Política

Senadora Zenaide apresenta emenda para aumentar o salário mínimo

Foto: Divulgação

A senadora Zenaide Maia (Pros – RN) apresentou emenda à Medida Provisória 1021/2020, para dar ganho real ao salário mínimo de 2021. Por dois anos consecutivos, o governo federal se limitou a repor as perdas da inflação na hora de reajustar o mínimo e o resultado é o salário com menor poder de compra dos últimos quinze anos, conforme levantamento do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos). No Twitter, Zenaide postou: “Comida, gasolina, remédio, aluguel. Tudo aumentou demais, menos o salário. Apresentei emenda à MP 1021, para dar ganho real ao mínimo, com reajuste de 5,45% (INPC de 2020) + 1,41% (variação real do PIB de 2019)”, explicou a senadora.

Ao descontinuar a política de valorização do salário mínimo, o atual governo descumpre o que está previsto nas Leis 12.382/2011 e 13.152/2015, além de contrariar o disposto no art. 6º da Constituição Federal de 1988, que afirma o direito dos trabalhadores de um salário mínimo capaz de atender às necessidades básicas, “com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo”.

Opinião dos leitores

  1. O problema não é aumentar e sim como aumenta, ela sabe que não vai conseguir e joga pra plateia, típico de uma demagoga.

  2. Os pobres de direita aqui, torcendo contra os trabalhadores.
    Pensei que já tinha visto tudo nesse mundo…

    1. O Problema não é aumentar o salário mínimo, qualquer presidente, Gonvernador ou prefeito quer fazer isso… Isso é voto ganho na urna com certeza.
      O problema está em comi pagar 5 reais a mais no salário mínimo gera uma conta de mais de 10bi anuais aos Gonvernos.
      Outra na situação do país vamos colocar um salário mínimo de 3mil.

      Quanto desemprego isso ia gerar?

      E complicado.

      Agora essa Sra senadora aí sabe de tudo isso ela está querendo apenas aparecer.

  3. Que tal fixar o salário mínimo do servidor municipal de São Gonçalo em R$ 2.000,00
    Seria um bom começo.

  4. Pobre do RN nunca esteve tão mal representado no senado, essa Zenaide uma politiqueira de quinta categoria.

  5. Senadora, faça campanha pra cargo político ser voluntariado e destinar os altos salários pra união fazer jus ao seu pedido

  6. Atirar com a pólvora alheia é fácil, pergunta a desgovernadora dela se aqui no estado o sálario mínimo é alto,

  7. Adversários ao presidente querendo fazer nome. Não tem de onde tirar tantos recursos. E é porque o roubo acabou. Se fosse comando do PT, ao invés de sumir 5 milhões, sumiriam 500. Manda ela lá pra Catolé!

    1. Senadora ZENAIDE, entre em contato com sua GOVERNADORA FÁTIMA DO PT, que de aumento aos PELEGAS que já faz de 12 anos sem reposição SALARIAL.
      Na gestão PT, praticamente 3 anos sem dá satisfação e não vai ser diferente dos EX-GOVERNADORES ROSALBA E ROBINSON.
      Viva o PT! VIVA O PT! VIVA O PT!

    2. Verdade! Duvido que proponha redução do salario deles Isso é populismo barato

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide destina R$ 15 milhões para combate à Covid-19 no RN

Foto: Divulgação

A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) vem destinando recursos para a Saúde do Estado, defendendo assim uma melhor assistência para população. Um exemplo está nos R$ 15 milhões direcionados para o combate à Covid-19 em hospitais e unidades de Saúde de vários municípios potiguares.

Através da Secretária Estadual de Saúde, a parlamentar destinou R$ 9 milhões que serão distribuídos para: Hospital Regional Hélio Marinho (Apodi); Hospital Regional do Seridó (Caicó); Hospital Regional de João Câmara (João Câmara); Hospital Santa Catarina (Natal); Hospital Regional Cleodon Carlos (Pau dos Ferros); Hospital Regional de São Paulo do Potengi (São Paulo do Potengi); Hospital Regional de Santo Antônio do Salto da Onça (Santo Antônio); Hospital Regional de Macaíba (Macaíba) e Hospital Infantil Maria Alice Fernandes (Natal).

Os recursos também serão destinados para unidades de saúde municipais de várias cidades do Estado, como forma de contribuição para uma Saúde mais assistida durante a pandemia.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Senadora Zenaide destina mais de R$ 14 milhões em emendas para a Saúde do RN

Foto: Divulgação

No Dia Mundial da Saúde, 7 de abril, vale a pena lembrar que recursos destinados para saúde são sempre importantes. Desde o seu primeiro mandato, como deputada federal, Zenaide Maia coloca a Saúde do Rio Grande do Norte como prioridade na hora de destinar recursos de emendas parlamentares, tanto as individuais, quanto as de bancada. Agora, como senadora, não é diferente: em 2020, Zenaide destinou R$ 10.750.000,00 (dez milhões, setecentos e cinquenta mil reais), o que corresponde a 67% de suas emendas individuais impositivas (ou seja, que terão de ser executadas, obrigatoriamente), buscando atender o maior número possível de unidades de saúde municipais e hospitais potiguares.

Junto à bancada, Zenaide Maia destinou outros R$ 3.635.304,00 (três milhões, seiscentos e trinta e cinco mil e trezentos e quatro reais) para o custeio de ações de enfrentamento à pandemia da covid-19 no Rio Grande do Norte. “Como médica, sempre priorizei a área de Saúde e, diante dessa pandemia, cumpro a minha obrigação com o povo potiguar, destinando recursos para reforçar o plano do governo estadual de combate ao coronavírus”, destacou a senadora. Somando-se os valores das emendas individuais impositivas e as individuais de bancada, o total destinado por Zenaide à Saúde no estado é de R$ 14.385.304,00 (quatorze milhões, trezentos e oitenta e cinco mil, trezentos e quatro reais).

Opinião dos leitores

  1. O RN está sem senador (cadê o franco-carooca?) e com 2 ou 3 deputados federais dignos da função para a qual foram eleitos. É não temos um governo estadual competente para resolver os difíceis problemas que se apresentam. Sequer a crise financeira, que já vem de antes da eleição, o atual governo está sabendo enfrentar. Resta pedir a Deus que proteja esse estado.

    1. Minion raiz tem que elogiar o Girão, que manda recurso para outros estados!

  2. É comum deputado manda 18000000 para saúde,senador manda 20000000 e não explicam especificamente para onde foram os recursos,quem são os beneficiários fica difícil acompanhar se o dinheiro está sendo aplicado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Senadora Zenaide comemora início das obras do viaduto do gancho de Igapó após assegurar recurso

Foto: Fernando Oliveira

A construção do viaduto do gancho de Igapó vai começar nesta quinta-feira (20), na Zona Norte de Natal, segundo anunciou o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A Senadora Zenaide Maia recebeu a notícia com muita alegria. Em 2016, quando deputada federal, Zenaide conseguiu um remanejamento de recursos da ordem de R$ 15 milhões (Emenda de Bancada), através do Ministério dos Transportes, para assegurar o projeto do viaduto do gancho de Igapó e, consequentemente, a garantia do início da obra.

As obras irão permitir a construção de um túnel que fará a ligação entre a Avenida das Fronteiras, a RN-160 e a BR101/Norte. “Esta obra é esperada com ansiedade por quem mora na Zona Norte, em São Gonçalo do Amarante, Extremoz, Ceará-Mirim, ou seja, Grande Natal. Quem depende daquele trecho sabe dessa necessidade. Sempre fiz questão de defender e empenhar emendas para fazer o projeto acontecer. Finalmente o Viaduto do gancho de Igapó será uma realidade”, comemorou Zenaide.

Durante as obras, que têm previsão de durar dois anos, o trânsito será alterado na região. A senadora garante que continuará empenhada para garantir mais recursos para total conclusão da obra.

Opinião dos leitores

  1. O engarrafamento na ponte de igapó não vai alterar em nada. Congestionamento todos os dias.

  2. Parabéns a Senadora.
    Qto as emendas elas são impositivas, depois de aprovadas não dependem da bondade de governo.

  3. Uma pergunta pra senadora, se a senhora tivesse que agradecer a alguém pelo início das obras. Agradeceria a quem FÁTIMA OU BOLSONARO?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide defende carreira do servidor público em audiência pública na CDH

Foto: Divulgação

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) promoveu nesta terça-feira (11), audiência pública para debater sobre “Direito do trabalho, com foco na reforma administrativa”. A proposta de reforma, a ser enviada pelo Executivo, deve reduzir o número de carreiras e as formas de progressão do servidor público, com o objetivo de diminuir os custos da máquina pública.

A senadora Zenaide Maia (PROS/RN) participou como presidente eventual da CDH e defendeu e acompanhou a posição do autor do requerimento, o presidente da CDH, o senador Paulo Paim (PT-RS), que afirma que os direitos trabalhistas estão ameaçados e podem piorar com a reforma administrativa que está para chegar ao Congresso.

“O Brasil precisa acordar. Estado mínimo não é a solução. O servidor público precisa ter seus direitos defendidos. Essa reforma administrativa é um desmonte grande para o serviço público e não existe política de estado sem servidor público”, declarou Zenaide Maia.

Durante a audiência e também no seu pronunciamento na sessão plenária, na tarde desta terça, Zenaide Maia voltou a cobrar dos senadores e do Governo Federal mais investimentos na educação (Fundeb), além de investimentos na construção civil, que na sua opinião é um dos setores que mais gera emprego no País.

Opinião dos leitores

  1. Ora quem sustenta esse PAÍS são as empresas privadas.
    Todo mundo defende o setor público mas quem bota o pão e o leite na mesa do trabalhador são às empresas privadas.
    Aí ficam com demagogia

  2. E os salários atrasados dos servidores do RN? E a reforma da previdência do RN? O que essa senhora tem a dizer sobre isso?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Senadora Zenaide questiona MEC pela queda das bolsas do PROUNI no RN

Foto: Divulgação

A senadora Zenaide declarou estar muito preocupada com a acentuada queda do número de estudantes beneficiados pelo PROUNI no Rio Grande do Norte. Em 2015, 4.175 estudantes foram beneficiados pelo programa no Rio Grande do Norte. Em 2016 esse número subiu para 4.209. Em 2017, caiu para 3.277 sendo reduzido ainda mais em 2018 para apenas 2.660. Agora em 2019 apenas 1.623 estudantes tinham sido contemplados até o primeiro semestre já que o MEC ainda não divulgou os dados do segundo semestre.

“Será que essa redução é por falta de interesse das universidades no programa? Eu não acredito. Precisamos de uma explicação. Mais do que isso, precisamos reverter essa queda. Não é possível que estejamos regredindo, também, no acesso dos jovens à universidade. Isso é um direito constitucional, gente. Não podemos aceitar que esse direito seja negado a quem não pode pagar pela faculdade”, disse a Senadora.

Zenaide ressaltou, ainda, a relevância social do programa: “O PROUNI é uma das únicas janelas pra você sair da pobreza, quebrando o ciclo vicioso e mudando a realidade de jovens e suas famílias pela via da educação, com uma formação superior. Você sabe quem está sendo atingido em cheio com essa redução? São os estudantes que vêm da rede pública, de famílias que ganham até um salário mínimo e meio ou três salários no caso das bolsas parciais. São esses jovens que estão tendo seus sonhos quebrados, arrancados, por um governo insensível e sem noção do que faz”, protestou a Senadora.

Criado pela Lei nº 11.096 de 2005, o Programa Universidade para Todos (PROUNI) tem como finalidade a concessão de bolsas de estudos integrais e parciais a estudantes de cursos de graduação e de cursos sequenciais de formação específica em instituições privadas de educação superior. As instituições que aderem ao programa recebem isenção de tributos.

Têm direito às bolsas integrais estudantes oriundos de escolas públicas com renda familiar de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais, de 50% e de 25%, são concedidas de acordo com regulamentação do MEC para alunos com renda familiar até 3 salários mínimos.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide defende dois importantes assuntos na Comissão de Educação

Foto: Divulgação

A senadora Zenaide Maia participou nesta terça-feira (10) de audiência na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) sobre importantes discussões, entre elas: o PL nº 2.357/19, que dispõe do benefício do pagamento de meia-entrada para estudantes, idosos, pessoas com deficiência. A senadora se posicionou contra o Projeto de Lei e a favor da emissão das carteiras de estudantes continuem a ser feita pelas entidades estudantis.

Outro assunto importante, e que teve a opinião da parlamentar, foi sobre o PL 3.942/19 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para dispor sobre à liberdade de expressão, da opinião e de pensamento nas escolas públicas. Zenaide defendeu o PL durante a pauta da CE. “A liberdade de expressão é fundamental nas escolas. O que falta é o respeito pelo ser humano, essa violência, a falta de tolerância, isso sim precisa acabar. É através da diversidade de ideias que se criam novos projetos”, declarou.

Todas as duas matérias irão para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, para decisão terminativa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide presente durante anúncio do Ministro da Saúde de liberação de recursos para o RN

Fotos: Elisa Elsie

Uma boa notícia para saúde do Estado: Ministério da Saúde vai liberar R$ 84 milhões para o RN. A senadora Zenaide Maia esteva presente na solenidade de assinatura da liberação de recursos para o fortalecimento da Atenção Primária e Hospitalar no estado, juntamente com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e a governadora Fátima Bezerra. O ato aconteceu na manhã desta sexta-feira na Governadoria.

No início do mês de julho, o Governo assegurou com o Ministério da Saúde investimentos para o SUS no RN, através da liberação do repasse de recursos federais para o setor. Essa garantia foi possível graças aos esforços empreendidos pelo Estado e bancada federal que apresentaram no início do ano um plano de ação para investimento na saúde e, desde então, vinham pleiteando os repasses. Grande parte da despesa do Governo do Estado com a saúde se dá por determinação judicial, inclusive no caso das UTI’s e da alta complexidade, que são os serviços mais onerosos.

O déficit orçamentário na Saúde do Estado está previsto para este ano, atualmente, é entre R$ 155 milhões e R$ 200 milhões.

Para Senadora Zenaide, a liberação de recursos para Saúde do Estado vai contribuir muito para melhoria do serviço e é um ajuda de direito da população potiguar. “Os recursos anunciados pelo Ministro vão suprir um déficit orçamentário já existente e que foi solicitado pela bancada federal e a Governadora Fátima Bezerra desde o início do ano. Ajudará na qualificação da assistência à população potiguar”, declarou.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide pede plano econômico do governo para alavancar economia

Foto: Divulgação

Cobrar do governo um plano de recuperação econômica para o País. Essa foi a principal questão apontada durante o pronunciamento feito pela senadora Zenaide Maia, no plenário do Senado nesta quarta-feira (12).

“Não é uma questão de partido A, B ou C, é uma questão relacionada ao povo Brasileiro. Se não investirmos nos setores que geram emprego e renda, com 30 milhões de brasileiros desempregados ou subempregados, o Brasil não vai arrecadar impostos, porque não tem quem movimente a economia. Todos nós temos de dar as mãos e se unir para cobrar do Governo um plano de recuperação econômica para o País”, declarou a senadora Zenaide Maia.

A parlamentar apontou o setor da Construção Civil como o que mais sofre e está falido. “A Construção Civil deve ser o primeiro setor a ser beneficiado, pois através dele se emprega do analfabeto ao doutor, e em todo as regiões do país”, argumentou.

Zenaide Maia também criticou a posição dos bancos estatais, que deveriam contribuir com financiamentos para geração de empregos. “O Brasil é um dos poucos países que têm cinco instituições, que foram criadas para fomentar o social, o emprego e renda – Caixa Econômica, Banco do Brasil, BNDES, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia -, sem falar no Banco Central. Por que estamos parados com esses bancos, onde os lucros são cada vez maiores?”, questionou.

Segundo a senadora, é preciso investir nos setores produtivos. “Todos os problemas que vivemos hoje são muito pequenos diante da gravidade do índice de desemprego do nosso País”, declarou a parlamentar.

A senadora lembrou ainda que a agricultura familiar, que põe mais de 70% dos alimentos na mesa do brasileiro, precisa também de investimentos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide aprova audiência para discutir preços da gasolina

A senadora Zenaide Maia votou e aprovou na Comissão de Desenvolvimento Regional, esta semana, a realização de duas audiências públicas de importância estratégica para o País e para o Nordeste. A primeira, subscrita pelo senador Izalcí Lucas (PSDB-DF) e pela senadora potiguar, discutirá a política de preços dos combustíveis pela Petrobrás, as consequências para o refino e a infraestrutura logística e o impacto para os consumidores.

A outra audiência, requerida pelo senador Jacques Wagner (PT-BA), com total apoio da senadora potiguar, debaterá os aspectos legais, fiscais, financeiros, e logísticos que justificaram a transferência de controle acionário da TAG Transportadora Associada de Gás, da Petrobrás, de forte autuação no Nordeste.

Opinião dos leitores

  1. Creio que não só diminuir o imposto estadual (ICMS). Se o Governo do União tiver "pique" para diminuir os impostos e dar um "chega pra lá" nos intermediários /atravessadores, com certeza teremos combustíveis e derivados mais em conta.

  2. Simples diminuindo o imposto do estado, agora será que a governadora aceita isso ?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Proposta da senadora Zenaide pode reduzir os juros cobrados à população

Foto: Divulgação

Partiu da senadora Zenaide, do PROS do Rio Grande do Norte, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 79/2019) determinando que nenhuma taxa de juros cobrada no Brasil possa exceder a três vezes a taxa básica SELIC determinada pelo Banco Central através do Comitê de Política Monetária, o COPOM, fixada atualmente em 6,5% ao ano.

As taxas cobradas por financeiras e pelos bancos não têm atualmente nenhum controle legal. Por exemplo, nas compras com cartão de crédito ou em parcelamentos na aquisição de eletrodomésticos como geladeira, fogão, aparelhos de TV ou de celular, ou mesmo nos empréstimos, os juros são estabelecidos sem qualquer tutela estatal.

“Os juros são cada vez mais extorsivos. Cobra-se até 500% ao ano, principalmente quando o cidadão mais precisa, quando atrasa algum compromisso ou quando precisa adquirir algum bem. As donas de casa, os pais de famílias são achacados muitas vezes sem nem se dar conta do que estão pagando. Compram um celular e pagam três ou quatro”, ressaltou a senadora.

Zenaide destacou que mais de 62% das famílias do Brasil estão endividadas, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio. “Um absurdo inexplicável que mostra a grave distorção da nossa economia com uma transferência de renda inaceitável de quem não tem, das famílias, para quem tem muito, os bancos e as financeiras.

“Sabemos que a taxa de juros é decorrência do mercado, da economia. Não podem ser fixadas por lei em ambiente de livre mercado. Mas nossa proposta alcança o excesso, a extorsão que se vem praticando sem qualquer controle. Precisamos ter um limite, mesmo que seja de três vezes a taxa básica, mas não podemos deixar sem um teto porque isso tem arrasado a economia popular”, disse Zenaide.

Ela lembrou que a Constituição de 1988 fixou em 12% ao ano o limite aos juros mas esse dispositivo foi revogado pela Emenda Constitucional 40, de 2003, deixando a necessidade de uma nova regulamentação que até agora não foi implementada. Isso abriu espaço para os elevados juros que se pratica hoje no Brasil, dada a falta de uma norma limitadora, segundo a senadora.

“Estamos propondo um parâmetro com base na taxa básica do COPOM. Tivemos esse cuidado para não interferir na economia, na oferta de crédito. Estamos propondo uma medida neutra em relação à política monetária do país. Estamos colocando uma medida justa e sustentável economicamente. Mas não podemos deixar o céu como limite para os juros, como está acontecendo hoje. Tudo na vida tem limite. Por que não os juros?”, indagou a senadora potiguar.

A PEC 79 contou com a assinatura de outros 34 senadores como coautores. Emendas à Constituição não dependem de decisão do governo já que são atos promulgados pelo Congresso Nacional passando a valer desde que sejam aprovadas pela maioria dos deputados e senadores.

Veja a íntegra da PEC 79 e a justificativa para a sua aprovação aqui: bit.ly/2Ht61Cv

Opinião dos leitores

  1. Essa é irmã do banqueiro João Maia do denit e do banbanban do congresso agaciel maia. Corre nas veias o mesmo sangue. Cuidado

  2. Essa mulher só faz proposta pata ferrar e fazer gracinha ….veja se ela trás alguma empresa …investidores para gerar empregos aqui no RN , isso é APARECILDA , nunca trouxe uma cigarreira para o nosso sofrido RN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide defende na CDR projeto para incentivo do turismo religioso

A senadora Zenaide Maia, vice-presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR), defendeu o projeto do senador Styvenson Valentim, aprovado nesta quarta-feira (15) naquela comissão, que inclui na Lei Geral do Turismo a interiorização e a valorização do turismo religioso. Essa inclusão vai estimular e desenvolver o turismo em várias cidades do interior do país, onde há rotas turísticas tradicionais, mas ainda pouco visitadas, na quais os investimentos não chegam.

Muitos estados são dotados de fortes potenciais turísticos em suas cidades do interior, como monumentos e festas religiosas.

O projeto de inclusão do turismo interiorano e religioso visa garantir que as políticas públicas para o setor cheguem àqueles redutos, promovendo desenvolvimento e qualidade de vida para o interior dos estados.

Opinião dos leitores

  1. O país ruindo e a senadora se preocupando com turismo religioso!isso dar bem uma dimensão de nossos parlamentares. Triste realidade.

    1. Embora eu não seja fã da senadora, não posso discordar que o turismo religioso é uma excelente fonte de renda. Especialmente para as cidades do interior, que nem sempre contam com muitos atrativos desejados pelo turismo de férias. Vide o desenvolvimento de cidades como Juzeiro-CE, que se desenvolve há anos devido o turismo religioso. Veja também como Santa Cruz-RN tem se desenvolvido.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide quer discutir melhor o trabalho e remuneração dos presos

Foto: Fernando Oliveira

Na manhã desta terça-feira (07), foi aprovado na Comissão de Recursos Humanos o requerimento da senadora Zenaide Maia, que prevê a realização de Audiência Pública no âmbito da Comissão de Direitos Humanos, sobre projeto do Senador Waldemir Moka (PLS 580/2015), que altera a Lei de Execução Penal (Nº 7210/1984), estabelecendo a obrigação do preso ressarcir o Estado das despesas com a sua manutenção nos presídios. A audiência Pública será realizada na próxima segunda-feira (13).

Segundo a senadora, que é favorável ao trabalho dos presos, a Lei de Execução Penal já prevê o trabalho do preso como dever social e condição de dignidade humana, e terá finalidade educativa e produtiva, mas considera que: “É preciso discutir melhor o assunto, considerando que a remuneração do preso é partilhada entre as despesas do condenado, o ressarcimento dos danos causados pelo crime e a assistência à família, mas não pode esvaziar a possibilidade de ressarcimento da vítima e sustento de familiares do próprio preso, uma vez que estabelece que o seu patrimônio responderá pelas despesas penitenciárias”, justificou Zenaide.

Opinião dos leitores

  1. Senadora, não há empregos para os cidadãos de bem… a estes a senhora deveria se preocupar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide debate Reforma Previdenciária na Comissão de Direitos Humanos

A senadora Zenaide Maia disse nessa segunda-feira (15), durante um debate promovido pela Comissão de Direitos Humanos com lideranças militares, ser contra a Reforma da Previdência, da forma como está sendo proposta pelo Governo Federal.

A parlamentar considera um absurdo que o governo pretenda pagar a dívida pública imensa, que está aí, tirando dinheiro dos trabalhadores e ferindo direitos adquiridos, inclusive dos militares e policias brasileiros.

Para ela, “O que deveríamos estar discutindo é um plano econômico e uma reforma tributária, meios eficazes de tirar o país do atoleiro em que se encontra. Antes de empobrecer ainda mais o povo brasileiro é preciso ousar, criar condições para gerar emprego e renda e tirar da linha da miséria e do desemprego milhões de brasileiros”, disse.

Zenaide lembrou que a reforma da previdência não se justifica, sacrificando os aposentados e pensionistas, enquanto o governo nem fala em cobrar os quase 500 bilhões de reais de dívidas e sonegações das grandes empresas. E cita outras situações inexplicáveis da gestão pública com o dinheiro do povo. “Lembro que editou ainda a MP 795 de 1 Trilhão, anistiando todos os impostos das petrolíferas estrangeiras durante 25 anos, tirando da Saúde, Educação e Segurança Publica dos estados e municípios brasileiros, sem consultar prefeitos e governadores. É por isso que não podemos aceitar esta reforma da previdenciária que está aí”, sentenciou a senadora.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide vota a favor e elogia isenção de IR para diabéticos

Aprovado nessa quarta-feira (10) na Comissão de Assuntos Socais o Projeto de Lei que inclui o Diabetes Mellitus entre as doenças cujos portadores tem direito a isenção do IR sobre os proventos de aposentadoria ou reforma. Esta iniciativa mereceu elogios e o voto de aprovação da senadora Zenaide Maia.

Comentando a matéria, como médica de formação, Zenaide considera essa isenção de meritório caráter social. “Essa enfermidade exige cuidados contínuos, principalmente para prevenir e tratar suas complicações. É o reconhecimento do Congresso, das dificuldades que enfrentam os diabéticos no Brasil. Precisam tratar-se com medicamentos de uso contínuo, que deveriam ser fornecidos pelo Estado. Mas, nem sempre essa é a realidade”, enfatiza a senadora.

Opinião dos leitores

  1. Eita Brasil… começa com diabéticos, depois ex-combatente, depois quem tem ELA, depois … onde passa um boi a boiada quer passar também.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senadora Zenaide participa da Marcha dos Prefeitos em Brasília

Foto: Fernando Oliveira

A senadora Zenaide Maia participou, na manhã desta terça-feira (09), da abertura oficial da Marcha dos Prefeitos, promovida pela Confederação Nacional dos Municípios. Mais de 100 prefeitos do Rio Grande do Norte estão em Brasília junto com outros 8 mil prefeitos de todo o Brasil, que cumprirão uma extensa agenda durante a semana, centrada na construção de um novo Pacto Federativo. Serão muitas as discussões visando aperfeiçoamentos e avanços na defesa dos interesses das cidades, principalmente repasses financeiros e programas comuns de interesse público que dependem do Governo Federal e do Congresso Nacional.

Opinião dos leitores

  1. Sugiro aos parlamentares de esquerda que deixem de agir de forma irresponsável e atuem pelo que é necessário ao país. Defendam a Reforma da Previdência. Sem ela, não há salvação. O deficit do RN, por exemplo, é em torno de 130 milhões mensais. Fornecedores não estão recebendo e há dificuldades para pagar até mesmo os salários dos servidores da ativa, que estão com vários meses de atraso. E não será com essa antecipação de royalties que se resolverá o problema. Esse dinheiro fará falta no futuro. E o que precisará ser feito depois que acabar? Vai "empurrar com a barriga"? Igual a Dilma fez no governo federal? Abra o olho, povo potiguar.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *