Geral

PRONTO: Vulcão nas Ilhas Canárias tem nível de alerta elevado e pode causar tsunami na costa do Brasil, inclusive, no RN

Foto: Divulgação

O vulcão Cumbre Vieja, localizado na Ilha de La Palma, nas Canárias, comunidade autônoma da Espanha, teve seu nível de alerta elevado de verde para amarelo pelo Plano Especial de Proteção Civil e Atenção às Emergências de Risco Vulcânico das Ilhas Canárias (Pevolca). Isso aconteceu após um aumento rápido no número de terremotos e atividades sísmicas ter sido registrado nos últimos dias. Caso ocorra uma erupção, um tsunami pode atingir as costas brasileira e africana.

Segundo o governo das Canárias, o aumento significativo nos movimentos sísmicos em La Palma começaram no último sábado. O Metsul Meteorologia, na terça-feira passada foram mais de cem tremores. O comitê Pevolca frisou que a atividade magmática tem “o maior valor observado nos últimos 30 anos”.

Esse cenário foi o que fez com que o alerta passasse de verde para amarelo, quando a população segue com suas atividades normais, mas atentas para comunicados das autoridades.

— O amarelo é (um alerta) intermediário. As pessoas devem ficar de sobreaviso e atentas porque pode haver alguma consequência — disse o geólogo André Avelar, do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Monitoramento é fundamental, alerta especialista

Depois do nível de atenção amarelo, há o nível laranja, quando é decretado atenção máxima para fenômenos que precedem uma erupção. Já no vermelho é feita uma notificação de emergência de que uma erupção está acontecendo.

— O monitoramento é fundamental para que as pessoas que moram na costa sejam avisadas e deixem suas casas imediatamente. Pode haver prejuízo material, mas o importante é preservar a vida — disse Avelar.

Segundo ele, quando há terremotos muito próximos a um oceano, a tendência é gerar ondas:

— As boias monitoram o acréscimos de altitude. Conforme for o acréscimo, é calculado o tamanho da onda.

Para Avelar, caso haja a erupção do Cumbre Vieja, a costa africana deve ser mais afetada que a do Brasil. O geólogo frisou, ainda, que a situação atual não significa que uma erupção vá, de fato, acontecer: caso os terremotos secundários cessem, a região ficaria estabilizada.

O Globo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Terremoto de magnitude 8,2 atinge a costa do Alasca e gera alerta de tsunami

Fila de carros durante evacuação de Homer, no Alasca, após um alerta de tsunami ser emitido devido a um terremoto de magnitude 8,2 — Foto: Sarah Knapp/Homer News via AP

Um terremoto de magnitude 8,2 — considerado um valor muito alto — atingiu a costa do Alasca, estado pertencente aos Estados Unidos, nesta quinta-feira (29).

Autoridades americanas emitiram alertas de tsunami para grande parte da costa sul do estado e também para o Havaí, mas eles foram posteriormente cancelados.

Até a última atualização desta reportagem, não havia informações sobre feridos ou vítimas.

O terremoto ocorreu às 20h15 de quarta-feira (horário local, madrugada desta quinta no Brasil), a cerca de 46 km abaixo da superfície do oceano, de acordo com o USGS (observatório sismológico dos EUA).

Houve ao menos outros dois tremores secundários, um deles de magnitude superior a 6 — valor que também costuma causar estragos em regiões mais habitadas.

Mas o tremor ocorreu próximo a áreas muito pouco habitadas. A situação mais preocupante é com a pequena cidade de Perryville, a apenas 91 km do epicentro. A maior cidade do Alasca é Anchorage.

O Alasca sofreu em 1964 o mais forte terremoto de sua história: um tremor de magnitude 9,2 que deixou mais de 250 mortos pela destruição.

A alta atividade sísmica da região está relacionada com o Círculo de Fogo do Pacífico, uma área de encontro de placas tectônicas que afeta praticamente toda a costa do oceano (veja o mapa abaixo).

Mapa identifica a região do Círculo de Fogo do Pacífico — Foto: Ciência/G1

G1

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Operação internacional com apoio da Marinha do Brasil e Polícia Federal intercepta e apreende embarcação carregada com cocaína a cerca de 270 quilômetros da costa de Recife

Foto: Divulgação

A Marinha do Brasil (MB) e a Polícia Federal (PF) informam que, em coordenação com o Centro de Análise e Operações Marítimas – Narcótico (MAOC-N), sediado em Lisboa, Portugal, o Drug Enforcement Administration (DEA/EUA) e o National Crime Agency (NCA/Reino Unido), interceptaram, nesse domingo (14), uma embarcação carregada com cocaína em águas jurisdicionais brasileiras.

A operação é decorrente da troca de informações entre as agências, com a identificação do transporte de grande quantidade de cocaína em um veleiro catamarã que teria partido do Brasil com destino a Europa.

As ações envolveram pessoal e material da PF e da MB, com o emprego do Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) Araguari, que realizou a interceptação e apreensão da embarcação a cerca de 270 quilômetros da costa de Recife. No interior da embarcação, foram presos cinco tripulantes brasileiros, que serão conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal no Estado de Pernambuco para os procedimentos de Polícia Judiciária.

Visando a resguardar a materialidade delitiva, a embarcação que carregava os entorpecentes está sendo conduzida pelo NPaOc “Araguari”, com o auxílio de policiais federais do Grupo de Pronta Intervenção (GPI), que participaram desde o início das ações.

Trata-se de operação relevante, com a utilização, pela Marinha do Brasil, de um Navio- Patrulha Oceânico para ação conjunta com a Polícia Federal na interceptação de embarcações utilizadas para o narcotráfico.

A ocorrência reforça diretrizes dos órgãos responsáveis pelo combate a crimes transnacionais no País quanto à mútua cooperação e troca de informações com outras instituições internacionais, visando à identificação de grandes organizações criminosas que atuam no Brasil.

O evento também realça a efetividade e a importância no aprimoramento do Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul, cuja missão de monitorar e controlar os 5,7 milhões de quilômetros quadrados das águas jurisdicionais brasileiras requer intensa e contínua integração.

Após os procedimentos de Polícia Judiciária serão apresentados os dados finais da operação, sobretudo a quantidade de entorpecentes apreendidos.

Opinião dos leitores

  1. Parabéns às forças polícias brasileira pelo excelente trabalho de interceptação do tráfico internacional de drogas.

  2. Ainda estou esperando o final daquela história do Sargento carregando drogas no avião presidencial para a Espanha….

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Tremor na dorsal meso-oceânica foi registrado nessa quarta a 1.322 km de Natal

Na quarta-feira(18), às 17:02 UTC, ocorreu um novo tremor na dorsal, desta vez de magnitude 4.9. O epicentro do evento foi localizado a aproximadamente  481 km a E de São Pedro e São Paulo (portanto, fora do limite das 200 milhas ou 370 km da Zona Econômica Exclusiva),  a 945 km a ENE de Fernando de Noronha,  a 1.318 km a ENE de São Miguel do Gostoso, a 1.322 km a ENE de Natal e a 1.572 km a ENE de Fortaleza.

Fonte: LabSis/UFRN, USGS
Joaquim Ferreira
 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Coleta e análise do pescado na costa do RN tem início nesta semana

Foto: Adema/Governo de Sergipe

O grupo de ações integradas para avaliar os impactos do óleo no pescado do Rio Grande do Norte inicia ainda esta semana o trabalho de coleta de material para análise nos laboratórios da UFRN. A equipe está definindo o protocolo de avaliação e também como serão feitas as análises físicas macroscópicas do pescado. A intenção é ter respostas mais concretas a respeito da segurança alimentar da população.

Inicialmente, o material biológico colhido passará por uma análise física e em seguida por uma análise química nos Laboratório de Ecologia Aquática e no Laboratório do Departamento de Oceanografia e Limnologia, ambos da UFRN, onde passarão por uma série de testes. Ainda não há um prazo definido para encerramento da investigação e divulgação de resultados.

A professora Liana de Figueiredo Mendes, docente do Departamento de Ecologia do Centro de Biociências (CB/UFRN) e uma das pesquisadoras envolvidas no grupo de ação, confirma que nesta etapa do trabalho serão colhidas amostras diversas de moluscos, crustáceos e peixes em vários pontos da orla do Rio Grande do Norte.

A ação integrada reúne representantes do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa), Marinha do Brasil, Defesa Civil, Ministério Público do Estado, municípios e Organizações Não-Governamentais (ONG’s) em torno de iniciativas que possam combater ou minimizar os danos provocados pelo óleo.

Com informações da UFRN

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Governo monta operação para "contenção de danos": CPI da Petrobras tentará ouvir Costa em sessão fechada

A CPI mista da Petrobras tentará ouvir, em sessão reservada a partir das 14h30, o depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. Desde o dia 29 de agosto, o ex-dirigente da estatal está prestando depoimentos em um acordo de delação premiada no qual tem revelado suspeitas de corrupção na Petrobras e crimes de pagamento de propina a dezenas de políticas, inclusive do PMDB e do PT.

O governo Dilma Rousseff montou nos últimos dias uma operação de “contenção de danos” para o depoimento de Costa. O Palácio do Planalto teme que, se o ex-diretor resolver falar, Dilma pode sair extremamente desgastada a 19 dias do primeiro turno das eleições. Os oposicionistas, principalmente os ligados ao tucano Aécio Neves, apostam nas revelações dele para que o candidato possa ainda chegar ao segundo turno – ele está 11 pontos porcentuais atrás da candidata do PSB, Marina Silva, segundo a pesquisa Ibope encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e a Rede Globo e divulgada na terça-feira, 16,

A aposta inicial dos governistas é de que o ex-diretor permaneça em silêncio durante o depoimento à CPI mista, que ocorrerá sob forte esquema de segurança. A tendência é de que ele não queira falar diante da presença da imprensa para não quebrar o acordo de delação premiada que costura com a Justiça Federal. Ele pretende revelar o que sabe em troca de significativa redução de pena.

O presidente da CPI mista, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), anunciou, na terça-feira, 16, que a sessão para ouvir Costa será inicialmente aberta, mas concordou em fazê-la reservada caso haja um entendimento entre os integrantes da comissão. Parlamentares da base e da oposição – entre eles o relator da CPI, deputado Marco Maia (PT-RS), já afirmaram que topam fazer a sessão reservada. Eles acreditam que, dessa forma, o ex-diretor poderia dar detalhes da delação à comissão sem quebrar o acordo que firmou com a Justiça.

O depoimento de Costa é aguardado com expectativa. De acordo com reportagens publicadas nos últimos dias, ele citou os nomes do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), do ministro de Minas e Energia Edison Lobão (PMDB), o atual e ex-presidente do PP, respectivamente os senadores Ciro Nogueira (PI) e Francisco Dornelles (RJ), o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), os governadores do Ceará, Cid Gomes (PROS), do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), os ex-governadores do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), e de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), morto em acidente aéreo há um mês, o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, e deputados e senadores de pelo menos cinco partidos políticos.

Escoltado pela Polícia Federal, o ex-diretor decolou às 10 horas da manhã de Curitiba, em avião da corporação com destino à capital federal. Costa viajará algemado. O avião da PF é o mesmo que trouxe para a capital os condenados no processo do mensalão. No Congresso, o ex-diretor vai ser acompanhado pela Polícia Legislativa e terá direito a transitar e ficar sem algemas.

fonte: Estadão Conteúdo

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Vivaldo se prepara para assinar ficha de filiação junto ao DEM

O deputado estadual Vivaldo Costa está se preparando para assinar a ficha de filiação junto ao DEM. Desde a semana passada que ele já havia informado que estava preparando sua saída do PR. A informação do seu destino foi dada em entrevista a Rádio Rural nesta terça-feira (23).

Durante a entrevista, ele disse que vai, através da Justiça, pleitear sua saída do PR para que não seja enquadrado na infidelidade partidária e, assim, mantenha o mandato de deputado estadual.

Nos próximos dias ele adiantou que vai conversar com a governadora Rosalba Ciarlini, com o ex-deputado Carlos Augusto Rosado e com o senador José Agripino sobre o ingresso no DEM.

Opinião dos leitores

  1. O Papa Vivaldo Costa quase era rebaixado a Bispo na política Potiguar onde graças ao Dep. Fed. João Maia conseguiu sobreviver politicamente e reconquistado o mandato de Deputado Estadual e agora vem com essa ingratidão,é de lacar…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Corpo de violinista que retornou ao Costa Concórdia para pegar instrumento é identificado

A primeiro corpo de uma vítima a ser identificado no naufrágio do transatlântico Costa Concórdia é do violinista húngaro Sandor Feher, de 38 anos – ele trabalhava como músico no navio, que naufragou nos recifes próximos à ilha de Giglio, na costa da região italiana da Toscana. O corpo de Feher foi encontrado dentro dos destroços do navio e foi identificado nesta quarta-feira pela mãe do músico, que viajou da Hungria até a cidade de Grosseto, na Itália central, informou a chancelaria da Hungria. Enquanto isso, o oficial da Capitania do Porto de Livorno, Gregorio De Falco, de 46 anos e também napolitano como Schettino, virou um personagem heroico na Itália, por suas ordens para que Schettino não abandonasse o navio. “Vada a bordo, cazzo” (Vai a bordo, c……), disse Falco a Schettino na madrugada do sábado passado, quando o capitão abandonava o Concórdia e milhares de passageiros começavam a deixar o navio em desespero.

“A coisa preocupante é que pessoas como o meu marido, que simplesmente cumprem o seu dever a cada dia, viram rapidamente heróis e celebridades neste país. Não é nada normal…” disse a esposa de Falco, Raffaela, na casa onde o casal vive com as duas filhas em Livorno, ao jornal milanês Corriere della Sera.

O Costa Concordia, transatlântico de US$ 450 milhões, transportava mais de 4.200 pessoas. O capitão Francesco Schettino, de 52 anos, está sob prisão domiciliar e pode ser acusado de homicídio culposo (quando não há intenção de matar), de naufrágio e de abandono da embarcação. As acusações comportam pena de até 15 anos de prisão, caso vá a julgamento e seja condenado. Até agora, foram confirmadas 11 mortes no naufrágio, mas o número de pessoas desaparecidas caiu para 21 nesta quarta-feira após uma mulher alemã listada como desaparecida ter sido encontrada viva na Alemanha, informou o governo da província de Grosseto.

O governo italiano liberou 27 nomes de pessoas que morreram ou estão desaparecidas até agora. A lista inclui 12 alemães, seis italianos, quatro franceses, dois norte-americanos, um húngaro (Feher), um indiano e uma peruana. Entre os desaparecidos, estão uma menina italiana de cinco anos e o pai dela, um casal de norte-americanos do Michigan, vários aposentados alemães e tripulantes do Peru e da Índia.

Enquanto isso, as equipes italianas suspenderam os trabalhos de resgate nesta quarta-feira após a embarcação naufragada ter se deslocado nos recifes, o que criou sérias preocupações a respeito da segurança dos mergulhadores e bombeiros que vasculham o transatlântico naufragado. Existe o temor de que o navio se solte das rochas e afunde em um desnível de 70 metros no mar Tirreno.

“Como medida de precaução, suspendemos as operações nesta manhã, para verificar com detectores se o navio está se movendo e o quanto”, disse o comandante da Guarda Costeira, Filippo Marini.

Grande parte do foco ficou sobre o capitão Schettino. Na madrugada desta quarta-feira, ele chegou em casa, na pequena cidade de Meta di Sorrento, vizinha a Nápoles, onde ficará em prisão domiciliar enquanto o julgamento prossegue. Imagens das emissoras de televisão italianas mostraram Schettino descendo de um carro e entrando em casa pela porta dos fundos. Cinegrafistas e fotógrafos eram afastados por amigos e parentes do capitão de 52 anos, que nega ser culpado pelo naufrágio. “Desgraçados”, gritou a mulher de Schettino, Fabiola Russo, para os jornalistas. Mais tarde, segundo a agência Ansa, ela divulgou uma nota. “Sentimos o dever de afastar com força qualquer tentativa de desmoralizar a figura de Francesco (Schettino) e os convidamos a que compreendam sua tragédia e seu drama humano”.

A pequena Meta di Sorrento parece apoiar Schettino. “Comandante, non mollare” (“Comandante, não desista”, em tradução livre) dizia uma faixa colocada em frente à casa de Schettino.

A juíza Valeria Montesarchio, de Grosseto, que ordenou a prisão domiciliar de Schettino (a promotoria pedia detenção no presídio local na Toscana) disse nesta quarta-feira que reúne provas contra a afirmação do capitão, de que ele tentou voltar ao transatlântico mas não conseguiu; A juíza afirmou que o fato de que outros oficiais e tripulantes tenham ficado a bordo e ajudado os passageiros a saírem do navio naufragado refuta a afirmação de Schettino, de que ele não poderia supervisionar a operação de retirada de dentro do navio.

 

Fonte: AP

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Cruzeiro de luxo com 4 mil passageiros bate num banco de areia e tomba na Itália

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *