Coligação RECONSTRUIR CEARÁ MIRIM/RN envia nota dizendo que problema no TCE não impede candidatura

Leia nota na íntegra:

Em atenção ao publicado em vosso blog e considerando que é fato público e notório que nem toda condenação imposta pelo TCE/RN a gestores públicos gera inelegibilidade, a COLIGAÇÃO RECONSTRUIR CEARÁ MIRIM/RN, formada pelo PV, PSDB, DEM, PT, e PL, e os Candidatos RONALDO VENÂNCIO e RENATO MARTINS, esclarecem que ESTÃO INTEGRALMENTE APTOS para a disputa suplementar cuja votação ocorrerá em 01/12/2019, tanto que NENHUM DOS SEUS ADVERSÁRIOS APRESENTOU IMPUGNAÇÃO AOS REGISTROS DE CANDIDATURA. Esclarecem, ainda, que a impugnação apresentada pelo Douto Ministério Público Eleitoral a UM ÚNICO PROCESSO (Processo n. 12.855/2007) oriundo do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte que se refere a valores gastos por TODOS OS VEREADORES daquela legislatura com combustível decorrentes de suas verbas indenizatórias (verba gabinete) no exercício de 2005 e que, portanto, RONALDO VENÂNCIO não praticou qualquer ato desonesto, de má-fé ou ato doloso de improbidade administrativa, assim, confiam que a Justiça Eleitoral deferirá os Registros de Candidatura da Coligação e dos Candidatos.

Problema na rede elétrica afeta abastecimento de 30 cidades no interior do RN

FOTO: CAERN/ADM

A falta de energia elétrica, ocorrida entre as 22h30 dessa terça-feira (22) e a manhã desta quarta-feira (23), interrompeu durante nove horas o funcionamento da Estação de Bombeamento 2 da Adutora Monsenhor Expedito. Com isso, o abastecimento de água de 30 cidades da região ficou prejudicado, o que pode ser sentido pela população nas próximas 48 horas.

Apesar do sistema já ter voltado a funcionar, o tempo que a EB-2 ficou parada fez a rede de abastecimento perder pressão, sendo necessário um prazo de até dois dias para a situação estar totalmente normalizada.

As cidades afetadas são Rui Barbosa, São Pedro, São Tomé, São Paulo do Potengi, Japi, Coronel Ezequiel, Jaçanã, São Bento do Trairi, Lajes Pintadas, São José de Campestre, Serrinha, Sítio Novo, Boa Saúde, Serra Caiada, Lagoa de Velhos, Barcelona, Bom Jesus, Lagoa Salgada, Lagoa de Pedras, Tangará, Santa Cruz, Monte das Gameleiras, Serra de São Bento, Passa e Fica, Lagoa D`anta, Monte Alegre, Ielmo Marinho, Santa Maria, Senador Eloi de Souza e Campo Redondo.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José disse:

    Monsenhor Expedito fez parte dele… Lutou para levar água ao semi árido Potiguar. Agora os governantes só têm que garantir a continuidade…

Direção do Hospital Walfredo Gurgel emite nota sobre falha no ar-condicionado na UTI

A direção do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) informa que o problema ocasionado pela falha no ar condicionado da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Geral será sanado até o final da tarde desta quarta-feira (25). Técnicos da empresa de refrigeração responsável pela manutenção dos aparelhos de ar condicionado do hospital constataram que o defeito foi ocasionado por uma falha no sensor de proteção da unidade externa. Devido à dificuldade de encontrar a peça no mercado, o reparo só pode ser iniciado hoje.

A direção também informa que já esta finalizada a compra de novos aparelhos com potencia de 30 a 60 mil BTUs. A empresa vencedora da licitação tem sete dias para entregar os equipamentos.

Sandy pode deixar os palcos por causa de problema na garganta, diz jornal

sandy - Divulgação Fabio Heizenreder - posterUma semana após a internação de Junior Lima, agora é Sandy quem preocupa os fãs. Segundo a coluna Retratos da Vida, do jornal Extra, um problema na garganta poderia afastar a cantora dos palcos por até um ano.

Em 2013, Sandy lançou o segundo CD de sua carreira solo, Sim, e está em turnê pelo Brasil no momento.

De acordo com a publicação, Sandy tem um problema crônico na garganta e está tratando-o há dois anos. Tomando cortisona regularmente, a cantora procurou terapias alternativas, como acupuntura e homeopatia, que não deram o resultado esperado. Portanto, ela cogita se afastar dos palcos para se recuperar completamente.

Procurada pelo R7, a assessoria da cantora afirma que não tem conhecimento ou informações sobre a nota do jornal. Rogéria Takata disse ainda que a agenda de shows de Sandy está lotada, com apresentações em Sorocaba, Brasília e São Paulo.

Por enquanto, a assessoria não tem informações sobre a possível doença de Sandy e garantiu que está tudo bem com a cantora.

— Eu me resumo a falar que não tenho conhecimento da nota. É um problema bastante pessoal, mas a gente teria acesso a alguma informação desse tipo. Está tudo ótimo, com a turnê em andamento, tudo numa boa.

Mais tarde, foi a vez da cantora se manifestar pelo Twitter e também negar a informação.

— É impressionante aonde chega a criatividade de um repórter. Eu NÃO tenho um problema sério nas cordas vocais e NÃO vou parar de cantar! Já sei o quanto alguns gostam de inventar notícias, já me acostumei. Mas, mexer com assunto de saúde tão irresponsavelmente é demais, né? Aff…[

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. marcus falcao disse:

    oooooohhhhhhh! faz fazer uma falta danada!!!!!!!!!

Reunião vai definir o ordenamento dos ambulantes em áreas públicas

Representantes da OAB, lojistas do Midway Mall, ambulantes, secretarias municipais de Serviços Urbanos (Semsur), Segurança Pública e Defesa Social (Semdes), Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e Gabinete da Prefeita (Segap), se reúnem no final da tarde desta sexta-feira (17), no Salão Nobre do Palácio Felipe Camarão, para discutir o ordenamento dos ambulantes na calçada do shopping Midway Mall.

Segundo o titular da Semsur, Luiz Antonio Albuquerque, o ordenamento dos ambulantes foi iniciado no mês de julho, quando eles foram retirados das paradas de ônibus localizadas no entorno do shopping Midway Mall, já que estavam impedindo a livre circulação dos pedestres.

Em seguida foi realizado o cadastramento dos ambulantes interessados em trabalhar nas calçadas do shopping. Os ambulantes credenciados serão identificados com colete e crachá e não poderão comercializar produtos que coloquem em risco a segurança da população, tais como a venda de churrasquinhos, batata frita, milho verde, etc. Não será permitida também a comercialização de produtos falsificados.

Os demais ambulantes serão encaminhados para a Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas), para cursos de qualificação.

Ônibus da Jardinense são retirados de circulação por falta de condições de uso

Uma operação deflagrada no início da tarde desta terça-feira (10) terminou com três ônibus da empresa Jardinense retirados de circulação em Caicó.

Os três veículos não estavam em condições de uso. Além de problemas estruturais como a falta de cintos de segurança em várias poltronas, eles ainda estavam prontos para partir com documentações irregulares.

Dois dos ônibus estavam no terminal local com saída marcada para Natal e Campina Grande, na Paraíba. O terceiro já tinha feito a viagem de Natal e estava chegando em Caicó.

A ação foi coordenada pelo Ministério Público e por policias militares do 3º Distrito de Polícia Rodoviária Estadual (DPRE) em cumprimento à determinações judiciais. A operação deve continuar até o final do dia.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Monaliza disse:

    Boa medida, também deveria ser feita com os da empresa Nordeste com linha Natal/João Pessoa e até mesmo com os da Riograndense que também estão capengando.

  2. Eduardo Lourenço Lima Júnior disse:

    Porque não fazer o mesmo com a Viação Nordeste? Acredito que certos ônibus da mesma estão em iguais ou piores condições.

Risco de desabamento de todo calçadão de Ponta Negra é grande

O Blog conversou com um engenheiro que passou hoje no calçadão de Ponta Negra com o objetivo de avaliar a estrutura do local e a constatação dele foi óbvia: o calçadão está correndo risco de desabar.

Mas o desabamento do calçadão leva risco a todos. Afinal, se ele vier abaixo, também vem abaixo toda a estrutura de iluminação, rede de postes de energia, rede de coleta de esgoto e de captação de águas fluviais. Tudo fica instalado sob ou sobre o calçadão. É um estrago muito grande a vista. Vale lembrar que três postas já caíram e que parte da rede coletora de água das chuvas já está exposta.

Por causa das fortes ressacas e pancadas de chuvas registradas nos últimos dias, a estrutura do calçadão que faz parte do principal cartão postal da cidade não aguentou e cedeu em vários pontos. A própria Defesa Civil já tratou de interditar parte deles. Se trata de um trecho de aproximadamente 200 metros de distância localizado entre os quiosques 15 e 17. Mas ainda existe a possibilidade de novas pancadas de chuvas e novas fortes marés.

Quem também está se preparando para intervir é o Ministério Público. O órgão essencial à função jurisdicional deve entrar com uma ação pedindo a interdição total e a recuperação da via.

Esse problema é reflexo de uma falta de empenho por parte do poder público para tocar as obras de reforma. Isso porque o problema do calçadão já havia sido identificado em 2009, mas o projeto para resolver esse problema, orçado em R$ 120 milhões, nunca saiu do papel. O próprio blog já havia antecipado essa informação.

Confira a cobertura do BG sobre o caso crítico que afeta o turismo, a economia e que coloca em risco a vida de milhares de pessoas:

Ponta Negra: Problema do calçadão já havia sido identificado em 2009, mas projeto de R$ 120 milhões nunca saiu do papel

Ponta Negra: nosso cartão postal às avessas

Mais uma parte do calçadão cai na praia de Ponta Negra

Recuperação do calçadão de Ponta Negra vai custar R$ 466.059,40, sem licitação

[FOTO] Trecho do calçadão da Av. Roberto Freire, em frente ao Praia Shopping, está destruído. Vários pontos estão deteriorados

 

 

[FOTOS] Chuvas trazem velhos problemas de Nova Parnamirim à tona

As fotos são do amigo Heitor Gregório e mostram o drama que alguns dos moradores de Nova Parnamirim, na região metropolitana de Natal, vivem com o período chuvoso.

Várias ruas sem qualquer tipo de pavimento estão intransitáveis. São enormes poças de água que escondem verdadeiras crateras em vias de barro formando aglomerados de lama.

Ruim para pedestres, motoristas e para os próprios moradores que são obrigados a conviver com o transtorno na porta de casa. Ruim pra todo mundo.

Foto: Heitor Gregório
Foto: Heitor Gregório

Senador José Agripino afirma que problema da seca é “exemplo da ineficiência do Governo Federal”

O senador José Agripino afirmou que o problema da seca no Nordeste é o exemplo da “ineficiência do Governo Federal”. O parlamentar potiguar participou do seminário “Desastres Naturais – Ações Emergenciais”, promovido pelo Tribunal de Contas da União.

“Em 1983 quando era governador, enfrentei uma das piores secas do Rio Grande do Norte. Com recursos estatuais, consegui amenizar parte do sofrimento da população da zona rural. Mas se naquela época o governo federal já tivesse estabelecido um plano de ações baseado em estudos técnicos, hoje esse problema crônico, já poderia ser controlado com maior facilidade”, lembrou Agripino citando ainda a enchente enfrentada por ele, como chefe do executivo potiguar, em 1985.

Além de debater as dificuldades causadas pelos desastres naturais, autoridades públicas, técnicos, especialistas e acadêmicos discutem até amanhã alternativas de ações emergenciais para serem adotadas pelo governo federal nesses casos. As proposições serão reunidas em um documento.

Fonte: Panorama Político

Nova técnica usa o hálito para diagnosticar doenças cardíacas

Uma técnica desenvolvida por pesquisadores do Instituto do Coração (InCor), do Hospital das Clínicas, faz o diagnóstico de insuficiência cardíaca de forma rápida, precisa e mais barata, por meio, apenas, do sopro. O exame é feito com um pequeno aparelho que mede o nível de acetona (substância de cheiro forte, produzida durante os processo de metabolismo do corpo) presente no ar expelido pelo paciente. Quanto maior o nível, mais elevado é o estágio da doença.

A nova técnica pretende facilitar o diagnóstico principalmente em postos de atendimento que não são especializados em doenças do coração. Atualmente, a constatação da insuficiência é feita por um exame de sangue, que verifica a presença de uma substância chamada bnt. “O novo exame é tão preciso quanto o atual, pois observamos que o nível da acetona no ar exalado cresce de maneira proporcional ao nível do biomarcador bnt no sangue”, ressaltou o médico do InCor Marcondes Bacal.

Além disso, o novo exame custará cerca de 30% do valor cobrado na análise do sangue. “O exame de sangue custa mais de R$ 100. A troca vai reduzir custo para o pacientes e até para o SUS [Sistema Único de Saúde]”, destaca o médico.

Segundo Fernando Bacal, a insuficiência cardíaca é a etapa final de uma série de doenças que atingem o coração, como miocardites, doença de chagas, infartos. O órgão fica debilitado e passa a bombear o sangue com menos força. Isso causa retenção de líquidos, inchaços, acumulo de água no pulmão e principalmente falta de ar e cansaço excessivo aos esforços. “Cerca de 10% dos pacientes que atingem esse nível da doença necessitam de transplante e aproximadamente 50% correm o risco de morrer.”

O médico disse que o estudo dessa nova técnica surgiu quando se observou que os pacientes em fase avançada da doença exalavam um forte cheiro pela boca ao falar. “O hálito deles tem um odor peculiar, que chamou a atenção. A pesquisa investigou qual era esse elemento [que causava o cheiro] e identificou a acetona como um novo biomarcador da doença, capaz de confirmar a insuficiência cardíaca”, explicou o médico.

“A acetona não é produzida no dia a dia. Quando acontece é porque há alguma agressão. O corpo a produz para se sustentar e fazer energia de alguma maneira”, explica a também cardiologista do InCor, Fabiana Marcondes Braga, autora de uma tese de doutorado sobre acetona.

O médico, porém, destaca que a análise do sangue exige uma estrutura para ser feita. “No novo aparelho, atualmente pegamos o ar exalado, condensamos com um processo de resfriamento, levamos o líquido para o laboratório e o resultado sai em horas. Mas, com algumas evoluções, vamos conseguir com que o resultado saia imediatamente, no próprio aparelho. Isso vai possibilitar um encaminhamento mais imediato para o tratamento especializado.”

O estudo tem a parceria do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Segundo Marcondes Bacal, o próximo passo é levar a pesquisa para outras universidades. “Vamos tentar aprimorar o aparelho de coleta do ar exalado e depois conseguir uma parceria com indústrias para o desenvolvimento tecnológico. Se tudo der certo, dentro de um ou dois anos a técnica já estará disponível.”

Governadora vai discutir problema da seca com prefeitos de 139 municípios afetados

A governadora Rosalba Ciarlini vai se reunir na próxima segunda-feira, às 14h, com os prefeitos dos 139 municípios que estão em estado de emergência por causa da seca. No encontro que será realizado no Hotel Praiamar, o governo colocará toda estrutura da Emater para ajudar os municípios que sofrem com a estiagem.

Rosalba anunciará as novas medidas emergenciais que serão adotadas pelo governo do Estado e o resultado da audiência com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, com a presença da bancada federal e dos secretários Gilberto Jales (Recursos Hídricos) e Betinho Rosado (Agricultura e Abastecimento), nesta quarta-feira, 18.

O governo do Estado vai dar assessoramento aos prefeitos para a criação das Comissões de Defesa Civil. “Dos 167 municípios apenas 26 tem essa comissão que representa requisito básico para o credenciamento dos municípios para captação de recursos e outras ações de enfrentamento da seca junto ao governo federal”, esclarece a governadora.

O secretário Betinho Rosado reforça a necessidade da criação das comissões, afirmando que a Emater vai dar assistência para que os municípios possam desenvolver ações emergenciais que envolvam abastecimento e alimentação e também, ações que objetivam reforçar os arranjos produtivos locais, de forma que o agricultor fique cada vez menos dependente de precipitações pluviométricas.

A Comissão de Defesa Civil do Estado está orientando as prefeituras a estabelecerem as comissões municipais, através de trabalho integrado com a Emater, Semarh, Caern, Idema e outros órgãos estaduais.

Logo que desembarcou em Brasília para a audiência com o ministro da Integração, na manhã desta terça-feira, a governadora telefonou ao presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN), Benes Leocádio, para falar sobre a reunião dos prefeitos e antecipar as ações que serão solicitadas ao governo federal. Rosalba também ligou para os governadores do Piauí, Wilson Martins, e Jaques Wagner, Bahia, para trocar experiências já que os Estados vivem situação comum.

Sem titular, Secretaria de Justiça e Cidadania está entregue a problemas

O Rio Grande do Norte está de volta ao Cadastro Único de Convênios (Cauc). Dessa vez o estado entrou, há pelo menos 15 dias, para lista dos “inadimplentes” do Governo Federal por problemas na prestação de contas de um convênio feito pela Secretaria de Políticas para as Mulheres, suboordinada à Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc). Mas o registro no Tesouro Nacional, que impede os repasses da União, parece ser o menor dos problemas do órgão. Pagar os estagiários que não recebem desde dezembro do ano passado, encontrar um nome para assumir a secretaria e outro para a coordenação do sistema penitenciário, devem ser algumas das prioridades que o Governo precisa ter para amenizar a crise da pasta, que parece não ser desejada por ninguém.

Foi tentando esclarecer as informações da entrada da Sejuc no Cauc e da falta de pagamento dos estagiários, que a reportagem do Diário de Natal esbarrou na atual situação da secretaria. A pasta está sem titular e foi assumida interinamente pelo secretário estadual de Segurança Pública, Aldair da Rocha, que não foi localizado pela reportagem. Extraoficialmente foi dito que ele está em Brasília. Segundo a assessoria do órgão, o secretário adjunto, Edmilson Andrade, não gosta de dar entrevistas. Partindo para o corpo técnico, a reportagem foi informada que nenhum servidor pode falar sem autorização do secretário.

A certeza de que a Sejuc está no Cauc foi dada pelo coordenador financeiro da Secretaria Estadual de Planejamento (Seplan), Waldemar Silva, que confirmou o problema na prestação de contas e disse que a secretaria enviou a documentação correta ao Tesouro Nacional. “Mais informações somente a Seplan pode dizer”, explicou Waldemar. Sobre os assuntos da Sejuc, apenas Aldair da Rocha pode dar esclarecimentos. Sobre os salários dos estagiários, a única informação apresentada pela assessoria da Sejuc, foi que ocorreu um problema no orçamento. A única certeza é que no mês de março eles também não receberão o
pagamento.

A falta de um representante na Sejuc tem atrapalhado até o trabalho do juiz da Vara de Execuções Penais, Henrique Baltazar. “O sistema penitenciário tem problemas que precisam ser resolvidos todos os dias. Algumas coisas precisam ser feitas e não tem quem resolva”, declarou sobre sua demanda. O magistrado tem feito as solicitações ao órgão, entretanto, elas não estão sendo atendidas. O juiz afirma que não tem como resolver situações de soluções a longo prazo com pessoas que estão momentaneamente nos cargos. A afirmação de Baltazar é referente á função de coordenador do sistema penitenciário e o do
próprio secretário.

Acúmulo de problemas

Hoje faz exatamente uma semana que o jurista Fábio Holanda deixou a Sejuc, após dar declarações fortes na imprensa sobre a falta de interesse do Governo em resolver os problemas da pasta. O então secretário ficou dois meses, mas pode-se dizer que foi o último a sair da segunda turma que assumiu a secretaria.

Assim que entrou no lugar do advogado Fábio Cortez, Holanda nomeou dois novos diretores para penitenciária de Alcaçuz: o Coronel Zacarias Mendonça, que ficou no lugar de Major Marcos Lisboa, e o Major Francisco de Assis Ferreira dos Santos, que assumiu o função de vice com a saída de Wellington Marques.
Além da Alcaçuz, a coordenação do sistema penitenciário ganhou também um novo representante. Saiu José Olímpio da Silva para entrar o Coronel Severino Gomes dos Reis.

O coronel Mendonça foi o primeiro a pedir para sair, após um mês na direção de Alcaçuz. ele alegou não ter se adaptado ao cargo. Há informações de que ele saiu porque as mudanças solicitadas por ele não tinha sido realizadas. Junto com Zacarias Mendonça também pediu exoneração do cargo o Major Santos. Há duas semanas foi a vez do Coronel Reis pedir sua retirada dos quadros da Sejuc, mas até agora a secretaria não tomou essa medida.

Fonte: DN Online

Mãe luta para conseguir cirurgia urgente há cinco anos e só consegue exames

Normalmente, todos as mães e pais lutam para ver seus filhos crescerem com saúde, muitas vezes tendo que submeter a situações constrangedoras e passando por muitos transtornos. O problema é que quando os pacientes dependem do Sistema Único de Saúde (SUS), os problemas são multiplicados como é o caso de Izelda Santos, mais conhecida como Branca, que trabalha no salão Golden Tulip, em Petrópolis.

Ela tem uma filha que nasceu com uma deficiência nos rins que necessita de uma cirurgia urgente. Esse quadro clínico só foi constatado aos quatro meses de vida. Esse deficiência nos rins compromete o funcionamento do ureter e da bexiga, causando uma série de infecções o que pode vir a resultar uma generalizada e, consequentemente, a morte. Por isso a urgência. O problema é que a menina já está com cinco anos e até agora nunca se deitou em uma mesa cirúrgica e que com o passar dos anos o problema só vem aumentando.

De acordo com a mãe, a pequena Maria Luiza já coleciona três internamento e várias recomendações para cirurgia, que só fazem aumentar. Ao invés de conseguir a autorização para realização dos procedimentos, ela só consegue solicitações de exames que nunca terminam e que demoram para ser agendados.

“Tive recentemente no hospital pensando que minha filha ia ser operada, mas mais uma vez me deram um exame pra fazer. O problema é que pelo SUS os exames demoram muito. Uns seis meses. A vida da minha filha não pode mais esperar. Até agora, todas as médicas disseram que tem que precisar de um procedimento urgente, mas só ficam me mandando de um lado para o outro atrás de exames. Mas a cirurgia de verdade pra corrigir o problema de vez ainda vai demorar. Ela está precisando de uma agora para para tirar um saco que formou com as constantes infecções”, contou a mãe.

O novo exame é uma uretrocistografia. Somente após esse exame é que Branca vai poder fazer a primeira das cirurgias. Como não tem como esperar até o final do ano, ela decidiu fazê-lo por conta própria em um hospital particular pagando R$ 500 pelo procedimento. Ela sequer sabe como vai pagar esse valor, mas para ver a filha com vida, ela optou por marcar.

O blog fica na torcida que as autoridades se atentem para essa demora no atendimento, porque assim como Izelda, várias pessoas dependem de agilidade quando se trata de vidas humanas. Quem precisa, não pode esperar. Estamos lidando com vidas. Outra torcida é para que quem puder ajudar a moça, que o faça. Afinal, ela realmente precisa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Monick disse:

    Olá! Boa tarde

     Não sei se ajuda, mas a Advocacia Geral da União aqui em Natal tem um grupo chamado CIRADIS que é formado por outros órgãos públicos que costumam agilizar os processos de demanda da saúde. O presidente é Dr. Thiago Pinheiro, advogado da União, tel. 3342-6316. Peça a mãe da menina para entrar em contato com ele para ver o que é possivel fazer!

    Att. 

Pane em sistema complica check-in da TAM pelo país

Por interino

Os passageiros da companhia aérea TAM encontram dificuldades para realizar o check-in nos principais aeroportos do País na manhã desta sexta-feira, 2. Por causa de uma pane na conexão da SITA, empresa de tecnologia que presta serviços para a companhia, com o sistema de check-in da TAM, a impressão dos cartões de embarque e das etiquetas das bagagens está sendo feita manualmente.

A demora na operação manual formas filas nos aeroportos de maior movimento, que estão com tempo de espera de mais de uma hora, como é o caso no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, segundo informações da Rádio CBN.

Em nota, a TAM afirma estar prestando assistência aos clientes e lamenta os inconvenientes causados pela situação.

Em Congonhas, duas partidas programadas da TAM, uma para Salvador e outra para o Rio de Janeiro, no período entre 9h e 10 horas, registravam atrasos de mais de meia hora, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Já no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, as decolagens estavam com horários confirmados.

No Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio, apesar da falha no sistema, as filas de passageiros estavam normais no check-in da empresa, de acordo com a Infraero.

Abaixo a íntegra da nota na TAM

“A TAM informa que, devido a um problema ocorrido nesta manhã no link de conexão da SITA, com o sistema de check-in da companhia, a impressão dos cartões de embarque e das etiquetas das bagagens no momento estão sendo feitas manualmente. O preenchimento manual está causando filas nas posições de atendimento em parte dos aeroportos. A TAM está prestando toda a assistência aos clientes e lamenta os inconvenientes causados pela situação”.

Fonte: Estadão

Ex-deputado dá entrada no Hospital do Coração com problemas cardíacos

Por interino

O ex-deputado Francisco José deu entrada no Hospital do Coração, em Natal, após apresentar problemas cardíacos no Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró.

Com duas artérias obstruídas, o político, que é pai do vereador Silveira Júnior, presidente da Câmara Municipal de Mossoró, foi encaminhado para Natal, onde deve passar nas próximas horas por uma cirurgia de ponte de safena.

O transporte foi feito na ambulância Samu Alfa 02 preparada para esse tipo de transporte. Durante a viagem, Francisco José foi acompanhado do diretor do Tarcísio Maia, o médico intensivista Diego Dantas.

O diagnóstico inicial de Francisco José é de Coronariopatia refrataria a tratamento endovascular. Mesmo com o quadro clínico sendo considerado bom, a transferência e a necessidade da cirurgia foram precauções devido ao alto potencial de risco.

Através da página pessoal no twitter, o médico Diego Dantas (@diegodantasmed) relatou um pouco da viagem de Mossoró para Natal.

Irmão do piloto que caiu com o Avião da NoAR disse que o aparelho já havia apresentado problemas em decolagem

O Globo:

O avião da Noar Linhas Aéreas, que caiu na manhã desta quarta-feira em Recife, matando pelo menos 16 pessoas, já havia apresentado problemas antes. O piloto Roberto Gonçalves, que morreu no acidente, havia dito ao irmão dele, o também piloto Jairo Gonçalves, que a aeronave apresentava perda de força na decolagem e havia atribuído o problema a um defeito do modelo LET-410. Ele havia dito ainda que um grupo de técnicos já havia vindo do exterior para verificar o problema. A aeronave é fabricada pela Let Aircraft, da República Tcheca, e a Noar opera com apenas dois aviões deste modelo.

– Pelo visto, o problema não foi solucionado – disse Jairo, acrescentando que não acredita em falha humana e que o irmão era “muito experiente e evitou uma tragédia” ao se afastar de uma área residencial e tentar um pouso forçado em um terreno baldio. Ainda segundo Jairo, o irmão estava de folga e só trabalhou porque atendeu a um pedido de um colega que tinha um compromisso.

Segundo informações da Aeronáutica, a aeronave decolou às 6h51m do aeroporto de Recife com destino a Mossoró, com escala em Natal, e caiu às 6h55m perto praia de Boa Viagem. O Comando da Aeronáutica, em nota, informou que o avião decolou e logo em seguida, o piloto informou à Torre de Controle estar em situação de emergência e que tentaria pousar na praia de Boa Viagem.

A queda ocorreu em um terreno baldio, entre Recife e Jaboatão dos Guararapes, a 100 metros da praia e quatro quilômetros do aeroporto.

O piloto teria buscado o terreno baldio para o pouso forçado, mas não conseguiu evitar a queda.

Logo depois de tocar o solo, o avião explodiu. Todos os ocupantes morreram carbonizados.

Segundo o Comando da Aeronáutica, o piloto do avião informou no plano de voo a existência de 16 pessoas a bordo e a informação foi ratificada pela tripulação quando em contato inicial com a torre de controle, antes da decolagem. O avião tem capacidade para até 19 pessoas, segundo a Noar.