Saúde

Causa da morte de voluntário da vacina CoronaVac foi suicídio, destaca Globo, com base em boletim de ocorrência

Laudo apontou suicídio como causa da morte de voluntário da CoronaVac — Foto: Reprodução

A causa da morte do voluntário da CoronaVac, que teria feito a Anvisa suspender os testes com a vacina, foi suicídio, de acordo com boletim de ocorrência obtido pela TV Globo nesta terça-feira (10).

De acordo com o boletim de ocorrência registrado às 16h02 de 29 de outubro em uma delegacia da Zona Oeste de São Paulo, policiais militares foram acionados pelo rádio para uma “ocorrência de encontro de cadáver”. Ao chegarem ao apartamento, uma pessoa mostrou a vítima desmaiada no chão do banheiro com uma seringa perto do braço e diversas ampolas de remédio. O corpo do jovem de 32 anos foi para o Instituto Médico Legal (IML).

O laudo necroscópico deve ser divulgado depois porque, neste caso, o resultado depende do exame toxicológico, que demora mais tempo para ficar pronto.

Mais cedo, o governo de São Paulo afirmou, em coletiva de imprensa, ser impossível relacionar o “evento adverso grave” que acometeu o voluntário do estudo clínico da CoronaVac com o imunizante.

Entenda o caso:

A Anvisa suspendeu, na segunda (9), os testes da CoronaVac citando um “evento adverso” com um voluntário;

O evento adverso foi a morte de um voluntário;

O Butantan, que desenvolve à vacina, se disse surpreso: ‘É impossível a vacina ter relação com o evento adverso’, disse o diretor do órgão;

Pela manhã, Bolsonaro comemorou a pausa no teste: ‘Mais uma que Bolsonaro ganhou’;

No início da tarde, soube-se que o voluntário se suicidou.

Na noite desta segunda-feira (9), a Anvisa suspendeu os testes da vacina da Sinovac, feita em parceria com o Instituto Butantan, após ter sido notificada sobre um “evento adverso grave” em um voluntário.

“Os dados são transparentes. Por que nós sabemos e temos certeza de que não é um evento relacionado à vacina? Como eu disse, do ponto de vista clínico do caso e nós não podemos dar detalhes, infelizmente, é impossível, é impossível que haja relacionamento desse evento com a vacina, impossível, eu acho que essa definição encerra um pouco essa discussão”, afirmou o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

A declaração foi dada pelo diretor durante coletiva de imprensa na sede do Instituto Butantan, após o governo paulista se reunir virtualmente com representantes da Anvisa para tratar sobre a suspensão dos testes. Na noite de segunda, Dimas Covas afirmou que o voluntário morreu, mas disse que o óbito não tinha qualquer relação com a vacina.

Durante a coletiva desta terça, representantes do governo de São Paulo demonstraram indignação com a medida e defenderam que não há relação entre o evento adverso e o imunizante.

“Não houve nenhuma relação da vacina com o evento adverso grave apresentado”, defendeu o secretário estadual de saúde, Jean Gorinchteyn.

Dimas Covas disse que a suspensão, além de desnecessária, provoca “dor e sofrimento nos voluntários”. “Não haveria a necessidade desse tipo de medida, que poderia ser resolvido administrativamente, como foi feito hoje de manhã”, disse Covas.

“Se interromper um estudo clínico que está indo muito bem causa sofrimento, causa dor, causa insegurança, naquelas pessoas que já foram submetidos ao estudo, causa dificuldade naqueles que querem ser submetidos ao estudo e que estão na fila para receber a vacina ou o placebo. Ou seja, são os voluntários, as pessoas que se dedicaram a esse estudo exatamente para trazer a esperança da vacina”, disse Covas.

Anvisa foi notificada no início de novembro

Ainda de acordo com Dimas Covas, a Anvisa foi notificada do evento adverso no voluntário no dia 6 de novembro. “Nós estamos tratando aqui de um evento adverso grave que não tem relação com a vacina. Repito: um evento adverso grave que não tem relação com a vacina. Essa informação está disponível à Anvisa desde o dia 6, quando foi notificado o efeito adverso grave”.

O diretor criticou o comportamento da Agência e a forma como o Instituto recebeu a notícia da interrupção dos testes.

“Dia 6 a Anvisa recebeu um documento dizendo: ‘olha um participante do estudo clínico teve um evento adverso grave não relacionado com a vacina’ ponto. O que que se espera diante de um comunicado desse? ‘Olha, ok, vamos avaliar, vamos nos reunir, vamos ver quais foram as causas desse evento adverso, se você está dizendo que não tem relação com a vacina, vamos apurar’. É isso o que a gente espera. Foi isso o que aconteceu? Não. Quer dizer, esse encaminhamento foi feito dia 06, ontem dia 09, às 20h40, encaminham um e-mail ao Butantan dizendo que haveria uma reunião hoje para tratar do evento adverso grave, mas ao mesmo tempo anunciava a suspensão do estudo. Oito e quarenta da noite, 20h40 da noite, 20 minutos depois essa notícia estava em rede nacional, 20 minutos depois de nós termos sido notificado por e-mail, a notícia estava em rede nacional”.

Dimas Covas disse ainda que o governo reenviou todos os esclarecimentos à Anvisa e aguarda que a liberação o mais rápido possível. “Ela agora está apta a tomar a decisão de retomar o estudo o mais rápido possível”, afirmou o diretor.

A expectativa do diretor é a de que, após os esclarecimentos, a Anvisa retome os estudos ainda nesta semana, possivelmente nesta quarta-feira (11).

Óbito de voluntário

Na segunda-feira (10) o diretor do instituto Butantan deu uma em entrevista à TV cultura onde afirmou que o efeito adverso trata-se de um óbito, no entanto, no dia seguinte à entrevista, durante a coletiva, Dimas disse que não falou que se tratava de um óbito, ou não, e que não poderia dar detalhes do ocorrido.

“O efeito adverso grave, observado em um voluntário não tem relação com a vacina. Não podemos dar detalhes a vocês porque isso envolve sigilo. Tem aí todo um aspecto ético que nos impede de dar as características do voluntário, ou da voluntária. O que eu afirmo a vocês é que esses dados estão todos de mão da Anvisa, estão todos fornecidos a Anvisa”.

Dimas Covas disse ainda que a Anvisa tem todas as informações e que não poderia “burlar a ética” ou “trair a confiança” que a família do voluntário tem no instituto.

“Nesse momento cabe a Anvisa que tem todos os dados dar essas informações, nós não podemos aqui burlar a ética, trair a confiança que a família [do voluntário] tem em nós. Nós não podemos dar qual foi o motivo do evento, o que que levou aos eventos, porque essas informações podem ser muito dolorosas para família e nós temos que respeitar esse aspecto. O que nós dizemos e repito: o evento não tem relação com a vacina”.

Interrupção

A Anvisa informou que foi notificada do “evento” em 29 de outubro. Mais de 10 dias depois, determinou que nenhum novo voluntário poderá ser vacinado até que a agência possa avaliar os dados e “julgar o risco/benefício da continuidade do estudo”.

Segundo uma lista divulgada pela agência, são considerados eventos adversos graves “morte, evento adverso potencialmente fatal, incapacidade ou invalidez persistente, internação hospitalar do paciente, anomalia congênita ou defeito de nascimento, qualquer suspeita de transmissão de agente infeccioso por meio de um dispositivo médico e evento clinicamente significante”.

Comunicado Sinovac

Nesta terça-feira (10), a Sinovac, farmacêutica chinesa responsável pelo desenvolvimento da CoronaVac, afirmou em comunicado que “está confiante na segurança da vacina” contra a Covid-19.

Segundo o jornalista José Roberto Burnier, da GloboNews, a morte do voluntário não foi causada por doença respiratória. O paciente, de 33 anos, também não tinha comorbidades.

A Sinovac afirmou que “ficamos sabendo que o chefe do Instituto Butantan acreditava que esse evento adverso grave não tem relação com a vacina”.

A empresa afirmou que o estudo clínico em fase 3 no Brasil “é realizado estritamente de acordo com os requisitos do GCP” (Good Clinical Practice, ou “boas práticas clínicas” em tradução livre).

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em uma rede social, que o episódio é mais um em que “Jair Bolsonaro ganha”. No mesmo post ele citou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

A CoronaVac é uma das candidatas a vacina contra o coronavírus e é desenvolvida pela Sinovac em parceria com o Butantan, em São Paulo. Com a interrupção do estudo, nenhum novo voluntário poderá ser vacinado.

Butantan estranha decisão

Na noite desta segunda, o diretor-geral do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que recebeu com estranhamento a notícia da suspensão temporária dos testes em humanos da CoronaVac no Brasil.

Segundo Covas, se trata de “um óbito não relacionado à vacina” e, portanto, “não existe nenhum momento [ou motivo] para interrupção do estudo clínico” da fase 3.

“Em primeiro, a Anvisa foi notificada de um óbito, não de um efeito adverso. Isso é diferente. Nós até estranhamos um pouco essa decisão da Anvisa, porque é um óbito não relacionado à vacina”, afirmou o diretor do Butantan.

“Como são mais de 10 mil voluntários nesse momento, podem acontecer óbitos. Nesse momento, [o voluntário] pode ter um acidente de trânsito e morrer. Ou seja, é um óbito não relacionado à vacina. É o caso aqui. Ocorreu um óbito que não tem relação com a vacina”, disse Dimas Covas na TV Cultura.

O diretor também afirmou que o Butantan já pediu esclarecimentos à Anvisa sobre a interrupção e que espera ter mais detalhes na manhã desta terça-feira (10).

G1

 

Opinião dos leitores

  1. SÓ PARA CONSTAR, ROACUTAN, REMÉDIO PARA ESPINHAS, TEM O SUICÍDIO COMO UM DOS EFEITOS COLATERAIS…

  2. Como o Butantan declarou que o óbito não tem relação com a vacina se o laudo do IML só saiu hoje ???

  3. Vocês vivem que que mundo?
    A vacina chinesa é obra de Dória, governador de São Paulo.
    O Butantan está desenvolvendo a vacina que Dória quer obrigar a todo paulista tomar, sem direito a escolha.
    Bolsonaro não tem nada haver com isso. Vocês são lunáticos ou débeis mentais mesmo?

  4. O gado mais uma vez embarcou num delírio de fake news do Bozo, por isso são bovinos, aceitam qualquer coisa que o Bozo defeca na boca deles.
    Muuuuuuuuuuu

  5. a cada dia que passa a população entende menos o presidente independente se for de esquerda /direita ou outra fuleiragem qualquer, que no final da no mesmo não alterar absolutamente nada,
    um ser humano chegar a vibrar que houve problema na vacinapor motivo politico , a algo que o mundo todo espera que de certo independeste se você vai tomar ou não mais trata-se de salvar milhões de vida, é absolutamente um anormal

  6. Lá vem o mentiroso, o mentiroso, o mentiroso dando uma de gostoso… Já mentiu tanto que até ficou famoso.

    Pra quem é essa música? Ele disse que foi mais uma vitoria dele. Mentiroso dando uma de gostoso

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bolsonaro sanciona lei que pune incitação ao suicídio pela internet

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta sexta-feira (27) a Lei 13.968/2019, que aumenta pena para quem incentivar o suicídio ou à automutilação de uma pessoa por meio da internet. Com a sanção da norma, aprovada anteriormente pelo Congresso, a pena para o crime de incitação ao suicídio, que varia entre seis meses a dois anos prisão, será dobrada se a conduta tiver ocorrido pela internet, rede social ou transmissão ao vivo.

A noma também prevê o dobro da pena se a incitação envolver menores de idade ou tiver sido praticada por “motivo egoístico, torpe ou fútil”. Se o crime for praticado contra menor de 14 anos ou contra quem não tem “necessário discernimento para a prática do ato”, a conduta será enquadrada como homicídio, cuja pena é de seis a 20 anos de prisão.

Neste ano, além da punição para quem estimula o suicídio e à automutilação pela internet, o governo federal também criou a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio.

A Lei nº 13.819, que instituiu o programa, estabeleceu que as escolas, tanto públicas como privadas, notifiquem aos conselhos tutelares toda suspeita ou ocorrência confirmada envolvendo violência autoprovocada. As unidades de saúde, por sua vez, ficam obrigadas a reportar os episódios às autoridades sanitárias. Com essa medida, o governo pretende manter atualizado um sistema nacional de registros detectados em cada estado e município, para que possa dimensionar a incidência de automutilação e suicídio em todo o país.

Agência Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Câmara Municipal de Parnamirim realiza nesta quinta ação com foco à prevenção ao suicídio

Com o tema “Sua Vida Importa, Sim!”, a Câmara Municipal de Parnamirim elaborou uma programação alusiva à campanha Setembro Amarelo – mês de combate e conscientização sobre a prevenção do suicídio. Nesta quinta-feira(26), das 8h às 17h, a sede do legislativo abrigará diversas ações como palestras, seminário, além de atendimentos em saúde.

A ação é uma iniciativa da Comissão Permanente de Saúde, Educação e Assistência Social da Câmara de Parnamirim em parceria com a UNI-RN, prefeitura municipal e demais instituições. “A casa do povo vai abrir suas portas e abrigar mais uma importante ação. Desta vez, estaremos ressaltando a importância de evidenciar à prevenção ao suicídio – um tema triste que tem assolado nosso estado como um todo . Para isso, estaremos realizando um dia inteiro de ações para que a população tome conhecimento dos serviços que a mesma tem à disposição”, enfatizou a presidente da Comissão Permanente, vereadora Vandilma Oliveira.

A programação contará com palestras com caráter preventivo, seminário, apresentações culturais e de projetos sociais, roda de conversa, distribuição de material educativo, além de atendimentos em saúde, como plantão psicológico, práticas integrativas(PIC’s), testes de Glicemia e aferição de pressão.

Confira a programação:

• Dia 26/09/19 – Manhã
Seminário “Sua Vida Importa, Sim!” – 08h30min às 12h.
Ø 8h30min – Credenciamento, acolhimento e coffee break
Ø 9h – Composição da mesa das autoridades.
Ø 9h– Apresentação Cultural – Monólogo A’CORDA – Anderson Albuquerque.
Ø 9h30min – Abertura Oficial do Seminário.
Ø 10h- Alisson de Oliveira Santos – Psicólogo Clínico.
Ø 10h30min – Ciro Sampaio – Psicólogo da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (SEMTAS) e voluntário do Centro de Valorização da Vida (CVV).
Ø 10h45min – Leila Maia – Projeto Ponte da Vida.
Ø 11h – Mítia Costa Montenegro – Psicóloga, Arquiteta e idealizadora do Projeto Social Doe Amor – (Apresentação da Cartilha).
Ø 11h15min – Jacyara Rangel – Coordenadora de Saúde Mental do Município de Parnamirim/RN.
Ø 12h – Encerramento.

• – Tarde
Ø 14h – Roda de Conversa (UNI/RN)
Ø 14h às 17h – Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS).
Ø Plantão Psicológico.
Ø Atendimentos em Saúde.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Câmara Municipal de Parnamirim elabora programação alusiva à prevenção ao suicídio

Com o tema “Sua Vida Importa, Sim!”, a Câmara Municipal de Parnamirim elaborou uma programação alusiva à campanha Setembro Amarelo – mês de combate e conscientização sobre a prevenção do suicídio. Na próxima quinta-feira(26), das 8h às 17h, a sede do legislativo abrigará diversas ações como palestras, seminário, além de atendimentos em saúde.

A ação é uma iniciativa da Comissão Permanente de Saúde, Educação e Assistência Social da Câmara de Parnamirim em parceria com a UNI-RN, prefeitura municipal e demais instituições. “A casa do povo vai abrir suas portas e abrigar mais uma importante ação. Desta vez, estaremos ressaltando a importância de evidenciar à prevenção ao suicídio – um tema triste que tem assolado nosso estado como um todo . Para isso, estaremos realizado um dia inteiro de ações para que a população tome conhecimento dos serviços que a mesma tem à disposição”, enfatizou a presidente da Comissão Permanente, vereadora Vandilma Oliveira.

A programação contará com palestras com caráter preventivo, seminário, apresentações culturais e de projetos sociais, roda de conversa, distribuição de material educativo, além de atendimentos em saúde, como plantão psicológico, práticas integrativas(PIC’s), testes de Glicemia e aferição de pressão.

Confira a programação:

Dia 26/09/19 – Manhã

Seminário “Sua Vida Importa, Sim!” – 08h30min às 12h.

Ø 8h30min – Credenciamento, acolhimento e coffee break

Ø 9h – Composição da mesa das autoridades.

Ø 9h– Apresentação Cultural – Monólogo A’CORDA – Anderson Albuquerque.

Ø 9h30min – Abertura Oficial do Seminário.

Ø 10h- Alisson de Oliveira Santos – Psicólogo Clínico.

Ø 10h30min – Ciro Sampaio – Psicólogo da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (SEMTAS) e voluntário do Centro de Valorização da Vida (CVV).

Ø 10h45min – Leila Maia – Projeto Ponte da Vida.

Ø 11h – Mítia Costa Montenegro – Psicóloga, Arquiteta e idealizadora do Projeto Social Doe Amor – (Apresentação da Cartilha).

Ø 11h15min – Jacyara Rangel – Coordenadora de Saúde Mental do Município de Parnamirim/RN.

Ø 12h – Encerramento.

Dia 26/09/19 – Tarde

Ø 14h – Roda de Conversa (UNI/RN)

Ø 14h às 17h – Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS).

Ø Plantão Psicológico.

Ø Atendimentos em Saúde.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Terapias para pessoas trans não trocarem de gênero dobram risco de suicídio, aponta novo estudo

Novo estudo sobre pessoas transgênero mostra que “terapias de conversão” estão associadas a taxas dramaticamente altas de tentativas de suicídio. A pesquisa, publicada no periódico científico JAMA Psychiatry, é a primeira em larga escala sobre o tópico.

Os resultados da análise confirmam o que associações profissionais já declararam: “métodos de conversão” prejudicam a saúde mental de pessoas trans.

Jack Turban, pesquisador do Hospital Geral de Massachusetts, perguntou a mais de 27 mil adultos transgênero dos Estados Unidos se eles haviam experimentado “terapias de conversão”. Ele também fez questões sobre a saúde mental dos participantes. Cerca de 14% relataram que foram obrigados a passar por essas terapias uma ou mais vezes, o que representa quase 20% das pessoas que conversaram com um profissional de saúde mental, como psicólogos, sobre sua identidade de gênero.

O estudo mostrou que as pessoas que experimentaram os “métodos de conversão” apresentaram 2,3 mais vezes de tentarem suicídio. Se as terapias ocorreram antes dos 10 anos de idade, as tentativas de suicídio foram quatro vezes maiores. Os resultados foram os mesmos quando as terapias foram oferecidas por psicólogos ou figuras religiosas.

A pesquisa também demonstrou que os adultos trans que passaram por estes métodos sofreram psicologicamente 56% a mais antes de responder as perguntas do estudo. Eles também apresentaram 49% mais tentativas de suicídio no ano anterior.

A análise não prova diretamente que as “terapias de conversão” causaram as tentativas de suicídio. No entanto, os especialistas do estudo defendem que esses métodos só causam mais danos a saúde mental das pessoas trans.

O pesquisador Turban ainda apontou que “terapias para conversão de gays”, ou seja, que tentam mudar a sexualidade de gays ou lésbicas, também são prejudiciais, podendo levar a tentativas de suicídio ou danos na saúde mental.

Galileu

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Governo do Estado assegura R$ 2,7 milhões para proteção da ponte Newton Navarro, com apoio da bancada federal

Foto: Sandro Menezes

A segurança da ponte Newton Navarro, em Natal, será reforçada com um investimento de R$ 2,7 milhões. A verba requisitada pelo Governo do Estado, com apoio da bancada potiguar no Congresso Nacional, será liberada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), atendendo a um pleito da gestão da governadora Fátima Bezerra.

Nesta quarta-feira (24), a chefe do Executivo estadual esteve reunida com o secretário de Estado da Infraestrutura, Gustavo Coelho, quando manteve contato telefônico com representantes do MDR sobre o assunto. O recurso para a obra está reservado em uma chamada pública para convênios entre governos e o ministério. O investimento será aplicado na ampliação das proteções laterais da ponte que conecta as zonas Norte e Leste de Natal, evitando a ocorrência de suicídios.

A obra foi requisitada pela gestão estadual em duas reuniões realizadas em Brasília-DF nos meses de maio e junho. Nos encontros, a governadora Fátima Bezerra e o secretário Gustavo Coelho, apresentaram o projeto ao ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e demonstraram a necessidade de investimento na segurança da ponte. O pedido foi reforçado pela bancada potiguar no Congresso Nacional em diversos encontros realizados na capital do país.

Desde que recebeu a informação de que a verba para a obra na ponte Newton Navarro está assegurada, o Governo do Estado, por meio da equipe técnica da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIN), está em contato permanente com a Diretoria de Estruturação Regional e Urbana do MDR. A troca de informações está servindo para agilizar os processos, com o objetivo de evitar qualquer atraso na liberação da verba.

O projeto básico de reprogramação das proteções laterais da Newton Navarro está em desenvolvimento desde antes da confirmação de liberação do recurso por parte do MDR. “A nossa equipe de arquitetos já está trabalhando há algum tempo, estudando as sugestões que recebemos desde o início do ano e vendo os melhores modelos implementados pelo mundo”, explicou o secretário Gustavo Coelho.

Após a finalização do trabalho, o projeto básico será encaminhado ao MDR em conjunto com a justificativa e a proposta de orçamento para obra.

 

Opinião dos leitores

  1. 2,7 milhões? daria para pagar 10 pessoas vigiarem a ponte, a custo de 1 salário mínimo pra cada um, por 22 anos.

  2. Uma pequena perguntinha: o MDR é o Ministério do Desenvolvimento Regional, orgão do Governo Federa, cujo gestor maior é o Presidente Jair Bolsonaro, mas que a Governadora se nega a reconhecer?

  3. Governo estadual nada, nem o estado nem a bancada federal fez nada pra ter essa verba, isso foi do Governo federal.
    Fatão faz nada só diz lula livre

  4. Quero ver se ela vai convidar Bolsonaro pra inauguração da obra ou se vai agir como o outro ridículo governador da BA.

  5. Não estou entendendo mais nada! Bolsonaro não eh contra os “paraíbas”, então como eh que ele manda tantas viaturas policiais e equipamentos de segurança pra cá? E agora até a proteção da ponte, que desde a inauguração deveria ter essas proteções, será o governo dele irá bancar? Eh goipi?

  6. Na realidade esse valor disponibilizado para o serviço na ponte, provêm de recursos Federais e não do Estado; essa é a verdade!!

  7. Esse dinheiro foi liberado pelo governo federal, que Bolsonaro é presidente? ou foi o governo estadual que liberou? O povo quer saber. Fátima não fez nada?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bolsonaro sanciona lei que adota política contra automutilação e suicídio

A prevenção ao suicídio de crianças e adolescentes é uma das bandeiras da ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos (Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) sancionou, na sexta-feira, 26 de abril, a Lei nº 13.819, que institui a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio. O texto, de autoria do ministro da Cidadania, Osmar Terra, foi publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira, 29, e estabelece um pacote de medidas para diminuir as tentativas de suicídio, os suicídios consumados e os atos de automutilação.

A lei estabelece que as escolas públicas e privadas notifiquem aos conselhos tutelares toda suspeita ou ocorrência confirmada envolvendo violência autoprovocada. As unidades de saúde, por sua vez, ficam obrigadas a reportar os episódios às autoridades sanitárias. Com essa medida, o governo federal pretende manter atualizado um sistema nacional de registros detectados em cada estado e município, para que possa dimensionar a incidência de automutilação e suicídio em todo o país.

Ainda, o pacote de ações previsto na lei inclui a criação de um canal telefônico para atender as pessoas que estejam passando por um quadro de sofrimento psíquico. Os usuários poderão utilizar o serviço de forma gratuita e sigilosa.

A execução das ações será coordenada pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, por meio do Grupo de Trabalho de Valorização da Vida e Prevenção da Violência Autoprovocada por Crianças, Adolescentes e Jovens, criado especificamente para esse fim. A prevenção ao suicídio e à automutilação de crianças, adolescentes e jovens foi uma das metas prioritárias dos primeiros 100 dias do governo, principalmente pela ministra Damares Alves.

Vítima de assédio sexual na infância, Damares Alves conta que cogitou o suicídio quando tinha dez anos. Desde então, a advogada e pastora evangélica adotou a bandeira da prevenção ao suicídio de crianças e adolescentes. Outro projeto da pasta da ministra, a proposta que permite a educação domiciliar foi enviada ao Congresso Nacional e ainda precisa ser votada na Câmara e no Senado antes da implementação.

Veja, com Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Depois que o Bozo assumiu, o índice de suicídios aumentou. Deve ser os eleitores dele. Arrependidos…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polêmica

Senador Major Olímpio: “Ex presidente do Peru se suicidou ao ser preso. Tomara que está moda pegue no Brasil. Seria uma grande economia para o país”

Major Olimpio (PSL-SP) durante entrevista exclusiva ao UOL. Imagem: 18.jan.2019 – Simon Plestenjak/UOL

Líder do Partido Social Liberal (PSL) no Senado, Major Olímpio afirmou que espera que a “moda” de suicídios de ex-presidentes “pegue no Brasil”. O senador fez referência em seu Twitter ao ex-mandatário do Peru, Alan García, que se suicidou nessa quarta-feira(17) pela manhã após ser alvo de um pedido de prisão temporária por supostos envolvimento em casos de corrupção da Odebrecht.

“O ex presidente do Peru se suicidou ao ser preso. Tomara que está (sic) moda pegue aqui no Brasil. Seria uma grande economia para o pais [sic]”, escreveu Olímpio.

Parte dos seguidores do senador concordou com a opinião. “Concordo com você, Major, ponha ordem naquela bagunça chamada PSL, pelo amor de Deus”, respondeu um dos internautas. Outro foi mais longe: “Seria legal que os aliados do PT também fizessem isso ..principalmente os que se elegeram com votos da direita.”

Outros seguidores, no entanto, consideraram ofensiva a publicação de Olímpio, principalmente por desdenhar de um problema complexo como o suicídio.

“Respeito o senhor Mas uma das bandeiras do governo é a luta contra o suicídio principalmente entre os jovens. Pisou feio na bola hein…”, escreveu um usuário. “Esse povo de Deus a cada mostrando ensinamentos longe do Cristo”, disse outro.

UOL

Opinião dos leitores

  1. Concordo e super apoio, não t nada haver com apologia a suicídio e sim a gastos e uso de tanta brecha que temos nas nossas leis em defender bandidos, LULA PRESO …

  2. A patrulha do mimimi sempre alerta e atuante quando o assunto é o politicamente correto…Distorcendo e criando divisões entre doentes que se dizem de Direita e esquerda….

    1. Falar isso sendo político, espero que ele nunca seja indiciado por nada, pois vão repetir essa frase dele ad nauseaum.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

É preciso “estancar”, para “ontem”, os traumáticos casos de suicídio na Ponte Newton Navarro; guarita e monitoramento 24 horas, eis uma humilde e óbvia sugestão

Foto: Canindé Soares

Por Rodrigo Matoso

Quanto vale uma vida?

Quantas vidas serão sacrificadas em episódios de suicídio na Ponte Newton Navarro, na capital potiguar?

Chegou a hora. Não é possível mais esperar.

Infelizmente, ações de solidariedade na Ponte Nova, que merecem todos os aplausos e já salvaram vidas, não são suficientes para frear o número de casos do tipo no local.

Nas redes sociais ou rodas de conversas, quando se fala nos tristes e recorrentes casos de suicídio no local, costumeiramente, cita-se a engenhosa ideia de telar(ou uso de rede) em toda a extensão da Ponte. É possível, mas renderia tempo e, em se tratando de Brasil, até tempo com ainda requintes de burocracia.

Enquanto não, é perfeitamente possível realizar um monitoramento 24 horas na Ponte Newton Navarro, por todos os ângulos.

Também é perfeitamente possível a instalação de uma guarita de “vigilância de vidas” no local. Na humilde sugestão deste jornalista, pelo menos dois especialistas em resgate, não importa se pertencentes ao Corpo de Bombeiros ou Guarda Municipal. Ou, que apliquem rodízio dessas “forças”.

Em um momento tão dramático e traumático, não se buscam heróis.

Quando se perde uma vida, através do suicídio, não é somente ela que se vai. Famílias se destroem. Muitas, morrem juntas.

A preservação da vida na Ponte Nova não busca heróis ou autores responsáveis de boas ideias.

É precisa estacar, para “ontem”, esta dor que todo cidadão potiguar também sente quando se repercute mais um capítulo trágico.

Ps:. É muita irresponsabilidade e insensibilidade compartilhar fotos ou vídeos de casos do tipo. Ignorância e crueldade. Toda repugnância aos compartilhadores.

Opinião dos leitores

  1. Meu Deus onde esta o inrrespinsavel do secretario de saude de nosso estado isso nao e´de hoje se for contar sao muitas mortes e amaioria delas sao jovens e adolescentes privados de ilusoes ficticias !!!!! a saude metal pede ajuda !!!! agora duvido se fosse um cantor famoso que pulasse da ponte queria ver se no outro dia ja tinha ate a fressa lixa isso e´ desumano !!!! BG grite pela saude metal em nosso estado !!! o suicidio ta levando os jovens !!! e nao e´supresa uma pessoa sematar nao ela vem avisando danod varios sinais !!! por tanto natal e oytros estados pedem socorro!!!

  2. O suicídio é a consequência trágica da verdadeira causa que é o sofrimento humano, que nem o estado, nem a família e nem os amigos podem submeter essa causa a qualquer ação que se possa pensar para interferir. Tudo não difere da hipocrisia daqueles que posam de anjos da sociedade "abraçando" e soltando bolinhas brancas na ponte. A causa do sofrimento humano é pessoal e intransferível, e ninguém está apto a solucionar as dificuldades do outro nesse nível, a ponto de desistir de desistir.

  3. O uso de tela não vai servir de nada, eles podem escalar a tela, cortar a tela… O ideal seria verificar caso por caso e trabalhar em politicas publicas para resolver isso, aumentar a cobertura de tratamentos psicologicos na rede publica, tornar mais facil o acesso, campanhas na tv ao invés da prefeitura patrocinar apenas shows de bandas e festas, acho que as autoridades tem que tomar vergonha na cara e começar a trabalhar isso, se não for assim que seja por meio da iniciativa popular. chega de tanto sofrimento, precisamos ajudar nossos irmãos que estão passando por algum problema e acham que a unica saída seja o suicídio.

  4. A divulgação espetaculosa do suicídio, como aquela que o retrata de forma romântica, pode ser um fator precipitante para quem já tem uma vulnerabilidade. Dependendo da forma com que o suicídio for divulgado, pode ocorrer repetição por outras pessoas que já estejam em desequilíbrio emocional. Esse processo de “inspiração” é chamado de Efeito Werther. O termo vem do livro Os Sofrimentos do Jovem Werther, do alemão Goethe, em que um jovem rapaz se suicida. Logo após sua publicação, começaram a surgir na Alemanha relatos de jovens usando o mesmo método que ele para tirar a própria vida. Fonte: https://www.google.com/url?sa=i&source=web&cd=&ved=2ahUKEwi3i9TWx5DhAhWiJrkGHdpsDQwQzPwBegQIARAB&url=https%3A%2F%2Fsuper.abril.com.br%2Fmundo-estranho%2Fe-verdade-que-divulgar-suicidios-causa-mais-suicidios%2F&psig=AOvVaw2-G2ZXChcpR8IV996xptHx&ust=1553165814895024

  5. é muito triste cada vez que sabemos de outro suicido na ponte. Alguma medida deveria ser tomada urgentemente. Eu não sei se alguém tem o numero de mortes já registradas ali. Digo isso só para que as pessoas tenham noção exata do que já aconteceu.

  6. Acho a deia espetacular. Ao contrário do que Sérgio Nogueira disse aí, não estamos falando da Ponte Rio-Niterói. Com monitoramento 24 horas, os olhos da equipe no turno, o trabalho é perfeitamente possível de cobertura.

  7. As vezes a boa vontade e o desejo em ser útil vem acompanhado de ideias aberrantes.
    Considerando a extensão da ponte, quantas guaritas, funcionando 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 por ano, seriam necessárias?
    Considerando que os "guariteiros" precisarão em algum momento satisfazer necessidade fisiológica, onde seriam construídos os banheiros e como seriam as instalações hidráulicas?
    Como esse novo profissional também precisará comer, como seria a logística para isso? Se enquanto ele almoça, alguém salta, vão dizer o quê? Que corte o almoço?
    Um coisa que o desespero primeiro atinge é a lógica. O jornalista tem todas as razões, de como de resto todas as pessoas, que estes fatos não se repitam, mas a ideia dada sequer tem lógica.
    Isso sem dizer que quem quer morrer vai fazer isso na Ponte, na Prudente, em um prédio, em casa…
    Então, acho eu, mais útil que criar guaritas na Newton Navarro é abrir programas de apoio e "delação" de pessoas com depressão.

  8. PARABÉNS, MATOSÃO, PELA PRÉ-CLARA SUGESTÃO! SIMPLES, BARATA E SUFICIENTE PARA BASTAR AS TRISTES E NUMEROSAS MÁCULAS DE UM DOS MAIS BONITOS CARTÕES POSTAIS DE NOSSA CIDADE. QUE FALEM AGORA OS MANDATÁRIOS.

  9. A razão de não se propagar ou noticiar é o chamado "Efeito Werther", mesmo assim vemos pessoas letradas e esclarecidas alardeando como se fosse um BBB da vida real.

  10. ''Ps:. É muita irresponsabilidade e insensibilidade compartilhar fotos ou vídeos de casos do tipo. Ignorância e crueldade. Toda repugnância aos compartilhadores.''

    Estou de pleno acordo, a farra nos grupos de whatsapp está grande, deveria haver punição SEVERA aos administradores e integrantes que propagam essas imagens terríveis. É DESUMANO!! A que ponto a humanidade chegou… lamentável.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Vinte corpos que caem: como o salto para a morte na Ponte de Todos poderia ser evitado

por Dinarte Assunção

Vista do alto da ponte, feita pelo fotógrafo Ney Douglas.

 

Agentes da Guarda Municipal de Natal conseguiram abortar uma tentativa de suicídio na noite dessa segunda-feira na Ponte Newton Navarro. Foi um desfecho diferente das, pelo menos, 20 pessoas que concretizaram a intenção de deixar a vida saltando para a morte no rio Potengi desde 21 de novembro de 2007, quando a ponte foi liberada para o trânsito.

Atenção ao emprego de “pelo menos” porque os números foram catalogados pela reportagem em levantamento de notícias policiais. Não há estatística oficial sobre o assunto.

Como há um tabu em falar sobre o assunto, as estatísticas podem ser elevadas. Mas precisamos falar sobre o suicídio, especialmente sobre as responsabilidades determinadas judicialmente sobre a matéria.

Em 2013, uma decisão da Fazenda Pública de Natal determinou a construção de uma tela de proteção para segurança dos pedestres.

O texto não fala em suicídio, mas deixa claro que a intenção é evitar que haja risco para as pessoas que tentam se projetar da ponte para o rio. O equipamento nunca foi implantado e seria determinante para evitar o uso da ponte para quem pensa em abreviar a própria vida.

Um caso emblemático é a famosa Golden Gate, em São Francisco, no oeste dos Estados Unidos. Desde que foi inaugurada em 1937, acumula 1,4 mil suicídios. Para frear os números, especialistas conceberam uma rede de proteção.

Em Natal, os suicidas que se atiraram da Ponte de Todos se lançaram de uma altura de 55 metros. Ao tocar a superfície da água, uma pessoa que pese 75 kg, estará a mais de 200 km/hora. É improvável que sobreviva ao impacto.

Num geral, as mortes estão associadas a questões passionais. Para o levantamento desta reportagem, a busca de notícias retornou casos de pessoas que estavam em desilusão amorosa, dificuldades financeiras ou com quadro depressão.

O período em que mais houve mortes foi em 2015, quando quatro pessoas se mataram, sendo três delas no mês de janeiro.

Suicídio não tem graça e suas causas têm tratamento. Para o levantamento desta matéria, um dos registros narrava que motoristas estimularam o fotógrafo Ney Douglas a pular da ponte enquanto ele fazia imagens no local – a foto dessa reportagem é de autoria dele. Incitar suícidio é crime previsto em lei, com pena de até seis anos de prisão.

Quem atravessa dificuldades psicológicas, pode procurar o Centro de Valorização da Vida (CVV), através do 188 ou do (84) 3221-4111

Os números

O levantamento considera o período de 12 meses a partir de 21 de novembro de 2007.

2007 – 2008: 1

2008 – 2009: 2

2009 – 2010: 1

2010 – 2011: duas tentativas abortadas

2011 – 2012: 2

2012 – 2013: 2

2013 -2014: 1

2014 – 2015: 4

2015 -2016: 2

2016 -2017: 3

2017 – 2018: 2

Opinião dos leitores

  1. Gostaria de saber de que o neiwton navarro morreu,,,ouvi dizer que ele foi um suicida,,,,alguém saber dizer se é verdade isso??

    1. Ele morreu com 64 anos e a esposa cuidou dele até o último suspiro,ñ tem nada a ver a morte de Nilton navarro com suicídio.

  2. SR. DINARTE!

    SINTO EM TE INFORMAR, MAS…
    80% DOS SUICÍDIOS NÃO TEM TRATAMENTO.
    E ACREDITE OU NÃO, NÃO PROVÉM DE CAUSAS DE TRASTORNOS SÓCIO-AFETIVOS!
    COMO DEPRESSÃO OU TAB.
    SE DEVE À UMA FORMA DIFERENTE DE ENTENDIMENTO DE RELAÇÕES ENTRE O SUJEITO E O MEIO!
    NÓS NÃO PODEMOS REGRAR QUEM DEVE E COMO MORRER.
    PENSE, VOCÊ PODE PERDER TUDO QUE TÊM A QUALQUER MOMENTO!

    O QUE FARIA SE PERDESSE HOJE O QUE MAIS AMA?

    1. O comentário acima é deslocado da realidade. Estudos mostram que a grande maioria das pessoas que cometem suicídio tinham algum transtorno psicologico sim (é bom ressaltar também que a maioria das pessoas que têm esses transtornos NAO comete suicídio)

  3. BG
    É o "legado" da guerreira para os suicidas de Natal, além da via costeira que tornou-se simplesmente PÉSSIMA e PERIGOSSISSIMA depois da "grande" obra feita por ela.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Entidade realiza ação de prevenção ao suicídio em Natal

O Centro de Valorização da Vida, CVV, Natal realizará ação de sensibilização do Setembro Amarelo no próximo dia 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

A ação acontece das 08h30 às 10h, na Ponte Newton Navarro, em razão das elevadas estatísticas de suicídio naquele local.

O evento vai aproveitar ainda para evidenciar às autoridades a ausência de políticas públicas que dificultem a recorrente utilização da ponte para o suicídio e demais ações estruturadas ao longo do ano em prol da prevenção do Suicídio no RN.

Opinião dos leitores

  1. DEVERIA TER NAQUELE LOCAL PELO MENOS TELAS DE PROTEÇAO, COISA BÁSICA QUE TODOS QUE MORAM EM PRÉDIOS ALTOS FAZEM, POR OUTRO LADO TEM QUE TRABALHAR TAMBÉM O PSICOLÓGICO DAS PESSOAS EM RELAÇAO A DÍVIDAS E AFETO….ACHO QUE ESSAS AS PRINCIPAIS CAUSAS….!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

“Foi um homicídio seguido de suicídio”, diz delegado sobre caso de pai e filho encontrados mortos em Natal

Foto: Frankie Marcone
Foto: Frankie Marcone

O delegado Fábio Rogério, titular da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom), que comanda as investigações do caso que chocou os natalenses na manhã desta sexta-feira (30), em que pai e filho foram encontrados mortos em um apartamento no Tirol, vê o caso como um homicídio seguido de suicídio. Suicídio esse provocado por seis disparos. A informação foi repassada durante o programa Meio Dia Cidade desta quarta-feira (30).

De acordo com o delegado, o pai, um advogado de 36 anos, realizou dois disparos de revólver calibre 32 contra o filho de apenas 3 anos em baixo do queixo. Após assassinar o filho, ele tentou se suicidou com seis disparos. Para o delegado, a quantidade de disparos é justificada pelo baixo poder de fogo do calibre da arma. “Como o calibre não tem essa intensidade toda, ele [o pai] se utilizou de outros disparos para ocasioar o efeito, que é a causa mortis”, afirmou.

Como foram disparados seis tiros, a polícia procurou alguns vizinhos para saber se eles tinham ouvido algum barulho e todos afirmaram não ter escutado nada desde o dia anterior. Segundo Fábio Rogério, essa falta de barulho pode ter sido decorrência do uso de travesseiros ou almofadas para abafar os disparos.

O Blog noticiou o caso nas primeiras horas de hoje. Conforme a publicação “TRAGÉDIA: Pai mata o próprio filho de 3 anos e depois se mata em prédio no Tirol“.

Opinião dos leitores

  1. ESSE CVC NÃO EXISTE, QUANDO É PROCURADO ELES DEIXAM SEM ATENÇÃO, NÃO DÃO A MINIMA PARA AJUDAR A PESSOA QUE PROCURA POR ELES.

  2. Conclusão precipitada: 1º porque não há laudo do ITEP ainda; 2º o calibre da arma é irrelevante nesse caso, pois depois do primeiro disparo é improvável que o atirador consiga continuar a atirar em si mesmo mais 3 vezes; 3º tantos tiros em locais vitais, como foi dito pela imprensa [queixo e peito] soa muitíssimo estranho; 4º havia mesmo uma almofada com 6 disparos [hipótese levantada pelo delegado?]. A policia deveria ter mais cautela nas conclusões…

  3. que noticias sem lógica, precisa esclarecer nomes das pessoas, sic. esclareço os fatos senhores redatores.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Humilhada em reality show de casais, participante se suicida durante filmagens

coreia-do-sulrealityshowrepO suicídio de uma jovem durante as filmagens na Coreia do Sul de um programa muito popular, acusado de ferir a dignidade dos participantes para elevar a audiência, provocou um debate sobre os excessos dos reality shows.

O corpo de Chun, de 29 anos, foi encontrado na quarta-feira no hotel no qual está sendo gravado o programa Jjak (O casal), produzido pela SBS, uma das três principais emissoras de TV do país.

A polícia informou que a jovem teria se enforcado com o fio de um secador de cabelos.

“Não paro de chorar. Tenho sido tão infeliz na vida que quero dar um fim”, escreveu a jovem em um bilhete de suicídio.

No programa, 10 homens e 10 mulheres permanecem durante uma semana em um hotel, batizado de “Cidade do Amor”, onde devem passar por várias provas para encontrar o par ideal.

Os três candidatos de Chun decidiram tentar conquistar o coração de outra participante.

Os competidores do programa, no ar desde 2011, são mostrados em estado de emoção extrema: eles são filmados comendo sozinho, por exemplo, quando são rejeitados pelos potenciais parceiros.

A mãe da jovem afirmou ao jornal JoongAng Ilbo que Chun contou que não poderia viver na Coreia do Sul no caso de exibição do programa.

A SBS cancelou a exibição do programa previsto para quarta-feira e pediu desculpas públicas, mas não admitiu qualquer responsabilidade na tragédia.

A polícia abriu uma investigação sobre eventuais responsabilidades da emissora no suicídio.

Os reality shows são questionados no país por seu caráter intrusivo e pela exibição do lado mais obscuro dos participantes.

AFP

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Adolescente se suicida depois que seus pais a proíbem de acessar o Facebook

adolescente-se-suicida-depois-que-seus-pais-a-proibem-de-acessar-o-facebookUma adolescente se matou após seus pais a proibirem de acessar sua página no Facebook. Ela escreveu uma nota antes de cometer o ato dizendo que não poderia viver sem a rede social.

Aishwarya Dahiwal, de 17 anos, foi encontrada enforcada em seu quarto após uma discussão com os pais sobre o tempo excessivo que passa na rede social e nas conversas no celular. O caso ocorreu na quarta-feira (1), na cidade de Parbhani, na Índia.

Em uma nota de suicídio, ela argumentou culpando os pais e suas restrições por tomar a atitude. “O Facebook é tão ruim? Eu não posso ficar em casa com as restrições e não posso viver sem o Facebook”, escreveu.

Techmestre e R7

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Policial que cometeu suicídio em Caicó nesta quarta era investidor da Telexfree e tinha se desfeito de bens após bloqueio, revela radialista

CM1Foto: Do blog Eduardo Dantas

A real motivação do cometimento do suicídio por parte do Policial Civil Carlos Magno Meneses Guimarães na manhã de hoje (quarta-feira) no interior da Delegacia de Policia da cidade de Caicó ainda é desconhecida, mais um detalhe que chama atenção é o fato do policial ser um investidor da empresa de Market Multinivel (Telexfree) e ter investido valores que não conseguiu recuperar devido o bloqueio da empresa.

De acordo com informações, Carlos Magno investiu recursos pessoais na empresa Telexfree e após o bloqueio da empresa ele teve que se desfazer de bens como um carro zero km, para poder honrar com seus compromissos financeiros.

Carlos Magno havia comprado um carro e com menos de um mês da compra o veículo a telexfree foi bloqueada pela justiça tendo ele sido obrigado a se desfazer de mais um bem pessoal por causa da empresa.

Este fato teria deixado o policial Carlos Magno depressivo e pode ser uma das linhas seguidas para esclarecer a real motivação pelo qual o mesmo cometeu o suicídio.

Do radialista e blogueiro Eduardo Dantas

Opinião dos leitores

  1. MMN tem o mesmo segmento da Universal, explorar pra obter lucros absurdos usando a ignorância/inocência dos outros, tanto que dá pra ver nos comentários aqui onde quem participa disso defende à unhas e dentes, como se estivéssemos falando da mãe deles. Rsrs

    1. TELEX FREE É DIFERENTE DA UNIVERSAL NÃO DA PRA COMPARÁ TELEX NÃO É INVESTIMENTO É TRABALHO MAIS MESMO ASSIM TODOS GANHÃO MESMO QUEM FAZ MUITO POUCO QUE FALA DA TELEX FREE É POQUE NÃO CONHECE OU ESTAR COM INVEJA QUE PENA

  2. Esse e o presente de natal que a justiça da para as ffamílias ! Que en vestiram seu dinheiro sado e sofrido em uma empresa deixe bem claro que não e a empresa que fez isso sim a nossa justiça.

  3. Ainda bem que a telex foi bloqueada, essa promessa de lucro alto e fácil levaria muito mais pessoas a cometerem isso. As pessoas que foram abduzidas pelo zumbi mestre, reflitam….. Não existe dinheiro fácil….

    1. Ronaldo, o dinheiro facil eh o dinheiro do povo que os corruptos deste Pais nos roubam a cada minuto. Continua colocando seu dinheirinho suado no banco, na poupanca, no CDB e depois penssa quem ganha dinheiro facil. Vira a pagina! Sai da caixa e se liberta do sistema. Voa Telexfree!

  4. Muitos na usura de ficarem ricos facil, cairam nessa roubada chanada Telexfria, sinceramente nao tenho pena de nenhum!

    1. Que tal ficar na sua e respeitar quem trabalha com MMN, cuja atividade é reconhecida em muitos países, tanto que até hoje a Telex luta para voltar a funcionar.

  5. Essa caso já está ficando serio de mais, foi a mulher que se lançou do prédio, e a agora é esse policial. Até quando?

    1. sou de mato grosso, aqui tambem um senhor se matou por não receber o seu dinheiro que investiu na empresa

  6. Só uma ressalva. "por causa da empresa", não não. Por causa de quem fez o bloqueio, se não tivesse acontecido o tal, muita gente hoje não estaria dessa maneira.

    1. Sério mesmo essa linha de raciocínio Aqle? A culpa é de quem moveu-se para impedir que mais pessoas caíssem na maracutaia? Muito inteligente de sua parte.
      Mas me responda: se você levar um tiro de um assaltante e morrer, quem deve ir pra trás das grades é a arma e não o assaltante é? Porque a bala saiu da arma… É cada argumento que aparece.

    2. é por causa destas malditas empresas mesmo , bando de mal caracteres e falsário enganadores . tem que indenizar as famílias mesmo. e tomara que fechem todas como a B. BOM também, é tudo farinha do mesmo saco.

    3. Se a justica nao tivesse bloqueado a situacao estaria bem bem pior , vide casos semelhantes … a culpa nao e da justica que bloqueou e sim de quem acredita em lucro fácil …

    4. Pior cego é aquele q não quer ver, a empresa mesmo pode gerar uma siscurstancia pra justiça travar ela e sair como a injustiçada da situaçao, sorte suas foi da justiça bloquear a conta bancaria da empresa. Acorda pra vida

    5. A justiça no brasil pode não ser lá essas coisas, mais vc dizer q ela é a culpada do suicidio dos outors por causa de agir correto em parar as ações de empresas fraudulentas.kkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Jovem se suicida após vídeo íntimo vazar no WhatsApp em cidade nordestina

A morte de uma adolescente piauiense em Parnaíba tem comovido toda a população na cidade no norte do Piauí e acende alerta para os pais em todo o estado. Foi pelas redes sociais, que a jovem Julia Rebeca anunciou a dia da própria morte. Tudo aconteceu depois que um vídeo íntimo entre ela, um rapaz e outra adolescente, filmado pela própria jovem, vazou para as redes sociais através do WhatsApp.

Júlia Rebeca foi encontrada morta dentro do quarto, enrolada no fio da própria chapinha no último dia 10 de novembro, domingo passado. A data foi postada em uma mensagem através do Instagram e do Twitter da jovem, que dizia: “Eu te amo, desculpa eu n ser a filha perfeita mas eu tentei… desculpa eu te amo muito mãezinha (…) Guarda esse dia 10.11.13 [sic]“.

O caso levantou polêmica, justamente pelo dano que as redes sociais vem causando aos jovens, que não aprenderam ainda a lidar com a ferramenta e acabam caindo em armadilhas. É cada vez mais comum notícias sobre o vazamento de vídeos íntimos, que mudam a vida dos protagonistas por completo, e alguns acabam chegando ao extremo, como o caso da adolescente de Parnaíba.

Outras mensagens deixadas no Twitter da jovem, também chocaram os familiares, como as frases “É daqui a pouco que tudo acaba.” e logo após “E tô com medo mas acho que é tchau pra sempre”. No perfil de Julia, um primo postou mensagens horas depois da morte da estudante, e pediu que os comentários maldosos a respeito do vídeo fossem evitados, e agradeceu pelo apoio dos amigos. A conta de Instagram da jovem foi removido pelo primo.

Especialista em problemas de família, Antonio Noronha afirma que a morte da jovem serve de alerta principalmente para os pais. “É importante que os pais estejam próximos dos filhos, saber das amizades, o que estão fazendo. Ter todo um acompanhamento. Não precisa entrar na intimidade, não tanto, mas ter um mínimo de conhecimento. O próprio adolescente vai entender que o que você, pai ou mãe, está fazendo, é por amor”, comentou. Ele ressaltou ainda sobre o risco de se produzir vídeos com conteúdo íntimo, e afirmou que o principal ponto para os pais é a existência de diálogo entre os filhos, que pode ajudar a evitar o pior.

Fonte: 180 graus – Link com outras notícias do caso clique aqui

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *