Prefeitura do Natal lança regime especial para contribuintes quitarem débitos

Foto: Divulgação

Foram publicadas na edição dessa quarta-feira (18) do Diário Oficial do Município (DOM) as regras para a quitação de créditos tributários inscritos ou não em dívida ativa do município de Natal. As condições estabelecidas neste novo regime especial provisório preveem que os contribuintes que realizarem o pagamento à vista de suas dívidas até o próximo dia 30 de setembro terão um desconto de 60% nos juros e multa de mora. Caso o contribuinte faça a opção por fracionar seus débitos, os descontos vão decrescendo, de acordo com o número de parcelas.

Quem optar por pagar em até seis vezes, terá 50% de desconto nos juros e multa; Em 12 parcelas, o desconto chega a 40%; Já com o débito dividido em 18 vezes, o valor cai para 30%; Se a escolha for por 24 parcelas, o contribuinte terá 20% de desconto. E, por fim, a última opção de parcelamento é em 30 vezes com o desconto nos juros e multa de 10%.

O secretário municipal de Tributação, Ludenilson Lopes, informou que esse regime especial acontecerá até o final do ano e será a última oportunidade que a Prefeitura vai oferecer para os contribuintes quitarem seus débitos em regime especial, uma vez que essa modalidade não será adotada em 2020, pois será um ano eleitoral.

“O prefeito Álvaro Dias mostrou muita sensibilidade e solicitou que nós implementássemos esse regime especial, justificando a necessidade em virtude da crise econômica enfrentada no país, que tem afetado muito a população. Portanto, estamos iniciando nesse mês de setembro com os descontos maiores e, à medida em que os meses forem passando, essas vantagens irão decrescer. Sugerimos que os contribuintes busquem logo a sua regularização fiscal para aproveitar as melhores condições oferecidas nessa primeira etapa do projeto. Estimamos recuperar algo em torno de R$ 15 a R$ 20 milhões ao longo da vigência do regime”, disse Ludenilson.

Ele também reforça a importância da regularização fiscal, já que, com os tributos em dia, os cidadãos terão melhores serviços públicos à sua disposição, como saúde, educação, transporte, coleta de lixo, iluminação pública, além de possibilitarem a manutenção em dia da folha de pagamento dos servidores públicos municipais.

As vantagens oferecidas nos meses de outubro, novembro e dezembro podem ser conferidas no link da edição da quarta-feira do Diário Oficial do Município:

Os interessados podem requerer a quitação dos débitos por meio do site oficial da Secretaria Municipal de Tributação; Ou podem também procurar os boxes de atendimento da secretaria situados nas Centrais do Cidadão do Alecrim e da Zona Norte (Shopping Estação); Como também podem solicitar atendimento pelo whatsapp da Semut (98786-8208); e ainda têm a possibilidade de entrar em contato pelos números: 3232-8882/3232-9169/3232-8884 ou 3232-8881; Se preferir, o contribuinte pode se dirigir à sede do órgão, que está localizado no endereço: Rua Açu, 394 – Tirol (Próximo à Catedral Metropolitana).

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gito disse:

    Se for p iluminar, limpar e calçar as ruas eu pago. Agora se for para pagar salários daqueles carrancudos da secretaria de tributação vou deixar pendurado.

Governo Federal lança programa para escolas cívico-militares

Fotos: Antonio Cruz/ Agência Brasil

O governo federal lançou nesta quinta-feira (5) o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), em cerimônia no Palácio do Planalto. Com o objetivo de promover a melhoria na qualidade do ensino na educação básica, a meta é implementar 216 escolas em todos as unidades da federação até 2023.

As escolas cívico-militares são instituições não militarizadas, mas com uma equipe de militares da reserva no papel de tutores. Em julho, o Ministério da Educação (MEC) já havia anunciado a implementação de 108 escolas nesse modelo, no âmbito do Compromisso Nacional pela Educação Básica. Agora, a meta foi dobrada.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, destacou que as escolas cívico-militares têm um desempenho muito acima da média e são instrumento para a melhoria da educação no país. Segundo ele, a meta é criar 216 escolas, mas o desafio é ter 10% de todas as escolas brasileiras no modelo cívico-militar até o final do governo do presidente Jair Bolsonaro.

“As famílias sentem muito mais segurança em deixar seus filhos nas escolas, o ambiente é muito mais seguro, a camaradagem entre os colegas é melhor, eu realmente tenho virado fã desse modelo”, disse.

Para o presidente Bolsonaro, o bom desempenho das escolas cívico-militares está ligado à disciplina dos alunos.

“Tem que botar na cabeça dessa garotada a importância dos valores cívicos-militares, como tínhamos há pouco no governo militar, sobre educação moral e cívica, sobre respeito à bandeira”, disse.

Durante seu discurso, Bolsonaro disse ainda que o que tira um país da miséria e da pobreza é conhecimento, e que o Brasil tem um potencial enorme para explorar, incluindo as riquezas da Amazônia.

“Tenho oferecido a líderes mundiais, em parceria, explorar a nossa Amazônia, nossa biodiversidade, a descoberta de novos seres vivos para a cura de doenças, darmos um salto naquilo que o mundo está buscando. Temos um potencial enorme para isso, mas precisamos de cérebros, temos que trabalhar esses cérebros”, ressaltou.

Modelo

De acordo com o MEC, os militares atuarão na disciplina dos alunos, no fortalecimento de valores éticos e morais, e na área administrativa, no aprimoramento da infraestrutura e organização da escola e dos estudantes. As questões didático-pedagógicas continuarão atribuições exclusivas dos docentes, sem sobreposição com os militares, e serão respeitadas as funções próprias dos profissionais da educação, que constam na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

A implantação das escolas cívico-militares vai ocorrer preferencialmente em regiões que apresentam situação de vulnerabilidade social e baixos índices no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Entre as premissas do programa estão a contribuição para a melhoria do ambiente escolar, redução da violência, da evasão e da repetência escolar.

A adesão dos estados e municípios ao programa é voluntária e, de acordo com o MEC, os gestores deverão realizar uma consulta pública e a comunidade escolar deve aceitar a mudança.

Para o presidente Bolsonaro, entretanto, a depender do desempenho dos alunos, a implantação da escola cívico-militar pode ser imposta. Ele citou o caso do Distrito Federal, onde o modelo foi adotado em quatro escolas, em parceria com a Polícia Militar. “Vi que alguns bairros tiveram votação e não aceitaram. Me desculpa, não tem que aceitar não, tem que impor”, disse. “Não queremos que essa garotada cresça e vai ser, no futuro, um dependente até morrer de programas sociais do governo”, completou.

Neste ano, 54 escolas serão contempladas com o programa, em formato piloto, duas em cada unidade da Federação. A indicação das instituições deverá ser feita pelos estados até 27 de setembro. Os colégios devem ter de 500 a mil alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e/ou médio.

O Ministério da Defesa vai destacar militares da reserva das Forças Armadas para o trabalho de tutores. Eles serão contratados por até dez anos e vão ganhar 30% da remuneração que recebiam antes de se aposentar. Os estados poderão ainda destinar policiais e bombeiros para ajudar na administração das escolas.

O MEC investirá R$ 1 milhão por escola, para o pagamento dos militares, melhoria da infraestrutura das unidades e materiais escolares.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fernanda disse:

    Como pode falar em valorização da educação se corta verbas da educação básica ao ensino superior em toda oportunidade que encontra?!
    Não sou contra esse modelo, contudo um programa sem investimento não funcionará. Nada imposto a força é bem vindo pela comunidade. E se o aluno tirar notas baixas? Reprova ou não? Se reprova, abandona a escola. Como combater a evasão? Eu digo o que acontece, no final de tudo a culpa sempre é do professor…

  2. Jair disse:

    Militares Bolsonaro está enchendo as burras de vcs. O cara ganha sem trabalhar desde dos 50 anos e agora vai tomar vaga de um jovem q precisa de emprego.

    • Valter disse:

      Alguém entendeu alguma coisa? Jair está ruim? A Venezuela está de braços abertos para recebê-lo. Os corruptos fazem questão de manter as escolas públicas sem qualidade para ter seus seguidores amestrados que não querem escola com qualidade no ensino e sim, passar de ano sem saber as contas básicas da matemática.

Teste de fogo para Moro: Ministro da Justiça lança plano para redução de violência

Presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sergio Moro. Foto: Marcos Corrêa /PR

Apontado como “superministro” e “indemissível” no início da gestão de Jair Bolsonaro (PSL), o ex-juiz Sergio Moro (Justiça) lança nesta quinta-feira (29) um projeto-piloto que vem sendo trabalhado há meses por sua equipe como importante aposta de ação concreta do governo federal no combate à criminalidade violenta no país.

O lançamento do chamado “Em Frente Brasil, Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta” torna-se um teste de fogo para o ministro, que nesta semana viu o STF (Supremo Tribunal Federal) anular pela primeira vez uma sentença sua na Lava Jato.

Além de eventuais percalços políticos, o programa de segurança pública larga com um entrave que ameaça sua expansão, a escassez de recursos nos cofres federais.

Só para a fase inicial de teste, que envolve uma cidade de cada região do país, o plano têm custo de R$ 20 milhões, além de gasto com a mobilização de 500 policiais da Força Nacional de Segurança e de outros recursos que serão discutidos para aplicação a partir de 2020.

Se esse padrão for seguido, só para ser iniciado nas principais cidades que concentram, segundo as estatísticas, metade dos crimes violentos do país, seria preciso um orçamento anual de pelo menos R$ 480 milhões, sem contar o gasto com a multiplicação do contingente da Força Nacional, tudo isso em meio ao cenário de fortes restrições orçamentárias.

O programa federal de combate à criminalidade violenta vem sendo trabalhado desde o início do ano pela equipe do ministro, tendo selecionado cinco cidades brasileiras que integram o grupo das 120 mais violentas do país, segundo o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Goiânia (GO), Ananindeua (PA), Cariacica (ES), Paulista (PE) e São José dos Pinhais (PR) foram selecionadas com base nas altas taxas de homicídio e na avaliação de fatores considerados favoráveis ao sucesso da fase inicial, como a aprovação política do governador de cada estado, que é quem tem pela lei a maior responsabilidade pela segurança pública.

Dois desses governadores são do oposicionista PSB —Renato Casagrande, no Espírito Santo, e Paulo Câmara, em Pernambuco—, mas têm apoiado e colaborado com o plano.

A previsão é a de que essas cidades recebam recursos federais iniciais de R$ 4 milhões, cada uma, para incremento de ações de inteligência e aperfeiçoamento tecnológico —instalação de centrais de monitoramento, por exemplo.

Além disso, foram despachados aos cinco municípios equipamentos e 500 policiais da Força Nacional (100 para cada cidade), cuja tarefa será trabalhar em conjunto com as PMs e eventuais guardas municipais locais no patrulhamento ostensivo (80% do contingente) e na parte de investigação (20%).

A Força Nacional ficará nas cidades até o final deste ano, período que poderá ser prorrogado a depender dos resultados obtidos.

A partir de 2020 está prevista a implantação da segunda fase do programa, que envolve novos recursos —não informados— e a participação de mais nove ministérios com ações sociais, de educação, saúde, lazer e esporte, entre outros.

A intenção de Moro é que o eventual sucesso da proposta sirva de base para a expansão dessas ações para mais cidades que hoje integram o rol das mais violentas do país.

Caso o plano dê certo, ele representará um importante cartão de visitas para o ministro da Justiça, cujo nome é cogitado até mesmo para concorrer contra Bolsonaro em 2022, em caso de rompimento entre os dois.

O ministério afirmou ainda que, para a elaboração do projeto, foram levadas em conta “experiências exitosas nacionais e internacionais, de prevenção e redução de criminalidade violenta, com o uso de metodologias modernas de governança e gestão”, e que as ações têm como foco “a mitigação de fatores socioeconômicos de vulnerabilidade de cada território, enfrentando-se, assim, não apenas as consequências, mas as causas do problema”.

PROGRAMA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO À CRIMINALIDADE VIOLENTA
Cidades escolhidas

Cariacica (ES)

Taxa de homicídio por 100 mil habitantes: 59,8
Governador: Renato Casagrande (PSB)*

Goiânia

Taxa de homicídio:‚ 40,7
Governador: Ronaldo Caiado (DEM)

Ananindeua (PA)

Taxa de homicídio:88,1
Governador: Helder Barbalho (MDB)

Paulista (PE)

Taxa de homicídio: 62,3
Governador: Paulo Câmara (PSB)*

São José dos Pinhais (PR)

Taxa de homicídio: 41,8
Governador: Ratinho Jr (PSD)

Ações do programa

Reforço

Cada uma das cidades receberá 100 policiais da Força Nacional por um período inicial de 4 meses, além de equipamento

Policiamento

Do contingente extra, cerca de 80% atuará ao lado da PM local no policiamento ostensivo e 20% trabalhará na parte investigativa

Recursos

Cada município receberá uma verba extra federal para aplicação na segurança pública, nas áreas de inteligência e tecnologia, por exemplo

Ação integrada

Uma segunda fase envolverá a participação de dez ministérios (Justiça e Segurança Pública, Casa Civil, Saúde, Economia, Educação, Cidadania, Desenvolvimento Regional, Secretaria-Geral, Secretaria de Governo e Direitos Humanos) com trabalho nas áreas de cultura, esporte, lazer, educação, assistência social, entre outras

Com informações da Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Moro 22 disse:

    Em 2022, tira o capetão e coloca Moro no lugar.

  2. berg disse:

    Moro presidente!!

  3. Everton disse:

    Oxe, Natal não era uma das cidades mais violentas da américa latina por anos consecutivos, segundo ong mexicanas?

FUNDAMENTAL: Ibama lança edital para contratar empresa que monitore desmatamento

Floresta Amazônica – Valter Campanato/Agência Brasil

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) publicou edital no Diário Oficial da União dessa quarta-feira (21) chamamento público de empresas especializadas no fornecimento diário por imagens de satélites de alta resolução espacial para geração de alertas diários de indícios de desmatamento.

O documento, assinado pelo diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Olivaldi Alves Borges de Azevedo, diz que a medida justifica-se pela “busca de uma solução viável e operacional para atuação mais eficiente, eficaz, efetiva e com maior celeridade na gestão das ações de fiscalização ambiental no combate ao desmatamento ilegal e exploração florestal seletiva ilegal na região Amazônica”.

O texto do edital diz ainda que o Ibama, por mor meio de sua Diretoria de Proteção (Dipro), objetiva combater o desmatamento ilegal na Amazônia Legal de forma preventiva ou, no mínimo, contemporânea, para que seja possível interromper a ação criminosa, viabilizando uma atuação mais expedita e não permitindo a evolução e consolidação da ocorrência do ilícito.

Nesse sentido, segundo o instituto, faz-se necessário obter alertas de desmatamento diários das áreas mais críticas na Amazônia, em uma área pré-determinada de aproximadamente de 1 milhão de quilômetros quadrados, distribuídos a leste dos estados do Acre e Rondônia, norte de Rondônia e Mato Grosso, sul do estado do Amazonas e meio norte do estado do Pará.

Queimadas

Hoje (22), Bolsonaro voltou a dizer que as queimadas na Amazônia são criminosas e que organizações não governamentais (ONGs) podem estar por trás dos incêndios. “Pode ser fazendeiro, pode, todo mundo é suspeito, mas a maior suspeita vem de ONGs”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta quinta-feira.

O presidente ressaltou que o governo está investigando o crime, mas que não existem provas de quem está provocando as queimadas. “A Amazônia é maior do que a Europa, como vai combater incêndio criminosos nessa área? E é criminoso, mas você não vai pegar quem está tacando fogo lá, só se for em flagrante”, disse. “É um indício fortíssimo de que são ONGs. Não se tem prova disso, se vocês não pegar em flagrante quem está queimando e buscar quem mandou”, acrescentou.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Observador disse:

    Pode ser ate um pescador pescando em area ambiental em Angra dos Reis, o responsavel por essas queimadas. Pensei q ele ja tivesse fechado esse tal.de ibama.

Caixa lança linha de crédito imobiliário atualizada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

Produto permitirá redução das taxas de juros em relação às médias de mercado e valerá para financiamento de imóveis residenciais

A CAIXA lançou, nessa terça-feira (20), a linha de financiamento habitacional com atualização do saldo devedor pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A contratação de crédito imobiliário com índice de preços foi regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e seu enquadramento foi ampliado, na semana passada, para os financiamentos de imóveis residenciais no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), além do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI).

De acordo com o presidente da CAIXA, Pedro Guimarães, a alternativa de financiamento imobiliário com atualização pelo IPCA representa uma revolução no mercado. “É uma redução do custo do crédito, algo que a gente acredita que vai ter impacto no crescimento econômico dos próximos anos. Vai ter mais emprego, mais crédito e vai movimentar a economia”, diz o presidente.

A taxa mínima para imóveis residenciais enquadrados nos SFH e SFI será de IPCA+2,95% ao ano (a.a.) e taxa máxima será de IPCA+4,95% a.a. As taxas valem para novos contratos e já estarão vigentes a partir da próxima segunda-feira (26).

Os contratos de financiamento habitacional com atualização pelo indexador IPCA seguirão as seguintes condições:

· Prazo máximo de 360 meses;

· Quota máxima de financiamento de 80%;

A decisão quanto à aplicação da correção será do cliente. “A CAIXA oferecerá o crédito imobiliário corrigido pelo IPCA ou pela TR (Taxa Referencial). Outra vantagem desta operação é que a CAIXA vai poder vender parte desse crédito de uma maneira mais fácil. Vamos securitizar parte do que a CAIXA ‘originar’. Isso vai ser muito importante para o mercado de capitais”, diz.

As simulações já podem ser realizadas no site da CAIXA, onde o cliente pode comparar os juros e condições para o financiamento. As novas taxas variam de acordo com o nível de relacionamento do cliente com o banco.

Tabela comparativa das taxas de juros com TR e IPCA

Outras medidas para o crédito imobiliário em 2019

Em junho, a CAIXA anunciou a redução de até 1,25 p.p. nas taxas de juros para operações pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e divulgou também novas alternativas para renegociação de contratos habitacionais para pessoa física. A taxa mínima para imóveis residenciais enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) é de 8,5% a.a. e a máxima de 9,75% a.a.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo do Tirol disse:

    Os recursos de 2019 para o Minha Casa Minha Vida acabaram no final de julho. As contratações estão suspensas sem previsão. Se o governo não liberar recursos para o programa seguir de agora até o final do ano, ninguém mais comprará casas esse ano e as construtoras irão parar sem conseguir vender e o desemprego será enorme.

Prefeitura do Natal lança aplicativo contra a dengue; saiba como usar

A Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), lançou, durante a Campus Party, que aconteceu de 16 a 18 de agosto em Natal, o aplicativo de smartphone “Dengue Não”, que tem o intuito do reforçar o combate ao mosquito transmissor da doença, de forma interativa e colaborativa com a população.

Na ferramenta, é possível ter recomendações sobre os mitos e verdades da enfermidade e checar recomendações de boas práticas para não facilitar a reprodução do Aedes aegypti. Além disso, a aplicativo conta com espaço para notificações de casos de dengue (com mapa interativo, espaço para denúncia e Ranking Dengue Não) e com Boletim Entomoepidemiológico das Arboviroses. Outras funções do aplicativo são os jogos educativos para diversas faixas etárias e espaço para conhecer e registrar seus sintomas.

Dentro do app, existe um ranking com pontuação e premiação para os usuários que usam a ferramenta. Para a criação do programa, a SMS envolveu setores com representantes das pastas de Promoção à Saúde, Saúde Bucal, Saúde da Criança, Saúde da Família, Departamento Vigilância em Saúde, o Centro de Controle de Zoonose, Assessoria de Planejamento, secretários adjuntos e o próprio secretário municipal de Saúde, George Antunes.

Para o coordenador de saúde bucal e do programa Saúde na Escola, Rodolfo Lira, “o ‘Dengue Não’ é uma estratégia de interação ágil, acessível e com potencial de capilaridade”. Ele afirma que “o aplicativo é bem recente e continuará sendo aperfeiçoado e a inovação que essa ferramenta traz pode ser trabalhada de muitas formas pela saúde. Acho muito relevante a criação dessa ponte de interação e colaboração ágil e acessível da população com a gestão. Agora, nós partiremos para trabalhar esse app com a população, usando nas escolas e em ações da Prefeitura do Natal, como o Participa Natal. Estamos montando um planejamento para premiar os cidadãos destaques com honra ao mérito no combate do Aedes. Esses dados de sintomas irão nos ajudar a predizer surtos e agilizar o atendimento dos usuários”.

COMO USAR

Depois de um cadastro inicial, se o usuário identificar focos de dengues em terrenos baldios ou em sua caixa d’água, por exemplo, ele deve ir no espaço “notifique” e inserir o endereço do local atingido enviando uma fotografia juntamente com os dados. Estas informações vão para um mapa interativo dentro do aplicativo. Dentre 7 a 15 dias o problema será apurado e resolvido. Também há a possibilidade de informar sintomas suspeitos de dengue e receber orientação quanto à procura de uma unidade de saúde.

O aplicativo “Dengue Não” já está disponível para aparelhos móveis com sistema operacional Android e futuramente também estará disponível para IOS. Existe também a possibilidade de acessar o aplicativo por computadores em sua versão Web, mas sem a opção de jogos. Para baixar o aplicativo, basta acessar o link Applink.com.br/colabore_natal.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lucia disse:

    Concordo, se a população não vigiar nada serve, os focos devem ser encontrados e eliminados, esse aplicativo é bom, mais se a prefeitura lançar um aplicativo dizendo: a cada foco da dengue encontrado, você pontua pata uma premiação, ai sim, não dobrará nenhum mosquito. Rsrs

  2. Aroldo Pontes disse:

    GASTO EM VÃO. Podem criarem 1000 aplicativos. Se a população não tiver o mínimo de consciência, nada resolve

Governo lança a Semana do Brasil, a ‘Black Friday da Independência’

Governo tenta reeditar sucesso da Black Friday. Foto: Cris Faga/Estadão Conteúdo – 23.11.2018

O governo federal anunciou para a primeira quinzena do mês que vem a Semana do Brasil, um período comemorativo de estímulo ao consumo e de patriotismo nos dias próximos a 7 de setembro, data do aniversário da Independência do país.

Na quarta-feira (14), representantes de mais de 100 associações comerciais, segundo contagem do Ministério do Turismo, encontraram-se em São Paulo com integrantes da União e empresas nacionais para definir os detalhes da “Black Friday brasileira”, como vem sendo chamada.

Não há muitas informações sobre o que vai ocorrer nesse período, mas os dias foram definidos entre 6 e 15 de setembro (sim, é mais que uma semana). A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) não soube dizer quantas e quais empresas participarão, mas é certo que o governo corre atrás de adesões a pouco mais de 20 dias para a estreia da iniciativa, que tem a intenção de entrar para o calendário fixo de eventos nacionais.

Na página da secretaria há um link para os empresários que quiserem participar. Lá, eles informam o que farão na Semana do Brasil, digitam seus dados e já podem ter acesso ao download do Selo, ao manual de identidade visual e aos materiais de divulgação.

Segundo a secretaria, a ideia da campanha, “que une o poder público e a iniciativa privada para movimentar nossa economia”, surgiu após o governo identificar “um vazio de ações promocionais em setembro”.

Segundo a secretaria, a ideia da campanha, “que une o poder público e a iniciativa privada para movimentar nossa economia”, surgiu após o governo identificar “um vazio de ações promocionais em setembro”.

Para atrair as empresas, a secretaria explica que o governo entra com o apoio e a divulgação da semana, sem qualquer incentivo extra, e cabe à iniciativa privada atrair os consumidores “com promoções especiais, descontos exclusivos, produtos e serviços temáticos, ambientação de espaços físicos e virtuais e muito mais”.

