Fábio Faria lembra que novo helicóptero do RN será comprado com recursos que ele liberou

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, deputado federal pelo RN, postou nesta sexta-feira (23) em suas redes sociais a notícia da aquisição de um novo helicóptero para auxiliar as forças de segurança do Rio Grande do Norte. A aeronave vai custar R$ 28 milhões de reais.

“Lamento que mais uma vez o Governo Fátima anuncie uma medida tão importante como essa e omita que são recursos da União e que eu liberei no início do ano passado. Foram R$ 80 milhões que consegui no final do Governo Temer e consegui liberar em 2019 com o presidente Bolsonaro, e na destinação detalhada para utilização dos recursos estava a compra do helicóptero”, lembrou o ministro.

Fábio Faria tem cobrado do Governo Fátima a verdade sobre recebimento e aplicação dos recursos. “A governadora tenta se apropriar de tudo. Parece que tudo é fruto do trabalho dela. O dinheiro veio do Governo Federal e fui eu que liberei. Só peço, novamente, que reconheça pois a população deve saber a verdade”, reclama Fábio.

Em janeiro de 2019 foi anunciado que o Rio Grande do Norte receberia uma série de investimentos na Segurança Pública, através de um convênio firmado com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), num total de R$ 79.973.763,73 milhões destinados para diversos setores e órgãos que fazem parte da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), que foram captados pelo deputado federal Fábio Faria e pelo ex-governador Robinson Faria.

O recurso seria para modernização do Centro Integrado de Operações – Ciosp, do Centro Integrado de Controle Regional – CICCR e para o Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER), neste último justamente para aquisição de um novo helicóptero e mais duas viaturas ao valor de 21.777.286,93 milhões.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. OBRIGADO TEMER disse:

    Devemos ser gratos ao governador Robinson, ao deputado Fábio e ao então presidente Temer.

  2. Direita Honesta disse:

    Mais uma vez a governadora do PT mente, se apropriando de obras, ajudas e benfeitorias de outros. Petista não tem jeito.

  3. Mendes disse:

    Kkkkkk desculpas pela postagem. Eu fui infeliz kkkkk

    • Paulão disse:

      Acho que não!!
      O ministro não se chama Natália Bonavides.
      Vc acertou na Mosca.
      O Fábio é competente, como deputado esta entre os melhores do Brasil.
      Acredito que, como ministro não vai ser diferente.
      Aguenta homi, aceita que doí menos.
      Rsrsrsrs

  4. Mendes disse:

    Esse MINISTRO Fábio Farias na minha opinião é o mais preparado do MINISTÉRIO do Sr JAIR MESSIAS BOLSONARO 👏👏👏👏

  5. Flávio Xavier disse:

    Engraçado, quando Bolsonaro veio inaugurar as obras de transposição do Rio São Francisco no Nordeste não disse em que governo iniciou e foi liberado o recurso.

  6. Roberto disse:

    Fátima é incapaz de falar de onde vem recusos. Pobre RN. Agora os 5 milhões em gente ???

    • Papa jerimum disse:

      O secretário de segurança disse sim de onde saiu o dinda. Infelizmente você não assiste a GLOBO LUXO.
      22 milhões do governo federal e 7 milhões do estado do RN…simples assim!

  7. José de Arimatéia disse:

    O Desgoverno Fátima/Antenor, não tem a mínima capacidade de gestão, não passam eles de meros administradores de folhas de pagamentos, o combate ao Covid, com todo o dinheiro recebido da União, Fátima não teve nenhuma capacidade de ação por descaso e incompetência, só sabe ela, de forma vergonhosa e leviana se apropriar dos programas e valores recebidos do Governo Federal. Como boa petista o desgoverno Fátima usa a mentira e a manipulação como praticas administrativas.

PF faz buscas contra Helder Barbalho e prende secretários do governador em operação contra supostos desvios de recursos da Saúde

Foto: Reprodução/TV Globo

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), é alvo de buscas da Polícia Federal em uma operação que investiga supostos desvios em contratos para a gestão de hospitais do estado. Dois secretários e um assessor do governador foram presos:

Parsifal de Jesus Pontes – secretário de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia e ex-secretário da Casa Civil

Antonio de Padua – Secretário de Transportes

Leonardo Maia Nascimento – assessor de gabinete

Em nota, o governo do Pará disse que apoia qualquer investigação que busque proteger o dinheiro público.

Segundo a PF, a investigação, batizada de S.O.S., mira 12 contratos firmados entre o governo do Pará e organizações sociais para administração de hospitais públicos do estado, inclusive os hospitais de campanha criados por conta da pandemia do coronavírus.

A suspeita que os contratos, que somam R$ 1,2 bilhão, sejam irregulares, segundo o Ministério Público Federal. Os crimes investigados são fraude em licitações, falsidade ideológica, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

O MPF afirma que Helder possivelmente exercia “função de liderança na organização criminosa” no esquema, e “tratava previamente com empresários e com o então chefe da Casa Civil sobre assuntos relacionados aos procedimentos licitatórios que, supostamente, seriam loteados, direcionados, fraudados, superfaturados”.

Foram expedidos 74 mandados de prisão, 12 deles pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e 62 pelas Varas de Birigui e Penápolis, cidades do interior de São Paulo, e 278 de buscas.

Os mandados do STJ foram pedidos pela subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo e expedidos pelo ministro Francisco Falcão.

Além dos 3 detidos, são alvos de mandados de prisão:

Peter Cassol de Oliveira, ex-secretário-adjunto de gestão administrativa de Saúde,

Nicolas André Tsontakis Morais

Nicholas André Silva Freire

Cleudson Garcia Montali

Regis Soares Pauletti

Adriano Fraga Troian

Gilberto Torres Alves Junior

Raphael Valle Coca Moralis

Edson Araújo Rodrigues

Valdecir Lutz

Além de Pará e São Paulo, há mandados cumpridos em Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Paraná. A Controladoria-Geral da União e o Ministério Público e a Polícia Civil de São Paulo participam da operação.

Operação em junho

Em 10 de junho, a Polícia Federal havia deflagrado a Operação Bellum, que apurava supostas fraudes na compra de respiradores pulmonares pelo governo do Pará.

Na época, a operação foi determinada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), com base em pedido da Procuradoria Geral da República (PGR), e teve como alvos das buscas o governador Helder Barbalho (MDB) e o presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Alberto Beltrame.

Por conta da operação, o governo exonerou, no mesmo dia, o secretário adjunto de gestão administrativa de Saúde, Peter Cassol.

Buscas em São Paulo

Em São Paulo, a operação foi batizada de Raio X. Há buscas na Câmara Municipal da capital, contra o funcionário do gabinete de um vereador, e na Secretaria Estadual de Saúde, contra uma médica e uma advogada, funcionárias da pasta.

Os policiais também fazem buscas no Hospital Geral de Carapicuíba e no Hospital Municipal Antônio Giglio, em Osasco – ambos na Grande São Paulo – e nas Santas Casas de Birigui e na de Penápolis, no interior do estado.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Pedro disse:

    Não desejo, mais cuidado Fatao e Cipriano Maia, o bicho pode pegar, notícias de absurdos nesse desgoverno não faltam, e vcs sabem.

  2. Verde e Amarelo. disse:

    Em quanto isso, o trabalho segue firme para as proximas visitas de manhã cedo.
    Ponta Negra é parada obrigatória.
    Vamos aguardar.
    O nó vai ser bem dado, por isso a demora.

  3. MIGUEL disse:

    Tal Pai, Tal filho….

  4. Flávio A disse:

    E a ladroagem dos RESPIRADORES com o famigerado Consórcio Nordeste? A PF não investiga? E não prende os culpados?

    • Neto disse:

      Verdade, Flávio! Mas operações como essas, ainda deixa uma esperança no povo potiguar de que a PF vai chegar por aqui. A população, de bem, aguarda ansiosamente.

CULTURA: Prefeitura do Natal publica relação para receber recursos da Lei Aldir Blanc

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte), publica na edição desta quinta-feira (17) do Diário Oficial do Município (DOM), a relação de Espaços Culturais cadastrados para o recebimento de recursos financeiros da Lei Aldir Blanc (Lei 14.017), cujos recursos são destinados ao segmento cultural atingido pela pandemia da Covid-19.

Os Espaços selecionados receberão respectivamente subsídios no valor de R$ 9.000,00 em 3 parcelas mensais de R$ 3.000,00; R$ 15.000,00 em 3 parcelas de R$ 5.000,00 e R$ 30.000,00, em 3 parcelas mensais de R$ 10.000,00. O subsídio é destinado à manutenção de Espaços Culturais formais (com CNPJ) e informais (representados por Pessoa Física).

A Comissão de Análise e Seleção Artística analisou 235 Espaços Culturais inscritos, selecionando 221. A relação completa pode ser acessada em https://portal.natal.rn.gov.br/_anexos/publicacao/dom/dom_20200917_51f7db364876234389f97b0cd7591ba9.pdf. Os interessados em impetrar recursos têm prazo de 48 horas a partir de hoje. Depois será publicada a listagem final.

Os representantes dos Espaços Culturais selecionados ou não na etapa de implementação do Inciso II, poderão participar da implementação da próxima etapa, destinada ao apoio de projetos culturais de artistas, grupos e entidades que tiveram suas atividades interrompidas em decorrência da Pandemia de Corona vírus, (Inciso III) cujos editais serão lançados no próximo dia 23.

“Natal foi a primeira grande cidade do Rio Grande do Norte habilitada a fazer o repasse dos recursos para artistas, trabalhadores e neste primeiro momento para Espaços Culturais através de Seleção Pública e Prêmios. Isso mostra o compromisso da Prefeitura do Natal com a cultura. Estamos sempre incentivando e investindo nessa área tão importante para nossa cidade”, enfatiza o prefeito Álvaro Dias.

“O Plano aprovado pelo Governo Federal e que agora se concretiza neste primeiro momento com o apoio aos Espaços Culturais foi elaborado a partir dos 6 eixos temáticos do Plano Municipal de Cultura. A política pública de editais que foi executada nestes anos no Município nos permitiu um trabalho coletivo de todos os diretores e coordenadores da Secult-Funcarte e o diálogo com os segmentos”, comenta o secretário de Cultura, Dácio Galvão.

A elaboração do Plano de Trabalho ficou a cargo da equipe técnica da Secult e passou pelas etapas de mapeamento, credenciamento e habilitação. Os eixos do Plano de Trabalho elaborado pela Secretaria de Cultura atendem Patrimônio e Memória, da Democratização do Acesso, Acessibilidade e Sustentabilidade, Formação, Gestão, Fomento e Financiamento, Livro e Leitura, Fomento à Economia Criativa.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Ajuda financeira em plena campanha política, onde o prefeito é candidato a reeleição. Isso pode??

    • Manoel C. disse:

      Amiga, tu acha que a máquina pública vai parar por causa de campanha política? Imagina se tem que se cortar os novos cadastros dos programas sociais, só pelo fato de o Pr. se candidatar a reeleição…

Lewandowski atende pedido de liminar feito pelo Psol e divisão de recursos entre brancos e negros vale para eleições de 2020

Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Partidos políticos terão que dividir recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) e o tempo de rádio e televisão entre candidatos brancos e negros nas eleições municipais deste ano. A decisão é do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski que atendeu a pedido de liminar feito pelo Psol.

No mês passado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou a divisão, mas entendeu que a medida só poderia ser aplicada nas eleições de 2022.

Ao analisar o caso, Lewandowski entendeu que a nova regra não vai trazer prejuízos para os partidos.

“Segundo o calendário eleitoral, ainda se está no período das convenções partidárias, qual seja, de 31/8 a 16/9, em que as legendas escolhem os candidatos, cujo registro deve ser feito até o dia 26/9. Tal cronograma evidencia que a implementação dos incentivos propostos pelo TSE não causará nenhum prejuízo às agremiações políticas, sobretudo porque a propaganda eleitoral ainda não começou, iniciando-se apenas em 27/9”, decidiu o ministro.

Decisão do TSE

No dia 25 de agosto, o TSE decidiu que os recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) devem ser distribuídos pelos partidos de forma proporcional entre as candidaturas de brancos e negros. Pela decisão, o critério de distribuição também deverá ser observado na divisão do tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. A decisão foi motivada por uma consulta apresentada pela deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ).

O entendimento da maioria foi formado a partir do voto do relator e presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso. Segundo o ministro, embora as cotas para candidatos negros não estejam previstas em lei, a Constituição definiu que a promoção da igualdade é dever de todos.

“Há momentos na vida em que cada um precisa escolher de que lado da história deseja estar. Hoje, afirmamos que estamos do lado dos que combatem o racismo. Estamos do lado dos que querem escrever a história do Brasil com tintas de todas as cores”, afirmou Barroso.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    A Constituição Federal diz que todos são iguais perante a lei….
    E agora??

Projeto de lei quer remanejar recursos do executivo para apoiar artistas natalenses

O vereador Paulinho Freire apresentou na Câmara de Natal o PL que quer apoiar os artistas locais, que foram afetados com a crise. O projeto de Lei N° 192/2020 foi aprovado em segunda discussão durante a Sessão Ordinária desta quinta-feira (03).

A ideia é que assim que o PL vire lei possa remanejar até 10% dos valores previstos na dotação orçamentária da Prefeitura de Natal para o apoio às festas tradicionais e os festejos populares visando o desenvolvimento de ações e politicas públicas voltadas para o fortalecimento da cultura e apoio de artistas locais.

” O nosso intuito é contribuir para o setor artístico e cultural da cidade que vem sofrendo bastante nos últimos meses”, afirmou Paulinho. Ainda foi aprovada uma emenda ao projeto que estende os recursos também para profissionais que trabalham na área técnica de som e iluminação dos artistas locais.

Secretário estadual de Planejamento e Finanças detalha volume do RN recebido da União, entre 2018 e 2020, e fala que repasses “encolheram”

Foto: Reprodução/Twitter

O secretário estadual de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire, destacou nesta quarta-feira(29) que entre o primeiro semestre de 2018 e o primeiro semestre de 2020 os gastos com saúde realizados com receitas próprias saltou de R$ 198,5 milhões para R$ 519,8 milhões. Já os repasses da União encolheram de R$ 358,9 milhões para R$ 149,9 milhões.

Aldemir Freire ainda detalhou que no 1° semestre foram aplicados na saúde R$ 670 milhões, sendo 78% com recursos próprios. Em 2018 a foram aplicados R$ 557 milhões, sendo 64% com recursos Federais. Mesmo com pandemia o volume recebido da União em 2020 foi 58% menor que em 2018.

Foto: Reprodução/Twitter

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aof disse:

    Tá querendo mais dinheiro do Governo Federal. Devia se queixar para o Consorcio Nordeste.

  2. Direita Honesta disse:

    Governo incompetente, incapaz de tirar o RN dessa crise financeira que enfrenta já faz tempo. Cadê o pagamento dos salários atrasados dos servidores? E a reforma da previdência, que a governadora jurava que era desnecessária (quando era iniciativa do governo federal) e agora luta para implantar uma ainda mais dura? Muito blábláblá e muitas mentiras. Espero que o povo potiguar um dia aprenda a votar.

  3. Pedro disse:

    Vixe, isso para nós termos qual informaçao? De que o estado e refém do governo Federal, mesmo sendo inimigo político, ou para daqui a pouco dizer que quem nos deve é o governo federal, que estamos quebrados (todos sabem), que no governo só tem incompetentes, malas, não existe humildade, saída, que vamos passar fome, que a Gov. Não tem projeto para nós tirar dessa sinuca de bico, não vai ter invasão da China, que teremos que nos conformar e morrer como cordeiros, isso é uma piada.

  4. Marcelo disse:

    Receita própria?

    Essa receita veio do Governo Federal, e ele transforma para receita própria.

    Só engana os trouxas

    • Francisco de Assis disse:

      E os recursos arrecadados pela União provém de onde? Do espaço sideral? Do bolso do Bolsonaro?

  5. realista disse:

    se usou esse montante de recursos próprios, então porque antes da pandemia não se usou esse dinheiro pra melhorar a saúde ? então explique porque tinha esse dinheiro e não era usado ? , e porque funcionários da saúde reclamaram de atraso tendo esse dinheiro ? , e por último, pq não pagou os atrasados se tinha esse dinheiro todo ? , essa conta não bate secretário, chegou dinheiro a rodo que o doido do presidente mandou .

    ah… ia esquecendo, cadê os 5 milhões ? , o senhor não tem noção de por quantas vezes o senhor e essa governadora que vive socada em vão ouvir.

  6. Luciano disse:

    Os recursos próprios que ele alega foram as transferências do governo federal de verbas carimbadas para os estados serem aplicadas exclusivamente na saúde, acabou sendo receita do estado mas de origem federal, é o tipo de pegadinha que o governo do PT tenta passar para enganar a população.

Ministério do Desenvolvimento Regional anuncia cerca de R$ 6,6 milhões em recursos para saneamento no RN

Foto: Divulgação

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) autorizou o repasse de R$ 30,7 milhões para ações de saneamento básico em 17 estados brasileiros. A maior parte dos recursos foi destinada às regiões Nordeste (R$ 15,8 milhões) e Norte (R$ 6,5 milhões), que possuem os índices mais baixos de cobertura dos serviços de água e esgoto. Os valores serão investidos em obras de abastecimento, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais e saneamento integrado, além de estudos e projetos para o setor.

A responsabilidade pelas intervenções é dos estados e municípios e os pagamentos são realizados de acordo com a execução dos serviços. “Estamos mantendo o aporte em obras importantes e que vão trazer melhores condições de vida à população brasileira. Com esses recursos e a garantia de continuidade dos serviços, também conseguimos assegurar a oferta de empregos nesse momento de pandemia”, ressalta o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Na região Nordeste, a capital potiguar contará com R$ 6,5 milhões para as obras de drenagem urbana sustentável no Túnel Arena das Dunas. Também no Rio Grande do Norte, a cidade de Mossoró contará com R$ 382,8 mil para a implantação de sistema de esgotamento sanitário nos bairros Belo Horizonte, Lagoa do Mato, Nova Betânia, Redenção, Santo Antônio e Santa Delmira, além dos conjuntos habitacionais Abolição III e IV.

Em Olinda (PE), o Governo Federal garantiu o aporte de R$ 5 milhões para as obras de retificação e revestimento de trecho do canal Bultrins-Fragoso. Na Bahia, as cidades de Camaçari, Itapetinga e Salvador receberão, somados os repasses, R$ 1,7 milhão para ações de abastecimento de água e projetos na área de resíduos sólidos.

Já Parauapebas, no Pará, poderá investir R$ 4,81 milhões na elaboração de projetos de engenharia para implantação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário na cidade. Mais quatro municípios paraenses – Ananindeua, Belém, Itaituba e Oriximiná – vão receber, ao todo, mais R$ 1,22 milhão. Os recursos serão aplicados em obras, estudos e projetos no setor.

Outras localidades

Para o estado de São Paulo, o MDR repassou R$ 2,99 milhões para obras e intervenções nos municípios de Americana, Campinas, Hortolândia, Mogi Guaçu, Olímpia, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto e Tupã. Do total de recursos, mais de R$ 1 milhão atenderá a cidade de Campinas com ações de saneamento integrado na bacia do Ribeirão Quilombo, que envolvem a construção de canais e reservatórios de amortecimento, implantação de rede de esgotamento sanitário e pavimentação de vias.

Águas Lindas de Goiás e Catalão, no estado goiano, poderão avançar na ampliação de seus sistemas de esgotamento sanitário com o aporte de R$ 1,28 milhão e R$ 1,10 milhão, respectivamente. Já as cidades gaúchas de Porto Alegre, Nova Hartz e Sapucaia do Sul terão R$ 1,53 milhão para obras e intervenções que envolvem o manejo de águas pluviais e sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário.

Em outros dez estados – Santa Catarina, Maranhão, Rondônia, Piauí, Sergipe, Alagoas, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio de Janeiro –, os repasses do Governo Federal totalizam mais de R$ 4 milhões e atenderão 15 municípios.

Carteira de obras e projetos

Desde janeiro, cerca de R$ 330 milhões foram repassados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País.

Atualmente, a carteira de obras e projetos do MDR no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de R$ 21,5 bilhões para financiamentos e de R$ 20,2 bilhões para o Orçamento Geral da União.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Inaraí disse:

    É bozo de novo seu menino.
    É o mundo todo!!

  2. Tarcísio Eimar disse:

    Muito bem ministro RM. Agora vamos ver se finalizam de vez essa obra de drenagem do túnel da Arena.

  3. Said disse:

    Eita miliciano véi ruim esse nosso presidente,tá levando o RN nas costas,só tem notícia de investimentos federais os estaduais estão indo pra aonde mesmo heim?

PF mira governador do Amazonas e secretária de Saúde sob suspeita de desvios de recursos do coronavírus

O governador do Amazonas, Wilson Lima Foto: Márcio Melo/Agência O Globo

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira a Operação Sangria, que mira o governador do Amazonas Wilson Lima (PSC) sob suspeitas de desvios de recursos do combate ao coronavírus. A PF cumpre mandado de prisão temporária contra a secretária de Saúde Simone Papaiz e contra outros sete alvos. O governador é alvo de buscas, que também miram outros 19 alvos.

Os mandados foram expedidos pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Francisco Falcão. A operação foi solicitada pela PF, com concordância quase integral da Procuradoria-Geral da República (PGR). A PF, entretanto, havia solicitado a prisão temporária do governador do Amazonas, mas a PGR se posicionou contrariamente ao pedido. O ministro Falcão indeferiu o mandado de prisão contra Wilson Lima.

Tanto a PGR como a PF apontam Wilson Lima como líder de uma organização criminosa montada para desviar os recursos. Em seus pedidos, os investigadores apontam que o governador tinha conhecimento e participação na dispensa de licitação que gerou o contrato suspeito de desvios.

“No inquérito, constam provas e indícios revelando o desvio de recursos públicos federais, os quais eram destinados ao sistema hospitalar estadual, em razão da emergência provocada pelo novo coronavírus”, diz a PF. Há suspeitas de fraude na contratação de empresa para fornecimento de respiradores e superfaturamento de pelo menos R$ 1,7 milhão.

A PF aponta que a secretária de Saúde estava dificultando o andamento de investigações do Tribunal de Contas do Estado sobre os desvios de recursos. Também foram alvos de prisões temporárias ex-integrantes de cargos de direção na Secretaria de Saúde, suspeitos de envolvimento no contrato alvo da investigação, João Paulo Marques dos Santos e Perseverando da Trindade Garcia Filho.

A principal suspeita da investigação é a fraude na contratação da empresa FJAP E CIA LTDA para o fornecimento de 28 ventiladores mecânicos, usados para ajudar na respiração dos pacientes com Covid-19.

Segundo a investigação, a FJAP subcontratou uma outra empresa para fornecer os respiradores. O governo do Amazonas pagou R$ 2,9 milhões pelos 28 respiradores, mas a FJAP comprou os equipamentos de uma outra empresa pelo valor de R$ 2,48 milhões. Esta empresa, por sua vez, adquiriu os produtos pelo valor inicial de R$ 1 milhão. Por isso, há suspeitas do superfaturamento na compra dos respiradores.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Minga disse:

    Esse é mais um que se elegeu às custas de Bolsonaro e virou às costa. A exemplo da peppa e frutinha. Vocês é quem estão desatualizados.

  2. Anti-Político de Estimação disse:

    Infelizmente a corrupção no Brasil é um verdadeiro câncer generalizado, e pega TODOS os partidos e tendências, da esquerda à direita (como esse PSC aí da matéria acima), sem esquecer do famigerado CENTRÃO.

  3. Minga disse:

    Mais um esquerdista na mira. Oh raça!

    • Parabolicamará disse:

      Ele não é esquerdita. Ele é do PSC. Partido Social Cristão, o mesmo partido da base bolsonarista de extrema direita fascista.

    • Torres disse:

      Quando a gente ver um MINGA desse da vida escrever uma mentira dessa, a gente entende por que o país está desse jeito.
      Um cara que foi eleito com as bênçãos de Bolsonaro!!!
      É demais da conta 🤦🏻‍♂️!!!

  4. Augusto Santos disse:

    Tá faltando os governadores do Nordeste. O Famoso consórcio NORDESTE Já perdeu quase 100 milhões para uma empresa recém criada.
    A Governadora Fátima perdeu 5 milhões.

    É muito desvio

Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, anuncia liberação de recursos para obra de engorda da Praia de Ponta Negra

No segundo dia de visitas técnicas no Rio Grande do Norte, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, anunciou a liberação de R$ 39 milhões em recursos federais para a obra de engorda da Praia de Ponta Negra em Natal.

O início das obras depende de uma regularização nos processos de licenciamento junto ao Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e ao Instituto de Defesa do Meio Ambiente (Idema-RN).

Com informações do G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Parabéns Rogério Marinho. Atualmente o melhor político do RN.

  2. Gustavo disse:

    O início das obras depende de uma regularização nos processos de licenciamento junto ao Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e ao Instituto de Defesa do Meio Ambiente (Idema-RN).
    Esse é o problema. Esses burocratas são avessos ao progresso…

  3. Pepe disse:

    Esta é a chance de Ponta Negra recuperar a beleza perdida.

TSE divulga divisão de recursos do fundo eleitoral

FOTO: TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nessa quarta-feira (17) o cálculo da divisão de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) destinado para as campanhas dos partidos nas eleições de 2020.

No total, R$ 2 bilhões serão distribuídos para as 33 legendas. O PT vai receber R$ 201 milhões, a maior quantia. O PSL ficou em segundo lugar no rateio e receberá R$ 199 milhões. Na terceira posição está o MDB, com R$ 148 milhões. A tabela com a distribuição para todos os partidos pode ser acessada no site do TSE.

O partido Novo e o PRTB abriram mão do fundo e não vão receber recursos para financiar as campanhas de seus candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador.

A distribuição dos recursos leva em conta os votos válidos recebidos pelo partido e número de parlamentares da sigla na Câmara dos Deputados e no Senado.

Na sessão de ontem do TSE, após pedido de revisão do primeiro cálculo, divulgado no início do mês, o tribunal decidiu considerar que também deve ser levado em conta na divisão dos recursos do fundo o número de senadores eleitos pela legenda nas eleições de 2018, mas que saíram dos partidos. A divisão inicial levou em conta a representatividade das legendas no primeiro dia útil de junho.

O Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) foi criado pelo Congresso após a decisão do STF que, em 2015, proibiu o financiamento privado de campanhas políticas.

Agência Brasil

VÍDEO: Minuto da Câmara Municipal de Natal – recursos (data 15/06)

Minuto da Câmara no ar trazendo os assuntos mais importantes debatidos nas últimas semanas, na Câmara Municipal de Natal, disponibilizado nesta segunda-feira(15). Na pauta, corte de gastos na Casa, a disponibilidade de recursos, e a devolução de mais de R$ 1 milhão ao Município, para a utilização no enfrentamento novo coronavírus.

Witzel nega participação em esquema de desvios de recursos na Saúde e fala em ‘interferência’ de Bolsonaro

Foto: Domingos Peixoto / Agência O Globo

O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC-RJ), negou qualquer tipo de envolvimento no esquema de desvios de recursos públicos destinados ao atendimento do estado de emergência de saúde pública. Na manhã desta terça-feira, dia 26, a Polícia Federal deflagrou a Operação Placebo e esteve no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador. Quinze equipes da PF participaram da ação, que tem a finalidade de apurar os indícios de desvios.

Investigações iniciadas no Rio pela Polícia Civil, pelo Ministério Público Estadual e pelo Ministério Público Federal apontam para a existência de um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do estado. O ex-subsecretário de Saúde Gabriell Neves foi preso em uma operação em 7 de maio.

“Não há absolutamente nenhuma participação ou autoria minha em nenhum tipo de irregularidade nas questões que envolvem as denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal. Estranha-me e indigna-me sobremaneira o fato absolutamente claro de que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada a mim, o que demonstra limpidamente que houve vazamento, com a construção de uma narrativa que jamais se confirmará. A interferência anunciada pelo presidente da república está devidamente oficializada. Estou à disposição da Justiça, meus sigilos abertos e estou tranquilo sobre o desdobramento dos fatos. Sigo em alinhamento com a Justiça para que se apure rapidamente os fatos. Não abandonarei meus princípios e muito menos o Estado do Rio de Janeiro”, afirmou o governador em nota oficial.

Witzel acompanhou as buscas o tempo todo na residência oficial. Na casa, estavam a mulher e os três filhos — que não presenciaram as buscas. Depois de cerca de três horas, três viaturas da PF e uma da MPF deixaram o local. Os agentes recolheram dezenas de papéis que estavam na sede do governo (Palácio Guanabara) e também na residência oficial. O material foi encaminhado para a sede regional da PF, na Praça Mauá, e à tarde será encaminhado para o sede da corporação, em Brasília.

Os primeiros indícios de problemas nas contratações de emergência, sem licitação, feitas pela Secretaria estadual de Saúde, no início da pandemia, surgiram na dificuldade de acesso a dados públicos. O fato ocorreu no dia 9 do mês passado. Detectado o problema, a pasta informou que um servidor teria bloqueado o acesso por erro e teria instaurado uma sindicância para apurar as responsabilidades.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. CIDADAO55 disse:

    Pode até ter interferência do PR. Mas, de acordo com as reportagens que tratam das denúncias, quem tá botando a não gorda no erário é seu governo Sr Witzel.

  2. E DAÍ??? disse:

    Um cara competente e honesto para tocar finanças é o Queiroz. Movimenta muito dinheiro sem problema com polícia. A competência miliciana é intocável. Tá ok???

    • Irany Gomes disse:

      Só não é páreo para os gatunos PeTralha!!!

    • Dilermando disse:

      Realmente, os gatunos do PT não chegam nem perto porque foram, em sua maioria, presos. E tiveram que devolver dinheiro aos cofres públicos. Já os milicianos…

Fátima detalha recursos para enfrentamento à Covid-19 no RN

Foto: Reprodução/Facebook

A governadora Fátima Bezerra(PT), através de sua equipe de comunicação, publicou, no Facebook, o detalhamento do Fundo Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte para o enfrentamento à Covid-19. Conforme reprodução, diz que conta, atualmente, com R$ 128 milhões. Desses, R$ 69,1 milhões são de Recursos Federais, R$ 52,5 milhões Orçamento Estadual, R$ 6,6 milhões oriundos de doações do MPT, Tribunais Regionais Federais, Pessoas Físicas e Jurídicas.

“Até o momento, o Governo do Rio Grande do Norte investiu R$ 89 milhões na área da saúde para o combate à pandemia. Desse total, R$ 44,2 milhões são de recursos estaduais, R$ 42 milhões federal e R$ 2,8 vindos de doações”, diz trecho.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cruz JR disse:

    Transparência:
    Quais os hospitais privados
    e os valores.
    Quais são os CNPJ dos prestadores de serviços a saúde?
    Na cidade Natal,Mossoró,Caicó quem são os prestadores de serviço privados?
    Existem hospitais filantrópicos vendendo serviços para o estado?

  2. Paulão disse:

    Papel cabe tudo, na prática não se vê, cadê o dinheiro que estava aqui??
    Fora Fátima!!

  3. Assis disse:

    Governadora parabens pelo trabalho

    • Marcelo disse:

      Qual trabalho? Onde você viu ela trabalhando? O que ela fez? Qual a ação concreta?

  4. André disse:

    Mesmo que fosse verdade o que essa nota diz , esses milhões não foram suficientes nem para comprar Epis para os guerreiros da saúde ? , governadora fraca , fala do governo federal mas é o sujo falando do mau lavado , desviando esse dinheiro todo pra enganar o povo nas eleições, vc não engana mais ninguém governadora , como disse um eleitor aqui , seu nome é Fátima inércia bezerra , não faz nada .

  5. Roberto disse:

    No papel tá bonitinho. Na prática onde está os leitos prometidos há no mínimo 02 meses ???

  6. Francisco Alves disse:

    DETALHA!!!! Nunca vi uma prestação de contas mais genérica. Aliás, cadê os respiradores comprados com pagamento adiantado pelo Consórcio Nordeste???? Esse detalhamento precisa ser seriamente investigado.

  7. Almir Dionisio disse:

    gostaríamos que as informações fossem mais claras e especificadas, pq se gastou tudo isto pq a situação ainda é calamitosa.
    Os profissionais reclamam da falta de insumos e EPI´S …
    O secretário e o adjunto falam na contratação de leitos em hospitais privados, aumento de leitos nos hospitais públicos e ainda dizem que faltam leitos.
    A população não tem acesso aos testes, mesmo apresentando sintomas fortes.
    Em quem vamos acreditar….

  8. LEO disse:

    CADE O MPF PRA FISCALIZAR ESSES GASTOS,FACEBOOK AGUENTA TUDO !!!!!!!!

  9. Alex disse:

    impressionante a hibernação da governadora!

  10. José aldomar disse:

    Fátima fica nas escondidas não mostra mais a cara pra falta de leitos

  11. Mito disse:

    Governadora o seu mandato é um desastre. A senhora calada é uma poetisa. A Senhora da mesma forma que o PT, tem um discurso totalmente diferente da prática. Vocês não tem competência para administrar nada. A Senhora está quebrando a economia do Estado do RN por prazer. Espero que já agora nas eleições de 2020 o povo saiba dá a resposta nas urnas, votando FORA FÁTIMA, FORA PT, vocês são o que existe de pior na política.

  12. natalsorida disse:

    Nao tem nada nos hospitais estaduais. Quando vão parar de fazer o povo de idiota?

  13. Luciana Morais Gama disse:

    89 milhões já foram investidos?? A onde e em que?? É preciso a prestação de contas com transparência.

    • Chicó disse:

      Detalhou o que mesmo ???

    • João disse:

      Quase ninguém mais acredita nas palavras de Fátima Bezerra. Está muito desacreditada, com exceção, ainda, de alguns esquerdistas com viseiras. Essas informações, para ter credibilidade junto à população, tem que ser detalhadas. Agora é ficar esperando mais verbas do governo federal. Nisso, os petistas são imbatíveis.

Governo Federal divulga que já investiu mais de R$ 78 milhões em recursos contra o Covid-19 no RN

O Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, divulgou um balanço com os recursos enviados ao Rio Grande do Norte para o enfrentamento ao Covid-19. Até o último dia 11, foram investidos R$ 78,2 milhões que contemplaram ações de atenção primária, média e alta complexidade exclusivamente ao tratamento do coronavírus.

O balanço da Saúde aponta ainda que foram enviados 130.008 testes para diagnóstico do Covid-19 e mais de 1,1 milhão de equipamentos de proteção individual para profissionais da área da saúde.

Os números divulgados apontam ainda que foram habilitados 100 leitos de UTIs com respiradores, com custo diário de R$ 1,6 mil por leito, o valor segundo o ministério é o dobro do que normalmente é repassado.

Com relação aos medicamentos, o Governo Federal informou que foram enviados 36 mil comprimidos de cloroquina, 61,6 mil de Tamiflu e 1,4 milhão de vacinas contra a gripe para a população potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bigas disse:

    Ainda dizem que este governo Bolsonaro não presta, deu 78 milhões ao PT.

  2. NILDO disse:

    Onde tá esse dinheiro? que vcs viver reclamando que não tem dinheiro.

  3. JB disse:

    Cadê a governadora, venha se explicar dona Fátima

  4. Paulo Roberto disse:

    Cadê? Cadê? Ninguém sabe, ninguém viu…
    Por anda os MPs? Provavelmente em lockdown!

  5. Luiz Bernardo disse:

    Sra. Governadora cadê o dinheiro?

    É muita grana sendo desviada com o objetivo de interferir nas eleições municipais. E o ministério público estadual nada faz.