Sistema de monitoramento em Parnamirim é ampliado; veja bairros com implantação de câmeras

Fotos: Divulgação

Para levar mais segurança à população, a Prefeitura de Parnamirim, através do Grupo de Ciência, Tecnologia da Informação e Inovação (GCTI), segue ampliando o sistema de monitoramento e instalando novas câmeras pela cidade. Ao todo mais de 150 equipamentos já foram instalados em locais internos e externos no município.

Planejado, projetado e com a execução técnica realizada pelo GCTI, o sistema também conta com a participação da Sesdem na operação da parte de segurança e uma parceria com a PRF para a cessão de imagens dos portais da cidade. Nas últimas semanas, alguns pontos nos bairros do Vale do Sol, Rosa dos Ventos, Santa Tereza, Nova Esperança e Jockey Clube, receberam a implantação dos equipamentos.

De acordo com o secretário adjunto Dario Medeiros, responsável pelo GCTI da Prefeitura, o projeto contempla 7 modelos de câmeras com aplicação externa (ruas e avenidas) e internas, nos prédios públicos. Os equipamentos são do tipo inteligente, com recursos analíticos, que são capazes de detectar e alertar o Centro de Operações Integradas (COI).

“Desde um movimento suspeito de um pedestre, objeto suspeito deixado em algum lugar, registrar placas de veículos e alerta em tempo real sobre sua situação, detecção facial de pessoas, alertando sobre sua situação, demarcar linhas de intrusão (cerca virtual), entre uma infinidade de aplicações, é possível programar as câmeras para, a partir de um determinado horário, caso um veículo passe por um determinado local (entrada de bairro), as demais câmeras existentes foquem esse alvo”, comentou Dario Medeiros sobre as funções do sistema de monitoramento.

Sobre a qualidade do sistema, o secretário adjunto do GCTI, lembrou que o serviço vem sendo executado com uma tecnologia de ponta. “As câmeras são conectadas via fibra ótica, através de uma rede de dados própria chamada de Rede Giga Parnamirim. São mais de 80.000km de fibra conectando também todas as secretarias e órgãos da Prefeitura, com qualidade, eficiência e economia de recursos, propiciando a evolução constante dos projetos Parnamirim+Segura e Rede Giga Parnamirim”.

Já foram contemplados com o sistema de monitoramento alguns pontos nos bairros Centro, Boa Esperança, Liberdade, Primavera, Jardim Planalto, Cohabinal, Vale do Sol, Santos Reis (Etapa 1), Monte Castelo, Jockey Clube, Vida Nova, Passagem Areia, Bela Vista (Etapa 1), Rosa dos Ventos, Santa Tereza, Nova Esperança e Antigo Aeroporto (Estrada da Base Aérea e CCTV).

“Além do nosso sistema, contamos com as ações de integração do nosso COI, com a Polícia Militar, despachando ocorrências em tempo real para a viatura mais próxima da ocorrência integrada, com a nossa Guarda Municipal e também com a Polícia Civil e PRF. Seguramente já temos uma resposta eficiente na diminuição de crimes em nossa cidade, e, a médio e longo prazo, cada vez mais esse efeito vai se ampliar”, disse Dario Medeiros, sobre a importância do monitoramento na cidade em conjunto com as forças de segurança.

Ainda de acordo com o secretário adjunto do GCTI, os próximos bairros que receberão a implantação das câmeras de monitoramento serão Emaús, Parque Industrial, Nova Parnamirim, Coophab, Cajupiranga, Pium, Cotovelo e Pirangi.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Otávio Arouca disse:

    No dia que a prefeitura de Parnamirim monitorar Pium, cotovelo e Pirangi,o ano inteiro e não só no veraneio,esse prefeito vai entrar pra história do município. Vai fazer com que muitas pessoas usem as sua casas o ano inteiro. Passando a morar lá. A câmera vai dar segurança.

  2. Paulo disse:

    E esse cidadão e bem faz essas coisas kkkkkkkk….
    Hipócrita

  3. Calígula disse:

    Vixe, tenho uma amante casada com um esquerdista , que sempre traço ela dentro do carro , no jokey clube, será possível invadir minha privacidade kkkkk

    • João disse:

      Enquanto tu tá com a mulher do outro, possívelmente tem alguém com a tua, dando a assistência que tu não dá…
      Corno… kkkkk

    • Calígula menininha do Pr. disse:

      Respeita o Calígula e seus machos, em especial uma certa família que quer se perpetuar no poder.

    • Paulo disse:

      Quem tem machos não é o pessoal de direita…

ABUSO DE PODER: Google é processado pelo Departamento de Justiça dos EUA por monopólio em sistema de buscas

Foto: Reprodução/TV Globo

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos e 11 estados norte-americanos entraram com uma ação antitruste contra o Google, nesta terça-feira (20), por supostamente violar a lei ao usar seu poder de mercado para afastar rivais.

A empresa é acusada de pagar a outras companhias, como fabricantes de telefones celulares, operadoras e navegadores, entre elas a Apple, para manter seu sistema de buscas como o padrão.

Segundo reportagem do “The Wall Street Journal”, o processo aponta ainda que esse monopólio seria mantido por meio de uma rede ilegal de acordos comerciais exclusivos e interligados que excluem concorrentes.

A gigante da tecnologia se defendeu, dizendo que o processo é profundamente falho, e que a ação poderia “tornar mais difícil o acesso aos serviços de busca que querem usar”.

“Nossos acordos com a Apple e com outros fabricantes de dispositivos não são diferentes dos acordos que muitas outras empresas tradicionalmente usam para distribuir software”, afirmou Kent Walker, vice-presidente sênior de assuntos globais do Google.

“Outros mecanismos de pesquisa, incluindo o Bing da Microsoft, competem conosco por esses acordos. E nossos contratos passaram por repetidas revisões antitruste”, completou.

“As pessoas usam o Google porque querem – não porque são forçadas ou porque não conseguem encontrar alternativas”, disse a empresa.

Segundo a Reuters, esse é o maior processo antitruste em 20 anos nos EUA. Ele é comparável ao processo contra a Microsoft movido em 1998 e ao processo contra a AT&T, de 1974.

Investigada

A ação foi apresentada mais de um ano depois que o Departamento de Justiça e a Comissão Federal de Comércio (FTC, na sigla em inglês) começaram as investigações sobre monopólios em quatro grandes empresas de tecnologia: Amazon, Apple, Facebook, além do Google.

Sete anos atrás, a FTC realizou uma investigação envolvendo o Google. O órgão apontava, entre outras coisas, que a função de busca da empresa poderia favorecer os próprios produtos, incluindo resultados privilegiados para o YouTube, por exemplo.

Ao fim da investigação, o presidente da comissão, Jon Leibowitz, disse que o órgão regulador não tinha encontrado nenhuma evidência que sustentasse a acusação de que o Google favorece injustamente seus próprios serviços nos resultados de busca.

No entanto, foi fechado um acordo, que foi contestado por alguns advogados da equipe da FTC. Nele, o Google se comprometia a licenciar certas patentes, consideradas “essenciais” para rivais em telefonia móvel, e a remover restrições no uso de sua plataforma de buscas de publicidade on-line, o AdWords.

“As mudanças que o Google concordou em fazer vão garantir que os consumidores continuem a ter os benefícios da competição na internet”, disse Leibowitz na época.

‘Chefão’ foi interrogado no Congresso

Sundar Pichai, presidente-executivo do Google, em audiência nos EUA — Foto: Reprodução

Em agosto passado, o presidente-executivo da Alphabet (empresa dona do Google), Sundar Pichai, foi interrogado pelo Congresso dos EUA ao lado de Mark Zuckerberg (Facebook), Jeff Bezos (Amazon) e Tim Cook (Apple).

Pichai e os outros líderes das gigantes da tecnologia se defenderam na audiência, onde foram acusados de abusar de uma posição dominante no mercado.

O presidente do Google foi questionado sobre acusações de que a companhia estaria “roubando conteúdo” de pequenos sites, com o objetivo de manter as pessoas conectadas à plataforma. “Não concordo com a caracterização dessa afirmação”, disse Pichai. “Sempre focamos em fornecer aos usuários as informações mais relevantes”.

Críticas no Senado

Arkansas, Carolina do Sul, Flórida, Geórgia, Indiana, Kentucky, Louisiana, Mississippi, Missouri, Montana e Texas, os 11 estados que aderiram à ação, têm procuradores-gerais republicanos.

Um dos críticos constantes do Google e de outras plataformas digitais, o senador republicano Josh Hawley chamou o processo de “o caso antitruste mais importante em uma geração” e disse acreditar a empresa mantém o poder por “meios ilegais”.

Mas a gigante da tecnologia também enfrenta críticas de democratas, como a senadora Elizabeth Warren. Em 10 de setembro, ela tuitou usando a hashtag #BreakUpBigTech, pedindo uma “ação rápida e agressiva” contra as grandes empresas do ramo.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Buscador na internet é o pau q mais tem. Basta não ter cuidado ao entrar em sites que invadem nossa privacidade pra ver como se auto instalam seus mecanismos de buscas, inclusive no próprio Chrome, deixando de lado o google.

  2. Jailson disse:

    Desespero do governo Trump

LEITURA FUNDAMENTAL. Cadastro, ‘chave’, pagamento: perguntas e respostas sobre sistema de transferência PIX

Foto: Reprodução

O que é?

O PIX é um novo meio de pagamentos e transferências desenvolvido pelo Banco Central para facilitar as transações financeiras. Não é um aplicativo nem banco, e funciona com as contas que o cliente já tem em alguma instituição financeira.

A expectativa do mercado é que o sistema seja o grande substituto de DOCs e TEDs, por ser gratuito e estar disponível a qualquer hora, sete dias por semana. A quantia cai instantaneamente.

Para que serve?

O PIX servirá para transferências de dinheiro, seja entre pessoas físicas ou jurídicas, e para fazer e receber pagamentos.

No caso dos pagamentos, será possível realizar compras e pagar ao lojista imediatamente pelo celular, via aplicativo da instituição bancária do consumidor, sem precisar de dinheiro, cartão de crédito ou boleto. Os órgãos governamentais também vão aderir ao PIX, para que os cidadãos possam pagar contas e tributos de forma instantânea.

Como se cadastrar?

O cadastramento começa em 5 de outubro, mas vários bancos já estão fazendo o pré-cadastro, que deve ser realizado pelo site ou aplicativo da própria instituição bancária.

O que é a Chave PIX?

É a ‘identificação’ do usuário no sistema. A chave pode ser:

um e-mail;

número do CPF;

número de telefone ou;

um código de números e letras aleatório chamado EVP.

Cada conta pode ter até cinco chaves diferentes destinadas a ela. O inverso também é possível: clientes podem ativar o PIX para diferentes contas de bancos que possua, mas é necessário usar diferentes chaves para cada conta.

Posso usar uma mesma chave para vários bancos?

A pessoa física pode ter chaves em mais de uma instituição bancária, mas só pode ter uma modalidade por instituição. Se cadastrar o CPF em um determinado banco, por exemplo, ele só pode ser usado como chave naquele banco.

O cliente que tiver conta em mais de um banco deverá cadastrar uma chave PIX para cada um deles. Por exemplo: no banco A, o cliente cadastra o CPF; no banco B, cadastra o número de celular, e assim por diante.

Qual a diferença entre o PIX, o DOC e a TED?

Para os clientes, a principal diferença entre eles é que o novo sistema permite realizar as operações a qualquer dia e horário.

No geral, a Transferência Eletrônica Disponível (TED) permite a movimentação de valores entre contas bancárias, sem limite de valor, com o crédito na conta de destino sendo realizado no mesmo dia, desde que feito até as 17h.

Já o Documento de Ordem de Crédito (DOC) permite a transferência de, no máximo, R$ 4.999,99, com a compensação do crédito na conta de destino sendo efetivada no dia útil seguinte, ou em até dois dias úteis quando realizado aos finais de semana e/ou feriados.

O PIX também será gratuito para as pessoas físicas, e vai precisar da inserção de menos dados para ser realizado.

Como fazer uma transferência, compra ou pagamento usando o PIX?

O uso poderá ser feito das seguintes formas:

Pela “chave de endereçamento” – e-mail, números de CPF ou CNPJ, número de celular ou código de números e letras aleatório chamado EVP;

Por um link gerado pelo celular ou;

Por leitura de QR Code.

O pagador poderá fazer a operação inserindo a chave do recebedor, usando um link gerado pelo celular ou fazendo a leitura de QR Code. No comércio, por exemplo, o vendedor poderá gerar um QR Code, que o comprador vai ‘ler’ e pagar diretamente.

Por enquanto, os pagamentos dependem de internet para serem realizados. Está prevista para 2021 uma forma de pagamento offline. Futuramente também será implementado também o “saque PIX”, em que o recebedor poderá fazer saques em redes varejistas.

É preciso ser cliente de um banco?

O PIX estará disponível para quem tem conta em banco, mas instituições financeiras e fintechs também poderão ofertar a modalidade aos seus clientes. Para usar o serviço, bastará ter uma conta corrente, conta poupança ou uma carteira digital com cadastro no PIX. A opção estará dentro do aplicativo bancário e no internet banking do cliente.

Todos os bancos vão operar o PIX?

Segundo o Banco Central, a oferta do PIX será obrigatória para um total de 34 instituições financeiras e de pagamentos com mais de 500 mil clientes ativos, considerando conta corrente, conta de poupança ou uma conta de pagamento pré-paga.

Quando começa a funcionar o sistema?

O PIX começa a operar no dia 16 de novembro, de acordo com o Banco Central. Antes, contudo, haverá uma rodada de cadastramento de clientes e uma abertura controlada para aparar arestas. O cadastramento das Chaves PIX começa em 5 de outubro.

Em 3 de novembro, começa uma fase de testes, em que alguns usuários serão selecionados pelos bancos e financeiras para iniciar as operações, que serão liberadas em horários restritos.

Haverá limite de valor para as operações?

O Banco Central não determinou limite máximo de valores para fazer um PIX, mas autorizou as instituições financeiras a estabelecerem limites máximos para transferências, visando diminuir o risco de fraudes, golpes, lavagem de dinheiro e até o financiamento do terrorismo.

Quanto vai custar uma operação pelo PIX?

Para as pessoas físicas, as transações serão gratuitas. Para pessoas jurídicas, no entanto, haverá cobrança de taxa para transferências, mas o Banco Central ainda não informou os valores.

Já para as instituições financeiras haverá um custo, que será “muito baixo”, segundo o BC, pela utilização do serviço. A cada 10 transações pelo PIX, por exemplo, R$ 0,01 será cobrado a cargo de recuperação de custos operacionais.

Será possível agendar pagamentos e transferências?

Assim como contas tradicionais, o PIX terá recursos de agendamento de pagamentos e enviará comprovantes para quem paga e quem recebe pelo sistema. As transações feitas pelo PIX devem aparecer no extrato da conta.

O sistema é seguro?

Como a tecnologia é instantânea, o Banco Central afirma que o PIX requer segurança redobrada para não ser suscetível a fraudes.

Além de contar com o sistema de segurança da própria entidade, em setembro o Banco Central revisou uma regra sobre restituição de valores transferidos por suspeita de fraude. Se houver algum comprovação de crime, será possível fazer reembolso sem autorização da pessoa que recebeu o depósito.

Além disso, Carlos Eduardo Brandt, chefe-adjunto do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central, afirma que se for identificado um indício de fraude, o banco terá um tempo adicional de 30 minutos durante o dia e 60 minutos à noite para fazer uma verificação complementar e confirmar se a transação é verdadeira.

Fiz uma transferência ou pagamento errado. Posso cancelar?

Como o serviço é instantâneo, o usuário deve ter atenção aos detalhes. Valores enviados por engano não podem ser estornados automaticamente. Há uma funcionalidade de devolução total ou parcial prevista, mas a negociação só pode ser aberta pelo recebedor.

G1

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Daladier disse:

    Útil e esclarecedor.

  2. Paulo Sarasate Gurgel do Amaral disse:

    Excelentes matérias

Covid-19: Portal da Transparência de Parnamirim alcança nota máxima em sistema do MPRN

FOTO: ASCOM

O portal da Covid-19 de Parnamirim alcançou a nota máxima em um sistema criado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), que avalia a aplicação dos recursos de forma emergencial nas prefeituras potiguares, no enfrentamento à pandemia causada pelo novo Coronavírus. O resultado demonstra a transparência da atual gestão, servindo também como uma prestação de contas à população.

Desde o início da situação emergencial que assolou mundialmente a saúde pública, a Prefeitura de Parnamirim não mede esforços quanto aos serviços e investimentos para combater as consequências provocadas pelo vírus. De forma clara e transparente, o Grupo de Ciência, Tecnologia da Informação e Inovação (GCTI) criou uma nova funcionalidade no Portal da Transparência para tratar da destinação dos recursos financeiros no enfrentamento à Covid-19.

Avaliado por um sistema criado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), que acompanha a aplicação dos recursos de forma emergencial nas prefeituras potiguares, o portal da Covid-19 de Parnamirim alcançou a nota máxima de 400 pontos, dos 400 possíveis nos critérios de avaliação.

A atual pontuação deixa a cidade Trampolim da Vitória à frente de municípios como Natal e Mossoró, cidades com mais habitantes. A ferramenta criada pelo Ministério Público classifica os Portais de Transparência usando os critérios de Saúde do Portal; Qualidade dos dados do Portal; Disponibilidade do Portal e Usabilidade. Cada critério é pontuado de 0 a 100.

“Todo o time do GCTI está de parabéns pela pontuação máxima alcançada. Dentre as cidades com mais de 50 mil habitantes, somente Parnamirim alcançou os 400 pontos. É uma sensação de dever cumprido, de levar informação com precisão e qualidade à população. Mostra o esforço, compromisso e transparência da Prefeitura no enfrentamento ao Coronavírus”, disse Dario Medeiros, Secretário Adjunto do Grupo de Ciência, Tecnologia da Informação e Inovação.

Conheça mais sobre o Sistema Confúcio, do MPRN

Criado pelo MPRN, o Sistema Confúcio foi desenvolvido para verificar os Portais de Transparência dos Municípios, de forma automatizada e perene, acompanhando a execução orçamentária especialmente dos gastos com ações de serviço de saúde e de combate ao novo Coronavírus (Covid-19). A ferramenta foi pensada e implementada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Patrimônio Público (Caop-Patrimônio).

A equipe do Laboratório de Ciência de Dados do Gaeco desenvolveu crawlers (robôs) que varrem três vezes ao dia os portais da transparência dos municípios, sendo criado um ambiente de monitoramento a partir dos dados coletados. A ferramenta identifica se há compatibilidade dos sítios eletrônicos com a legislação pertinente, bem como a conformidade dos gastos públicos, oferecendo informações à sociedade e aos membros do MPRN, estabelecendo pontuações.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Davi disse:

    A cidade jogadas as moscas e prefeito não tem, o centro no meio da pandemia parece uma feira, levem esse padrão de transparência tb para vida real do povo e deixem de fantasia

  2. Josy Ferreira disse:

    Isso é muito bom! A transparência é algo fundamental, depois da ação.

  3. Justiceiro disse:

    Seja honesto e diga que o Estado também!!!!

COVID-19: Prefeitura de Natal vai iniciar nesta terça-feira, na Arena das Dunas, teste rápido no sistema “drive thru” para idosos acima de 60 anos

Atualizado às 17h12

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, e o secretário municipal de Saúde, George Antunes, informaram em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (15), no Palácio Felipe Camarão, que idosos acima de 60 amos vão ser testados em um drive thru em Natal, na Arena das Dunas.

Vinte e cinco mil testes serão disponibilizados para esse grupo – considerado de maior atenção e risco.

O teste rápido que a Prefeitura de Natal vai iniciar nesta terça-feira (16), na Arena das Dunas, no sistema “drive thru”, na ocasião, encaminhará o testado positivo para uma das 11 unidades de Saúde do Município.

 

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José disse:

    Prefeito cade os EPIs dos funcionários de cemitérios? Vai esperar tds se infectarem pra ai fazer teste?

  2. Rodrigo disse:

    Prefeitura já providenciou material para os coveiros dos cemitérios municipais poderem trabalhar? EPI's sendo fornecidos e descartados ou sendo reutilizados?

  3. Rosilena disse:

    Temos pra dar tudo certo no nosso governo não fica só criticando

  4. Ignacio Soares disse:

    Até a pipoca que a desgraçada mastiga está vendendo menos. Que desgraça para o RN ,essa mulher vai destruir tudo.

  5. Fernando Santiago disse:

    Considerando que os órgãos de controle afirmam que o maior nível de contágio tá na zona norte, qual. O motivo de não começar por lá?

  6. Pedro disse:

    Como Sr. Carlos????? Papagaio velho não aprende a falar….kkkkkk, é complicada a nossa situação a nível de governo. A condição dela e do seu staff, é de péssima qualidade, em todas as secretarias.

  7. Carlos disse:

    Senhora Governadora, aprenda como se faz.

Startup potiguar inova com sistema que oferece dinheiro de volta em aplicativo gratuito

Com plataforma recém-lançada, Koinz oferece dinheiro de volta aos usuários que fazem compras em estabelecimentos parceiros e promete incentivar pequenos negócios. Foto: Divulgação

Um aplicativo desenvolvido pela empresa potiguar Koinz foi lançado recentemente e trabalha com o sistema de ‘cashback’, ou seja, fazendo com que parte do dinheiro gasto em lojas parceiras do app retorne para o usuário. O app, que leva o mesmo nome da empresa, pode ser utilizado em compras pagas com cartão de crédito ou débito e o valor ressarcido fica disponível na conta do cliente para ser utilizado em qualquer estabelecimento credenciado à rede.

De acordo com Giovanni Magnus, diretor de marketing da Koinz, o método de cashback possibilita ao cliente recuperar parte do dinheiro gasto em mercadorias, sem limites de ganhos. “A ferramenta estimula o consumidor a adquirir cada vez mais produtos de lojas parceiras, que devolvem uma porcentagem do valor total da compra, fazendo com que o dinheiro renda mais. Acumulando cachbacks, é possível fazer novas compras, por exemplo”, explica.

Além de receber dinheiro de volta, o usuário também pode ganhar dinheiro por cada indicação que ativar o seu cadastro no aplicativo: são R$ 5 na conta do usuário a cada amigo que se cadastrar no app. Essa é uma estratégia que visa o crescimento de adesões a plataforma, como explica Giovanni.

“Outra grande vantagem é a possibilidade de indicar e ganhar, sem limites, por exemplo, além dos R$ 5 ganhos por indicação. Sempre que um indicado fizer compras e ganhar cashback, o usuário que fez o convite também ganha 14% de cashback bônus, assim, alimentamos o sistema de benefícios e a nossa rede no aplicativo”, conta.

Apoio a empresas locais

A ideia do Koinz é que o consumidor faça compras de forma rápida e de fácil pagamento, obtendo vantagens com seu dinheiro de volta e além de ter essa rede de benefícios, o cliente ainda está ajudando a fortalecer o comércio local. O aplicativo gera campanhas diárias de cashbacks especiais, mais expressivas que as ofertadas no mercado.

“Com esse sistema que criamos, o usuário terá razões para indicar o app de cashback para seus conhecidos. Quanto mais amigos e familiares baixarem o app e ativarem suas contas, a quantidade de cashback resgatado se torna ilimitada e nossa rede, que apoia iniciativas comerciais locais, continua crescendo”, esclarece Giovanni.

A criação da plataforma foi pensada para empoderar consumidores e também as empresas, criando um sistema que fideliza o cliente, por meio de um sistema inteligente de acompanhamento dos usuários.

“Nossa missão é também fornecer uma ferramenta de retenção e fidelização do cliente para comerciantes, que tem acesso a gestão eficaz de sua base de usuários, crescimento e faturamento”, finaliza o diretor de marketing.

Para fazer parte da Koinz, basta fazer o download do aplicativo no Google Play Store, Apple Store ou em www.koinz.com.br/download-do-app.

TRANSPORTE: Seturn considera paralisações arbitrárias e confirmam o colapso do sistema já anunciado pelo sindicato

O consultor técnico, Nilson Queiroga, do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Ônibus de Natal, Seturn, disse que as constantes paralisações de ônibus promovida pelo Sintro são arbitrárias. Elas estão acontecendo contrariando a lei de greve. A população não é avisada, nem as empresas. “Além disso existe decisão judicial proibindo o Sintro de promover paralisação das empresas de ônibus. Tem decisão neste sentido, mas infelizmente está havendo estas arbitrariedades, contrariando decreto estadual de não promover aglomerações, e é preciso que as autoridades de Natal tomem urgentemente providências para evitar estes abusos no transporte coletivo de Natal”, salientou.

Nilson Queiroga disse também que estas paralisações de ônibus promovidas pelo Sintro-RN vêm confirmar o alerta do Seturn, há bastante tempo, que o sistema de transporte por ônibus caminha para o colapso se nenhuma atitude for tomada pela Prefeitura Municipal de Natal, mas, segundo o consultor, infelizmente a Secretaria de Transporte de Natal vem fazendo ouvido de mercador. Sequer responde as notificações do Sindicato das Empresas.

“Logo no começo do ano o Seturn apresentou laudo técnico mostrando que a tarifa de Natal vinha sendo calculada errada desde 2016. E que os erros totalizaram um prejuízo acumulado dos exercícios de 2016, 2017, 2018 de R$ 92 milhões. Secretaria de Transporte de Natal reconheceu que o cálculo estava errado, reajustou a tarifa no final de fevereiro deste ano para R$ 4,35. Foi decretado este reajuste. E no dia seguinte o prefeito de Natal, Álvaro Dias, ouvindo os estudantes revogou o decreto prometendo compensações. O que se esperava que ele pelo menos retirasse o ISS na aplicação sobre a tarifa. E nada disto foi feito” relembrou Nilson Queiroga.

Veio a crise da pandemia. Nilson Queiroga salienta que a prefeitura decretou a limitação de 30% da frota em operação, o transporte de passageiros apenas sentado e isto aumentou o prejuízo das empresas. Logo no dia seguinte exigiu mais 46 reforços para garantir o transporte dos passageiros apenas sentados. Atualmente o sistema trabalha com uma frota de 45% dos ônibus para transportar apenas 30% do que se transportava em dias normais.

De acordo com Nilson Queiroga, diante desta crise e da omissão total da prefeitura de Natal, através da Secretaria de Transporte, as empresas de ônibus não têm como arcar com seus compromissos. “Estão com seus salários atrasados, foi negociado para terminar de pagar os salários de abril no dia 15 de maio e não tem como garantir a data-base dos trabalhadores em 1º de maio. Até abril as empresas pagaram os benefícios, mas já comunicou ao Sintro que a partir de maio não tem como garantir estes benefícios que eles estão cobrando e exigindo”, disse.

Buraco negro ‘perto’ da Terra é achado em sistema visto a olho-nu

Astrônomos encontram buraco negro mais próximo da Terra já observado. Acima: órbita da estrela menor em azul, órbita do buraco negro em vermelho e órbita da estrela maior também e azul (mais distante do centro) (Foto: ESO/L. Calçada)

Uma equipe liderada por astrônomos do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês) descobriu o buraco negro mais próximo da Terra já observado. Segundo um artigo publicado nesta quarta-feira (6) no Astronomy & Astrophysics, o fenômeno está localizado a apenas 1000 anos-luz do nosso planeta (1 ano-luz equivale a 9,46 trilhões de quilômetros) e faz parte de um sistema triplo que pode ser visto a olho nu.

A equipe observava o sistema binário de estrelas HR 6819 quando descobriu um terceiro corpo no conjunto. Ao analisar os corpos celestes mais profundamente, o grupo descobriu que as duas estrelas orbitavam um objeto invisível a cada 40 dias. “Este sistema contém o buraco negro mais próximo da Terra que conhecemos”, afirmou o líder do estudo Thomas Rivinius, em comunicado.

O fenômeno está na constelação de Telescopium e pode ser visto do Hemisfério Sul em noites escuras de céu limpo — mesmo sem binóculos ou telescópios. “Ficamos totalmente surpresos quando percebemos que esse é o primeiro sistema estelar com um buraco negro que pode ser visto a olho nu”, disse Petr Hadrava, coautor do estudo.

O fenômeno não interage violentamente com o ambiente e, portanto, parece realmente “negro” ao ser observado. Ainda assim, os astrônomos puderam identificar sua presença e calcular sua massa estudando a órbita das estrelas do conjunto. “Um objeto invisível com uma massa pelo menos quatro vezes maior que a do Sol? Isso só pode ser um buraco negro”, comentou Rivinius.

Mapa do céu onde o sistema HR 6819 está destacado (Foto: ESO, IAU and Sky Telescope)

Segundo os especialistas, a descoberta desse buraco negro “silencioso” sugere que outros fenômenos do tipo existam na Via Láctea. “Deve haver centenas de milhões de buracos negros por aí, mas conhecemos apenas sobre poucos”, afirmou Ribinius. “Saber o que procurar deve nos colocar em uma posição melhor para encontrá-los.”

Um exemplo é o sistema binário LB-1, localizado na constelação de Gêmeos. Há tempos os cientistas estudam o conjunto e cogitam a existência de um buraco negro por ali. “Ao encontrar [sistemas como esses] e estudá-los, podemos aprender muito sobre a formação e evolução dessas estrelas raras, que começam suas vidas com mais de oito vezes a massa do Sol e terminam explodindo em supernova e deixando para trás um buraco negro”, explicou Marianne Heida, uma das pesquisadores, em declaração à imprensa.

Galileu

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ricardo Silva disse:

    Esse buraco negro bem que podia engolia a terra. Pelo menos acabava essa putaria de Mito, Moro e Lula. Povo veio burro da mísera.

    • Meu nome e João marcos de Jesus disse:

      Eu!acho maguinifico,Pois o homem foi feito pelo o criador? É maravilhoso saber que o homem! Tem essa inteligência Glória a Deus pois ele deu essa inteligência á homem imagina o tamanho da inteligência de Deus! A terra e guardada po Deus só vai ser engolida no tempo de Deus?

Sistema de sessão remota entra em funcionamento na ALRN

Foto: Assessoria de Comunicação

Os ajustes finais para sessão remota Sistema de Deliberação Remota (SDR) foram aprovados nesta quinta-feira (2) durante treinamento com parlamentares e assessores na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. A nova ferramenta vai facilitar o trabalho dos legisladores no período de pandemia do Coronavírus que tem como efeito o isolamento social.

O sistema permite votação dos deputados estaduais com os mesmos itens da votação presencial, permitindo ao parlamentar o posicionamento oficial e acompanhamento da votação. Além do SDR, a Diretoria de Gestão Tecnológica desenvolveu um aplicativo com senhas criptografaras e reconhecimento facial, levando mais segurança cibernética e segurança jurídica ao processo legislativo de votação.

Para o diretor de Gestão Tecnológica da ALRN, Mário Sérgio Gurgel, o sistema permitirá continuidade do trabalho dos parlamentares do Rio Grande do Norte, sem prejuízo ao poder público.

As sessões também serão transmitidas pela TV Assembleia no canal aberto 51.3 no site da ALRN al.rn.leg.br e nas redes sociais @assembleiarn.

Hemonorte implanta sistema de doação de sangue por agendamento via telefone e on-line

Foto: Reprodução

Nesta quarta–feira (1º), o Hemocentro do RN implanta o serviço de agendamento de doação de sangue por telefone e on-line.

Para ter acesso ao serviço o usuário deve ligar para o telefone (84) 3232-6734 ou acessar o site do Hemonorte (www.hemonorte.rn.gov.br), preencher o cadastro e fazer a confirmação do seu horário.

De acordo com o Diretor Geral do Hemonorte Rodrigo Villar, “os serviços irão beneficiar o candidato, porque diminui o tempo de espera, acelerando o processo para doação. Esperamos aumentar o estoque e garantir o abastecimento às unidades hospitalares, ressaltando que a demanda aberta continua a funcionar normalmente”.

A implantação contou com a parceria do setor de informática da Escola de Governo que criou e disponibilizou o software. De acordo com o Analista de Sistema Hildejundes Paulino, “a criação de software e capacitação em TI é um dos pilares da Escola de governo. O sistema já é usado com sucesso por outros órgãos do governo, como o ITEP. Atualmente 400 mil pessoas já utilizaram algum dos serviços que estão hospedados no sistema”.

.

Relatório de Análise do Sistema de Vistoria do Detran-RN conclui que vistoria eletrônica, ausente no órgão, é um ponto chave para celeridade e bloqueio de fraudes

O Blog do BG destaca nesta quarta-feira(18) que mesmo com ofício enviado pelo Ministério Público em 16/02/2018 ao Coordenador de Administração do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran), em atenção ao Inquérito Civil nº 06.2016.00003350-9, sobre a cobrança a previsão da implantação da vistoria eletrônica, o sistema do órgão estadual segue até o momento em desacordo com resoluções de órgão nacional de trânsito. O procedimento praticado pelo menos nos últimos 20 anos é considerado atualmente arcaico, ante as inúmeras opções sistêmicas existentes no mercado e utilizadas por outros DETRAN’s, somos em conjunto com o Estado do Piauí, Ceará, Maranhão os únicos no Nordeste que ainda realiza vistoria de forma manual.

Veja mais: Detran-RN realiza vistorias de forma irregular, em desacordo com resoluções de órgão nacional de trânsito

Hoje em dia, 19 Unidades Federativas evoluíram e já praticam a vistoria veicular eletrônica de acordo com a Resolução no 466/2013, a resolução abriu a possibilidade de 3 prática de vistorias, a vistoria eletrônica própria, a vistoria por concessão (credenciamento) ou vistoria mista.

O Detran-RN hoje está determinado, por liminar judicial, realizar vistoria eletrônica por concessão.

A vistoria eletrônica é um ponto chave para celeridade e bloqueio de fraudes, tornando todo o processo mais seguro. É medida de urgência que o Detran-RN proceda de forma enérgica com a implantação de uma vistoria eletrônica, onde irá aumentar arrecadação, dar celeridade nos processos, aumentar a segurança e melhorar as condições de trabalho dos vistoriadores.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Dr. Veneno disse:

    Até q enfim alguém enxergou isso.
    O Detran RN é um dos mais retrógrados Detrans do Brasil.
    Renovação já.

  2. Rafael Pinheiro disse:

    A incompetência desse governo além de prejudicar a vida dos Potiguares favorece a corrupção que está alastrada em todas as secretarias, só existe uma forma de amenizar tamanho desmantelo , a saída da governadora e sua equipe. . .
    FORA FÁTIMA!!!

Presidente do TSE, Rosa Weber, rebate Bolsonaro e diz que sistema de votação é seguro

Foto: Reprodução

A presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Rosa Weber, divulgou uma nota para reafirmar a “absoluta confiabilidade e segurança do sistema eletrônico de votação”.

Ela afirmou ainda que o sistema é auditado, o que permite a apuração de eventuais denúncias e suspeitas, “sem que jamais tenha sido comprovado um caso de fraude, ao longo de mais de 20 anos de sua utilização”.

Rosa Weber rebateu afirmações do presidente Jair Bolsonaro, que diz “ter provas” de que venceu as eleições de 2018 no primeiro turno. E que, portanto, no “entender” dele, “teve fraude” no processo de votação.

O discurso de Bolsonaro não é novo: desde 2018 ele repete que não confia no sistema eleitoral brasileiro.

A magistrada afirma ainda que o TSE “agirá com presteza” para apurar “qualquer elemento de prova que sugira algo irregular”, reiterando que o sistema brasileiro é “reconhecido internacionalmente por sua eficiência e confiabilidade”.

Leia a íntegra da nota da ministra:

“Ante a recente notícia, replicada em diversas mídias e plataformas digitais, quanto a suspeitas sobre a lisura das eleições 2018, em particular o resultado da votação no 1º turno, o Tribunal Superior Eleitoral reafirma a absoluta confiabilidade e segurança do sistema eletrônico de votação e, sobretudo, a sua auditabilidade, a permitir a apuração de eventuais denúncias e suspeitas, sem que jamais tenha sido comprovado um caso de fraude, ao longo de mais de 20 anos de sua utilização.

Naturalmente, existindo qualquer elemento de prova que sugira algo irregular, o TSE agirá com presteza e transparência para investigar o fato. Mas cabe reiterar: o sistema brasileiro de votação e apuração é reconhecido internacionalmente por sua eficiência e confiabilidade. Embora possa ser aperfeiçoado sempre, cabe ao Tribunal zelar por sua credibilidade, que até hoje não foi abalada por nenhuma impugnação consistente, baseada em evidências.

Eleições sem fraudes foram uma conquista da democracia no Brasil e o TSE garantirá que continue a ser assim.”

Mônica Bergamo – Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Eu acredito na fraude, pois não é razoável que o povo brasileiro escolheria esse senhor para presidente, não tem uma justificativa pra esse desastre, se não fraude.

  2. Ivan disse:

    Atenção TSE, se houveram fraudes como diz o Bozo, convoquem novas eleições. É assim que se age.

  3. CABECINHA CARVALO disse:

    No primeiro turno em Martins na 38 Zona eleitora, cessão 23, não tive a certeza do meu voto para presidente, digitei o numero 17 apareceu a foto de Bolsonaro e antes de confirmar encerrou a votação. Depois vi vários videos nas redes sócias denunciando o mesmo problema, ainda fui no TRE local reclamar mas nada foi resolvido.

  4. Janilson Ovidio disse:

    Não se pode confiar nesses ministros do STF que são os mesmos do TSE. Essa Rosa Weber é comunista de carteirinha

  5. Anti-Político de Estimação disse:

    É muito simples : apresente as "provas" e deixe de ficar falando merda e perturbando o País.

  6. Lourdes Siqueira disse:

    Sr. Miguel e na eleição Dilma x Aécio, nunca explicaram porque o resultado demorou tanto a ser publicado depois de todas as urnas apuradas. Por causa do horário de verão não foi porque
    o atraso não se repetiu na eleição seguinte.
    Nunca engoli essa treta.

  7. Leonardo disse:

    Se tem fraude ou não não sei, pois não posso provar, mas que é estranho demais não permitirem que o voto dado seja impresso como forma de comprovação, isso é.
    Se o voto não for impresso, criando um meio de viabilizar uma auditar e poder conferir a votação, fica a desconfiança contra as desculpas injustificáveis de algumas autoridades.
    É como se falar na possibilidade de auditar os votos fosse uma assassinato, um absurdo, quando deveria ser uma prática que leva a segurança e credibilidade.
    Esse país está realmente de cabeça para baixo!

  8. Miguel disse:

    Rebateu e vão rebater. Ninguém vai admitir que tem algo errado com essas urnas cujos técnicos responsáveis são da Venezuela.
    Até hoje tendo entender como Aécio com mais de 26% de vantagem nas eleições de 2014 perdeu para Dilma depois de computados os votos do nordeste. Foi como se a cada 10 votos 8 fossem de Dilma e 01 anulado. Essa conta não fecha, não bate.
    Quantas vezes já foi publicado que pessoas vão votar no interior e quando chegam, o voto delas já estava computado e isso nunca foi averiguado.
    Quantas denúncia já foram publicadas contra o sistema de votação adotado no Brasil e o que vale é a palavra daqueles que defendem a corrupção.
    Mais uma coisa precisa ser esclarecida e apresentada, as provas contra a forma como essas urnas são manipuladas. De confiável elas não tem nada!

    • Jr disse:

      Kkkkkkkkk!

    • Brasil e RN acima de tudo disse:

      Esse atira pedra na Lua, de onde você tirou que os técnicos responsáveis são da Venezuela? A empresa fabricante das urnas é a Diebold Nixdorf, empresa alemã. Típico de apoiadores de Bolsonaro, não sabem nem o que estão falando.

Banco Central lança sistema de pagamento instantâneo no Brasil; PIX surge no país como alternativa junto com TED, DOC, boleto, cheque e cartões

Foto: © Cristina Indio do Brasil/Agência Brasil

O Banco Central lançou nesta quarta-feira(19), na capital paulista, um sistema de pagamentos e transferências instantâneos que poderão ser feitos pelo usuário de forma rápida e segura, em qualquer dia do ano, sem limite de horário, e com o dinheiro imediatamente disponível ao recebedor. Batizado de PIX, o sistema estará disponível para toda a população a partir de novembro.

Segundo o chefe adjunto no Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do BC (Decem), Carlos Eduardo Brandt, com o PIX será possível enviar e receber quantias instantaneamente a partir de diversos meios, inclusive aplicativos em smartphones. Ou seja, ao efetuar um pagamento ou transferência, o dinheiro já entrará imediatamente na conta do recebedor. “Além das funcionalidades que estarão disponíveis em novembro, já estão no radar evoluções importantes como o pagamento por aproximação”, disse.

De acordo com o Banco Central, o objetivo é facilitar e agilizar os pagamentos e transferências entre pessoas, empresas e entes governamentais. Com a implantação do PIX, o país ganha mais uma alternativa para efetuar transações, além dos modelos tradicionais já existentes, como TED, DOC, boleto, cheque e cartões. As transações poderão ser feitas por meio de QR Code ou a partir da inserção de informações simples como número de celular, e-mail, CPF ou CNPJ.

Para usar o PIX, será preciso que pagador e recebedor tenham conta em banco, em uma instituição de pagamento ou em uma fintech. A conta não precisa ser apenas corrente, já que as transações poderão ser feitas usando uma conta de pagamento ou de poupança. O dia e a hora da transação não terá importância, nem se o solicitante e o recebedor da operação têm relacionamento com o mesmo banco ou instituição. A liquidação será imediata, ou seja, o recebedor terá em poucos segundos os recursos disponíveis em sua conta.

QR Code

Serão definidos dois tipos de QR Code para as transações. O primeiro é o estático que poderá ser usado em múltiplas transações, permitindo a definição de um valor fixo para um produto ou a inserção do valor pelo pagador. Poderá ser usado para uma transferência entre duas pessoas, por exemplo.

O QR Code dinâmico será de uso exclusivo para cada transação e permitirá a inserção de informações adicionais, o que facilita a conciliação e automação comercial. Ele servirá para o pagamento de uma compra em um supermercado ou em um restaurante, entre outras possibilidades.

Competição de mercado

De acordo com o diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do BC, João Manoel Pinho de Mello, além da rapidez e praticidade dos pagamentos instantâneos, o PIX provocará maior competição no mercado de pagamentos, com a redução dos custos e melhoria na qualidade dos serviços.

“Além disso, essa iniciativa, em linha com a revolução tecnológica em curso, possibilita a inovação e o surgimento de novos modelos de negócio e promove a eletronização dos pagamentos, reduzindo o risco operacional e as dificuldades relacionadas ao uso do dinheiro em espécie”, ressaltou.

O chefe adjunto no Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do BC (Decem), Carlos Eduardo Brandt, destacou ainda que o BC não está colocando restrições para a cobrança de tarifas para as transações e disse que PIX está sendo estruturado de forma aberta a fim de estimular a competição, a fim de que a disputa de mercado resulte em uma boa formação de preços para o usuário final.

“Há liberdade para que os agentes econômicos, que precisam ter seus negócios viabilizados, cobrem dos seus clientes naquilo que agregar valor. Se houver qualquer tipo de situação em que a formação de preço seja distorcida ou não bem realizada, nada impede que o BC, com seu papel de regulador, interferira nessa falha de mercado especifica”, disse Brandt.

Instrumento seguro

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou que este é um dos projetos mais importantes da instituição para este ano. Ele disse que a ideia partiu de uma demanda das pessoas, que vem sendo bastante discutida pelos bancos centrais como instrumento de pagamento barato, rápido, transparente e seguro.

“O projeto vai ser o embrião do que eu acredito que seja uma transformação total na intermediação financeira futura do país e vai unir o que a gente entende como a nova forma de meios de pagamento, com a nova indústria de fintech e com o open banking. É ter um sistema totalmente interoperável e que vai se encontrar com um sistema que permite que todo mundo consiga abrir seus dados e sua conta para serviços financeiros específicos “, disse Campos Neto.

Neto destacou que o sistema vai baratear o custo das transferências financeiras e vai eliminar a necessidade de as pessoas portarem dinheiro físico, o que representa um custo, principalmente para as empresas. “Acreditamos que a intermediação financeira vai transformar o mundo de pagamentos no Brasil e, com esse sistema, junto com outros que estão por vir, se unificando ao longo de 2021, vamos ter uma diferenciação na forma de fazer as transações financeiras no país.”

Agência Brasil

Caern reativa sistema do açude Gargalheiras em fase de testes

Foto: Divulgação/Caern

As chuvas no Seridó fizeram o açude Marechal Dutra, o Gargalheiras, atingir a marca de 6,79% de medição volumétrica. Por este motivo, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) iniciou em fase de testes a reativação da captação de água pelo manancial. De acordo com a gerente da Regional Seridó, Rosi Gurgel, estão sendo observadas as condições operacionais como vazão e qualidade da água, para a captação ser feita definitivamente pelo Gargalheiras.

A Caern deixou de captar água pelo Gargalheiras em 1º de setembro de 2015. A princípio, quando o sistema for colocado definitivamente em funcionamento, Acari terá seu abastecimento por rodízio. Já Currais Novos continuará sendo abastecida pelo açude Dourado. De toda forma, a Caern está trabalhando na reativação do sistema que vai do Gargalheiras para Currais Novos. Caso o açude Dourado entre em colapso, o abastecimento volta a ser pelo Gargalheiras.

Mesmo com as últimas chuvas, é necessário compreender, que a recuperação de mananciais leva tempo e necessita de bons volumes de chuvas. É importante que a população colabore fazendo uso racional da água em todas as regiões do Estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tata disse:

    6% por cento e já querem tirar água do Gargalheiras? Imoral, e se parar de chover ?

Sistema do Detran está inoperante devido a um problema no Serpro

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) informa que devido a um problema na rede elétrica do prédio do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), responsável pelas consultas de dados e sistema, não está sendo possível acessar a base de dados dos serviços prestados pelo Detran.

Portanto, todas as unidades do Detran não estão conseguindo realizar atendimento devido ao sistema inoperante.

Estamos em constante contato com o Serpro para assim que o sistema for restabelecido iniciamos o atendimento normal nas unidades do Detran em todo o RN.

Documento sobre Curso de Combate a Invasores Alienígenas com designação de policiais está tramitando no sistema de comunicação interna do Governo de Rondônia

Foto: Reprodução

A população de Rondônia precisa se preocupar com iminente ataque alienígena desencadeado por forças extraterrestres?

A despeito de um documento oficial que tramita no Sistema Eletrônico de Informações (SEI), protocolo de circulação de dados internos do Governo de Rondônia, o setor de Comunicação do Comando-Geral da Polícia Militar (PM/RO) informou ao Rondônia Dinâmica que não, a possibilidade não existe.

O documento público real é fato, mas trata-se de um módulo fictício criado por alunos do Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos (CHOA): a inclusão no SEI, por sua vez, também faz parte da teia de aprendizagem nas proposituras.

A questão, no fim das contas, é que tanto o ato de designação supostamente assinado pelo comandante-geral da Polícia Militar (PM/RO) quanto a carga horária do “Curso de Combate a Invasores Alienígenas” foram trazidas em primeira-mão pelo jornalista Roberto Kuppê, colunista do site MaisRO, com ares de alerta sobre a possibilidade de se tratarem de documentos falsos. A portaria também foi disponibilizada por outra comunicadora, a jornalsita Cammy Lima, em suas redes sociais.

Foto: Reprodução

Ainda que forjados de acordo com as exigências do curso, essas informações tramitam de maneira oficial no SEI, que, atualmente, não dispõe aos usuários comuns acesso integral à tramitação.

Quando o usuário se atém ao objeto do documento, única informação exposta a quem procura documentos no sistema, surgeM dados como “Considerando os recentes ataques alienígenas à população do mundo”, corroborando com a curiosidade e reforçando a desinformação.

Rondônia Dinâmica