Espero um dia no Brasil a remuneração na iniciativa privada seja melhor que no público, pois, só aí teremos um país mais justo, e não só dos servidores públicos.

    • Rodrigo disse:

      Minha situação é a mesma, apesar de ser uma pessoa proativa o serviço público é uma mãe, mas o funcionamento do privado da de 10.

  3. Jr disse:

    A maioria esmagadora dos servidores trabalha. Parasitas são aqueles que são colocados no serviço público pela janela por indicação política (são muitos), ganhando muito dinheiro ( sem contar o que ganham por fora) e que na maioria das vezes não entendem nada do trabalho que tem que realizar. Parasitas são os rentistas, que são só elogios ao governo e estão rindo dos brasileiros que trabalham. Em fim ministro, que tal realizar uma auditoria da dívida pública? Encontrarão uma legião de parasitas.

  4. Santos disse:

    Paulo Guedes poderia dizer que servidor, dá nome aos bois. A idéia de falar genéricamente é pra proteger os verdadeiros privilegiados. Aqui no Estado, qdo o governo paga até 3 mil, quita o salário de 80% da folha de pagamento. Qual é o privilégio de alguén ganhar até 3mil reais?
    Então pq a generalização? Pra proteger os menos 10% que recebem salários astronômicos somado ainda com penduricalhos de auxílio creche, escola, moradia e etc…
    Dê o nome aos bois pq qdo vc generaliza está arregimentando uma legião de idiotas úteis, os famigerados analfabetos funcionais que só sabem replicar o que ouvem.

  5. Naldin disse:

    Vamos lá: teve aumento 50% acima da inflação, qual categoria? A minha está a seis anos sem aumento.
    estabilidade , instalado o devido processo administrativo, pode ser demitido sim, ela ocorre para que o servidor não seja obrigado a fazer ou cumprir ordens descabidas e caso não as cumpra ser perseguido por vcs, políticos corruptos.
    Aposentadoria generosa, não temos teto de contribuição, recolhemos sobre todo nosso vencimento, não temos direito a horas extras, não recebemos FGTS, e vários outros benefícios que o setor privado provém, daí a nossa “generosa”.
    Nos dê um teto de contribuição, pague o nosso FGTS, devolva-nos o excesso contribuído, aí sim, vamos conversar.

    • Daniel disse:

      Perfeito. Sou servidor público estadual e concordo 100÷ com o que vc disse, essa é a nossa triste realidade. Acho engraçado que esse ministro não comenta nada sobre a alta remuneração dos membros de poderes, inclusive dele mesmo, todos detentores de verdadeiros privilégios (auxílios, férias de 2 meses, licenças remuneradas pra qualquer coisa, etc).

  6. Franco disse:

    BODE EXPIATÓRIO, ESTÃO PRECISANDO DE UM CULPADO PRA MATEREM OS PRIVILÉGIOS DAS CASTAS SUPERIORES.
    FOI ASSIM COM COLLOR, FHC E AGORA COM GUEDES/BOLSONARO.
    PARASITAS SÃO OS INSETOS QUE INFESTAM OS PODERES LEGISLATIVO E JUDICIÁRIOS, OS MILITARES E MINISTÉRIOS PÚBLICOS ESTADUAIS E FEDERAL, QUE MANTEM PRIVILÉGIOS INSUSTENTÁVEIS, A CUSTA DE MIL~ES DE PEQUENOS SERVIDORES QUE DÃO O SANGUE DIARIAMENTE EM SUAS REPARTIÇÕES CADA VEZ MAIS PRECÁRIAS E CHEIAS DE TERCEIRIZADOS.
    SEM FALAR NOS MILHARES DE CARGOS COMISSIONADOS APADRINHADOS POR POLÍTICOS, COMO O SENHOR PAULO GUEDES E BOLSONARO. ESTES SIM OS VERDADEIROS CAUSADORES DO CAOS.
    O DESCONHECIMENTO DE GESTÃO PÚBLICA DESSE SENHOR SÓ NÃO É MAIOR DO QUE SUA SANHA NEOLIBERAL QUE ESCONDE QUE NA VERDADE O QUE ESTÁ POR TRÁS DESSA SUA VONTADE DE ELIMINAR OS SERVIDORES É INSTALAR COMPLETAMENTE O ESTADO MÍNIMO E MANTER SÓ COMISSIONADOS E TERCEIRIZADOS NO SERVIÇO PÚBLICO, PORQUE É MAIS FÁCIL NOMEAR QUEM SE QUER, OS APADRINHADOS, OS LARANJAS E FAZER POLÍTICA COM EMPREGOS DE PESSOAS QUE NÃO PODERÃO DEFENDER O SERVIÇO PÚBLICO PORQUE NÃO TERÃO ESTABILIDADE E SÓ FARÃO O QUE OS CHEFES MANDAREM.
    É O FIM DO ESTADO DE DIREITO REPUBLICANO E A VOLTA PATRIMONIALISMO DA ÉPOCA DO IMPÉRIO.
    TRISTE FIM DA "NOVA REPÚBLICA" BRASILEIRA.

  7. Fora bolsotralhas disse:

    Eita que a dama PAULA GUEDES ESTA COM TUDO……CLARO, ACABANDO COM O BRASIL

  8. Fabio disse:

    Parasita é quem passou 28 anos recebendo um gordo salário no Congresso Nacional, não fez nada e ainda colocou a família inteira para mamar no hospedeiro. Não somos os parasitas, somos os órgãos vitais que fazemos essa vaca magra respeirar, apesar dos carrapatos e sanssesugas que governam este país.

  9. Rodrigo disse:

    Parabéns ministro!
    Sou funcionário público e de fato tenho consciência e bom senso para confirmar que muitos colegas depois que passaram no concurso se acomodaram e so querem o dinheiro no bolso e vantagem e mais vantagem.
    Tem que privatizar Petrobrás, correios, dataprev, etc
    E o principal é dar um freio nas decisões administrativas de juiz e promotores que driblam o teto salarial com artifícios imorais alem de folgas absurdas, o que faz com que hoje tenham em media 6meses de férias juntando com a imoral licença prêmio, que hoje é incompatível com a nossa realidade.
    O subsídio de 39mil hoje é salário base da turma da justiça, basta consultar o portal da transparência, a media Sao absurdos 50mil

  10. Bento disse:

    Eiiiiita globolixo nojenta tirou a palavra do contexto para jpgar o FP contra Paulo Guedes.
    Jornalismo doente

  11. Ricardo disse:

    Tem que explicar, desenhare explicar o desenho para um monte de IMBECIL que banqueiro ganha fazendo a intermediação entre gente que empesta para o governo via títulos púbicos. Se governos fossem mais responsáveis, só gastando o que têm, não precisariam emtiir dividas. E a maior parte dessa dívida é corrigida pela Selic, que nunca esteve tão baixa. Banco ganha com juros de empréstimos ´para as pessoas físicas e jurídicas também, e quanto mais fácil for recuperar a divida, menores são os juros. Por isso crédito para casa ou carro o juro é baixo. Consignado também. Agora dívida que se não for pagar, nem adianta ir pra Justiça que não recebe neste milênio, esse os juros são altos. Como no CDC, cartão ou cheque especial.

  12. Henrique disse:

    Então ele peça demissão pois esse parasita está servidor público.

  13. Eider disse:

    Paulo Guedes NÃO cobra lucro e dividendo dos banqueiros. Paulo Guedes isenta 300 bilhões do empresários em 2019. Paulo Guedes NÃO quer cobrar IPVA dos jatinhos e set ski dos empresários. 43% do orçamento da União é pra pagar aos banqueiros (dívida pública). Ele é um banqueiro e só quer facilitar a vida dos banqueiros. Os pobres que virem miseráveis.

  14. Jaime Junior disse:

    Paulo Gagá, vá pra casa dornir e leve os imbecis que o cercam.

  15. jarbas disse:

    Sou a favor de tirar a estabilidade,muitos não fazem o seu trabalho direito só pq tem estabilidade

  16. Véi de Rui disse:

    Perfeita a avaliação do ministro Paulo Guedes, a estrutura funcional do nosso país está falida, pessoas mau humoradas, falta de interesse pelo trabalho e por aí vai. Parabéns ministro

    • Eider disse:

      Vc é muito ingênuo. Paulo Guedes NÃO pensa no povo, pensa em enriquecer cada vez mais os banqueiros. Ele quer cortar o osso do Estado pra sobrar dinheiro para os banqueiros. Quando falamos em funcionários públicos falamos em professoras, técnicos de enfermagem, bombeiros etc. Que na sua grande maioria não ganham bem. Ele quer sucatear os serviços públicos para o povo sofrer cada vez mais.

