Ex-líder de terapia nos EUA de ‘cura gay’ se revela homossexual

McKrae Game Foto: Reprodução/YouTube(Post and Courier)

Um homem que fundou uma dos maiores programas de terapia de conversão de gays – a chamada “cura gay” – revelou-se homossexual.

McKrae Game, de 51 anos, comandou por duas décadas o Hope for Wholeness, grupo que atua na Carolina do Sul (EUA), prometendo fazer homossexuais se tornarem heterossexuais.

O americano costumava classificar a homossexualidade como um “grande ardil”. Agora, McKrae decidiu se desculpar pela “nociva prática que feriu gerações” e a ele mesmo.

A terapia antigay, baseada em aconselhamento psicológico e ensinamentos religiosos, é proibida em 17 estados americanos. O slogan do programa de McKrae era “Para se libertar da homossexualidade por meio de Jesus Cristo”.

Dois anos atrás, McKrae foi demitido do Hope for Wholeness.

“Fui um fanático religioso que feriu pessoas. Pessoas disseram ter tentado o suicídio por minha causa e das coisas que eu dizia. Eu estava errado, por favor me perdoem”, desabafou o americano ao “Post and Courier”.

McKrae ainda está casado com Julie Game.

Extra – O Globo

 

TABU: 37% dos brasileiros não aceitariam ter filho homossexual

37% dos brasileiros não aceitariam ter um filho ou filha homossexual, revela uma pesquisa do Instituto Data Popular divulgada nesta sexta-feira, 31. O índice de rejeição é dez pontos porcentuais menor do que o daquelas que aceitariam se o seu filho ou filha se declarasse gay (47%). A taxa de rejeição, no entanto, ainda é considerada alta pelo Instituto. Ela é superior entre os homens – 45% disseram que não aceitariam um(a) filho(a) homossexual – e entre as pessoas com mais de 50 anos – 46% rejeitariam seus filhos.

A pergunta “Você aceitaria numa boa ter um(a) filho(a) homossexual?” foi feita a 1.264 brasileiros de cem cidades em todas as regiões do país nos três primeiro meses deste ano. Apenas entre os mais jovens, com idades entre 16 e 34, a resposta positiva foi dada por mais de 50% dos entrevistados.

Direitos

O estudo aponta ainda uma divisão em relação à opinião sobre os direitos dos casais de pessoas do mesmo sexo. 42% concordam e 38% discordam que casais homossexuais tenham acesso aos mesmo direitos que aqueles considerados “casais tradicionais”.

Segundo dados preliminares do Censo Demográfico 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem mais de 60 mil casais homossexuais. A pesquisa é anterior à regulamentação do casamento gay no País, aprovada em uma resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no último dia 14 de maio.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vanilson disse:

    BL, (pessoa do comentário abaixo), Nesse caso você mataria seu filho ? Diante de DEUS, do MAIS BILIONÁRIO ao MENDIGO , todos são iguais, todos vão para o buraco e se transformarão em CARNE PODRE, então pra que menosprezar pessoas assim ? Aceitar é uma coisa, agora ser preconceituosa é outra.

  2. BL disse:

    Acredito SIM que esta pesquisa está errada. 35% É UM PERCENTUAL BAIXÍSSIMO.
    Eu não desprezaria jamais se Deus me livre fosse um filho meu, porém aceitar nunca.
    Acho que de fato e de verdade mais de 80% dos Brasileiros não aceitariam.

Motorista de van xinga homossexual e depois passa com o veículo por cima dele três vezes

Extra

Policiais da 74ª DP (Alcântara) investigam a morte de Eliwellton da Silva Lessa, de 22 anos, ocorrida nesta terça-feira, em São Gonçalo, município da Região Metropolitana do Rio. Homossexual, o rapaz havia discutido com um motorista de van que o atropelou. Segundo dois amigos que estavam com Eliwellton, o homem passou com o veículo três vezes em cima da vítima e fugiu em seguida. O rapaz chegou a ser levado para o Hospital Geral Alberto Torres, no Colubandê, também em São Gonçalo, mas não resistiu aos ferimentos. Ele teve a coluna quebrada em três lugares, fraturou três costelas, quebrou a bacia e teve o pulmão perfurado.

O atropelamento foi na madrugada de segunda-feira. Por volta das 2h30m, Eliwellton e os amigos passavam pela Estrada Raul Veiga, em Alcântara, quando teria sido xingado de “viado” pelo motorista.

– Eles começaram a discutir e partiram para a briga. Conseguimos (mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sarah disse:

    E há quem diga que NÃO existe crime motivado por ódio/homofobia, rs.

Decisão inédita no RN converte união estável em casamento

Os desembargadores da 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça decidiram, à unanimidade dos votos, pela conversão em casamento de uma união estável homoafetiva, relativa a um casal que convive como se casados fossem há quase uma década. A decisão configura o primeiro caso na história da jurisprudência potiguar.

Os autores entraram com o pedido de conversão na primeira instância, mas tiveram o pleito extinto sem resolução do mérito ante o reconhecimento da impossibilidade jurídica da pretensão. Ao recorrerem para a segunda instância, a 3ª Câmara Cível, entretanto, entendeu não só pela possibilidade jurídica do pedido, como também, se valendo do art. 515, § 3º, do CPC, adentrou no mérito da ação para julgar procedente o pleito concensual dos Autores (Apelantes).

De acordo com a relatora, desembargadora Sulamita Bezerra Pacheco (juíza convocada), “pensar de modo diferente, é o mesmo que fomentar insegurança jurídica a estas situações (dirimidas pelos Guardiões Máximos Constitucional e Infraconstitucinal), afrontar a dignidade da pessoa humana, discriminar preconceituosamente o optante pelo mesmo sexo, vilipendiar (desrespeitar) os princípios da isonomia e da liberdade, e retirar da família constituída pelo casal homoafetivo a proteção Estatal arraigada na Carta Magna, reduzindo-a a uma subcategoria de cidadão e conduzindo-a ao vale do ostracismo.

Para a julgadora, “a opção sexual do ser humano voltada à formação da família, não deve ser motivo de críticas destrutivas, mas sim de integral proteção estatal, até porque, como há muito apregou o poeta Machado de Assis em seu primeiro romance denominado Ressurreição “Cada qual sabe amar a seu modo; o modo pouco importa; o essencial é que saiba amar””.

Raí e Zeca Camargo têm romance há mais de dois anos, diz colunista

Raí, ex-jogador do São Paulo e forte símbolo sexual entre as mulheres, chocou os holofotes com a notícia do seu relacionamento com Zeca Camargo. Segundo boatos, o casal já está junto há uns dois anos.

Todo mundo sabe que o apresentador só fica no armário durante os programas da TV. Porque nas baladas gay em Sampa, Zeca sempre bomba! Agora, de Raí, pouca gente desconfiava.

Segundo a colunista Fabiola Reipert, do R7, a Globo, que sempre surpreende pela manutenção de estereótipos conservadores, proibiu qualquer vinculação dos nomes de Raí e Zeca Camargo em programas da emissora. A colunista ainda revelou que Zeca ficou bastante irritado com isso, pois os dois têm passado por várias saias justas.

Fonte: Holofote / Bahia Notícias

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcio Palestrino disse:

    Primeiro foi o Júnior Baiano que tinha um caso com a Vera Verão quando era jogador do São paulo, depois foi o Richarlyson q apareceu por lá, e agora o ídolo dos tricolores Raí se revela kkk

  2. Robharvard disse:

    Estou torcendo pelos dois!!!Felicidades!!!

  3. junio costa disse:

    Ja nao é de hoje que isso acontece .Ha um tempo atras  Vampeta ,entao jogador do corinthians saiu na  g magazine ,capa.O ator que fazia a Vera Verao no sbt ,disse em entrevista que estava namorando  um jogador  meio campo do corinthians e da seleção brasileira (na época quem era?)

    • Partisan disse:

      Era o Júnior Baiano! O nome do namorado jogador da Vera Verão veio à tona depois de um caso de violência doméstica, quando a Vera Verão foi dar queixa à polícia.

  4. Marcio miranda pereira disse:

    A vida sexual de cada pessoa só interessa a ela e ao seu parceiro. As evidências são muitas e não precisa ser detetive. Rai entra no programa Bem Estar com programa de emagrecimento, o mesmo projeto que haviam feito com Zeca Camargo no Fantástico. Rai escreveu livros infantis, e todo mundo sabe que Zeca Camargo da palestras sobre livros e escritores na Fenac, Livraria Cultura. Os dois com certeza tem projetos de vida e um contribui com o outro para ficarem cada vez mais ricos. (Marcio Miranda Pereira)

  5. Juliano disse:

    Os dois tem passado por várias sais justas? Como assim? Como não tem uma foto doi dois juntos? Claro que esse tipo de fofoca inventada não tem comprovação.
     

  6. Tri Campeão Continental! disse:

    Todos deviam desconfiar, ele tem fortes ligações com o São Paulo…  kkkkkkkkkkk

  7. wagner disse:

    caraca se for verdade vo mudar de time sou verdao agora kkkkkkkkk
     

  8. Braz disse:

    O que importa é o amor.

    • Fvanderleinando disse:

       deixa de ser preconceituoso para mim e quem tem dignidade o importante e q zeca e um profissional de mao cheia e rai foi um grande jogador e ponto final.

    • Betania disse:

      Todos tem direito de ser feliz! cada um com sua escolha.

Compositor de músicas de Justin Bieber assume homossexualidade

O cantor de Hip Hop Frank Ocean decidiu assumir publicamente a homossexualidade. Nesta quarta-feira, o compositor de músicas de Justin Bieber, Beyonce e John Legend, escreveu em seu Tumblr um comunicado falando sobre seu primeiro amor por um homem.

“Há quatro verões, conheci uma pessoa. Tinha apenas 19 anos. Ele também. Passamos o verão juntos. E o verão seguinte também. Quase todos os dias. E nos dias em que estávamos juntos, o tempo deslizava. Na maior parte do dia, eu observava o sorriso dele. Ouvia o que ele dizia e o silêncio dele, até ele dormir. Sono que muitas vezes partilhava com ele”.

O post continua contando que quando percebeu estar apaixonado, o cantor viu que estava perdido. “Era maligno. Não havia remédio. Não conseguia escapar nem negociar com o sentimento. Sem opção. Foi o meu primeiro amor, mudou a minha vida. Ele me deu tapinhas nas costas, disse coisas bonitas. Fez o melhor que pode, mas disse que não sentia o mesmo”.

Já havia rumores sobre a orientação sexual de Ocean e ele antecipou no Twitter que o post no blog era para esclarecer as dúvidas. Alguns críticos que ouviram seu novo álbum solo, “Channel orange”, que será lançado na semana que vem, constataram que várias canções de amor eram endereçadas a um homem.

Do coletivo Odd Future, Frank Ocean iniciou sua carreira solo no ano passado e fez sucesso com composições para artistas famosos, como Justin Bieber, Beyoncé e John Legend.

Fonte: O Globo

Pepê e Neném assumem homossexualidade: ‘Nós duas somos’


As cantoras gêmeas Pepê e Neném deram uma declaração reveladora a Marília Gabriela: contaram que ambas são homossexuais e que nunca namoraram um homem.

“A gente é (homossexual) desde criança. As duas. Eu com dez anos de idade me apaixonei por uma menina”, disse Neném na entrevista.

Apesar do sucesso no fim da década de 90, elas contaram à apresentadora que nunca se aproveitaram da fama para ficar com uma mulher:

“Nós nunca passamos do limite, nunca paqueramos filha de empresário e nunca ficamos com fã. Nunca. Antes de qualquer coisa, somos profissionais”, contou Pepê.

Carreira

Elas lembram que assinaram contrato sem orientação na época que atingiram o auge da carreira, e que, deslumbradas, esbanjaram o dinheiro que ganhavam.

“O empresário passava pra gente que o nosso show custava 15 mil e na verdade era 30 mil”, revelou Neném.

Hoje morando de aluguel, elas contam que vão contar com uma participação de peso em um trabalho futuro:

“Zeca (Pagodinho) vai participar de uma música muito boa com a gente. Ele é uma pessoa especial”.

Fonte: Extra

Homofóbicos podem ser gays enrustidos

Recentemente, alguns psicólogos americanos resolveram revisitar a teoria da relação entre a homofobia e a homossexualidade com novos estudos. E a conclusão foi exatamente a mesma: homofóbicos parecem sentir um desejo reprimido por pessoas do mesmo sexo.

O artigo descreve seis estudos com 784 estudantes universitários americanos e alemães. A primeira missão dos participantes foi classificar a própria orientação sexual numa escala de 1 a 10 (1 aos extremamente gays; 10 para os heterossexuais inquestionáveis). Na sequência, assistiram a uma exibição de fotos e palavras (tipo imagens de casais homossexuais ou palavras relacionadas a cada um dos dois grupos) e, na medida em que eram mostradas, precisavam encaixá-las o mais rápido possível na categoria apropriada (héteros ou gays).

Acontece que, antes de cada slide, aparecia na tela a palavra “eu” ou “outro”, por apenas 35 milissegundos (ou 0,035 segundos).Segundo os autores do estudo (eles escreveram um artigo para o New York Times), esse tempo foi suficiente para que os participantes conseguissem ver a palavra subliminarmente, mas curto demais para que pudessem vê-la conscientemente.

Aí entra a teoria (conhecida como associação semântica): se a palavra “eu” preceder imagens ou outras palavras que refletem a sua orientação sexual (um beijo entre homem e mulher, por exemplo, se você for hétero), fica mais fácil encaixá-la na categoria correta. Mas se você forgay e passar por essa mesma situação (foto de casal hetéro se amando + palavra “eu”), sua cabeça vai precisar de mais tempo para associá-la ao grupo correto.

E então as máscaras caíram. Mais de 20% daqueles que se descreveram como “muito macho”, com nota 10, tiveram resultados incoerentes. Ou seja, eles precisaram de mais tempo para classificar as figuras do mundo gay quando a palavra subliminar era “outro”. E eram eles também os mais ativos na luta contra a igualdade dos direitos homossexuais e com fortepreconceito contra gays. É como se eles descontassem nos homossexuais toda a dor que sentem pelos desejos reprimidos, por não conseguirem sair do armário.E disso aí surge a homofobia.

*Com informações da Super

 

Escola proíbe gay de usar camiseta antipreconceito

Um estudante declaradamente gey da escola Waynesville, que fica em Ohio, nos Estados Unidos processou a instituição em que cursa o ensino médio, acusando-a de discriminação.

De acordo com o processo, ele foi proibido arbitrariamente pela escola de usar uma camiseta com a frase “Jesus não era homofóbico”. Ainda não se tem muitos detalhes sobre o caso e a direçãop da escola não quis se pronunciar sobre o ocorrido.

O mundo passando por mudanças, mas a principal mudança deve ser na cabeça de algumas pessoas. Mas a gente tem que se lembrar que mexer com religião é sempre um problema. Ainda mais que a Igreja é contra a relação homoafetiva.

Homossexual potiguar agredido em Aeroporto do Rio de Janeiro vira notícia na imprensa nacional

Um casal homossexual foi agredido no aeroporto Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão-Antonio Carlos Jobim, Rio de Janeiro, nesta segunda-feira, 13, após recusar utilizar um serviço de táxi clandestino.

O casal e mais um sobrinho desembarcaram de Natal e um deles, Dário Concentino, é potiguar.

Tudo começou logo após o desembarque do casal e do sobrinho, quando os três foram abordados ainda dentro do saguão do aeroporto por um homem que oferecia um serviço irregular de táxi.

Mesmo recusando serviço, os três foram seguidos até a parte do fora do aeroporto onde começou a agressão.

Cristiano foi o mais ferido.

Levou um chute no rosto e bateu a cabeça no chão. Dario tem hematomas no rosto e escoriações pelo corpo.

As imagens gravadas pelas câmeras de segurança do aeroporto mostram Dario sendo agredido por um homem de blusa branca.

Em seguida, a câmera mostra o sobrinho de um dos rapazes, de camiseta preta, brigando com outro homem de blusa azul.

Veja matéria veiculada no Jornal da Globo

http://www.youtube.com/watch?v=YaI5uqAPDRU&feature=player_detailpage

(mais…)