Bancada federal escolhe Rafael Motta como líder em Brasília

Foto: Divulgação

O deputado federal Rafael Motta (PSB) foi escolhido pelos parlamentares do Rio Grande do Norte como o novo coordenador da bancada potiguar em Brasília. A definição ocorreu na manhã desta quarta-feira (20).

A escolha para o ano de 2019 foi feita por consenso da bancada, que é composta por oito deputados federais e três senadores. “Agradeço aos colegas pela indicação e agora é trabalhar ainda mais em defesa do nosso Estado, sempre em conjunto com os demais parlamentares”, destacou o deputado.

Rafael substitui Felipe Maia (DEM) nas funções de coordenar, na qual vai trabalhar pela liberação das emendas de bancada e colaborar com o diálogo entre os governos estadual e federal.

Foto: Divulgação

FOTOS: Bancada federal assume compromisso de apoiar Fátima na busca por recursos extras e vão bater na porta de Bolsonaro

Fotos: Elise Elisie

Em reunião com deputados federais e senadores do Rio Grande do Norte, nesta segunda-feira, 21, a Governadora Fátima Bezerra obteve o compromisso para obtenção de recursos extras que dependem da autorização e liberação pelo Governo Federal.

Ao lado dos auxiliares que compõem o Comitê de Gestão e Eficiência da administração, Fátima explicou como recebeu o Estado e informou as medidas do Plano de Recuperação Fiscal – lançado no segundo dia da gestão e já em execução – e a necessidade de obtenção de recursos não previstos em orçamento.

Na ocasião, os secretários da área econômica apresentaram à bancada a situação financeira e fiscal do Estado que tem débitos de R$ 2,3 bilhões referentes aos pagamentos de servidores e fornecedores e previsão de déficit de R$ 1,8 bilhão no orçamento para 2019.

Fátima Bezerra pediu a união e o apoio das bancadas para as medidas que precisarão ser adotadas junto ao Governo Federal, como a liberação dos recursos da antecipação dos royalties do petróleo, a aprovação da repartição com Estados e municípios da cessão onerosa pela exploração de gás e petróleo, conclusão de obras como a Reta Tabajara, o complexo da Avenida Maria Lacerda e de obras de habitação e de segurança hídrica como a conclusão da barragem de Oiticica, no município de Jucurutu.

A governadora disse que o Governo “é do diálogo, aberto a críticas e sugestões” e pediu “o acesso direto, respeitoso e permanente” aos parlamentares. “Este é o meu sentimento e deve ser o dos secretários e auxiliares. Esta mesma disposição estamos tendo em relação aos poderes Judiciário e Legislativo. Queremos a bancada sempre unida em defesa do nosso Estado”, afirmou.

O deputado federal João Maia afirmou que “o governo tem consciência dos problemas e que sabe como resolver o estoque de dívidas. A bancada federal pode ajudar muito junto à União para o Estado fechar as contas do passado e equilibrar o presente”.

A deputada Natália Bonavides concordou que “a situação é dificílima e exige a união, até por que todos estamos cientes de sua gravidade”. Rafael Motta argumentou que “o diálogo proposto pelo Governo do Estado vem de forma transparente e objetiva. A bancada pode contribuir muito para resolver os problemas em parceria com a União. O momento é de baixar as bandeiras partidárias e somarmos para o fim da crise”.

O deputado Eliéser Girão disse que “a situação financeira de hoje gera instabilidade e o caos social. Com certeza estaremos somando esforços para a superação dos problemas. Se a união da bancada não funcionou no passado, 2019 será o ano e a hora dessa união. Não tenham dúvidas que o nosso trabalho será em prol do Rio Grande do Norte”.

Beto Rosado elogiou a iniciativa de reunir a bancada e a transparência com que o Governo do Estado apresentou a situação financeira. “Estaremos unidos no apoio às iniciativas da administração. Na campanha política fomos adversários, mas agora seremos parceiros para fazer o RN melhor”.

“Nos colocamos à disposição do Governo do Estado em Brasília”, declarou Benes Leocádio ressaltando a importância da entrada de recursos extras para o equilíbrio financeiro.

O senador Jean Paul Prates, que participou da reunião ao lado da senadora eleita Zenaide Maia, disse que “a Governadora pode contar conosco. A bancada unida pode ajudar muito a administração estadual na missão de trazer receitas novas. E, além disso, podemos ajudar a criar ambiente favorável a novos investimentos e à melhoria da competitividade, que irão gerar empregos e renda”.

Ao final da reunião Fátima Bezerra convidou a bancada federal a apresentar um nome para participar do Fórum de Diálogos com a Sociedade que o Governo está instituindo. “Será uma instância de debates permanentes com representantes de todos os setores da sociedade, empresários, trabalhadores e a classe política. Agradeço a presença de todos e estou muito confiante, motivada e esperançosa. Temos um secretariado de perfil técnico e muito competente e, com o apoio da bancada que agora os senhores se comprometem teremos as condições necessárias para superar a crise, retomar o crescimento econômico e fazer o Rio Grande do Norte um Estado forte e desenvolvido”.

Ainda ficou definido que deputados federais e senadores irão assinar junto com a Governadora pedido de audiência com o presidente da República, Jair Bolsonaro e com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Também participaram da reunião o vice-governador Antenor Roberto e integrantes do Comitê Gestor – secretários de Estado do Gabinete Civil, Raimundo Alves, da Administração, Virgínia Ferreira, da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, controlador geral, Pedro Lopes, procurador geral, Luiz Antonio Marinho.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    Hora de união pelo RN.
    Diminuir estado e incentivar/fomentar a iniciativa privada!

  2. Acorda Brasil disse:

    Ver essa cambada de comunista falar "recursos extras" é um paradoxo muito interessante. Será que eles sabem de onde vem esses "recursos extras"? Eu digo: nosso bolso. Diminuir o Estado? Incentivar a iniciativa privada? Diminuir impostos? Nem pensar.

  3. Lúcio disse:

    Recursos extras é trazer empresas para o estado, oferencendo estabilidade jurídica e boa vontade. Fazendo isso já é um passo. Sim dispense sindicato, pois essa turma acha que dinheiro cai de árvore.

  4. Tarso disse:

    Fatima, você agora vai baixar a sua bola…. hoje você é governadora….. se lembra das greves que você comandou?? A população do RN não.

  5. Gustavo Câmara disse:

    Unidos somos mais fortes. Diante do momento delicado do Estado, é necessário união. Torço para que a governadora consiga alavancar o nosso Estado, tenho certeza que conseguirá. Parabéns pela equipe e pelo diálogo.

    • Roger disse:

      É, mas qdo era senadora, não moveu uma palha pra organizar os governos do estado. Atrapalhou até o último instante. Se comparar o RN com a Paraíba, nós ficamos num atolados por 16 anos. Portanto, Quem com ferro fere, com ferro será ferido. Pior é que o povo é quem sofre.

  6. Ivan disse:

    E o q estado do RN vai fazer pra arrumar as finanças??? Quais medidas de gestão? Só pedir ajuda aos outros estados e emprestimos???? Pensem numa dependência vergonhosa!!!! Depois reclamam quando os sulistas dizem que nos sustentam!!!

Ministro da Defesa descarta atender apelo de membros da bancada do RN por intervenção federal na segurança do Estado

por Dinarte Assunção

Raul Jungmann descarta intervenção no RN

 

O ministro da Defesa, Raul Jungman, afirmou em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo que deputados do Ceará e Rio Grande do Norte têm defendido que o modelo de intervenção adotado no Rio de Janeiro seja replicado em seus estados.

De acordo com o que declarou ao jornal, o Planalto tem ciência de situações difíceis em outros Estados, mas nada que se compare à situação do Rio. Ainda segundo o ministro, a criação do Ministério da Segurança Pública terá objetivo de ajudar essas unidades da federação.

O BlogdoBG entrou em contato com as assessorias de todos os deputados federais do RN. Três retornaram.

Rafael Motta lembrou que a situação do Rio Grande do Norte é mais grave que a do Rio quando se considera a taxa de homicídios por 100 mil habitantes: de 61 em solo potiguar, e 31 em solo fluminense. Critiou o modelo de intervenção, mas defende que, se é para melhorar a segurança do Estado, é favor.

Beto Rosado afirmou que “em caso de necessidade, eu seria favorável à intervenção sim”.

Rogério Marinho afirmou por sua assessoria de imprensa que é favorável à intervenção na segurança do Rio Grande do Norte no modelo do Rio de Janeiro.

Fábio Faria destacou que a tese de intervenção é absolutamente improcedente para o Rio Grande do Norte, mas preferiu não comentar se seria a favor ou contra em eventual cenário.

Os demais deputados, procurados no início da tarde desta terça-feira (20), não responderam aos questionamentos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lucas disse:

    Intervenção no Planalto Central, fechando o Congresso e o STF, prendendo a quadrilha do Vampirão e seus Ministros. e convocando-se novas eleições para uma Assembleia Constituinte afim de reformar a Constituição, cujas emendas já são mais numerosas do que o soneto.

  2. WandeC disse:

    A bem da verdade, o Brasil inteiro merece uma intervenção.

  3. Augusto disse:

    "O ministro da Justiça, Raul Jungman"; e por onde anda Torquato Jardim, "ministro da Defesa?

Robinson reclama da falta de isonomia no tratamento com estados

por Dinarte Assunção

O governador Robinson Faria reclamou na reunião desta terça-feira com o presidente Michel Temer que o princípio da isonomia não foi aplicado ao Rio Grande do Norte.

Foi esse um dos princípios evocados pelo MP de Contas das União para barrar a Medida Provisória que iria socorrer o Estado para colocar os salários em dia.

O governador ponderou na reunião que o Estado, um dos que menos devem no Brasil, foi prejudicado com a anistia de dívidas por parte da União aos entes federados.

Alagoas, por exemplo, teve uma dívida de R$ 70 milhões mensais perdoada – quase um bilhão de reais ao ano.

Como o RN é pouco devedor, tal anistia pouco teve de impacto nas finanças públicas do Estado. Agora, pede-se uma compensação em nome do princípio da igualdade.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fora PT Cramunhão disse:

    IRMÃO, ESSA CORRUPÇÃO TODA DE LULA E DO PT FICA DIFÍCIL TER DINHEIRO NO BRASIL. LULA E O PT ROUBARAM O TESOURO NACIONAL, O DINHEIRO DA NAÇÃO,…

  2. O povo é bobo disse:

    E a falta de bancada!

  3. Felipe disse:

    o sistema tributário brasileiro é todo doido, com estados e municípios enfraquecidos. Isso é algo muito sério! Os tributos da Uniao são infinitos: Imposto de Renda, IPI, COFINS, INSS Patronal, INSS dos empregados, Contribuição sobre o lucro líquido (CSLL), CIDE, ITR (imposto territorial rural), etc etc etc, é uma montanha, Imposto de Importação, Imposto de Exportação, etc, etc, vou parar que são muitos. Aí o que segura o Estado do RN? ICMS, IPVA e ITCMD basicamente. É injusta ou nao essa repartição de receitas?! Tem que rever isso, tornar os Estados mais fortes, afinal somos ou nao uma federação? Uma republica federativa somente no nome!? P/ o Estado do RN o custo de um procurador do Estado é o mesmo custo de um procurador da União. Mas como? se as arrecadações estaduais e federais são tao desiguais?! Brasil: esse país é doido, esculhambação total. A parcela de arrecadação federal destinada aos estados era p/ ser muito maior diante das despesas que estes tem. O caos é total, o sistema como um todo é totalmente falho. É falha em todo canto, junta tudo e deu no que deu!

  4. Desalentado disse:

    Ninguém está pouco se lixando para o RN, Riquinho comemorando na cadeia, Jájá se refestelando e Fáfá doida para que termine de lascar, para ela ganhar a eleição.

Socorro para folha de pessoal depende diretamente da venda de ativos e de imóveis

por Dinarte Assunção

Uma das principais formas de socorro que o Governo do Estado espera obter do governo federal está diretamente associada à aprovação do projeto que autorizam, na Assembleia Legislativa, a venda de imóveis e ativos do Rio Grande do Norte.

De acordo com o deputado federal Fábio Faria, na reunião com a bancada federal nesta terça-feira (16), foi sinalizado pela equipe econômica de Brasília que para as operações de crédito que devem socorrer o Estado se concretizarem não serão aceitos apenas os imóveis como garantia.

“É muito importante destacar isso. Não há como conseguir os empréstimos colocando os imóveis como garantia. O que nos foi explicado que é eles têm que ser liberados, autorizados para a venda”, explicou o deputado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlos disse:

    Se pelo menos 40% do eleitorado

    do estado anular os votos da próxima eleição, eles mudariam o rumo da história

  2. Alcides disse:

    Vende o servidor precisa receber seu salário

  3. Hilton Macedo disse:

    Conversa FIADA, para enganar bestas. Sempre vão dizer q é para pagar servidores, qdo os recursos ficam disponíveis na conta do Estado eles desviam. ALGUÉM SABE DIZER SE TÊM FORNECEDORES EM ATRASO NO RN?

  4. Frasqueirino disse:

    O RN tem a bancada mais fraca de todos os Estados da Federação. Todos balançando a cabeça e se curvando as exigências da turma de Temer.

  5. Sinezio. disse:

    Essa é a chamada reunião meia boca, não resolve, so serve pra tira foto. O caminho é outro esses parlamentares ao invés de estarem preocupados em indicar cargos no governo, deveriam botar a faca no pescoço desses disonestos e dizerem. Da qui pra frente ou o sr ajuda ao RN ou vou trabalhar contra a reforma da previdência, o povo potiguar não aguenta essa humilhação, ponto final. O fato é que essa bancada e FRACA IGUAL A CALDO DE BILOCA , são todos descomprometidos com o Estado, só pensam em reeleição.

    • M. D. R. disse:

      O importante que a cúpula, ñ acredita neste Governo, já tem conhecimento que dinheiro para esse governo é buraco sem FUNDO.

  6. Dirã disse:

    Esses Deputados e Senadores do Rn,são mais Fracos que Caldo de Batata…..

  7. Aldair da Silva disse:

    Que chantagem!!!! O governo federal libera para os outros estados sem cobrar nada e para o RN tem essa imposição.

Bancada federal destinará emendas no orçamento para a UFRN

O encaminhamento de parte das emendas da bancada federal para apoio às ações da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) foi o principal destaque das reuniões que a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, manteve com parte dos parlamentares federais do Estado na última quarta-feira, 11. Fruto dos encontros, os deputados Rafael Motta e Rogeério Marinho, a deputada Zenaide Maia, a senadora Fátima Bezerra e o senador Garibaldi Alves se comprometeram a destinar recursos para a UFRN.

Na oportunidade, Ângela Paiva também tratou da situação do acervo do Diário de Natal com os parlamentares. Ela buscou, junto aos senadores e deputados federais, apoio para que apresentem uma emenda de bancada específica para que a Universidade possa digitalizar e disponibilizar à sociedade o acervo dos jornais Diário de Natal e O Poti, que estão sob a responsabilidade da instituição. O acervo está cedido em comodato à UFRN e reúne edições de 1939 até 2012, último dia de circulação do periódico. Todo o material está guardado no Museu Câmara Cascudo, em Natal.

 

Bancada federal, prefeitos e vereadores confirmam participação no RN pela Transposição do Rio São Francisco

ec3ea833-63f7-4076-a217-876fddaa1e37O debate sobre a seca no Rio Grande do Norte e as obras de Transposição do Rio São Francisco que ocorre na próxima segunda-feira (28) terá participação dos líderes políticos do Estado. Os deputados federais, senadores, prefeitos, vereadores e lideranças confirmaram participação no evento RN pela Transposição que será feito em parceria entre o Senado Federal e a Assembleia Legislativa com participação do ministro da Integração, Gilberto Occhi.

A proposta do legislativo estadual e federal é defender que a obra de Transposição do Rio São Francisco que ocorre nos estados da Paraíba, Pernambuco e Ceará, seja estendida ao Rio Grande do Norte, que poderá ser beneficiado com a construção do canal de seis quilômetros no trecho da Paraíba para o RN.

As obras de Transposição do Rio São Francisco estão sendo feitas em mais de 700 quilômetros de canais de concreto em dois grandes eixos (Norte e Leste) ao longo do território de quatro Estados nordestinos (Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte) para o desvio das águas do Rio com nove estações de bombeamento. No último mês de agosto, a estação de bombeamento do Eixo Norte da Transposição foi inaugurada pela presidente Dilma Rousseff (PT) em Pernambuco, que na oportunidade garantiu aos deputados estaduais e ao governador do RN, Robinson Faria (PSD), a conclusão do trecho de seis quilômetros que ligará o Rio Grande do Norte à Transposição.

Na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte o tema tem sido debatido durante as sessões plenárias, audiências públicas e nas reuniões da Frente Parlamentar da Água e do Comitê de Combate a Seca.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Poliana disse:

    como vão fazer transposição de São Francisco, se o Rio ´está secando a cada dia que passa,tenho amigos que moram em Petrolina, eles me dizem transposição do rio já era.

Contrário à CPMF, Antônio Jácome lembra que governo tem outros meios para realizar o ajuste fiscal

antonio jacome Após o anúncio do Federal sobre a volta da CPMF com alíquota de 0,2%, o Blog do BG entrou em contato com os integrantes da bancada federal do Rio Grande do Norte por meio de suas assessorias para saber o que pensam os nossos parlamentares a cerca da volta do “imposto do cheque”, que era usado pra saúde, mas que pode ser destinado agora para reduzir o rombo da previdência.

O primeiro a entrar em contato com o deputado federal Antônio Jácome, do PMN. Para Jácome, existem outros meios do Governo Federal realizar o ajuste nas contas.

“[Sou] Contrário. Embora haja necessidade do aumento do financiamento da saúde. O governo tem que buscar outras alternativas que não seja aumento da carga tributária”, disse.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João de Deus disse:

    Para aumentar a arrecadação do governo, poderíamos começar pelo fim da isenção de impostos a qualquer templo religioso. Em especial aos templos evangélicos que volta e meia aparecem nos noticiários como instrumentos para lavagem de dinheiro. Sem falar na última manobra realizada pelo Exmo. Eduardo Cagão Cunha, que por meio de uma MP, aumentou a isenção fiscal de "profissionais da fé", ao livrar de cobrança de impostos as "comissões" que líderes religiosos ganham por arrebanhar fieis ou recolher dízimos.

  2. Diego disse:

    Um dos aspectos que "misteriosamente" ninguém discute é a dívida pública. Dinheiro emprestado a uma minoria detentora de capital que surrupia nada menos que um terço de toda a receita da União. Esse é um vespeiro que nenhum dos últimos presidentes quis mexer e a ignorância e inércia da massa tem mantido quieto em detrimento próprio.

  3. charles disse:

    Essa presidenta demoníaca ta acabando com o povo honesto do Brasil. Votem nessas pragas de novo.

  4. Henrique disse:

    A população bem que podia fazer um pacto de não eleger parlamentar que apoiar a criação de novos impostos !!!

    O brasileiro não agüenta mais pagar tanto imposto e não ter nada em troca (segurança, Saúde, Educação, infra estrutura), chega de sermos explorados !!!!

    • Militares Unidos pelo brasil Decente disse:

      Concordamos e lhe apoiamos incondicionalmente Sr. Henrique! E parabéns ao Sr. Bruno Giovanni (Blog do BG) por ter um espírito ético, cívico e de amor ao Brasil ao divulgar esses desmandos do PT e PMDB, e principalmente divulgar comentários de pessoas honestas e de bem como o do Sr. Henrique e os nossos comentários! O Blog do BG está sendo acessado em todo o Brasil e também até no exterior! Pois diversos grupos de militares das forças armadas, polícias, estudantes, Membros do Judiciário que apóiam o Juiz Sérgio Moro e a PF também lêem e divulgam!!! Que Deus lhe abençoe Sr. BRUNO!!!!

Prefeitos têm novo encontro com a bancada federal do RN

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) promove na próxima segunda-feira, 25, encontro dos prefeitos do Estado com os senadores e deputados federais do Estado. O encontro faz parte do Movimento SOS Municípios, lançado no dia 21 de outubro, em Natal e que já foi tema da Comissão Geral da Câmara dos Deputados, realizada no dia 12 de novembro.

No encontro com a bancada federal, os prefeitos reforçarão a necessidade de apoio dos parlamentares aos municípios nesse momento de graves dificuldades financeiras. Serão abordados temas como a repercussão do reajuste do salário e do piso salarial nacional dos professores nas contas municipais. Também farão parte da pauta do encontro a situação dos municípios que atingiram o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal para os gastos com pessoal e a necessidade de complementação dos recursos do Fundeb por parte dos municípios.

O encontro com a bancada federal tem início previsto para 9 horas no auditório Senador Albano Franco, da Casa da Indústria, prédio-sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN).

COPIRN

Aproveitando o encontro dos prefeitos com a bancada federal do Estado, o Consórcio Público Intermunicipal do Rio Grande do Norte (COPIRN), formado por 137 municípios, realizará assembleia geral extraordinária. O encontro tem por objetivo a eleição do novo presidente. O Consórcio é presidido atualmente pelo prefeito Francisco Assis de Medeiros.

Da Femurn