Ampliação do auxílio emergencial deve beneficiar pescadores, taxistas e motoristas de aplicativos

Foto: Antonio Carlos Alves

Após a iniciativa de ampliar a abrangência do auxílio emergencial de R$ 600 a informais, o governo informou nesta quinta-feira (16) que apoia as mudanças no programa, que permitirão o pagamento do benefício a um número maior de pessoas. A medida é uma das iniciativas para conter a crise provocada pelo novo coronavírus.

No início do mês, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto que instituiu o benefício de combate aos efeitos da crise do novo coronavírus. Os pagamentos já começaram a ser feitos.

Após a entrada em vigor, o Senado aprovou outro projeto de lei para ampliar o programa. O texto retira dos requisitos para receber o auxílio a exigência de renda máxima de R$ 28.559,70 em 2018 (mas estabelece que aqueles que tiverem rendimento superior e receberem auxílio deverão devolver o valor ao declararem o Imposto de Renda de 2021).

O texto, que ainda depende de aprovação da Câmara, também especifica outras categorias autorizadas, como agricultores familiares e pescadores artesanais.

A medida ainda permite que mães menores de 18 anos que são trabalhadoras informais possam receber os recursos. Pais que criam filhos sozinhos também terão direito ao auxílio.

Pelos cálculos da equipe econômica, o custo total dessa ampliação será de aproximadamente R$ 10 bilhões aos cofres públicos.

“É uma mudança significativa, tem impacto relevante, mas, do ponto de vista social, é fundamental. O governo entendeu, junto com o Congresso, que a gente tem que apoiar”, disse o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco.

Diário do Nordeste, com Folha de SP

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. diogenildo disse:

    que bom que o senhor se desculoo com o povo campestrense
    voce tava mas odiado que bolsonaro
    mas todos somos pacivos de erros
    nunca mas generalize comentarios maldosos sobre nossa cidade
    vou continuar le escultando pos voce se retrato e um esselente profissional

  2. Milton disse:

    Da lhe MITO!!!
    A petezada fica doída de raiva.
    Kkkkkkk
    Como é????
    Vcs vão de Lambreta
    Ou
    Andrade????,
    Kkkkkkkkkk

Caixa começa a pagar auxílio emergencial a pescadores

Foto: Agência Brasil

A Caixa começa a pagar nesta segunda-feira (16) a primeira parcela do Auxílio Emergencial Pecuniário para os pescadores profissionais artesanais de municípios da costa brasileira afetados pelo derramamento de petróleo. O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro possibilitado pela Medida Provisória (MP) nº 908/2019, editada pelo governo federal no dia 29 de novembro.

Cerca de 65 mil pescadores ativos no Registro Geral da Atividade Pesqueira que tiveram sua atividade profissional prejudicada até a data da edição da MP poderão receber o benefício de R$ 1.996, pago em duas parcelas de R$ 998 cada.

Os pagamentos seguem o calendário de escalonamento dos benefícios sociais, como o Bolsa Família, que estipula o dia do saque conforme o final do Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário, de acordo com a tabela abaixo:

Os trabalhadores poderão sacar os valores, utilizando o cartão social, em qualquer canal da Caixa, como casas lotéricas, terminais de autoatendimento e correspondentes Caixa Aqui. Quem não tem o cartão poderá sacar em qualquer agência do banco com a apresentação de documento de identificação com foto.

O direito ao auxílio emergencial pecuniário não interfere no recebimento de demais benefícios financeiros aos quais o pescador tenha acesso, como o Programa Bolsa Família ou Seguro Defeso, e o saque poderá ser feito no mesmo momento do pagamento dos demais programas.

A identificação, registro e publicação de listagem, em sítio eletrônico, dos municípios atingidos pelas manchas de óleo é realizada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A Caixa esclarece que a seleção do público-alvo de pescadores elegíveis ao recebimento do benefício é de responsabilidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). As dúvidas e informações referentes aos critérios de elegibilidade e seleção dos pescadores são tratadas por meio dos canais de comunicação daquele ministério.

A Caixa disponibiliza atendimento aos beneficiários por meio do telefone 0800-726-0207, para informações referentes aos pagamentos. Demais informações estão disponíveis na página do Mapa.

Agência Brasil

 

Governo federal libera R$ 1.996 a pescadores prejudicados por óleo

FOTO: EBC

O presidente Jair Bolsonaro assinou nessa quinta-feira uma medida provisória que libera auxílio de R$ 1.996 para pescadores de cidades atingidas por manchas de óleo no litoral brasileiro.

O Auxílio Emergencial Pecuniário será pago a pescadores profissionais ou artesanais inscritos e ativos no Registro Geral da Atividade Pesqueira. Segundo o governo, o benefício “tem como objetivo atender os pescadores que não conseguem comercializar os peixes”.

O valor pode ser pago em até duas parcelas iguais, por meio da Caixa Econômica Federal. O beneficiário terá até 90 dias para sacar o valor após sua disponibilização. A expectativa é que a medida provisória seja publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira. Segundo o governo federal, o beneficiário poderá sacar o valor mesmo que esteja recebendo outro auxílio da União.

CONTAMINAÇÃO

O governo federal destaca que “até o momento nenhum laudo oficial atestou a contaminação dos recursos pesqueiros, a população das áreas atingidas não estão consumindo o pescado por precaução, sendo assim, os pescadores e pescadoras artesanais estão em situação de calamidade, uma vez que não conseguem vender os peixes que pescaram”.

Desde o aparecimento das primeiras manchas de óleo no nordeste, vários peixes e animais marinhos têm aparecido mortos nas praias e os pescadores relatam dificuldades para vender os produtos da pesca.

No final de outubro, uma pesquisa do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) divulgou uma pesquisa realizada com 50 animais marinhos e detectou metais pesados em todos eles. No organismo humano, essas substâncias podem causar náuseas, vômito, enjoo, problemas respiratórios e arritmia cardíaca, entre outras consequências nocivas.

Outros especialistas, no entanto, dizem que os produtos marinhos podem ser consumidos com “cautela”

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sergio disse:

    E já descobriram de quem e de onde veio o óleo?
    Perguntar não ofende, né Mi SHELL?

  2. Melo disse:

    Parabéns pela iniciativa e criatividade.

  3. Arthur disse:

    Aí os mais de 40.000 pescadores que pescam no lago Paranoá (de Brasilia) vão alegar que lá também teve mancha de petróleo e vão ter direito a ganhar também né?

    • Cícero disse:

      Não, nesse caso os pescadores do lago receberam "bolsa" para comprar votos em forma de doação dos recursos públicos no governo anterior. Não vamos confundir atenção social com populismo e irregularidade.

FOTO: Pescadores fisgam atum azul de R$ 14 milhões, mas o devolvem ao mar

Atum de 2,5 metros e 272 quilos fisgado na Irlanda Foto: Reprodução/Facebook(West Cork Charters)

Três pescadores fisgaram, no último domingo (22/9), um atum azul gigantesco no litoral de Cork (Irlanda). Com 2,5 metros de comprimento e peso de 272 quilos, o peixe é avaliado em incríveis R$ 14 milhões no mercado do Japão, onde a carne é apreciada como iguaria para um público seleto.

Porém, o exemplar foi libertado após ser medido, pesado e identificado com uma placa, como parte de um programa para aumentar o número de atuns azuis no Atlântico, de acordo com reportagem do “Daily Star”.

Mesmo de mãos vazias, Dave Edwards, Darren O’Sullivan e Henk Veldman comemoraram, pois um atum azul desse porte é raro na região.

Page Not Found – Extra – O Globo

VÍDEOS: Macaco de porte médio é salvo de afogamento por pescadores em praia no RN

 

Foto: Reprodução

Imagens cedidas mostram o resgate nesta terça-feira(04) de um macaco de porte médio, incomum de se encontrar no Rio Grande do Norte, no mar da praia de Barra Cunhaú, no município de Canguaretama, no litoral sul.

Informações preliminares dão conta que o animal teria tentado atravessar o rio, mas foi surpreendido pela correnteza marítima e, por pouco, não se afogou. Salvo, foi entregue ao Ibama.

Ainda segundo informações preliminares, a espécie a ser confirmada seria possível ser encontrada na Mata Estrela, em Baía Formosa, ainda que existam poucos do tipo na região.

Veja vídeos abaixo, do resgate ao encaminhamento para uma reserva segura.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fã do Macaco disse:

    Diz que esse macaco caiu de um avião que vinha da África, aí encontrou um pescador que o salvou, foi quando ele perguntou ao pescador aonde estava, o Pescador informou que estava no RN, aí o macaco disse no RN governado pelo Pt, o pescador confirmou. Foi quando o macaco pulou na água novamente e disse, não fico aqui nem a Pau, tem futuro não, nem que volte a nado para a África, mais é melhor que ficar aqui.

  2. LH GESSO disse:

    Caramba, esse macaco nada mais do que eu!

Tubarão de quase quatro metros é capturado no Litoral Norte do RN

Uma equipe de pesca da cidade de Caiçara do Norte, no litoral Potiguar, capturou nessa terça-feira (22) em alto mar um tubarão com quase 4 metros de comprimento.

Segundo informações, o tubarão foi encontrado longe de onde os banhistas ficam, mas dezenas de curiosos filmaram e tiraram fotos ao lado do animal, já morto.

Técnicos do Ibama analisaram as imagens e informaram que abusar, maltratar ou mutilar animais é crime ambiental. A pena pode chegar a um ano de prisão, além de multa.

As informações são da página Na Ficha da Polícia.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rubem abrahao disse:

    É o cúmulo do absurdo pescar tubarão desse porte !
    A carne já não é tão boa e é uma espécie que já está entrando na lista das espécies que estão sumindo dos oceanos!

  2. Andrea disse:

    Nossa
    A pessoa tá pescando Peixe comum, mas pega um tubarão e trás para terra….
    o ser humano é muito engraçado E ignorante mesmo , porque não deixou o bicho no canto dele?

  3. Elioterio Carbonel disse:

    Esse pessoal aí, que está criticando os pescadores, não sabem de nada e ficam chamando os pescadores de criminosos etc. Os pescadores são pescadores artesanais, eles estavam pescando o peixe comum, só que por acidente o tubarão enroscou na rede, como que os pescadores que não têm equipamentos sofisticados, poderiam fazer a soltura do tubarão? Vocês ficam aí criticando os pescadores por isso, eles vivem da pesca, tiram o seu sustento do mar, alguns dos que estão ali acordam muito cedo de madrugada ainda quando muitos de vcs estão dormindo, eles não pescam por Sport pra depois sair se exibindo nas redes sociais, a captura de um animal destes é tão rara que teve uma repercussão muito grande como está tendo agora, o que aconteceu ali foi um acidente, eles estavam pescando normalmente quando o tubarão ficou preso na rede. Eu só queria saber de vcs ecologistas preocupados com o bem estar do tubarão, se fossem vocês que estivessem na situação deles o que que vocês fariam, certamente iriam mergulhar no mar pra soltar o tubarão, né? Kkkkk seriam devorados na hora por ele, deixem de falar daquilo que vcs não sabem seus abestalhados. A cidade de Caiçara do Norte é uma cidade em que a principal atividade econômica da cidade é a pesca artesanal, é a maior praia do litoral norte do RN, que tem a maior quantidade de barcos de pesca, o principal peixe que é pescado em seu mar é o peixe avoador ou peixe agulhinha, na época da lagosta se pesca a lagosta, aí vcs fazem todo este alvoroço por causa de um tubarão que por acidente ficou preso na rede de pesca. Querem dizer que a vida do tubarão é mais importante do que a vida daqueles homens que sobrevivem da pesca artesanal? Ali em Caiçara não se pratica a pesca predatória, esta sim que é proibida por lei, tudo o que é pescado ali e para o consumo e sustento das famílias daqueles homens.

  4. Waldemir disse:

    E a fiscalização do IBAMA não vai fazer nada com os pescadores
    Não dá lucro né são pobres não tem dinheiro para pagar multa
    Cadeia nesses pescadores então se fosse um fazendeiro já estavam lá

  5. Queda de Brasília já disse:

    Humanoide não tem solução. Somos o maior vírus do planeta.

  6. Régio disse:

    Quem é o predador dos mares??????

  7. Ragnar disse:

    Muito mimimi, vão lá e fala para o pescador que ele está errado. Muito fácil julgar.

    • Elioterio Carbonel disse:

      Concordo. Esses ecologistas de plantão ficam falando sem conhecimento de causa.

  8. Luiz Carlos disse:

    Como era um exemplar de grande porte, deveria ter sido devolvido ao mar. Afinal, não é objeto da pesca habitual. Ainda nos falta consciência para quase tudo.

  9. Welingtom Pinheiro disse:

    Muito grande

  10. Jean Carlos disse:

    Crime ambiental, os caras vão lá no habitat natural do animal o matam e vai ficar por isso mesmo?

    • kauai disse:

      você queria que o tubarão fosse a colonia de pesca e se entregasse?onde você acha que se pesca todo peixe ?? ? era reserva ambiental ??? vamos ponderar pois a pesca é o ganha pão de muita família decente

  11. Só olhando disse:

    Meros ignorantes.

  12. Por que matar o animal??? Absurso!!!O terror dos mares é o homem !

  13. ventura disse:

    Cadeia nesses bandidos que mataram o tubarão em seu habitat natural, sem estar ameaçando a vida de ninguém.

  14. jo disse:

    Será que o tubarão é mais perigoso que o homem?

MP acompanha neste sábado teste da rampa para os pescadores na praia de Ponta Negra

O Ministério Público Estadual, através da 45ª Promotoria de Justiça, acompanha na manhã deste sábado, dia 21, a partir das 9h, o teste da rampa que o Município de Natal irá realizar na praia de Ponta Negra, com o objetivo de avaliar se os pescadores conseguirão subir o acesso disponibilizado e atracar suas embarcações na parte de cima do enrocamento que vem sendo concluído na orla.

A Prefeitura está instalando em Ponta Negra o enrocamento, que é um conjunto de pedras, com o objetivo de proteger a estrutura do calçadão contra o avanço do mar. Mas, a colocação dessas pedras, de acordo com o projeto inicial, ultrapassa a área do calçadão em direção ao Morro do Careca, atingindo a área da praia tradicionalmente utilizada para o atracamento dos barcos dos pescadores.

Ao perceberem que as pedras estavam sendo instaladas nessa área, os pescadores tentaram um diálogo com o Município, mas, a princípio, não conseguiram uma garantia por parte do poder público de uma solução consensual para o problema. Então, os pescadores procuraram o Ministério Público que já realizou duas audiências, com participação dos pescadores e de representantes da Prefeitura.

A alternativa apresentada pelo Município foi a instalação de rampas para os pescadores, uma medida que segundo a Prefeitura irá solucionar o problema. Os representantes da SEMOPI informaram e exibiram fotografias de rampas instaladas em cidades como Recife, por sobre o enrocamento, para os pescadores atracarem seus barcos na parte alta da areia. Os pescadores de Ponta Negra, no entanto, disseram conhecer a realidade de Recife, mas estão preocupados, principalmente, com o peso das embarcações e a necessidade de terem de subir a rampa sobre o enrocamento.
 
O problema

O problema centra-se numa área de vinte metros de extensão. A Prefeitura quer implantar o enrocamento além da área do calçadão porque defende que a medida reforça a proteção do calçadão. De outro lado, os pescadores defendem que a medida inviabiliza a atividade de pesca na Praia de Ponta Negra. O Ministério Público entende que é premente compatibilizar a intenção da Prefeitura de proteger o calçadão com a manutenção da atividade de pesca na praia, tendo em vista que qualquer intervenção na zona costeira precisa considerar e proteger o patrimônio histórico e cultural do local. Inclusive, esse é um dos princípios da Lei Federal que institui o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro.

Encaminhamentos acordados

Na audiência do dia 11/12/13, foram acordados os seguintes encaminhamentos: “a Prefeitura irá instalar uma rampa de acesso, conforme planta apresentada pela SEMOPI, para levar as embarcações da praia até a parte de cima do enrocamento para que os pescadores possam testar esse acesso e avaliar se será possível manter as atividades de pesca na praia de Ponta Negra. Até a realização do teste e avaliação dos pescadores desse acesso, o Município de Natal concordou em não instalar as pedras do enrocamento na área que extrapola o “calçadão” em direção ao Morro do Careca. Ficou designada a data de 21 de dezembro de 2013, às 9horas na Praia de Ponta Negra, com a presença das instituições presentes e dos interessados, para realização do teste da rampa pelos pescadores; ocasião em que os pescadores realizarão a subida das embarcações pela rampa que a Prefeitura irá instalar. O Ministério Público ficou de realizar a filmagem para garantir o registro da situação e possibilitar a realização da avaliação do grau de dificuldade vivenciada pelos pescadores.

MPRN

Apagão volta a destacar problemas sérios no Hospital dos Pescadores

O Hospital dos Pescadores, no bairro das Rocas, na Zona Leste de Natal, vem se superando negativamente. Na unidade onde morreram recentemente um jovem e um senhor, por falta de estrutura e aparelhagem na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), dois casos alarmantes foram registrados na tarde desta quarta-feira (28), durante o apagão que atingiu todo o Nordeste.

Na ocasião, dois pacientes precisaram ser atendidos por respiradores manuais, já que a bateria dos aparelhos descarregou e, para completar, o gerador local se encontra quebrado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sarah Marques disse:

    A Prefeitura do Natal está brincando com a saúde dos natalenses. Quem já foi ao Hospital dos Pescadores nos últimos meses perceber claramente que aquilo lá está entregue às baratas. O que mais me intriga é ver a imprensa comprometida com interesses políticos do prefeito (não se sabe exatamente o porquê disso) e um Ministério Público que esqueceu de vez a saúde do nosso povo. Só nos resta ir às ruas e denunciar tudo isso….AGUADEM!!!

  2. Ismael disse:

    Desejo fazer uso deste espaço e parabenizar alguns anônimos que, até com apitos de brinquedo e no meio da chuva de ontem, abraçaram a idéia de controlar o transito, eis que faltavam amarelinhos ou mesmo a policiais de transito que pode atuar nas emergências. Qual seja, pessoas do povo que até se arriscam para fazer o que as autoridades se omitem. O lamentável era a postura egocêntrica de alguns motoristas que, em interesse de levar vantagem, pegavam carona na oportunidade deixada por vagas dos que respeitavam a tentativa de ordem pelo civil e, avançavam perigosamente no transito caótico do momento. Parabéns a esses anônimos que me mostraram que o pais ainda vale a pena. Ainda tem gente de bem.

Embarcação Jeferson I foi encontrada próxima à costa da África do Sul, afirmam familiares

De acordo com reportagem publicada no Portal B.O, a embarcação Jeferson I, que está desaparecida há cerca de 15 dias, foi encontrada na costa da África do Sul e está sendo rebocada em direção à Natal. A informação, não foi confirmada pelo 3º Distrito Naval, que declarou não ter recebido nenhum comunicado sobre o encontro da embarcação.

Segundo os familiares, os próprios pescadores teriam entrado em contato para informar que estavam bem. Com isso, uma grande festa e manifestação é realizada no Canto do Mangue, inclusive, com fogos de artifícios para comemorar a boa notícia.Mesmo sem a confirmação do 3º Distrito Naval, os familiares dos seis tripulantes comemoram a notícia.

O Jeferson I teria sido encontrado por outro barco na costa da África do Sul, e está rebocando a embarcação em direção à costa brasileira. O barco natalense estava em alto mar desde o dia 11 deste mês.

Com informações do Portal B.O

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. claudia disse:

    DEUS E PAI NAO DESAMPARA SEU FILHOS.OBG DEUS POR TER TRAZIDOS ESTAS PESSOAS AO SEU LAR .OBG DEUS ….

[VÍDEO] Tubarão rouba peixe de pescadores no que parece ser um rio

Se o vídeo é uma montagem ou não, isso o blog não teve como confirmar. Aparentemente é um vídeo sério. Pelas informações que circulam na internet na internet, o vídeo foi gravado em Myrtle Beach, nos Estados Unidos. Nas imagens, no instante em que um grupo de pescadores vai retirar um peixe da água, um tubarão dá um ataque e leva o peixe embora.

Mas fazendo uma análise bastante crítica, ficam duas dúvidas quanto a veracidade do vídeo…

A primeira é em cima do local em que eles estão pescando, mais parece um rio ou um lago do que um braço de mar. Fato que não quer dizer que não possa ser em Myrtle Beach. Afinal, xistem tubarões que fazem incursões em águas doces como o “cabeça-chata”. Mas que é estranho, é!

A segunda fica em cima da reação física da mulher que segura a vara de pescar. O tubarão abocanha o peixe e não toca no anzol ou sequer na linha. A mulher, estranhamente, não oferece qualquer tipo resistência ao súbito ataque. Apenas leva o susto.

Se são verdadeiras, o BG não pode confirmar, mas que são impressionantes, isso são: