Rede social: Facebook dá adeus ao ‘joinha’

Toda empresa passa por mudanças, e com o Facebook não é diferente: a partir desta quinta-feira, o botão de ‘curtir’ que o Facebook utiliza em páginas de terceiros (como você pode ver aqui no Link, para recomendar este e outros textos) ganhará uma nova cara.
faceboodislike390
No lugar do ‘joinha’, o gesto com os polegares para cima em sinal de aprovação, o Facebook passará a usar um botão em azul mais escuro que o atual, o seu logotipo (o “f” característico) e um Like escrito em fonte Helvetica.

Pode parecer uma transição simples, mas trata-se de uma marca que aparece em 7,5 milhões de sites diferentes, e é visualizada aproximadamente 22 bilhões de vezes por dia. Lançado em 2010, o botão está passando por mudanças pela primeira vez.

Além disso, o Facebook também passará a incentivar os sites para que usem não só o botão de ‘curtir’, mas também o de ‘compartilhar’, esperando que os usuários entendam a diferença entre eles: o primeiro posta automaticamente na linha do tempo de cada perfil, enquanto o segundo deixa o usuário adicionar alguma descrição de texto àquele link.

Entretanto, o ‘joinha’ não vai sumir completamente: o Facebook não informou nenhuma alteração em sua presença dentro da própria rede social.

facebook_like_designs

Estadão

"O inconveniente": Facebook quer monitorar movimento do cursor do mouse do usuário

ÍndiceO Facebook está prestes a ampliar o escopo das informações que coleta de seus usuários. Não bastasse saber com quem você namora e o que você “curte”, a maior rede social quer registrar agora como se comporta o cursor do seu mouse e como está sendo visualizado o feed de notícias na tela do seu celular.

Segundo informou o chefe de análise do site, Ken Rudin, ao “Wall Street Journal”, a companhia está realizando testes para ver se vale à pena incorporar aos seus bancos de dados esses detalhes mais prosaicos sobre a interação dos internautas com o conteúdo da rede. Caso sejam integradas, as informações podem ser exploradas durante a criação de novas funcionalidades e no aprimoramento da plataforma de anúncios do Facebook.

— Não posso prometer que isso vai dar certo. Nós provavelmente saberemos disso dentro de alguns meses — disse Rudin, que chegou ao Facebook vindo da companhia de jogos Zynga, uma especialista na análise de dados de interação com conteúdo.

O Globo

Garota de 17 anos comete suicídio por ter sido proibida de usar o Facebook

470Uma adolescente tirou sua própria vida por conta de um pequeno castigo. Seus pais a proibiram de acessar seu perfil no Facebook. Em um bilhete deixado, ele disse que se matou porque não suportaria viver sem poder entrar no site.

Aishwarya Dahiwal, de 17 anos, foi encontrada enforcada em seu quarto na cidade indiana de Parbhani depois de uma discussão com seus pais sobre o uso excessivo que fazia do site. Ela ficava longas horas conectadas, tanto no computador como no celular.

A polícia não culpou os pais e salientou que eles tiveram apenas a boa intenção de tentar garantir a menina uma boa educação. “Eles aconselharam a ela que se concentrasse em seus estudos na escola e ficasse longe das longas conversas nas redes sociais”, disse um comunicado oficial da polícia, de acordo com a NDTV.

A garota culpou os pais, no bilhete, por sua morte: “O Facebook é tão ruim assim? Eu não posso ficar em uma casa com tais restrições, como eu não posso viver sem meu Facebook”.

De acordo com o jornal Newsweek Paquistan, o acesso à Internet está se popularizando rapidamente em toda a Índia, inclusive em locais rurais e de difícil acesso. A publicação ainda alerta que muitos jovens estão trocando seus estudos para ficarem conectados constantemente nas redes sociais.

Jornal Ciência

FOTOS: Suspeito de matar menina, considerado um dos traficantes mais temidos do RJ, reclama da cadeia pelo Facebook

17_07_06_48_fileAnderson da Silva Verdan, o Bamba, que está preso no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste do Rio, começou a fazer postagens e a publicar fotos no Facebook nas últimas semanas. Ele reclamou na rede social que não tem liberdade na cadeia. Bamba é acusado e participar da morte da menina Geovanna Victória, em janeiro deste ano.

O detento mudou a foto do perfil dele e exibiu imagens ao lado de amigos e parentes. Agentes penitenciários fizeram uma revista na cela e encontraram dois celulares.

17_07_06_110_fileA Seap (Secretaria Estadual de Administração Penitenciária) abriu uma sindicância para apurar como os aparelhos com acesso à internet foram parar nas mãos de Anderson Verdan.

O Bamba era um dos traficantes mais procurados pela polícia do Rio. Ele foi capturado em julho. Segundo as investigações, além da morte de Geovanna (foto), Verdan também participou do assassinato de Angelito Barros Correia de Mello, de 27 anos, em agosto de 2012.

17_07_06_177_fileAinda de acordo com a polícia, o Bamba era um dos líderes da “gangue da retroescavadeira”, que quebrava paredes de farmácias durante a madrugada na Baixada Fluminense para roubar caixas eletrônicos.

Anderson Verdan foi preso ao tentar entrar no morro do Urubu, em Pilares, na zona norte. Contra ele havia três mandados de prisão. O Bamba tem nove registros criminais por tráfico, homicídio e latrocínio. Imagens feitas de um helicóptero mostraram ele no meio de uma festa de traficantes no morro da Mineira.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio Nogueira disse:

    Essas alturas a Comissão de Direitos Humanos da OAB deve estar em polvorosa diante dessa situação e buscando um meio de garantir a esse bandido melhores condições de vida. Essa piada é um país…

Falha no Facebook não deixa usuário curtir nem compartilhar

facebook-problema-curtir-like-ptg-reproUsuários do Facebook reclama por volta das 10h25 desta segunda-feira de falhas na hora de curtir e compartilhar posts no Facebook. No Twitter, usuários também comentam que não conseguem comentar conteúdos.

O Terra testou a rede social e também não conseguiu interagir. O problema acontece também quando o usuário tenta postar em páginas. O aplicativo apresenta a mesma falha, segundo usuários.

O problema também está ocorrendo nos Estados Unidos e em outros países, segundo o Mashable.

O serviço de mensagens Messenger continua funcionando.

Procurado, o Facebook ainda não se manifestou sobre o problema.

Terra

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gabriel disse:

    #Facebug .. e é assim que o Facebook abre brecha para concorrentes..
    Esse é meu ver !

App falso no Facebook rouba dados com promessa de acesso ao histórico

20131014140211A empresa de segurança Symantec identificou um aplicativo falso no Facebook que promete acesso ao histórico de visitas como isca para roubar informações confidenciais. A mensagem falsifica a página inicial da rede e explica o serviço em inglês. (veja abaixo)

Convidados pela proposta, os curiosos que inserem seus dados pessoais acabam por instalar um arquivo conhecido como “Infostealer” (Ladrão de informações). O malware capta os dados da vítima e os encaminha ao e-mail do invasor, que, segundo a Symantec, está inativo há dois meses.

Para se proteger, os internautas devem seguir as recomendações de sempre como verificar a procedência do aplicativo, evitar clicar em links suspeitos e não fornecer informações pessoais em locais virtuais desconhecidos.

Olhar Digital UOL

Facebook: agora você não pode mais se esconder da busca da rede social

32671.48325-FacebookAcabou a privacidade (ou parte dela): o Facebook removeu a opção de ocultar perfis na busca da rede social e no Graph Search (Busca Social). Isso significa que não será mais possível esconder sua conta dos resultados de pesquisas feitas por outros usuários do site, até mesmo aqueles que você bloqueou.

A novidade não é surpresa, já que a página informou em dezembro do ano passado que essa opção seria desativada primeiro nos perfis dos internautas que não utilizavam o recurso. A partir de agora, todos os usuários da rede social terão de se adequar à nova regra. Quem tinha habilitado a opção vai receber um lembrete sobre a mudança nas próximas semanas.

De acordo com Michael Richter, chefe de privacidade do Facebook, a configuração foi removida porque “as pessoas não a estavam usando e não se importam com ela”. Richter completou dizendo que muitos usuários acharam confuso quando tentaram encontrar pessoas que eles mesmos conheciam ou tinham adicionadas, o que levou a rede social a repensar o modelo de pesquisa usado no site.

Vale lembrar que, mesmo com a função ativa, outras pessoas poderiam visualizar seu perfil se quisessem. Bastava entrar na conta de um amigo ou conhecido que você tenha adicionado, ou procurar pelo seu nome em marcações de fotos e postagens.

Há quem aprove ou até mesmo ignore a nova medida. Contudo, como observa o pessoal do TechCrunch: “Manter a ferramenta ativa dava aos internautas uma falsa sensação de segurança, e isso justifica por que o Facebook a removeu. Por outro lado, deveria ter fornecido um controle de privacidade mais forte nas opções de busca da página, e não reduzi-lo a opções mais fracas”.

Esta não é a primeira e talvez não seja a última mudança nas questões de privacidade do Facebook. No começo de setembro, a rede social alterou sua Política de Uso de Dados que diz o seguinte: “Você nos dá permissão para usar o seu nome e imagem do perfil, seu conteúdo e informações em conexão com conteúdos comerciais, patrocinados ou relacionados (como uma marca que você gosta)”.

Ou seja, se o Facebook quiser fornecer seu nome e foto de perfil para empresas ou entidades comerciais, ele pode fazer isso com o seu consentimento. E sem que você receba nada por isso.

Canal Tech

Facebook cumpre ordem judicial brasileira e remove posts ofensivos

 

facebook-1Em ofício enviado nesta quinta-feira (3/10) ao juiz Régis Bonvicino, da 1ª Vara Cível de Pinheiros (SP), a empresa Facebook Serviços Online do Brasil Ltda. informou que, em cumprimento ao determinado pelo magistrado, foram excluídas 22 mensagens com conteúdo considerado ofensivo, e que motivaram ação de indenização proposta por Eudes Gondim Júnior contra Luizeani Altenhofen.

Em despacho na véspera, o juiz fixara prazo de 48 horas para que o Facebook removesse os comentários, sob pena de a rede social ser retirada do ar em todo o país.

O advogado Celso de Faria Monteiro, do escritório TozziniFreire Advogados, que representa o Facebook, informou na manifestação ao juiz que “após contato mantido com os patronos do autor [advogado Paulo Esteves, que representa Eudes Gondim Júnior], foram identificadas as URLs, isto é, os endereços eletrônicos específicos do conteúdo que, por ora, entende-se serem ofensivos e portanto objeto da ordem judicial”.

Segundo Monteiro registrou, “essas informações foram imediatamente repassadas aos operadores do Site Facebook, e tal qual determinado por este MM. Juízo, já não estão mais disponíveis e não podem ser visualizadas”.

Em despacho proferido nesta quinta-feira , o juiz Bonvicinco anotou que “as URLs já estavam no processo desde o dia 6/6/2013″.

Segundo o magistrado, isso “demonstra que as informações lançadas na petição de fls. 350/351 [alegando que o gerenciamento era feito nos Estados Unidos] se caracterizam, em tese, como pura desobediência civil internacional, superada neste dia, pelo acatamento do sistema legal brasileiro, uma obrigação óbvia de qualquer empresa estrangeira que opere no país”.

A Facebook Serviços Online do Brasil Ltda. –que é terceiro interessado no processo– deixara de cumprir a ordem de remoção, dada em decisão liminar, em abril. O magistrado reiterou a determinação em junho.

Em julho, os advogados da rede alegaram que “o Facebook Brasil não é o responsável pelo gerenciamento e do conteúdo e da infraestrutura do Site Facebook”, incumbência que caberia a duas outras empresas autônomas, nos EUA e na Irlanda.

No despacho proferido na quarta-feira, Bonvicino considerou essa afirmação “uma desconsideração afrontosa à soberania brasileira”.

Folha

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. railson disse:

    essa confusão é so porque alguem quer ser prefeita de mossoró e o povo não quer, procure outro meio de vida minha senhora

Ação judicial pode tirar Facebook do ar no Brasil

acao-judicial-pode-retirar-facebook-do-ar-no-brasilUma ação judicial pode retirar o Facebook do ar no Brasil. Um juiz determinou que a rede social deveria excluir algumas postagens ofensivas contra um usuário. O Facebook Brasil pediu a url e depois informou que não poderia remover porque esta ação era encargo da sede presente nos Estados Unidos e na Irlanda.

“O Juízo determinou ao Facebook que removesse os posts ofensivos, feitos contra Eudes Gondim Junior, por Luizeani Altenhofen, no dia 05/04/2013.O Facebook solicitou que o Juízo indicasse as URLs da pagina acima mencionada. O autor da ação, Eudes Gondim Junior, juntou os URLs a fls. 312 e seguintes. O Juízo reiterou a determinação para que o Facebook cumprisse a decisão exarada, no dia 12/06/2013. O Facebook, em 31/07/2013, afirmou que não é responsável pelo gerenciamento do conteúdo e da infraestrutura do site Facebook: “é importante esclarecer que o Facebook Brasil não é o responsável pelo gerenciamento e do conteúdo e da infraestrutura do Site Facebook. Essa incumbência compete a duas outras empresas distintas e autônomas, denominadas Facebook Inc. e Facebook Ireland LTD., localizados nos Estado Unidos da América e Irlanda, respectivamente”, informa a ação.

O juiz, obviamente, não aceitou a resposta e estipulou um prazo de 48 horas para cumprimento da ordem. Assim sendo, em caso de descumprimento, a rede social poderia parar de operar em todo o Brasil. “Se o Facebook opera no Brasil, ele está sujeito às leis brasileiras. A afirmação, acima transcrita, torna-se ainda mais sombria se confrontada com a petição fls. 167/170, na qual o Facebook solicitava os URLs necessários para obedecer a ordem judicial. Se o Facebook solicitou os URLs, solicitou para poder remover as páginas, confessando em consequência seu poder de administração de sua própria rede social. Portanto, é de se concluir, em tese, que a petição de fls. 350/351, é ela mesma, in re ipsa, um ato de desobediência legal frontal, praticado por uma empresa recalcitrante então. O Facebook tem 48 horas de prazo para cumprir a ordem judicial, sob pena de ser retirado do ar, no país todo, porque, ao desobedecer uma ordem judicial, afronta o sistema legal de todo um país”, conclui.

Uma nova atualização, porém, descreve uma audiência de instrução e julgamento marcada para o dia 06/11/2013. Vamos aguardar para obtermos novos detalhes deste processo.

R7 via Tech Mestre

Facebook e Cisco querem oferecer wi-fi gratuito em locais públicos. Em troca, recolheriam dados dos usuários

ciscoA Cisco Systems disse nesta quarta-feira que está trabalhando com o Facebook para oferecer acesso Wi-Fi gratuito à internet em lugares públicos, como hotéis ou lojas de varejo, para os consumidores que façam login no Facebook.

Um visitante poderia conectar-se à rede em um hotel simplesmente entrando no aplicativo do Facebook em seu celular, disse a Cisco. A empresa também demonstrou como poderia funcionar em um hospital enquanto o presidente John Chambers fazia um discurso na conferência Interop em Nova York.

Chambers disse que varejistas poderiam fazer promoções sob medida ou dar informações para consumidores que acessarem a internet por meio do Facebook quando ingressarem nas lojas.

A Cisco disse que alguns consumidores da sua tecnologia Connected Mobile Experience Wi-Fi estão atualmente testando o sistema.

Enquanto a Cisco busca vender equipamentos de rede, o Facebook parece estar seguindo seu rival Google na coleta de dados sobre compras e navegação na rede dos consumidores, para oferecer anúncios dirigidos.

Mais cedo neste ano, o Google anunciou planos de levar acesso de internet sem fio para 7 mil cafés da rede Starbucks Corp nos Estados Unidos.

O Globo

Facebook tem 100 vezes mais spam que outras redes sociais

imagem.phpCom a movimentação crescente das redes sociais, era de se esperar que os distribuidores de spam migrassem também. E claro que os sites que reúnem mais audiência são os principais alvos desse mercado. Um estudo comprova que o Facebook e o YouTube têm, cada um, 100 vezes mais spam do que qualquer outra rede social no mundo.

O site de Mark Zuckerberg é o que mais oferece perigo, já que recebe quatro vezes mais ataques de phishing. Enquanto isso, há cinco conteúdos de risco (palavrões, ameaças, discurso de ódio, insultos) no YouTube para cada um postado em todas as redes sociais.

Efetuado pela Nexgate e divulgado pelo AllFacebook, o levantamento levou em conta mais de 60 milhões conteúdos únicos em mais de 25 milhões de contas no Facebook, Twitter, Google+, YouTube e LinkedIn entre 2011 e 2013 e descobriu que houve um aumento de 355% na quantidade de spam direcionado a esses serviços na primeira metade deste ano.

Uma em cada 200 mensagens em mídias sociais é spam, e esse tipo de postagem está crescendo mais rapidamente que a taxa de comentários comuns.

Olhar Digital UOL

Nova busca do Facebook deixará a rede mais parecida com o Twitter

FacebookDado-RuvicReutersDe acordo com nota oficial postada nesta segunda-feira pelo Facebook, o site passará a abranger em sua busca Graph Search postagens e atualizações de status, com direito a modificadores de tempo, local e pessoas, de modo a refinar a pesquisa.

A novidade tirará proveito da recentemente anunciada adoção dos hashtags, copiando a bem sucedida ideia do Twitter.

“Nossa intenção é permitir que usuários busquem posts entre diferentes grupos sociais dentro de um tópico”, diz a nota. “A Graph Search permitirá também pesquisas baseadas em locais marcados e em função de envolvimentos com outros usuários, por exemplo: “Quais posts existem sobre os Beatles postados por meus amigos?” ou “Quais posts minha amiga Miriam comentou?”

Segundo o “Ars Technica”, a nova busca do Facebook, que por ora só está disponível para usuários localizados nos Estados Unidos e que tenham o inglês como idioma configurado, estará sujeita aos controles de privacidade do site, ou seja, usuários não poderão ver resultados que não lhes estariam acessíveis de outra maneira. Para usuários situados no Brasil ainda não há previsão de funcionamento.

A nova busca do Facebook alcançará o histórico completo de postagens públicas de todos os usuários. Com a novidade, o Facebook espera que se vá criar uma onda de atividade de feeds semelhante à que existe no Twitter.

O site informa que a novidade irá sendo oferecida aos poucos para o universo de usuários que já possuem o Graph Search. E adverte na nota: “Se existe alguma coisa na sua timeline que você não queira que se torne disponível às buscas públicas, é hora de ajustar suas configurações de privacidade”.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jose disse:

    Governadora vai pagar os aposentados, eles serviram muito para o progresso do nosso estado, incompetente.

Mulher aceitará traidor de volta se ele conseguir 10 mil curtidas

102_2737-alt-blog-cheated 102_2737-alt-blog-traicaoSonya Gore flagrou Ivan Lewis a traindo. Mas ela está disposta a perdoar: obrigou o marido a pôr uma mensagem no Facebook confessando a pulada de cerca. Se ele conseguir 10 mil curtidas, Sonya o aceitará de volta.

Na verdade, desde 2010, Ivan tem um histórico de traições, que acabou levando o casal a se separar. Depois de dois anos, o traidor procurou a amada pedindo mais uma chance. Ela, então, condicionou a volta à exposição de Ivan na rede social.

Até a tarde desta sexta-feira, ainda faltavam 5 mil curtidas…

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cláudia Souto disse:

    Coisa besta, lesa… Eca…

Facebook testa serviço de pagamento para smartphones e tablets

3807.9567-Facebook-no-celularO Facebook quer facilitar as compras realizadas em tablets e smartphones. Por isso, o site lançou nesta semana um recurso que permite preencher dados de apps de pagamentos automaticamente, o chamado Autofill. O projeto, que por enquanto está disponível a um número restrito de internautas, é um resultado de parcerias da rede social com PayPal, Braintree e Stripe, que possuem soluções de pagamentos móveis. Os primeiros aplicativos que nasceram dessa aliança são o JackTheads e o Mosaic.

O novo recurso permite realizar pagamentos em poucos toques no seu smartphone usando as informações que já estão armazenadas no seu Facebook – caso você já tenha realizado alguma compra na rede social.

Informações sobre quando o Facebook pretende disponibilizar o serviço para todos os usuários do site ainda não foram reveladas.

No entanto, vale ressaltar que, no momento, tudo funciona como uma aliança. Talvez no futuro o Facebook queira entrar na competição processando os pagamentos por conta própria, como nota o “Tech Crunch”, mas nada é fato ainda. Se um desenvolvedor usar a Braintree com o Autofill With Facebook, a Braintree ainda ganhará com o processamento financeiro. Entretanto, os três parceiros do site de Mark Zuckerberg podem virar dois em breve, já que o PayPal pode comprar em breve o Braintree.

E você, confiaria seus dados bancários ao Facebook?

Canal Tech

Chocante: Pelo Facebook, jovem anuncia que vai se matar e cumpre promessa em Mossoró

SUICIDODe acordo com o blog Passando na Hora, um dos mais lidos da região Oeste do Estado, uma jovem publicou no Facebook uma arma que iria por fim a sua vida, deixando muitos amigos angustiados com tal possibilidade. Infelizmente aconteceu.

Na tarde desta sexta-feira (20), a jovem foi encontrada morta no bairro Abolição III, em Mossoró. Confira despedida na íntegra:

ScreenHunter_1015 Sep. 20 15.26 ScreenHunter_1016 Sep. 20 15.26Material: Passando na Hora

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bosco disse:

    Que pena ! Uma jovem extermina a sua própria vida, aparentemente por um motivo tão fútil. No momento do seu maior desespero, ainda afirma não acreditar noutra vida. É o que provoca a falta de DEUS em nossos corações. Descança em paz e que Deus tenha misericórdia de tua alma. (nada justifica tirar a própria vida).

    • RN disse:

      Realmente foi uma pena o ocorrido, mas isso não tem nada a ver com acreditar ou não em Deus. Muitas pessoas que acreditam em Deus se suicidam.

    • Bruna disse:

      Nao eh soh isso, Bosco. Ela tambem sofria preonceito por ser transexual

Facebook cria recurso para prevenir suicídios

5048.9406-facebook-suicidioO Facebook anunciou nesta semana uma nova ferramenta que ajuda a prevenir suicídios das pessoas que publicam mensagens sobre o tema no site. Ao digitar a palavra “suicídio” na barra de pesquisas da rede social, é exibida uma página que contém links e orientações sobre entidades que podem ajudar tanto o suicida, como quem viu mensagens suspeitas de algum colega.

Joe Sullivan, diretor de segurança do Facebook, indicou que a novidade chega ao site devido ao grande índice de suicídios no planeta. “A Organização Mundial de Saúde informa que, a cada ano, quase 1 milhão de pessoas morrem por conta de suicídio. Isso é trágico. E o impacto disso é muito maior – estudos mostram que cada suicídio afeta diretamente outras seis pessoas, pelo menos”, diz o comunicado publicado na rede social.

Também é possível denunciar uma publicação suspeita. Nesse caso, o Facebook entrará em contato com as autoridades locais, se for necessário. Para os usuários que precisam ajudar os amigos com tendências suicidas, a rede social disponibilizou um infográfico com algumas dicas – em inglês.

Casos de suicídio relacionados à rede social não são raros. A jovem italiana Carolina Picchio, 14, pulou da janela de seu quarto por não suportar o bullying que começou na rede social: Um vídeo no qual aparece bêbada e caída em um banheiro durante uma festa foi postado no Facebook e os amigos do ex-namorado da garota comentaram a publicação insultando-a. A rede social corre o risco de ser processada por negligência.

No ano passado, o caso que mais ganhou destaque na mídia foi o da canadense Amanda Todd, que chegou a postar um vídeo no Youtube contando a história de abuso e assédio que envolveu um indivíduo que usou o Facebook para chegar aos seus amigos. Após o bullying sofrido por ter publicado uma mensagem de suicídio na rede social e ter recebido diversas mensagens ofensivas como resposta, Amanda tirou a própria vida. Segundo o grupo Anonymous, o criminoso que assediou a jovem era um ex-funcionário do Facebook chamado Kody Maxson.

Canal Tech