Operação conjunta do MPRN e PM realiza prisões e apreende drogas em Mossoró

Uma ação conjunta do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e da Polícia Militar foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (13) com o objetivo de combater a criminalidade na região compreendida pelos Municípios de Baraúna e Mossoró. A operação Contenção II, em alusão à necessária atuação do Estado para reprimir o tráfico de drogas na região, cumpriu 7 mandados de busca e apreensão e 5 mandados de prisão preventiva. Todos os detalhes aqui no Justiça Potiguar.

Operação conjunta apreende 12 paredões de som em Natal no fim de semana e prende suspeito de receptação

Foto: Divulgação

Patrulhamento integrado do Grupamento de Ação Ambiental da Guarda Municipal do Natal (Gaam/GMN), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e a Companhia Independente de Proteção Ambiental da Polícia Militar (Cipam) apreenderam 12 paredões de som durante operação realizada no final de semana. A ação resultou ainda na prisão de um homem suspeito de receptação de baterias utilizadas comumente em torres de telefonia.

De acordo com a coordenadora do Gaam/GMN, Francineide Maria, a prisão aconteceu na Rua Maristela Alves, no bairro de Felipe Camarão. Na ocasião, o patrulhamento se deparou com um veículo em movimento com um paredão de som acionado. Os guardas municipais realizaram a abordagem e detectaram que além do som em desacordo com a legislação, foi encontrada uma bateria estacionária dentro do veículo. “Esse tipo de bateria não é comercializada no varejo, então o homem foi detido e conduzido a Delegacia de Plantão para prestar esclarecimentos”, explicou.

O subcomandante de Segurança da GMN, Carlos Cruz, informou que no caso dos paredões de som, além de Lei Federal que prevê crime ambiental, o artigo 3º da Lei municipal nº 6.246, sancionada em 20 de maio de 2011 em Natal, versa sobre a proibição do funcionamento dos paredões de som nas vias, praças, praias e demais logradouros públicos do município de Natal e define “paredão de som” como “todo e qualquer equipamento de som automotivo rebocado, instalado ou acoplado nos porta-malas ou sobre a carroceria dos veículos”.

O descumprimento da lei municipal 6.246/2011 é passível de multa que pode variar de 300 a 3.000 unidades fiscal de referência (Ufir). Outro agravante é que o proprietário de veículo flagrado perturbando o sossego público pode ser multado sem a necessidade de medição dos decibéis, com base em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

O cidadão pode denunciar o uso irregular de paredões de som ligando para o telefone 190 do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) que as viaturas do Grupamento de Ação Ambiental da GMN serão acionadas para averiguar a denúncia. A denúncia pode ser feita também pelo 181 (Disk Denúncia- Polícia Civil) ou 3616-9829 (Ouvidoria da Semurb).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Quero ver o Gustavo Szilaggyi da SEMURB fiscalizar os bares chiques de Ponta Negra como fiscaliza os paredões na periferia!?
    Nós moradores do conjunto Ponta Negra denunciando a omissão da SEMURB.

  2. Luiz Antônio disse:

    Comportamento incivilizado. Punição para educar.

  3. CURITIBA JÁ disse:

    ate quando estes desajustados vão ficar perturbando , eles obrigam as pessoas escutarem suas belas porcarias mesmo sabendo que é contra a lei, o que deveria ser ajustado era as multas pois são muito baixa , e tambem o veiculo e o dono eram para serem recolhidos de preferencia p jaula , pois não tem a minima noção do que e sociedade, já que estes lunaticos gostam de som alto deveria por so no seu ouvido e aumetarem ao maximo estourarem os ouvidos
    Parabens para POLICIA

  4. Irany Gomes disse:

    Faz uma coivara e toca fogo nessas m……!

  5. Alaca disse:

    Somente paredões, e sons altíssimos de carros, caixas treme-terras de igrejas e sons de bares e vizinho mal-educados, incorrem em punição?

    Morador de periferia sofre, estudar só em biblioteca.

    • Everton disse:

      É ralado sair desse universo, dia de domingo sossego só em SHOPPING!

FOTO: Polícias Civil do RN e de PE deflagram operação conjunta e prendem dois homens por roubo a carro-forte em Bom Jesus

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR/RN), em ação conjunta com a Delegacia de Roubos e Furtos de Pernambuco (DRF/PE), prenderam, neste domingo (8), dois homens suspeitos de envolvimento no crime de roubo a um carro-forte. Durante o crime, cometido no município de Bom Jesus, na quinta-feira (6), um policial militar que estava de serviço foi atingido por disparos e continua em estado grave na UTI.

Após a ação criminosa, que resultou no roubo de, aproximadamente, R$ 400 mil reais, os envolvidos conseguiram fugir. Na ocasião, se depararam com uma viatura da Polícia Militar e efetuaram vários disparos de fuzil, atingindo um sargento da polícia militar.

Após o crime, policiais civis da DEICOR foram até o local e iniciaram as diligências, que se estenderam até este domingo (8), com a prisão de José Bonifácio Nascimento de Barros, natural de Cuiabá/MT, e Rômulo Silva dos Santos, natural de Salvador/BA, este se passou por outro homem, apresentando documentação de José Carlos Evangelista Gomes, também natural de Salvador/BA.

A prisão aconteceu em uma pousada, no município de Recife, no Estado de Pernambuco. Ambos já estavam com passagens compradas para fugirem para outros estados do país. O grupo vinha sendo investigado há, aproximadamente, dois meses pela DEICOR.

Com eles, foram apreendidos mais de R$ 40 mil reais, inclusive algumas notas queimadas, provenientes do roubo ao carro-forte. Os dois homens foram autuados por lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, associação criminosa entre outros.

As investigações continuam com o objetivo de identificar todos os integrantes desta organização criminosa. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia 181 ou através número do Disque Denúncia da DEICOR: (84) 3232-2862.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Operação conjunta da Polícia Civil e MPRN apura esquema de agiotagem e lavagem de dinheiro no Seridó; movimentações suspeitas de aproximadamente R$ 35 milhões entre 2014 e 2018

Foto: Divulgação

Com o apoio do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e da Polícia Militar, a Polícia Civil deflagrou nesta quinta-feira (8) a operação Crime e Castigo, que visa desbaratar um esquema de agiotagem e lavagem de dinheiro na cidade de Carnaúba dos Dantas, na região do Seridó potiguar.

A investigação teve início após a Polícia Civil receber diversos relatórios, reportando movimentações suspeitas de aproximadamente R$ 35 milhões entre os anos de 2014 e 2018.

Na manhã desta quinta, foram cumpridos 10 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça de Acari contra os dois suspeitos de encabeçar o esquema criminoso e outras sete pessoas, além de uma empresa, suspeitas da atuarem como laranjas para lavagem do dinheiro.

Além das buscas, o Poder Judiciário determinou ainda o sequestro dos bens dos suspeitos, com o bloqueio de todas as suas contas bancárias.

Participaram da operação cinco delegados de Polícia, 15 policiais civis, 20 policiais militares, três promotores de Justiça e três servidores do MPRN.

As investigações terão continuidade na Delegacia de Polícia Civil de Acari, encarregada do caso. A agiotagem (empréstimo de dinheiro a juros) é crime, com pena de até 2 anos de prisão. Já a lavagem de dinheiro pode render até 10 anos de reclusão aos envolvidos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. nasto disse:

    Toda cidade com mais de 20 mil habitantes com certeza tem essa prática. É muita gente ganhando dinheiro dos mais pobres. O próprio BB coloca aquele povo oferecendo empréstimo ao povo , principalmente os aposentados. Aquilo é uma sacanagem .

  2. PAULO disse:

    Pode não parecer grave, mas esse tipo de crime torna todos velhinhos da cidade reféns desse tipo de gente.

  3. Cidadão Indignado disse:

    Investiguem a cidade do planeta mercúrio, Caicó! Aí vocês verão o que é agiotagem e lavagem de dinheiro pesados.

  4. Irany Gomes disse:

    Imagine a agiotagem dos tubarões aqui de Natal, deve ter com certeza muita gente graúda… $$$$

Operação conjunta “arrasta” sete paredões e interdita festas nesse domingo em Natal

Foto: Divulgação/Semurb

Uma força tarefa formada por fiscais ambientais da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), Guardas Municipais do Grupamento de Ações Ambientais (GAAM) e Policiais Militares da Companhia Independente de Policia Ambiental (CIPAM), apreendeu neste domingo (31), um sete equipamentos de pressão sonora veicular, os conhecidos “Paredões de Som” e interditou três festas não licenciadas pela Prefeitura.

Os equipamentos foram apreendidos nos bairros de Felipe Camarão, Bom Pastor, Nossa Senhora de Nazaré, todos na Zona Oeste, e também no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte da capital. A operação “Arrasta Paredão”, como é denominada a ação conjunta, ocorre na capital desde 2013, e visa garantir o cumprimento da Lei Municipal 6246/2011, bem como combater a poluição sonora.

Além dos equipamentos apreendidos, os agentes públicos interditaram três eventos que estavam para ocorrer sem a Licença para Uso de Espaço Publico (LUEP), sendo que um dos eventos ocorreria no bairro de Felipe Camarão, e os outros dois no bairro de Nossa Senhora da Apresentação.

Os equipamentos foram apreendidos pelos fiscais da SEMURB, que também aplicaram multas aos proprietários em valores que chegar a R$ 2950,30. Segundo a Comandante do Grupamento de Ações Ambientais da Guarda Municipal do Natal, Maria Francineide, muitos dos paredões apreendidos foram em eventos marcados nas redes sociais, e que envolvem, muitas das vezes, pessoas ligadas a facções criminosas. A comandante disse ainda que é comum serem encontrados consumo e tráfico de drogas entre os jovens que frequentam este tipo de “baile”.

Denuncias podem ser encaminhadas pela população pelo telefone da Ouvidoria do Município, no 3616-9829 de segunda a sexta das 8h às 14h ou ao noite e fins de semana pelo 190.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodrigo Morais disse:

    Enquanto isso caminhões continuam fechando a rua lateral do atacadão da BR 101, não tem STTU no mundo que consiga resolver esse problema.

  2. Irany Gomes disse:

    Bom momento para fazer uma grande fogueira com eles, essa mundiça vive perturbando o sossego da população com estas M….!

  3. Val disse:

    Vejam como o prefeito, Álvaro Dias, vai na contramão dos interesses dos servidores de natal. Enquanto a fiscalização do município, seja na parte ambiental, urbanisticas, comércio, trânsito, segurança entre outros tantos profissionais envolvidos no ordenamento do município. O prefeito, Álvaro Dias, reduz os salarios desses profissionais. Muitos estão entrando em depressão..o medo da fome bate nas portas dos servidores públicos de natal

Operação conjunta do MPRN e PM combate facção criminosa que age dentro e fora de presídios potiguares

Operação Cancão foi deflagrada nesta quinta-feira (28). Mandados de prisão e de busca e apreensão são cumpridos em 15 municípios

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e a Polícia Militar deflagraram nesta quinta-feira (28) a operação Cancão, com o objetivo de combater uma facção criminosa que age dentro e fora de unidades prisionais potiguares. Ao todo, estão sendo cumpridos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão em 15 municípios. O nome da operação é referência a uma ave típica do semi-árido nordestino.

A ação é fruto de uma investigação iniciada em 2017 para apurar a atuação da organização criminosa principalmente em cidades da região Seridó. As investigações apontam que a principal atuação do grupo é a aquisição, transporte, armazenamento e distribuição de drogas ilícitas na região. Além disso, a facção também é responsável por homicídios, roubos, furtos e lavagem de dinheiro.

FOTOS: Operação conjunta prende Rei do Tráfico em Assu

Por interino

Uma ação conjunta da Polícia Civil com a Polícia Militar resultou na deflagração da Operação “The King”, nessa quinta-feira (24), na cidade de Assu, culminando na prisão de Francisco Fernando da Cruz, vulgo “Francisquinho”, 39 anos, conhecido na região como “Rei do Tráfico”, por ser responsável pelo abastecimento das “bocas de fumo” de Assu, e de algumas outras cidades próximas.

Em uma abordagem realizada em 25 de outubro de 2017, os agentes prenderam em flagrante Ana Cláudia de Lima Moura, 39 anos, uma das mulheres do criminoso que, naquela ocasião, conseguiu fugir. Nessa prisão, os policiais apreenderam 90 quilos de drogas, entre maconha, crack e cocaína, além de munições e uma arma de fogo. Desde então, foi decretada a prisão preventiva de “Francisquinho”, indiciado pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, receptação e posse ilegal de arma de fogo.

No dia 14 de Março de 2018, a Polícia Militar apreendeu uma grande quantidade de Cocaína pura e prensada, numa propriedade localizada às margens da BR 304, entre os municípios de Assú e Itajá. Com a investigação da Polícia Civil, foi apontada, além da participação dos moradores do imóvel, a participação de Francisco Fernando, o “Francisquinho”, como dono do material ilícito.

Nesta quinta-feira (24), o “Rei do Tráfico” foi preso na propriedade de João Batista Fernandes da Fé, conhecido por “Da Fé”, condenado por tráfico de drogas, e monitorado por meio de tornozeleira eletrônica. Após a prisão de Francisquinho, os policiais realizaram diligências em sua residência, onde apreenderam mais de 1,5 kg de maconha, 491g de Crack e 618g de Cocaína, ocasionando um flagrante delito.

Além dos mandados de prisão e o flagrante no dia da prisão, ele é condenado por um homicídio e cumpria a pena em regime aberto. Encaminhado ao sistema prisional, “Francisquinho” ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que as informações e denúncias que ajudem nas investigações, possam ser repassadas pelo Disque-Denúncia, por meio dos números (84) 99992-2122 e (84) 98155-2956, as ligações podem ser feitas de forma anônima com garantia de sigilo absoluto.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Uthred Bebaburg disse:

    É
    A polícia tá trabalhando

Operação conjunta nesta quinta entre MP da Paraíba e do RN cumpre mandado no Sertão

Uma operação conjunta entre o Ministério Público da Paraíba e do Rio Grande do Norte foi deflagrada no início da manhã desta quinta-feira (5) para o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na cidade de Sousa, no Sertão paraibano. A ação conta com o apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Norte.

A assessoria do Ministério Público da Paraíba informou que a ação tem como objetivo combater os crimes de lavagem de dinheiro e corrupção. A informação de que o alvo do mandado seria um delegado não foi confirmada pelo Ministério Público da Paraíba.

Confira reportagem completa no G1 PB clicando no texto aqui