Jornalismo

VÍDEO: “Infelizmente a gente vai falar de notícia boa”, diz apresentadora na CNN, sobre a criação de mais de 120 mil vagas de emprego no país em abril

Apresentadora da CNN Brasil destacou na TV, ao vivo, que “infelizmente a gente vai falar de notícia boa”, mas com valores não tão expressivos, o mercado de trabalho formal no país, que registrou no mês de abril, a criação de 120.925 empregos com carteira assinada. Os dados são do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nessa quarta-feira (26) pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho.

Os dados positivos do Caged, minimizados pela jornalista e com trecho repercutido, representam no mês anterior 1.381.767 admissões e 1.260.832 desligamentos. Trata-se do quarto mês consecutivo com resultado positivo.

Confira vídeo abaixo:

Opinião dos leitores

  1. Quando Pedro fala de Tiago, está mais falando de Pedro doque de Tiago, isso é uma verdade exposta pela psicologia!!! Agora eu pergunto: vc toma Rivotril? Vc se entregou!!! ( Faça o favor de publicar!

  2. A melhor resposta, é o silêncio que fala bem mais alto! Cada um morre com (A primeira vêz q estou me comunicando aqui, não há repetição, que seja publicado).seu próprio veneno e cava sua própria sepultura! Não se deve lamentar o leite derramado, não se deve lamentar suicídio, cada um tem o seu livre arbítrio. Cada um viva sua vida e deixe a do outro em paz. Quem vive a vida dos outros, se esquece de viver a própria vida. Viva honestamente, faça a sua parte e viva em paz. Bolsonaro está trabalhando honestamente. Faça a sua parte, como cidadão (ã). Que Deus nos proteja.

  3. A Bolsonarada está louca, desesperada.

    Não adianta gritar, o mito se foi, desmoronou.

    Depois da última pesquisa vcs se descontrolaram.

    Calma. Tomem rivotril e muito suco de maracujá e camomila.

    1. Não se se é mulher ou homem. Como vcs esquerdalhas criaram um terceiro sexo, pode ser que seja do terceiro. Loucas e desesperadas estão vcs esquerdistas. Renan, enlouqueceu. Quer encontrar cabelo em presa de marfim. Já disseram a ele que cabelo encontram, mas no cocô do elefante. Especialista, filho de 9 Dedo, é quem pode encontra! A esquerda está completamente desarvorada com o sucesso e magnanimidade das manifestações de apoio e defesa do nosso Grande Líder Mito Estadista Messias Bolsonaro. Vcs que se cuidem, um bom psiquiatra pode ser que cure a fixação. Leva a loucura!! Cuidado!

  4. Ato falho…,felizmente é uma situação difícil se ser encontrado nos dias de hoje,mas todos os dias devemos agradecer a Deus por podermos acordar e respirar sem ajuda de aparelhos,infelizmente esquecemos desta simples oração,Obrigado Senhor.!!!!

  5. Isso é uma mal caráter. Típica militante de esquerda. Se fosse uma emissora séria, comprometida com a informação independente, jateria demitido essa salafrária

  6. Isso mostra como está a nossa imprensa sem dinheiro público só faz falar mal do governo e com os valores invertidos, se fosse uma empresa seria demitiria imediatamente, é uma vergonha não da nem para acreditar.

  7. Essa antipatrota comunista (desculpem o pleonagio) é a mesma que disse que “do outro lado só morreu um” falando da morte do policial no cumprimento de seu dever para prender bandidos fortemente armados no jacarezinho RJ.
    Mídias podres, como os esquerdopatas, que torcem para o quanto pior melhor, não se importando se esse pior virar uma Venezuela.
    Dá nojo ver pessoas que se dizem brasileiras com esse pensamento.

  8. O sistema tá bruto do quanto pior melhor…O PT e seus asseclas estão passando por abstinência grave por verbas públicas…

  9. A mídia lixo está escancarando na torcida contra o país. Nem tentam mais disfarçar. A notícia não tem os índices que os brasileiros desejam, mas em tempos de pandemia, com tantos comércios fechando suas portas, é uma notícia muito positiva.

    1. inclusive os repor teres e apresentadores são na maioria egressos da globo lixo

  10. E triste de ver que, quem deveria informar de maneira imparcial e correta virou balcão político (pra piorar de esquerda). Informar e falar a verdade independente de quem esteja sendo noticiado.

  11. Perderam a vergonha na cara de vez. Até quando os cidadãos de bem vão aguentar essa doença esquerdista?

  12. Ixi, acabou o mundo, não pode falar isso n, só pode ficar sem máscara, promover aglomeração, dificultar a compra de vacina, colocar ministros pra vender madeira na Amazônia, gastar milhões em férias, dar medicamento que mata o povo e deixa sequelas e aumentar $40 no salário mínimo.

    ISSO TUDO PODE.

    A expressão da jornalista foi dizendo que o assunto estava bom e que ela n queria mudar.

    Mas pode xingar jornalistas como Bolsonaro faz que tá tudo apoiado.

    1. Seu VAGABUNDO ADORADOR DE BANDIDO , seu verme ladrao condenado Lula, aquele rato que fez o maior roubo da história da humanidade, deixa de escrever MERDA e vá arrumar um emprego , tomar um banho , fazer a barba , virar GENTE …ou melhor ; se mude para o paraíso Venezuela ou Cuba

    2. Seria muita perca de tempo minha rebater argumento de esquerdoso que só repetir mentiras de maneira cínica. Um papagaio sem caráter simples assim. Kkk Kkkk
      Mas Lula bem que poderia sair às ruas pra testar a popularidade que tem nas “pesquisas “

    3. Seria muita perca de tempo meu rebater argumento de esquerdoso que só repetir mentiras de maneira cínica . Um papagaio sem caráter. Mas bem que o Lula poderia sair às ruas pra testar a popularidade que tem “nas pesquisas ” kkkkkkkk

    4. Sério que vc entendeu isso? Ela poderia falar: “Infelizmente terei que voltar para o estúdio”, e dá início à fala: “Em meio a pandemia, temos notícias boas” e etc. Tá brabo a sua interpretação, viu!

    5. Cara, se você entendeu isso então vc é muito BURRO!!! Deve ser por isso que é adorador do BANDIDO, CORRUPTO e LADRÃO Lula, seu guru de estimação. Volta p escola, seu retardado!

    1. A cnn é um braço da cnn americana q, entre outras, teve um diretor filmado pelo Project veritas admitindo q manipulou matérias contra trump.

      Aqui no Brasil é de propriedade do dono da Mrv a construtora q fez fortuna no governo Dilma e era praticamente a monopolista de grandes obras financiadas pelo governo pt.

      Acorde.

    2. Mané do muro, guarda suas merdas pra falar com seus alas! Na verdade, viram que tentar atingir o governo, so lhe dá palanque.

    3. Manoel F……Está com raiva também………kkkkkkk….Esses idiotas úteis são todos iguais….Algum dia essa emissora foi de direita, é mais esquerdista do que se imagina.

    4. Esse Mané é meio coisado só pode, fica o dia todo comentando asneiras aqui no blog.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

VÍDEO: Alexandre Garcia se desentende com apresentador e ameaça deixar CNN Brasil

O comentarista político da CNN Brasil, Alexandre Garcia, se irritou na manhã desta 5ª feira (6.mai.2021) depois de um questionamento feito pelo âncora Rafael Colombo, que realiza a mediação do programa “Liberdade de Opinião”. O apresentador perguntou se as medidas de isolamento adotadas por governadores e prefeitos para conter o avanço da pandemia não estariam garantindo o direito à vida.

Após a intervenção, Garcia, visivelmente nervoso, disse não saber se voltaria a fazer o programa.

Pouco antes, o jornalista havia defendido a fala dessa 5ª feira (6.mai.2021) do presidente Jair Bolsonaro, no evento de abertura da Semana das Comunicações, onde afirmou que não aceitaria medidas a favor do isolamento social.

“Nas ruas, já se começa pedindo que o governo baixe um decreto. E, se eu baixar um decreto, vai ser cumprido, não será contestado por nenhum tribunal. O Congresso estará ao nosso lado. O povo estará ao nosso lado. Quem poderá contestar o artigo 5º da Constituição? O que está em jogo? Queremos a liberdade para poder trabalhar, queremos o nosso direito de ir e vir. Ninguém pode protestar isso. E esse decreto que eu baixar, repito: será cumprido, juntamente com nosso Parlamento, juntamente com nosso poder de força, juntamente com nossos 23 ministros”, disse o presidente ontem, no Palácio do Planalto.

Alexandre Garcia defendeu o tom de Bolsonaro e disse que a publicação de um decreto para proibir o isolamento seria apenas o cumprimento da Constituição.

Como acontece normalmente no programa, Colombo questionou o comentarista. “Mas a Constituição tem o direito a Vida, Alexandre. Os governadores e os prefeitos não estão tentando garantir o direito a vida?”, perguntou o apresentador.

Alexandre Garcia ficou calado, fazendo com que Colombo acreditasse que havia ocorrido algum problema técnico na transmissão. O âncora agradeceu a presença do comentarista, lembrando que eles voltariam a conversar no dia seguinte.

Após o silêncio, Garcia respondeu “Eu não estou sendo entrevistado“. Logo em seguida, visivelmente aborrecido, disse que não sabia se retornaria no próximo programa.

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. Faz tempo que Alexandre Garcia defende Bolsonaro de maneira ESCANCARADA. E como bom bolsominion fica chateadinho quando é confrontado.
    Basta ver aopinião de Sidney Rezende, que fala imediatamente antes dele no mesmo quadro. Opinião muito mais precisa e assertiva.

  2. Liberdade tá na Constituição. Mas, direito à vida, afinal, está ou não na constituição? Se sim, que mal fez o carinha ao perguntar?

    1. O direito de liberdade não se opõe à vida. Ao contrário, VIDA DE VERDADE, algo muito diferente de simplesmente sobreviver, pressupõe e exige liberdade. Resguardando os devidos cuidados sanitários, as pessoas PRECISAM tocar suas vidas. É preciso ganhar seu sustento, cuidar e prevenir outras doenças, conviver com seu semelhante, ter lazer, namorar, fazer exercícios… Vc esqueceu do que significa VIVER? Que pena!

  3. Infelizmente a maioria dos apresentadores e comentaristas da CNN não tem a menor isenção. Rafael Colombo é da esquerda “adora Lula”. Alexandre Garcia pode ser idoso (e é, sim), mas sabe analisar fatos políticos como poucos neste invertido país. Boa parte da imprensa está contaminada com o que há de pior no Brasil – a esquerda e, infelizmente o marxismo tolhidos das liberdades tem encantado, também, parte significativa da população.

  4. Alexandre Garcia é um jornalista inteligente e estudado e profundo conhecedor da constituição. Antes de defender quem quer que seja, ele tá defendendo a constituição, que nunca foi tão desrespeitada quanto está sendo agora. Vejam o que fez o stf em relação ao deputado Daniel Silveira, vejam o que fez um dos ministros quando foi(segundo ele), desrespeitado dentro do avião! Cadê o direito de ir e vir e de falar? Particularmente não defendo as idéias do deputado que citei acima, mas daí ele ser tratado como um criminoso que mata e rouba? Aí é demais né? E todos aqueles que roubaram cinicamente a nação e estão tendo os seus processos arquivados? Se o stf agisse com a correção devida, jamais permitiria que um cara que tem 13 processos nas costas, fosse aceito como relator de um CPI. E o que fizeram em uma só canetada? Permitiram que o cara conduzisse a relatoria. Simples assim! Então, lavem a boca (e os dedos), antes de se dirigirem de forma capciosa e deselegante, a esse grande jornalista estudioso, chamado Alexandre Garcia. Quem perde é esse canal cada vez mais tendencioso e que eu admirava, mas estou aos poucos deixando de assistir. Uma coisa é falar das bobagens que Bolsonaro diz. A outra, é não enaltecer as coisas boas(e são muitas), que ele está fazendo pelo País. A idéia é derrubá-lo a qualquer custo. Não importa que coisas importantes como a reforma tributária seja o foco atual. O que importa é tirar do governo, quem foi eleito democraticamente para a Presidência da República. Se ele entrou, se foi eleito, é porque o outro lado não estava fazendo o trabalho direito. Ninguém no mundo tá sabendo como cuidar da pandêmia. E mais uma coisa: qualquer um é dono do seu nariz, e cumpre as regras de isolamento e medidas higiênicas, ou não. Tem muito esquerdista hipócrita dizendo que não toma ivermectina, mas toma, assim como, dizendo que cumpre as medidas, mas estão participando de festas e aglomerações. Ou vocês são “inocentes” pra acreditar que só quem faz isso é quem é Bolsonarista?

  5. A CNN vai ganhar com a sair desse esclerosado gagá.
    Esse xarope é desserviço ao assinante.

    1. Você não tem 1% da capacidade do Jornalista Alexandre Garcia.

  6. Alexandre Garcia é um comentarista renomado, da época em que a imprensa se comportava como tal. Se realmente sair da CNN, só a emissora sairá perdendo. Quanto ao assunto tratado por eles, o presidente Bolsonaro apenas reafirmou o direito à liberdade do povo. E o direito à vida não é oposto à liberdade de locomoção, não havendo qualquer relação explícita entre os dois. Tomados os devidos cuidados sanitários, todos podem e devem tocar suas vidas. Até porque não se morre apenas de COVID.

  7. Esse faz parte da “direita honesta”, pessoas reacionárias, pessoas que consideram a sua verdade absoluta, que sua vida é um exemplo de moral e bem feito! Hoje, conheço vários deste mesmo estilo, podem fazer e acontecer, mas se o seu vizinho faz, ele é um safado, um corrupto, um mal-feitor. Bolsonaro tem muitos fãs, 30% em 200 milhões é muita gente, família, amigos e todos, e é preciso aceitar e concordar com eles, caso não a briga se inicia fácil. E o que esse senhor reacionário fez, vemos no nosso dia a dia!

  8. Estão acostumados a falar para a seita…. não são questionados…. e são aplaudidos em qlq coisa que falem…

  9. KKKKKKKKKKK. Alexandre Garcia pensa que estava falando pro público cativo da bolha! Quando se faz qualquer indagação esse povo desce dos cascos…

    1. Que preconceito é esse contra um profissional idoso? Se fosse um idoso da esquerda igual ao ladrão Lula vc teria esse preconceito? Alexandre Garcia tem que continuar no programa para dizer a verdade bem na cara dessa imprensa militante e dos
      hipócritas defensores de corrupção que foram hipnotizados pelo corupto encantador de jumentos.

    2. Deco, os canalhas também envelhecem. E envelhecem rápido.

    3. Acho que Deco, quando chama os outros de jumento, olha o próprio espelho, o comentário foi uma sátira pelos seres ruminantes igual você camarada! Porque vocês olham a corrupção que interessa, justifica a sua primeira dama receber 89.000 do Queiroz, ai a gente conversa!

    4. Se fôsse o LADRÃO, o Presidiário solto – mas continua sendo LADRÃO e ODIADO por pessoas de BEM, você estaria babando, ouvindo o CANALHA vomitar…mas como trata-se de um jornalista ÉTICO aí fica revoltadinho!

    5. Comeu mortadela estragada misturada com capim misturado com bosta de gato ou cocaína com cal

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polêmica

VÍDEO: Reportagem exclusiva da CNN Brasil revela que Butantan assinou acordo com gigante chinesa Sinovac sem definir valores

Foto: Reprodução/CNN Brasil

A CNN teve acesso com exclusividade à íntegra dos acordos assinados pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com a farmacêutica chinesa Sinovac, foco do embate político entre ele e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Nesta semana, um voluntário que participava da fase 3 dos testes da Coronavac morreu – segundo apuração da CNN, ele cometeu suicídio. A morte foi considerada um “evento adverso grave” pela Anvisa, que suspendeu os testes da vacina, gerando uma disputa política entre o governo federal e o paulista. Nesta quarta-feira (11), os testes foram retomados.

Em nenhum momento do documento de 21 páginas intitulado “Acordo de Colaboração de Desenvolvimento Clínico” há menções a preços ou à quantidade de vacinas que devem ser produzidas.

As menções a esses dois componentes aparecem de maneira superficial apenas. No preâmbulo, logo na página 5, o texto cita que “ambas as partes têm o objetivo de discutir e definir um preço de mercado razoável para o fornecimento da vacina importada assim que possível e celebrar um acordo para o registro do produto, uso de emergência e fornecimento da vacina importada no Brasil (“Acordo de Registro e Comercialização do Produto”)”. Ou seja, o preço das 6 milhões de doses que chegarão da China deverá ser definido junto com o fabricante.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Reportagem exclusiva da CNN Brasil revela que Butantan assinou acordo com gigante chinesa Sinovac sem definir valores . . A CNN teve acesso com exclusividade à íntegra dos acordos assinados pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com a farmacêutica chinesa Sinovac, foco do embate político entre ele e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Nesta semana, um voluntário que participava da fase 3 dos testes da Coronavac morreu – segundo apuração da CNN, ele cometeu suicídio. A morte foi considerada um “evento adverso grave” pela Anvisa, que suspendeu os testes da vacina, gerando uma disputa política entre o governo federal e o paulista. Nesta quarta-feira (11), os testes foram retomados. Em nenhum momento do documento de 21 páginas intitulado “Acordo de Colaboração de Desenvolvimento Clínico” há menções a preços ou à quantidade de vacinas que devem ser produzidas. As menções a esses dois componentes aparecem de maneira superficial apenas. No preâmbulo, logo na página 5, o texto cita que “ambas as partes têm o objetivo de discutir e definir um preço de mercado razoável para o fornecimento da vacina importada assim que possível e celebrar um acordo para o registro do produto, uso de emergência e fornecimento da vacina importada no Brasil (“Acordo de Registro e Comercialização do Produto”)”. Ou seja, o preço das 6 milhões de doses que chegarão da China deverá ser definido junto com o fabricante. [Matéria na íntegra no Blog.] Vídeo: Reprodução CNN Brasil

Uma publicação compartilhada por Blog do BG (@blogdobg) em

Fase 3

No documento, a Sinovac reitera que os custos para a fase 3 do imunizante cabem ao Instituto Butantan. É nesta fase em que são conduzidos testes em humanos. Caso tudo corra bem, a vacina será enfim encaminhada para aprovação da Anvisa.

O documento deixa claro que cabe ao Instituto Butantan custear a fase 3 dos estudos. “O Butantan será o patrocinador dos Estudos Clínicos da Fase III conduzidos no Brasil, arcando com as despesas e sendo responsável pela sua execução e obtendo recursos para a condução desses Estudos Clínicos de Fase III”. Mais à frente, no artigo 4, que trata da “Condução dos Ensaios Clínicos, reforça no item “4.1 – Patrocinador” que “o Butantan será, a seu próprio custo, o patrocinador do Estudo Clínico de fase III da vacina no Brasil, sendo responsável pela sua execução”.

América Latina

O acordo também deixa claro que a América Latina é um alvo comercial relevante da Sinovac, a partir da parceria com o Butantan. “A SINOVAC poderá considerar a expansão da comercialização da Vacina na América Latina. Com base no progresso e desenvolvimento da cooperação com o Butantan no Brasil, será concedida ao Butantan prioridade quando a SINOVAC considerará parceiros de negócios para cooperação e comercialização da Vacina em tais territórios adicionais dentro da América Latina se os termos e condições relevantes forem materialmente iguais. Para essa finalidade as partes podem assinar um acordo de distribuição, em que o Butantan poderá ser autorizado pela Sinovac a desenvolver e distribuir a vacina no mercado da América Latina”, diz o trecho.

A América Latina volta a ser citada no artigo 2 da página 7, que trata do “Objetivo e escopo do acordo”: ” “A SINOVAC e o Butantan poderão celebrar outro acordo para estender os direitos de comercialização do Butantan para outros países da América Latina”.

Predominância da Sinovac

Em diversos trechos do acordo a Sinovac deixa claro que detém o comando do processo. “O Butantan tem plena compreensão de que a Vacina é desenvolvida pela SINOVAC e que a SINOVAC detém os direitos de propriedade intelectual e interesses da SINOVAC na Vacina e que os dados clínicos da Fase III abrangem os direitos de propriedade intelectual e interesses da SINOVAC na Vacina”, diz o item 4.8.6 na página 11.

Essa ideia é reforçada no item 5.1.1.5, na página 13: “O Butantan compreende plenamente que a Vacina é desenvolvida pela SINOVAC e que a SINOVAC é a proprietária de todos os Direitos de Propriedade Intelectual e dos interesses SINOVAC na Vacina e que a Documentação Regulatória contém Direitos de Propriedade Intelectual da SINOVAC. Portanto, o Butantan concorda que apenas irá manusear, utilizar, descartar, divulgar para permitir que seja utilizado ou compartilhar com terceiros ou suas próprias filiadas a documentação regulatória (que contém o dossiê do produto) para a finalidade única de execução deste acordo. A menos que expressamente permitido por este acordo ou com o consentimento prévio escrito e expresso da SINOVAC, o Butantan não irá manusear, utilizar, descartar, divulgar para, permitir que seja utilizado ou compartilhar com terceiros ou suas próprias filiadas (exceto com as autoridade regulatórias) o dossiê do produto de propriedade e fornecido pela SINOVAC. ”

O artigo 6 trata exclusivamente da propriedade intelectual e volta a reforçar essa ideia: “O Butantan entende plenamente que a Vacina é desenvolvida pela SINOVAC e a SINOVAC é a proprietária de todas a propriedade, direitos de propriedade intelectual e interesses relacionados à vacina”. Também diz que “para evitar dúvidas, em qualquer caso, sem a licença da SINOVAC através da assinatura de um acordo de licença, o Butantan não fará mais uso dos direitos de propriedade intelectual em benefício de terceiros” e que “o Butantan também não fará uso dos referidos direitos de propriedade Intelectual para fins comerciais e lucrativos sem a licença da SINOVAC, assinando um acordo de transferência de tecnologia”.

O documento diz ainda que “a SINOVAC reserva o direito de decisão, escolha, eleição, a seu critério de manuseio, uso, divulgação, permissão de uso ou compartilhamento com qualquer terceiro ou suas filiadas de tais dados clínicos da SINOVAC” e que “o Butantan concorda que apenas irá manusear, utilizar, descartar, divulgar para, permitir o uso ou compartilhar com qualquer terceiro ou suas próprias filiados os dados clínicos da SINOVAC para finalidade única da execução deste acordo. A menos que seja expressamente permitido por este acordo ou com o consentimento prévio e expresso da SINOVAC, o Butantan não deve manusear, utilizar, divulgar para, permitir o uso ou compartilhar com qualquer terceiro ou suas próprias filiadas os dados clínicos da SINOVAC”.

É prevista até mesmo a destruição dos resultados da Fase III caso o acordo seja rescindido. “Caso a cooperação pretendida com esta carta ou sob este acordo não continue ou for rescindida por qualquer motivo, o Butantan deve, no ato da rescisão da carta ou deste acordo, devolver para a Sinovac ou mediante solicitação escrita da Sinovac destruir o Dossiê do Produto e suas cópias ou outras vias registradas nos diversos formatos, que se encontram armazenados e mantidos ou que se encontram na posse e controle do Butantan.” Diz ainda que “a Sinovac terá o direito de solicitar a um tribunal ou outra autoridade pública o cumprimento legal do direito à devolução para a Sinovac ou destruição do dossiê do Produto.”

Confidencialidade

Antes do acordo principal, foi firmado um “Acordo de Confidencialidade”, a que a CNN também teve acesso. São 11 páginas nas quais o Butantan e a Sinovac dizem que “as partes reconhecem e concordam que a revelação de informações confidenciais de acordo com este instrumento não terá efeito de constituir qualquer tipo de parceria, joint venture ou qualquer relação comercial entre as partes”.

O item 2.1 considera que “informações confidenciais” são dados “de qualquer natureza, incluindo, mas não se limitando a: comercial (“forecast” etc), clínica e dados técnicos ou não técnicos, que estejam de qualquer forma relacionadas aos produtos dos portfólios das partes, a serem de uma parte a outra reveladas direta ou indiretamente, por escrito ou oralmente, neste caso preferencialmente transcritas em ata de reunião, ou qualquer outra forma. Informações Confidenciais também incluem a existência e o objetivo deste acordo”.

Declara ainda, no item 3.7, que “as partes reconhecem e concordam que a revelação de informações confidenciais de acordo com este instrumento não terá o efeito de constituir qualquer tipo de parceria, joint venture ou qualquer relação comercial entre as partes”.

Nota do Butantan

A assessoria de imprensa do Instituto Butantam, após a publicação da reportagem no Expresso, mandou uma nota à CNN dizendo que o material tinha erros graves.

Segundo a assessoria do órgão, o documento ao qual a CNN teve acesso trata de um acordo, e não de um contrato. “O que foi firmado em material apresentado pela CNN com a farmacêutica chinesa Sinovac Life Science e o Instituto Butantan trata-se de um acordo de intenções que, obviamente, não traz informações sobre valores, quantidades e outros detalhes pretendidos pela reportagem. Isso ficou claro quando, finalmente, a emissora viabilizou entrevista com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas”, informa a assessoria.

Ainda segundo a nota, a assessoria de imprensa do Instituto Butantan foi procurada pela CNN para que fosse viabilizada uma entrevista com Dimas Covas, com o objetivo de detalhar todos os aspectos técnicos do respectivo documento.

O Instituto propôs que a entrevista fosse gravada, o foi recusado pelo próprio jornalista da CNN Brasil, Caio Junqueira, alegando que referido telejornal não tem o costume de exibir entrevistas gravadas, mas sim ao vivo.

De acordo com o a assessoria do Instituto Butantan, a entrevista ao vivo foi combinada , mas a CNN noticiou antes a informação, sem ouvir o próprio Instituto Butantan.

“Vale destacar aqui que, em recente repercussão da própria CNN Brasil, o valor das doses da Coronavac já havia sido divulgado em outubro deste ano”, diz a assessoria.

A nota da assessoria do Instituto Butantan ainda informa que o órgão “reitera seu compromisso com a transparência, a ciência e os esforços de toda sua equipe de profissionais para que tenhamos uma vacina segura, eficaz e de qualidade para a distribuição de toda a população brasileira”.

Resposta da CNN Brasil

A assessoria do Instituto Butantan foi procurada pela CNN, por telefone, às 16h55h e informada sobre o teor do material que iria ao ar no Expresso CNN, a partir das 19h30.

A orientação dada foi a que fosse formalizado um pedido de esclarecimento. Esse pedido foi encaminhado às 17h08, mais de duas horas antes do programa.

No e-mail, era detalhado que a CNN teve acesso a contratos do Instituto Butantan com a Sinovac e que seriam destacados alguns pontos, entre eles a ausência de preço e quantidades de doses no documento. Foi aberta a possibilidade de a resposta ser publicada a qualquer momento do jornal, que acaba às 21h30, com espaço aberto para entrevista.

Às 18h25, a assessoria respondeu, via whatsapp, à CNN confirmando que haveria uma entrevista com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas. Ficou, ao final, acordado que a entrevista seria ao vivo, dentro do jornal, o que ocorreu, dando espaço para que o Instituto Butantan pudesse dar todas as suas explicações.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Esse Doria é um elemento de altíssima periculosidade com o dinheiro público, pois com certeza o esquema montado deve render muitos milhões para os bolsos desses calhordas que formam o governo de São Paulo.

  2. A respostar que FHC diz que dá nas urnas, é bem pensando que o povo vai cair nesse conversinha e votar nesse CORRUPTO João doriana.
    Kkkkkkk
    Era só o que faltava.

  3. A pressa do representante comercial da China no Brasil, o tiranete nanico Doriana, em querer comprar e obrigar a população tomar a vachina era muito suspeito, finalmente as coisas vão ficando claras. Um cafajeste querendo lucrar milhões, mesmo que isso traga consequências graves pra população, canalha!

  4. Os que querem a vacinação compulsória, e que vivem chamando os outros de GADO, devreimam fazer filas para servirem de cobaias do Dória.

  5. Quem era pra resolver essa questão, era a EMATER de cada estado.
    O Instituto Butantã cuida de vacina de gente, não de bicho.

    1. Verdade, à começar pelo encantador de jumentos e seus seguidores!!!?????

  6. FORA COM OS COMUNISTAS CHINESES, PEGO O DORIA E MANDA PRA LÁ.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Reinaldo Gottino pede demissão da CNN Brasil e volta para a Record

FOTO: REPRODUÇÃO/CNN BRASIL

O jornalista Reinaldo Gottino pediu demissão da CNN Brasil e definiu seu retorno à Record.

Novamente na TV aberta, Gottino reassumirá o comando do “Balanço Geral”, vespertino que derrotava a Globo em São Paulo no período pré-pandemia.

Geraldo Luís, apresentador que ocupava o lugar de Reinaldo Gottino no “Balanço Geral”, será deslocado para um projeto no horário nobre.

O Antagonista

Opinião dos leitores

    1. É preciso respeitar para ser respeitado Sr. ou Sra. Oliveira. Só do ser um adepto de corruPTos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Coronavírus afastou Caio Coppolla da CNN Brasil em período de março até início de abril; diagnóstico definitivo só saiu nesta semana

Foto: Reprodução/CNN Brasil

O comentarista Caio Coppolla contou, em participação no “Expresso CNN” de ontem, que contraiu coronavírus no mês passado. Ele ficou afastado da CNN Brasil entre os dias 18 de março e 5 de abril por recomendação médica, mas só recebeu o diagnóstico definitivo nesta semana.

“Eu fui afastado da CNN Brasil por suspeita de contaminação pela Covid-19. À época, quando fui ao hospital, eu não consegui fazer os exames. Então, eu fiz o que eles chamam de teste de rastreio e deu um padrão que é caracterizado como Covid-19. Eu fiquei muito curioso. Hoje fiz o teste e, de fato, eu tive a doença. “Estou nas tristes estatísticas, mas como paciente recuperado”.

Coppolla não foi o único funcionário da CNN Brasil infectado pelo coronavírus. Mari Palma e Phelipe Siani também tiveram de abandonar a bancada para cumprir quarentena.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. A comunidade científica alertou, especialistas em saúde pública alertaram, autoridades alertaram, ergueram hospitais de campanha, aumentaram o número de leitos e de covas nos cemitérios. Enquanto isso, bolsonaristas falando em exagero e chamando medidas de politiqueiras

  2. Jornalistas que debocharam e criticaram eficácia do isolamento social deram positivo para o covid19: Sikêra Jr e Caio Coppolla, ambos abraçaram a narrativa anticiência e mortífera de Bolsonaro. Agora estão isolados tratando da doença. Espero que se recuperem e aprendam a lição.

    1. Agora estão abraçados com a desgraça, cá para nós, bem feito!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Hamilton Mourão confirma ida e discurso na festa de lançamento da CNN Brasil


Foto: Mauro Pimentel/AFP

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, confirmou presença na festa de lançamento da CNN Brasil na próxima segunda, em São Paulo. Convidado especial e representante de Jair Bolsonaro, Mourão —que é o atual presidente em exercício devido a uma viagem internacional do titular— vai discursar e dar boas-vindas ao novo veículo.

Na próxima segunda, na Oca, no parque Ibirapuera, a CNN Brasil festeja sua estreia no país. O canal em HD 577 (em todas as operadoras) começa a funcionar no dia 15 (domingo). No total a CNN deve empregar cerca de 800 pessoas, entre contratados e colaboradores. Nos últimos meses a emissora contratou nomes de peso —da frente e de atrás das câmeras— de Globo, Record, Band e SBT, entre outros veículos.

Patrocinadores e patronos

A CNN divulgou esta semana seus primeiros acordos comerciais de patrocínio. A emissora obteve até o momento três patrocinadores-fundadores, ou master, que assinaram contratos de longa duração —de um a três anos. Entre eles está o banco Santander (3 anos), a Cielo (2 anos) e a VW (1 ano renováveis). A emissora não divulga os valores acertados nem de seus investimentos no país e tampouco os envolvidos nas cotas de patrocínio.

Outras empresas como 99, IBM, Magazine Luiza e Nestlé também já assinaram e serão anunciantes do canal, cuja chegada está obrigando outras emissoras pagas noticiosas a se mexer, após anos de marasmo. A GloboNews deverá promover mudanças em sua grade a partir da próxima semana, assim como a RecordNews, que deve nos próximos dias anunciar parceria com o canal norte-americano Fox News —aliado de Donald Trump.

Coluna Ricardo Feltrin – UOL

Opinião dos leitores

  1. O homem que chamam de presidente está interessado na cnn porque o mesma só divulgará notícia que enganem o povo a Globo não faz isso toca lhe pau globo

  2. A pá de cal para o jornalismo tendencioso!ou se trabalha com profissionalismo ou só irá existir cnn e outras poucas no Brasil!jornalismo verdadeiro e o que não se vende por notícia !!!!

    1. Na Ditadura também era assim: "ou falava só de bem ou era excluída de uma forma ou de outra."
      Todo Ditador detesta a Liberdade de Imprensa e de Expressão.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

CNN Brasil estreia dia 15 de março na TV paga e em diversas plataformas

Crédito: Divulgação

No próximo domingo 15, o jornalismo brasileiro assistirá ao início de um novo e importante capítulo em sua história: a estreia do canal de notícias CNN Brasil, em português. O projeto é audacioso, e vem sendo preparado com um ano de antecedência para chegar com poder ao mercado de notícias. Exemplo disso é a quantidade de acontecimentos ao vivo que o canal enfrentará logo em sua data de estreia.

Inicialmente, o canal 577 estará nas grades das operadoras Claro, Sky, Oi e Vivo. Haverá também uma plataforma de streaming chamada CNN BRASIL GO, um aplicativo para smartphones, portal com vídeos e notícias atualizado em tempo real, podcasts, além de presença nas redes sociais.

A CNN também promete forte presença nas redes sociais e plataformas digitais do País. Com mais de 17 horas de programação ao vivo e presença em diferentes plataformas, a chegada da franquia brasileira da emissora americana revoluciona o mercado de notícias televisivas no País.

No dia 15 de março o Brasil estará fervendo com as manifestações a favor do governo Bolsonaro e contra o Congresso Nacional e o STF. As condições do dia escolhido mostram o quanto a equipe se sente preparada para a proposta de comentar e reportar os principais acontecimentos do dia com uma programação em tempo real, e 100% digital, em diferentes plataformas.

Na equipe, nomes conhecidos do telespectador como Monalisa Perrone, William Waack, Mari Palma e Evaristo Costa. O canal terá mais de 450 funcionários, 160 deles jornalistas.

Com informações da ISTOÉ.

Opinião dos leitores

  1. Bye, bye ninguém: quanto mais cabras, mais cabritos. Quem sabe as cabras velhas, estéreis, voltarão a ter osgasmo? Nada é impossível nesse mundinho feérico da mídia.

  2. A INVASÃO CULTURAL COM DOUTRINAÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS VAI SE CONSOLIDANDO CADA VEZ MAIS E DESTRUINDO TODA A INDÚSTRIA NACIONAL PARA ALEGRIA DE TRUMP.

    1. BG
      Os bandidos comandados pelo 09-dedos não acabaram o Brasil, agora vem esses otários falando em caixa alta com essa conversa pra boi dormir, vão trabalhar vagabundos. Vamos ter é mais desenvolvimento. Xou ptralhas.

    2. Engraçado Paulo, não chamei vc ou qualquer outra pessoa de otária e nem de vagabunda apenas porque pensa diferente de mim. Só coloquei uma informação a respeito do processo de recolonização da América Latina por parte dos Estados Unidos, tendo como foco o Brasil que depois da descoberta do Pré Sal entrou na mira por causa do petróleo, o ouro negro que faz o Império de repente, sem mais nem menos, se preocupar com determinados países, enquanto inúmeros outros agonizam sem essa "ajuda humanitária" e preocupação "verdadeira" com o desenvolvimento dos povos de outras nações.
      Quando deixaremos de ser ingênuos para perceber que não há entre os países, da mesma forma que entre as empresas e comerciantes em geral, nenhum espírito de companheirismo, colaboração e solidariedade. senão a velha e conhecida "COMPETIÇÃO ACIRRADA" dentro de um "CAPITALISMO SELVAGEM", nos relacionando uns com outrpos somente e enquanto houver interesses suficientes.
      Vamos acordar e ver que os bebês não são trazidos pelas cegonhas e nem o Papai Neol existe.
      "NÃO EXISTE ALMOÇO GRÁTIS!"
      E OS ESTADOS UNIDOS NÃO SÃO, NUNCA FORAM E NEM NUNCA SERÃO UMA INSTITUIÇÃO DE CARIDADE. Querem as nossas riquezas e acharam um governo submisso capaz de obedecer o que mandam ele fazer.]
      Argumente contra e negue isso se puder.

    3. Franco, a primeira providência sua será começar a ler e deixar de postar narrativas construídas pela esquerda. Quanta ignorância vc revela por exemplo no caso do petróleo. O mundo inteiro se rendendo as novas fontes de energia e vc ainda acha que o petróleo desperta nas nações um grande objetivo. O mundo caminhando para a energia limpa e vc com esse papinho da sexta série. Nos poupe desse ridículo .

    4. Franco com uma cantilena do tempo do ronca e acha ruim quando contestado

    5. Olhe o que tem em comum nos países onde há guerras, embargos e ameaças de invasão, todos eles tendo os Estados Unidos como protagonista principal.
      Quem será que está iludido e procurando construir uma narrativa falsa José de Arimateia?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Evaristo Costa e William Waack são contratados pela CNN Brasil

Os jornalistas Willian Waack e Evaristo Costa – Instagram

A CNN Brasil anuncia as contratações dos dois primeiros nomes que irão compor sua equipe de apresentadores no canal de TV: os jornalistas William Waack e Evaristo Costa.

Waack comandará um telejornal diário, no horário nobre da CNN Brasil. O programa terá amplo espaço dedicado à cobertura das editorias de política, economia e internacional, áreas que são especialidades do jornalista, que também fará entrevistas e análises.

O jornalista deve ser o principal âncora da emissora, conforme adiantou a colunista Cristina Padiglione. Waack foi afastado da bancada do Jornal da Globo, após ser acusado de racismo. Em vídeo publicado na internet, ele afirma, irritado, que o barulho de uma buzina é “coisa de preto”. Após, a demissão, ele passou a fazer vídeos opinativos e jornalísticos no YouTube.

“É uma honra fazer parte desse projeto histórico para o jornalismo brasileiro. É também a realização de um sonho profissional: estar na maior empresa de notícias do mundo”, afirma Waack.

Já Evaristo Costa volta à TV pela CNN Brasil no comando de um programa semanal, apresentado direto dos estúdios da emissora em Londres. O apresentador, que mora na Inglaterra há dois anos, estará à frente de uma revista eletrônica que vai mesclar jornalismo e entretenimento.

Longe do “Jornal Hoje” desde julho de 2017, Evaristo estreou como dublador de um personagem de “Os Incríveis 2”, animação da Disney que chegou aos cinemas no Brasil no dia 14 de junho. Como garoto-propaganda, ele ficou conhecido por ter participado de uma ação da Netflix, em que aparecia na bancada de um telejornal fictício para divulgar o lançamento de um filme. Com isso, Evaristo se distancia do jornalismo e reforça a decisão de ter deixado a TV.

F5 – Folha de São Paulo

 

Opinião dos leitores

  1. Parabéns a CNN Brasil, sem dúvidas, já iniciará os trabalhos com muita credibilidade e audiência, pois ambos são jornalistas renomados e Waack é um ícone! ??????

  2. Será o final da Rede Globo. Se acostumou a viver das mamatas governamentais do PT e agora a fonte secou. Tchau Rede Globo.

    1. Realmente, no período militar, abertura, Sarney, Collor, Itamar e FHC ela não existia.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

CNN Brasil abre processo seletivo para jornalistas

(Imagem: divulgação)

Versão brasileira do canal de notícias deve estrear no segundo semestre. Antes de entrar no ar, CNN Brasil vai atrás de contratar 400 jornalistas

Veículo de comunicação que anunciou a sua implementação em 14 de janeiro, a CNN Brasil começa a se estruturar. Nesta segunda-feira, 5, a direção iniciou o processo seletivo para formar as equipes de redação que irão iniciar a história do canal. A ideia é contratar ao menos 400 jornalistas.

No primeiro momento, os responsáveis pelo projeto querem ser contatados por quem tenha passagens por outras empresas de comunicação. Em nota oficial, a CNN Brasil reforça que está atrás de “profissionais com experiência em jornalismo e rádio e TV”. Por ora, a emissora não anunciou programa de estágio ou seleção para jornalistas sem trabalhos desenvolvidos no mercado.

Seleção online

Para participar do processo seletivo, os comunicadores interessados — e que estejam enquadrados na especificação solicitada — devem enviar e-mail para a equipe de recursos humanos do canal. Os jornalistas precisam entrar em contato exclusivamente pelo [email protected] Mensagens enviadas para outros endereços serão desconsideradas.

É necessário que os postulantes às vagas da CNN Brasil façam breve apresentação no corpo do e-mail e enviem os currículos em anexo. A direção da futura emissora hard news não informou data limite para o contato ser feito. Em comunicado enviado à imprensa, divulgou-se, contudo, que 560 currículos foram recebidos pela assessoria (materiais esses já encaminhados ao RH).

Projeto multimídia

Os futuros jornalistas da CNN Brasil serão dirigidos por Douglas Tavolaro. Ex-vice-presidente da Record TV, ele será o diretor-geral (CEO) do projeto. Ao lado do empresário Rubens Menin, o executivo de comunicação é o responsável pelo licenciamento da marca de notícias no país.

Além de manter uma emissora na TV por assinatura com conteúdo jornalístico 24 horas por dia, a nova empresa promete investir em outros meios. Um site oficial focado em jornalismo deve ser lançado junto com o canal, ao modelo da página da CNN internacional. Páginas em redes como Facebook, YouTube e Instagram também estão na estrutura prevista.

Porta Comunique-se

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *