Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista no RN investigará assassinatos de estrangeiros ocorridas neste fim de semana

A Delegacia Geral de Polícia(Degepol) informou na manhã desta segunda-feira(10), que o inquérito que vai apurar a morte dos estrangeiros Ante Stanic e Faik Mekic, ocorrido no Litoral Norte do estado no final de semana, será conduzido pela Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista (DEATUR). O motivo é que as vítimas possuíam vistos de turistas.

Crimes e mistério: Namorada de PM suspeito de matar professor de MMA será ouvida nesta terça

Segundo o portal G1-RN, a namorada do tenente da Polícia Militar Iranildo Félix – suspeito de matar o professor e lutador de MMA Luiz de França Trindade na segunda passada (10), na calçada de uma academia em Cidade Satélite, será interrogada nesta terça-feira (18) por estar próxima ao local do crime, que resultou na morte de Izânia Maria Bezerra Alves, de 31 anos, ex-mulher do oficial e que estava no veículo alvo do atentado em uma estrada carroçável de Macaíba.

Segundo a Polícia, a namorada do PM, identificada como Valéria Alexandre Cortês, estava em uma granja a 500 metros de onde o tenente e a ex-mulher foram baleados, inclusive, ajudando no socorro do seu companheiro. De acordo com relatos do tenente, os suspeitos são dois homens não identificados que teriam mandado parar o carro e depois anunciaram o assalto. Na ocasião, teria ocorrido uma troca de tiros, que atingiu o policial de colete, que está afastado sob licença médica, e acertou o pescoço e cabeça da ex-companheira, que morreu na hora.

Ainda segundo a matéria do G1-RN, Valéria Alexandre Cortês ainda será questionada sobre hematomas em seu corpo, que ela diz serem quedas decorrentes de desmaios que sofre por um problema não especificado de saúde. A polícia desconfia de agressões. Ela também será indagada sobre informações anônimas que teria tido um caso com o professor morto semana passada.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. laine disse:

    Gente que coisa estranha,mas tenho certeza que o delegado sabe,pois é um excelente profissional muito estranho. Não existe crime impossível isso vai ser descoberto logo.

Dois são assassinados a tiros em Macaíba e Mossoró

As cidades de Macaíba voltaram a registrar homicídios neste início de ano. De acordo com a Polícia Militar, a vítima assassinada na Grande Natal foi identificada como Jackson Hermínio de Barros, de 29 anos, feirante e teria envolvimento com o tráfico de drogas. Ele foi encontrado morto com quatro marcas de tiros na noite dessa quarta-feira (5) em um quintal de uma casa abandonada na rua Santa Luzia, no conjunto Bela Vista. Informações dão conta que o local é usado para usuários de drogas. Familiares, inclusive, admitiram que o homem usava entorpecentes, o que pode relacionar o crime com acertos de contas. Até o momento não se tem informação da responsabilidade do homicídio.

Já em Mossoró, na madrugada desta quinta-feira (6), um jovem identificado como Alex da Silva, de 19 anos, foi morto com um tiro de espingarda na região do rosto. Segundo a PM, a vítima foi assassinada assentamento Sítio Pau Branco, na divisa de Mossoró com o estado do Ceará. Informações dão conta que uma dupla em uma motocicleta chamou por ele em uma residência e logo após aparecer, o disparo foi efetuado. A PM acredita no crime motivado por uma rivalidade com traficante de drogas.

GUERRA URBANA CONTINUA: duas mortes no Planalto em menos de 3 horas e jovem é executado em Parnamirim

Dois homicídios foram registrados em menos de três horas na noite dessa quarta-feira (29), no bairro do Planalto, zona Oeste de Natal. De acordo com a Polícia Militar, o primeiro crime teve como vítima um jovem de 25 anos. Ele foi baleado quando estava em sua bicicleta. Após os disparos, chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), mas não resistiu aos ferimentos durante o caminho.

Já por volta das 23h, um homem de 30 anos caminhava pelas proximidades do Beco da Fumaça, quando foi surpreendido por uma dupla armada. Na ocasião, a vítima foi morta no local com vários tiros. Informações dão conta que o homem tinha passagens pela Polícia.

Parnamirim

Um jovem de 25 anos foi assassinado tiros na noite dessa quarta-feira (29), por volta de 19h30, no bairro de Passagem de Areia, no município de Parnamirim. De acordo com a Polícia Militar, a vítima passava pela rua Almirante Tamandaré, quando foi surpreendida por uma dupla em uma motocicleta. Na ocasião, os suspeitos chegaram próximo, realizaram os disparos e fugiram com destino ignorado. Informações extraoficiais dão conta que o executado tinha envolvimento com crimes.

"Banho de sangue": doze são assassinados em Natal e interior do Estado

Pelo menos 12 homicídios marcaram o fim de semana no Rio Grande do Norte, contando de sexta-feira (10) até a madrugada desta segunda-feira (13). Segundo informações da Polícia Militar e Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), 10 crimes foram cometidos por armas de fogo, enquanto outros dois foram por armas brancas. Os crimes, em sua maioria, tiveram características de execução.

Entre os crimes estão o de um jovem de 23 anos, identificado como Antônio Otério de Souza Júnior, na RN-064, quando dirigia um Palio usado para lotação, e de um homem de 34 anos, surpreendido por homens em uma motocicleta, na rua Doutor Pedro Lopes Cardoso, no bairro Potengi, zona norte de Natal, na noite desse domingo(12) .

Outros crimes foram cometidos no sábado, em Mossoró, cuja vítima foi identificada como Itamar Matias, de 43 anos; Samuel Antônio da Silva, de 40 anos, em Pium de Cima, em São José de Mipibu; Manoel Justino da Silva Filho, de 31 anos, morto em casa, na rua General Orlando Geisel, nas Quintas, com golpes de arma branca; Marquezan do Nascimento Baracho, de 31 anos, na Avenida Governador Silvio Pedroz, em Areia Preta; Ivanildo de Oliveira Alves da Silva, de 18 anos, executado a tiros, na rua Saquarema, em Mãe Luiza, zona leste e por fim, Anderson Silva de Melo, de 17 anos,  morto na rua Vilma de Farias, no conjunto Pajuçara II.

Já no domingo, o “banho de sangue” seguiu com as mortes de Antônio Wescley Dantas de Souza e de Ramon Nunes Pereira da Silva, de 17 e 23 anos respectivamente, na Avenida Alberto Maranhão, no bairro Bom Jardim, em Mossoró; Nelinho Varela da Rocha, de 35 anos, morto por arma branca na rua Lídia Maria de Queiroz, na comunidade Belo Horizonte, no bairro Dom Elizeu, em Assú e Robson de Souza Andrade, de 17 anos, morto na travessa João Pessoa, em Guamaré, por volta das 21h.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jefferson Sousa disse:

    Do jeito que as coisas estão, o grande negócio do momento e o setor funerário.

Três homens são assassinados em São José do Mipibu

A Polícia Militar registrou três homicídios em menos de 10 horas entre a noite desse domingo (29) e a madrugada desta segunda-feira (30), na cidade de São José do Mipibu, região metropolitana de Natal.

O primeiro, por volta de 20h, teve como vítima Gilberto Gomes Santiago, de 33 anos, morto a tiros, após passar o dia na casa de um cunhado. Detalhes de como realmente o crime aconteceu não foram divulgados. Pouco tempo depois, na BR-101, próximo à passarela do município, Salatiel Cosme de Oliveira, de 30 anos, que estava em uma motocicleta e voltava de uma festa, foi perseguido assassinado em plena via.

Já no início da manhã desta segunda-feira (30), por volta de 5h30, populares encontraram o corpo de um homem ainda não identificado na rua São Jorge.

Pelo menos seis assassinatos são registrados em Natal e região metropolitana

Por interino

A Polícia Militar e Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) registraram pelo menos seis homicídios em Natal e região metropolitana no último fim de semana. As motivações e responsabilidades dos crimes serão investigadas pela Polícia Civil.

Na capital potiguar, um dos crimes foi cometido no sábado (30 de novembro), e teve como vítima de arma de fogo, Erivan Félix de Lima, de 40 anos, morto no cruzamento das ruas Severino Bezerra com Torre do Mar, no bairro Potengi, na zona Norte. No bairro das Rocas, na zona Oeste, Wagner Vicente, de 34 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo na rua Almino Afonso, chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. Já no domingo (1), no bairro Igapó, o corpo de um homem foi encontrado na rua São Tiago, com marcas de pancadas com objeto desconhecido, na cabeça, próximo à linha férrea, no fim da noite.

Na Grande Natal, dois crimes foram registrados em Macaíba e tiveram como vítimas Ramon Yuri Braz de Moura, de 23 anos, assassinado na rua Traíras, e Thertuliano Ferreira Soares , de 16 anos, encontrado morto no leito do rio Jundiaí,. Por fim, em Parnamirim, João Carlos de Bastos foi morto no bairro Liberdade.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. marcia disse:

    Respeito o blog mas esse tipo de notícia parece ão adiantar muito. A população continua calada., o povo se encontra solto e inseguro e tudo "parece normal".
    Quem no RN está preocupado com essa situação?
    Isso se repete a cada novo final de semana e ninguém faz nada, nem existe político preocupado com isso. Já houve alguma providência, falo providência, não discurso fácil, tomada nesse sentido?
    O povo que se vire!!!!
    LEMBREM-SE DISSO NA HORA DE VOTAR!!!!

Apenas 20% dos assassinatos têm inquéritos instaurados no RN, aponta relatório

principal Bons projetos, recursos financeiros e gestão. É com este tripé de ações concretas que será possível vencer os desafios para diminuir a incidência de assassinatos no Rio Grande do Norte. Estas são algumas das conclusões da reunião de instalação da Câmara de Monitoramento de Homicídios, encerradas no início da tarde desta sexta-feira (29), no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN). De 2011 para 2013, o número de processos julgados por tribunais do júri no Estado passou de 436 para 914.

“Não adianta, cada órgão reclamar suas dificuldades, é importante agir e propor soluções”, frisa o juiz auxiliar da Presidência do TJ potiguar, Fábio Filgueira, coordenador do grupo, diante de representantes da Segurança Pública, Defensoria Pública, Ministério Público, OAB/RN e Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep). A reunião contou com a participação de Flávio Crocce Caetano, secretário nacional de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça (MJ).

“O fato de logo na reunião inaugural, os juízes Fábio Filgueira e Raimundo Carlyle, do TJRN, apresentarem o diagnóstico do Judiciário sobre a situação dos processos julgados é exemplar e serve de modelo para os demais órgãos”, observa Crocce. Após a opinião do secretário do MJ, ficou marcada a data da primeira reunião de trabalho da Câmara : dia 6 de dezembro, às 9h. Nela, as instituições participantes podem trazer diagnósticos, possíveis projetos, ideias e propostas para o enfrentamento dos crimes de morte no Rio Grande do Norte. “Não vi em nenhum lugar onde o Brasil Mais Seguro e a Câmara tenha sido instalada, um diagnóstico tão claro como o daqui”, reitera o secretário.

Uma das propostas do secretário nacional de Reforma do Judiciário é instalar a mediação de conflitos nas comunidades. “É lá que acontecem 84% dos homicídios no Brasil e por motivos fútis, geralmente”. No Brasil, Casa de Direitos, com MP, TJ, INSS, Defensorias Públicas e outros serviços já funcionam em bairros como Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, e Jacintinho, em Maceió.

Segundo o presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos do RN, advogado Marcos Dionísio, com base em dados colhidos no Itep, polícias e SUS, foram 1578 homicídios ocorridos no Estado até novembro deste ano. Do total de vítimas, 471 são pessoas com até 21 anos de idade. Dionísio lembrou que apenas 20% dos assassinatos têm inquéritos instaurados no RN. E citou a situação do Macaíba, município da Grande Natal, com taxa de 132,5 homicídios por proporção de 100 mil habitantes.

Alagoas

Flávio Crocce enfatiza que o Rio Grande do Norte precisa do projeto. Ele salienta que o mérito maior da Câmara é integrar a Polícia Judiciário à Justiça, fortalecendo essas duas esferas. Outra inciativa importante é realizar mutirões de Tribunais de Júri. O secretário acredita que se houver foco na área de investigação de homicídios e no aumento dos julgamentos deste tipo de crime muitos avanços podem ser obtidos. “Todo homicídio tem de ser investigado para que a partir desse trabalho surja um processo e uma condenação”, afirma Crocce. “A taxa de investigação de homicídios, não só no RN como em todo o Brasil, é muito baixa”. O representante do Governo Federal menciona outro Estado nordestino, onde o trabalho já começou.

Em Alagoas, onde o programa Brasil Mais Seguro e a Câmara de Monitoramento estão presentes a 1 ano e quatro meses, depois de 12 anos, onde os homicídios só crescimento, foi possível registrar uma diminuição em média de 10% no Estado. O especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do MJ, Diogo Carvalho, apresentou dados que apontam que em 2013, houve em Alagoas um aumento de 53% na quantidade de julgamentos de processos de homicídio. E isto, com o número de sentenças superando o de que processos distribuídos. Quase 7 mil armas foram encaminhadas ao Exército para serem destruídas.

A instalação contou com a presença do secretário da Segurança Pública, Aldair da Rocha; do delegado geral de Polícia, Ricardo Sérgio Oliveira; Tiago Bataglini, do Núcleo de Justiça Comunitária do MJ; Jeanne Karenine, defensora pública geral do RN; Jovino Pereira, procurador geral adjunto de Justiça, e Paulo Roberto do Vale, perito criminal do Itep, entre outros representantes de órgãos públicos estaduais.

TJRN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thiago disse:

    Renato, não acho q haja disparidade entre as informações. A matéria fala que 20% dos assassinatos não tem inquérito INSTAURADO… o que é bem diferente de ASSASSINATO SEM SOLUÇÃO! Então acredito que apenas 20% dos assassinatos sejam "investigados"… embora que não dê em nada… e tbm acredito que, como vc afirmou, 95% dos homicídios não tenham solução… São números que não se contradizem.

  2. Renato disse:

    20%??? Duvido!!! Esses são dados forjados, com certeza. O TJ quer sair bem na fita e está divulgando 20%. Dados oficiais da Polícia Civil coloca que 95% dos assassinatos ficam sem solução. A conta não está batendo ai.

"Banho de sangue" começa antes do fim semana no interior do RN: cinco assassinatos

Nem começou o fim de semana, que tem registrado números alarmantes de homicídios no Rio Grande do Norte, e o “banho de sangue” começou a tomar conta já noite dessa quinta-feira (28) até as primeiras horas desta sexta-feira (29). De acordo com o Comando do Policiamento do Interior (CPI), cinco assassinatos por armas de fogo e golpes de faca foram registrados.

O primeiro crime, por volta de 20h dessa quinta (28), na cidade de Parelhas, teve como vítima um adolescente de apenas 15 anos, morto com golpes de faca. Suspeita que o crime tenha sido motivado por acerto de contas em decorrência de envolvimentos com drogas. Informações dão conta que o responsável pelo crime foi reconhecido e está sendo procurado na região. Mais tarde, por volta de um jovem de 18 anos e um homem de 27 foram mortos a tiros em Mossoró, cujos crimes, também podem estar ligados ao envolvimento com entorpecentes.

Na madrugada desta sexta-feira (29), por volta de 4h, na cidade de Serra Caiada, um duplo homicídio, dentro de uma residência, deixou dois homens mortos. Segundo a Polícia, antes de serem mortas, as vítimas foram arrastadas por um trio encapuzado para fora do imóvel e executados. Ainda segundo a PM, não satisfeitos, os assassinos jogaram os corpos em um rio. O casos serão investigados pela Polícia Civil.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. zé Ninguém disse:

    AUTOTUTELA OU EXERCÍCIO ARBITRÁRIA DAS PRÓPRIAS RAZÕES
    Mas o Secretário de Segurança, Presidente de um partido político por acaso, é candidato a Deputado Estadual…
    Deve ter números guardados para mostrar!
    Enquanto isso a Polícia comemora com Medalhas e mais medalhas.
    Estão comemorando o quê mesmo?
    Deve ser a Segurança que aumentou e melhorou…

  2. Dione Macedo disse:

    E daí? Quem tá preocupado com isso? O governo é inoperante, a assembléia assiste a tudo e fica cega, muda e surda. O MP faz de conta que não sabe! O judiciário permanece inerte por não ser provocado e por acaso se for vai fazer alguma coisa? O processo corre o risco de sequer ser recebido ou se muito, fica morando no fundo de uma gaveta, como estão milhares contra o governo. O pedido de afastamento da governadora, cadê? Dorme em berço esplêndido. Até o TRE não se dá a moral de caçar a prefeita de Mossoró, afastada 10 vezes do cargo. O povo no RN está perdido, só e desamparado!!!!!

Em Parnamirim, irmãos são assassinados quando saíam para trabalhar; em Macaíba jovem é morto passarela

A onda de violência segue sem freio na Grande Natal. Somente na manhã desta terça-feira (19), três mortes por armas de fogo foram registrados, com destaque para um duplo homicídio no bairro Rosa dos Ventos em Parnamirim, que tirou a vida de dois irmãos, um de 23 e outro 28 anos.

De acordo com a Polícia Militar, as vítimas saíam de casa para trabalhar em uma motocicleta, por volta de 8h, quando foram surpreendidas por homens em um veículo preto. Na ocasião, foram realizados cerca de 15 disparos de pistolas, matando os jovens na hora. Informações preliminares dão conta que os irmãos tinham uma espécie de rixa com um traficante de São José do Mipibu.

Já no município de Macaíba, no bairro Vilar, por volta de 8h20, um jovem de 26 anos foi assassinado na rampa de uma passarela, na BR-304. Segundo a PM, três homens não identificados surpreenderam a vítima, que morreu no local. Em seguida, eles entraram em um veículo Gol de cor prata e fugiram em direção a Natal. Um agente da delegacia de Polícia local ainda presenciou o crime e atirou contra o veículo, mas os assassinos escaparam.

Os crimes serão investigados pela Polícia Civil.

Noite sangrenta em Natal e Macaíba: travesti e mais dois homens são mortos a tiros e golpes de faca

Três pessoas foram assassinadas em Natal e Macaíba na noite dessa quinta-feira (7), em um intervalo de apenas uma hora, entre 20h30 e 21h30. De acordo com a Polícia Militar, dois dos crimes foram registrados na zona norte da capital, enquanto o outro, infelizmente, mais uma vez na cidade de Macaíba. As motivações dos crimes serão investigadas pela Polícia Civil.

Segundo a PM, o primeiro homicídio teve como vítima Washington Fernandes Tomé, de 22 anos, encontrada morta com disparos de arma de fogo, com características de execução, em uma estrada comunidade Cana Brava, em Macaíba.

O segundo assassinato, a golpes de faca, teve registro próximo ao Hospital Santa Catarina. A vítima, de identidade não confirmada, foi atacada por um homem negro, que fugiu logo após o crime com destino ignorado. Já na Avenida das Fronteiras, no mesmo instante do 1º homicídio na zona norte, uma terceira pessoa também foi morta, dessa vez, com disparos de arma de fogo. Trata-se de um travesti, de identidade a ser confirmada, conhecido como “Sarita”, que atuava em bares nas redondezas, não resistiu aos ferimentos e morreu em via pública.

PM registra dois assassinatos em bairro de Natal e mais um em Macaíba

A Polícia Militar registrou dois homicídios no bairro Felipe Camarão, zona Oeste de Natal, e um na cidade de Macaíba (mesmo com força-tarefa), entre a noite dessa terça (29) e madrugada de quarta (30). Nos três crimes, a suspeita da motivação está relacionada com envolvimento com drogas.

De acordo com a PM, o primeiro foi registrado na cidade de Macaíba, na Grande Natal, no distrito de Mangabeira (zona rural). Na ocasião, por volta de 22h, Naackson Gomes do Nascimento, de 27 anos, que era agricultor, foi executado a tiros ao abrir a porta de sua residência e ser surpreendido por uma dupla na rua Portal do Vale. A vítima ainda tentou correr e chegou até a via pública, mas não resistiu aos ferimentos. Após o crime, os acusados fugiram em uma motocicleta.

Já em Felipe Camarão, por volta de 23h, um jovem de 20 anos, identificado como Marcos Antônio Soares Monteiro, foi encontrado morto por moradores com três tiros na cabeça. Diante do isolamento do local, testemunhas não teriam presenciado o crime. No local onde a vítima foi encontrada estava uma motocicleta, que tinha queixa de roubo. Coincidência ou não, a Polícia tomou conhecimento que Marcos Antônio conhecia Naackson Gomes, mortos em Macaíba mais cedo.

Por fim, na entrada da madrugada, por volta de 1h, José Onorato da Silva, de 37 anos, foi surpreendido por homens armados enquanto dormia em sua residência, e morreu com vários tiros. Ele morava só.

Ipea: jovem negro corre 3,7 vezes mais risco de assassinato do que branco

Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre racismo no Brasil, divulgado hoje (17), revela que a possibilidade de um adolescente negro ser vítima de homicídio é 3,7 vezes maior do que um branco. Segundo o estudo, existe racismo institucional no país, expresso principalmente nas ações da polícia, mas que reflete “o desvio comportamental presente em diversos outros grupos, inclusive aqueles de origem dos seus membros”.

Intitulado Segurança Pública e Racismo Institucional, o estudo faz parte do Boletim de Análise Político-Institucional do Ipea e foi elaborado por pesquisadores da Diretoria de Estudos e Políticas do Estado das Instituições e da Democracia (Diest). “Ser negro corresponde a [fazer parte de] uma população de risco: a cada três assassinatos, dois são de negros”, afirmam os pesquisadores Almir Oliveira Júnior e Verônica Couto de Araújo Lima, autores do estudo.

Na apresentação do trabalho, em entrevista coletiva na sede do Ipea em Brasília, o diretor da Diest, Daniel Cerqueira, que, do Rio, participou do evento por meio de videoconferência, apresentou outros dados que ratificam as conclusões da pesquisa sobre o racismo institucional. Segundo ele, mais de 60 mil pessoas são assassinadas a cada ano no Brasil, e “há um forte viés de cor/raça nessas mortes”, pois “o negro é discriminado duas vezes: pela condição social e pela cor da pele”. Por isso, questionou Cerqueira, “como falar em preservação dos direitos fundamentais e democracia” diante desta situação?

Para comprovar as afirmações, Cerqueira apresentou estatística demonstrando que as maiores vítimas de homicídios no Brasil são homens jovens e negros, “numa proporção 135% maior do que os não negros: enquanto a taxa de homicídios de negros é de 36,5 por 100 mil habitantes. No caso de brancos, a relação é de 15,5 por 100 mil habitantes”.

A cor negra ou parda faz aumentar em cerca de 8 pontos percentuais a probabilidade de um indivíduo ser vítima de homicídio, indicam os dados apresentados pelo diretor do Diest. Isso tem como consequência, segundo Daniel Cerqueira, uma perda de expectativa de vida devido à violência letal 114% maior para negros, em relação aos homicídios: “Enquanto o homem negro perde 1,73 ano de expectativa de vida (20 meses e meio) ao nascer, a perda do branco é de 0,71 ano, o que equivale a oito meses e meio.”

Para o pesquisador Almir de Oliveira Júnior, como dever constitucional, o Estado deveria fornecer aos cidadãos, independentemente de sexo, idade, classe social ou raça, uma ampla estrutura de proteção contra a possibilidade de virem a se tornar vítimas de violência. “Contudo, a segurança pública é uma das esferas da ação estatal em que a seletividade racial se torna mais patente”, disse Oliveira Júnior.

De acordo com as estatísticas sobre a violência em que o estudo se baseou, esse é um dos fatores que explicam por que, a cada ano, “uma maior proporção de jovens, cada vez mais jovens, é assassinada”, acrescentou o pesquisador. Segundo ele, enquanto nos anos 80 do século passado, a média de idade das vítimas era 26 anos, hoje não passa de 20.

Agência Brasil

Adolescentes são assassinados nas zonas Oeste e Norte de Natal

Entre os mais de 10 assassinatos registrados no fim de semana no Rio Grande do Norte, reservando ainda a madrugada desta segunda-feira (23), dois dos crimes chamaram a atenção em Natal, principalmente, onde tiveram como vítimas adolescentes.

O primeiro homicídio, no sábado (21), teve como vítima Juliana Kelly Santos da Silva, de 17 anos, atingida por três disparos de arma de fogo enquanto conversava com amigos na rua Presidente Mascarenhas, no bairro das Quintas, Zona Oeste.

Segundo a PM, informações dão conta que a jovem foi surpreendida por uma dupla em motocicleta, que chegou no local atirando contra o grupo. Na ocasião, apenas ela foi atingida. Não se tem informação da motivação real do crime, contudo, uma suposta confusão, próximo ao local, no dia anterior, pode ter relação e será investigado pela Polícia Civil.

O segundo crime, no início de madrugada desta segunda-feira (23), por volta de 0h30, teve como vítima Joelson Moisés da Silva, de 17 anos, que foi encontrado com vários disparos de arma de fogo, no meio da rua Construtor Severino Bezerra,  localizada no loteamento Alto da Torre, na Zona Norte.

A Polícia Militar soube, através de popular, que o crime pode ter sido motivado por acerto de contas, em decorrência de envolvimento da vítima com drogas.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciano disse:

    Esse é o governo do DEMO! Valeu Zé Agripino!

PM registra assassinatos de ex-presidiário e mulher em Natal

Na noite dessa terça-feira (17), a Polícia Militar registrou os assassinatos por arma de fogo de um ex-presidiário, no bairro de Felipe Camarão, Zona Oeste, e de uma mulher no bairro Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte.

No primeiro homicídio, Wallace Paiva de Castro, de 39 anos, que havia cumprido pena por assalto e tráfico de drogas, caminhava na rua Indomar e foi surpreendido por homens armados que chegaram atirando na região de sua cabeça. Ao todo, quatro disparos atingiram a vítima, que morreu na hora. Segundo a Polícia, moradores, de identidades preservadas, disseram que o homem morto promovia o terror no local. Não se tem informação dos responsáveis pelo crime.

Mais tarde, na Avenida Maranguape, no conjunto Jardim Progresso, uma mulher identificada como Adreiza Cassiano Pereira, de 23 anos, foi assassinada com três tiros que atingiram seu ombro, pescoço e cabeça. A Polícia também não conseguiu colher informações de como o crime aconteceu. A lei do silêncio, por medo de represália, foi predominante. Segundo populares, a vítima tinha envolvimento com drogas.

Homem mata três colegas de trabalho por causa de vídeo postado no Facebook

Um homem do estado da Flórida (EUA) confessou ter matado três colegas de trabalho depois que um deles gravou e postou no Facebook um vídeo no qual o agressor aparece errando alvos em um campo de tiro.

Andrew Joseph Lobban, de 31 anos, está detido após reconhecer perante um juiz que no domingo pela noite disparou contra Josue Santiago, de 25 anos, Benjamin Larz Howard, de 23 anos, e Jerry Lamar Bynes Junior, de 20 anos, quando todos saíam de um bar, segundo um comunicado da polícia da cidade.

Lobban, que foi acusado de três assassinatos em primeiro grau, trabalhava com as três vítimas em um complexo de lazer.

Dois dos falecidos receberam disparos na cabeça e morreram no local, enquanto o terceiro chegou com vida ao hospital, mas não resistiu.

Do R7