Polícia Civil informa que mandante de explosão a carro-forte em Bom Jesus é um dos mortos em confronto na Grande Natal

Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Polícia Civil prende grupo criminoso interestadual envolvido em roubo a carro-forte em Bom Jesus

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR/RN) prenderam, nesta quarta-feira (11), dois homens e uma mulher suspeitos de integrarem um grupo criminoso envolvido em um roubo a carro-forte, ocorrido no município de Bom Jesus, na quinta-feira (6), quando um policial militar que estava de serviço foi atingido por disparos.

A ação policial se iniciou em uma residência no bairro Cajupiranga, no município de Parnamirim, onde os suspeitos entraram em confronto com os policiais. Dois homens foram atingidos por disparos e socorridos, mas não resistiram aos ferimentos, sendo um deles identificado como Francisco Emerson Gomes da Rocha, conhecido como “Ceará”, 31 anos.

“Ceará” é apontado nas investigações como o mentor do roubo ao carro-forte realizado na cidade de Bom Jesus. Em desfavor dele havia um mandado de prisão em aberto pelos crimes de roubo e por integrar organização criminosa. O outro homem estava com documento falso e não foi identificado até o momento.

Com eles, foram encontrados dois revólveres calibre .38. Na residência, os policiais apreenderam um carregador de fuzil, dois veículos, a quantia de R$ 3.486,00 (três mil, quatrocentos e oitenta e seis mil reais) em dinheiro, inclusive cédulas queimadas e danificadas. Laranda Oliveira dos Santos, 24 anos, natural de Natal/RN, foi presa pelos crimes de posse irregular de arma de fogo, receptação e associação criminosa.

Em seguida, os policiais realizaram diligências em uma granja situada em Lagoa Azul, Zona Rural de Nísia Floresta, local onde os suspeitos se reuniam, antes de praticarem os crimes. No imóvel, foram apreendidas uma espingarda e munições calibre .12, além de uma máquina de contar cédulas que estava queimada.

Na granja, foram presos Thiago Henrique de Oliveira, 32 anos, natural de Santa Rita/RN, e Maciel Sales, 30 anos, natural de Natal/RN. Ambos foram autuados em flagrante pelos crimes de posse irregular de arma de fogo, receptação e associação criminosa.

De acordo com as investigações, o grupo é responsável por realizar diversos crimes nos estados de Alagoas, Ceará, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte. A ação realizada pela DEICOR, nesta quarta-feira (11), é uma continuação da operação deflagrada no domingo (08), em conjunto com Delegacia de Roubos e Furtos de Pernambuco (DRF/PE), quando foram presos José Bonifácio Nascimento de Barros e Rômulo Silva dos Santos. A prisão aconteceu em uma pousada, no município de Recife, no Estado de Pernambuco.

No domingo (08), foram apreendidos mais de R$ 40 mil reais, inclusive algumas notas queimadas, provenientes do roubo ao carro-forte. Os dois homens foram autuados por lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, associação criminosa entre outros.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou através número do Disque Denúncia da DEICOR: (84) 3232-2862.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Magnum 357 disse:

    DEICOR PC-RN., Bom trabalho. Força para prender e Letalidade as que não querem se entregar

  2. Paulo disse:

    Operação do caralho, muito bom! Já são 5 presos e 2 CPF's cancelados, incluindo o líder. Parabéns ao pessoal da Polícia Civil/ Deicor.

Caso F. Gomes: Advogado acusado de ser mandante do crime tem habeas corpus negado pelo TJRN

Foto da vítima: Reprodução

Os desembargadores da Câmara Criminal do TJRN não deram provimento ao Habeas Corpus, movido pela defesa do advogado Rivaldo Dantas de Farias, acusado de ser um dos mandantes do assassinato do radialista Francisco Gomes de Medeiros, o F. Gomes, executado em 2010, no município de Caicó. O acusado foi condenado, por julgamento da 1ª Vara Criminal de Natal, nos autos da Ação Penal nº 0105600-14.2019.8.20.0001, onde foi incurso no artigo 121, parágrafo 2°, incisos I, II e IV do Código Penal. Rivaldo Dantas foi preso preventivamente em abril deste ano.

A defesa, no novo HC, alega, dentre outros pontos, que não há ameaça concreta em desfavor da testemunha (advogada de um dos corréus) e fundamentação não idônea da prisão preventiva, bem como impossibilidade de depoimento da advogada, sob pena de violação ao sigilo profissional. Leia matéria completa aqui no Justiça Potiguar.

VÍDEO – Deputada anuncia “bomba” em rede social: advogado de Adélio Bispo responde sobre “mandante” e que “emissoras de televisão” estão pagando defesa

Reprodução

Reprodução: Twitter/Carla Zambelli

Através do microblog Twitter, a deputada Federal pelo PSL-SP, expõe trecho de entrevista nesta terça-feira(11) em que pede que internautas “espalhem ao máximo”.  Na ocasião, a jornalista Roberta Lopes, do Direita Minas, entrevistou Zanone Júnior, advogado de Adélio Bispo, que responde pergunta de mandante de atentado contra Jair Bolsonaro. Ainda no vídeo, também fala de emissoras de televisão que estariam pagando a defesa.

Vídeo aqui no Twitter da deputada:

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ana leticia disse:

    Vai faltar cadeia, agora é o PP na linha de tiro. Mesmo Gilmar Mendes defendendo todos os bandidos, agora vem mais cadeia pra esses bandidos.

  2. Logan disse:

    Arrocha!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Curioso disse:

    Pega fogo quengaral 🤣🤣🤣🤣

  4. Cidadão disse:

    Até agora, nenhuma novidade.

  5. Ems disse:

    A mamata acabou !!!

PF ainda busca indício de mandante em atentado contra Jair Bolsonaro

Reprodução / Youtube

Após seis meses de investigação, a PF (Polícia Federal) em Belo Horizonte ainda está atrás de evidências se o atentado contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) teve um mandante.

Todas as medidas de investigação estão sendo adotadas até esgotar as possibilidade possíveis para desvendar o caso. Na terça-feira, ao comentar a prisão dos assassinos da vereadora Marielle Franco, Bolsonaro disse que está atrás do mandante que tentou lhe matar.

Entre testemunhas e investigados, 80 pessoas já prestaram depoimento no inquérito do presidente. No entanto, a tese mais provável, até o momento, é que Adélio Bispo, autor da facada, é um homem paranoico e que agiu sozinho.

Mas a investigação prossegue. Nesta fase, a PF está ouvindo e fazendo uma investigação social em relação a todas as pessoas que tiveram contato com Adélio Bispo nos últimos cinco anos. Contatos descobertos por e-mails, telefones, computadores e redes socias estão sendo periciados.

A PF aguarda ainda uma decisão final do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1 Região) para saber se vai poder ou não utilizar na investigação os dados do telefone do advogado de Adélio, Zanone de Oliveira. O aparelho do advogado foi apreendido durante uma operação em endereços de sua propriedade em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O objetivo é tentar descobrir se alguém pagou o defensor ou se essa foi apenas uma versão dada para justificar a aparição de Zanone no caso.

Na semana passada, em decisão liminar, o TRF-1 suspendeu a investigação contra Zanone alegando que o trabalho de advogado é protegido pelo sigilo profissional.

Laudo entregue à Justiça aponta que Adélio tem paranoia permanente. Segundo conclusão da perícia, ele tem transtorno delirante permanente, ou seja, é considerado incapaz e, muito provavelmente, será considerado inimputável.

Em setembro de 2018, logo após o atentado, a PF abriu dois inquéritos. O primeiro já concluiu que Adélio agiu sozinho no dia da facada. O segundo, ainda em andamento, procura se tem um mandante ou organização criminosa por trás do atentado. O responsável pelo inquérito é o delegado Rodrigo Morais Fernandes.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Andinho disse:

    Esse tal de direitos humanos, tem atrapalhado e encarecido muito as coisas no Brasil, veja o tempo que demorou para descobrirem quem matou a tal de Mariele, e o tempo que está levando para esse Adelio abrir o bico e dizer quem mandou matar Bolsonaro, queria ver se fosse na década de 80 se ele não já tinha entregue tudo e até confessado que matou Kenedy, Jhon Lenon, Michael Jackson, até Odete Roitimam ele já tinha assumido que matou.

  2. Roberto disse:

    Um desempregado que vivia viajando.
    Para lá e para câ.
    Fez até curso de tiro onde o filho de Bolsonaro atirava.
    Morava numa pensão.
    Alguém o financiava.

  3. Cláudio disse:

    Então é só a PF, porque o Brasil inteiro já sabe.

  4. Medeiros disse:

    Procurar primeiro na vizinhança de Lula

Filho que matou mãe diz que Homer Simpson foi mandante do crime

15_03_46_639_fileOs personagens do desenho animado Os Simpsons são apontados por Marco Aurélio Santana de Souza Ribeiro, de 22 anos, como os responsáveis por ele ter matado a própria mãe. O jovem, que sofre de transtornos mentais e é usuário de drogas, pisoteou a cabeça da vítima, Gislaine Aparecida de Souza, de 45 anos, e ainda a agrediu com facadas e tesouradas. No dia do crime, quando questionado sobre o que havia feito, Ribeiro alegou que “serpente mata é esmagando a cabeça”.

O delegado responsável pelo caso, Tiago Saraiva, decidiu ouvir novamente o suspeito nessa quinta-feira (4). Para Saraiva, o jovem é “confuso” e não tem “raciocínio coerente com o que ele fala”. Ribeiro contou ao delegado que saiu com a mãe no dia do crime e encontrou R$ 10 perdidos na rua.

Com o dinheiro, ele comprou um papelote de cocaína e usou parte da droga ainda na rua, guardando o restante para quando chegasse em casa. Já no imóvel, que fica no bairro Floramar, região norte de Belo Horizonte, ele ainda tomou remédios controlados dados pela mãe e passou a ouvir falas conspiratórias dos personagens do desenho.

— Ele começou a ver TV e disse que ouvia o Homer Simpson [personagem do desenho animado] falar alguma coisa e ele foi interpretando como se a família estivesse contra ele e quisesse matá-lo.

Após as declarações do suspeito, Saraiva pretende encerrar o inquérito e encaminhar a documentação à Justiça, com o pedido para que seja feito um exame de sanidade mental no jovem. Questionado pelo delegado se estava arrependido pelo que fez, Ribeiro disse que sim e alegou que “ouve a voz da mãe na cabeça dele, cantando músicas tristes”.

Entenda o caso

O crime aconteceu no dia 29 de agosto, no bairro Floramar, na casa onde mãe e filho moravam juntos. Militares receberam a denúncia de que Gislaine estaria sendo roubada. Ao chegarem ao local, eles encontraram o corpo da vítima caído na copa. O suspeito foi encontrado dentro do banheiro e confessou ter assassinado a mãe.

Segundo relatos do jovem aos policiais, ele chutou Gislaine e, com a vítima caída ao chão, ainda pisoteou o rosto dela por diversas vezes. O rapaz também a cortou e esfaqueou em diferentes partes do corpo. Com a confissão, Ribeiro foi preso em flagrante e apenas justificou o crime dizendo que “serpente mata é esmagando a cabeça”.

Além de fazer uso de medicação controlada, o jovem é usuário de maconha, cocaína e crack. Ele já teria agredido a mãe em outra ocasião.

R7

Coronel da PM preso acusado de mandar matar a Juíza Patrícia Acioli

Quem é pago para proteger, manda matar. Dizer o que? Segue reportagem do Estadão

Seis policiais militares, entre eles o tenente-coronel Cláudio Luiz Silva de Oliveira, ex-comandante do 7º Batalhão, de Alcântara, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio, tiveram a prisão decretada no final da noite de segunda-feira, 26, pelo juiz Peterson Barros Simões, da 3ª Vara Criminal de Niterói.

Ao magistrado, um cabo da PM, preso por suposto envolvimento na morte da juíza Patrícia Acioli e ameaçado de morto, aproveitando-se da delação premiada – que resulta em possível redução de pena – disse que o tenente-coronel teria sido o mandante do crime, ocorrido em 11 de agosto deste ano. O cabo e a família dele foram incluídos no programa de proteção à testemunha.

Outros cinco policiais, que faziam parte do Grupamento de Ações Táticas (GAT) e são acusados de forjar um auto de resistência para acobertar a morte de Diego Belini, de 18 anos, também tiveram a prisão decretada pela justiça de Niterói. O tenente-coronel, após a morte de Patrícia, foi um dos coronéis que trocaram de batalhão por decisão do Comando Geral da PM. Cláudio Luiz de Oliveira passou a comandar o Batalhão da Maré, na zona norte da capital.

Também nesta segunda-feira, o juiz Fábio Uchôa, da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, decretou as prisões preventivas de sete PMs do Batalhão de Alcântara acusados de envolvimento em outro caso forjado de resistência com morte. O homicídio ocorreu em junho de 2010 na Fazenda dos Mineiros durante uma negociação, sem sucesso, para acerto de propina com traficantes.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. SIDNEY disse:

    É inadamissível que se tenha forças paralelas a lei vislumbrando benefício proprio e de terceiros por conta de coluios, có-relacionados com assassinos de aluguel, favores particulares afim de demonstrarem seu poderio e impunidade. Louvo os investigadores que com muita técnica conseguiram dismistificar os crimes perfeitos daqueles que achavam que jamais seriam descobertos, sinalizando com isso um novo estágio de crescimento daqueles que ainda acreditam na moral e nos bons costumes, como em tempos de outrora,onde autoridades eram parabenefício da lei e da ordem (JUDICIÁRIO).

Maurílio Pinto na 95FM: Polícia já sabe quem matou Anderson Miguel

Na estreia do Jornal da Manhã, da 95 FM, apresentado por Gerson de Castro, Salatiel de Souza, Paulo Wagner e Mariana Vieira, o delegado Maurílio Pinto de Medeiros, aposentado na semana passada, disse que a polícia já tem quase certeza de quem são os autores intelectual (mandante) e material do assassinato do advogado e empresário Anderson Miguel. Disse também que o crime tem relação com a Operação Hígia, que tem entre seus envolvidos o advogado Lauro Maia, filho da ex-governadora Wilma de Faria, Anderson Miguel foi morto a tiros em seu escritório, na tarde de 1 de junho passado.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Borges Neto disse:

    Aguardemos, pois, a entrevista das Polícias sobre a elucidação do caso e as consequências políticas, sociais, financeiras e jurídicas desse homicídio. Só fiquei com uma pulga atrás da orelha… Será que esse anúncio feito pelo Xerife Pinto não foi para despistar uma pista de outra vertente?…