SUCUPIRA PERDE: Com baladeira, assaltante ameaça vítima no centro de Macaíba, na Grande Natal

Foto: Ilustrativa

O Macaíba no Ar destaca que na manhã dessa quarta-feira (07), uma moradora do centro da cidade sofreu uma tentativa de assalto na avenida Jundiaí. Segundo o relato, o assaltante pediu que a vítima passasse o celular, porém, a mulher não estava com nenhum bem na hora do ocorrido. Foi quando o assaltante a ameaçou com uma baladeira.

Segundo Macaíba no Ar, a vítima, que tem mais de 50 anos, ficou com bastante medo, pois o assaltante apontou para ela o instrumento conhecido popularmente como baladeira ou estilingue.

“Diante dessa, não falta mais nada acontecer em Macaíba”, destacou o portal local.

Não falta mais nada: Com baladeira, assaltante ameaça vítima no centro de Macaíba

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Digníssimo Cidadão disse:

    Onde está o estatuto de desbaladeiramento para proibir as pessoas de ter e portar baladeira?

  2. Marta Rocha disse:

    usando dos mesmos métodos antigos, esse meliante não precisa ir pra cadeia… um corretivo com galhos de urtiga na bunda e nas costas dele já causa um bom efeito "educacional". Se quisesse ser gente de bem estava procurando um trabalho honesto.

Maternidade Januário Cicco fechou portas a durante noite por ameaça de pai a médica que fez o parto do filho

A Maternidade Escola Januário Cicco, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, fechou seus acessos, na noite dessa quinta-feira (23), após um homem ameaçar profissionais que trabalham na unidade. De acordo com reportagem do G1-RN,com informações do próprio hospital, o homem teria se revoltado com a morte de seu filho recém-nascido.O falecimento da criança ocorreu entre a quarta-feira (22) e a quinta-feira (23) e o homem passou a rondar o hospital, inclusive abordando profissionais que chegavam para realizar plantões. Ele procurava a médica responsável pelo parto e fazia ameaças. Diante do medo, a segurança interna da unidade foi reforçada e a Polícia Militar foi acionada ao local. Apesar disso, o homem não foi preso. As portas só foram reabertas na manhã desta sexta-feira (24)

O hospital informou que a direção está reunida com a família, inclusive o pai, na manhã desta sexta (24), para explicar a causa da morte do bebê.

Com informações do G1-RN

Foi montado um “novo gabinete do ódio” para acabar com a Lava Jato, diz Deltan Dallagnol

Foto: Heuler Andrey/DiaEsportivo/Agência O Globo

O procurador da República Deltan Dallagnol disse nesta sexta-feira(03) ao jornal O Globo que “há algum novo gabinete do ódio, operando para macular a Lava Jato”. Na opinião dele, estão sendo plantadas notícias falsas na imprensa com o objetivo de destruir a imagem da força tarefa e desarticular o combate à corrupção.

A fala de Deltan é resposta à tentativa do PGR Augusto Aras de acabar com as forças-tarefa e criar uma unidade central de combate à corrupção subordinada à Procuradoria-Geral.

O procurador da Lava Jato reclamou também da notícia que se divulgou sobre a compra de três aparelhos Guardião para grampear telefones. Na verdade, o que se comprou foi um gravador interno de ramais, segundo Deltan.

“O que parece é que se está buscando produzir um clima propício para acabar com as forças-tarefas”, disse o procurador.

“Chegamos a um momento de desmonte institucional da forma de combater a corrupção empregada nos últimos anos. Houve um desmonte jurisprudencial, com o fim da prisão em segunda instância, um desmonte legislativo, com regras como a lei de abuso de autoridade e outras que dificultaram a colaboração premiada, e agora se busca desmontar os arranjos institucionais usados nos últimos seis anos para avançar contra a corrupção”, analisou.

Leia também a reportagem da Crusoé aqui.

O Antagonista, com O Globo e Crusoé

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Reno de sousa disse:

    Com a palavra aqueles abestalhados que ficam nas ruas pedindo fecha o STF!! Exército nas ruas!!…. Acabar com a lava jato é tão somente o pagamento do chamado CENTRÃO para apoio no congresso para um possível afastamento do BOZO.

  2. Wilson disse:

    O Brasil é o único país do mundo onde "altas autoridades" da República se unem para destruir uma operação de combate à corrupção. A ORCRIM tem tentáculos em todo aparato estatal. É vergonhoso.

  3. Joel disse:

    Esquenta não! Duran vai colaborar!

  4. MORO E DALLAGNOL 2022 disse:

    O Brasil não suporta mais essas quadrilhas prejudicando a nação na guerra pelo poder. Tiraram uma quadrilha do poder e nós colocamos outra.

  5. duendevermelho disse:

    "Uma mentira dita 100x torna-se verdadeira!"

    Criaram uma narrativa de gabinete do ódio e até agora não vemos nada plausível. Agora vem esse mané falar em "novo gabinete do ódio"!

    Patético!

  6. Antonio Turci disse:

    MORO 2022 PRESIDENTE DO BRASIL.

  7. Cidadão pagador de impostos disse:

    Bolsonaro é o maior vagabundo que já passou pelo palácio do planalto!
    #MORO2022

    • Cifrão disse:

      Sonha! Kkk
      Moro 2022, na cadeia!

    • Luciano disse:

      Quando a lava-jato chega ao PSDB aí começaram a achar ruim, tô achando que o PT tinha razão quando dizia que Moro era tucano.

  8. Coreia disse:

    Eita que fontes!!
    Como estão querendo acabar, se estão querendo pegar José Serra?
    Não é muita coincidência querer acabar a força tarefa da lava jato na hora que buscam alguém do PSDB?
    É só uma pergunta.
    O gabinete não é da peppa?

Venezuela acusa Brasil de ser ameaça para a região em carta à ONU

Foto: REUTERS/4-5-2020

O governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou nesta terça-feira que enviou uma comunicação ao secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, acusando o governo do presidente Jair Bolsonaro de ser “negligente” no combate à pandemia da Covid-19 e afirmando que esta atitude “atenta contra toda a América do Sul”. A decisão do Palácio de Miraflores foi divulgada pelo chanceler Jorge Arreaza, na rede social Twitter.

Na mesma carta, publicada pelo chanceler chavista, a Venezuela pede a intervenção das Nações Unidas para exigir que o governo Bolsonaro “atue com responsabilidade”. “Hoje podemos afirmar, sem medo de errar, que o presidente Jair Bolsonaro e seu governo se transformaram no pior inimigo dos esforços para sair vitoriosos da pandemia da Covid-19 na América Latina e o Caribe”, diz o texto enviado às Nações Unidas. O Palácio de Miraflores menciona a troca de ministros da Saúde e a intenção do Brasil de, seguindo os passos do governo americano de Donald Trump, abandonar a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“A catástrofe sofrida pelo Brasil como consequência da Covid-19 afetará, sem dúvida, a Republica Bolivariana da Venezuela e todos os países da região… até o dia 15 de junho, a Venezuela registra 3.062 casos de coronavírus confirmados. Somente nos estados de fronteira, do lado brasileiro, se contabilizam 62 mil casos confirmados”. Na visão do governo Maduro, o Brasil hoje “carece de uma política coerente para a contenção na pandemia”.

Números questionados

A carta enviada pelo chanceler Arreaza causou surpresa entre membros da oposição venezuelana liderada por Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional (AN) não reconhecida pelo Palácio de Miraflores e nomeado por ela “presidente encarregado” do país. Atualmente, vários diplomatas do governo chavistas que foram expulsos pelo governo brasileiro se recusam a retornar para a Venezuela amparados por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que menciona os riscos que estariam correndo se, de fato, abandonassem o país.

A oposição venezuelana acusa o governo Maduro de manipular as estatísticas oficiais da pandemia e o chavismo, desde o início da autoproclamada revolução bolivariana, em 1999, e de ter destruído o sistema público de saúde. Guaidó lançou programas de ajuda aos médicos venezuelanos e defende a criação de um governo de emergência para enfrentar a crise sanitária. Seus aliados já selaram acordos, entre outros, com a Organização Pan-americana da Saúde (OPAS). Em paralelo, a oposição venezuelana resiste à convocação de eleições legislativas no fim deste ano com as mesmas autoridades eleitorais de sempre, controladas pelo chavismo.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    É só fechar a fronteira, porra!!!
    Kkkkkkk

  2. Azevedo disse:

    Esse criminoso e tirano Venezuelano Deveria matar a fome do seu povo ao invés de estar falando nerds sobre o Brasil. Já passou da hora dos EUA matar esse bandido Que se denomina presidente da Venezuela e colocar no poder o verdadeiro presidente João Guaidó.

  3. jose lucio de azevedo disse:

    Tenho a ligeira impressão que a Venezuela esqueceu de informar que o responsável pela ação foi decidida pelo STF e definiu que os governadores e prefeitos é quem deveria fazer todas as ações contra e epidemia e que o nosso presidente estaria fora destas ações, e que eles estão cumprindo com muita "eficiência" é só o STF mandar fazer uma auditoria, o que fatalmente não será feito.

  4. jose lucio de azevedo disse:

    Tenho a ligeira impressão que a Venezuela esqueceu de informar que o STF definiu que os governadores e prefeitos é quem deveria fazer todas as ações contra e epidemia e que o nosso presidente estaria fora das desta epidemia.

  5. Alex disse:

    É o fim do mundo.

  6. Cigano Lulu disse:

    Ah, mundo louco! Maduro com medo de perder o título de ditador da América do Sul para o Capetão…

  7. Severino disse:

    Maduro, se recolha a sua insignificância !

  8. Solange disse:

    Era só o que faltava! Kkk
    Olha as autarquias que ameaçam Bolsonaro!
    Isso é referência pra nada?
    Quando uma autarquia dessa fala de Bolsonaro, a exemplo do Lula, boulos, frutinha, entre outros, aí que veremos que estamos do lado certo.

  9. Cabo Silva disse:

    É o fim do poço!

  10. Gadominion disse:

    Atualmente a grande ameaça do Brasil é para si mesmo

Trump ameaça “fechar” redes sociais após questionamento de seus tuítes

Foto: JIM WATSON / AFP

O presidente americano Donald Trump ameaçou, nesta quarta-feira (27), “regulamentar fortemente” ou “fechar” as redes sociais, depois que o Twitter classificou dois de seus tuítes como “enganosos” e os tratou como disseminadores de informações não verificadas.

“Os republicanos acham que as plataformas de mídia social silenciam completamente as vozes conservadoras. Vamos regulá-las fortemente ou vamos fechá-las, em vez de permitir que algo assim aconteça”, tuitou o presidente.

Estado de Minas

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rogério Rocha disse:

    Usou e agora vai cuspir, como assim?

  2. Cigano Lulu disse:

    A censura petralha é camuflada, travestida de "controle social da mídia". Já a pretensa censura bolsotralha, capacho fiel do histrionismo trumpalha, é esculachada, debochada, afuleirada.

  3. Marcelo disse:

    Na novela, o rei do gado, tinha muito era chifre!😂😂

  4. Cidadão pagador de impostos disse:

    As redes sociais só servem p fomentar o ódio/inveja entre as pessoas

  5. natalsofrida disse:

    Rei do gado petista. Turma de jumentos.

  6. O rei do gado disse:

    Quando li o titulo dessa materia, pensei: aqui seria o mesmo, SE o Bozopata tivesse dinheiro!

Sintro-RN ameaça paralisação de todos os ônibus em Natal na sexta

Após a garanta da abertura do diálogo com a Prefeitura do Natal com empresários, o Sindicato dos Rodoviários(Sintro-RN) aguarda reunião prevista para quinta-feira(07) para definir rumos de paralisação em questão. Categoria protestou nessa segunda-feira(04) na capital reivindicando o cumprimento da data-base – do reajuste salarial a garantia do vale-alimentação e passe livre. Ainda na pauta, sindicato também pede a suspensão das demissões em massa de cobradores.

Caso não ocorra uma solução dos empresários e Município, o sindicato ameaça paralisação de toda a circulação dos ônibus na sexta-feira(08).  Em posicionamento no dia 17 de março, o Seturn afirmou que “é preciso que o Município conceda imediatamente a isenção do Imposto Sobre Serviços(ISS), assim como o Estado isente o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços(ICMS) incidente sobre o combustível, evitando a falência do setor de transportes”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rafael disse:

    Esperam os caos para fazerem desordem . Exigir que não demitam e uma coisa,mas pedir reajuste ,santa paciência,né, júnior dos rodoviário? Ajude para ser ajudado.

  2. Manoel disse:

    Isso eh terrorismo! Se eh atividade essencial, a justiça deveria proibir eles de pararem! Ontem deixaram os usuários na chuva!

  3. João Souza disse:

    Todo ano tem data marcada para a paralização de ônibus em Natal e esse nem com a pandemia eles cancelaram, Vai vendo…

João Doria, esposa e filhos são ameaçados de morte; polícia investiga

Foto: Reprodução/Arquivo

O governador de São Paulo, João Doria, encaminhou mensagens contendo ameaças de morte enviadas a esposa Bia Doria para a inteligência da Polícia Civil. Nas mensagens, Doria, Bia e os filhos do casal teriam sido ameaçados, segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Desde que a quarentena começou no estado que o governador de São Paulo tem sofrido ameaças. No final do mês de março, Doria recebeu mensagens nas redes sociais e no próprio celular afirmando que a residência dele seria invadida.

O advogado de Doria , Fernando José da Costa, vai entrar com uma ação criminal contra a autora das mensagens enviadas para Bia.

Quarentena

Com baixa do isolamento social, a cidade o estado de São Paulo teve um aumento significativo de novos casos confirmados da Covid-19 , o novo coronavírus .

Na capital, as medidas passaram a ser mais rígidas para dificultar a circulação de pessoas e o contágio pelo vírus , apesar da previsão estadual de flexibilização do comércio prevista para o dia 11 de maio.

Último Segundo – IG

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Véi de Rui disse:

    Quem mora em São Paulo a ameaça de morte é nítida devido esse vírus que tá dando sem pena

  2. Paulo disse:

    BG
    Esse "governador" de S.P. quer se manter na midia a todo custo. Incrível este individuo, o que ele tem feito de enfrentamento ao governo Federal não está no gibi,todo dia fazendo pantim na TV. com essa "prestação de contas" junto com o babaca do prefeito covas. Deveriam terem vergonha dessa campanha sórdida e cuidar dos Paulistanos que lhe elegeram e estão abandonados.

    • Amauri disse:

      Quem tem que tomar vergonha na cara são o minions tipo você que passam pano diariamente para os ataques à constituição promovidos pelo seu mito golpista de araque que ao invés de mandar o povo ficar em casa, mobiliza e apoia campanha presidencial pra 2022 e ainda debocha dos mortos que só aumentam no Brasil pelo covid e pela incompetência desse psicopata. VOCÊS minions criaram esse monstro .

PARA COMPLETAR: Rússia ameaça EUA com ataque nuclear por causa de nova arma de Trump

Foto: Ronald Gutridge – 5.abr.2018/Marinha dos EUA/Reuters

A Rússia ameaçou diretamente os Estados Unidos com um ataque nuclear maciço caso algum submarino americano faça um lançamento de míssil, independentemente de ele carregar ou não ogivas atômicas.

O recado inusual foi dado pelo Ministério das Relações Exteriores e, se pode ser lido como uma afirmação de força em meio à pandemia do novo coronavírus, é resposta a uma escalada promovida pelo governo de Donald Trump.

No começo do ano, os EUA anunciaram ter equipado um primeiro submarino lançador de mísseis balísticos Trident com uma nova ogiva de potência reduzida —5 kilotons, ou 1/3 da força da bomba que arrasou Hiroshima em 1945.

Segundo a nova doutrina nuclear americana, implantada por Trump em 2018, o uso dessas armas táticas, que visam anular alvos militares restritos, seria aceitável em algumas circunstâncias. A alegação é que os russos já tinham tal arma, embora não admitissem.

A porta-voz do ministério russo, Maria Zakharova, disse que o movimento “aumenta o risco de um conflito nuclear”. “Eu gostaria de enfatizar que qualquer ataque de um submarino americano de mísseis balísticos, independentemente de suas caracaterísticas, será percebido como um ataque com armas nucleares.”

“De acordo com a nossa doutrina militar, uma ação dessas será considerada motivo para o uso retaliatório de armas nucleares pela Rússia”, completou, em entrevista na quarta (29).

A decisão de Trump de colocar em uso a ogiva W76-2 no submarino USS Tennessee já havia provocado críticas de parlamentares russos, mas agora a discussão subiu um degrau importante.

O presidente Vladimir Putin tem criticado sistematicamente os movimentos de Trump, dizendo que ele aumenta o risco de uma guerra nuclear.

Por outro lado, o russo está na vanguarda do desenvolvimento de novas armas estratégicas, como mísseis hipersônicos e novos ICBMs (mísseis intercontinentais pesados).

Os dois países são as potências indiscutíveis no campo, herança da Guerra Fria: têm 92% das ogivas no mundo, mais do que suficiente para inviabilizar a civilização.

Moscou tem, segundo a Federação dos Cientistas Americanos, 1.600 dessas armas prontas para uso. Washington, 1.750. As lançadas por submarinos americanos usualmente têm 455 kilotons, enquanto mísseis intercontinentais disparados de silos ou lançadores podem chegar a mais de 1 megaton.

Como lembram observadores dessa realidade, como o diplomata brasileiro Sérgio Duarte, se o mundo está sofrendo com a Covid-19 e suas até aqui mais de 200 mil mortes, um embate nuclear seria impossível de lidar com eficácia.

Obviamente ninguém espera que as duas potências entrem em conflito, mas especialistas alertam que as ações americanas de fato tornam o risco de algum acidente acontecer maior.

Isso porque há certo consenso de que Trump considera, de fato, o uso de armas de baixa potência no caso de conflito com outros adversários: a Coreia do Norte e o Irã. Mas a fala de Zakharova sugere que qualquer ataque poderia merecer uma reação, e os dois países rivais dos EUA têm laços com a Rússia.

Em fevereiro, o Pentágono inclusive fez uma rara divulgação de um exercício de guerra nuclear no qual os russos atacavam primeiro, com uma bomba de baixa potência, um alvo da Otan (aliança militar ocidental) na Europa.

A crise da Covid-19 também aumentou a tensão entre americanos e seus rivais. Norte-coreanos testaram mísseis de cruzeiro, e a China tem feito exercícios navais no momento em que os EUA estão com os dois porta-aviões na região do Pacífico desabilitados devido a infecções entre as tripulações.

Na semana passada, num movimento ainda não explicado, os EUA retiraram a sua força de bombardeiros estratégicos de Guam, território que possuem no Pacífico e que é central para quaisquer operações na região.

Lá se alternavam modelos B-52, B-1B e eventualmente os furtivos B-2. Todos voltaram para bases nos EUA, levando à especulação de que Washington já não considera a região segura ante eventuais ataques balísticos de chineses ou até norte-coreanos.

Além de carregar eventualmente armas nucleares, esses aviões seriam a linha de frente a qualquer ataque contra Pyongyang, por exemplo. O Pentágono afirma que a mudança visa dar flexibilidade a seu uso, uma explicação pouco convincente.

A questão que fica é: os EUA irão desguarnecer Guam? Além da base aérea de Anderson, na ilha, há uma grande base naval —onde, aliás, está o porta-aviões USS Theodore Roosevelt, evacuado devido à Covid-19.

Há questões subsidiárias. Se Guam está vulnerável, o que dizer do Japão, ao lado da China e da Coreia do Norte, onde está o maior contigente de forças americanas no exterior, 55,6 mil militares?

A Rússia, por sua vez, segue com a rotina inalterada de exercícios militares, com ações semanais em diversas regiões. Patrulhas aéreas também continuam sendo feitas.

Caças de Finlândia, Suécia, Polônia e Dinamarca tiveram de interceptar dois bombardeiros com capacidade de ataque nuclear Tu-160 que fizeram uma patrulha nesta semana sobre o mar Báltico.

Cada um desses enormes aviões pode levar até 12 mísseis de curto alcance com armas nucleares ou 6 versões de cruzeiro.

Folha de São Paulo

 

Apontado como um dos mais seguros que existem, o tímido aplicativo Signal agora quer tirar você do WhatsApp

Apps: Signal deve brigar por espaço em mercado competitivo (Pixabay/Thomas Ulrich/Divulgação)

aplicativo Signal, reconhecido por especialistas em segurança digital como um dos apps de comunicação mais seguros que existem, agora quer atingir as massas.

O Signal sempre foi um aplicativo de pequeno porte, mas vem crescendo desde 2018. Nesse ano, ele recebeu um aporte de 50 milhões de dólares de Brian Acton, o cofundador do WhatsApp que havia deixado a empresa que criou ao lado de Jan Koum. Desde então, a equipe do app passou de três para 20 pessoas e novas funções foram criadas, como compatibilidade com o iPad, figurinhas como as do WhatsApp, modernização na codificação de mensagens em grupos e a possibilidade de compartilhar imagens que desaparecem após serem visualizadas.

Em entrevista para a revista americana Wired, Moxie Marlinspike, fundador da Open Whisper System, organização sem fins lucrativos responsável pelo Signal, contou que planeja deixar o aplicativo mais simples de ser usado para buscar atingir uma maior quantidade de usuários. Apesar do objetivo de crescimento, a organização almeja manter a premissa de segurança na troca de mensagens que sempre foi uma missão declarada do aplicativo – e um dos pontos elogiados, no passado, até mesmo por Edward Snowden, ex-agente de inteligência que trouxe à tona o programa de monitoramento on-line Prism, mantido pelo governo dos Estados Unidos.

Um dos planos do Signal para o futuro é criar uma forma de conversar com outras pessoas sem fornecer o seu número de celular.

O Signal não reporta o número recente de usuários, mas lutará por espaço em um mercado competitivo. O WhatsApp recentemente atingiu 2 bilhões de usuários ativos mensalmente e o Facebook Messenger tem 1,3 bilhão. Para efetivamente atingir as massas, Brian Acton terá que repetir o sucesso que teve com o seu primeiro aplicativo de mensagens.

Exame

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Chupa Essa Manga disse:

    O lokynho meuuuu

  2. Everton disse:

    É o q Bolsonaro usa p falar c os milicianos?

Bolsonaro confirma investigação de ameaça com plano para matá-lo

Foto: Adriano Machado/Reuters – 18.07.2019

O presidente Jair Bolsonaro confirmou na manhã desta sexta-feira (19) que o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência já tinha conhecimento da investigação sobre um grupo de ecoterroristas que estaria ameaçando matá-lo, como revelou a revista Veja.

Ao ser perguntado sobre o caso, no final de um café da manhã com jornalistas de agências internacionais, no Palácio do Planalto, Bolsonaro confirmou que havia lido a reportagem naquela manhã. “Eu li e encaminhei, o GSI já tinha conhecimento”, disse.

“O risco de atentado a mim ou a qualquer líder mundial sempre vai existir”, afirmou.

Veja mais: Líder de grupo terrorista revela plano para matar Bolsonaro; confira ampla reportagem

A revista afirmou que teria conversado com um líder de um grupo que se intitula Sociedade Secreta Silvestre, que seria formado por ecoterroristas que fazem ações violentas em defesa do meio ambiente e teriam uma célula no Brasil.

Veja cita um relatório da Polícia Federal em que responsabiliza o grupo pela queima de dois carros do Ibama e ameaças ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Reuters

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fagner disse:

    Louco de pedra.

  2. Sergio disse:

    Sossega presidente. Vaso ruim não quebra#

  3. Walsul disse:

    Uma nova fakeada?

Advogado da acusadora de Neymar ameaça deixar caso ao comunicar em delegacia que modelo não entregou celular que conteria suposto vídeo

Danilo Garcia de Andrade, o advogado de Najila Trindade –a modelo que acusa Neymar de estupro–, foi à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher para avisar que sua cliente não entregou o celular que conteria um vídeo provando o crime.

Na saída, de acordo com o UOL, ele declarou à imprensa: “O prazo é até a meia-noite para ela entregar. Se ela não entregar, eu deixo o caso. Não dá para defender alguém que não entrega as provas”.

Andrade é o terceiro advogado da modelo –os dois anteriores, José Edgar Bueno e Yasmin Abdalla, também deixaram o caso.

O Antagonista

Polícia Federal caça grupo terrorista que ameaça Bolsonaro e ministros

INVESTIGAÇÃO – Polícia Federal apura ameaças terroristas ao presidente Bolsonaro (Ueslei Marcelino/Reuters)

A divisão antiterrorismo da Polícia Federal está tentando descobrir a identidade dos integrantes de um grupo extremista que ameaça matar o presidente Jair Bolsonaro e dois ministros. Autointitulado “Sociedade Secreta Silvestre”, o movimento se diz “ecoterrorista” e “anticristão” e tem feito “ameaças a figuras públicas, notadamente ao presidente da República Jair Messias Bolsonaro”, segundo o documento obtido por VEJA.

As ameaças são postadas num site – e vieram à tona quando, em dezembro do ano passado, o grupo disse que poderia promover um atentado na cerimônia de posse presidencial. Na época, a polícia desarmou uma bomba colocada na porta de uma igreja que fica a cerca de 50 quilômetros do Palácio do Planalto.

Recentemente, a “Sociedade Secreta” incendiou dois carros numa das sedes do Ibama, em Brasília. No local, a polícia localizou fragmentos de uma bomba caseira. O grupo assumiu a autoria do atentado e anunciou que o próximo alvo será o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente.

TERROR –   Na página que mantém na internet, a “Sociedade Secreta Silvestre” assumiu a responsabilidade pelos ataques ao Ibama: bombas e pichações (//.)

Segundo os investigadores, as condutas dos envolvidos são “extremamente graves, inclusive com a utilização de artefatos explosivos” e representam “atos criminosos”. Os detalhes das ameaças ao presidente e aos ministros estão numa reportagem publicada nesta edição de VEJA.

Veja

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Walsul disse:

    Terroristas no Brasil? Só de faz de conta ou nas mentes doentes governista. Será que um dos filhos passou pela escola de preparação de terrorismo? Com o esfaqueador, um deles este na escola de tiros. Santa coincidência Batman.

  2. natalsofrida disse:

    Gonçalo , ou vc é petista ou é sem noção. Qual dos dois vc pertence?

    • Gonçalo Alves disse:

      Sofrida. Pelo jeito, continuarás sofrendo.
      Não sou – e nem nunca fui – petista. Apenas constato que quem não tem noção é o tal "capitão américa". Quando alguém não tem noção e autoridade para controlar os filhos, imaginem para governar um país.
      Respeito a sua opinião, mas o desgoverno salta aos olhos e assusta a todos.

  3. João Dantes disse:

    Velha manobra do governo Bozo. Cortina de fumaça pra esconder os gravíssimos problemas que um doente mental que não se trata não tem condições de resolver.

    • Gonçalo Alves disse:

      Calma, João.
      Constatar que o "capitão américa" é doente mental pode não agradar a quem sofre.

  4. Gonçalo Alves disse:

    Balela. Mais uma grande balela.
    Sensacionalismo para gerar mídia. Deveriam mesmo era investigar e esclarecer o "episódio da facada".
    Esse indivíduo que foi eleito presidente da república está no caminho de levar o país para abismo profundo. Vai trabalhar, excelência!!!!!

VÍDEO: Advogado é detido em voo após dizer a Lewandowski que STF é ‘uma vergonha’

O advogado Cristiano Caiado de Acioli foi levado nesta terça-feira (4) para prestar esclarecimentos na Superintendência da Polícia Federal em Brasília depois de ter dito ao ministro Ricardo Lewandowski, no interior de um avião, que o Supremo Tribunal Federal é “uma vergonha”.

O caso ocorreu em um voo comercial que saiu do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com destino a Brasília. Em um vídeo que circulou nas redes sociais, o ministro aparece sentado na primeira fileira de um voo da Gol quando foi abordado pelo passageiro, antes da decolagem (veja abaixo o que foi dito).

Acioli, de 39 anos, foi detido ao chegar no aeroporto de Brasílie e ouvido por um delegado da PF. Até as 15h ele ainda estava na superintendência. “Não me falaram por qual crime eu vou responder”, disse ao G1, por telefone.

“Tratei ele [Lewandowski] com o pronome devido. Usei toda a etiqueta necessária. Fiz uma manifestação, é uma essência da Constituição. É um direito básico.”

“Fui preso por um técnico judiciário que entrou na aeronave. A conduta dele foi ilegal e abusiva. A conduta do ministro foi ilegal e abusiva. Todas as opções legais eu vou tomar”, afirmou o advogado.

A assessoria do ministro confirmou a discussão. Segundo a equipe, “o passageiro começou a injuriar o STF como instituição, não pessoalmente ao ministro Lewandowski”, e por isso o ministro solicitou a presença de um agente da PF.

O ministro, de acordo com a assessoria, entendeu que não seria o caso de retirar o passageiro do voo.

Ricardo Lewandowski é um dos integrantes da Segunda Turma do Supremo, que nesta terça-feira julga um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele não comentou o assunto ao chegar à sessão da turma.

O que foi dito

Após o embarque, ainda no Aeroporto de Congonhas, por volta das 10h, Acioli afirmou: “Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês”.

O ministro, então, respondeu: “Vem cá, você quer ser preso?”. Em seguida, apontando para um comissário de bordo, completou: “Chamem a Polícia Federal, por favor”.

Acioli retrucou: “Eu não posso me expressar? Chamem a Polícia Federal, então. Por que eu falei que o Supremo é uma vergonha?”. O vídeo se encerra com o ministro dizendo que o advogado terá de explicar à PF o que ele quis dizer.

Agentes da Polícia Federal em São Paulo foram chamados, chegaram à aeronave e perguntaram se o advogado se acalmaria para o voo prosseguir “sem problemas”. Acioli disse ter concordado.

Perto da aterrissagem, em outro vídeo que circulou nas redes sociais, o advogado se levantou e começou a gravação dizendo: “Senhoras e senhores, eu queria um minuto da atenção de vocês. Eu sou só um cidadão, mas temos aqui neste voo o ilustre ministro Ricardo Lewandowski, e eu, na minha liberdade constitucional de me manifestar, eu disse que tinha vergonha do Supremo Tribunal Federal, e este ministro me ameaçou de prisão, tão somente porque eu exerci minha liberdade constitucional”.

“Eu, enquanto cidadão, gostaria de deixar minha nota particular de desagravo, porque a gente ainda vive em uma democracia. Eu não sou um presidiário tentando dar uma entrevista. […] Eu sou apenas um cidadão que me dirigi respeitosamente ao ministro Lewandowski para fazer uma crítica do que eu sinto, do que eu penso. Eu amo o Brasil, eu não admito o meu direito ser tolhido, independentemente da religião, do credo que cada um nesse avião tem, isso é inadmissível numa pessoa que deveria ser um guardião da Constituição”, prosseguiu.

G1

Coluna Esplanada

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Convenhamos, mas hoje em dia juiz e promotor não goza de apoio da sociedade, ao contrario a cada dia se distanciam da "justiça" com regalias imorais (ferias 60 dias, auxilio moradia), salarios absurdos…
    NOJO e não me representa!

  2. Humberto Lima disse:

    Lula o que falou do STF. Bezerra, você lembra.

  3. Carlinhos disse:

    Tudo no Brasil é uma vergonha!!! O rapaz deveria abordar uma viatura policial e dizer que nossa polícia é uma vergonha. No mínimo ficaria sem os dentes.

  4. Eleitor disse:

    Verdades doem não é Sr. Ministro??? Mas quer dizer que ameaças são postas em prática para calar a verdade???? Há muito que temos decepção do nosso Judiciário…
    Defenda-se…

  5. Dilmanta disse:

    Simplesmente dois pesos e duas medidas….. Continua…

  6. bezerra disse:

    O ministro devia ter prendido aquele cara q falou numa entrevista q "só precisa de um cabo e um soldado p acabar com o STF".

    • Roger disse:

      Pela forma de agir desse metidos a poderosos, um dia eles vão se dá mal, e a nação toda sorrirá.

  7. Brasil é verde e amarelo disse:

    Certíssimo….faltou coragem para os demais passageiros,queria ver esse ministro PTralha prender uma aeronave inteira

  8. Cidadão de bem disse:

    Parabéns ao jovem!!! Precisamos endireitar o país e calar todos esses esquerdistas originados no pt. Fé no Bolsonaro! Mito!!

  9. bosco disse:

    O jovem só disse a verdade ! Simples assim. Essas criaturas (Ministros do STF) se consideram uns deuses ! intocáveis !

  10. paulo martins disse:

    Relembrando o insuperável Millôr, o Brasil é o único lugar do mundo em que rato de pança cheia coloca a culpa no queijo.

  11. Kalina disse:

    Parabéns ao jovem pela coragem. Tinha que prender o ministro e não o rapaz me poupe

  12. Kk disse:

    O passageiro está certíssimo. Se é pra prender, a pessoa não é o passageiro, são outras prssoas, que não cumpre o papel que exercem. Não se dá o respeito.

Supremo pede que PF e Ministério Público investiguem ameaças a ministros

STFO presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, comunicou nesta segunda-feira que acionou a Polícia Federal e o Ministério Público Federal para que investiguem ameaças contra integrantes da Corte. Ele não citou os nomes dos ministros ameaçados.

Em nota, Lewandowski afirmou que, desde a semana passada, mantém contato com autoridades da segurança pública para “coibir, reprimir e prevenir ameaças, coações e violências perpetradas contra ministros da Corte, a pretexto de manifestar suposto inconformismo com decisões por eles proferidas”. O presidente do Supremo disse ter encaminhado ofícios ao ministro da Justiça, Eugênio Aragão, ao advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, ao diretor-geral da PF, delegado Leandro Daiello, e ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

“Essas atitudes temerárias, por evidente, excedem a mera irresignação com posições jurídicas externadas por integrantes do STF no legítimo desempenho do elevado múnus público que lhes foi cometido, bem como passam ao largo do direito de expressão constitucionalmente assegurado aos cidadãos, ganhando contornos de crimes para os quais a legislação penal prevê sanções de elevado rigor”, disse Lewandowski. “Estou convicto de que os ministros da Suprema Corte não se deixarão abalar por eventuais constrangimentos sofridos ou que venham a sofrer, expressando também a certeza de que continuarão a desempenhar com destemor, independência e imparcialidade a solene atribuição de guardar a Constituição da República que juraram defender.”

Neste fim de semana, o relator da Operação Lava Jato no Supremo, ministro Teori Zavascki, virou alvo de manifestantes favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. O movimento NasRuas levou à Avenida Paulista um boneco em que ele aparece com a estrela do PT na toga e como anteparo ao ex-presidente Lula e à presidente Dilma. Grupos a favor da saída de Dilma já haviam realizado protestos na frente da residência de Zavascki ao longo da semana passada, depois que ele determinou que o juiz Sérgio Moro remetesse ao STF as investigações sobre o ex-presidente Lula e criticou a suspensão do sigilo de grampos contra Lula que flagraram também conversas de Dilma. Zavascki foi chamado de “traidor” e “pelego do PT”.

No ano passado, manifestantes pró-impeachment haviam retratado o ministro Dias Toffoli como petista em um boneco inflável levado a Brasília, a exemplo de Lula e Dilma. Eles também fizeram panelaço na frente da casa de Lewandowski, em São Paulo, e perseguiram agendas públicas do presidente do Supremo com miniaturas do boneco Pixuleko.

O ministro Gilmar Mendes, que suspendeu a posse de Lula como ministro da Casa Civil, é alvo constante da ira de movimentos sociais que apoiam o PT. Conforme VEJA revelou, a PF reforçou recentemente a segurança pessoal do juiz Sérgio Moro, responsável pelas ações penais da Lava Jato na primeira instância em Curitiba (PR), depois de ameaças de morte a ele.

OAB/RN denuncia ameaça de morte contra advogado potiguar

OAB-RNO ex-presidente da OAB Macau, hoje prefeito em exercício do município, Einstein Albert, procurou nesta segunda-feira (07)a Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte (OAB/RN) comunicando que está sofrendo ameaças de morte.

O presidente da Seccional Potiguar, Sérgio Freire, assegurou que já foram formalizadas as providências necessárias para garantir a segurança do advogado.

“Nos foram entregues provas concretas das ameaças sofridas. Jamais iremos tolerar que a vida de um advogado seja colocada em risco. A OAB está acompanhando o caso de perto e já tomou todas as medidas necessárias para garantir a integridade física do advogado”, disse Freire.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Eva disse:

    Com o aumento da violência todos são atingidos. Mas, a OAB insiste em ignorar esse fato pregando uma imunidade que não existe. E o pior, tem muitos advogados que acreditam. Quando morrerem uns vinte advogados aí eles saberão o significado da palavra DIREITOS HUMANOS.

  2. Sergio Nogueira disse:

    Certeza que ele ficou muito tranquilo depois que a OAB disse que não tolera casos assim.

Presidente da Câmara de Parnamirim recebe ameaças de morte no Facebook

ameaçaPelo visto as coisas estão esquentando nos bastidores da política de Parnamirim. O blog já havia sido informado que uma “guerra política” estava sendo instalada no município por causa das eleições do próximo ano, mas agora as coisas parecem estar se tornando caso de polícia.

O presidente da Câmara Municipal de Parnamirim, vereador Ricardo Gurgel (PSB), recebeu ameaças, subjetivas, mas ameaças de morte através do Facebook. O motivo das ameaças seria a fiscalização que fez em escolas municipais.

O blog foi informado que Ricardo recebeu, através do aplicativo da Ouvidoria Fala Parnamirim, diversas denúncias referentes a falta de merenda nas escolas do município. A partir daí, ele, ao lado da vereadora Elienai Cartaxo (PMN), presidente da Comissão de Educação da Câmara, percorreu, de surpresa, várias escolas do município, e o que foi visto causou espanto com a situação encontrada. As fotos da fiscalização podem ser vistas, tanto no perfil do instagram, como no facebook dos vereadores.

Essa fiscalização gerou uma enxurrada de comentários favoráveis e contra Ricardo Gurgel. Dentre eles, os dos perfis de José Ari e Wallace Moura que colocaram postagens as postagens ameaçadoras.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Mila disse:

    Não to vendo nenhuma ameaça nessa postagens