Nasa lança novas regras para a humanidade explorar o espaço

Foto: (NASA/Divulgação)

A Nasa, agência espacial dos EUA, divulgou recentemente uma série de diretrizes para a humanidade seguir em suas próximas missões espaciais – em especial na missão Ártemis, que quer levar uma nave tripulada de volta à Lua nos próximos anos. Nomeado de “Acordos de Ártemis”, o documento estabelece uma série de princípios recomendados para entidades, empresas privadas e governos que queiram se aventurar no espaço junto com a agência.

Já faz mais de 50 anos desde que a humanidade pisou na Lua pela primeira vez, na missão Apollo 11. O tempo passou e a ciência evoluiu, mas o astro ficou esquecido por algumas décadas – nossa última viagem tripulada à Lua foi em 1972. Não é à toa: uma empreitada dessas requer um investimento de bilhões de dólares. Na época, a missão Apollo custou 4% de todo o orçamento federal americano, o seria equivalente a 180 bilhões de dólares nos dias de hoje.

Agora, porém, a Nasa quer repetir o feito em uma nova missão, que está marcada para 2024. O cenário de hoje em dia é bem diferente, o que exige também uma atualização nas diretrizes internacionais.

Na época da Apollo 11, a Nasa era uma das únicas grandes agências espaciais do mundo, competindo de forma justa apenas com a antiga União Soviética, que também se destacava nas tecnologias da área. Hoje, porém, diversos outros países têm relevantes programas espaciais, como é o caso da União Europeia, China, Israel, Índia e, é claro, a Rússia. Além de tudo, várias empresas privadas já estão se destacando no mercado de exploração espacial e serão cruciais no fornecimento de tecnologias para o retorno à Lua. Com tantos players na jogada, são precisos novos acordos para que todo mundo se entenda num espaço cada vez mais lotado.

Foi pensando nisso que a Nasa lançou os Acordos de Ártemis, uma série de diretrizes para os países e empresas que queiram contribuir com a agência em seu retorno à Lua (a Nasa já admitiu que a missão vai exigir uma colaboração internacional de vários agentes). “Com vários países e agentes do setor privado realizando missões e operações no espaço cislunar, é essencial estabelecer um conjunto comum de princípios para governar a exploração civil e o uso do espaço sideral”, explicou a agência em comunicado.

Entre os tópicos dos Acordos de Ártemis, estão previstos: a paz como objetivo mútuo os países e agentes que realizem missões espaciais; a transparência e publicação de todos os dados científicos, resultados de pesquisas e protocolos envolvidos; o registro de todos os objetos espaciais feitos por humanos; a proteção e preservação de sítios históricos no espaço (como os locais em que as missões Apollo visitaram, por exemplo); a redução da quantidade de detritos espaciais de origem humana, entre outros. Você pode ler todos os princípios no site da Nasa.

O documento por si só não tem nenhum valor legal – ou seja, a Nasa não pode forçar que nenhum país siga essas recomendações, apesar de poder exigir sua ratificação como requisito para trabalhar em conjunto. De qualquer forma, seus princípios se baseiam no Tratado do Espaço Sideral, um acordo ratificado por mais de 100 países que está em vigor desde 1967. O tratado estabelece as bases do que se conhece por “direito espacial” e estipula algumas coisas que são consenso: como a ideia de que a Lua, assim como qualquer outro objeto espacial, não pode pertencer a nenhum país e que seja um patrimônio da humanidade.

O nome dos acordos (e da próxima missão lunar) é em homenagem a deusa Ártemis, da mitologia grega. Irmã gêmea de Apolo, que batizou as primeiras missões lunares, Ártemis também é deusa da Lua e é ligada a ideia de feminilidade – não à toa foi escolhida para nomear a missão que levará a primeira mulher da história à Lua.

Super Interessante

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Judite disse:

    É está bom de procurar o espačo pq a Terra vai ficar difícil para habilitar

  2. Cidadão Atento disse:

    E A NASA É DONA DO ESPAÇO?

Coronavírus: Regina Duarte lança medidas para socorrer cultura

Regina Duarte toma posse como secretária da Cultura do governo Bolosnaro | Pablo Jabob

Regina Duarte usou seu perfil no Instagram, na noite desta quinta-feira, para divulgar medidas para socorrer produtores culturais que tiveram suas atividades interrompidas pelo coronavírus.

São três medidas direcionadas aos projetos que produtores e artistas que usam benefícios tais como a utilização de verbas de fundos setoriais ou captação de recursos via Lei Rouanet.

As ações passam a existir sob a forma de uma Instrução Normativa da Secretaria Especial da Cultura para tentar diminuir os “graves sobre o impacto provocado pelo coronavírus”, como diz Regina no vídeo:

* Permite que o proponente possa movimentar recursos abaixo do limite previsto de 20% da captação prevista.

* Permite que o projeto cultural possa ser alterado na fase de execução a qualquer tempo, excluindo o prazo previsto anteriormente.

* E a instrução normativa apresenta ainda um formato de avaliação mais flexível na prestação de contas do proponente.

Lauro Jardim – O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    A esquerdalha vai sentir na pele (É no bolso) os efeitos danosos de mais esse vírus chinês (já foram vários). Digo isso porque a cultura em geral já foi tomada pela esquerda faz tempo. Será que nutrirão raiva da China? Improvável. Vão dar um jeito de culpar o presidente. Já fazem isso.

  2. Valeria disse:

    FEDEU!!!
    KKKKKKKkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Com 1,3 mil vagas, IFRN lança dois editais para cursos técnicos

A Coordenação de Acesso Discente (Cadis) divulgou o Edital nº 12/2020 e o Edital nº 13/2020, da Pró-Reitoria de Ensino do IFRN. Os documentos são referentes aos Cursos Técnicos de Nível Médio na forma Subsequente e Integrado – modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja), respectivamente.

A execução das etapas do processo seletivo para ambos os editais, que vão desde a etapa de inscrição ao resultado final, ficará sob a responsabilidade da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern).

Vagas

Para o Proeja, serão 40 vagas, para o Campus Mossoró, no curso de Edificações no período noturno; para os cursos na forma subsequente, as 1.303 vagas divulgadas envolvem 20 cursos, oferecidos em 15 campi:

As inscrições, no valor de R$ 30,00 (trinta reais), estarão abertas entre 9 de março e 6 de abril de 2020, no Portal da Funcern.

Candidatos 

Para o Subsequente, o processo seletivo estará aberto aos portadores de certificado de conclusão do ensino médio (ou de curso equivalente); para o Proeja, a seleção estará aberta exclusivamente aos portadores de, NO MÁXIMO, certificado de conclusão do Ensino Fundamental (ou de curso equivalente), que desejem cursar o ensino médio integrado a uma formação profissional e que tenham, até o último dia de matrícula deste Processo Seletivo, 18 anos completos.

Os interessados no processo seletivo, com prova agendada para 17 de maio de 2020, terão das 8h ao meio-dia para responder a questões de múltipla escolha de Língua Portuguesa e Matemática, além de fazer a Produção Textual Escrita. O cronograma e os demais detalhes do Processo Seletivo podem ser consultados nos editais.

Acesse:

Edital nº 12/2020

Edital nº 13/2020

Portal da Funcern

Com IFRN

Megga Solar lança moderna plataforma digital de monitoramento

Foto: Divulgação

INFORME PUBLICITÁRIO

A empresa de energia solar potiguar Megga Solar acaba de lançar no mercado uma moderna plataforma digital de monitoramento de geração de energia, sendo a única empresa instaladora do Brasil a dispor de sistema próprio.

Com esta plataforma digital, os clientes da empresa podem, a partir de agora, acompanhar todo o desempenho de seus sistemas de energia, identificando em tempo real, por exemplo, a potência instantânea que está sendo gerada pelo seu Sistema Megga Solar e a economia de energia que está ocorrendo no sistema.

Além disso, a plataforma permite que a equipe técnica da Megga Solar tenha acesso a diversos parâmetros de funcionamento dos inversores, normalmente não disponíveis nas plataformas originais dos fabricantes, garantindo uma assistência técnica mais rápida e efetiva.

A Megga Solar é líder de mercado e a empresa do setor que mais cresce no Brasil, além de ser uma empresa genuinamente potiguar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Parabéns pela conquista, que veio com visão, e um trabalho embasado na tendência de um mercado promissor e com muita responsabilidade.
    É assim que se conquita mercado.
    Boa sorte

Banco Central lança sistema de pagamento instantâneo no Brasil; PIX surge no país como alternativa junto com TED, DOC, boleto, cheque e cartões

Foto: © Cristina Indio do Brasil/Agência Brasil

O Banco Central lançou nesta quarta-feira(19), na capital paulista, um sistema de pagamentos e transferências instantâneos que poderão ser feitos pelo usuário de forma rápida e segura, em qualquer dia do ano, sem limite de horário, e com o dinheiro imediatamente disponível ao recebedor. Batizado de PIX, o sistema estará disponível para toda a população a partir de novembro.

Segundo o chefe adjunto no Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do BC (Decem), Carlos Eduardo Brandt, com o PIX será possível enviar e receber quantias instantaneamente a partir de diversos meios, inclusive aplicativos em smartphones. Ou seja, ao efetuar um pagamento ou transferência, o dinheiro já entrará imediatamente na conta do recebedor. “Além das funcionalidades que estarão disponíveis em novembro, já estão no radar evoluções importantes como o pagamento por aproximação”, disse.

De acordo com o Banco Central, o objetivo é facilitar e agilizar os pagamentos e transferências entre pessoas, empresas e entes governamentais. Com a implantação do PIX, o país ganha mais uma alternativa para efetuar transações, além dos modelos tradicionais já existentes, como TED, DOC, boleto, cheque e cartões. As transações poderão ser feitas por meio de QR Code ou a partir da inserção de informações simples como número de celular, e-mail, CPF ou CNPJ.

Para usar o PIX, será preciso que pagador e recebedor tenham conta em banco, em uma instituição de pagamento ou em uma fintech. A conta não precisa ser apenas corrente, já que as transações poderão ser feitas usando uma conta de pagamento ou de poupança. O dia e a hora da transação não terá importância, nem se o solicitante e o recebedor da operação têm relacionamento com o mesmo banco ou instituição. A liquidação será imediata, ou seja, o recebedor terá em poucos segundos os recursos disponíveis em sua conta.

QR Code

Serão definidos dois tipos de QR Code para as transações. O primeiro é o estático que poderá ser usado em múltiplas transações, permitindo a definição de um valor fixo para um produto ou a inserção do valor pelo pagador. Poderá ser usado para uma transferência entre duas pessoas, por exemplo.

O QR Code dinâmico será de uso exclusivo para cada transação e permitirá a inserção de informações adicionais, o que facilita a conciliação e automação comercial. Ele servirá para o pagamento de uma compra em um supermercado ou em um restaurante, entre outras possibilidades.

Competição de mercado

De acordo com o diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do BC, João Manoel Pinho de Mello, além da rapidez e praticidade dos pagamentos instantâneos, o PIX provocará maior competição no mercado de pagamentos, com a redução dos custos e melhoria na qualidade dos serviços.

“Além disso, essa iniciativa, em linha com a revolução tecnológica em curso, possibilita a inovação e o surgimento de novos modelos de negócio e promove a eletronização dos pagamentos, reduzindo o risco operacional e as dificuldades relacionadas ao uso do dinheiro em espécie”, ressaltou.

O chefe adjunto no Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do BC (Decem), Carlos Eduardo Brandt, destacou ainda que o BC não está colocando restrições para a cobrança de tarifas para as transações e disse que PIX está sendo estruturado de forma aberta a fim de estimular a competição, a fim de que a disputa de mercado resulte em uma boa formação de preços para o usuário final.

“Há liberdade para que os agentes econômicos, que precisam ter seus negócios viabilizados, cobrem dos seus clientes naquilo que agregar valor. Se houver qualquer tipo de situação em que a formação de preço seja distorcida ou não bem realizada, nada impede que o BC, com seu papel de regulador, interferira nessa falha de mercado especifica”, disse Brandt.

Instrumento seguro

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que este é um dos projetos mais importantes da instituição para este ano. Ele disse que a ideia partiu de uma demanda das pessoas, que vem sendo bastante discutida pelos bancos centrais como instrumento de pagamento barato, rápido, transparente e seguro.

“O projeto vai ser o embrião do que eu acredito que seja uma transformação total na intermediação financeira futura do país e vai unir o que a gente entende como a nova forma de meios de pagamento, com a nova indústria de fintech e com o open banking. É ter um sistema totalmente interoperável e que vai se encontrar com um sistema que permite que todo mundo consiga abrir seus dados e sua conta para serviços financeiros específicos “, disse Campos Neto.

Neto destacou que o sistema vai baratear o custo das transferências financeiras e vai eliminar a necessidade de as pessoas portarem dinheiro físico, o que representa um custo, principalmente para as empresas. “Acreditamos que a intermediação financeira vai transformar o mundo de pagamentos no Brasil e, com esse sistema, junto com outros que estão por vir, se unificando ao longo de 2021, vamos ter uma diferenciação na forma de fazer as transações financeiras no país.”

Agência Brasil

Hemonorte lança campanha de doação de sangue para o carnaval

Foto: Ilustrativa

Com o objetivo de aumentar o número de doações e garantir o atendimento às demandas transfusionais para o período carnavalesco, o Hemocentro do RN (Hemonorte) realizará na terça-feira (18), às 10h, a abertura da campanha de doação de sangue para o carnaval.

De acordo com a Coordenadora de Captação do Hemonorte, Miriam Mafra, “no carnaval o número de doações tende a diminuir, enquanto as demandas aumentam. Precisamos aumentar o estoque em 30% para suprir todas as solicitações transfusionais”.

Podem doar sangue pessoas saudáveis entre 16 e 69 anos de idade (quem for menor de 18 anos precisa de autorização prévia do responsável legal),  pesar acima de 50kg, repouso mínimo de 6 horas na noite anterior, evitar alimentos gordurosos antes da doação, não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, vir alimentado e portar um documento oficial com foto.

O evento será animado pela orquestra de frevo do Bloco Suvaco do Careca.

Bolsonaro lança pedra fundamental de Colégio Militar em SP e critica governadores do Nordeste que não quiseram escola

Presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Educação e Regina Duarte em lançamento de pedra fundamental de Colégio Militar em SP — Foto: Reprodução TV Globo

O presidente da República, Jair Bolsonaro, lançou na manhã desta segunda-feira (3) a pedra fundamental no local onde será construído o futuro Colégio Militar em São Paulo, no antigo Centro Logístico da Aeronáutica, no Campo de Marte, na Zona Norte. A unidade da capital paulista será a 14ª do país.

Durante seu discurso, Bolsonaro aproveitou para criticar os governadores do Nordeste que recusaram a criação de colégios cívicos-militares em seus estados.

“Não existe momento mais gratificante do que este, do que lançarmos uma pedra fundamental para a feitura de uma escola comprovadamente de qualidade. Seria ironia, mas é uma grande verdade, conversando com o ministro Weintraub há pouco sobre as notas do Brasil na prova do Pisa [Programa Internacional de Avaliação de Estudantes]. O Brasil chegou a uma situação na Educação que não pode ser ultrapassada por mais ninguém, porque já estamos no último lugar. E essa prova do Pisa foi realizada em 2018, antes do nosso governo. Apesar do tempo relativamente curto, com toda certeza, melhoraremos sim muitas posições para a próxima prova que será realizada em 2021. E deixo bem claro também, se deixarmos nessa prova do Pisa apenas alunos de Colégios Militares, de escolar militarizadas, por exemplo, de Goiás do governador Caiado, o Brasil estaria entre os dez do mundo”, afirmou o presidente.

No entanto, o que o presidente falou não retrata a realidade. O Brasil não foi o último colocado no ranking do Pisa. O resultado aponta ligeiro aumento da nota média, mas os estudantes brasileiros seguem entre os últimos 10 colocados na prova de matemática. Na prova de leitura, o Brasil ficou na 57ª posição de 77 países participantes. Na avaliação de matemática, o país ficou na 58º posição e na 53º posição em ciências. Esses valores são usados como referência de educação de qualidade pelo Brasil e demais países. Entre os países da América do Sul, a Argentina ocupa a última posição.

“Por isso, oito dos nove governadores do Nordeste não aceitaram a escola cívico-militar. Para eles, a escola vai muito bem, formando militantes e desinformando lamentavelmente. Aqui no Sudeste tivemos dois governadores que não aceitaram, a questão político-partidária não pode estar à frente da necessidade de um país. Um jovem bem formado será útil para si, para sua família e para seu país no futuro, é isso que nós queremos”, afirmou.

Após a inauguração da pedra inaugural, foi feita uma oração para abençoar a lugar. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, e a secretária de Cultura, Regina Duarte, estavam presentes no evento, que contou ainda com a presença de autoridades militares das Forças Armadas de São Paulo e de pessoas ligadas à Educação.

O colégio deve ser entregue até o final de 2022. Enquanto isso, temporariamente, os alunos iniciam o ano letivo nesta manhã no Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de São Paulo (CPOR) na Rua Alfredo Pujol, em Santana, próximo do local onde ficará a unidade definitiva.

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) vai doar os projetos básico e executivo da obra do colégio. O valor estimado dos projetos não foi informado.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. GEORGE VIANA disse:

    As Escolas Militares são caras, dificilmente replicáveis em grande escala, mas de altíssima qualidade e de alto retorno para a sociedade! Por que o RN tirou dos pais a possibilidade de ter um filho seu nesse tipo de Escola? Não é possível que no Brasil coexistam diversas opções de Educação?

  2. Luiz Antônio disse:

    Bolsonaro foi formado numa escola militar… deve ter sido na cavalaria.

  3. Ivan disse:

    Todas as instituições de ensino militares precisam ser referência em suas localidades…Só assim teremos uma mudança no patamar de nossa pífia educação. Parabéns ao presidente e aos governadores q acreditaram nessa idéia…Aos atrasados, não só os governadores, mas demais políticos que não brigaram junto ao executivo estadual (infelizmente nosso nordeste nisso é campeão, vide nossa situação perante o resto do país), desejo q seus eleitores lembrem do desserviço prestado no momento da escolha de seu voto…

  4. Torres disse:

    Verdade verdadeira Antônio!!

  5. Vergonha nacional disse:

    Ensinar a pensar …faz o povo culto se libertar

  6. Antonio Turci disse:

    Os governadores que não aceitaram a oferta de uma escola de qualidade, as Escolas Militares, certamente, algum dia, serão cobrados.

  7. Antônio Marques disse:

    Ensino no nordeste não é para ter qualidade e sim formar massa de manobra ideológica para voto em eleição. É a função mais antiga do ensino público brasileiro, ter um enorme quantitativo de professores, doutrinar o ensino e implantar a ideologia. Qual sindicado de ensino não é dominado a mais de 16 anos pela esquerda? Então ter colégio militar seria dar espaço para diversidade e mudança de foco na educação, coisa que não interessa. Não é questão de lado político e sim a mais pura realidade.

    • Bento disse:

      Parabéns Antônio
      Disse tudo

    • Marcos disse:

      Fala muito e não entende nada do que é o básico da educação. Só consegue olhar um caminho a seguir, podendo observar vários a serem escolhidos e que alcançam um melhor resultado.

Empresa lança no Brasil site para mulheres que querem trair seus parceiros

Foto: iStock

Entra em operação hoje no Brasil um site voltado para mulheres casadas em busca de casos extraconjugais. O diferencial do Eveeda em relação a outras plataformas de traição já existentes, tais como o Ashley Madison, é a proporção igualitária entre homens e mulheres usuários. Segundo informações divulgadas pela marca, o algoritmo do site garante que, para cada mulher cadastrada, um novo homem pode entrar.

Além disso, para elas o serviço é gratuito. Já os homens, para participarem, devem adquirir um pacote de associação completo para enviar mensagens. O valor mínimo é de R$ 150 ao mês.

Penélope Nova é embaixadora do serviço. “Adoro novidades e o que me chamou a atenção foi o fato de este ser um serviço voltado para mulheres. A traição sempre existiu, inclusive a feminina. No entanto, os homens tinham mais permissão para admitir, ainda que indiretamente, que viviam relacionamentos extraconjugais. Já as mulheres são mais julgadas”, opina.

“Quando uma mulher quer trair, ela tem menos opções do que o homem: precisa recorrer a um colega de trabalho, um ex-namorado, alguém da academia. Isso a deixa vulnerável, porque são pessoas conhecidas e que podem colocar a estrutura de vida dela a perder, caso sejam descobertas. Com a tecnologia, fica mais fácil manter seus dados em sigilo, o que aumenta a sensação de proteção”, diz Penélope.

Segundo pesquisa feita pela marca com 700 pessoas, a principal motivação daqueles que buscam o serviço é a insatisfação sexual. A maioria diz que ama o cônjuge, mas que suas necessidades sexuais são incompatíveis. Muitos também garantem que desejam manter a família unida para agradar os filhos e apreciam a estabilidade financeira oferecida pelo casamento.

Outro destaque da plataforma, segundo a empresa, é que, ao deletar o perfil do site, todas as “pistas” deixadas pela usuária são deletadas, inclusive as mensagens trocadas com o eventual parceiro.

UOL

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. LEANDRO disse:

    Rapariga é rapariga…….não precisa de sites especiais…….

  2. Suely disse:

    É o fim… Um instrumento que poderia ser usado para outras conquistas, essa tal internet, vai destruir o mundo!

  3. Ceará-Mundão disse:

    Sobre os comentários qua sugerem uma "associação" entre "chifres" e certa ideologia política, cabe destacar que a coisa tem certa lógica. Que ideologia defende abertamente a descriminalização das drogas, a liberação do aborto, a pedofilia, as performances" públicas de cunho sexual (apelidadas de manifestações artísticas e culturais), as passeatas gays e tudo o que se faz publicamente por lá (alguém por aqui já procurou ver um pouco?), o enfraquecimento da família tradicional (inclui-se aqui o pátrio poder) e tudo o que se relaciona com perversão sexual, degradação moral e por aí vai? Claro que, onde há seres humanos, haverá desvios e más condutas. Mas, dá prá entender de que lado a "putaria" (perdoem o termo chulo) é muito mais frequente e bem-vinda. Kkkkkkkkkk

  4. Fagner disse:

    A coisa tá tão pirada no Brasil que agora a galera politizar até chifre…. Kkkkkkkk

  5. Sérgio disse:

    Quer dizer que mulheres fascistas ou de direita não colocam chifres? Faz-me rir…

    • Bento disse:

      Por favor vem com respeito exclua o fascista.
      Tem culpa nois se você é de esquerda.

  6. Sanderson BBB. disse:

    Nos dias de hoje, nem precisa de site.
    É ao vivo mesmo.
    Cara, a cara.

  7. Bento disse:

    Mais um lançamento de quem tem mãe na zona.
    Muita coincidência na chegada por aqui da mãe dos esquerdopatas.

  8. Ujuara disse:

    Ultimamente está aparecendo de tudo para destruir as famílias. Não me admira que esse site tenha sido desenvolvido pelos esquerdopatadas integrantes do Fórum de São Paulo. Só essa galera tem esse interesse de revirar o mundo de ponta cabeça.

  9. Antonio Turci disse:

    Putaria deveria ter limites. Mas, como exigir decência do putismo? Difícil. O Apocalipse está cada vez mais perto……

  10. Gustavo disse:

    Mundo desmantelado.

Corpo de Bombeiros Militar lança edital para o programa Bombeiro Mirim

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) informa que no mês de fevereiro estarão abertas as matrículas para o ‘Programa Bombeiro Mirim 2020’. De 13 a 14 de fevereiro, das 08h às 17h, as inscrições serão presenciais apenas para os alunos veteranos. Para os novatos, as inscrições iniciais serão realizadas a partir do dia 17 de fevereiro, através de um questionário disponibilizado pelo site oficial do CBMRN.

As aulas estão previstas para o mês de março no Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), e acontecerão nos seguintes dias: segundas, quartas e sextas-feiras e, eventualmente aos sábados quando necessário. Neste ano, serão disponibilizadas 54 vagas divididas entre o sexo masculino e feminino.

O Programa Bombeiro Mirim é uma iniciativa de sucesso, e tem como objetivo orientar e instruir corretamente as crianças de como agir em emergências, além de proporcionar uma maior integração entre a corporação, escola, família e a sociedade.

Requisitos

As vagas serão apenas para os candidatos que nasceram nos anos de 2007 e 2008;

Estudar em Escola Pública (se escola particular, preferencialmente na condição de bolsista);

Documentos necessários para inscrição

Cópia do RG e C.P.F do aluno e do responsável; cópia do comprovante de residência com CEP; declaração escolar; 01 (uma) foto 3×4; atestado de Aptidão Física; comprovação do tipo sanguíneo e fator RH; cópia do cartão do SUS; cópia do comprovante de residência dos pais ou responsáveis.

Local de matrícula para os alunos veteranos

Grupamento de Busca e Salvamento (GBS) – Av. Antônio Basílio, 1881 – Lagoa Nova, Natal – RN;

Importante: Não serão realizadas inscrições extemporâneas, nem com documentação incompleta;

Confira todas as informações no Edital do programa, clique aqui.

Hospital lança Projeto Walfredo Corredor Zero

Iniciativa busca encontrar soluções para eliminar o fantasma da superlotação a partir dos anos de experiência dos funcionários da unidade. Foto: Divulgação

“Juntos Somos Mais Fortes! ” É com este lema que um vídeo institucional começou a circular, nesta terça-feira (28), entre os servidores do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), como parte da promoção do lançamento do Projeto Walfredo – Corredor Zero. A primeira exibição pública do vídeo aconteceu na manhã de hoje, às 9h, durante uma reunião entre o Corpo Diretivo, chefes e coordenadores da unidade.

Para viabilizar o projeto, o corpo de funcionários será a base para a criação de um conjunto de diretrizes que nortearão um dos desejos mais antigos de todos que fazem (ou que já fizeram) parte da maior unidade de saúde pública do RN: corredores livres de pacientes internados em macas.

A ideia por trás do projeto é aproveitar a bagagem de anos de assistência a pacientes graves e convocar enfermeiros, técnicos, médicos, fisioterapeutas, e demais profissionais da casa, para discutir e, a partir da vivência de cada um, somado às modernas tecnologias de gestão, propor soluções viáveis para tentar eliminar o fantasma da superlotação.

O coordenador do Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH), Denis Job, diz que “Esta é uma ação inovadora e estamos muito esperançosos de que teremos resultados muito em breve. Quando você chama à participação pessoas que lidam com o problema diariamente, há sempre uma nova perspectiva a ser vista que talvez alguém nunca antes houvesse prestado atenção. E esse olhar mais cuidadoso, de quem está mais próximo do problema, é de suma importância na construção destas ações que vamos posteriormente implantar”.

“A ideia de fazer algo assim surgiu junto com o curso de Desenvolvimento Gerencial que teve início em dezembro de 2019 e é orientado pelo Ministério da Saúde (MS) e o HCOR de São Paulo (SP). Na primeira Oficina do curso, os hospitais participantes realizaram seus diagnósticos situacionais. Durante os próximos encontros, serão implantados indicadores de qualidade e elaborados planos de ação para a revisão dos processos internos de atendimento. E será esta mesma metodologia que aplicaremos, durante todo este ano, com os profissionais do HMWG”, explica a diretora do HMWG, Fátima Pereira.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Melo disse:

    Vão continuar mandando pacientes que necessitam de cirurgia para casa. Criando uma multidão (que já existe) de aleijados.

  2. Vergonha disse:

    É o mesmo que enjugar gelo 🤦🏼‍♂️A governadora incentiva e da isenção para proprietário de motos , os maiores clientes ( pacientes) do WALFREDO GURGEL, esse corredor LOTADO irá acabar nunca , essa PTralha com assistencialismo para quem não cumpre com as suas obrigações

    • Rodrigo disse:

      Boa idéia, transformar os corredores em quartos, aí num vai faltar leitos não?

ABC lança o Programa Sócio Mais Querido – Campeão das Multidões

O Departamento de Marketing definiu, junto à diretoria do Clube do Povo, os planos do Programa Sócio Mais Querido para a temporada 2020.

O Programa Sócio Mais Querido – Campeão das Multidões é o novo programa de sócio-torcedor do Alvinegro. Um plano que já nasceu campeão e homenageia a maior conquista do ABC e do futebol potiguar, o título de campeão brasileiro da Série C, que completa dez anos em 2020. O novo programa foi ajustado para melhor atender aos sócios abecedistas e traz descontos, promoções e benefícios especiais. Nos próximos dias, novos benefícios serão divulgados pelo Alvinegro

E tem novidade! Agora, o sócio torcedor que efetuar o pagamento da anuidade através do cartão de crédito poderá parcelar em até 12x.

Para adesão, acesse https://socio-abcfc.futebolcard.com/

Fique por dentro dos novos planos:

PLANO SÓCIO MAIS QUERIDO – CAMPEÃO DAS MULTIDÕES

Este plano já nasceu campeão! Uma linda e justa homenagem ao clube campeão do título mais importante do estado.

– Acesso à arquibancada em jogos do ABC como mandante
– Direito a voto nas eleições do clube
– Carteirinha personalizada
– Compra exclusiva pela internet
– Descontos na rede de parceiros do clube
– Desconto de 10% para compras na nova loja
– Sorteio para acompanhar o time em jogos fora de casa
– Sorteios de brindes como camisas, bonés
– Sorteios exclusivos para os aniversariantes do mês
– Participação em ações dos patrocinadores
– Entrada exclusiva no Frasqueirão em dias de jogos
– Descontos nos bares em dias de jogos no Frasqueirão
– Desconto de até 30% nas mensalidades da Escolinha Pequenos Alvinegros

Valor do plano: R$39,90/mês

PLANO SÓCIO MAIS QUERIDO – CAMPEÃO DAS MULTIDÕES PREMIUM

Um plano campeão e com mais comodidade para você!

– Acesso às cadeiras em jogos do ABC como mandante
– Direito a voto nas eleições do clube
– Carteirinha personalizada
– Compra exclusiva pela internet
– Descontos na rede de parceiros do clube
– Desconto de 15% para compras na nova loja
– Sorteio para acompanhar o time em jogos fora de casa
– Sorteios de brindes como camisas, bonés
– Sorteio do Match Day, sócio terá um dia imerso na atmosfera do jogo, participando da preparação dos atletas no dia de uma partida, até a entrada em campo
– Sorteios exclusivos para os aniversariantes do mês
– Participação em ações dos patrocinadores
– Entrada exclusiva no Frasqueirão em dias de jogos
– Descontos nos bares em dias de jogos no Frasqueirão
– Desconto de até 30% nas mensalidades da Escolinha Pequenos Alvinegros

Valor do plano: R$89,90/mês

PLANO SÓCIO MAIS QUERIDO – CAMPEÃO DAS MULTIDÕES FAMÍLIA

O plano campão da sua família!

– Acesso à arquibancada em jogos do ABC como mandante
– Direito a voto nas eleições do clube
– Carteirinha personalizada
– Compra exclusiva pela internet
– Descontos na rede de parceiros do clube
– Desconto de 15% para compras na nova loja
– Sorteio para acompanhar o time em jogos fora de casa
– Sorteios de brindes como camisas, bonés
– Sorteios exclusivos para os aniversariantes do mês
– Participação em ações dos patrocinadores
– Entrada exclusiva no Frasqueirão em dias de jogos
– Descontos nos bares em dias de jogos no Frasqueirão
– Desconto de até 30% nas mensalidades da Escolinha Pequenos Alvinegros
– Cônjuge e filhos até 18 anos pagam metade de valor cada.

Valor do plano: R$39,90/mês titular e R$29,90 para cada dependente

PLANO SÓCIO MAIS QUERIDO – CAMPEÃO DAS MULTIDÕES FANTINHO

Um plano exclusivo para nossos torcedores mirins*.

– Acesso à arquibancada em jogos do ABC como mandante
– Direito a entrar com os jogadores em campo, desde que devidamente uniformizado e chegando com antecedência mínima de 1h30 antes do início do jogo
– Carteirinha personalizada
– Descontos na rede de parceiros do clube
– Sorteios de brindes
– Sorteios exclusivos para os aniversariantes do mês
– Participação em ações dos patrocinadores
– Entrada exclusiva no Frasqueirão em dias de jogos

* Até 12 anos

Valor do plano: R$120,00/ano

Com informações do site do ABC

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aof disse:

    Apoiadíssimo, Bento!

  2. Bento disse:

    Excelente
    Valorizando o torcedor
    Clubes do meu Rio Grande do Norte vamos todos rumo ao "TOPO"
    Devemos retribuir com total apoio
    Esqueçam Flamengo e Vasco que sao dos cariocas.
    Hora de previlegiar clubes do nosso estado.
    Esses cariocas ainda tiram pnda com nossa cara nos chamando de cabeça chata e olha que nem é verdade

Coca-Cola lança bebida alcoólica no Brasil pela primeira vez

Schweppes com álcool: Coca-Cola informou que o objetivo não é concorrer com cervejas (Coca-Cola/Reprodução)

Nem só de refrigerante viverá a fabricante de bebidas Coca-Cola em 2020. Icônica por fabricar bebidas não-alcoólicas desde 1886, a empresa vai lançar sua primeira versão de bebida com álcool no Brasil, conforme anunciou em evento na semana passada.

As bebidas estarão dentro do guarda-chuva da marca de refrigerantes Schweppes, que é de propriedade da Coca-Cola em mais de 100 países, incluindo na América Latina.

São três sabores na nova linha, batizada de “Schweppes Premium Drinks”: Vodca & Citrus, Striptz e Gin Tônica. O rótulo das bebidas é parecido, com apenas mudanças no sabor. Todas são do tipo bebida mista gaseificada, com 5% de álcool (a título de comparação, algumas cervejas podem ter teor alcoólico entre 5% e 10% e destilados como vodca e tequila podem passar de 20%).

A Schweppes está vendendo as bebidas em garrafas de 250 ml e prontas para beber. Cada garrafa custa 7,99 reais no site oficial da Coca-Cola. O produto também começou a ser vendido na Grande São Paulo em algumas lojas da rede AMPM, do Posto Ipiranga, por 9,90 reais a garrafa. A empresa não está vendendo, por ora, garrafas maiores do produto.

Segundo a Coca-Cola, a bebida foi desenvolvida no centro de inovação da empresa, aberto no ano passado no Rio de Janeiro, e passou por testes de campo com os consumidores.

A depender do público que buscar, os drinks da Schweppes concorrerão, no mesmo segmento, com drinks como as garrafinhas de Smirnoff Ice (da fabricante de bebidas Diageo), 51 Ice ou Askov Ice, que custam entre três e sete reais em supermercados.

No Brasil, o lançamento vem no início das festividades que marcam o começo do verão e os preparativos para o Carnaval. Mas a Coca-Cola afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o objetivo não é concorrer com cervejas ou vender o drink em bloquinhos de Carnaval.

Renato Shiratsu, diretor de inovação da Coca-Cola Brasil, disse na nota de lançamento do produto que a marca Schweppes é “mundialmente reconhecida em coquetelaria”, isto é, com os refrigerantes sendo misturados a bebidas alcoólicas para elaboração de drinks. “Vemos a nova linha como uma extensão natural da marca no Brasil”, disse.

Diversificação

Em julho deste ano, a Coca-Cola já havia lançado no Japão a primeira uma bebida alcoólica de sua história, batizada de Lemon-do. A bebida é um frisante à base de um fermentado de grãos com sabor limão.

A Coca-Cola vem buscando uma maior diversificação para brigar contra a queda no consumo de refrigerantes. Neste ano, a empresa anunciou que sua previsão de lucro seria de alta de 5% em 2019 justamente pelos bons resultados da Coca-Cola Zero e da Coca-Cola Plus Café Expresso, versão com mais cafeína, que ajudaram as vendas. Segmentos como água, chás e cafés também vêm crescendo dentro da Coca-Cola.

No Brasil, a empresa fez nos últimos meses uma grande campanha publicitária com o mote “Vai no gás” para alavancar a Coca-Cola Plus Café em situações do dia-dia, como trabalho e estudos. Na fórmula vendida no país, o produto tem 40% a mais de cafeína do que a Coca-Cola original, mas 50% menos açúcar.

De 2013 para 2018, o mercado brasileiro de refrigerantes encolheu 21% em volume, segundo a Euromonitor International.

Tal qual no caso da Lemon-do no Japão, o lançamento da Schweppes com álcool é exclusivo para o Brasil. A ver se novos lançamentos do tipo vão acontecer em 2020.

Exame

ID ESTUDANTIL: MEC lança aplicativo para emitir a carteirinha de estudante digital gratuita, que garante benefício de meia entrada em shows, teatro e outros eventos culturais

Reprodução: TV Globo

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta segunda-feira(25) o lançamento do aplicativo de celular em que será possível emitir a carteirinha estudantil digital. O ID Estudantil é gratuito e garante ao aluno o direito ao benefício de meia entrada em shows, teatro e outros eventos culturais.

Segundo o MEC, 57,9 milhões de estudantes brasileiros serão beneficiados com o programa.

Durante o lançamento, o ministro da Educação destacou que o programa digital irá garantir uma economia superior a R$ 1 bilhão. “Dependendo, o valor pode chegar a 2 bilhões. Com isso, a gente espera gerar um ganho maior para a comunidade”, afirmou Abraham Weintraub.

Atualmente, uma lei de 2013 prevê que a carteirinha seja emitida por entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). Atualmente, ambas cobram R$ 35 pela carteira, além do frete.

Esse serviço é uma das principais fontes de recursos das entidades e já foi criticado pelo ministro da Educação. No atual sistema, a UNE fica com 20% do valor (R$ 7), e a Ubes, com 25% (R$ 10,50).

Os alunos que quiserem manter a carteirinha tradicional poderão solicitá-las junto às instituições e pagar o valor pedido.

Uso do CPF e implementação do login único

Daniel Rogério, diretor de Tecnologia da Informação do MEC, detalhou que o MEC tem o número total de estudantes do país, mas não sabe quem é o estudante, qual o seu nome e o número do CPF. Por isso, o governo criou o Sistema Educacional Brasileiro (SEB), para que as instituições de ensino enviassem ao MEC os dados dos estudantes.

“Talvez esse seja o maior desafio na emissão da carteira, deixar de ser um auto declaração, que é o que acontecia, para então o MEC saber quem é o estudante”, conclui Daniel.

A exigência de enviar o número de CPF, segundo Daniel Rogério, é para integrar o cadastro do sistema do MEC ao cadastro único do governo federal, que é feito por meio deste número e de senha.

Escolas fornecerão dados dos alunos

Um novo sistema do ministério da Educação, criado em setembro por meio de medida provisória, fez com que escolas privadas de educação básica passassem a solicitar o CPF de seus estudantes. Batizado de Sistema Educacional Brasileiro (SEB), o programa já tem um site oficial.

Em novembro, o MEC deu às instituições de ensino 60 dias para cumprirem os requisitos do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) para emitirem documentos certificados. As escolas e faculdades também precisarão cadastrar, no sistema on-line, uma lista de dados pessoais de cada estudante matriculado.

O diretor de Tecnologia da Informação do MEC, Daniel Rogério, detalhou que a pasta não tinha até então dados individuais de cada estudante. “Talvez esse seja o maior desafio na emissão da carteira, deixar de ser um auto declaração que é o que acontecia, para então o MEC saber quem é o estudante”, conclui Daniel.

Como funciona

Para garantir o acesso à ID Estudantil, um representante de cada instituição de ensino, pública ou particular deve enviar as informações dos alunos para o Inep, que irá alimentar o Sistema Educacional Brasileiro, banco de dados nacional de estudantes do MEC.

No relatório, as instituições devem enviar os seguintes dados dos alunos: CPF, data de nascimento, curso, matrícula e o ano e semestre de ingresso dos estudantes.

Os alunos podem conferir se sua instituição passou os dados ao sistema em idestudantil.mec.gov.br. Caso não tenham sido cadastrados, os estudantes devem cobrar o envio diretamente na instituição em que estudam.

Como emitir a ID Estudantil

A emissão é feita sem custos por meio de um aplicativo de celular disponível para os sistemas operacionais Android e iOS.

Após baixar o aplicativo, os estudantes deverão tirar uma foto de rosto e da carteira de habilitação ou de um documento de identidade com foto, para comparação das imagens. Isso irá, segundo o MEC, evitar fraudes.

No cadastro de menores de idade, um responsável legal poderá baixar o aplicativo para permitir o acesso. Em eventos com meia entrada, a identificação do estudante será feita por meio da leitura de um QR Code emitido na tela do aplicativo.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. PAU NELES disse:

    Os mini PTralhas choram …quebraram as pernas desses aproveitadores de estudantes, quadrilha a serviço do ladrao condenado Lula

Governo lança edital para a Feira Nacional do Artesanato

O Governo do Rio Grande do Norte começa nesta segunda-feira, 11 novembro, as inscrições para participação de artesãos, artesãs, entidades de representação na 30ª Feira Nacional do Artesanato, no Expominas, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

A Secretaria do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social(Sethas) através da Subcoordenadoria do Artesanato do Rio Grande do Norte (Proarte) está selecionando através do edital de chamamento público 005/2019 da artesãs, artesãos e entidades representativas para a 30ª Feira Nacional de Artesanato, no período de 03 a 08 de dezembro de 2019, que acontecerá no Expominas, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

As inscrições serão realizadas de 11 a 13 de novembro de 2019, das 8h às 17h, de forma presencial e por e-mail. Interessados(as) devem se dirigir à Subcoordenação do Proarte (Programa do Artesanato do Rio Grande do Norte), no prédio da Sethas, no Centro Administrativo, em Lagoa Nova, Natal/RN.

Quem preferir fazer a inscrição por e-mail deve enviar a ficha de inscrição, conforme para o endereço eletrônico [email protected] com o seguinte assunto: Feira Nacional de Artesanato – Edital 005/2019 e no corpo do e-mail informar nome do artesão ou entidade interessada.

No Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado, 9 de novembro de 2019, estão todos os detalhes do processo de seleção para os interessados de acordo com as diretrizes do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), e também o site da Sethas (www.sethas.rn.gov.br).

O Proarte destinará 08 vagas para a 30ª Feira Nacional de Artesanato, sendo 02 vagas para associações ou cooperativas e 06 para artesãs e artesãos individuais com cadastro no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB).

De acordo com o Proarte a participação de representantes do RN na Feira é para divulgar e comercializar o artesanato produzido no Rio Grande do Norte em um espaço coletivo de 58m² disponibilizado pelo PAB e a seleção obedecerá o limite de um artesão/artesã por técnica empregada.

Os selecionados devem comparecer na sede da Sethas/Proarte, no dia 25 de novembro de 2019 às 9h para uma reunião preparatória, munidos dos produtos que vão expor na Feira Nacional do Artesanato e com os respectivos valores estimados para a venda. Quem for selecionado vai ter que arcar com os próprios custas de passagens, hospedagem e alimentação.

INSCRIÇÕES

As inscrições serão realizadas no período de 11 a 13 de novembro de 2019 de duas formas:

1 – Presencial, no Proarte, que fica no prédio da Sethas, no Centro Administrativo do Estado / BR 101, Km 0, Lagoa Nova, das 8h às 17h;

2 – Por e-mail, com envio da ficha de inscrição e dos documentos exigidos para o endereço [email protected] das 8h de 11 a 13 de novembro de 2019, das 8h às 17h, com o seguinte assunto: Feira Nacional de Artesanato – Edital 005/2019 e no corpo do e-mail informar nome do artesão ou entidade interessada.

I – Entidades representativas (associações ou cooperativas):

Formulário de inscrição devidamente preenchido;

Relação dos artesãos que serão beneficiados, que deverão estar com suas respectivas carteiras dentro do prazo de validade, com os respectivos números de cadastros no SICAB;

Fotos das peças artesanais que pretende comercializar, todas da mesma tipologia, de diferentes ângulos, na forma impressa, em CD/DVD, ou arquivo de imagem enviado por meio eletrônico para o endereço [email protected];

Comprovante de endereço da sede da entidade (de um dos últimos três meses);

Certidão de CNPJ;

01 (uma) foto de embalagem, etiquetas, rótulos ou cartão que utiliza em suas peças;

Certidão Negativa de Débitos Federais;

Certidão Negativa de Débitos Estaduais;

(Para o segmento Economia Solidária) Declaração de organismo de representação da Economia Solidária (conselho, rede ou fórum), atestando suas práticas de autogestão, coletividade, solidariedade e cooperação.

II – Artesão individual:

Formulário de inscrição devidamente preenchido;

Carteira do SICAB ou, na falta justificada, fornecimento do nº de inscrição;

03 a 06 Fotos das peças artesanais que pretende comercializar, todas da mesma tipologia, de diferentes ângulos, na forma impressa, em CD/DVD, ou arquivo de imagem enviado por meio eletrônico para o endereço [email protected]; caso o artesão trabalhe com mais de uma matéria-prima, enviar uma foto de cada peça por tipo de matéria-prima.

01 (uma) foto de embalagem, etiqueta, rótulo ou cartão que utiliza em suas peças.

Comprovante de residência recente (de um dos últimos três meses).

Mais informações no www.sethas.rn.gov.br na pasta Documentos

 

Beneficies lança modelo de franquia durante Fórum Negócios 2019 em Natal

Foto: Divulgação

Conhecido como o “Rock in Rio do Empreendedorismo”, o Fórum Negócios 2019 acontece neste final de semana em Natal e promete superar os números do ano passado. O evento, que em 2018 gerou R$ 10 milhões em negócios, contará com 30 palestrantes de diversos segmentos do mercado, além de workshop, feiras de oportunidades, concurso de startups e outras novidades. Uma delas é a participação da Beneficies Franchaising, empresa especializada na comercialização de planos de saúde e seguros, que irá lançar oficialmente seu modelo de franquia durante o evento.

Criada em 2016 como uma corretora de benefícios e seguros voltada ao mercado digital, a empresa acumula um crescimento anual de mais de 50% e, nesse período, viu abrir uma nova oportunidade de negócio. “Desde o início, sentimos uma grande receptividade do mercado e, por isso, a migração para o modelo de franquia foi natural. Um negócio com alta rentabilidade e baixo custo de aquisição é tudo que os investidores precisam, sobretudo em momentos de crise, quando correr grandes riscos não é uma opção”, explica Thiago Eugênio, diretor de Projetos da Beneficies, que divide o comando da empresa com os sócios Flaubert Cezanne, Pablo Santos, Rodrigo Eugênio e Daniel Freire.

A plataforma conta atualmente com mais de 40 fornecedores de seguros, planos de saúde e odontológicos, seguros de vida, entre outros benefícios, muitos deles com comercialização exclusiva da Beneficies. Flaubert Cezanne, diretor de Produtos da Beneficies Franchaising, explica que o negócio alinha tecnologia e gestão comercial estratégica, oferecendo aos seus franqueados treinamento completo, acompanhamento personalizado e ferramentas exclusivas de gestão. “O mercado como um todo sempre foi muito direcionado para a comercialização porta a porta, de rua. Então nós chegamos apresentando um modelo de vendas sistemático, que atua desde a geração de leads, passando também por um CRM próprio. Tudo isso ancorado na solidez da Aliança Consultoria, que tem parceria com as maiores seguradoras, administradoras e operadoras de saúde, seguro e benefícios do Brasil”, comenta.

Para o Fórum Negócios, a Beneficies está preparando um espaço exclusivo e irá promover debates com especialistas sobre estratégia de crescimento em vendas, processo de elaboração de uma franquia, além dos desafios, resultados e perspectivas para o setor que, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), cresceu 6,4% no terceiro trimestre de 2019. “Mais do que apresentar nossa franquia, queremos criar em um ambiente que respira negócios a sinergia com o lançamento de um modelo disruptivo. Nosso propósito é oferecer qualidade de vida e segurança financeira aos nossos investidores, através do uso de técnicas e metodologias para alavancar as vendas digitais. E o Fórum Negócios é o lugar onde todas as boas ideias se encontram”, conclui Pablo Santos, diretor de Expansão da Beneficies Franchaising.

O Fórum Negócios 2019 acontece nesta sexta (8) e sábado (9), na Arena das Dunas. Mais informações: https://www.forumnegocios.com.br/

Caixa lança aplicativo financeiro para clientes de baixa renda

Foto: Bruno Rocha/ Fotoarena/ Estadão Conteúdo – 27.10.2019

A Caixa lançou um aplicativo financeiro chamado “CAIXA Tem”, no qual clientes de baixa renda e beneficiários de programas sociais vão poder fazer pagamentos de contas, transferências e consultas sociais relacionadas ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e ao Bolsa Família.

Segundo o banco, a plataforma é mais simples que similares e tem baixo consumo do pacote de dados. “O app foi desenvolvido para possibilitar a inclusão financeira e ampliar o acesso aos serviços da Caixa por pessoas que têm celulares mais simples”, diz a Caixa em nota.

Para utilizar o aplicativo, o usuário insere o CPF e a mesma senha que utiliza para realizar transações. O produto é visualmente parecido com o WhatsApp e permite a transferência de recursos com a leitura de QR Code, navegação por comando de voz e leitura das conversas em voz alta. O app estará disponível na versão Beta, inicialmente para 10 mil clientes, no sistema Android.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que o novo aplicativo considera o perfil do público. “Boa parte desses clientes utiliza serviços específicos da Caixa, como os de consulta e pagamento de benefícios sociais. O ‘Caixa Tem’ foi pensado para facilitar ainda mais o acesso a esses serviços, com operações mais simples e alinhadas às reais necessidades da população mais humilde”, acrescentou.

R7, com Agência Brasil