Covid-19: Governo do Estado auxilia Prefeitura de Natal na ampliação de leitos de UTI e semi-UTI

Foto: Sandro Menezes / ASSECOM-RN

Diante do grave quadro da rede de saúde causado pela pandemia da Covid-19, o Governo do Rio Grande do Norte está ampliando a parceria com a Prefeitura de Natal para a implantação de novos leitos de UTI e semi-UTI no Hospital Municipal de Natal e no Hospital de Campanha de Natal. O Governo vai emprestar equipamentos à gestão municipal para abertura desses novos leitos nas próximas 24 e 48 horas.

Nesta quarta-feira, 20, nas unidades de pronto-atendimento (UPA) e hospitais municipais, há um total de 20 pacientes internados em UTI’s e semi-UTI’s, e, como a demanda é crescente, o número de vagas precisa ser ampliado. O Hospital de Campanha precisa de leitos de enfermaria e de estabilização. O Governo vai ceder seis respiradores e uma série de outros equipamentos necessários para a instalação desses leitos.

O secretário adjunto de Saúde do Estado, Petrônio Spinelli, confirmou também que Governo do RN, após longa batalha judicial, vai receber os 14 respiradores comprados com recursos do empréstimo ao Banco Mundial, dentro do programa Governo Cidadão e que haviam sido confiscados pelo Governo Federal.

Petrônio Spinelli também confirmou mais um dia de baixo índice de isolamento social. Na última terça-feira, o percentual foi de 41%. “Este índice é muito abaixo do ideal. O sucesso de todas as medidas que estão sendo tomadas é condicionado ao isolamento”, considerou.

No esforço para ofertar novos leitos de assistência a pacientes com Covid-19, o Governo tem programada a abertura de mais 5 leitos no Hospital da Polícia Militar, ainda nesta quarta-feira, 20, e avançam os procedimentos para mais 20 leitos no Hospital João Machado, em Natal, 10 no Hospital Regional de Macaíba e 29 leitos de UTI e enfermaria na Liga Norte-rio-grandense contra o Câncer, que deverão estar disponíveis na próxima semana. Outra medida em curso tomada pelo Governo é a oferta de mais 15 na região Oeste, com 5 UTI’s e semi-UTI’s no Hospital Regional Tarcísio Maia em Mossoró e mais 10 no Hospital São Luiz.

“Há dificuldades enormes em adquirir equipamentos e até de pessoal especializado para trabalhar nos leitos Covid”, registrou o secretário adjunto Petronio Spinelli.

A fila de regulação registra 73 pessoas. Este número confirma a superlotação dos leitos Covid-19 disponíveis. Até a noite da última terça-feira, 19, a taxa de ocupação de leitos na rede pública era de 97% na região Oeste, 88% na região Metropolitana de Natal, 75% em Pau dos Ferros e 72% no Hospital Regional do Seridó, em Caicó. No total, 393 pessoas estão internadas – entre confirmadas e suspeitas.

Os casos suspeitos agora somam 11.781, confirmados 3.796, descartados 8.474, recuperados 992. Nas últimas 24 horas foram confirmados mais dez óbitos, elevando o total para 170. Os óbitos em investigação são 50.

LIGA

Sobre o contrato de leitos firmado com a Liga Norte-rio-grandense contra o Câncer, que está sendo auditado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), o secretário de Estado da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, disse que a corte de contas faz o seu papel e a administração estadual vai responder todos os questionamentos no prazo estipulado.

O contrato é resultado de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pelo Governo com os Ministérios Público Estadual, Federal e do Trabalho. Carlos Eduardo antecipou que um dos itens questionados, referente ao preço da diária dos profissionais, deve-se considerar o contexto da pandemia no qual há custos adicionais como o pagamento de insalubridade e o alto custo de EPI’s específicos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tereza disse:

    Cadê a governadora?
    Está em isolamento?
    Teve ou está com Covid?
    Apareça, não abandone o povo.
    Visite hospitais, doentes, vá a programas de TV conforte o povo.

  2. Pedro disse:

    Meu Deus, em um momento de tantas incertezas, dificuldades, desencontro de informações, terrorismo de 11 mil mortes, falta de equipamentos essenciais, inércia do governo, falta de atitudes concretas, vem o adjunto da saúde falar em atitudes pífias, inconsistentes, o secretário escondido, a governadora idem, onde vamos parar? E vejam que até agora, o covid tem andado pouco por nossa terra, deve ser a providência divina.

    • Raimundo disse:

      Fátima não abriu quase nada.
      Diante da pandemia, abre dez leitos aqui, 15 ali.
      Há 3 meses ciscando.
      O governo Federal liberando dinheiro a rodo, Fátima de braços cruzados.
      Kd os carros do corpo de bombeiros com megafone para pedir a população que saia da rua?
      Fátima está isolada em casa?
      Pede comida delivery?
      Tem uma empregada em casa que todos os dias pega ônibus lotado?

Caixa vai estender pausa para pagar prestação de imóvel, diz Bolsonaro

Foto: Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (14) que a Caixa Econômica Federal vai estender por mais um mês a pausa emergencial para o pagamento de financiamentos habitacionais. Segundo o presidente, dos 5 milhões de clientes do crédito imobiliário, mais de 2,3 milhões já solicitaram a pausa ao banco.

“As pessoas não têm dinheiro para pagar a prestação da casa própria”, disse ele, ao deixar o Palácio da Alvorada. No primeiro momento, como medida de socorro financeiro pelos impactos da pandemia de covid-19, a Caixa anunciou uma pausa de até dois meses para o pagamento das prestações, depois prorrogou por mais um mês e agora, segundo Bolsonaro, a pausa será ampliada para quatro meses.

De acordo com a Caixa, só têm direito ao benefício os contratos que estão em dia ou com, no máximo, duas prestações atrasadas. O cliente que tem três ou mais parcelas em atraso deve fazer uma renegociação com o banco.

Para o presidente, entretanto, para que a medida funcione, é preciso garantir a renda e o emprego dos trabalhadores. Bolsonaro defende o isolamento social apenas para as pessoas do grupo de risco da covid-19 e o fim do isolamento para toda a população. Com a retomada das atividades e do comércio, segundo ele, haverá demanda para as indústrias voltarem a produzir e gerar empregos.

“Não adianta apenas prorrogar [o pagamento] se o cidadão que perdeu o emprego, teve salário reduzido, não tem como pagar a prestação da casa própria. O que está sobrando de dinheiro pra ele está sendo pra comida”, disse. “O Brasil está quebrando e, depois de quebrar, a economia não se recupera. Vamos ser fadados a ser um país de miseráveis. Temos que ter coragem de enfrentar o vírus. Está morrendo gente? Está, lamento. Mas vai morrer muito mais se a economia continuar sendo destroçada por essas medidas”, ressaltou.

Autoridades de saúde orientam a população e os governos a adotar as medidas de isolamento e distanciamento social como forma de prevenção à disseminação do novo coronavírus. Como ainda não há vacina nem remédio, comprovado cientificamente, contra a covid-19, a orientação visa a frear a transmissão do vírus para evitar que os sistemas de saúde fiquem sobrecarregados e consigam atender a todas as pessoas que venham a ficar doentes.

Bolsonaro fez um apelo aos governadores para que revejam a política de fechamento do comércio e disse que está pronto para conversar. “O Brasil está se tornando um país de pobres. Vai chegar um ponto que o caos vai se fazer presente aqui. Essa história de lockdown, de fechar tudo, não é esse o caminho, esse é o caminho do fracasso, de quebrar o Brasil”, afirmou.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João Antônio disse:

    A caixa só esquece de dizer que 4 meses sem pagar, significa 4 parcelas adicionadas ao saldo devedor. Ou seja, quando vc voltar a pagar a parcela, estará com saldo devedor maior e a parcela da casa tbm maior.
    Não critico a medida, mas sim a falta de transparência de suas consequências. A caixa não está fazendo nenhuma bondade, e sim, aumentando a divida de todos, assim ganhando mais ainda com juros em cima de juros.

Ampliação do auxílio emergencial deve beneficiar pescadores, taxistas e motoristas de aplicativos

Foto: Antonio Carlos Alves

Após a iniciativa de ampliar a abrangência do auxílio emergencial de R$ 600 a informais, o governo informou nesta quinta-feira (16) que apoia as mudanças no programa, que permitirão o pagamento do benefício a um número maior de pessoas. A medida é uma das iniciativas para conter a crise provocada pelo novo coronavírus.

No início do mês, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto que instituiu o benefício de combate aos efeitos da crise do novo coronavírus. Os pagamentos já começaram a ser feitos.

Após a entrada em vigor, o Senado aprovou outro projeto de lei para ampliar o programa. O texto retira dos requisitos para receber o auxílio a exigência de renda máxima de R$ 28.559,70 em 2018 (mas estabelece que aqueles que tiverem rendimento superior e receberem auxílio deverão devolver o valor ao declararem o Imposto de Renda de 2021).

O texto, que ainda depende de aprovação da Câmara, também especifica outras categorias autorizadas, como agricultores familiares e pescadores artesanais.

A medida ainda permite que mães menores de 18 anos que são trabalhadoras informais possam receber os recursos. Pais que criam filhos sozinhos também terão direito ao auxílio.

Pelos cálculos da equipe econômica, o custo total dessa ampliação será de aproximadamente R$ 10 bilhões aos cofres públicos.

“É uma mudança significativa, tem impacto relevante, mas, do ponto de vista social, é fundamental. O governo entendeu, junto com o Congresso, que a gente tem que apoiar”, disse o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco.

Diário do Nordeste, com Folha de SP

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. diogenildo disse:

    que bom que o senhor se desculoo com o povo campestrense
    voce tava mas odiado que bolsonaro
    mas todos somos pacivos de erros
    nunca mas generalize comentarios maldosos sobre nossa cidade
    vou continuar le escultando pos voce se retrato e um esselente profissional

  2. Milton disse:

    Da lhe MITO!!!
    A petezada fica doída de raiva.
    Kkkkkkk
    Como é????
    Vcs vão de Lambreta
    Ou
    Andrade????,
    Kkkkkkkkkk

Zenaide comemora publicação da Lei que garante ampliação do Benefício de Prestação Continuada

A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) comemorou a publicação, nesta terça-feira (24/03), da Lei 13.981/2020, que amplia o acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a idosos e pessoas com deficiência que não têm condições de sustento. A nova lei aumenta de 1/4 de salário mínimo (R$ 261,25) para metade do mínimo (R$ 522,50), a renda familiar mensal per capita considerada para a concessão do benefício a pessoas com deficiência e idosos carentes. “É uma vitória porque mais famílias poderão receber o BPC, no valor de um salário, uma ajuda muito importante, ainda mais nesses tempos de pandemia, de crise social e econômica”, disse Zenaide.

Zenaide Maia foi uma das parlamentares que articulou, na sessão do Congresso Nacional do último dia 11/03, a votação que acabou por derrubar o veto dado pelo presidente, Jair Bolsonaro, ao projeto de ampliação do BPC (PL 55/1996). O ministro da Economia, Paulo Guedes, ainda tentou, sem sucesso, barrar a transformação do projeto em lei, ao recorrer da decisão do Congresso junto ao Tribunal de Contas da União, mas o plenário do TCU confirmou a validade da decisão do Congresso.

Sobre o BPC

O Benefício de Prestação Continuada é o único benefício da Assistência Social garantido pela Constituição Federal de 1988. A Constituição mandou que uma lei regulamentasse esse direito, o que foi feito em 1993, com a Lei Orgânica da Assistência Social (Loas, que é a Lei 8742/93). O BPC substituiu a Renda Mínima Vitalícia (RMV), que havia sido instituída pela Lei 6.179/1974.

O que o Congresso aprovou e agora é lei, foi a ampliação da renda para acesso ao benefício, proposta no PLS 55, apresentado em 1996 pelo então senador Cassildo Maldaner (SC). Em 1997, esse projeto havia sido aprovado pelo Senado, mas ficou parado na Câmara dos Deputados até 2018, quando os deputados aprovaram um texto novo, chamado de “substitutivo”, o SCD 6/2018.

Bolsonaro anuncia ampliação do Bolsa Família

 

O presidente Jair Bolsonaro recorreu novamente ao Twitter para anunciar mais medidas de auxílio aos Estados. Segundo ele, o governo vai ampliar o programa Bolsa Família para contemplar 1,505 milhão de famílias, “praticamente zerando a fila dos requerentes”.

Na semana passada, a equipe econômica anunciou um aumento de R$ 3,1 bilhões no Orçamento do Bolsa Família, o que permitiria a inclusão de 1,2 milhão de famílias. Hoje, o presidente não especificou quanto de recursos serão destinados para ampliar o alcance do programa.

– Ampliação do bolsa-família, abrangendo 1.505.000 famílias, praticamente zerando a fila dos requerentes / @MinCidadania

– Via Sistema Único de Assistência Social, liberação imediata de R$100.000.000 para todos os municípios e até o final de semana mais R$100.000.000 — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) March 23, 2020

Bolsonaro disse ainda que o governo, por meio do Ministério da Infraestrutura, está fazendo um “alinhamento” com Estados e municípios sobre decretos que garantam o tráfego de pessoas e cargas, “garantindo a unidade e respeito ao que se propõe a Constituição”. A medida valerá para os espaços marítimo, aéreo e terrestre.

O presidente citou ainda que o governo federal vai comprar leitos de CTI para atender pacientes afetados pela covid-19 – mas não especificou o número de contratações. Outra medida será a liberação imediata de R$ 100 milhões para municípios por meio do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Bolsonaro disse ainda que quatro fábricas nacionais atuarão com “foco total” na produção de respiradores. O objetivo será produzir 3,5 mil unidades ao mês.

O presidente também informou que assinou autorização para concessão de empréstimo ao Estado de Alagoas, para ajudar no combate ao coronavírus. Ele não especificou o valor da operação. A medida segue ao Senado para aprovação em plenário.

Estadão

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Petra disse:

    Bozo é d mais… colocou mais de 2 milhões pra fora e agora vai colocar 1,5 milhões de volta (sabe Deus quando)..se é que ele vai fazer isso mesmo… é bom ficar de olho pq mais mentiroso não há…

  2. Jefferson Silva disse:

    Engraçado, ninguém comenta uma medida tão importante, agora se fosse para crítica, já estava cheio, o povo hipócrita.

    • hermenezildo disse:

      Resposta pra idiota a gente tem. 3% do bolsa família foi destinado a comedor de capim igual a você. Obrigado pela opinião pública e pela justiça ele vai começar a tratar o nordeste igual ao restante do pais.

      Governo tem obrigação de acudir o povo com o bolsa família, não faz de bom grado, tá fazendo porque não quer ser criticado fazendo mais merda.

CRECI-RN promove concurso público para ampliação de quadro de servidores; salários até R$ 2.177,92

O CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS (CRECI-RN) informa sobre a abertura de processo seletivo que irá preencher 10 vagas, incluindo cadastro de reserva, para os cargos de assistente administrativo e profissional analista superior, compreendidos no nível médio e superior, respectivamente. A seleção será realizada pelo Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da UFRN.

As inscrições acontecem no período de 02 à 23 de março nos valores de R$ 80 para candidatos do ensino médio e R$ 100 para ensino superior. Os salários vão de R$ 1.547,81 (ensino médio) a R$ 2.177,92 (ensino superior), acrescido dos auxílios transporte e alimentação e plano de saúde/odontológico, custeado parcialmente pela instituição. A prova será realizada no dia 19 de abril com questões de múltiplas escolha de língua portuguesa, matemática/raciocínio lógico e legislação específica.

Para o presidente do Creci, Roberto Peres, com o concurso público, o Creci busca ampliar os seus serviços que vão além do contato com o corretor de imóveis e passam pela defesa da sociedade. “Esse concurso público é esperado há anos, visto que o último foi realizado cerca de 14 anos. A iniciativa faz parte do planejamento desta gestão que tem pautado suas atividades no fortalecimento do conselho. O Creci tem papel fundamental na luta pela erradicação de falsos corretores que aplicam golpes no mercado imobiliário e prejudicam a população”, pontuou o presidente.

Vagas:

São seis vagas para assistente administrativo, sendo quatro de ampla concorrência, uma destinada a Lei 12.990 (cotas) e outra reservada para candidatos com deficiência. Já para o cargo de profissional analista superior (agente fiscal) serão três vagas ofertadas de ampla concorrência e uma concedida a Lei 12.990 e, também se faz necessário o diploma de curso superior e CNH categoria B. Os dois cargos compreendem jornadas de trabalho de 40 horas semanais.

Confira o edital:  http://www.comperve.ufrn.br/conteudo/concursos/creci_202001/documentos/edital_20200211.pdf

Potigás investe em ampliação da rede e registra recorde de novas ligações

Foto: Divulgação

A Companhia Potiguar de Gás realizou, em 2019, o maior investimento em ampliação da rede em áreas de saturação dos últimos dez anos. No total, até outubro deste ano, foi aplicado o montante de R$ 4,3 milhões nesse setor, o que já supera os valores aplicados de janeiro a dezembro dos anos anteriores e resulta em infraestrutura para a Grande Natal e Mossoró.

Os investimentos realizados ao longo desse período possibilitaram também o maior acréscimo de rede dos últimos dez anos, totalizando mais de 24 mil metros na malha de gasodutos da Potigás. No total, a Companhia possui quase 450 mil metros de gasodutos espalhados pelas principais ruas e avenidas dos municípios de Natal, Mossoró, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba e Goianinha.

Através da expansão da rede, novos usuários dos quatro segmentos de atuação (comercial, residencial, veicular e industrial) puderam ser interligados aos gasodutos. Em 2019, a Potigás superou em mais de 70% o número de ligações de 2018 e apresentou também um crescimento superior ao registrado nos anos anteriores. Atualmente a empresa conta com mais de 25 mil clientes em todos os segmentos.

“Esse crescimento é uma tendência do mercado tendo em vista que o gás natural canalizado é mais moderno e completo porque consegue congregar atributos importantes como praticidade já que é distribuído 24 horas por dia nos sete dias da semana, economia, segurança porque dispensa o armazenamento e sustentabilidade, pois emite menos poluentes que os demais combustíveis fósseis”, afirma Larissa Dantas Gentile, diretora presidente da Potigás.

Por maioria absoluta, médicos cooperados da Unimed Natal aprovam pedido de financiamento para ampliação do Hospital

Foto: Divulgação

Cerca de 180 médicos cooperados estiveram presentes esta semana no auditório do Holiday inn, em Lagoa Nova, para ouvir os argumentos técnicos sobre a ampliação do Hospital Unimed. O principal serviço próprio da cooperativa está passando por uma reforma e tem projeto para duplicar o número atual de leitos chegando a 250. O Hospital vai ter todos os processos digitalizados em uma estrutura ampla e moderna.

Para a execução da obra, orçada em R$114 milhões de reais, o presidente da cooperativa, Dr. Fernando Pinto, apresentou o balanço da gestão que está há 15 meses sem pro rata, ou seja, com as despesas controladas. O Superintendente Administrativo e Financeiro, Francisco Tavares, trouxe dados econômico financeiros mostrando a solidez da empresa. E o consultor da XVI Finance, Adriel Branco, mostrou as alternativas para captação de recursos e viabilização financeira da obra com menor impacto no patrimônio da cooperativa.

Em meio às discussões, além das questões de posicionamento no mercado, pontuadas pelos conselheiros, foram levantados também aspectos importantes do atual momento econômico que favorece a contratação de empréstimo a juros mais baixos. O diretor técnico, Fábio Macedo, destacou ainda os avanços nos modelos de gestão e de governança que permitem mais transparência nos processos e contribuem para a solidez da Unimed Natal.

Depois das argumentações, com apenas dois votos contrários, mais de 170 médicos cooperados aprovaram a realização de financiamento bancário para a ampliação do Hospital Unimed. “Esse é um momento decisivo para a cooperativa que se preocupa, não somente com o mercado de trabalho para o médico cooperado como também com a melhor prestação de serviço ao seu beneficiário. Esse é o nosso propósito, nossa vocação: cuidar das pessoas” – resumiu o presidente da cooperativa, Fernando Pinto.

Sesap assina ordem de serviço para ampliação do Hemocentro do RN

O Secretário Estadual da Saúde Pública, Cipriano Maia e o Diretor Geral do Hemocentro do RN (Hemonorte), Rodrigo Villar, assinam na tarde desta segunda-feira (29), às 16h, no Hemonorte, uma ordem de serviço para a ampliação, reforma e aparelhamento da estrutura física da Unidade, que é Centro de referência em hematologia e hemoterapia no Estado.

A obra está orçada em mais de R$ 600 mil e contemplará a construção da cozinha, almoxarifado e Central de Abastecimento Farmacêutico. A obra será financiada com recursos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Governo petista de Fernando Pimentel deu aval para ampliação de duas minas na região de Brumadinho

A gestão do petista Fernando Pimentel, lembra O Antagonista, deu o aval, em dezembro do ano passado, para a ampliação de duas minas na região de Brumadinho, onde uma barragem se rompeu hoje.

Ambas estão localizadas no entorno do Parque Estadual da Serra do Rola Moça, uma das mais importantes áreas verdes de Minas Gerais.

Ministério Público e grupos de moradores reagiram à época.

Romeu Zema vai autorizar a continuidade dos projetos?

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FLAVIA disse:

    Hahaha.. Boa Manuel… Bem lembrado!!! Pois é!! Ou vc é a favor do Bolsonaro ou vc se solidariza com as vítimas de Brumadinho.. As duas coisas não dá.

  2. Manoel disse:

    O governo Bozonista é assumidamente contra os órgãos ambientais e suas políticas. Quando colocarás um título assim?

    • Gaius Baltar disse:

      Há diferença entre “achar” que um governo será inepto na área ambiental e “ter certeza” que um governo foi inepto. O governo Pimentel foi inepto e isso é um fato. Se o governo Bolsonaro for inepto também caberá a manchete.

Fábio Faria consegue R$ 15 milhões para ampliação da linha férrea Natal/Parnamirim

Em audiência com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, na tarde desta quarta-feira (08, para tratar do VLT Natal, o deputado federal Fábio Faria (PSD) questionou a retirada temporária de um dos veículos de Natal para o Distrito Federal e recebeu do ministro a garantia de que não haverá prejuízos para os usuários do sistema no RN. A superintendência de Natal receberá cinco novos trens e ainda vai ampliar a malha ferroviária.

A compensação imediata para o empréstimo do VLT Natal ao DF será a liberação de R$ 15 milhões de reais para ampliação de 3.4 km de via e construção de duas novas estações: Cajupiranga e Boa Esperança, em Parnamirim. Baldy garantiu a Fábio Faria e a Leonardo Diniz, superintendente da CBTU Natal, que os recursos serão imediatamente liberados para o início das obras.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Melquizedeque disse:

    Esse empréstimo é um total absurdo. De onde já se viu você fazer um novo ramal DF/ Valparaiso/ GO e não ter um VLTS para rodar? Infelizmente Natal e a Grande Natal será prejudicada com isso

  2. Flávio Xavier disse:

    BG, no dia 28/05/18 foi publicado ás 17:33 h aqui no Blog, que o Prefeito de Parnamirim Rosano Taveira assinou contratos no valor de R$ 225 milhões que garantiam investimos no municipío, entre eles, instalação de duas estações de VLT. Agora vem essa noticia de liberação em troca de um empréstimo de um VLT para Brasília, Claro que é uma jogada política onde quem sai perdendo mais uma vez é o usuário do sistema de trens.

Estacionamento da Academia Pulse será ampliado

Pulse AacademiaA Pulse Health & Fitness vai ampliar o número de vagas para carros dos seus clientes através de uma parceria com o novo estacionamento que será aberto ao lado da academia (vizinho a concessionária Suzuki). Serão 70 vagas num terreno plano com infraestrutura de piso cimentado, iluminação, guardadores de vagas, manobrista, pacotes mensais para alunos com desconto e muito mais. A previsão é que esta operação esteja disponível a partir de novembro desse ano.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Arthur disse:

    Além da mensalidade caríssima os alunos ainda terão que pagar pelo estacionamento??

Rosalba Ciarlini(FOTO): “Ampliação no Centro de Convenções já pode começar amanhã”

assecom---Elisa-ElsieFoto: Elisa Elsie

O sonho antigo do trade turístico em ter um local atrativo aos grandes eventos corporativos finalmente será realizado. Na manhã desta quinta-feira (11), a governadora Rosalba Ciarlini assinou a ordem de serviço para a ampliação do Centro de Convenções de Natal. A solenidade aconteceu no auditório Genipabu, no próprio Centro de Convenções, na presença de representantes do trade, da construtora Ramalho Moreira – vencedora do processo de licitação –, do secretariado e da Caixa Econômica.

Os recursos, da ordem de R$ 30 milhões, estão assegurados junto ao Ministério do Turismo, sem contrapartida estadual, e foram conseguidos na gestão do ex-titular da pasta de Turismo, Renato Fernandes, durante viagem usa à Brasília, ainda em 2013. Na época, a Setur também encomendou a elaboração do projeto de ampliação ao renomado arquiteto Carlos Ribeiro Dantas. As obras ficarão sob responsabilidade da Secretaria de Infraestrutura. Segundo a governadora, a burocracia para regularização de titularidade do terreno foi o principal entrave à abertura de licitação e consequente início das obras.

“Palavra dada é compromisso cumprido”, disse a governadora no início de seu discurso. “Realizamos agora o sonho de uma melhor estrutura para receber eventos turísticos, sobretudo na baixa estação. A obra está praticamente pronta para ser iniciada, faltando apenas o alvará de construção. Podemos dizer que pode começar amanhã. Todas as licenças foram liberadas, graças à união de esforços entre o trade e o Governo. E na reinauguração deste Centro de Convenções, eu estarei na plateia aplaudindo este grande feito para o nosso Estado”, concluiu.

Para o presidente da Empresa de Promoções Turísticas do RN, Alexandre Mulatinho, essa ampliação é reivindicação antiga do trade, que se concretiza na atual gestão, também responsável por tornar possível a Copa 2014 em Natal, o novo Aeroporto de São Gonçalo do Amarante e o Terminal de Passageiros do Porto de Natal. “São obras estruturantes que modificaram para melhor o perfil do turismo no Rio Grande do Norte”, ressaltou o presidente da Emprotur.

Flávio Alexandre, presidente da Cooperativa de Desenvolvimento da Atividade Hoteleira e Turística (Coohotur), acredita que o novo Centro de Convenções atrairá feiras maiores e melhores para o turismo local. “Este Centro se tornará o mais viável do Nordeste. Os maiores concorrentes, em João Pessoa e Fortaleza, não têm seus Centros de Convenções perto da rede hoteleira nem atendem à demanda de eventos mais práticos. Promover um evento em Natal se tornará bem menos dispendioso e, claro, ainda mais atrativo”, pontifica.

Ampliação – A expansão do Centro atenderá um público de até sete mil pessoas simultaneamente ou divididas em três espaços. Atualmente o estado do Rio Grande do Norte não dispõe de um espaço com esta capacidade. O Centro de Convenções possuiu 14.255,39 m² de área construída. Após a ampliação passará a ter 22.403,69 m² de área edificada.  Podem ser ressaltadas como principais mudanças: a demolição do complexo de salas existentes ao lado do auditório Lavoisier Maia, que cederá espaço para a construção de um novo pavilhão.

Para o pavilhão multiuso, o projeto prevê subdividi-lo em duas ou até três salas, independentes, através da utilização de divisórias móveis e acústicas. Com esse sistema, o pavilhão terá uma formatação mais flexível para conceber e produzir novos ambientes, atendendo dessa forma os diversos eventos. No projeto também está previsto a reforma e restauração da parte administrativa, dos banheiros e das lanchonetes já existentes no Centro.

Caern amplia prazo para negociação de dívidas

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) publicou uma resolução que amplia o prazo para a negociação de débitos de clientes com a empresa. Até 31 de dezembro de 2014 é possível parcelar os débitos constantes antes de março de 2013, com condições especiais. A medida tem como objetivo combater a inadimplência no Estado e conscientizar os usuários de que precisam pagar pelos serviços de forma justa, evitando o corte do serviço, o consumo clandestino e/ou desperdício de água.

O cliente inadimplente poderá ter, dependendo do caso, a redução ou dispensa de juros e multas por atraso. Um levantamento da Caern mostra que atualmente, 17% dos clientes possui algum débito com a empresa, tendo o fornecimento de água cortado ou suprimido, por falta de pagamento, que corresponde a 136 mil cadastrados. A Resolução nº 01/2014–D prorroga os efeitos da Resolução 07/2012-D: negociar as dívidas com descontos de até 50% nas multas e dispensa de juros para os pagamentos à vista, ou optar por parcelamento.

Para opção por parcelamento, a empresa oferece até 36 parcelas, com a entrada mínima de 20% do valor da dívida e parcelas com valor mínimo da tarifa média cobrada nas contas mensais.   Os interessados devem procurar o guichê da Caern nas Centrais do Cidadão ou o escritório de sua região, cujo endereço consta na fatura do mês. Para quem cometeu a infração de fazer ligação por conta própria, na negociação com a Caern, é calculado o valor do período de consumo, da data do corte do serviço e do total são descontados 50% para pagamentos à vista.

Encerrado o prazo em 31 de dezembro, a Caern vai intensificar a fiscalização para detectar as infrações e o consumo clandestino. Constatada a infração do tipo furto de água, a equipe registra multa e poderá até suprimir o ramal de água. Em alguns casos considerados graves, como a reincidência, é feito um Boletim de Ocorrência para abrir um processo criminal.

Os escritórios da Caern funcionam de segunda à sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, e os que atendem o litoral estão com horário também no sábado, 8h às 13h, até o carnaval. Se optar por uma Central do Cidadão, poderá fazê-lo de terça a sexta-feira, das 9h às 21h e aos sábados, das 9 às 17h.

Semob irá ampliar fiscalização eletrônica em Natal; conheça as novidades

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) irá ampliar a fiscalização eletrônica na cidade implantando mais 34 pontos de controle de velocidade. Além disso, o período de operação do serviço também vai aumentar para 24h. As informações são da repórter Daísa Alves, da Tribuna do Norte.

De acordo com levantamento da matéria, até o momento são cinco as avenidas qu possuem radares e fotossensores direcionados à fiscalização de velocidade dos automotores. São 33 fotossensores e 33 radares de velocidade distribuídos nas avenidas de Itapetinga, Bernardo Vieira, Prudente de Morais, Airton Sena, além da Ponte Newton Navarro.

Segundo a previsão inicial, Walter Pedro, secretário adjunto da Semob, acredita que as avenidas Bernardo Vieira, Prudente de Morais e a Ponte Newton Navarro terão a fiscalização reforçada com novos pontos. As novas vias contempladas serão: a avenida Felizardo Firmino Moura (entre a Ponte de Igapó e a av. Bernardo Vieira), trecho da Raimundo Chaves próximo a Prudente de Morais e novo viaduto ao entorno da Arena das Dunas.

Antes disso, uma equipe de engenharia de trânsito da secretaria está avaliando as vias mencionadas para definição exata dos pontos.  Ao final deste mês o secretário espera ter a conclusão do estudo para definições dos locais de instalação, para então dar início ao serviço. Por outro lado, trechos importantes e de grande fluxo, como a Prudente de Morais, e viaduto próximo a Arena das Dunas, a aparelhagem só será montada quando as obras de mobilidade para a Copa do Mundo estiverem finalizadas,  previsto para o final de maio.

O texto ainda destaca que com custo de R$ 4 milhões, ao todo serão 101 novos equipamentos. Dentre eles, um equipamento móvel de fiscalização com painel de mensagem variável e 100 fixos. Destes, 50 operam em 4 serviços, simultaneamente: controle de velocidade, avanço de sinal vermelho, parada na faixa de pedestres e monitoramento de trânsito.

Com informações da Tribuna do Norte

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Vergonha disse:

    Pensei que com a administração do Prefeito Carlos Eduardo a coisa seria diferente, mas piorou, ao invés de estudos para melhorar o trânsito de Natal, estuda-se aonde se pode instalar mais radares, multiplicando os pontos já existentes, com o único objetivo de arrecadar….

    São instalados normalmente escondidos, se tornando verdadeiras pegadinhas para os motoristas e em locais que não são necessários, fazendo com que o trânsito flua ainda mais devagar, porque o motorista não passa na velocidade permitida no radar, passa bem abaixo com medo da multa…

    Em Natal a Semob não educa, arrecada….

  2. Márcia disse:

    Em tudo na vida se deve usar o BOM SENSO!
    Sinal com multa funcionando 24 horas só tem 02 objetivos: Arrecadar mais multas e favorecer os assaltantes que vão ficar esperando o carro parar e fazer o roubo/furto.
    Fixar velocidade dos veículos abaixo de 50 Km/hora é outro fator de favorece a abordagem dos assaltante em moto e até bicicleta.
    Fiscalizar é preciso, não pensar, não ter bom senso é sinônimo e abuso da incompetência deveria haver punição com cadeia aos administradores com titica na cabeça.

  3. Tatiana Felix disse:

    Se faz necessário com a máxima URGÊNCIA reativar o radar na rota do sol nas proximidades do frasqueirão..Estou vendo a hora haver um acidente mais grave, pois agora que foi descoberto que ele não funciona, os veiculos estão passando em alta velocidade..Eu que preciso usar essa rota diariamente vejo verdadeira barbaries no transito..Parece uma pista de corrida..

  4. Patricia Nobrega disse:

    Esta idéia de deixar os radares e outros itens de multas para 24 horas, é uma loucura, como iremos ficar parados em um sinal com os ladrões a solta, é querer ser assaltado; TEM QUE CONTINUAR O HORÁRIO QUE É HOJE EM DIA ; O QUAL PARAM DE FUNCIONAR DE 23:00 ÀS 05:00HS; aí sim , pois a noite não tem como ficar parados esperando pelos ladrões no sinal Sr. Walter Pedro e Sra. Elequicina, por favor não façam isto com a população e lembrem que pode ser com um de vocês ou sua família NÃO DEIXEM ESTES EQUIPAMENTOS 24 HORAS NO AR; PENSEM NISTO

  5. Tales disse:

    Todas as medidas, exceto as de controle de velocidade são necessárias.
    Não dá pra desenvolver grandes velocidades nas ruas de Natal porque as avenidas principais possuem pavimentação irregular e são muito congestionadas.
    Na prática, essas medidas objetivam captar receita para o município arrancando dinheiro dos seus motoristas.
    Acho que não demora a adotarem medida para fazerem jorrar sangue direto das veias dos cidadãos para o município.

Clínica Pedro Cavalcanti amplia Centro Cirúrgico em Natal

Cirurgias plásticas faciais e na área de Otorrinolaringologia são as especialidades atendidas no Centro Cirúrgico da Clínica Pedro Cavalcanti, que conta agora com novas instalações e muito mais conforto e qualidade no atendimento.

O centro cirúrgico da CPC foi reformado e ampliado e reabre com três salas de cirurgia, doze apartamentos e enfermaria para recuperação dos procedimentos realizados com as mais avançadas técnicas cirúrgicas especializadas, dentre elas, as técnicas para realização de procedimentos cirúrgicos Minimamente Invasivos, Navegação Guiada por Sistema (Neuronavegação ENT) e Monitorizacão Intra-operatória de Nervos.

“São vinte leitos com toda estrutura para realizar as cirurgias plásticas e de otorrinolaringologia. Nossa equipe é formada por especialistas e temos mantido nossa tradição de sempre investir, também, para garantir equipamentos de última geração e sempre pensando na qualidade do atendimento e conforto para nossos pacientes”, explica Paulo Cavalcanti, administrador da Clínica.

Fundada em 1986, a CPC sempre se destacou pela qualidade no atendimento e cuidado com os pacientes. Tanto que é a Clínica mais lembrada de Natal há mais de cinco anos no Top Natal, prêmio que elege as marcas mais lembradas e preferidas dos natalenses. O objetivo da Clínica Pedro Cavalcanti é oferecer o que há de mais moderno na medicina, com estrutura e equipamentos de ponta. “Queremos cuidar da saúde da população oferecendo equipe técnica e humana, com profissionais altamente capacitados, além de uma estrutura de ponta, para proporcionar qualidade e satisfação no atendimento cada vez mais próximo do paciente”, ressalta Dr. Pedro Cavalcanti.

Qualidade e Pioneirismo

Fundada em 1986, a CPC teve sua primeira unidade constituída na Av. Café Filho, na praia do meio, na residência do pai de Dr. Pedro Cavalcanti. Em 1989 passou a funcionar na Av. Rodrigues Alves, no Tirol, onde está até hoje e onde funciona também o Centro Cirúrgico recém-ampliado. Atualmente a Clínica já conta com 06 unidades de atendimento e com mais de 150 mil pacientes cadastrados.

Contando com uma completa infraestrutura e modernos equipamentos, que transformam os espaços em um verdadeiro complexo especializado para o diagnóstico e tratamento do ouvido, nariz e garganta, a clínica dispõe de ampla recepção com área de entretenimento para crianças, em harmonia com o bem-estar dos seus clientes.

A partir de 2009, a Clínica Pedro Cavalcanti consolidou-se como Hospital-Dia, funcionando 24 horas e oferecendo uma completa infra-estrutura e a utilização de tecnologia de última geração para a realização de procedimentos de baixa e média complexidade.

Ainda em busca de oferecer as mais modernas técnicas de diagnóstico e tratamento especializado, a Clínica Pedro Cavalcanti conta com o Instituto do Sono do Rio Grande do Norte, atendendo todas as exigências da Sociedade Brasileira de Medicina do Sono. Dispondo do mais moderno Laboratório de Sono do Estado e da maior capacidade de atendimento, o Instituto do Sono do RN também é referência no tratamento Especializado em Distúrbio do Sono no Rio Grande do Norte.