Laboratório de Sismologia da UFRN registra tremores no Oceano Atlântico


Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN) registrou um tremor de terra de aproximadamente 5.0 de magnitude na escala Richter, a 1.715 quilômetros de Natal, na manhã desta terça-feira (10), mais precisamente às 4h20. No mapa, o tremor é indicado pela estrela vermelha.

No domingo (8), já havia sido registrado um outro tremor, a 1.440 Km ao Norte da capital potiguar, às 19h49. Assim como o primeiro, este também registrou intensidade 5 na escala Richter.

O epicentro do tremor desta terça foi localizado em região oceânica, próximo também ao arquipélago de São Paulo e São Pedro, Recife e Fernando de Noronha, indicado na imagem por uma estrela vermelha.

No final de fevereiro, outros dois tremores foram registrados pelo Labsis. Os eventos, no entanto, aconteceram mais distantes, a mais de 2,7 mil km de distância e a Sudeste de Natal.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Verdade disse:

    Interessante é ter gente que acha que as desgraças não ocorrem consigo nem com ninguém conhecido ou parente. Aliás, as desgraças só ocorrem com os outros. Sei não viu.

  2. Ítalo Vasconcelos disse:

    Meu Deus do céu, o que é que eu tenho a ver com isso, Homi pelas caridade o que é que isso muda na minha vida, isso é coisa pra quem não tem juízo.

  3. Zuza disse:

    A tsunami pode chegar.

  4. Junior Mendonça disse:

    Esse laboratório da UFRN é uma comédia.
    Erram e se precipitam demais, parecem pardais em busca de alimento. Erraram diversas vezes em Caraúbas no interior, onde em vez de tremores, era apenas uma pedreira que existe na cidade, já neste caso da matéria é apenas os movimentos da placas tectônicas. Kkk

Terremoto de magnitude 5.3 abala Atenas, na Grécia

Foto: Reuteres/ALKIS KONSTANTINIDIS

Um terremoto de magnitude 5.3 a noroeste de Atenas foi sentido nesta sexta-feira (19) na capital da Grécia. Várias pessoas disseram que o abalo foi forte mas “felizmente não muito longo”.

O epicentro do sismo foi registrado pelo centro de monitorização europeu (European Earthquake Monitoring Centre), a 22 quilómetros a Noroeste de Atenas. Houve ocorrências no sistema de comunicações: a eletricidade e as comunicações telefônicas estavam sem funcionar totalmente.

Um edifício também desabou, tendo atingido um carro estacionado à frente. Trata-se de um prédio desabitado, não tendo havido qualquer dano relativamente a pessoas.

Há, entretanto, relatos de pessoas que abandonaram os seus locais de trabalho indo para as ruas da capital. Muitas delas foram para a Praça Syntagma, temendo repetições de tremores, já confirmados por testemunhos e pelos centros de monitorização.

Uma das infraestruturas em que se sentiu particularmente o abalo foi o aeroporto internacional de Atenas, que nesta época do ano registra forte movimento de turistas.

Há vinte anos, em 1999, a área do epicentro deste sismo produziu um abalo de 5.9 que fez 143 mortos.

“O sismo ocorreu muito próximo da superfície, razão pela qual foi sentida com esta intensidade”, explicou na cadeia de televisão grega Star TV um sismologista.

A inexistência de vítimas foi, entretanto, confirmada pelos bombeiros. Várias pessoas ficaram presas em elevadores e pediram socorro.

Agência Brasil

Pelo menos 93 pessoas morreram em terremoto de 7,1 graus nas Filipinas

Rescuers clear debris from buried vehicles after an earthquake struck Cebu cityMais de 90 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um terremoto de 7,1 graus de magnitude que abalou nesta terça-feira (15) três ilhas turísticas do centro das Filipinas, na região de Cebu. A Agência Nacional de Catástrofes Naturais anunciou um balanço de 15 mortos na cidade de Cebu, a segunda maior do país, 69 na ilha de Bohol e uma vítima fatal na ilha de Siquijor. O número de mortos pode aumentar nas próximas horas, com o avanço dos trabalhos de resgate, alertaram as autoridades.

Como esta é uma semana de feriado nas Filipinas, muitos prédios públicos estavam vazios. O terremoto aconteceu às 8h12 (21h12 de Brasília, segunda-feira) e teve seu epicentro localizado cinco quilômetros ao leste de Balilihan, na região de Bohol, a 20 km de profundidade, informou o Instituto Geofísico dos Estados Unidos (USGS).

Elmo Alinsunorin, segurança de um prédio do governo de Cebu, contou à AFP que a violência do tremor o derrubou no chão. “Os pedaços de vidro choviam e eu pensei que ia morrer”, disse. “Estava dormindo profundamente quando minha cama começou a tremer. Estava aterrorizada e me escondi embaixo da cama”, contou à AFP Janet Maribao, de 33 anos, uma recepcionista que mora em Cebu.

O desabamento de um mercado na mesma região provocou muitas mortes. Um menino faleceu ao ser pisoteado quando tentava fugir de um edifício, informou o governador da província de Cebu, Hilario Davide. Três pessoas morreram em um complexo esportivo que é utilizado para a entrega de subsídios às famílias menos favorecidas.

As províncias de Cebu e de Bohol são alguns dos destinos turísticos mais populares nas Filipinas, com praias de areia branca e água cristalina, além das montanhas conhecidas como “Chocolate Hills” pela cor. Moradores e turistas relataram grandes danos materiais em vários edifícios antigos e modernos, assim como igrejas, uma universidade e várias estradas. Vários pacientes foram retirados de um dos principais hospitais de Cebu após um incêndio, informou a imprensa local.

Em Bohol, uma igreja do século XVI – do início da colonização espanhola – desabou, segundo Robert Michael Poole, um turista britânico. “É terrível. Toda a fachada da igreja desabou”, afirmou o turista à AFP. O local estava vazio no momento da tragédia. O terremoto, que aconteceu a mais de 600 km de Manila, foi seguido por pelo menos quatro tremores secundários com magnitude superior a 5. Não houve alerta de tsunami. Balilihan, a cidade localizada a poucos quilômetros do epicentro, tem 18.500 habitantes.

Em Cebu, centro econômico, político, cultural e universitário na região central do arquipélago, vivem 2,5 milhões de pessoas. O porto e o aeroporto são menores apenas que os de Manila. O arquipélago das Filipinas fica no Círculo de Fogo do Pacífico, uma cadeia de ilhas que registra uma intensa atividade sísmica e vulcânica.

Em fevereiro do ano passado mais de 100 pessoas morreram em um terremoto na ilha de Negros, a 100 quilômetros do epicentro do terremoto desta terça-feira. O desastre natural mais grave registrado nas Filipinas aconteceu em 1976, quando um tsunami provocado por um terremoto de 7,9 graus de magnitude devastou o Golfo Moro, na ilha meridional de Mindanao. Entre 5.000 e 8.000 pessoas morreram, segundo estimativas oficiais.

Correio Braziliense

Tragédia: Passa de 300 o número de mortos em terremoto no Paquistão

2013-649069625-20130925074011073afp.jpg_20130925Uma autoridade paquistanesa informou que subiu para 327 o número de mortos no forte terremoto que atingiu o sudoeste do país na terça-feira. Cerca de 400 pessoas ficaram feridas.

O terremoto de 7,7 graus de magnitude atingiu uma área remota do Sudoeste do Paquistão, a 66 quilômetros da cidade de Awaran. A força do tremor foi tão intensa que provocou o surgimento de uma nova ilha no litoral do país.

O leito do mar elevou-se a cerca de 600 metros da costa, na altura da cidade de Gwadar, criando uma pequena ilha em formato de montanha, mostraram canais de TV paquistaneses.

Mesmo a centenas de quilômetros do epicentro do terremoto, moradores da capital indiana, Nova Délhi, sentiram o chão tremer, mas não houve registro de danos. Na maior cidade paquistanesa, Karachi, a 250 quilômetros do epicentro, houve correria para deixar prédios, e muitos se aglomeraram nas ruas de celular em punho, em busca de notícias de parentes e conhecidos.

O Globo

Terremoto mata uma pessoa e deixa 18 feridos em Taiwan

Pelo menos uma pessoa morreu, duas ficaram gravemente feridas e 16 sofreram ferimentos leves devido a um terremoto de 6,3 graus de magnitude na escala Richter que sacudiu neste domingo o centro de Taiwan.

A morte de um montanhista aconteceu após um desprendimento de pedras na floresta Shui Yang, montanha Alishan, segundo o testemunho de seus sete companheiros de excursão.

O epicentro do terremoto, ocorrido às 13h43 (horário local, 2h43 de Brasília) foi localizado a 32 quilômetros a leste do distrito central de Nantou e a dez quilômetros de profundidade, segundo o serviço meteorológico taiuanês.

As partes mais afetadas pelo tremor em Taiwan foram as situadas no centro da ilha, incluindo as cidades de Taichung e Tainan, onde o terremoto registrou cinco graus de intensidade.

Taiwan fica em uma região tectônica onde são frequentes os terremotos de mais de cinco graus na escala Richter.

O terremoto mais devastador dos últimos cem anos na ilha ocorreu no dia 21 de setembro de 1999, teve 7,6 graus Richter e causou 2.415 mortos e 11.305 feridos.

Da Folha

Terremoto de magnitude 2,7 é registrado no interior do RN

Hoje, dia 20, ocorreu um novo tremor de terra em Pedra Preta/RN. Esse evento foi registrado pela estação de Riachuelo (RCBR), teve magnitude 2.7, ocorreu no final da manhã, especificamente às 10h52.

Segundo informações de Rodrigo Melo, funcinário da prefeitura de Pedra Preta, o tremor de terra foi sentido na região.

A atividade sísmica em Pedra Preta teve início em dezembro de 2010 e vem se mantendo constante, com períodos de maior e menor atividade, mostrando que a denominada  Falha de Cabeço Preto continua ativa.

O registro da estação RCBR:

Fonte: Blog Sismos do Nordeste

Terremoto é registrado a 1116 km de distância do litoral natalense

Os sismógrafos mundiais registraram agora há pouco um forte terremoto a exatos 1116 km de distância de Natal.

O terremoto de 5,3 graus foi registrado a 13 quilômetros de profundidade no Oceano Atlântico, mais exatamente na região do Dorsal do Médio Atlântico. Para ver o mapa mostrando informações do terremoto, basta clicar AQUI.

Um terremoto de magnitude 5,3 equivale a uma explosão de 1335 toneladas de dinamite.

Sem reflexos

Mesmo com o impacto, nada foi sentido no litoral nordestino. Segundo o chefe do Observatório de Sismologia da UnB (Universidade de Brasília), Lucas Barros, no ano passado, não é de se estranhar esse tipo de fenômeno na região, uma vez que é área de encontro das placas tectônicas sulamericana e africana. Ele ressalta que o grau do terremoto e a localização não são suficientes para produzir nenhum dano no continente ou gerar uma tsunami.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:

Terremoto de 7,1 graus atinge o Japão e gera alerta de tsunami

Veja Online:

Um terremoto de uma magnitude de 7,1 graus na escala de Richter sacudiu neste domingo (horário local) o nordeste do Japão e obrigou o governo a emitir um alerta de tsunami no litoral das províncias de Miyagi, Iwate e Fukushima, informou a Agência Meteorológica japonesa.

O terremoto aconteceu às 9h57 (21h57 deste sábado em Brasília) com epicentro a cerca de dez quilômetros de profundidade no mar em frente ao litoral nordeste do Japão, o mais afetado pelo devastador terremoto do dia 11 de março, de 9 graus na escala Richter.

Após o tremor, a agência emitiu um alerta de tsunami de até 50 centímetros em Miyagi, Iwate e Fukushima, onde por enquanto não foram informados danos, segundo a agência “Kyodo”.

A Tokyo Electric Power (Tepco), operadora da usina nuclear de Fukushima Daiichi, não informou por enquanto sobre anomalias na unidade por causa deste terremoto, embora tenha desalojado temporariamente os técnicos. Também não se informou de danos na central vizinha de Fukushima Daini, paralisada após o terremoto e posterior tsunami de março, que causou mais de 22 mil mortos e desaparecidos.

(com EFE)

Terra treme em Flôrania

TN Online:

A cidade de Florânia, distante 216 km de Natal, sofreu um abalo sísmico na manhã desta sexta-feira (8). O tremor foi confirmado pelo Laboratório de Sismologia da UFRN, que também informou que o terremoto foi registrado nas estações de Pau dos Ferros e Riachuelo, às 7h47. Por enquanto não há registro de incidentes no município. Segundo o sismólogo Joaquim Ferreira, o fenômeno teve 2,1 graus na escala richter.