Risco de desabamento de todo calçadão de Ponta Negra é grande

O Blog conversou com um engenheiro que passou hoje no calçadão de Ponta Negra com o objetivo de avaliar a estrutura do local e a constatação dele foi óbvia: o calçadão está correndo risco de desabar.

Mas o desabamento do calçadão leva risco a todos. Afinal, se ele vier abaixo, também vem abaixo toda a estrutura de iluminação, rede de postes de energia, rede de coleta de esgoto e de captação de águas fluviais. Tudo fica instalado sob ou sobre o calçadão. É um estrago muito grande a vista. Vale lembrar que três postas já caíram e que parte da rede coletora de água das chuvas já está exposta.

Por causa das fortes ressacas e pancadas de chuvas registradas nos últimos dias, a estrutura do calçadão que faz parte do principal cartão postal da cidade não aguentou e cedeu em vários pontos. A própria Defesa Civil já tratou de interditar parte deles. Se trata de um trecho de aproximadamente 200 metros de distância localizado entre os quiosques 15 e 17. Mas ainda existe a possibilidade de novas pancadas de chuvas e novas fortes marés.

Quem também está se preparando para intervir é o Ministério Público. O órgão essencial à função jurisdicional deve entrar com uma ação pedindo a interdição total e a recuperação da via.

Esse problema é reflexo de uma falta de empenho por parte do poder público para tocar as obras de reforma. Isso porque o problema do calçadão já havia sido identificado em 2009, mas o projeto para resolver esse problema, orçado em R$ 120 milhões, nunca saiu do papel. O próprio blog já havia antecipado essa informação.

Confira a cobertura do BG sobre o caso crítico que afeta o turismo, a economia e que coloca em risco a vida de milhares de pessoas:

Ponta Negra: Problema do calçadão já havia sido identificado em 2009, mas projeto de R$ 120 milhões nunca saiu do papel

Ponta Negra: nosso cartão postal às avessas

Mais uma parte do calçadão cai na praia de Ponta Negra

Recuperação do calçadão de Ponta Negra vai custar R$ 466.059,40, sem licitação

[FOTO] Trecho do calçadão da Av. Roberto Freire, em frente ao Praia Shopping, está destruído. Vários pontos estão deteriorados

 

 

[FOTOS] Chuvas trazem velhos problemas de Nova Parnamirim à tona

As fotos são do amigo Heitor Gregório e mostram o drama que alguns dos moradores de Nova Parnamirim, na região metropolitana de Natal, vivem com o período chuvoso.

Várias ruas sem qualquer tipo de pavimento estão intransitáveis. São enormes poças de água que escondem verdadeiras crateras em vias de barro formando aglomerados de lama.

Ruim para pedestres, motoristas e para os próprios moradores que são obrigados a conviver com o transtorno na porta de casa. Ruim pra todo mundo.

Foto: Heitor Gregório
Foto: Heitor Gregório

Chuvas alagam o TAM durante peça Dom Casmurro

Durante parte da manhã desta quarta-feira (14), os natalenses foram testemunhas de um verdadeiro dilúvio que alagou vários pontos da cidade de provocou transtornos imensuráveis para os moradores, trabalhadores e estudantes.

Entre os estragos está o alagamento do Teatro Alberto Maranhão (TAM). O teatro ícone para a cultura do Estado não resistiu às fortes chuvas e as águas invadiram a primeira fila e os camarins.

Tudo isso, foi presenciado pelos alunos do Ensino Médio do Sistema Colégio e Curso, de Parnamirim, que assistiam a Peça Dom Casmurro. Mesmo com os transtornos, a peça seguiu até o final.

Para voltar a funcionar em perfeito estado, o TAM vai precisar de uma mãozinha de obra.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Christian disse:

    Se fosse Quincas Berro D'Água poderiam até dizer que eram efeitos especiais!!!

Pane em sistema complica check-in da TAM pelo país

Por interino

Os passageiros da companhia aérea TAM encontram dificuldades para realizar o check-in nos principais aeroportos do País na manhã desta sexta-feira, 2. Por causa de uma pane na conexão da SITA, empresa de tecnologia que presta serviços para a companhia, com o sistema de check-in da TAM, a impressão dos cartões de embarque e das etiquetas das bagagens está sendo feita manualmente.

A demora na operação manual formas filas nos aeroportos de maior movimento, que estão com tempo de espera de mais de uma hora, como é o caso no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, segundo informações da Rádio CBN.

Em nota, a TAM afirma estar prestando assistência aos clientes e lamenta os inconvenientes causados pela situação.

Em Congonhas, duas partidas programadas da TAM, uma para Salvador e outra para o Rio de Janeiro, no período entre 9h e 10 horas, registravam atrasos de mais de meia hora, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Já no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, as decolagens estavam com horários confirmados.

No Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio, apesar da falha no sistema, as filas de passageiros estavam normais no check-in da empresa, de acordo com a Infraero.

Abaixo a íntegra da nota na TAM

“A TAM informa que, devido a um problema ocorrido nesta manhã no link de conexão da SITA, com o sistema de check-in da companhia, a impressão dos cartões de embarque e das etiquetas das bagagens no momento estão sendo feitas manualmente. O preenchimento manual está causando filas nas posições de atendimento em parte dos aeroportos. A TAM está prestando toda a assistência aos clientes e lamenta os inconvenientes causados pela situação”.

Fonte: Estadão

Turista surta e atira cachorros de estimação pela janela do prédio

Crédito: Rogério Soares/A Tribuna

De férias no Guarujá, uma turista gaúcha de 53 anos teve um surto psicótico e, no final da madrugada desta quarta-feira, 11, atirou seus dois cachorros de estimação pela janela do décimo andar do apartamento onde estava hospedada,  na praia de Pitangueiras. Os cães, um basset de 16 anos e um pinscher de 6, morreram na hora.

Segundo os vizinhos, desde as 21h de terça-feira a mulher apresentava sinais de desequilíbrio. Eles notaram barulhos no apartamento da turista e chamaram a polícia quando perceberam que ela arremessava coisas pela janela.

Antes de jogar os animais, ela já havia atirado um colchão e eletrodomésticos, entre outros objetos, segundo o jornal A Tribuna, de Santos. Um homem foi atingido. Ele foi medicado, teve alta e não quis registrar ocorrência.

Soldados do Corpo de Bombeiros arrombaram a porta do apartamento para conseguir contê-la. A mulher, portadora de distúrbio bipolar, segundo parentes informaram aos investigadores, teve que ser sedada e permanecia no pronto-socorro até começo da tarde desta quarta-feira. A família da gaúcha está a caminho do Guarujá para prestar assistência.

Fonte: Estadão