    • Bento disse:

      Já vi que tem gente aqui com medo de perder a boquinha.

  17. Cristina Lemos disse:

    Esse c_ _ _ … parasitas são esses maus políticos que só trabalham em prol de si mesmos. Essa difamação do servidor público é tudo que "eles" querem. E a população, ignorante e desinformada (como quase sempre) acredita. Parabéns!!! Quem sabe até antes de 2022 o trabalho escravo esteja consolidado?.! Parabéns população! Continuem assim, os políticos amam.

  18. Verdade disse:

    Paulo Guedes o parasita e hospedeiros é você que usa o artifício de ter filiais do banco factual em paraísos fiscais. Olha a listinha que foi divulgada no Le Monde Diplomatique Brasil.

    Filiais do BTG localizadas em paraísos fiscais:
    Banco BTG Pactual (Cayman Branch)
    BTG Pactual Overseas Corporation (Ilhas Cayman)
    BTG Pactual E&P S.a.r.l. (Luxemburgo)
    BTG Pactual Chile International Limited (Ilhas Cayman)
    BTG Pactual Oil & Gas S.a.r.l. (Luxemburgo)
    BTG Pactual Carry L.P. (Cayman)
    BTG Pactual Holding S.a.r.l. (Luxemburgo)
    BTG Global Asset Management Limited (Bermuda)
    Banco BTG Pactual S.A. Filial (Luxemburgo)
    BTG Pactual Chile International Corp. (Panamá)
    BTG Bermuda LP Holdco Ltd. (Bermuda)
    BTG Investments LP (Bermuda)
    BTG Pactual Proprietary Feeder (1) Limited (Ilhas Cayman)
    BTG Pactual Brazil Infrastructure Fund II LP (Cayman)
    BTG Pactual Reinsurance Holdings LP (Bermuda)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund I LP (Cayman)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund IA LP (Cayman)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund IB LP (Cayman)
    BTG Pactual Prop Feeder (1) S.a.r.l. (Luxembourg)
    BTG PactualBrazil Infrastructure Fund II Direct LP (Cayman)
    BTG Re Ltd (Bermuda)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund I LLC (Delaware)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund IA LLC (Delaware)
    Btg Pactual Brazil Investment Fund IB LLC (Delaware)
    BTG Pactual Stigma LLC (Delaware)
    Reserve Insurance Co Ltd (Gibraltar)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund I Feeder LLC (Delaware)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund IA Feeder LLC (Delaware)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund IB Feeder LLC (Delaware)
    BTG Swiss Services S.A. (Suiça)
    BTG Pactual Brazil Infrastructure Fund II LLC (Delaware)
    BTG Loanco LLC (Delaware)
    BTG Pactual Brazil Investment Fund I Feeder LLC (Delaware)
    BTG Equity Investments LLC (Delaware)
    BTG Pactual Brazil Infrastructure Fund II LLC (Delaware)
    BTG Pactual ARF Master Fund LP (Cayman)
    BTG Pactual Propertyco LLC (Delaware)
    BTG Pactual Propertyco II LLC (Delaware)

    • Kat disse:

      Pois é, e tem muitos babacas dizendo que ele é o cara!!! Ajudou a fazer a previdência do Chile olha lá como está

    • Bento disse:

      Parabéns Paulo Guedes
      Não sabia que você era tão competente assim.
      Conhecia seu sucesso só no público.
      Agora que o correligionário apresentpu a relação dos bancos no setor privado fiquei mais confiante.

  19. Ivan disse:

    Ouçam o q esse velhinho diz!! Esse é o verdadeiro "mito"…Guedes 2022…Brasil no top5 de economia global!!!

    • Eider disse:

      Amigo vc deve ser um banqueiro. Paulo Guedes é um charlatão que quer deixar o Brasil virar uma Somália. Ele só pensa em cortar no nosso do Estado pra que sobre mais dinheiro pra pagar a dívida pública (dívida com os bancos) 43% do orçamento da União é pra pagar aos banqueiros. Ele em 2019 deu 300 bilhões de isenções aos mega empresários. Isso ele não fala. Pq não vai cobrar IPVA dos jatinhos dos empresários, pq não cobra taxa sobre o lucro e dividendo do banqueiros. Isso ele não faz.

    • Ricardo disse:

      Quem pagava ou paga mais juros a banqueiros, Lula ou Bolso?
      Veja os juros atrelados à Selic antes de vir vomitar.

    • Marco58 disse:

      MANDA ESTE FDP IR AO CHILE CONSERTAR A MERDA QUE ELE FEZ LA .O CHILE NAO ERA O EXEMPLO PARA A AMERICA LATINA. APOSENTADO SUICIDANDO QUASE TODO DIA, FAÇA UMA REFORMA NO JUDICIARIO SEU GRANDE BOSTA.

    • Bento disse:

      O chile ia muito bem.
      Aí… a esquerda iludiu meia dúzia de otários e deu no que deu.

    • Ricardo disse:

      Essa dos suicidios no Chile é fake news.

    • Gabriel disse:

      Que você e ele queimem nas profundezas do inferno, se o Satanás aceitar a concorrência de vocês

7ª Corrida do Servidor Público inicia inscrições no dia 12 de setembro

Corredores de todo o Rio Grande do Norte, em especial os servidores públicos estaduais, já podem se organizar para participar da 7ª Corrida do Servidor Público, iniciativa do Governo do Estado, por meio do Programa Estadual de Qualidade de Vida e Saúde no Trabalho (PQVST). As inscrições iniciam no dia 12 de setembro e os atletas terão a oportunidade de se inscrever pessoalmente, na recepção da Escola de Governo, ou através do site https://ingressos84.com.br.

A sétima edição da Corrida do Servidor Público, que neste ano passa a denominar-se Corrida do Servidor Público – Nota Potiguar, vai acontecer no dia 19 de outubro. Neste ano, os participantes deverão baixar o aplicativo da Nota Potiguar nas plataformas digitais e apresentá-lo no ato da retirada dos kits. Somente receberão a camiseta, o chip e número de peito os atletas que comprovarem ter baixado o app.

O objetivo da Corrida do Servidor é incentivar o intercâmbio desportivo entre o funcionalismo do RN e fomentar a prática da corrida, proporcionando qualidade de vida e melhoria da saúde física e mental do participante, além de contribuir para a formação de uma filosofia esportiva baseada na sua importância social, educacional, cultural e econômica.

A concentração da prova será no parque central do Centro Administrativo do Estado, em Natal. O trajeto será de 5km iniciando nos arredores do Centro Administrativo e passando pelas avenidas Raimundo Chaves e Militão Chaves. O mapa do percurso está disponível no regulamento do evento esportivo.

Poderão participar servidores efetivos em atividade, aposentados, ocupantes de cargo comissionado e outros contratados em regimes diferenciados, além da comunidade. Serão concedidas 800 vagas, sendo 500 para a categoria Servidor Público e 300 para a categoria Comunidade Geral.

A 7ª Corrida do Servidor Público conta com os apoios das secretarias de Estado da Administração (Sead), da Educação, Cultura, Esporte e Lazer (SEEC) e da Tributação (SET); Ceasa/RN; Assembleia Legislativa (ALRN); Sinsp/RN; Café Santa Clara; e Ótica Lente; além da parceria com a Federação Norte-rio-grandense de Atletismo (FNA).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO TRI CAMPEAO disse:

    Alguém sabe quanto vai custar ao Governo do RN a realização dessa corrida???

  2. Luciana Morais Gama disse:

    E o servidor público consegue correr com os salários atrasados??

Previdência de R$ 680 a R$ 25 mil; veja ranking de aposentadorias do serviço público

Maior despesa do governo federal, o pagamento de aposentadorias pode ser um programa social que concentra renda, ao invés de reduzir a desigualdade entre os mais ricos e os mais pobres.

Uma forma de ilustrar isso é comparar os mais de R$ 60 bilhões gastos por ano para cobrir o deficit da previdência dos servidores públicos, que soma menos de 1 milhão de aposentados e pensionistas, com os menos de R$ 50 bilhões destinados aos mais de 30 milhões de beneficiários do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).
1
As diferenças ficam mais claras quando se listam os valores médios das aposentadorias pagas no INSS e nos três Poderes da União, como no quadro abaixo, em ordem crescente.
2
É evidente que há diferenças entre as contribuições exigidas em cada caso: os trabalhadores rurais podem se aposentar sem contribuir para o INSS, enquanto os servidores públicos com direito a aposentadoria integral contribuem com 11% de seu salário.

Já a variação dos valores pagos por Executivo, Judiciário e Legislativo reflete a disparidade salarial entre os funcionários da ativa nos três Poderes.
3 4 5 6
Em qualquer hipótese, a principal crítica ao modelo previdenciário brasileiro é que os valores desembolsados são excessivamente elevados para um país ainda relativamente jovem.

Além de tenderem a crescer com o envelhecimento da população, essas despesas não geram mais redução de pobreza. Mesmo aposentados rurais que recebem o salário mínimo estão entre os mais ricos nas comunidades mais pobres do interior.

Os adversários das reformas para corte de direitos argumentam que o INSS sobre com desvio de recursos e renúncia de receitas, além do baixo crescimento econômico que compromete a arrecadação.

No caso dos servidores públicos, argumenta-se que as contribuições seriam suficientes para sustentar a aposentadoria integral se tivessem sido corretamente aplicadas no passado.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos Aurélio disse:

    E ainda dizem por aí que a coisa mais importante do mundo é a EDUCAÇÃO e a Profissão mais importante e valorizada é a de PROFESSOR.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Acredite se puder!

TJRN: Servidor público é condenado por improbidade após reter dinheiro de idoso

A juíza Flávia Sousa Dantas Pinto, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal, considerou que um servidor público praticou ato de improbidade administrativa e o condenou a perda da função pública após ele, na condição de servidor público lotado na Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania e cedido ao Ministério Público Estadual, ter se apropriado indevidamente de valores pertencente a idoso que recebia atendimento nas Promotorias de Justiça de Defesa das Pessoas Portadoras de Deficiência e Idosos.

O réu foi condenado ainda a perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, no valor de R$ 2.400,00, acrescidos de juros e atualização monetária. Também deverá pagar multa civil no valor de R$ 2.400,00; e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez anos.

O MP noticiou que o réu, em dezembro de 2004, solicitou e recebeu dos familiares de um idoso a quantia de R$ 7.200,00, o que fez alegando que, na referida Promotoria de Justiça, existia um cofre específico para guarda de dinheiro pertencente a idosos e que isso serviria para o controle e administração dos gastos efetuados pela família.

Porém, salientou que, em que pese ter sido resgatada uma parte de tal valor por parte dos familiares do idoso, o servidor público se apropriou de um saldo remanescente, gerando, com sua conduta, enriquecimento ilícito próprio.

Vantagem

Para a juíza, apesar dos fatos relacionados a uma ação penal a qual também responde o réu não constituírem objeto da ação civil pública que corre na 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal, eles se prestam para comprovar que ele agia usurpando a sua função pública e o fez mais de uma vez, tudo com o objetivo claro de obter vantagem econômica ilícita.

De acordo com a magistrada, a conduta do réu adveio unicamente da sua iniciativa ardilosa e clandestina, que atuou com o intuito deliberado de auferir vantagem econômica indevida, valendo-se de sua função pública, principalmente por não se tratar a retenção e administração de valores de idosos de prática institucional do Ministério Público que convalidasse sua conduta.

“Interessante ressaltar que tal tipo de comportamento somente fora adotado pelo Réu no período de férias da Promotora a qual estava subordinado, assim como que em momento algum o Demandado teve o cuidado de emitir recibos que o resguardassem de acusações sobre a malversação das quantias sob sua custódia”, observou.

TJRN

CCJ aprova proposta da Lei da Ficha Limpa para Servidor Público

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou nesta quarta-feira a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 284/13, do Senado Federal, proíbe a designação para função de confiança, a nomeação para emprego ou para cargo efetivo ou em comissão de pessoa considerada inelegível. A comissão também aprovou a PEC 180/12, de mesmo teor, que tramita apensada .

O objetivo das propostas é estender aos funcionários públicos os requisitos previstos na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10 ) dos políticos. O relator das PECs, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS), foi favorável aos dois textos.

De acordo com a Constituição e com a Lei da Inelegibilidade (Lei Complementar 64/90 ), são inelegíveis os analfabetos, os estrangeiros, os militares da ativa e os parentes de chefes do Executivo, por exemplo.

Também são inelegíveis os que forem condenados, em decisão transitada em julgado, pelos crimes:

contra a economia popular, a fé pública, a administração pública e o patrimônio público;

contra o patrimônio privado, o sistema financeiro, o mercado de capitais e os previstos na lei que regula a falência;

contra o meio ambiente e a saúde pública;

eleitorais;

de abuso de autoridade, de poder econômico ou político;

de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores;

de tráfico de drogas, racismo, tortura, terrorismo e hediondos;

de escravidão;

contra a vida e a dignidade sexual;

de formação de quadrilha;

de improbidade administrativa;

de corrupção eleitoral,

de lesão ao patrimônio público ou enriquecimento ilícito.

Ainda são inelegíveis as pessoas excluídas do exercício da profissão pelo órgão regulador; as que sofreram ou estiverem sofrendo liquidação judicial ou extra-judicial; e os demitidos do serviço público.

Tramitação

A Câmara vai instalar uma comissão especial para analisar o conteúdo dessas PECs. Se aprovadas, serão votadas pelo Plenário.

Agência Câmara

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodrigo Moura disse:

    Na camará federal tem ficha suja, colocados por Henrique Eduardo Lira Alves, presidente da casa, com salario alto, e morando em Natal,e é daqui de Natal.

Servidor público é condenado em Mossoró por ato de improbidade

Servidor da Prefeitura de Mossoró, que durante certo período prestou serviços ao Ministério Público do Rio Grande do Norte, foi condenado a pagar multa no valor de R$ 5 mil. O réu também ficará impedido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de três anos, conforme decisão do juiz Airton Pinheiro.

A Ação Civil de Improbidade Administrativa é de iniciativa do Ministério Público Estadual. Segundo o requerente, enquanto servidor municipal, cedido ao próprio Ministério Público, o réu procurou uma livraria da cidade, identificando-se como “servidor da Promotoria”, solicitando que a empresa aceitasse cheques de terceiro para a realização de compra.

Por ocasião do vencimento da primeira parcela, o réu procurou a diretora de uma escola da cidade, sócia da mencionada livraria. O pedido agora era para que os tais cheques não fossem apresentados. Em troca, comprometia-se a resolver pendências que a escola tivesse junto ao Ministério Público.

Em sua defesa, o requerido alegou que não poderia mais sofrer sanções por improbidade, uma vez que já havia sido condenado em processo que tramitou na área criminal. Entendeu de modo diverso o magistrado. Citando o artigo 12 da Lei de Improbidade, o juiz recordou que independentemente das sanções penais, civis e administrativas previstas na legislação específica, está o responsável pelo ato de improbidade sujeito a outras penalidades de acordo com a gravidade do fato.

“No mais, em relação à punição do requerido havida no juízo penal, temos que tal situação não elide ou impossibilita o conhecimento da ação de improbidade, posto que prevalece a independência das instâncias civil, administrativa e penal”, acrescentou o juiz. O réu também foi condenado ao pagamento das custas processuais.

TJRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcos Aurélio disse:

    Engraçado, não consigo estabelecer uma relação lógica entre esta decisão, a condenação do ex-Padre Hudson da Secretaria de Educação do Estado e a da então Prefeita, hoje Governadora, Rosalba Ciarline. Alguém pode me dizer porque a caneta do Juiz foi mais pesada para esse pequeno servidor e para o ex-Secretario de Educação (suspendendo seus direitos políticos, e o impedindo de contratar com o Poder Público ou receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de três anos), e tão branda para a Governadora Rosalba, que apenas terá que pagar uma quantia (tipo pagar fiança) para ficar completa e absolutamente livre para continuar transgredindo a vontade na certeza de que jamais será punida adequadamente.