Onda de calor faz Inmet emitir alerta para risco de morte em parte do Brasil

Foto: Reprodução/Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de “grande perigo” até a próxima sexta-feira (9). De acordo com o Instituto, há risco de morte por hipertermia em grande parte da região Centro-Oeste e no estado do Tocantins, no Norte do país.

Segundo o Inmet, as temperaturas registrarão 5ºC acima da média na região, por mais de 5 dias consecutivos. O aviso registra alerta para as seguintes áreas: Distrito Federal, Centro Sul Mato-Grossense, Nordeste Mato-Grossense, Norte Mato-Grossense, Sudeste Mato-Grossense, Sudoeste Mato-Grossense, Centro Goiano, Leste Goiano, Sul Goiano, Norte Goiano, Noroeste Goiano, Sudeste Tocantinense, Sul Tocantinense, Oeste Tocantinense.

O alerta foi emitido para que as pessoas tenham cuidados redobrados com a saúde nos próximos dias. Em caso de emergência, o Inmet recomenda que a população contate a Defesa Civil (telefone 199). Algumas recomendações devem ser seguidas no período. Entre elas, evitar a prática de atividades ao ar livre entre 10 horas e 17 horas, usar protetor solar e aumentar a ingestão de líquidos. Crianças e idosos precisam de atenção especial.

Calor no DF

No Distrito Federal há chances de chuva somente a partir do próximo sábado (10). No último domingo (4), foi registrado recorde de temperatura em 2020, de 36,7°C, e segundo o Inmet, há chances de o Distrito Federal atingir novas máximas nesta semana.

São Paulo

A Defesa Civil de São Paulo também emitiu um aviso para as fortes ondas de calor que se aproximam do estado. O Inmet alerta para perigos de incêndios florestais e risco de morte por hipertermia.

As temperaturas na região metropolitana de São Paulo, no litoral norte e algumas cidades do interior, como Sorocaba, Campinas, Itapeva, Franca e Serra da Mantiqueira, poderão variar entre 30° e 39°. Para esta terça (6), a previsão na Grande SP é chegar à máxima de 37°.

Outras cidades do interior, como Ribeirão Preto, Bauru, São José do Rio Preto, Araçatuba, Marília, Presidente Prudente, Araraquara e Barretos, poderão ultrapassar os 40°.

CNN Brasil

Calor eleva consumo de água em todo o RN

Foto: Ilustrativa

O calor registrado no mês de setembro elevou o consumo de água em todo o Estado. Historicamente, as cidades do interior e Natal, constatam elevação de consumo no segundo semestre. As pessoas precisam do produto para fazer higiene e refrescar-se nas altas temperaturas. O importante é usar a água de forma racional, evitando o desperdício.

Mesmo a cidade do Natal, que possui um clima mais ameno, tem aumento no consumo nessa época. Alguns bairros precisam ter remanejamento do produto para atender satisfatoriamente os moradores.

A segunda maior cidade do Estado, Mossoró, localizada no semiárido, registra temperaturas altas no segundo semestre. O clima típico nordestino, além da temperatura elevada, registra baixa umidade nos horários mais quentes. Essa junção de fatores reforça a necessidade de mais água para consumo. Com este cenário, a população precisa adotar hábitos conscientes em relação ao produto.

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) tem acompanhado estas demandas em diversas cidades, independente da região do Rio Grande do Norte. É importante que a população registre no teleatendimento 115, caso observe dificuldade de abastecimento. O gerente da Regional Oeste da Caern, Márcio Bruno Dantas, lembra que o aumento de consumo de água, em Mossoró, no segundo semestre é histórico.

Dados do volume faturado de água em Mossoró mostram bem a diferença entre os primeiros e segundos semestres dos últimos anos. Esse ano, em função do bom volume de chuvas, a média de consumo mensal ficou em 900 mil metros cúbicos de água para abastecimento em Mossoró. Já durante os meses dos segundos semestres dos últimos anos, como 2018 e 2019, o consumo mensal chegou a ultrapassar a casa de 1 milhão de metros cúbicos para abastecer a segunda maior cidade do Estado.

ORIENTAÇÕES

A recomendação é que as pessoas façam uso racional da água e reforcem os cuidados para evitar desperdício. É sempre importante seguir as regras de não usar mangueira para lavar carros, evitar regar plantas em horários mais quentes, não deixar crianças brincando com a água, fechar torneira e chuveiro para ensaboar as mãos e o corpo. Reutilizar água dispensada pela máquina para limpeza de chão e fazer reaproveitamento de água para limpeza em outras partes da casa.

“O uso racional da água é importante, não só porque evita a falta do produto, mas também porque gera economia para a população, com a redução nas contas de água!, reforça o superintendente de Operação e Manutenção da Caern, Ricardo Barros.

Mormaço persiste em Natal e pancadas de chuvas devem se estender no interior entre esta sexta e domingo

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) lançou a sua previsão climática para o período que compreende esta sexta(31) e ainda sábado(01) e domingo(02). Na capital potiguar, permanece o tempo abafado, com possibilidade de discretas pancadas de chuvas. No interior, maior probabilidade de chuvas mais volumosas, especialmente, nas regiões Oeste e Leste.

EM NATAL “NÃO ESTÁ” QUENTE – SÓ COMPARAR: Mossoró e outras cidades no interior do RN com previsão de 37º nos próximos dias

Foto: Pexels/Ilustrativa

O mormaço que vem tirando juízo do potiguar neste fim de ano reserva mais uma onda de calor para os próximos dias. A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) lançou a previsão no período que compreende esta quinta-feira(05) até sábado(07) no estado.

Embora o calor em Natal esteja “derretendo” o(a) cidadão(a), quando se comparado a Mossoró e outros municípios, a situação está até “light”, em temperaturas que poderão chegar aos 37º conforme lista em destaque.

Foto: Reprodução/Emparn

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. fernando disse:

    Pq só Mossoró é notícia?

Mormaço segue em Natal entre esta quarta e quinta-feira, e nem uma “discreta” pancada de chuva na sexta deverá aliviar o calor

GETTY IMAGES Reprodução: Clima Tempo

O maior site de meteorologia do Brasil, o Clima Tempo, informa que o calor deverá seguir na capital potiguar entre esta quarta(23) e sexta-feira(25).

O “mormaço” que agoniza o natalense poderá dar uma trégua na sexta-feira(25), com previsão de uma discreta pancada de chuva, de 5 milímetros.

Tempo instável: calor e pancadas de chuvas devem continuar em Natal até o fim de semana

Reprodução

Tempo instável, com sol intenso e  pancadas de chuvas, embora com intensidade moderada, estão previstos entre esta quarta-feira(12) e sexta-feira(14) na capital potiguar. As informações constam no portal Clima Tempo.

Segundo a previsão, no final de semana, o domingo em Natal poderá reservar uma quantidade maior de chuvas, com possibilidade de até 10 mm.

PERTURBADOR: Mormaço segue em Natal neste fim de ano e previsão até sexta ultrapassa os 30º; confira

Reprodução: Clima Tempo

O mormaço segue pegando na capital potiguar neste fim de ano. Mais do que uma temperatura passando dos 30º, a sensação de calor vai muito mais além e tem deixa o cidadão perturbado. Até mesmo uma ducha gelada ou seu momento no ar-condicionado do veículo ou de um ambiente fechado não são suficientes. Principalmente durante o dia, em poucos minutos de exposição ao sol, você estará transpirando. Momento de hidratação intensa para evitar sintomas cada vez mais comuns na roda de amigos, como queixa de dores de cabeça ou mal estar. Segundo o portal Clima Tempo, a temperatura seguirá quente até sexta-feira(07)

COPA: Fifa deverá mudar os horários de jogos no Brasil por causa do calor

A Fifa deverá mudar os horários de jogos na Copa de 2014 para evitar temperaturas elevadas para os jogadores. Questionado pelo Estado em Roma, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, confirmou que está “muito preocupado” com o calor em algumas sedes. “Vamos debater esse assunto e tomar uma decisão sobre uma possível mudança em dezembro”, confirmou. 24 dos 64 jogos do Mundial ocorrem à 13h da tarde. Se nas sedes no Sudeste e Sul isso não é um problema, a Fifa constatou na Copa das Confederações que o calor nas cidades do Nordeste pode prejudicar o rendimento de seleções.

Blatter_Divulgacao_292A agenda da Copa foi apresentada há mais de um ano, depois que a CBF e o governo brasileiro travaram uma disputa acirrada para atender a governadores, prefeitos e interesses locais. 51 versões do programa foi feito até que a versão final fosse apresentada.

Agora, Blatter confirma que tudo pode mudar. “Temos recebido informes, cartas e pedidos para que haja uma mudança”, disse. “É mesmo um problema o calor”, declarou. Blatter se reuniu com a imprensa depois de um encontro com o papa Francisco, em Roma. Segundo ele, os brasileiros não deverão sair às ruas para protestar durante a Copa. “O Brasil quer mostrar ao mundo um país com uma cultura rica”, disse.

Estadão

Calor insuportável fecha agência do Itaú no Alecrim por tempo indeterminado

Não é a primeira vez que a agência do Itaú da avenida Presidente Bandeira é fechada por problemas no ar-condicionado. Mas das quatro primeiras vezes foi o Sindicato dos Bancários que se viu obrigado a isso para forçar a solução do problema. Desta vez, a agência resolveu contingenciar o atendimento, pois devido ao calor excessivo e a quantidade de pessoas na agência, muitos estavam passando mal. Durante toda esta quarta-feira, 5, o atendimento foi feito a pequenas demandas o que causou revolta entre os clientes. “Nós estamos pagando e caro, temos que ser bem atendidos, e não tem bom atendimento num calor desses”, revelou a autônoma Jardele Cristina.

Para a comerciante Maria Antônia é errado o que o banco vem fazendo com seus clientes. “O calor está insuportável, viemos aqui pela proximidade com nossa casa, mas pra ficar num calor desses é difícil resolver”, afirmou.

A situação de calor da agência deixa o ambiente insalubre para o trabalho. O que era um problema de condições físicas de trabalho passou a ser um problema de saúde pública. Na manhã desta quarta, vários clientes e até funcionários tiveram que ser socorridos devido ao calor que estava no local. À tarde o termômetro interno da agência marcava 31º, temperatura que chegou a 36° pela manhã no momento de mais tumulto.

Fechar as portas

O Sindicato dos Bancários do RN resolveu tomar uma atitude drástica na tentativa de resolver o problema. A partir desta quinta-feira, 6, fechará a agência por tempo indeterminado até que o Banco resolva o problema.

Mulheres que têm ondas de calor na menopausa têm mais problemas de memória

Mulheres que têm ondas de calor durante a menopausa podem ter mais problemas de memória, apontou um novo estudo publicado no periódico “Menopause”. Pesquisadores das universidades de Illinois e Northwestern, em Chigaco, testaram a atenção e a resposta de 68 mulheres. Todas as participantes tinham idades entre 44 e 62 anos, e cada uma tinha pelo menos 35 ondas de calor por semana. Elas ainda completaram questionários sobre os sintomas da menopausa, do humor e da memória.

Os resultados mostraram que as mulheres com as piores ondas de calor também tiveram os piores testes de memória – e quanto pior a onda de calor, mais longo o período de perda de memória.

Estudos anteriores já apontavam para a relação entre memória e menopausa. Pesquisadores da Universidade de Rochester, em Nova York, descobriram que níveis flutuantes de hormônios femininos podem afetar a memória.

Os cientistas mostraram que o pior efeito ocorre no primeiro ano da menopausa. Mas eles também mostram que os efeitos provavelmente não são permanentes.

Outro estudo revelou que pessoas com sobrepeso, fumantes ou que bebem muito, têm mais predisposição a sofrer dos sintomas desconfortáveis da menopausa. Pesquisadores da Universidade de Queensland descobriram que mulheres com estilo de vida pouco saudável têm suores noturnos mais frequentes.

O Globo