A verdadeira Black Friday, que já ocorre no país no fim dos meses de novembro desde 2010, conta com divulgação prévia e um portal, no qual aparecem as principais ofertas aos consumidores.

A Semana do Brasil tem o apoio do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), com sede na capital paulista. Entre seus diretores e conselheiros a entidade conta com empresários que já se posicionaram a favor do governo de Jair Bolsonaro, como Flávio Rocha (do grupo Riachuelo), Luciano Hang (da lojas Havan), Sebastião Bomfim (da Centauro) e João Apolinário (da rede Polishop).

No release do Ministério do Turismo promete-se promoções em diárias de hoteis, passagens aéreas, pacotes de viagens e restaurantes. Também são citadas três iniciativas concretas: “A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios), por exemplo, fará um selo comemorativo à Semana do Brasil; a Nike, uma camiseta oficial com a marca da campanha; e o Sebrae/SP, ações voltadas a todas micro e pequenas empresas do estado e de outras regiões do país”.

Procurados, os Correios, a Nike e o Sebrae-SP não responderam ao pedido do R7 de mais detalhes das ações até a publicação desta reportagem. Apenas os Correios confirmaram participação. O IDV também ficou de enviar mais informações sobre a Semana do Brasil, mas, até o fim da noite de quinta-feira (15), não entrou em contato com a redação.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Getro disse:

    Depois vem o Serasa monday…..

  2. Cigano Lulu disse:

    Black Friday da Independência… bacana o nome.
    Deve ser um recado "diplomático" de Bolsonaro aos governos da Alemanha e da Noruega.
    Só falta agora os governadores do Nordeste revidarem com o anúncio de uma Black Friday Oxente Cába da Peste.

  3. observador disse:

    Mais uma black FRAUDE. Empresariado brasileiro não toma jeito.

Câmara Municipal de Parnamirim lança novo portal de notícias e serviços

Moderno, prático, acessível e ainda mais transparente. Assim ficou o novo portal da Câmara Municipal de Parnamirim, que já está no ar através do endereço eletrônico: www.parnamirim.rn.leg.br. Primeira etapa de mudanças do portal inclui simplificação das páginas e maior adaptação a dispositivos móveis.

“Esta iniciativa representa um importante avanço na política de transparência ativa e acessibilidade às informações e fiscalização das atividades elaboradas pelos parlamentares e pela casa legislativa como um todo, que passarão a estar ainda mais fácil e disponível à população”, frisou o presidente da Câmara, vereador Irani Guedes.

Com uma tecnologia moderna, e totalmente adaptável a qualquer dispositivo móvel ou navegador, o novo portal passa a ser visualmente mais acessível e de fácil entendimento. As alterações incluem linguagem mais simples, a fim de facilitar a compreensão dos conteúdos, e mecanismo de busca mais ágil e preciso.

“O novo portal foi todo desenvolvido de acordo com a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), com diferentes níveis de acessibilidade simplificando o acesso aos principais serviços que são disponibilizados pela Câmara, como o Portal da transparência, acervo dos vereadores em exercício, Ouvidoria, Procon Câmara, Mídias Sociais, entre outros”, explicou o engenheiro de computação e desenvolvedor do portal, Rafael Buriti.

Modificações e segunda etapa

Nesta primeira etapa, houve alterações na estrutura de navegação do portal, que foi simplificada; na home page, que agora privilegia áreas de interesse do cidadão, como por exemplo, o ícone do portal da transparência, serviços, entre outros. “O menu principal disponibiliza ao usuário do portal o acesso a todos os serviços disponíveis na câmara sem precisar acessar outra cessão para isso”, concluiu Rafael.

Para a segunda etapa, a Câmara planeja implantar ferramentas que ofereçam suporte de navegação aos deficientes visuais e auditivos. “Nas próximas semanas, o portal ganhará uma ferramenta que facilitará ainda mais o acesso aos deficientes visuais e auditivos em conformidade com a Lei Brasileira de Inclusão”, finalizou o presidente da Câmara, Irani Guedes.

 

Com 18 mil vagas e maior parcela para o Norte e Nordeste, Governo lança Programa ‘Médicos pelo Brasil’ com salários de até R$ 31 mil

Foto: Marcos Corrêa/PR – 1º.ago.201

O presidente Jair Bolsonaro assinou na manhã desta quinta-feira (1º) a medida provisória que cria o programa Médicos pelo Brasil, que será o substituto do “Mais Médicos”. O principal objetivo continua sendo levar atendimento primário pelo SUS (Sistema Único de Saúde) a regiões remotas e desassistidas, especialmente no interior do país.

A MP foi assinada por Bolsonaro e pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em cerimônia no Palácio do Planalto. Ela entra em vigor assim que publicada no “Diário Oficial da União” mas, precisará ser aprovada pelo Congresso em até 120 dias para se tornar lei.

No total, serão 18 mil vagas, sendo 55% nas regiões Norte e Nordeste. O número de médicos nas regiões com maior vazio assistencial vai subir em 7 mil, segundo o ministro. “Vamos a mais de 12 mil médicos nessas localidades onde antes eram 5 mil. E nas cidades maiores, onde antes eram 13 mil, inverte, fica em torno de 6 mil”, diz.

Segundo o ministro, ao entrar no programa, os profissionais terão que dedicar parte da carga horária em uma especialização em Medicina de Família e Comunidade, corrigindo o que seria uma falha do programa anterior, de manter unidades funcionando com médicos sem especialização em atendimentos de rotina em unidades básicas, como psiquiatras. Somente serão efetivados no programa Médicos Pelo Brasil os profissionais que obtiverem o certificado.

A contratação com carteira assinada CLT é uma das diferenças em relação ao programa anterior, que fazia contratos de três anos. O Médicos pelo Brasil terá quatro níveis salariais com progressão a cada três anos e serão mais valorizados os que optaram pelas localidades mais remotas e com pouca procura.

As gratificações iniciais giram em torno de R$ 14 mil, segundo o ministro, mas podem chegar a R$ 31 mil conforme a localidade de atuação e o desempenho do profissional.

Ideologia

Bolsonaro chamou a atenção para o fato de o novo programa não ter componente ideológico como teria o Mais Médico, segundo o presidente. O programa lançado pela então presidente Dilma Rousseff em 2013 consistia em uma parceria com médicos cubanos. O pagamento era feito ao governo cubano, que repassava parte da verba aos profissionais. No ano passado, o governo daquele país anunciou o fim da parceria.

O Médicos pelo Brasil vai contratar profissionais brasileiros ou estrangeiros que sejam aprovados pelo Revalida, um sistema do Ministério da Educação que certifica que os conhecimentos adquiridos em outro país habilitam o profissional a atuar no Brasil.

O presidente também fez outras críticas ao programa anterior. “Se os cubanos fossem tão bons assim, teriam salvado a vida de (Hugo) Chávez, não deu certo”, afirmou. Chávez morreu, em 2013, em decorrência de um câncer na região pélvica. No mesmo raciocínio, disse que os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff seriam atentidos pelos médicos cubanos, em vez de brasileiros.

Bolsonaro afirmou que o programa tinha uma estratégia de formar um braço armado aliado do governo. “A ideia era formar núcleo de guerrilha no Brasil. E quando eu falava eu era ridicularizado”, disse. Bolsonaro citou o caso de um dos médicos cubanos que vieram ao Brasil e que era capitão do Exército daquele país. Lembrou que denunciou o caso enquanto ocupava o cargo de deputado federal.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Said disse:

    Pronto,agora quem for realmente médico que faça o revalida e vá trabalhar pra ganhar um bom salário sem ter que dividir com ninguém ,nem presidentes e nem partidos políticos…

Caixa corta juros do cheque especial e lança pacote de produtos com taxas menores; até 40% para pessoas físicas e jurídicas

Presidente da Caixa, Pedro Guimarães Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quarta-feira, 31, cortes nas taxas de juros de suas principais linhas de crédito a partir de quinta-feira, 1.º, tanto para empresas quanto para pessoas físicas. Além disso, a partir de 19 de agosto, o banco vai oferecer um novo pacote de produtos, chamado de Caixa Sim, com taxas mais atrativas aos clientes.

“Somos o banco mais solvente do mercado. Nenhum outro banco tem 2% de Índice de Basileia (indicador de quanto o banco pode emprestar sem comprometer seu capital)”, afirmou o presidente da instituição, Pedro Guimarães. “Isso nos permite tomar essa medida. As reduções de taxas são permanentes.”

VEJA MAIS AQUI

No cheque especial para pessoas físicas a taxa máxima passou de 13,45% ao mês para 9,99% ao mês. Para pessoas jurídicas, o juro caiu de 14,95% ao mês também para 9,99% ao mês.

No pacote Caixa Sim, essas taxas serão ainda menores: tanto para famílias quanto para empresas, o juro do cheque especial será de 8,99% ao mês.

No crédito pessoal, haverá redução de até 21% nas taxas cobradas. Atualmente o piso cobrado é 4,99% ao mês e passará a ser de 2,29% ao mês, variando conforme o perfil do cliente.

Isenção de anuidade no cartão de crédito

O banco também anunciou a isenção da anuidade no cartão de crédito para pessoas físicas. “A isenção de anuidade é importante em um momento de grande competição no mercado bancário, inclusive com a liberação de recursos do FGTS”, disse Guimarães.

Para empresas, haverá redução de 11% nas taxas de capital de giro nas operações com aval de sócios (a partir de 1,69% ao mês) e de 13% nas de capital de giro com aval de sócios mais imóvel ou aplicação financeira (a partir de 0,99% ao mês ou 0,95% ao mês, respectivamente).

Na antecipação de recebíveis com cartão de crédito, a taxa será de 1,85%. Também não haverá anuidade no primeiro ano do cartão de crédito para pessoas jurídicas.

O corte horizontal nos juros do banco para pessoas físicas e jurídicas tem como foco, principalmente, linhas como crédito pessoal e capital de giro. O movimento teria partido de uma orientação interna do banco e visa a se antecipar à uma retomada mais aquecida na demanda por crédito no segundo semestre.

Estadão

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. M.D.R. disse:

    Verdadeiras geotagem, tanto BANCOS OFICIAIS como BANCOS PROVADOS. A concorrência sobre o setor financeiro, é verdadeiro faz de conta e o consumidor se endevidando.

Planet lança Smart City Natal neste sábado(20)

A Planet Smart City, (www.planetsmartcity.com/pt-br/), líder global em cidades inteligentes sociais, inaugura a Smart City Natal no próximo dia 20 de julho.

O conceito da Smart City Natal é oferecer equilíbrio entre áreas verdes, núcleos residenciais, comerciais, empresariais e mobilidade inteligente. As cidades desenvolvidas pela Planet Smart City são projetadas para serem inclusivas, autônomas e vibrantes, por isso há uma série de atividades e espaços disponíveis, como biblioteca, cinema, cursos gratuitos e redes online. A ideia é incentivar a economia compartilhada e um novo jeito de viver em comunidade.

A construção da primeira fase do projeto em Natal começou em março de 2019 e até o final do ano deverá receber os primeiros habitantes. Os lotes custam a partir de R$ 299 a parcela mensal. Segundo Susanna Marchionni, cofundadora e CEO da Planet no Brasil, o objetivo é iniciar a construção de mais duas cidades inteligentes no Brasil ainda em 2019.

O projeto em Natal, de 170 hectares e capacidade para receber cerca de 16 mil pessoas, está na cidade de São Gonçalo do Amarante, a 20 km da capital, e inclui ainda aplicativo gratuito do bairro, videomonitoramento em tempo real das áreas comuns, iluminação pública de LED, controle de qualidade do ar, wi-fi grátis nas áreas públicas, infraestrutura de alto padrão, academia ao ar livre, ciclovia, hortas urbanas, cozinha social, entre outras soluções inteligentes. Além disso, os lotes variam de 200 a 755 metros quadrados.

Sobre a Planet Smart City

É líder global no desenvolvimento de projetos imobiliários inovadores de larga escala em países com grande déficit habitacional. Com abordagem holística, a companhia integra melhores práticas em arquitetura, planejamento urbano, sustentabilidade, tecnologias digitais e inovação social para tornar seus empreendimentos inteligentes.

O Grupo projetou e está realizando o projeto-piloto Smart City Laguna, a primeira cidade inteligente social do mundo, em estágio avançado em São Gonçalo do Amarante, no Ceará, a 50 km de Fortaleza, que abrigará aproximadamente 25 mil habitantes, em 6.500 unidades habitacionais, em uma área de 330 hectares.
Com sede em Londres, a Planet tem escritórios no Brasil e na Itália, e está em franca expansão internacional. A meta é construir 8 cidades sociais inteligentes no mundo nos próximos 24 meses.

Serviço

Lançamento da Smart City Natal

Data: 20 de julho

Horário: 08h às 17h

Local: Rodovia BR 406, Km 165 – Jardins, São Gonçalo do Amarante, Rio Grande do Norte.

Para saber mais:

www.planetsmartcity.com
www.smartcitynatal.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/PlanetSmartCityBR/

Instagram: https://www.instagram.com/planetsmartcitybr/

Youtube:https://www.youtube.com/channel/UCTeQJxwvQO7JhLXT341U0SQ/featured

Governo lança oficialmente na tarde desta sexta a Nota Potiguar

O Governo do Rio Grande do Norte lança, na tarde desta sexta-feira (7), o programa de educação fiscal Nota Potiguar, o qual entrou em vigor no último sábado (1º). A iniciativa visa incentivar os consumidores potiguares a pedirem a nota fiscal e colocar o CPF na nota. A cerimônia de lançamento será realizada às 14h30 no Auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL).

A expectativa é que o programa gere uma arrecadação extra de R$ 84 milhões por ano através da conscientização do cidadão em pedir a nota fiscal e a inserção do CPF.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Anti-Comunista disse:

    GOVERNADORA FÁTIMA É GÓPI PAGUE OS SALÁRIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS COMEÇANDO PRA QUEM GANHA ATÉ R$ 5 MIL REAIS.

Empresa lança cerveja instantânea para fazer em casa usando água com gás

Foto: Reprodução

A cervejaria Pratinha, de Ribeirão Preto (SP), lança oficialmente nesta semana uma cerveja artesanal concentrada que fica pronta quando misturada a um copo de água com gás gelada.

Ela é vendida em uma “versão de bolso”, como define a empresa. Cada sachê, após o acréscimo da água, rende 250 ml de cerveja. Custa R$ 14,99.

A “primeira cerveja instantânea do mundo”, segundo a cervejaria, foi desenvolvida após nove meses de pesquisa. A Pratinha diz que também está fazendo testes com cápsulas para uso em máquinas domésticas.

Como é feita

Segundo a empresa, inicialmente o processo da produção da cerveja é normal, igual ao da tradicional. A diferença vem na sequência.

Depois de pronta, a bebida é congelada a uma temperatura muito baixa e com pressão reduzida, fazendo com que a parte líquida passe pelo processo de sublimação. Na sequência, são adicionados mais maltes e lúpulos “de perfis aromáticos”.

Segundo a empresa, a receita continua sendo de uma cerveja artesanal e não é adicionado nenhum ingrediente artificial.

Uma novidade, de acordo com a cervejaria, é que qualquer máquina de refrigerante pode ser usada para servir a bebida. “Isso tende a reduzir drasticamente os custos com logística e infraestrutura que em geral é utilizada”, afirma.

Onde comprar

Por enquanto, a cerveja está em pré-venda no site da cervejaria.

Os interessados poderão reservar e receber em casa a partir de 45 dias após a compra. Nesse formato, estarão disponíveis, a princípio, o rótulo Pratipa (tipo IPA) e o estilo Weizen, por R$ 14,99 (cada).

UOL

 

Prefeitura lança o São João de Natal e divulga programação da festa com grandes atrações; confira

Foto: divulgação

A Prefeitura do Natal lançou, nesta quarta-feira (29), em um hotel no bairro de Ponta Negra, a programação do São João da capital. O prefeito Álvaro Dias afirmou que será a maior festa junina da cidade. O evento, com programação distribuída pelos quatro cantos de Natal, terá início já nesta sexta-feira (31), na Arena Itapetinga, na zona Norte, com shows de Circuito Musical, Banda Grafith, As Estrelas e banda Balanço do Brega. No sábado (1º) o cantor Luizinho Nobre abre o mês de junho no Palco Cidade da Esperança.

O investimento inicial da Prefeitura será de R$ 2 milhões e vai movimentar a classe artística local. Serão 2.500 artistas e brincantes do Rio Grande do Norte participando dos festejos juninos realizados pela Prefeitura do Natal. Também 264 músicos locais, 377 músicos nacionais, mil arraiás envolvidos e 800 componentes de quadrilhas juninas.

“Queremos transformar o São João numa das principais festas da Cidade de Natal. Quem não se lembra das festas juninas do passado? Não podemos deixar a cultura popular morrer. Ela precisa ser preservada e esse é um dos grandes objetivos desse evento”, comentou o prefeito Álvaro Dias.

A Prefeitura do Natal montará palcos na Cidade da Esperança (zona Oeste), Pátio da Funcarte e Palco Rocas (zona Leste), Arena Itapetinga e Ginásio Nélio Dias (zona Norte) e Arena das Dunas (zona Sul). A Prefeitura também investiu em diversos arraiás de rua e quadrilhas (tradicionais, estilizadas e cômicas), contemplados através das chamadas públicas.

Foto: Alex Régis

“Dentro da nossa tradição, cultura e economia, temos o turismo como principal fonte de renda de Natal. Nosso potencial com a beleza da cidade é enorme e se além disso aliamos o turismo de eventos, vamos impulsionar o desenvolvimento e gerar emprego e renda”, explicou Álvaro Dias.

Além das atrações locais, destaque para a presença de artistas nacionais que se apresentarão no pátio da Arena das Dunas. Dia 12/6 Zé Hilton do Acordeon, Genival Lacerda e Xand Avião. No dia 13, as atrações são Forró Meirão, Pedro e Erick e Zezé de Camargo e Luciano. No dia 14, sobem ao palco do São João de Natal os veteranos César Menotti e Fabiano, Alexandre Moreira e Banda e Luizinho Calixto. No dia 15/6 quem sobe ao palco é a dupla Simone e Simaria, além dos lendários Roberto do Acordeon e Joquinha Gonzaga. Já o Cavaleiros do Forró, Banda Saia Rodada e Banda Rojão embalam os forrozeiros no dia 16/6.

Segundo o secretário de cultura de Natal, Dácio Galvão, a prefeitura ainda está em busca de parceiros na iniciativa privada para aumentar o aporte financeiro da festa. “Vamos ter uma festa belíssima e multicultural, com a participação de todas as tendências. O tradicional e contemporâneo juntos. Pela primeira vez o São João vai dialogar com as quatro zonas administrativas da cidade”, explicou Galvão.

O secretário pediu um minuto de silêncio em homenagem ao cordelista Xexéu e ao músico Gabriel Diniz, falecidos recentemente. Gabriel Diniz seria uma das atrações do São João de Natal.

Ainda na área externa da Arena, mais especificamente no Coreto do Festival Gastronômico, muito mais música e diversão. Na terça-feira (17) se apresentam trios de forró. Na quarta 18/6, bandas Fuxico de Feira e o festival “Faz Mais Elino – 2º Concurso de Marchinhas Juninas”. A noite encerra com a homenagem a Elino Julião na voz de Galvão Filho e show de Carlos Zens.

No dia 19/6, a atrações do coreto são Forró Na Manha, Luizinho Nobre. No dia 20/6, Messias Paraguai sobe ao palco e terá como convidado o cantor Carlos Alexandre Jr. A noite encerra com banda Cebola Ralada. Na sexta-feira 21/6, se apresentam o Quarteto Linha no Forró e Gisele Alves.

No sábado (22), tem Leão Neto e Jaina Elne. E no domingo é a vez do São João das Crianças, a partir das 17h, com shows de Nara Costa, Forró Estribado. E segunda-feira tem Trio Trancelim e cantora Mônica Jucá em forró das antigas.

FESTIVAL DE QUADRILHAS

O XXXI Festival de Quadrilhas Juninas de Natal e o Festival de Música Forraço, dois grandes eventos da cultura nordestina, aportam de 13 a 16 na Área externa do Ginásio Nélio Dias, zona Norte da capital. Além das apresentações das grandes quadrilhas, o espaço receberá atrações musicais que valorizam a música nordestina de raiz, como a Orquestra Sanfônica do Museu do Vaqueiro e o forrozeiro Kanelinha (14/6). Além de Banda Detroit (17) e Papel Gomes e Crys Holanda (18).

Confira a programação completa:

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. SUS disse:

    E o hospital Municipal faltando antibiótico para os pacientes, lençol de cama, medicações. Os quartos dos pacientes estão mofados… nosso dinheiro tá indo pra outro lugar…

  2. DeSacoCheio disse:

    São João bom era nos bairros como acontecia na cidade a uns 20 anos atras que os gênios políticos conseguiram acabar. Muito melhor seria incentivar o retorno dessas festas ao invés de gastar rios de dinheiro com essa gente, que na maioria não tem nada haver com São João. Estado/Cidade sem dinheiro e pagando gente de fora p/ fazer um São João que de São João não tem quase nada.

    • Ana leticia disse:

      Concordo plenamente. Sao joao de Lagoa seca, na rua sao joao e. Romualdo Galvao, o de Potilandia, o de candelaria…..em vários bairros tinha sao joao muito mais alegre e mais barato. Agora, paga se rios de dinheiro a esses forozeiros de araque, e ja sabem quem paga a conta milionária dessas vindas, vc povo besta. Pão e circo pra o povo, já dizia imperador Júlio César.

    • Michel disse:

      Com a insegurança dá ruim, os últimos de Candelária e da Esmeralda rolaram bala e faca.

Governo do estado lança nesta quinta-feira (16) o Programa Moradia Cidadã

O Governo do Estado, através da Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano (Cehab), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas) lança nesta quinta-feira (16), às 10h, na Escola de Governo, o programa Moradia Cidadã.

O projeto é prioridade da atual gestão no enfrentamento ao déficit habitacional no RN, que hoje é de cerca de 120 mil moradias. O programa terá duas vertentes: Moradia Cidadã Servidor e Moradia Cidadã Municípios.

Na primeira modalidade, como o nome já sugere, o objetivo é viabilizar o sonho da casa própria para Servidores Públicos Estaduais (ativos, aposentados e pensionistas), com preços diferenciados em relação ao mercado imobiliário.

Para participar, o servidor se inscreve para os empreendimentos cadastrados, submetendo-se à aprovação das condições de financiamento, através dos agentes financeiros parceiros (Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil). Serão casas ou apartamentos, novos ou usados.

A Cehab selecionará os empreendimentos, em conjunto com as empresas construtoras e agentes financeiros. Todos os imóveis serão disponibilizados para os servidores no site do governo (www.rn.gov.br), para sua inscrição e posterior assinatura de contratos e financiamentos, após aprovação.

Na segunda modalidade, o Governo do RN empreende esforços para minimizar o déficit habitacional, com a retomada de obras paralisadas nos programas Minha Casa Minha Vida (MCMV I e II) e Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social (PSH). O programa também viabiliza o avanço da regularização fundiária em várias regiões, além da construção de novas moradias de interesse social. Até o momento, o Estado já viabilizou a entrega de 5.604 unidades habitacionais. A meta será entregar 40 mil moradias até o fim do mandato.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Naldin disse:

    Mais um engôdo, com os salários atrasados, praticamente todo mundo no SPC, raros serão os que terão seus cadastros aprovados, os empréstimos descontados em contra-cheque, os chamados consignados, são descontados dos servidores e repassados aos bancos com atraso, muitos já no SPC, não percam tempo se metendo nessa enrolação.