Sentença que condenou Lula no processo do sítio de Atibaia chega ao TRF-4

Foto: Sérgio Castro/Estadão Conteúdo/Arquivo

A sentença que condenou o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva pela segunda vez na Lava Jato foi distribuída na noite de quarta-feira (15) no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre. O tribunal é a segunda instância da Justiça Federal de Curitiba, onde Lula foi condenado no dia 6 de fevereiro.

O ex-presidente recebeu pena de 12 anos e 11 meses, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no processo do sítio de Atibaia. A sentença foi assinada pela então juíza substituta da 13ª Vara Federal de Curitiba, Gabriela Hardt, antes de Luiz Antônio Bonat assumir a vaga de Sérgio Moro.

A decisão em primeira instância precisa passar pelo julgamento do colegiado de desembargadores da 8ª Turma do TRF-4. Não há previsão para esse julgamento.

A partir da chegada da sentença no TRF-4, o relator do caso no Tribunal, João Pedro Gebran Neto, deve abrir prazo para manifestações dos réus. Depois, é o Ministério Público Federal, autor da denúncia, quem se manifesta.

Após a análise das provas, de ouvir os advogados e o Ministério Público, o relator prepara o voto com as suas conclusões.

O processo, então, vai para uma sessão de julgamento na 8ª Turma, formada por Gebran Neto e outros dois desembargadores. Eles podem seguir ou não o voto do relator. A decisão final é por maioria de votos.

A defesa de Lula nega as acusações. Em nota, após a condenação, destacou que “uma vez mais a Justiça Federal de Curitiba atribuiu responsabilidade criminal ao ex-presidente tendo por base uma acusação que envolve um imóvel do qual ele não é o proprietário, um ‘caixa geral’ e outras narrativas acusatórias referenciadas apenas por delatores generosamente beneficiados.”

Denúncia do sítio de Atibaia

De acordo com o Ministério Público Federal, Lula recebeu propina do Grupo Schain, de José Carlos Bumlai, e das empreiteiras OAS a Odebrecht por meio da reforma e decoração no sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), que o ex-presidente frequentava com a família. Outras 12 pessoas foram denunciadas no processo.

A acusação trata do pagamento de propina de pelo menos R$ 128 milhões pela Odebrecht e de outros R$ 27 milhões por parte da OAS.

Para os procuradores, parte desse dinheiro foi usada para adequar o sítio às necessidades de Lula. Segundo a denúncia, as melhorias na propriedade totalizaram R$ 1,02 milhão.

O MPF afirma que a Odebrecht e a OAS custearam R$ 850 mil em reformas na propriedade. Já Bumlai fez o repasse de propina ao ex-presidente no valor de R$ 150 mil, ainda conforme o MPF.

Segundo o MPF, Lula ajudou as empreiteiras ao manter nos cargos os ex-executivos da Petrobras Renato Duque, Paulo Roberto Costa, Jorge Zelada, Nestor Cerveró e Pedro Barusco, que comandaram boa parte dos esquemas fraudulentos entre empreiteiras e a estatal, descobertos pela Lava Jato.

Primeira condenação

A sentença do sítio de Atibaia é a segunda condenação de Lula na Lava Jato. O ex-presidente cumpre pena na Polícia Federal de Curitiba por corrupção e lavagem de dinheiro no caso triplex do Guarujá (SP), desde abril do ano passado.

Em abril deste ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve condenação e reduziu pena para 8 anos e 10 meses, em decisão unânime.

Antes disso, o recurso em segunda instância havia sido negado no TRF-4, que aumentou a pena da primeira instância, de 9 anos e 6 meses, para 12 anos e 1 mês.

A prisão do ex-presidente ocorreu após o esgotamento dos recursos no TRF-4. O andamento do processo tramitou durante cinco meses na segunda instância, até a decisão.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Muy lindo disse:

    O homem(bandido) mais honesto do mundo foi condenado de novo. Mais um caso de parcialidade de alguém do Judiciário condenando esse santo gatuno.

  2. Cigano Lulu disse:

    Se ele não teimasse tanto em confrontar a Justiça, e tivesse um advogado influente e competente, já estaria na domiciliar.

  3. Lampejao disse:

    Lula tá é Liso……………kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Lourdes Siqueira disse:

    A minha curiosidade é saber como esse "pobre" ser consegue pagar tantos advogados hollywoodianos, se ele sempre viveu da caridade dos amigos até para passar fim de semana num sitiozinho. Esse pobre homem tao humilde, nao possui nada em seu nome. Enganado por todos, até pela santa esposa( assim ele disse).
    Só uma pesquisa científica explicaria.

  5. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Mais fumo entrando.

  6. JOAO MARIA disse:

    ESTA DEFESA DE LULA PARA A DO VASCO DA GAMA, NÃO GANHA UMA, MAIS UMA COISA E CERTA VÃO FICAR MILIONÁRIOS FINGINDO DEFENDER O QUE NÃO TEM DEFESA

Lula é condenado a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro em ação da Lava Jato sobre sítio de Atibaia

FOTO: BRAZIL-PT-LULA DA SILVA (/)

O ex-presidente Luiz Inácio da Silva foi condenado a 12 anos e 11 meses por corrupção e lavagem de dinheiro nesta quarta-feira (6), no processo da Lava Jato que apura se ele recebeu propina por meio da reforma de um sítio em Atibaia (SP).

A sentença da juíza substituta Gabriela Hardt, da primeira instância, é a segunda que condena Lula na Operação Lava Jato no Paraná. Cabe recurso. Outras doze pessoas foram denunciadas no processo.

O ex-presidente está preso em Curitiba deste abril de 2018, cumprindo a pena de 12 anos e 1 mês determinada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), na primeira condenação dele na segunda instância pela Lava Jato.

A denúncia

Conforme o Ministério Público Federal (MPF), o ex-presidente Lula recebeu propina do Grupo Schain, de José Carlos Bumlai, da OAS a da Odebrecht por meio da reforma e decoração no sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), que frequentava com a família. Outras 12 pessoas foram denunciadas no processo.

A acusação trata do pagamento de propina de pelo menos R$ 128 milhões pela Odebrecht e de outros R$ 27 milhões por parte da OAS.

Para os procuradores, parte desse dinheiro foi usado para adequar o sítio às necessidades de Lula. Segundo a denúncia, as melhorias na propriedade totalizaram R$ 1,02 milhão.

O MPF afirma que a Odebrecht e a OAS custearam R$ 850 mil em reformas na propriedade. Já Bumlai fez o repasse de propina ao ex-presidente no valor de R$ 150 mil, ainda conforme o MPF.

Segundo o MPF, Lula ajudou as empreiteiras ao manter nos cargos os ex-executivos da Petrobras Renato Duque, Paulo Roberto Costa, Jorge Zelada, Nestor Cerveró e Pedro Barusco, que comandaram boa parte dos esquemas fraudulentos entre empreiteiras e a estatal, descobertos pela Lava Jato.

Outra condenação

O ex-presidente já havia sido condenado a nove anos e seis meses de prisão, na primeira instância da Lava Jato, pelos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro, em julho de 2018, no processo referente ao triplex de Guarujá (SP).

Em 24 de janeiro, por unanimidade, a 8ª Turma do TRF4 manteve a condenação e aumentou a pena de prisão do ex-presidente de 9 para 12 anos e 1 mês. Ele recorreu e, com todos os recursos esgotados, começou a cumprir a pena em abril de 2018.

Desde então, o petista está preso uma sala especial na PF, na capital paranaense.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Da Silva, de Bela Parnamirim Parnamirim-RN disse:

    Esquisito. O Lula diz que nada é dele, será que ele tá sabendo quem ele é?!.

  2. Azevedo disse:

    Acabaram de enterrar o defunto na prisão, lascou-se de vez.

  3. Potiguar disse:

    Nenhuma novidade, a condenação era esperada. Estranho seria a condenação de Sarney, Collor ou FHC. O lula acabou com as empregadas domésticas que dormiam no trabalho, encheu as ruas de carros e colocou os filhos dos pobres nas universidades para disputar com os filhos dos ricos os empregos…

  4. Sérgio disse:

    Ooooo notícia boa . Hoje eu tomo uma.
    Petralhas, o choro é livre. Mas Luladrao continua preso. Babaca.🤣🤣

  5. Belarmino tx disse:

    Com a palavra os petralhas esquerdaopata.

  6. José Dantas disse:

    Lula criticou o primeiro projeto anticrime e violência do Brasil apresentado pelo especialista Dr.Sergio Moro, porém, temos que respeitar o Dr.Lula, pois de crime ele entende na prática..kkkkkk

  7. Eduardo disse:

    Lascaram cúpanheiro véi. A cadeia que nem presta. A LADRÃO!

  8. JOAO MARIA disse:

    LULA LIVRE ( MAS NUNCA )

  9. Chico disse:

    Só? Chegar na 2a instância vão aumentar pra 20 anos. E a devolução do dinheiro desviado,?

  10. Tarcísio Eimar disse:

    Hoje eu tomo uma.

  11. Joao disse:

    é gópi!! vamu esperar os róite que resolve tudo e que se lasque la na frente..

  12. Ceará-Mundão disse:

    Mais uma das muitas que ainda virão. É "górpi"? "Lula livre"?

  13. Santanense disse:

    Mais uma KKKKKKKKK

  14. borges disse:

    Calma! ainda vem mais! vai passar de anos KKKKKKK

  15. marcus disse:

    é gópi!

  16. Manoel disse:

    É gÓpi!!!

    • paulo disse:

      E a "gunvernadora górpi" querendo colocar a foto desse meliante no seu gabinete, era só o que faltava.

Sócio de Lulinha pediu antena da Oi em sítio de Atibaia

alx_sitio-santa-barbara-casao-oas-13-jpg_original4A Oi apresentou um e-mail enviado por Kalil Bittar, sócio na Gamecorp de Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, e irmão de Fernando Bittar, dono do sítio no papel. A Oi se tornou sócia da Gamecorp em 2005. (Jefferson Coppola/VEJA)

A operadora de telefonia móvel Oi afirmou ao Ministério Público Federal (MPF) que o sócio de um dos filhos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi quem pediu que a operadora instalasse uma antena de celular perto do sítio frequentado pelo petista em Atibaia, interior de São Paulo, segundo a edição desta segunda-feira do jornal Folha de S. Paulo.

A empresa encaminhou à força-tarefa da Operação Lava Jato documentos que mostram a ligação entre pessoas próximas a Lula e a instalação da torre de telefonia móvel. A instalação reforça a suspeita de que uma espécie de consórcio informal de empresas dirigidas por amigos de Lula bancou melhorias no sítio.

A Oi apresentou um e-mail enviado por Kalil Bittar, sócio na Gamecorp de Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, e irmão de Fernando Bittar, dono do sítio no papel. A Oi se tornou sócia da Gamecorp em 2005.

No e-mail enviado para a Oi em março de 2011, Bittar indicou também a região próxima ao sítio de Atibaia a Marco Schroeder, então diretor da Oi e atualmente presidente da empresa, e afirmou: “Abaixo, o local que não tem cobertura de nenhuma operadora… Aliás, estranho, os acessos não são difíceis, próximo à [rodovia] Fernão Dias, e com condomínios e clubes de alto poder aquisitivo”. No final do e-mail, o empresário aponta que “seria importante velocidade nisso”.

Segundo os papéis entregues pela Oi à força-tarefa da Lava Jato, cerca de dois meses após a mensagem já estavam prontos os primeiros estudos técnicos para colocação da antena, que começou a operar já em setembro de 2011. A companhia informou que o custo para instalação foi, em valores atualizados, de cerca de 670.000 reais.

Veja

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maracujina disse:

    Meu amigo . Não adianta . Ai vcs não vão encontrar .

  2. Eli disse:

    Poxa vida…foi a maior propina que eu já vi…tou triste…

  3. Alexandre disse:

    Sócio do lulinha? Esse lulinha era quem antes do pai ladrão ser presidente? Kd o ministério público? ??? Socio da OI??????? ACORDA MP CORRUPTO! !!!

  4. Jv disse:

    É daí? É? Quem pagou os 670,000?

    • Rômulo disse:

      Quem pagou foi a Oi! Não sabe interpretar texto?

    • Sérgio Nogueira disse:

      Sério que você acha normal uma empresa de telefonia que comprou uma outra que "produz" jogos para celular do filho do então presidente da República por R$ 5 Mi, instalar uma antena a pedido de um singelo nada social, para atender um sítio que coincidentemente é usado pelo, agora, ex-presidente, tudo isso ao custo de R$ 670 mil?
      Poxa, ou você é dono de uma inocência infantil ou portador de alguma síndrome que afeta suas sinapses.
      Pede você a instalação de uma dessas e nos conte o que aconteceu.

    • Patrick disse:

      Cara, quando vc afirma com veemência que foi a OI que pagou, vc tá defendendo Lula? Vc, por acaso, tá querendo que alguém com lucidez acredite que Lula é um cara sério? Honesto? Vc tá de brincadeira né?

  5. Rômulo disse:

    E daí?