Turismo

Governo do RN adota medidas para facilitar o pagamento dos débitos de gás natural para o setor do turismo

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Companhia Potiguar de Gás (Potigás) e a Secretaria de Estado do Turismo, Setur/RN, adotou o parcelamento das faturas de gás natural canalizado para os clientes do segmento comercial, inclusive dos setores de restaurantes e hotelaria, nos mesmos moldes do que vem sendo realizado junto ao segmento industrial, favorecendo a retomada econômica do Rio Grande do Norte em meio à crise provocada pela pandemia da Covid-19.

Com a medida os usuários podem realizar o parcelamento das faturas que venceram nos meses de março, abril e maio de 2020, com a excepcional dispensa de juros e multa de atraso em até seis parcelas, sem qualquer acréscimo.

A Potigás também foi impactada pela pandemia com a diminuição de 60% do volume de gás natural canalizado distribuído no estado, o que também comprometeu a saúde financeira da empresa. E por reconhecer a importância das indústrias e comércios para a economia do Rio Grande do Norte, vem trabalhando pela manutenção dessas empresas em solo potiguar.

“Analisamos vários cenários e estudamos possibilidades para que pudéssemos conceder o benefício do parcelamento para os nossos clientes. Mantemos o diálogo aberto com todos e estamos confiantes de que essa crise vai passar e logo retornaremos ao ritmo normal e a consequente recuperação da nossa economia”, afirmou Larissa Dantas, diretora presidente da Potigás.

“Sabemos que a cadeia produtiva do turismo é muito importante para a economia do nosso estado, esse foi um pleito da classe empresarial do trade turístico do nosso Estado, o qual realizamos a sensibilização do Governo e acreditamos que a partir dessas medidas facilitará para a regularização das pendências. Medidas como essa ajudam os empresários a passarem por essa fase e terminam auxiliando na manutenção de empregos “, explicou a titular da pasta do turismo Aninha Costa.

Para solicitar o parcelamento das faturas, os interessados devem enviar mensagem para o setor financeiro da Potigás (financeiro@potigas.com.br) com o respectivo pleito. O parcelamento pode ser feito nessa modalidade até o dia 30 de junho.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Gás natural canalizado ficará mais barato a partir desta quarta

FOTO: HUMBERTO LOPES

Todos os segmentos de atuação da Potigás deverão sentir a diminuição do preço do gás natural canalizado a partir da próxima quarta-feira, 01/01: comercial, industrial, residencial e automotivo. A redução que foi de 2,8% no último trimestre de 2019 será acrescentada de mais 7% a partir de janeiro de 2020, representando um desconto de quase 10% no valor do combustível.

A diminuição do preço foi possível depois da realização de uma Chamada Pública Coordenada para a compra do suprimento de gás por parte das distribuidoras de gás canalizado do Brasil.

“Conseguimos avançar nessa questão do preço do gás e acreditamos que é possível deixar o gás natural ainda mais acessível a partir da entrada dos novos players no mercado de produção e exploração na Bacia Potiguar. Nosso objetivo é tornar as empresas potiguares mais competitivas, investir em infraestrutura a partir da ampliação da rede de gasodutos no nosso estado e, assim, contribuir efetivamente com o crescimento econômico sustentável do Rio Grande do Norte”, explica Larissa Dantas Gentile, diretora-presidente da Potigás.

Além da economia crescente, os usuários do gás natural canalizado ainda dispõem de outros benefícios proporcionados pelo combustível como a praticidade de ter acesso ao produto 24 horas por dia nos sete dias da semana, a segurança de não precisar estocar gás, além da sustentabilidade de utilizar um produto que agride menos o meio ambiente.

A partir desta quarta, 01/01, o Gás Natural Veicular (GNV) terá redução de R$ 0,16 no m³. E a queda do preço também chegará para as indústrias, comércios e residências.

“O GNV tem um impacto ambiental e também social, pois a economia gerada com esse combustível pode ser usada para investimento em outras áreas. A tendência atual é de crescimento da oferta de gás e maior competitividade no mercado”, finalizou Larissa.

Opinião dos leitores

  1. Redigido para atrair clientes, este post tem todos os caracteres de "isca publicitária". Nada contra esse tipo de "merchan", ainda que disfarçado de prestação de serviço. Mas bem que a empresa poderia informar quanto cobra atualmente pelo m³ de gás, assim o leitor poderia comparar com o custo do kg de GLP.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

ANP se diz atenta quanto a abusos em preços de combustíveis no Brasil

Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou, por meio de nota, que está “atenta” para possíveis cobranças abusivas por combustíveis no Brasil. A cotação internacional do petróleo sofreu uma alta depois de ataques a uma refinaria na Arábia Saudita, na semana passada.

Segundo a nota da ANP, os preços no Brasil são “livres, por lei, em todas as etapas da cadeia: produção, distribuição e revenda. Diante de denúncias de preços abusivos, a ANP faz ações de campo para confirmar essas suspeitas. Quando constata a prática de preços abusivos, a agência atua em conjunto com os Procons para penalizar os infratores”.

Na última segunda-feira (16), a Petrobras divulgou nota informando que também está monitorando a cotação internacional do petróleo, mas que, até aquele momento, não havia previsão de reajustar o preço dos combustíveis.

Agência Brasil

Opinião dos leitores

  1. Bg estou vendo um aumento em média de 35 centavos nós preços dos combustíveis hoje, não vi a Petrobrás fala em aumento. O que está avendo.

  2. É um absurdo o gás natural estar cartelizado aqui em nossa região metropolitana…tinha postos de gasolina vendendo esse combustivel na faixa de $ 3.50 e automaticamente aproveitaram no dia de ontem, passou para $ 3,69 em todo os postos que passei para abastecer de Natal a Parnamirim…Agora pergunto? Cadê os Órgãos de defesa do consumidor que não vêem esse absurdo nas costas do trabalhador?

  3. Então, porque o preço do etanol sobe acompanhando o preço da gasolina, se são fontes bem diferentes???

    1. o álcool sobe também pra não servir de alternativa para o abastecimento dos veículos, é somente usura

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Potigás registra aumento de 10% nas vendas do gás natural

O volume de gás natural canalizado comercializado no Rio Grande do Norte em 2017 aumentou 10,61% com relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a setembro de 2016, a Companhia Potiguar de Gás (Potigás) registrou uma média diária de 279.410 m³ no volume comercializado. Já nesse ano, a média sobe para 309.048 m³ comercializados diariamente.

Para o Diretor Presidente da Potigás, Beto Santos, os consumidores estão em busca de praticidade e redução de custos com a compra do combustível. “A Companhia está investindo na expansão da sua rede, que hoje já conta com mais de 400 km. Também aumentamos a divulgação dos benefícios do gás natural canalizado e fechamos novos contratos. O resultado é o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte”, esclarece.

A Potigás distribui gás natural canalizado para quase 20 mil clientes nos segmentos residencial, comercial, industrial e veicular. Com uma rede de mais de 400 km, a Companhia chega aos municípios de Natal, Parnamirim, Mossoró, Macaíba, São Gonçalo do Amarante e Goianinha.

Novos clientes

Os aumentos sucessivos do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) também contribuíram para o crescimento do volume comercializado de gás natural canalizado. Vários condomínios estão optando pelo combustível distribuído pela Potigás. Mais de mil clientes residenciais foram interligados à rede de gasodutos da Companhia nos meses de setembro e outubro, nos condomínios: Solar Vasconcelos, Colibri, Champs Elysees, Spazzio Nautilus, Manuel Maria Costa, Vernier, Antalya, Residencial Cabugi, Cadiz, Gildicelia, Mirante dos Eucaliptos, Pallacios, Spazzio, Atalanta e Pavarotti.

No segmento comercial, começaram a contar com os benefícios da Potigás, nesse mesmo período, os seguintes estabelecimentos: Pinga Fogo Ponta Negra, Pasmil Panificadora, Pittsburg Nordestão de Lagoa Nova, Pizzaria Massa Fina, Taboleiro Ponta Negra, Restaurante Agaricus, Tapioca.Com e Cafeteria São Braz.

 

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Potigás lança campanha – Tô no Gás – de incentivo ao Gás Natural Veicular no RN

A Companhia Potiguar de Gás (Potigás) se prepara para um novo momento no mercado de gás natural do Rio Grande do Norte. Neste domingo (12), durante o intervalo do Domingão do Faustão, será veiculado o primeiro comercial da campanha “Tô no Gás”, que dará início a uma massiva divulgação do gás natural veicular (GNV) na mídia de todo o Estado. TVs, emissoras de rádio, mídia impressa, outdoors, instalações publicitárias em ônibus (busdoors), táxis (taxidoors), oficinas convertedoras e postos de combustíveis credenciados, irão fortalecer a divulgação. O site institucional da Companhia passará a ser temático durante o período de campanha.

fotorelease1

A iniciativa tem como objetivo principal a revitalização do mercado de GNV no RN, a partir de uma ampla divulgação das vantagens e desmistificação deste combustível. Proprietários de veículos automotores, pessoas físicas ou jurídicas, que adquirirem e instalarem nesse período, novos kits de conversão para o uso do gás veicular, ou obterem veículos zero quilômetro movidos a este combustível, poderão aderir à promoção e receber um bônus de conversão equivalente a até 500m³ de gás para utilizar à vontade, gerando em torno de 7.500 km de rodagem. Taxistas e frotistas têm direito a um bônus ainda maior. Todo o regulamento da promoção estará disponível no site www.potigas.com.br, a partir da segunda-feira (13). (mais…)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *