Polícia faz alerta que golpistas clonam contas no Whatsapp com falsa pesquisa sobre Covid-19 no RN

Foto: Reprodução

Criminosos se passaram por pesquisadores do Ministério da Saúde para aplicar um golpe e roubar contas de Whatsapp de potiguares. O crime não para por aí. Ao ter acesso ao aplicativo, os golpistas se passam pela vítima e pedem dinheiro a conhecidos, que podem se tornar novas vítimas.

Esse é mais um entre golpes cibernéticos que vêm sendo investigados pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte, que alerta para cuidados na hora de atender a uma pesquisa ou realizar compras pela internet, por exemplo. Leia reportagem completa do G1-RN AQUI.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Macho todo disse:

    Eu não dou dinheiro nem ao vivo, que dirá por telefone. Mando logo o galado se fuder. Povo besta do caralho

  2. Julia disse:

    Eita povinho burro!

  3. Gustavo mafra disse:

    Isso faz tempo. Não tem nada haver com covid. A pessoa se passa por amigo e pede dinheiro.

Vacinação adiantada de Doria divide governadores e gera mal-estar em grupo de WhatsApp

A decisão de João Doria (PSDB-SP) de aplicar a primeira vacina nesse domingo (17) gerou mal-estar. Em grupo de WhatsApp de governadores, Wellington Dias (PT-PI) disse que a atitude foi lamentável. “O entendimento sempre foi o Brasil numa mesma data. Um estado coloca os demais como de segunda categoria”, escreveu.

A insatisfação chegou a Eduardo Pazuello (Saúde), que sentiu confiança para convidar governadores a um ato simbólico nesta segunda-feira (18).

Até o fim da noite, Doria não tinha respondido no grupo. Nos bastidores, governadores se dividiram. Alguns dizem ter sido uma atitude previsível do tucano, de explorar politicamente os efeitos do acerto de ter apostado na ciência e na vacina contra o negacionismo de Jair Bolsonaro e seu ministro. Outros endossaram a crítica.

Na visão de parte do grupo, a ação do governador paulista deu sobrevida a Pazuello. Quem não concordou decidiu ir para o lado do enfraquecido ministro com a justificativa de que devem todos se unir ao plano nacional de imunização.

Quem criticou Doria diz que o ato convocado pelo titular da Saúde estará maior por causa da insatisfação gerada. Alguns deles tinham o mesmo discurso de Pazuello: a vacina é do SUS, não de SP. Convidado para a cerimônia, Doria enviará o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) em seu lugar.

Desde o início da pandemia, o governador de São Paulo tomou a liderança em medidas que observavam a ciência, enquanto o presidente da República tentava minimizar a pandemia.

De um lado, Doria apostou em ações de isolamento social da população, seguindo orientação de especialistas, e, de outro, passou levantar a bandeira da vacina. Virou, assim, o maior contraponto a Bolsonaro, tendo apoio também de colegas governadores.

Painel – Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Chico bateu no bode disse:

    Querem apadrinhar a vacina, esquecem que a o SUS desembolsou milhões na terceira fase.

  2. Claudio disse:

    É cada comentário bosta! Como se calça apertada fosse um jesus. Anvisa fala que a coronavac não vale merda mesmo assim liberou. Tem tbm a Oxford que é mais eficaz e só falam na coronavac, tudo politicagem! Tá chegando carnaval kkkkk

  3. Rodrigo disse:

    O Doria apostou na ciência segundo o texto certo? Quais os números da Pandemia em São Paulo? Melhores que o resto de Brasil?

  4. André Pinto disse:

    só criticou Dória os governadores "CALÇA FOLOTES" que são incompetentes e só vão vacinar os seus cidadãos por causa da persistência do governo de São Paulo. Porque se fossem depender do rascunho de presidente, terminava o ano e ninguém se vacinava.

    Da mesma forma, esses incompetentes não criticam o desgoverno que chegou a envelopar um avião para nada, porque ia buscar uma vacina que a índia não vendeu.

    Mas a inveja mata… tome cuidado para não se contaminar.

    Da próxima sejam competentes e façam como Dória… trabalhe.

  5. Bruno disse:

    N gosto de doria mas ele foi o cara sim. Agiu como presidente sim.

  6. Japiense disse:

    1Cara de atitude. Não ficou esperando a (in)ação do governo federal. AGIU!

  7. Cabo Silva disse:

    PRESIDENTE MOSTRA CLOROQUI A A EMAS NO PALÁCIO.

    DORIA VACINA!

  8. Vitor disse:

    Esse calça colada é um palhaço. 100% politicagem. Cadê os dados completos? O PCC não permite. A garota propaganda já tomou a terceira dose. Mas já que é caldo de batata, tá tudo certo kkk

  9. Jailson disse:

    Incompetência extrema desse governo Bolsonaro militar.

    • Fernando Palhares disse:

      Verdade, competente eram os governos anteriores que faziam da corrupção a moeda de apoio comprando a mídia, congresso, empresas e financiava as ditaduras de Cuba, Venezuela e tantas outras. Competente era o governo anterior que produzia um escândalo de corrupção por mês e levou as empresas públicas a operar no vermelho por anos

  10. Argemiro Firmino Linhares disse:

    Não vou defender nem atacar ninguém, mas existem situações peculiares nessa pandemia.
    Qual governador ficou a frente da PROIBIÇÃO NO USO DA IVERMECTINA, CLORIQUINA e ZINCO? Qual estado brasileiro tem o maior número de mortes com covid 19? Qual governador tem dado espetáculo na mídia, fazendo da pandemia uma irresponsável disputa política?
    Qual a UNICA vacina que teve propaganda da mídia e foi defendida por 01 governador? Qual o governador, que MESMO SEM COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA e testes DEFENDEU e COMPROU antecipadamente uma vacina?
    Se essas perguntas tiverem apenas 01 NOME como resposta, fica a dita: "PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER VÊ e SE DEIXA MANIPULAR".

    • João Maria disse:

      Parabéns pelo comentário, Argemiro!

    • Waldemir disse:

      Parabens pelo comentário
      Si para acrescentar por que ele fez de tudo para nao entregar os 6 milhões de dose que tinga em SP
      R É por que nao tinha 6 milhões duvido que tinha e duvido que vai vacinar o numero de pessoas que ficou de vacina lá

    • Ignácio disse:

      Quem comprou foi o SUS.
      A vacina é do SUS, não é de São Paulo.
      Satisfeito??
      Esse Doria é um canalha discarado, faz da desgraça alheia, uma politicagem sebosa.
      Essa a verdade.
      Desde o início que ele faz essa presepada, tentando abafar o aumento dos impostos.
      Um cara desses não serve pra presidir um país.
      É um safado.
      Vota quem quer, mas sabendo quem ele é.
      É um Fanfarrão!!

  11. Arly Araujo disse:

    O choro é livre. Queria que minha Governadora também pulasse a frente e começasse logo a vacinação. Farinha pouca meu pirão primeiro. Quero ver o morador de São Paulo reclamar. Cambada de babacas quem critica. Ele bancou a vacina do Butantã, então ele que receba os louros e Bolsonaro que se lasque.

  12. Jose de Arimatea Lopes Fernandes disse:

    Dória pode ser tudo, agora ninguém pode tirar dele o direito de ser o maior responsável pelo o programa de vacinação no Brasil.
    Reagiu todas as teses negativistas de Bolsonaro e seus comparsas, investiu no Butantã, produziu e estocou vacinas, enquanto o Presidente insistia no receituário de suas grarrafadas primitivas.

  13. ZéGado disse:

    Governo incompetente.
    Negacionista, achismo, boiada imunda. Atrapalha quem quer agir e salvar vidas.

  14. Teobaldo A Dantas de Medeiros disse:

    Doria é o maior combustível desse governo. É o que ele faz que impulsiona essa cambada de milico incompetente!!!

    Obrigado, Doria!!!

  15. Calígula disse:

    Dória é um moleque e Bolsonaro tem razão.
    Dóriana adora exibicionismo.

  16. Canhoto potiguar disse:

    Piauí não é de segunda categoria.
    É de quinta.

  17. Ivana Maria Cardoso disse:

    Quem faria diferente???

    BANDO DE INVEJOSO, RECALCADO

VÍDEO: Entenda o que muda nas regras do WhatsApp e por que isso é controverso

A notícia viralizou e gerou reação em todo mundo – incluindo do homem mais rico do mundo, Elon Musk: o WhatsApp vai compartilhar seus dados com o Facebook, que é seu dono. E não aceita não como resposta.

Mas será que é isso mesmo? E o que significa? Neste vídeo, o repórter Ricardo Senra explica o que de fato ocorreu e mostra que, na verdade, esse compartilhamento já existe há muito tempo e para muita gente.

BBC

Após WhatsApp mudar regras de privacidade, app deixa de ser o mais baixado do Brasil, e vê Signal e Telegram na ponta

Foto: Reprodução

A plataforma Sensor Tower mostrou que, nesta semana, o aplicativo Signal já é o mais baixado da categoria comunicação entre os brasileiros que usam aparelhos Android e o segundo para quem tem iOS. Então o WhatsApp foi para segundo lugar? Nem isso! Depois do Signal, o segundo mais baixado é o Telegram. O aplicativo que foi por muito tempo o rei dos downloads no Brasil está agora em terceiro lugar no ranking.

CNN Brasil

Novos termos do WhatsApp para 2021 desagradam usuários e provocam aumento de popularidade do mensageiro Signal

Foto: Montagem

O número de downloads do Signal, mensageiro “ultrasseguro” e rival do WhatsApp, cresceu consideravelmente nesta semana. A plataforma veio ao Twitter nesta quinta-feira (7) dizendo estar entusiasmada com o grande número de cadastros, e ciente de atrasos no envio de códigos de verificação do mensageiro, dado o grande número de contas criadas nos últimos dias.

A popularidade do Signal ficou em evidência após o CEO das companhias multimilionárias Tesla e SpaceX Elon Musk publicar para seus mais de 41,5 milhões de seguidores no Twitter a mensagem “Usem Signal”. O tuíte de Musk foi postado logo depois do WhatsApp divulgar suas novas e controversas políticas de privacidade. A mudança nos termos de uso do app obriga que usuários aceitem o compartilhamento de suas informações com o Facebook, caso queiram continuar utilizando o mensageiro.

O bilionário Elon Musk publicou dois tuítes em sequência, nesta quarta-feira (6), em alusão às empresas do Facebook. O primeiro alfinetou a rede social, e o segundo, o mensageiro. Sem mencionar as companhias diretamente, Musk publicou um meme com peças de dominó que relacionavam a proposta inicial do Facebook de classificar mulheres em “gostosas ou não” na universidade aos acontecimentos recentes da invasão de extremistas ao Congresso dos Estados Unidos. Logo em seguida, Musk publicou “usem o Signal”.

Como enfatiza o site americano The Verge, não está claro se o bilionário está ciente das mudanças de privacidade do WhatsApp, que passam a vigorar dia 8 do próximo mês. Dentre as novas políticas do mensageiro estão uma maior integração entre o Facebook e o WhatsApp, deixando claro a intenção do app de mensagens em compartilhar dados de usuários com empresas parceiras do Facebook.

Alguns dos dados que poderão ser compartilhados pelo mensageiro com a rede social são o endereço de IP do usuário, número pessoal de telefone, foto de perfil, informações como o “visto por último” dos status, atividades realizadas no WhatsApp — incluindo como o usuário interage com outras contas e empresas no mensageiro —, além de sua lista de contatos.

Não está claro se o número de usuários do Signal cresceu por conta do tuíte de Musk ou em resposta às novas políticas de privacidade adotadas pelo WhatsApp. Vale lembrar que tanto o Facebook quanto o WhatsApp se envolveram em atritos com a Apple recentemente, depois que a companhia da maçã divulgou melhorias em privacidade na atualização do iOS. Dentre as melhorias estão novas regras anti-rastreamento, além de exigências que determinam que apps na App Store deixem em evidência as permissões requeridas e quais dados dos usuários são coletados.

Em resposta enviada para o site americano The Verge, o WhatsApp diz que “continua profundamente comprometido em proteger a privacidade das pessoas” e que as novas políticas de privacidade do mensageiro não vão afetar “a forma como as pessoas se comunicam em particular com amigos ou familiares” no WhatsApp.

Globo, via Techtudo, The Verge, Bloomberg, TechCrunch e Arstechnica

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    E tudo farinha do mesmo saco, todos mantidos pelo dono do Facebook.

  2. jackson disse:

    Cuidado é o globo que está dado formando.

  3. Ti disse:

    Vai todo mundo pra o Telegram e deixa esse arrombado com esse whatsapp dele

Clonagem no WhatsApp cresce no Brasil e especialista ensina como evitar golpe

O aumento do número de clonagem no WhatsApp tem atingido milhares de pessoas em todo o Brasil. E isso acontece de variadas formas, mas o objetivo é um só: roubar dados e usá-los em outros tipos de crimes.

As fraudes provocadas prejudicam não só quem tem seu número clonado como também quem é vítima dos golpistas que usam dados de terceiros. Instituições, empresários e políticos têm sido vítimas desse tipo de crime no Rio Grande do Norte.

Com atuação há mais de dez anos no segmento de tecnologia e vendas, João Carlos de Medeiros alerta para os perigos que este golpe pode acarretar a quem tiver seu número de telefone clonado. “Podem roubar seus dados para usar em outras compras, para dar outros golpes”, disse.

Além disso, ele disponibilizou uma das suas aulas gratuitamente para que mais pessoas protejam os seus celulares e evitem que seus números sejam clonados. A aula “Anti-Fraude do WhastApp”, está disponível no perfil @joaocarlosvendas no Instagram (https://www.instagram.com/p/CCYR89mlOdn/). “A ideia é mostrar a todos os usuários e empresas a se protegerem dessas fraudes”, comentou.

João Carlos Vendas, como é mais conhecido, ensina outros vendedores a conquistarem mais clientes por meio das ferramentas digitais como o Facebook e o WhatsApp por meio de cursos on-line e consultorias presenciais em diversas empresas por todo o Brasil. “Principalmente com o cenário que vivemos por causa do novo coronavírus, o mundo digital tem sido muito procurado e bastante utilizado por pessoas e empresas”, disse.

Entre as dicas, estão a verificação de duas etapas que o próprio WhatsApp disponibiliza e que ele ensina passo a passo como ativá-la imediatamente para ficar mais protegido. “Infelizmente, existem pessoas que usam a tecnologia para prejudicar os outros. A ideia aqui não é causar medo, mas orientar e ensinar como usar as redes sociais da melhor forma e com toda a segurança”, concluiu.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Naldo disse:

    Clonam porquê o povo é burro, e na maioria das vezes tenta levar vantagem em alguma coisa aí se lasca

WhatsApp vai parar de funcionar em aparelhos antigos a partir de 2021

Foto: Thomas White – 28.mai.2020/Reuters

O Facebook anunciou nessa terça-feira (29) que não dará mais suporte para o WhatsApp em celulares lançados há mais de sete anos em 2021. A mudança valerá para aparelhos com sistemas Android e iOS.

A falta de suporte ao aplicativo fará com que ele deixe de realizar algumas funções gradativamente. A previsão para que ele pare completamente de funcionar é o dia 1º de fevereiro do ano que vem.

A justificativa dada pelo Facebook, que comprou o WhatsApp em 2014, é que sistemas mais antigos são mais vulneráveis a ataques, ou seja, se torna mais difícil garantir segurança para os usuários.

O Whatsapp é o aplicativo mais baixado no Brasil e principal meio de comunicação entre os brasileiros, segundo levantamentos da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing), relatório Estado do Mundo Móvel 2020 e Croma Insights.

Os aparelhos Android em que o aplicativo vai deixar de funcionar no próximo ano são: Samsung Galaxy S2, Motorola Droid Razr, LG Optimus Black e HTC Desire. Já de iOS serão: iPhone 5s, iPhone 5c, iPhone 5 e iPhone 4s — além de todos os outros iPhones anteriores.

Usuários do WhatsApp Web também serão impactados. A previsão da empresa é que pare de funcionar no dia 9 de março para o navegador Edge Legacy e no dia 17 de agosto para o Internet Explorer, que roda em Windows.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Romero Cezar da Câmara disse:

    Pode parar. Vou pro tik tok.

  2. Tico de Adauto disse:

    Comprei meu IPhone 12 Max e não tenho q me preocupar com essa notícia.
    Vou pagar em 72 parcelas.

  3. Pixuleco disse:

    Não me preocupo , comprei o meu novinho em 18 vezes no crediário , estou pagando com s parcela do auxílio que tenho certeza que vai continuar . Tonho vai pagar 💰!

Varejo se apoia no WhatsApp para manter o ritmo de vendas para o Natal

Foto: Divulgação

Os dados indicam um Natal superaquecido para o mercado digital. A pandemia do Coronavírus acelerou a modernização de alguns processos já previstos por especialistas, um deles foi o das compras online. Elas tiveram a maior alta dos últimos 20 anos, um crescimento de 47% no 1º semestre de 2020, de acordo com relatório Ebit/Nielsen. Cerca de 7,3 milhões de novos consumidores optaram pelas compras virtuais, levando lojistas a apostarem em novas formas para atender esse público.

Com as pessoas passando mais tempo em casa e utilizando cada vez mais as redes, a tecnologia se tornou a grande aliada dos comerciantes, especialmente através de plataformas de interação, como o aplicativo de conversas WhatsApp, uma utilidade presente em 99% dos smartphones brasileiros, de acordo com dados da Opinion Box. A ferramenta tem sido vista como uma das mais promissoras no setor de vendas.

“As pessoas querem atendimento personalizado e rápido, o empresário precisa compreender e se adaptar a isso para não ficar para trás”, explica João Carlos, consultor empresarial e especialista em vendas pelo WhatsApp. “É uma ferramenta muito acessível e popular. A utilização é simples, mas para realizar vendas de verdade, é preciso saber como usar a plataforma e criar uma jornada eficiente para o cliente”, pontua.

Veio pra ficar

Buscar alternativas para se comunicar e se relacionar com o cliente pela internet parece realmente ser um caminho sem volta. A Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) apontou que 70% da população pretende continuar comprando pela internet, mesmo após o fim da pandemia.

Mas nem tudo está perdido para quem ainda não buscou se atualizar. “É sempre tempo! Os conhecimentos podem ser aplicados no período de alta demanda, como é o caso das festas de fim de ano, mas também em outras épocas. Afinal, quando a gente sai do WhatsApp?” questiona o João Carlos.

Vender online

Para alguns parece simples, para outros, uma enorme dificuldade, mas vender online por WhatsApp é uma realidade próxima e eficaz. Em Natal, diversas empresas já implantaram a metodologia e garantem que o volume de vendas apresenta crescimentos exponenciais. “Entender como funciona o aplicativo e configurá-lo para que possamos realizar atendimentos de maneira ágil e eficaz é o ponto principal”, comentou Lucianna Araújo, gerente comercial da loja Potiguar Honda.

Para auxiliar vendedores e empresários que estão em busca de modernizar o seu processo de comercialização, João Carlos, que atua há mais de 10 anos no setor e já percorreu mais de 200 cidades do Brasil palestrando e ministrando cursos sobre vendas online criou o curso WhatsVendas, um passo a passo com mais de 20 aulas, tutoriais, conteúdos diretos e de fácil entendimento.

Para mais informações acesse: www.whatsvendas.kpages.online/lojas ou pelo telefone 84 99681 5056.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ivan Dotti disse:

    O Whatsapp realmente é uma Ferramenta muito útil nos negócios Online.

    Prático e muito Objetivo.

    Parabéns pela Matéria e pelo Curso do WhatsVendas!!!

  2. Geraldo Cavalcanti disse:

    João Carlos é referência aqui em Natal! Profissional competente.

WhatsApp lança oficialmente botão de compras

Foto: Ilustrativa

Agora é oficial: usuários do WhatsApp Business já podem utilizam o botão de compras junto aos seus clientes. A opção que estava anteriormente apenas em fases de testes, agora foi incorporada à versão estável do app. O objetivo é ajudar empreendedores a expor seus produtos de maneira mais acessível dentro do aplicativo e ainda aumentar as vendas por meio do WhatsApp.

A nova funcionalidade pode ser conferida na parte superior da conversa com a empresa, onde o nome do contato fica visível. Ao clicar no ícone de vitrine, o usuário poderá conferir os produtos e serviços oferecidos pela empresa, isso se ela tiver cadastrado desta forma.

Outra mudança que pode ser observada na atualização do app é que as opções de chamadas de vídeo e voz foram unificadas em um só botão, o Chamadas. A alteração oferece ainda mais destaque para o botão de compras.

De acordo com a mais recente pesquisa Panorama Mobile Time Opinion Box sobre mensageria móvel, 78% dos usuários ativos mensais do WhatsApp afirmam que se comunicam com marcas pelo aplicativo.

Cabe destacar que a plataforma tem lançado novos recursos e ferramentas constantemente, isto considerando as movimentações dos usuários dentro do app e tendências de comportamento. Também vale lembrar que o botão de compras ainda não tem ligação direta com o WhatsApp Pay.

Expectativa é que em breve o serviço de pagamentos do WhatsApp já esteja funcionando no Brasil. Créditos: Daniel Constante/Shutterstock

WhatsApp Pay

O aplicativo de mensagens instantâneas do Facebook deve ficar cada vez mais propício para realizar compras. Em busca deste objetivo, no início deste ano, a gigante da tecnologia anunciou o WhatsApp Pay, que permitirá que usuários mandem e recebam dinheiro via app. Desta forma, a conversa com a empresa poderá ser iniciada e finalizada dentro do próprio aplicativo, sem a necessidade do uso de outros sistemas para tal.

A Cielo, um dos parceiros que ajudou a trazer o WhatsApp Pay ao Brasil, espera que o Banco Central libere o início das operações do serviço ainda neste mês, sendo impulsionado pelo lançamento e funcionamento pleno do PIX no país.

Olhar Digital, via MobileTime

 

WhatsApp terá funcionalidade de mensagens temporárias

Foto: © REUTERS/Dado Ruvic/Direitos Reservados

O WhatsApp anunciou que terá um novo recurso permitindo mensagens temporárias. Nessa modalidade, o conteúdo enviado não ficará armazenado na memória do destinatário da mensagem, mas apenas durante um tempo determinado.

O usuário deverá ativar o modo de desaparecimento de mensagens. Nessa situação, o envio para um chat de conversa ficará no espaço para onde foi encaminhado o texto ou áudio durante sete dias. No caso dos grupos, a configuração será definida pelos administradores.

Em um comunicado institucional, a plataforma declarou que a intenção é fazer a conversa ficar “mais privada”. A companhia argumentou que o prazo de uma semana foi escolhido em uma tentativa de equilíbrio entre o não armazenamento de conversas para sempre e a manutenção do conteúdo durante alguns dias.

O recurso também reforça o caráter de defesa da privacidade dos usuários, ao permitir trocas de mensagens que não ficarão registradas.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Guilherme disse:

    E qdo é que vai parar de aparecer “online”? Odeio.

WhatsApp libera opção de silenciar conversas e grupos para sempre; saiba como usar

Foto: Ilustrativa

Para alívio geral, agora é possível silenciar conversas e grupos no WhatsApp por tempo indeterminado. A função está disponível nas configurações do aplicativo no celular: há a opção de silenciar por 8 horas, uma semana, ou então “para sempre”. O anúncio foi feito pelo WhatsApp em sua conta no Twitter nesta quinta-feira, 22.

Até então, o máximo de tempo permitido para desativar notificações era de um ano. O recurso de silenciar para sempre chegou também ao WhatsApp Web, versão do app de mensagens para computadores, no início deste mês.

A função estava em testes desde julho e foi revelada inicialmente pelo site WaBetainfo, site especializado em códigos beta do aplicativo de mensagem.

Saiba como silenciar notificações para sempre:

1. Verifique se o seu celular está com a versão atualizada do app do WhatsApp

2. Clique na conversa privada ou no grupo que você quer silenciar

3. Se você tiver um celular Android, clique em um botão com três pontinhos que fica na parte superior direita da conversa. Caso você tenha um iPhone, clique no nome do contato ou do grupo e abra as opções de conversa

4. Selecione a opção de silenciar notificações

5. Agora, é só clicar na opção “para sempre”, caso você tenha um celular Android, ou em “tempo indeterminado”, se você tiver um iPhone

6. Pronto, você está livre das notificações indesejadas!

Estadão

Guia de sobrevivência do Whatsapp – por Marcus Aragão

No início, uma maravilha. Ganhamos tempo com o aplicativo de mensagens. Fomos tomando gosto — ele foi entrando em nossa vida e hoje não conseguimos mais sair dele. Já sinto a abstinência se passar 5 minutos sem dar uma olhada. É como se estivesse perdendo algo. Por sinal, vou ver agora. Pronto, voltei.

Imagine a sensação de ficar offline. Não, não imagino. Simplesmente, não dá.

Reconectando… Tendo chegado no Brasil em 2009, já é utilizado por mais de 100 milhões de usuários no país. Durante todo esse tempo já deu para sabermos o que mais agrada e o que mais perturba metade da nação.

Pensando nisso, apresento os 7 maiores erros de quem utiliza o WhatsApp. Se você não faz, ótimo. Se faz, esse texto é para você pois não tinha coragem de te falar diretamente.

Vou começar com o pior de todos os males – o enviar áudios longos. O lugar mais quente no inferno está reservado para quem envia ladainhas sem fim. O ideal são poucos segundos mas com tolerância máxima de 1 minuto. 2 minutos você será excomungado e acima de 3 minutos, você deveria se retirar desse artigo.

Outro erro é adicionar as pessoas em grupo sem que elas tenham interesse. Para solucionar essa questão, os próprios desenvolvedores instituiram o convite. Ouvi um amém?

Se você tem algo urgente para falar, NÃO ENVIE mensagem. Ligue! A pessoa não tem como imaginar o seu desespero. Nem que você está lá embaixo esperando ela descer.

Tem gente que insiste em dar um solitário “Bom dia” —Terrível se você não completa com o assunto principal ou se não é a mãe do destinatário. Falta tempo para todos nós e ficar respondendo bom dia a torto e a direito não deixa o dia de ninguém mais feliz;

Quando Jan Koum inventou o aplicativo, tudo que ele queria era que soubéssemos quem está online. Mas isso não queria dizer que devemos responder de imediato. Tem gente que ainda liga na hora para constranger. Algo como, te peguei! Portanto, respeite seu interlocutor. Ele pode estar ocupado ou pensando na resposta.

Grupos podem ser excelentes para reunir amigos ou reunir pessoas com o mesmo interesse. Não convém enviar tudo que se passa pela sua cabeça. Pornografia, preferência política, correntes, ou mesmo o atrasado do Rubinho Barrichello que sempre chega por último.

E por fim, não fique interrompendo seus diálogos na vida real para olhar o Whatsapp — A pessoa vai entender essa mensagem na hora.

Se ao final deste texto eu tiver conseguido que apenas 1 áudio grande não seja enviado, já valeu a pena.

Marcus Aragão
Publicitário
Instagram @aragao01

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcela disse:

    Kkkkkkk texto muito divertido mas muito real! O WhatsApp aumenta mais ainda o imediatismo da sociedade atual.
    As vantagens são infinitas, claro, mas como diz o ditado: a diferenca entre o remédio e o veneno é a dose. É preciso saber dosar!

  2. Katarina azevedo costa Correia disse:

    Sempre veio para a agilidade principalmente quando moramos longe das pessoas que amamos !!! Mas tudo usado com respeito,

  3. Caroline disse:

    Muito bom, Marcus! Texto divertido e que nos faz pensar sobre o uso saudável da ferramenta! Parabéns!

  4. Ana Paula disse:

    Excelente!!! Espero que as pessoas leiam o artigo e o repliquem!

  5. Marília disse:

    Clareza e sinceridade. 👏👏👏👏

  6. Manoela Torres disse:

    Que texto maravilhoso. Conteúdo sincero e super bem elaborado. Parabéns 👏👏👏👏👏

  7. Albanisa disse:

    A ferramenta vem para facilitar as nossas vidas e o danado do uso indevido atrapalha e, muitas vezes, prejudica gravimente muitas vidas. É triste, mas é a nossa realidade. Muito obrigada Marcus por eu conseguir perceber o meu uso indevido que excelente ferramenta.

  8. Luciana Morais Gama disse:

    Esse tal de “bom dia” todo dia enche o saco!

TSE firma parceria com WhatsApp para identificar disparos em massa, robôs e banir contas

Foto: Reprodução internet

O Tribunal Superior Eleitoral anunciou, nesta quarta-feira, uma parceria com WhatsApp, Facebook e Instagram para combater a disseminação de fake news, de disparos em massa, e para divulgar medidas de segurança para o combate ao Covid-19 durante as eleições municipais de novembro.

No evento virtual, que contou com a participação do presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, e de representantes das três redes sociais, foi comunicado que o WhatsApp disponibilizará um canal de comunicação para denunciar contas suspeitas de realizar disparos em massa, o que é proibido.

— O TSE será a primeira autoridade eleitoral do mundo a ter um chart bot dentro do aplicativo, que permitirá aos eleitores interagirem com o Tribunal Superior Eleitoral no Whatsapp. Haverá um canal específico para que a Justiça Eleitoral e cidadãos possam denunciar contas suspeitas de fazerem disparos em massa. Recebida a denúncia, o Whatsapp conduzirá uma apuração interna para verificar se as contas indicadas violaram as políticas do aplicativo. E, se for o caso, irá bani-las — explicou Aline Osorio, secretária-geral do TSE.

Foi anunciada ainda parceria com Facebook e Instagram para ajudar a divulgar iniciativas para o combate às fake news e medidas de segurança para o enfrentamento ao Covid-19 na eleição municipal deste ano.

— Buscamos enfrentar o que tem sido chamado de comportamentos inautênticos coordenados: uso de robôs, perfis falsos, circulação em larga escala de notícias deliberadamente falsas. E enfrentar sem criar um novo mal que, seria a censura. A revolução tecnológica digital resultou nessa difusão dos computadores e no surgimento da internet. É importante impedir que as redes sociais, que têm um papel agregador, sejam utilizadas muitas vezes com maus propósitos, seja para vantagem ilícita, difamar pessoas e destruir componentes essenciais à democracia — disse Barroso.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Entregador De Pizza 🍕 disse:

    Esse advogado é o da milícia bolsonariana?

Veja como aumentar a privacidade e segurança de seu WhatsApp

Foto: Ilustrativa

Em 2016, o WhatsApp ativou a criptografia de ponta a ponta por padrão para todos os usuários – mais de um bilhão de pessoas. Com isso, o app tornou-se o maior mensageiro criptografado do mundo. Desde então, seu número de usuários já superou os dois bilhões.

Essa mudança radical significa que ninguém no Facebook, dona do WhatsApp, pode ler ou extrair dados das mensagens que você envia. Apenas os dispositivos na conversa são capazes de fazer isso, atuando como pontos finais na configuração de criptografia. Para decodificá-la, ambos os dispositivos devem verificar e trocar códigos de segurança conforme as mensagens são transferidas.

A criptografia usada no app foi originalmente desenvolvida pela Open Whisper Systems, o grupo por trás de um rival do WhatsApp, o Signal. Por mais que as mensagens no WhatsApp sejam criptografadas – e isso inclui chamadas, fotos e vídeos -, ele não é tão privado quanto poderia ser. Na verdade, o Signal é até mais recomendável para quem deseja o máximo de segurança e privacidade possível.

No entanto, a popularidade do WhatsApp é inquestionável, então pode ser difícil convencer seus amigos e familiares a usar um novo app. Então, já que isso pode demorar a acontecer, aqui vão algumas dicas para maximizar a segurança do seu WhatsApp.

Entenda os dados coletados

O WhatsApp pode coletar muito mais informações suas do que você pensa. Muito do que ele coleta é igual a qualquer outro app e está descrito em sua política de privacidade. Porém, o WhatsApp faz parte da família Facebook, e essas informações podem ser combinadas com outros dados que você passa à rede de Mark Zuckerberg – o mesmo acontece com outros apps da empresa, como o Instagram.

Seu número de telefone do WhatsApp, informações do dispositivo (tipo de telefone, sistema operacional e código do país do celular, por exemplo) e alguns dados de uso (quando entrou pela última vez, quando se registrou e com que frequência manda mensagens) são compartilhados com outras empresas do Facebook, e parte disso tem gerado controvérsia. Em maio de 2017, a empresa foi multada em 94 milhões de libras pela União Europeia por combinar números do WhatsApp com dados do Facebook depois de afirmar aos reguladores que não poderia fazer isso facilmente.

Como o Facebook planeja fundir a infraestrutura do Messenger, WhatsApp e mensagens do Instagram, qualquer compartilhamento de dados será examinado detalhadamente no futuro. Porém, vale reforçar que o conteúdo das mensagens não é compartilhado, porque nem mesmo o Facebook pode acessar a criptografia.

A maior parte do que o WhatsApp coleta é formada por metadados, que podem dizer muito sobre o comportamento do usuário. Sua política de privacidade diz que ele coleta informações sobre como você interage com outras pessoas (tempo, frequência e duração de suas interações com outras pessoas), informações de diagnóstico de quando o app trava, recursos de grupo, fotos de perfil, status e quando você está online.

Além disso, ele pode coletar dados sobre o nível de bateria do aparelho, intensidade do sinal e operadora móvel. Cookies rastreiam sua atividade na área de trabalho e nas versões web do aplicativo, além de captar também dados de localização.

Desligue backups em nuvem

O app permite que você faça backup de suas conversas e dados como uma forma de facilitar a transição para outro celular – embora isso não funcione se você trocar um iOS por um Android. Esses dados são armazenados no Google Drive ou no iCloud.

Se a opção de backup estiver desativada, o WhatsApp lembrará você de tempos em tempos para fazer um. Mas talvez você não queira isso. Ao contrário das mensagens em seu aparelho, as mensagens na nuvem não estão criptografadas corretamente. Ou seja, um invasor pode acessá-las facilmente, ou por uma ordem judicial, por exemplo, a Apple ou o Google devem revelar as mensagens salvas.

Backups não criptografados têm sido um problema há anos, inclusive reconhecido pela empresa. Alguns rumores indicam que o WhatsApp está testando backups protegidos com senha, mas nada oficial foi divulgado até o momento.

Autenticação de dois fatores

Ativar a autenticação de dois fatores é uma boa pedida para manter suas informações confidenciais. Esse método adiciona uma etapa extra quando você faz um login. Na maioria dos casos, isso é um código de segurança gerado por um app, um código enviado por SMS ou uma chave de segurança física, sendo esta última a mais segura de todas.

No caso do WhatsApp, porém, isso é feito com um PIN. Caso contrário, você teria que digitar um código toda vez que abrir o app, algo impraticável. Quando ativado, o sistema pedirá regularmente o PIN de seis dígitos para acessar o aplicativo. Acontece que essa frequência não é muito bem definida, fazendo com que essa não seja exatamente uma barreira contra invasões.

Esconda suas informações pessoais

Existem diversos spams e ataques de engenharia social para roubar dados pessoais pelo WhatsApp. A cada semana, um novo golpe se espalha entre os usuários. Existem formas de limitar o acesso de pessoas desconhecidas à sua conta.

Dentro do menu configurações, na seção Conta e Privacidade, você encontra essas opções. Elas vão desde as mais simples, como desativar a confirmação de leitura (os dois traços azuis ao lado da mensagem), até as mais eficazes, como impedir que te adicionem a grupos.

Na configuração Grupos, há a opção de limitar quem pode adicionar você a grupos. O padrão é “todos”, mas isso pode ser alterado para todos os seus contatos, exceto algumas pessoas selecionadas. Essa limitação não impede que você acesse grupos de pessoas de fora dos seus contatos. Em vez disso, as pessoas podem pedir por uma mensagem separada.

Outros recursos que você pode desativar é a visualização de sua foto de perfil, a seção Sobre, e sua última visualização. Nas configurações de privacidade, é possível verificar se você está compartilhando sua localização com alguém.

Se sua ideia é a privacidade máxima, também pode considerar quais informações você mostra na tela de seu telefone. Notificações de novas mensagens podem incluir a mensagem inteira ou apenas uma parte. Mensagens completas podem ser facilmente lidas por alguém que pegar seu celular. Para alterar isso, você deve as configurações do Android ou iOS nas opções de notificações, e restringir as visualizações.

Trocar de aplicativo

Fazer tudo isso dá trabalho. É uma lista longa de preocupações, então talvez seja mais fácil simplesmente usar outro app. A mudança é grande, mas pode ser benéfica. Conforme dito anteriormente, o Signal é uma boa opção para quem procura por privacidade e segurança. O app pode ser bloqueado e liberado apenas com impressão digital ou reconhecimento facial, as mensagens podem desaparecer depois de algum tempo e é possível borrar os rostos das pessoas em vídeos e fotos. Você pode conhecer mais sobre o Signal em seu site oficial.

Olhar Digital via Wired

Aplicativos deixam ler mensagens apagadas do WhatsApp; não só texto, mas mídia como áudios, fotos e vídeos

Foto: Reprodução/Helito Beggiora

Mensagens apagadas no WhatsApp não podem ser recuperadas de forma nativa pelo mensageiro, mas existem apps que possibilitam resgatar e visualizar as mensagens deletadas na plataforma. Alguns deles, inclusive, permitem resgatar não só texto, mas conteúdo de mídia como áudios, fotos, vídeos e GIFs. Os aplicativos abaixo são opções disponíveis apenas para celulares Android, já que programas do tipo estão disponíveis apenas na loja do Google.

Se você tem um iPhone (iOS), pode recuperar conversas excluídas por meio de um truque simples: fazendo backup das mensagens e reinstalando o WhatsApp. É necessário que o backup automático esteja ativado para acessar as conversas salvas até a data da última cópia de segurança. Na lista abaixo, o TechTudo traz cinco opções para Android de aplicativos capazes de resgatar mensagens excluídas no WhatsApp. Confira as funcionalidades de cada app e veja quais mídias podem ser recuperadas com deles.

Matéria completa aqui no Techtudo.

WhatsApp: uso de mesma conta em vários aparelhos está próximo

Foto: Ilustrativa

Uma das funções mais pedidas pela comunidade pode enfim chegar ao WhatsApp. Trata-se da possibilidade de usar o mesmo número de telefone em mais de um dispositivo móvel.

Movimentações a respeito da implementação desse recurso começaram em março de 2020, mas nada foi colocado em prática desde então. Entretanto, os testes da função voltaram na atualização 2.20.196.8, disponível para quem é parte do programa de testes Beta da versão Android do mensageiro. A descoberta é do site WABetaInfo.

O recurso é bastante simples e permite que até quatro aparelhos estejam logados na mesma conta de WhatsApp. A interface para que você confira os dispositivos ligados está em desenvolvimento e indica a conexão com outros celulares, tablets, computadores e o display inteligente Portal, que também pertence ao Facebook.

É possível ainda conferir quando foi realizado o último login em cada um dos sistemas e ligar novos aparelhos compatíveis. Por enquanto, não há qualquer previsão de chegada dessa função na versão estável do WhatsApp.

Outra novidade também em desenvolvimento que pode chegar em breve no mensageiro é a busca avançada, que permite ao usuário escolher se o recado buscado é um texto ou contém tipos específicos de anexo, por exemplo.

Tecmundo