Gargalheiras volta a abastecer Currais Novos junto com Açude Dourado

Foto: Assecom/Caern

Após quase cinco anos de escassez hídrica no interior do Estado, o reservatório Marechal Dutra (açude Gargalheiras) voltou a abastecer a cidade de Currais Novos, complementando a água fornecida pelo Açude Dourado, além de continuar a abastecer a cidade de Acari.

Ambos os mananciais tiveram uma recarga importante na última semana: o Gargalheiras saiu do volume morto e praticamente seco para quase 14,61% de sua capacidade, segundo o boletim mais recente do Instituto de Gestão das Águas (Igarn), enquanto o Dourado passou de 2% para seu volume total de armazenamento, atingindo a sangria.

Com este cenário positivo, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) retomou o fornecimento de água pelo Gargalheiras para Currais Novos, o que não interfere no abastecimento de Acari, que continuará a receber água com a mesma vazão.

Essa gestão na distribuição da água disponível também vai amenizar o impacto da seca em Currais Novos, que atualmente funciona em um sistema de rodízio quinzenal, dividindo a cidade em dois setores. Atualmente, a Companhia está captando para Currais Novos, 200 metros cúbicos de água, o equivalente a 200 mil litros de água, por hora (200m³/h) durante 24 horas, e completando com 120 a 150 mil litros de água (m3/h) do Gargalheiras, por aproximadamente 10 horas por dia.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marcelo disse:

    Isso é vergonhoso

  2. Sabrina disse:

    Absurdo essa decisão, currais novos está combro o açude cheio, e tem a adutora a seu dispor.
    Adutora essa que sempre "rompia" destino Acari. Que continuem com a água da adutora e do dourado e deixem o gargalheiras respirar, tomar mais água. Mais uma vez a caern botado os pesquisadores pelas mãos. Gestão fraca. Aida querem fazer evento em alusão ao dia mundial da água em Acari. LAMENTÁVEL.

Caern reativa sistema do açude Gargalheiras em fase de testes

Foto: Divulgação/Caern

As chuvas no Seridó fizeram o açude Marechal Dutra, o Gargalheiras, atingir a marca de 6,79% de medição volumétrica. Por este motivo, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) iniciou em fase de testes a reativação da captação de água pelo manancial. De acordo com a gerente da Regional Seridó, Rosi Gurgel, estão sendo observadas as condições operacionais como vazão e qualidade da água, para a captação ser feita definitivamente pelo Gargalheiras.

A Caern deixou de captar água pelo Gargalheiras em 1º de setembro de 2015. A princípio, quando o sistema for colocado definitivamente em funcionamento, Acari terá seu abastecimento por rodízio. Já Currais Novos continuará sendo abastecida pelo açude Dourado. De toda forma, a Caern está trabalhando na reativação do sistema que vai do Gargalheiras para Currais Novos. Caso o açude Dourado entre em colapso, o abastecimento volta a ser pelo Gargalheiras.

Mesmo com as últimas chuvas, é necessário compreender, que a recuperação de mananciais leva tempo e necessita de bons volumes de chuvas. É importante que a população colabore fazendo uso racional da água em todas as regiões do Estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tata disse:

    6% por cento e já querem tirar água do Gargalheiras? Imoral, e se parar de chover ?

Açude Gargalheiras atinge seu maior volume desde 2014; veja situação de outros reservatórios no RN

Foto: Canindé Soares/ILUSTRATIVA

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pela segurança hídrica potiguar. Segundo os dados apresentados no Relatório da Situação Volumétrica dos Principais Reservatórios Potiguares divulgado nesta segunda-feira (20) a barragem Marechal Dutra, também conhecida por Gargalheiras, recebeu 3.274.877 m³ com as recentes chuvas, o que corresponde a 7.37% da capacidade total do manancial que é de 44.421.480,38 m³. No último relatório divulgado no dia 15 de janeiro o Gargalheiras estava seco e desde 2014 o reservatório não atingia o atual volume acumulado.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,37 bilhões de metros cúbicos, atualmente está acumulando 545.117.848 m³, o que corresponde a 22,97% da sua capacidade total. Para efeito comparativo, no mesmo período de janeiro de 2019, o acumulado da barragem era de 488.983.467 m³, o que correspondia a 20,37% da capacidade total do manancial.

Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do Estado com capacidade para 599.712.000 m³, atualmente acumula 112.309.805 m³, em termos percentuais, 18,73% da capacidade máxima do manancial. No início de 2019, a barragem estava acumulando 133.033.498 m³, percentualmente, 22,18% do volume total de acumulação do reservatório.

O açude Umari, com capacidade para 292.813.650 m³, atualmente está acumulando 84.495.083 m³, percentualmente, 28,86% do volume total do reservatório. No mesmo período do ano passado o manancial acumulava 101.217.140 m³, percentualmente, 34,57% da capacidade total do reservatório.

O acumulado total das reservas hídricas superficiais do Estado atualmente é de 969.501.102 m³, percentualmente, 22,15% da capacidade total das bacias estaduais que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo período de janeiro do ano passado as reservas superficiais do RN acumulavam 948.744.506 m³, percentualmente, 21,67% da sua capacidade total.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, 11 estão com volumes inferiores a 10%, considerado nível de alerta, percentualmente, o número corresponde a 23,40% dos mananciais monitorados. Já os secos são 7, percentualmente, 14,89% dos reservatórios monitorados. Em janeiro de 2019 os mananciais com menos de 10% acumulados eram 9, percentualmente, 19,14% dos reservatórios monitorados. Já os secos eram 8, percentualmente, 17,02% dos mananciais monitorados.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Os doidins ficam doidons tou rindo até agora kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Santos disse:

    Jesus, tem gente pra tudo.
    Kkkkkkkkkkkkkklk

  3. Bento disse:

    Chuvas são bênçãos.
    Nada como um Presidente abençoado
    Parabéns JMB

    • Edson Barbosa de Oliveira disse:

      Bênçãos de Deus, ñ do homem, q ñ respeita a natureza, e se a natureza é Deus, o homem mau ñ respeita Deus.

    • Brasil e RN acima de tudo disse:

      Tem doido pra tudo, citar o presidente em uma reportagem sobre chuva, esse atira pedra na lua. kkkkkkk

VÍDEO( MUITO TRISTE): Açude Gargalheiras reduzido a praticamente nada

Reportagem da TV Assembleia mostra o drama do açude, que não sabe o que é uma sangria há quatro anos. Cenário desolador.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. SANDRO disse:

    Esse Luciano é um doente, eu me livrei deste"mal e mau"antes.
    se cure meu "fiiiiiii" ainda é tempo

  2. Marcelo disse:

    Sinceramente.. vendo um vídeo desse e logo em seguida lendo o comentário infeliz do senhor Luciano, dá vontade de falar um palavrão da pior espécie. Larga de ser alienado, meu amigo. Olhe o sofrimento do povo e pare de defender A ou B.. ou PT! Será que nem mesmo vendo o sofrimento alheio vc para de pensar em safar algum($$$) defendendo um bando de bandidos??? E olhe que não sou a favor do PSDB ou de qualquer outro partido que tenha cometido abusos… Vc já passou dos limites, meu caro. Está beirando o extremismo!! Não é quem fez ou deixou de fazer.. mas achar uma saída pro que está feito! Ajudar a população. Se não vai lamentar.. ou, na melhor das hipóteses, apresentar uma saída, prefira o silêncio! Briguinha partidária(seja defendendo que partido for) não vai colocar água na torneira de ninguém!! Um espelho vai bem neste momento…

  3. Glênio disse:

    Eu num sei como ainda existe gente querendo defender o indefensável…

  4. Luciano disse:

    E nao há no sertão mais saques em supermercados nem em armazéns mesmo durante uma das piores secas do século. E as campanhas a favor dos flagelados da seca que nunca mais ouvi falar? Algum tucano pode explicar essa mágica já que no governo deles isso tudo era corriqueiro?

FOTO: Açude Gargalheiras em um cenário triste sem chuvas

IMG_8799Registro do fotógrafo Canindé Soares nesse domingo(28) mostra a situação alarmante no Gargalheiras, que abastece os municípios de Acari e Currais Novos, na região Seridó do Rio Grande do Norte, vem apresentando seu pior quadro em volume na história.

Com capacidade de aproximadamente 44 milhões de metros cúbicos de água,  o reservatório se encontra com pouco mais de 8% do total. O quadro só se agrave sem as chuvas. Muitas famílias já dependem de carros-pipas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. henrique disse:

    Bem que o DNOCS o Governo do Estado ou até mesmo a Prefeitura podiam pegar suas máquinas e desassorear este belo manancial aumentando com isso sua capacidade de armazenamento, seria bom também retirar estas pedras que se encontram bem na área onde os banhistas pulam de cima da parede quando o reservatório está cheio.

PREOCUPANTE: Açude Gargalheiras atinge pior volume de água de sua história, destaca reportagem

A situação no açude Gargalheiras, que abastece os municípios de Acari e Currais Novos, na região Seridó, no mínimo, é muito preocupante. Segundo reportagem da InterTV Cabugi, com cobertura do G1-RN nesta segunda-feira(21), a falta de chuvas é o principal fator que levou ao reservatório atingir seu nível mais baixo em 55 anos. O reservatório, que tem capacidade de aproximadamente 44 milhões de metros cúbicos de água, está com pouco mais de 8% do total.

O momento delicado já se pode notar com a confirmação da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), em cerca de 250 famílias da região estão recebendo água por meio de carros-pipa. Além disso, existe o limite de 20 litros de água por dia.

Mais informações em texto na íntegra no G1-RN em http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2014/07/acude-gargalheiras-no-rn-atinge-pior-volume-de-agua-de-sua-historia.html