Entrada de turistas internacionais no RN representa acréscimo de 12% em 2019 em comparação com o ano anterior; argentinos e portugueses lideram públicos

Foto: Divulgação/SETUR-RN

Com base no monitoramento de atividades relacionadas ao setor de turismo, a Secretaria de Estado do Turismo e Empresa Potiguar de Promoção Turística (EMPROTUR) apresentam o balanço do segmento referente ao ano de 2019, no Rio Grande do Norte. Os dados, tendo como base a disponibilidade de leitos do estado, média histórica de ocupação, movimentação do principal aeroporto e pesquisas de perfil de demanda já realizadas, foram calculados pelo setor de estatística da Empresa. 

A entrada de turistas internacionais do estado representou um acréscimo de 12%, sendo 27.009, em 2019 contra 23.748, de 2018. O segundo semestre teve crescimento médio de 15% em relação ao ano passado em movimentação de passageiros no total de embarque e desembarque, e, 33% considerando apenas desembarques. Somente no mês de dezembro houve crescimento de 29% em relação ao ano anterior. Os resultados foram obtidos com base na análise dos dados da Polícia Federal. No movimento de aeronaves, tivemos um número 44% maior que o ano passado. Setembro, dezembro, outubro e novembro foram percentualmente os melhores meses.

Sobre os estrangeiros, vale salientar a permanência do público argentino como o maior emissivo internacional para o estado, seguido pelos públicos português, chileno e paraguaio. Esses dados têm como base a ocupação hoteleira da capital e o histórico da pesquisa de demanda turística na alta estação, realizada pelo Sistema Fecomércio. Para o mês de dezembro de 2019, a projeção foi que mais de 200 mil viajantes estiveram no estado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. joaozinho da escola disse:

    Nao parece ser investimento do Estado. Ha uma preocupacao apenas com a França em vender queijo, sendo aquele o maior produtor e protecionista da Europa do produto. Deve ser esforço dos empresarios locais na tentativa de manter os empregos.

  2. Patriota Natalense disse:

    MAIS UM GRANDE RESULTADO TRAZIDO POR BOLSONARO.

  3. Retrocesso disse:

    Com a insegurança que temos, com as praias sem manutenção, com a cidade esburacada, preços abusivos nos hotéis, restaurantes e passeios (com pouca exceção), e tudo mais que deixamos de evoluir, como o transporte público, com esse conjunto de coisas negativas, quem vem a Natal hoje, dificilmente volta.
    Quantas turistas estão voltando a Natal e tendo a decepção de ver as mudanças para pior.
    Já tivemos ocupação hoteleira acima de 80%, mas perdemos o progresso para politicagem e alta dos preços. Agora a realidade bate a porta e o preço a ser pago será sentido por todos

  4. Lourdes Siqueira disse:

    Que esses turistas façam seguro com cobertura funerária.
    A cidade está abandonada. No centro não se encontra um policial se quer, agora guarda de trânsito com seus coletes de periquitos australianos, tem em toda esquina com um talão de multa na mão.
    Ah estão passando pó de café na Deodoro….chegando as eleições!!!!

  5. Gustavo disse:

    Venham à praia de Ponta Negra, apreciar a nossa bela e organizada orla! Não esqueçam de recomendar a visita aos amigos e voltem sempre!

Ocupação hoteleira no RN no mês de dezembro de 2019 registra 65% em Natal e feedback positivo dos municípios do interior

A ocupação hoteleira no mês de dezembro se manteve na média histórica, registrando, em Natal, aproximadamente 65%; em São Miguel do Gostoso 52%; em Tibau do Sul, Mossoró e Serra de São Bento números na casa dos 60%. Durante o Réveillon, a capital potiguar registrou 90% de ocupação, São Miguel do Gostoso 100%, Tibau do Sul 98%, Mossoró 70% e Serra de São Bento 100% de ocupação.

“Tivemos um feedback positivo dos municípios do interior do estado no que diz respeito à ocupação do fim de ano, principalmente no Réveillon, com lotação máxima em alguns destinos. Nossa meta agora é promover o RN para aumentar a demanda de 2020 com um trabalho focado na inteligência comercial, atuando em mercados estratégicos para cada período”, afirmou o diretor da EMPROTUR, Bruno Reis.

Sobre o levantamento das informações, a secretária de turismo do estado, Aninha Costa, ressalta o envolvimento do trade. “Realizamos o levantamento dos números em conjunto com os secretários de turismo dos municípios que possuem as maiores demandas turísticas do estado, além de avaliar dados do aeroporto e também dos hotéis e empresas privadas, pois o dado precisa trazer a perspectiva macro do Rio Grande do Norte”, afirmou.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. joão carlos disse:

    65%? antigamente dava 95% fácil.
    moro em ponta negra e faz vergonha a situação em que a praia se encontra!
    só vem turista pobre pra cá, só farofada

  2. aof disse:

    Excelente. Natal está há varios anos com a imagem de cidade violenta. Na capital em si não há o que ver. O Forte dos Reis Magos abandonado, a orla maritima "socializada", o Plano Diretor será obstruido. Ainda bem que o RN não depende mais só de Natal para o turismo. Temos Pipa, Gostoso, Mossoró e Serra de São Bento com indices animadores de ocupação. Os turistas fazem sua parte. O povo é hospitaleiro. Falta o que? Segurança (policiamento ostensivo).

Carne foi o principal componente que influenciou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2019

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O principal componente que influenciou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 2019 foi a carne, com impacto 0,86% no índice, que representou, também, o maior efeito individual no ano. No acumulado do ano, a alta ficou em 32,40%, sendo que a maior parte, 27,61%, se concentrou no último bimestre de 2019, o que foi o suficiente para que o IPCA fechasse o ano passado em 4,31%, a maior taxa desde 2016, e superior ao centro da meta de inflação de 4,25% fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Em dezembro, o indicador registrou a maior alta para o mês, desde 2002, de 1,15%, enquanto em novembro tinha sido de 0,51%.

Como a carne têm um peso grande no indicador, a influência é maior no índice. Somente em dezembro, os preços tiveram alta de 18,06%, que acabam refletindo em outros componentes do IPCA.

“Ela [carne] tem um efeito grande na parte de alimentação fora do domicílio, porque gera uma inflação de custos para bares e restaurantes, assim como, tem efeito também em outras proteínas e alimentos, como no caso dos pescados e frangos. As pessoas buscam substituir a carne por outros produtos e isso acaba encarecendo os preços também [dos outros produtos]”, explicou o gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Pedro Kislanov da Costa.

Segundo Pedro Kislanov, o INPC, sem o impacto da carne, teria ficado em 3,54% no ano. “Nota-se que teve um efeito grande sobre o resultado, mas no final das contas, ele ficou muito próximo do centro da meta definida pelo Conselho Monetário Nacional, que foi de 4,25%. O resultado do ano foi de 4,31%, então, ficou dentro do esperado pelo governo e pelo Banco Central”, observou.

No início do ano, o indicador também sofreu impacto de outro componente do grupo alimentação e bebidas. O feijão carioca acumulou elevação de 105% no primeiro trimestre. No fim do ano, os preços voltaram a subir e fecharam o ano com elevação de 55,99%. “Nos três primeiros meses do ano, a gente teve uma questão climática de excesso de chuvas, que prejudicou a colheita. Com isso, o feijão acumulou uma alta de 105% nos três primeiros meses. Depois ao longo do ano a gente observa deflação com uma segunda safra do feijão, mas no final do ano o feijão retomou uma trajetória de alta. Ficou com mais de 20% neste mês de dezembro, fechando o ano com quase 56% de alta”, disse, acrescentando que será preciso aguardar o mês de janeiro para ver se o produto mantém a trajetória na mudança do ano.

No grupo de transportes, que fechou com alta de 3,57%, os maiores efeitos foram com os ônibus urbanos (6,64%) e a gasolina (4,03%). No grupo habitação, o maior impacto foi o preço da energia elétrica, que acumulou alta de 5% em 2019, apesar de ter recuado em quatro meses do ano. De acordo com o IBGE, a mudança de bandeira tarifária influenciou o comportamento desse componente. Desde novembro, vigoram novos valores das bandeiras com a amarela a R$ 1,343, a vermelha patamar 1 em R$ 4,169, e a vermelha patamar 2 em R$ 6,243, a cada 100 quilowatts hora consumidos.

Planos de saúde

Os planos de saúde, com alta de 8,24%, foram um destaque no grupo Saúde e Cuidados Pessoais, que subiu 5,41%. Os planos de saúde têm um peso muito grande dentro do orçamento das famílias e acabaram fechando o ano com alta bem maior do que a alta do próprio IPCA. Em 2019, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou um reajuste de até 7,35% nas mensalidades dos planos de saúde individuais.

De acordo com Pedro Kislanov, o único grupo a apresentar deflação foi o de artigos de residência, com recuo de 0,36%, causado pelas quedas dos preços de TV, som e informática de 4,41% e de mobiliário, de 1,21%.

Os dez itens mais representativos em termos de impactos de alta representam 59,16% do IPCA, entre eles as carnes, planos de saúde, energia elétrica, ônibus urbano, jogos de azar e gasolina. “A gente percebe muito a presença dos itens monitorados nas principais pressões tanto pela variação acima do índice geral, como também pelo peso no orçamento das famílias. Plano de saúde e energia elétrica são itens com peso maior no orçamento das famílias”, disse o analista do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE André Almeida.

Previsão

Para o gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE, Pedro Kislanov, agora é preciso aguardar se em 2020 o comportamento dos preços será o mesmo. No caso da carne, no final de 2019 houve uma restrição na oferta no mercado doméstico, por conta do aumento das exportações, principalmente para a China. “A gente tem um ano todo aí pela frente. Podem ter diversas questões de demandas que podem influenciar os preços tanto da carne quanto dos outros produtos, então, não tem como fazer uma previsão neste momento”.

De acordo com Pedro Kislanov, ainda não se pode garantir que o resultado do IPCA tenha relação com a retomada da economia. Ele porém não afastou a perspectiva de influência em 2020. “Esse resultado do mês de dezembro foi muito influenciado pelas carnes, então, tem mais a ver com uma questão de oferta do que de demanda, que normalmente sinaliza uma retomada da economia. No entanto, a gente tem observado que os dados do PIB melhoraram, a gente teve uma redução da taxa de desocupação, então, pode ser que isso venha, de fato, gerar efeitos no IPCA de 2020”, disse.

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980. O indicador se refere às famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos, independentemente da fonte, e atinge dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Carne, só se for mijada. E viva. Cadáveres estou fora.

Número de usuários do gás natural canalizado no RN aumenta mais de 12% em 2019

A quantidade de usuários do gás natural canalizado no Rio Grande do Norte aumentou 12,18% em 2019. O número contabilizado pela Companhia Potiguar de Gás é consequência do incremento dos investimentos efetuados pela empresa na expansão da rede na Grande Natal e Mossoró.

No ano passado, a Potigás ultrapassou a marca dos 25 mil clientes nos quatro segmentos de atuação (comercial, residencial, industrial e veicular) e terminou o ano com 25.661 usuários. No total, foram interligados à rede de gasodutos da empresa 2.738 clientes, sendo a maioria do segmento residencial.

“O aumento do número de clientes do gás natural canalizado é um ganho para toda a sociedade. Isso porque a segurança do combustível é maior, tendo em vista que não é armazenado em botijões e em caso de vazamento, por ser mais leve do que o ar, o produto se dissipa rapidamente. Outro motivo é a melhoria dos padrões ambientais porque o gás natural é mais limpo, contribuindo para a redução de emissão de poluentes”, explica Larissa Dantas Gentile, diretora presidente da Potigás.

Além da segurança e sustentabilidade, os usuários ainda contam com a economia do combustível, que ficou ainda maior nesse mês de janeiro de 2020, além da praticidade de ter acesso ao gás 24 horas por dia, nos sete dias da semana, com pagamento por meio de fatura somente após o consumo.

Ano de 2019 foi o segundo mais quente da história

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O ano de 2019 foi o segundo mais quente da história, de acordo com o Serviço de Mudanças Climáticas da União Europeia. A segunda década do século 21 foi a mais quente desde o início dos registros.

Os dados divulgados pelo Copernicus Climate Change Service mostram que as temperaturas mundiais em 2019 ficaram abaixo das de 2016.

Já em um recorte por continente, 2019 foi o ano mais quente na Europa desde o início do registro de dados.

“Os últimos cinco anos foram os mais quentes já registrados e a última década foi a mais quente já registrada”, afirmou Jean-Noel Thepaut, diretor do centro Copernicus, citado pela AFP.

As temperaturas gerais em 2019 ficaram 0,6 graus Celsius (°C) mais quentes que a média de 1981 a 2010 e a temperatura da Terra, nos últimos cinco anos aumentou entre 1,1°C e 1,2°C do que no período pré-industrial.

O Copernicus Climate Change Service afirma que as concentrações atmosféricas de carbono continuam aumentando, tendo atingido os seus níveis mais altos, no ano passado.

O aumento da temperatura acontece um ano depois que as Nações Unidas afirmaram que as emissões de gases de efeito estufa precisavam cair cerca de 7,6% a cada ano, até 2030, com o objetivo de limitar o aumento das temperaturas para 1,5°C.

Agência Brasil

Vinte e nove municípios no RN registraram casos de raiva animal em 2019, diz boletim da Sesap; morcegos lideram

Foto ilustrativa: Prefeitura de Piracicaba

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio da Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (Suvam), atualizou os dados sobre a ocorrência de casos de raiva animal no Rio Grande do Norte. Até 30 de dezembro de 2019, foram confirmados, por diagnóstico laboratorial, 91 animais com a doença: 81 morcegos, cinco raposas, dois bois, dois cães e um equino.

Os casos foram registrados em 29 municípios do RN, entre os quais se destacam, por maior ocorrência, Santo Antônio (15), Caicó (12), Parnamirim (10), São Tomé (8) e Macaíba (7).

Orientações

A raiva é transmitida pela saliva do animal infectado – principalmente, cão e gato, ou de animais silvestres, como morcego e sagui – através da pele ou mucosas, seja por mordedura, arranhadura ou lambedura. A principal forma de prevenção é a vacinação de animais domésticos e de pessoas que foram expostas ao risco.

A orientação da Sesap é para que as vítimas de mordeduras lavem o local com água corrente e sabão e procurem imediatamente a unidade de saúde mais próxima. O vírus rábico é muito sensível a agentes externos e ao lavar o ferimento com água corrente e sabão, ou outro detergente, isso diminui, comprovadamente, o risco de infecção.

Natal tem redução de 41,4% de homicídios em 2019; Parnamirim e São Gonçalo também apresentam números positivos

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) divulgou os dados estatísticos que fazem um balanço das ocorrências de Condutas Violentas Letais e Intencionais (CVLIs) em todo o ano de 2019.

Veja mais: Número de homicídios no RN em 2019 atinge menor patamar dos últimos cinco anos

Trazendo dados de alguns municípios, o maior destaque fica pela capital potiguar, que apresentou uma redução de 41,4% nas Condutas Violentas Letais Intencionais, passando de 483 em 2018 para 283 em 2019. Parnamirim, com queda de 26,9% (caiu de 108 para 79) e São Gonçalo do Amarante, com -17,6% (saiu de 125 para 103), também tiveram dados positivos.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silva disse:

    MORO presidente.!!!!
    Depois do Mito é claro.

  2. Raimundo disse:

    Viva Sérgio Moro

  3. Luso disse:

    Deve ser a cara fêa da guvernadora, até os bandido tem mêdo, pense numa muié fêa. Kkkkk

    • Ric disse:

      Não consigo entender essa estatística, não vejo violência diminuindo em canto nenhum, pelo contrário está e cada dia mais próximo da gente, moro no cidade verde, e naquela região quando vamos comprar pão , e preferível ir a um grande supermercado do que ir numa panificadora. E lamentável a situação em que o nosso querido estado se encontra.

Integração do São Francisco recebeu mais de R$ 1,3 bilhão em 2019; Eixo Norte, que vai beneficiar o RN ,está 97% finalizado

Foto: Divulgação

Mais de R$ 1,3 bilhão foram investidos pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) nas obras e ações dos eixos principais do Projeto de Integração do Rio São Francisco, em 2019. Os recursos foram concentrados principalmente na recuperação de etapas que já apresentavam 100% de execução física, mas que exigiram intervenções e reparos no sistema, a exemplo do Dique Negreiros, no Eixo Norte, e da Barragem Cacimba Nova, no Eixo Leste, com objetivo de avançar na conclusão do maior empreendimento hídrico em construção no país.

“Felizmente, as águas do ‘Velho Chico’ voltaram a percorrer os trechos e estão seguindo rumo aos estados que serão contemplados nos dois eixos – Norte e Leste”, disse o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, ao fazer um balanço das ações realizadas no âmbito do projeto, no ano passado. O avanço da água, porém, só foi possível após a realização de diagnósticos, serviços e reparos nas duas estruturas – Dique 1217 e Cacimba Nova, ambos em Pernambuco – construídas, respectivamente, entre 2013 e 2015 e no período de 2012 a 2014.

Segundo o MDR, nos dois trechos, aproximadamente 2 mil trabalhadores atuaram intensamente no dique e na barragem, inclusive com turnos 24 horas. No Dique 1217 no Eixo Norte, por exemplo, parte do núcleo argiloso foi rebaixado em 10 metros para viabilizar a injeção de cimento ao longo de toda extensão da estrutura. Foram realizadas mais de 500 perfurações na rocha da fundação para consolidar poros e fissuras. “Uma ação de grande complexidade, mas essencial à segurança da população e do empreendimento. O ministério tem respeitado rigorosamente o protocolo de enchimento estabelecido pela Agência Nacional de Águas (ANA)”, disse Canuto.

Eixo Norte – 260 km

O Eixo Norte está 97% finalizado e vai levar a água do São Francisco para os estados de Pernambuco, do Ceará, da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

Em 2019, o trecho recebeu R$ 356,9 milhões do MDR e as águas do rio avançaram, pela primeira vez, em direção ao reservatório Negreiros, em Salgueiro (PE).

“Atualmente, as águas seguem por gravidade rumo ao reservatório Milagres, localizado entre Verdejante (PE) e Penaforte (CE). Até o final deste trimestre, será disponibilizada ao reservatório Jati, em solo cearense. O sistema vai garantir a segurança hídrica de mais de 4,5 milhões de pessoas nas regiões do Rio Jaguaribe e Metropolitana de Fortaleza”.

Eixo Leste – 217 km

No Eixo Leste, em 2019, os investimentos somaram R$ 77,3 milhões. Destinaram-se à execução de serviços complementares de engenharia consultiva, programas ambientais e recuperação de estruturas. Desde 2017, quando foram finalizadas as obras para condução das águas, o Eixo Leste tem abastecido mais de 1,4 milhão de pessoas em 46 municípios, sendo 12 em Pernambuco e 34 na Paraíba.

Em 2019, o Governo Federal garantiu a continuidade do abastecimento dessas localidades. Com objetivo de manter a segurança da população que mora às margens dos canais e da estrutura, foi realizado inspeções e análises na Barragem Cacimba Nova, em Pernambuco. Por duas vezes – em abril e agosto –, o bombeamento foi interrompido no trecho em razão de alertas emitidos na fase de enchimento do reservatório.

Além disso, o Ramal do Agreste – que levará água do Eixo Leste para mais de 2,2 milhões de habitantes em Pernambuco – contou com aporte de R$ 591 milhões da União.

Reservatórios estratégicos

Os recursos do MDR voltados ao Projeto São Francisco, em 2019, também foram investidos na recuperação de reservatórios estratégicos para o empreendimento. Receberam recursos da ordem de R$ 43 milhões as barragens de Curema (PB), Lima Campos (CE), Poço da Cruz (PE), São Gonçalo (PB), Poções (PB), Barra do Juá (PE) e Armando Ribeiro Gonçalves (RN).

Operação e energia solar

O ministério aplicou também R$ 274,1 milhões que asseguraram a operação, gestão e manutenção das estruturas já em funcionamento.

Para baratear o custo e viabilizar a água para população, o Governo Federal, em 2019, incluiu o Projeto no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Casa Civil. O planejamento é realizar, de forma integrada, o leilão de geração de energia solar, autorizado pelo presidente Jair Bolsonaro, com a concessão de operação e manutenção do empreendimento.

Segundo o ministro Gustavo Canuto, a previsão é economizar cerca de 25%, com a redução do custo do metro cúbico da adução de água bruta de R$ 0,80 para R$ 0,60.

Em todo o ano de 2019, o MDR investiu mais de R$ 2 bilhões em obras e ações que vão garantir a segurança hídrica da população no país.

Agência Brasil, com informações do Ministério do Desenvolvimento Regional

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Juninho Play disse:

    Os 3% que falta deve ser pq Fátima está no meio do caminho comendo bokus atrapalhando as obras

  2. Pedro Passos disse:

    Pense num blog para ter comentários dos bozonaros…acéfalos

  3. Pull ricard disse:

    Kkkkkkkk
    Já prestaram atenção que com o Mito, Jair Bolsonaro presidente as obras não para???
    Acabou a roubalheira desenfreada.
    O dinheiro agora rende.
    Kkk

    • Paulo Supla disse:

      O MDR está finalizando os trechos em que 100% da obra já se encontrava pronta, GADO BURRO!
      Manutenção de trechos que se deterioraram na sequência natural de execução das obras, correções de problemas que surgem numa obra desse porte… O RN está na etapa final, mais distante para a região ser alcançada, porisso faltando 3% do eixo Norte. Qual a inconsistência disso?

Número de mortes violentas cai 26,3% no RN em 2019

Segundo dados da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análise Criminal (Coine) da Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed), em uma parceria com o Observatório da Violência (Obvio), o ano de 2019 comparado com o anterior registrou uma queda de 26,3% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). Em números, de janeiro a dezembro do ano passado foram 1.446 mortes, contra 1.963 no ano anterior.

O levantamento ainda informa que o mês de dezembro foi o mais violento segundo o Obvio: foram 132 óbitos, crescimento de 16,8% em relação ao mesmo mês de 2018, que registrou 113 mortes. Já o período com o menor índice em 2019 foi fevereiro. Foram 103 óbitos em 2019, contra 181 no ano anterior, o que equivale uma queda de 43,1%.

Em 2019, Brasil registrou cinco armas por hora para pessoas físicas

Foto: Reprodução/TV Integração

Sob o governo de Jair Bolsonaro, o Brasil bateu recorde de novas armas de fogo registradas em um só ano: foram 44.181 entre janeiro e novembro de 2019, alta de 24% em relação a todo o ano passado. É o maior número de autorizações para posse — isto é, para ter uma arma em casa — concedidas pela Polícia Federal desde 2010, segundo estatísticas inéditas obtidas pelo GLOBO com base na Lei de Acesso à Informação (LAI). O levantamento diz respeito apenas a registros para pessoas físicas, excluindo, por exemplo, aquisições de órgãos públicos e empresas de segurança e também dos CACs (colecionadores, atiradores e caçadores), cujo registro é feito pelo Exército.

Mesmo sem os dados referentes a dezembro, o país vendeu cinco armas por hora a cidadãos comuns em 2019— maior média do que em todos os outros períodos analisados. Ano a ano, os registros de armas vêm aumentando. Em 2018, esse número era de 35.758, o maior até então — um aumento de 8% em relação ao ano anterior. A média era de quatro armamentos vendidos por hora.

Em 2019, os maiores crescimentos percentuais de aquisições de armas em relação ao ano anterior ocorreram em Tocantins (645%), Mato Grosso do Sul (241%) e Mato Grosso (219%). Os números deste ano são três vezes maiores do que os de 2010, quando foram catalogados 12 mil novos armamentos.

Facilitar o acesso da população a revólveres e pistolas foi uma promessa de campanha do presidente. Desde que assumiu, Bolsonaro editou oito decretos sobre porte e posse de armas. Quatro foram revogados após serem contestados por áreas técnicas do Congresso e pelo Ministério Público Federal, que os consideraram inconstitucionais.

Autorizações para porte

Pesquisadores ressaltam que um dos principais riscos do aumento de armas nas mãos de cidadãos comuns é o roubo dos equipamentos, que acabam usados por criminosos.

— Os impactos são graves. A gente tem um consenso nas pesquisas de que a arma legal, a tal da arma do cidadão que compra para se defender, é uma arma que migra para o crime. Não é verdade que vai ficar guardada em casa, ela vai ser roubada. Quando fazemos rastreamento de armas usadas no crime, até cerca de 40% delas têm essa origem. É a arma que o seu João comprou e foi roubada — diz Isabel Figueiredo, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Houve também aumento no número de porte de armas — a autorização para andar armado —, sob a justificativa do uso para defesa pessoal, em relação aos anos anteriores. Na comparação com 2018, o crescimento foi de 4% (de 2.961 para 3.090), também sem considerar dados de dezembro deste ano. Os maiores aumentos percentuais ocorreram em Paraíba (246%), Maranhão (200%) e Sergipe (156%).

Para Bruno Langeani, do Instituto Sou da Paz, o fato de Bolsonaro não ter conseguido facilitar por decreto regras para o porte de armas — o presidente recuou da ampliação para diversas categorias profissionais e decidiu enviar ao Congresso um projeto de lei que contempla o tema — fez com que o número de autorizações para andar armado não subisse ainda mais. Por outro lado, Langeani destaca que houve alta expressiva de armas para posse, mesmo com a dificuldade de se entender que regra está valendo, em meio às idas e vindas dos decretos presidenciais.

— Bolsonaro não conseguiu mudar na canetada o porte, mas a venda de armas cresceu. Antes a regra (para posse) era conhecida, vigorou por 15 anos. Com Bolsonaro, tivemos três diferentes, em janeiro, maio e outra em junho. Só em agosto o Exército regulou os calibres permitidos para o cidadão comum. Se mesmo com a confusão toda para saber que regra está valendo ou não, houve crescimento expressivo, imagina quando isso estiver estabilizado — explica.

O pesquisador ressalta outra mudança importante feita pelo governo. O registro de posse passou a valer por dez anos e não mais por cinco anos.

— É uma outra flexibilização que é perigosa. Você só checa a aptidão para ter uma arma dez anos depois. Todas essas pessoas só vão renovar e precisar fazer os testes de novo em 2029. Além disso, há cinco ações pendentes de julgamento no Supremo, que pode derrubar as regras que estão valendo. A gente não sabe como ficará a questão para quem já conseguiu a posse de arma esse ano. Fica uma insegurança jurídica — diz Langeani.

O governo também quadruplicou potência das armas de uso permitido a cidadãos comuns, desde que tenham calibre permito pelo Exército. Retirou ainda a necessidade de apresentação de atestado de antecedentes criminais na renovação, o que entra em conflito com decretos anteriores, e facilitou a posse de arma particular para militares e policiais, que ficaram dispensados de apresentar requisitos como atestado de aptidão psicológica.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raimundo disse:

    Mesmo assim os índices de criminalidade caindo

  2. Carlos Bastos disse:

    Atenção não brige no trânsito o povo está armado, cuidado.

    • Gen disse:

      Nem tente assaltar o cidadão, muito menos fazer arrastões em residência ou pontos comercial, vai que um desse que comprou arma está por lá, aí quem você achava que estava indefeso, vai poder reagir, e o sabidão pode passar por baixo, e levar chumbo. Hehehe

RN registrou 890 armas em 2019; veja números por estado com mais de 44 mil no país

Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O Brasil bateu recorde de novas armas de fogo registradas em um só ano: foram 44.181 entre janeiro e novembro de 2019, alta de 24% em relação a todo o ano passado. É o maior número de autorizações para posse — isto é, para ter uma arma em casa — concedidas pela Polícia Federal desde 2010, segundo estatísticas inéditas obtidas pelo GLOBO com base na Lei de Acesso à Informação (LAI). O levantamento diz respeito apenas a registros para pessoas físicas, excluindo, por exemplo, aquisições de órgãos públicos e empresas de segurança e também dos CACs (colecionadores, atiradores e caçadores), cujo registro é feito pelo Exército.

Mesmo sem os dados referentes a dezembro, o país vendeu cinco armas por hora a cidadãos comuns em 2019— maior média do que em todos os outros períodos analisados. Ano a ano, os registros de armas vêm aumentando. Em 2018, esse número era de 35.758, o maior até então — um aumento de 8% em relação ao ano anterior. A média era de quatro armamentos vendidos por hora.

Em 2019, os maiores crescimentos percentuais de aquisições de armas em relação ao ano anterior ocorreram em Tocantins (645%), Mato Grosso do Sul (241%) e Mato Grosso (219%). Os números deste ano são três vezes maiores do que os de 2010, quando foram catalogados 12 mil novos armamentos.

ARMAS REGISTRADAS POR PESSOAS FÍSICAS POR ESTADO

MG
6.379

RS
5.228

SC
4.749

PR
3.746

SP
3.265

GO
3.153

MT
1.937

PA
1.735

RJ
1.541

BA
1.427

PE
1.354

ES
1.338

RO
1.171

RN
890

MS
872

PB
854

MA
743

CE
559

PI
508

AL
476

SE
417

DF
380

RR
364

AC
336

TO
313

AP
226

AM
220

TOTAL DE ARMAS

REGISTRADAS

44.181

Com informações de O Globo

Fátima anuncia 13º na conta de ativos no dia 31 e de inativos no dia 02 de janeiro; salário de dezembro neste sábado

Foto: Reprodução

Anuncio da governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra(PT), sobre o pagamento do décimo terceiro referente ao ano de 2019 foi publicado em suas redes sociais na manhã desta sexta-feira(27).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Guimarães dos Santos disse:

    Meu caro Deco, não passo pano na situação de governo nenhum. Sei e muito bem que teve uma "dobradinha de Robinson com Fátima" e ela sabia sim, agora, infelizmente, o "rombo começou desde o governo de Rosalba quando ele começou a mexer no FUNFIR. Robinson assumiu, a acabou de raspar o tacho, por isso que o Governo do RN está a deriva, e nem sei se será possível chegar ao porto (equilíbrio das finanças). Era meu amigo, votei em Robinson pensando que haveria melhorias na segurança, saúde, educação, infraestrutura, etc…piorou! Agora, se chegarmos ao final de 2020 e o RN estiver nessa situação de calamidade financeira, ai só terá um jeito: PEDIR FALÊNCIA!

  2. Ceará-Mundão disse:

    O Brasil está melhorando (em TUDO, graças ao governo Bolsonaro). Infelizmente, tais melhoras não são suficientes para tirar o RN desse "buraco". O que tem sido feito, por exemplo, para resolver a grave crise financeira do estado? NADA. Próximo ano não haverá os recursos extras que vieram esse ano :pré-sal, venda da folha de pagamento e adiantamento dos royalties do petróleo. Este último fará falta no futuro (O RN está gastando ANTES de receber). É aí, como a governadora irá se virar? Se, para pagar os salários de 2019, necessita desses recursos, como será em 2020? E depois? E os fornecedores do estado? E a saúde (ela está até fechado hospitais). Trenós pelo RN. Parece ser o que resta fazer.

  3. Ceará-Mundão disse:

    O RN está um caos. Essa governadora disse que usaria TODO recurso extra para pagar os salários atrasados. Está usando para pagar os salários de 2019. NADA fez para resolver realmente a crise financeira do estado. Fornecedores em atraso, saúde PIORANDO (se é que isso é possível), economia estagnada, educação idem (com viés de baixa), NADA sendo feito em favor do povo potiguar. Jurou até dia desses (junto com os demais governadores de esquerda) que não havia necessidade de reforma da Previdência (só prá tentar prejudicar o governo Bolsonaro) mas já anunciou a dela para fevereiro. O RN segue sua triste saga. A culpa é do eleitor. Agora, aguentem.

  4. Zé Lopes disse:

    Votei nela,acreditei! Mas, dor de barriga não só dar uma vez. Nunca mais. Espero o tempo que for preciso. Era três folhas, agora é quatro com o décimo!

    • Antonio Guimarães dos Santos disse:

      Também votei nela meu caro Zé Lopes, e até essa data não estou arrependido. Pior seria meu caro, se o Carlos Eduardo tivesse ganho ai nós tava era reiados. Lembra do ex-Governo Garibaldi Filho o que ele fez com os servidores estaduais, suprimindo direitos como: Incorporação de atividades insalubres, produtividades, gratificações, etc, só com 10 (dez) anos ininterruptos de serviço público? Minha filha é servidora municipal da saúde e ele quando era prefeito lascou todos os servidores. Devemos é agradecer a DEUS em estarmos recebendo nossos salários em dia, amigo. Se daqui para a frente o Governo do RN continuar nos pagando em dia e dentro do mês, já é um grande lucro.

  5. Antonio Guimarães dos Santos disse:

    BG, eu não sei porque esse pessoal – servidores estaduais – reclamam tanto! O Governo do RN fazendo das "tripas corações" para deixar, nós, barnabés estaduais recebendo em dia e dentro do mês, ainda ficam reclamando. Sabe o que é isso? Falta de informações em acessar o portal de transparência, lê de tudo sobre o governo estadual, principalmente sobre as finanças, ai vão para as redes sociais chamar o governo "disso e daquilo". Não devo a partido/politoco, seja de "A ou B", (sou concursado da DATANORTE) onde tenho mais de 28 anos de estado. Devemos é levantar as mãos aos céus e agradecer a DEUS por estamos recebendo nossos salários em dia. Vocês esqueceram rapidinho como foi a administração do ex-governo Robinson Faria? Quantos meses ele deixou de salário atrasados? Desde janeiro/2019, estamos recebendo em dia, vamos receber o nosso 13º no dia 31/12/2019 (ativos) e no dia 02/01/2020 (inativos), querem mais o quê? Alguns até poderão dizer: mais era para ter pago antes do dia 20/12! Balela para gato que não quer leite. Mostra ai qual/quais governos estaduais e até municipais já pagaram aos seus servidores o 13º antes do dia 20 de dezembro de 2019!

    • Deco disse:

      Antônio, você fica só passando pano na situação!!
      Lembre-se que o governo anterior, Robson, foi eleito em aliança com o PT; Foi Henrique contra Robson e PT. Portanto, a situação financeira do estado sempre foi do conhecimento de Fátima. Na gestão atual Fátima, já ciente de toda situação, se propôs a governar para acertar o estado. Estamos aguardando.
      Você me parecec muito compreensivo… era assim, também com Robson ??

    • Sandra disse:

      Dizer que os salarios estao em dia, sendo que nao estao, eh o mesmo que fazer um divida em prestacoes, pagando a terceira adiantada e deixando as duas primeiras atrasadas.
      O Estado nao esta pagando os salarios em dia, mas abandonou o compromisso de honrar as folhas que estao em atraso.
      Nao importa se foi A ou B que nao pagou, pois a governadora afirmou em campanha eleitoral que IRIA colocar a folha de pagamento em dia.
      Sera que algum servidor ira dizer que o salario e o 13o de 2018 nao estao fazendo falta e o nao pagamento deles geraram descontrole das financas?
      Quem nao pode com o pote, nao pega na rodilha!

  6. Pedro disse:

    Essa senhoro do G… D….., como disse seu comparsa pinguço de nove dedos, vai ter 04 aninhos se ficar nas mentiras pequenas, bem como, nas derrotas da sua gestão. Não fez nada, fica com essa lorota de pagar em dia, o que é mentira, por sinal, Vera disse a verdade, salário é obrigação é não favor, isso é uma analfabeta de calças curtas que o destino vai colocar no ostracismo.

    • Antonio Guimarães dos Santos disse:

      Pedro, tu és servidor estadual? Se for amigo, tá achando ruim o Governo do RN tá pagando em dia e dentro do mês? Não sou petista e nem esquerdopata, mais dou a "César o que é de César". Assim como o Governo Federal, não votei nele e nem no Haddad, mais nem por isso vou torcer um governo que assumiu agora recebendo heranças malditas dos seus antecessores… Amigo, você e a senhora Vera devem é agradecer em tá com seu salarialzinho no bolso. Se os Governos, respectivamente do RN e federal estão falando lorotas (mentirinhas) só saberemos depois de 2020.

  7. Vera disse:

    Gostaria muito de saber q língua essa gente usa para tentar se comunicar? Genteeee… Pátria educadora a serviço dos IGNORANTES!! PQP, está explicado os representantes q escolhem, estão a altura!! Quanto a essa LOROTEIRA pagar salários, décimo, nada mais é do q obrigação, os servidores trabalharam, trabalham e tem q receber, pagar salários ñ é projeto de governo ñ!!

    • Antonio Guimarães dos Santos disse:

      Ué, Vera, não estás recebendo teu salário em dia não? (dentro do mês). Para de reclamar, veja em que situação financeira o RN está, Vera. O teu e o meu salário estão em dia, nosso 13º vamos receber no dia 31/12/2019, quer mais o quê? Sobre os atrasados (dezembro e o 13º de 2018), até abril/2020, estaremos com ele nos nossos bolsos. Relaxa, amiga!

  8. Germano Júnior disse:

    Gado minion, é melhor aceitar que dói menos! Ano que vem Fátima pagará os dois meses atrasados pelo Pinóquio Robinson, e aí REELEIÇÃO ESTARÁ SEGURA!!!! OITO ANOS DE GOVERNO DO PT! Durmam com essas seus bagaços! 5.4.3.2.1 vai aparecer um gadinho perguntando: E O PT, E o Lula? Kkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkk

    • Antonio Guimarães dos Santos disse:

      Germano, todos os governos são assim, seja ele municipal, estadual ou federal. Independente que seja ano de eleição ou não, quero é tá recebendo a minha grana em dia. Sobre mentiras (apostas-navalhas-cartas marcadas) o Governo Bolsonaro já deu mostras de como será. Só não sei se o da Governadora seguirá o mesmo caminho. Aguardemos pois o "trote das carruagens…"

    • Ceará-Mundão disse:

      Rio Grande sem norte e sem sorte. Mas a culpa é do povo, que se deixa enganar por essas porcarias. É triste ver um péssimogoverno com O esse ainda encontrar quem o aplaude. Certamente, algum comissionado. Talvez também sindicalista. Até agora, essa senhora não disse a que veio. Mentiras e incompetència, apenas isso. E agradeçam o que AINDA está dando certo à ajuda do governo federal, seu desafeto, por sinal. Dele vêm recursos financeiros extras (muitos) e medidas na área de segurança, que fazem os índices de criminalidade caírem em todo o país.

  9. Mariano Medeiros disse:

    Hipócritas

    • M.D.R. disse:

      O funcionalismo, ñ espere algum do PT , a economia do GOVERNO do PT, é para outros fins. Agente! Arrecadações em aumentando sucessivamente e ñ veja de Bom agrado essa discriminação do GOVERNO pagar o funcionalismo de forma inexplicável.

    • M.D.R. disse:

      O funcionalismo, ñ espere algum do PT , a economia do GOVERNO do PT, é para outros fins. Agente! Arrecadações vem aumentando sucessivamente e ñ veja de Bom agrado essa discriminação do GOVERNO pagar o funcionalismo de forma inexplicável.

  10. Flávio A disse:

    Interessante é que o cheque que a assembléia autorizou de mais de um bilhão e setecentos,na narrativa era para se pagar tbm os atrasados de novembro de 2018.., Sinceramente não sabemos mais em quem confiar,e os servidores todos no cheque especial, empréstimos consignados ou na mão de agiotas. E pior grande parte doente com a situação pq estão passando. E OS SINDICATOS SILENTES. VERGONHA.

  11. RACIONAL disse:

    O estômago dos aposentados deve ser menor que o dos ativos . Lembrando se alguém sobreviver até lá também será um aposentado. Pense nisso governadora !!!

  12. Eduardo RR disse:

    Ela nao ta nem ai para o de 2018, pq nao e da ossada dela. Infelizmente no Brasil, é cada um por si e Deus por todos! Nap pensam no proximo! mas no final da vida desses politicos voces vao ver qual sera! Aqui se faz e aqui se paga

    • Antonio Guimarães dos Santos disse:

      Eduardo, como não tá nem ai para os atrasados de 2018? Você sabe qual é a realidade financeira do estado? É calamitosa, amigo! O próprio BG poderá lhe explicar direitinho, já que ele é um cara antenado com as coisas do nosso estado. Tenha calma, vai relaxando ai que, até o meio do ano de 2020, teremos embolsado tudo!

  13. Fernado disse:

    Governadora primeiro novembro de 2018 respeitando ordem cronológica

  14. Manoel disse:

    E o de 2018? Quando sai?

    • Ricardo disse:

      Nunca !

    • Manoel disse:

      Nunca mais

    • Antonio Guimarães dos Santos disse:

      Manoel, também estou para receber meus salários de dezembro e o 13º de 2018, mais nem por isso estou desesperado. Primeiro: Não foi na atual gestão essas dividas. Segundo: O Governo do RN vai ter de pagar. Terceiro: Aguarde até abril de 2020, que teremos surpresas quando o orçamento abrir.

Desemprego no país recua para 11,2% em novembro; resultado é melhor que o esperado por analistas

Foto: Marcos de Paula / Agência O Globo

A taxa de desemprego desacelerou em novembro para 11,2%, informou o IBGE na manhã desta sexta-feira. Nos três meses encerrados em agosto, que servem como base de comparação, a falta de emprego atingia 11,8% da força de trabalho. Em novembro do ano passado, 11,6% da população brasileira não tinham emprego.

A projeção dos analistas consultados pela agência Bloomberg era de uma taxa de desemprego de 11,4% para novembro de 2019.

Minirreforma trabalhista: Programa Verde Amarelo muda regras que vão além do emprego para jovens

Mais uma vez, a informalidade atinge níveis recordes no Brasil. O número de trabalhadores por conta própria chegou a 24,6 milhões de pessoas em novembro, crescendo 1,2%, na comparação com agosto, e 3,6% em relação a novembro de 2018.

Assim, a população ocupada também atingiu novo recorde na série histórica: 94,4 milhões de trabalhadores. Em relação a agosto deste ano, a alta foi de 0,8%. Quando a comparação é anual, o aumento foi de 1,6%.

Com a geração de vagas informais, o rendimento médio dos trabalhadores não teve variação. Entretanto, a massa de rendimento cresceu 2,1% na comparação com agosto e 3% frente ao trimestre encerrado em novembro do ano passado.

A quantidade de desalentados — pessoas que deixaram de procurar emprego por não acreditar que tem chances — permaneceu estável em ambas as comparações, representando um grupo de 4,7 milhões de brasileiros.

Mercado formal

Os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, (Caged), que considera apenas os empregos com carteira assinada, apontam que o país gerou 99.232 empregos em novembro. O número representa o melhor resultado para o mês desde 2010.

Os empregos com carteira assinada em novembro foram puxados pelo comércio, que respondeu por saldo positivo de 106.834 contratações, sobretudo no segmento varejista.

O Globo

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Gilberto disse:

    A taxa de desemprego no Brasil caiu a 11,2% no trimestre encerrado em novembro, mostraram dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, puxada por contratações no comércio perto do fim do ano, MAS A INFORMALIDADE BATEU NOVO RECORDE, num sinal dos desafios para o mercado de trabalho em 2020.

  2. Lope disse:

    Não adianta ir pra rua defender os lulu's da vida e voltar pra casa com um escravo motorista e pedir a outro escravo uma comida…

  3. Ana disse:

    Haja uber. Motoristas de carro, moto e bicicleta. Isso é emprego mesmo? Ou bico. Sem carteira, férias, décimo, direito de nada, os novos escravos.

    • Bruno disse:

      Só para refrescar sua mente, quando o PT assumiu o governo, todos que recebiam bolsa família, não contabilizavam como desempregado, pela sua colocação vemos claramente que você é um petralha também.

    • Bento disse:

      Tire a trave dos olhos e assim você poderá contemplar as mudanças que aconteceram em nosso país e foram grandes e boas.
      Só o fato que ladrões foram descobertos e presos por corrupção só isto basta para o país ter credibilidade novamente.
      Sorria temos um Presidente justo capaz e honesto.

    • Ana disse:

      Discordo Bruno, creio que o país tem melhorado muito em segurança, juros menores e perspectiva de anos melhores, porém em relação a emprego acho que tá fraco, retiraram muitos direitos dos trabalhadores e botaram pra f….no povão na hora de se aposentar, se vc acha pouco, deve ser um ricão e não precisa de um salário e uma aposentadoria digna. Sim, e por sinal votei em Bolsonaro, e detesto a turma dos petralhas, mas infelizmente não sou cego.

Vendas no Natal disparam 9,5%: melhor resultado desde 2014

Foto: Emerson Tersigni/G1

A previsão se confirmou. O Natal de 2019 foi o melhor em anos — ao menos para o varejo. Segundo balanço feito pela Associação dos Lojistas de Shopping (Alshop), as vendas natalinas deste ano superaram as do ano passado em 9,5%. Este é o mais forte crescimento do comércio varejista para esta época do ano desde 2014.

A forte aceleração no fim do ano fez o faturamento do comércio varejista saltar 7,5% ao longo do ano, superando a expectativa de alta de 5%. A projeção de receitas do varejo nos shoppings centers alcançou 168,2 bilhões de reais em 2019.

“No ano passado, havia expectativa de que 2019 seria um ano mais forte, mas teve uma frustração, porque só no terceiro trimestre é que a recuperação começou. O primeiro semestre foi muito fraco. O varejo volta a apresentar um caminho de recuperação agora no último trimestre deste ano”, diz Rodolpho Tobler, economista da Fundação Getúlio Vargas.

Entre os setores que impulsionaram as altas estão vestuário, brinquedos e cosméticos, que lideraram as vendas no Natal. De acordo com Roberta Naveiro Garcia, gerente de marketing do Shopping Cidade São Paulo, o desempenho do comércio de eletrônicos também chamaram a atenção nesta época do ano. “O lançamento do novo iPhone 11, mais barato do que o anterior, ajudou muito. Trouxe um forte impacto positivo nas vendas de celulares”, diz.

Garcia prevê uma alta ainda maior para o próximo ano. A expectativa da Cyrela Commercial Properties, proprietária do shopping, é de uma alta entre 7,5% e 10% no próximo ano. Previsão que é compartilhada também pela Alshop. “Há uma demanda reprimida”, diz Nabil Sahyoun, presidente da Alshop. “As vendas cresceram acima do esperado em um ano marcado por fatos importantes, como a aprovação da reforma da Previdência, e uma gestão eficiente da política econômica que permitiu a redução dos juros, a liberação do FGTS. O ajuste das contas públicas permitiu que o comércio avançasse e resultasse em novos empregos e aumento nas vendas de forma sustentável.”

Veja

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aof disse:

    Olhem o que o presidente da Alshop frisou : "gestão eficiente da politica economica" (Min Paulo Guedes, Governo Bolsonaro). Tá duro para os criticos de plantão.

  2. Silva disse:

    Chupa Lula da silva

  3. Erivan disse:

    2014 = governo do PT. Talkei

  4. Ems disse:

    Notícia péssima… Para os pessimistas e aqueles que torcem contra o país !

  5. Lula ladrao na cadeia disse:

    Não pode …só existe vida no BRASIL COM OS RATOS PTRALHAS NO GOVERNO 😭

Veja os horários das missas de Ano Novo na capital potiguar, região metropolitana e interior

Confira os horários das missas Ano Novo para Natal, Região Metropolitana e outras cidades no interior do Rio Grande do Norte, divulgados pela Arquidiocese de Natal.

PARÓQUIA (Igreja Matriz) 31/12 01/01
Catedral Metropolitana 8h, 11h, 16h30, 19h 19h
Área Pastoral N Sra Impossíveis – Cidade Satélite 18h
Bom Jesus das Dores – Ribeira 18h 17h
Cristo Rei – Pirangi 19h30 19h30
Imaculada Conceição – Loteamento Aliança 20h
Nossa Senhora Aparecida – Neópolis 19h30 19h30
Nossa Senhora da Apresentação – Cidade Alta 18h
Nossa Senhora da Assunção – Guarapes 20h30
Nossa Senhora Auxiliadora – Felipe Camarão 20h
Nossa Senhora da Candelária – Candelária 18h
Nossa Sra da Esperança – Cidade da Esperança 19h 19h
Nossa Senhora de Fátima – Parque das Dunas 23h30
Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Quintas 00h 8h / 19h
Nossa Senhora dos Navegantes – Redinha 21h
Sagrado Coração de Jesus – Morro Branco 20h 17h
Santa Clara – Pitimbu 19h 19h
Santa Luzia – Boa Esperança 21h
Santa Maria Mãe – Conj. Santa Catarina 21h 19h
Santa Rita de Cássia – Ponta Negra 18h
Santana – Capim Macio 18h
Santana – Soledade 2 19h30
Santo Ambrósio Francisco Ferro – Planalto 19h
Santo Afonso Maria de Ligório – Mirassol 19h 19h
Santo Antônio de Pádua – Parque Coqueiros 21h
Santuário dos Mártires – Nazaré 22h 17h
São Camilo de Léllis – Lagoa Nova 17h 19h
São Francisco de Assis – Cidade Satélite 18h 18h
São João Batista – Lagoa Seca 19h 18h
São João Batista – Vila de Ponta Negra 19h 19h
São João Bosco – Gramoré 6h, 20h30 8h, 19h15
São José – Cidade Nova 21h
São José de Anchieta – Lagoa Nova 19h30
São Pedro Apóstolo – Alecrim 17h 17h
São Sebastião – Alecrim 19h30 19h
São Tiago Menor – Santarém 20h 18h

 

GRANDE NATAL

PARÓQUIA (Igreja Matriz) 31/12 01/01
Área Past. Santo Expedito – Jardim Petrópolis 19h45
Nossa Senhora da Conceição – Macaíba 20h
Nossa Senhora da Conceição – Nova Parnamirim 19h 19h
Nossa Senhora de Fátima – Parnamirim 22h
Nossa Senhora do Carmo – Parque das Nações 19h30 18h
Santo André de Soveral – Emaús 17h
São Gonçalo – São Gonçalo do Amarante 22h
São João Batista – Pitangui 20h
São Lucas – Conjunto Amarante 19h30
São Mateus Moreira – Cidade Verde 20h 19h

 

INTERIOR

PARÓQUIA (Igreja Matriz) 31/12 01/01
Área Past. N. Sra. da Saúde – Boa Saúde 23h 19h30
Área Past. N Sra dos Navegantes – Rio do Fogo 22h
Nossa Senhora da Conceição – Ceará-Mirim 21h
Nossa Senhora da Conceição – Maxaranguape 22h 7h
Nossa Senhora da Conceição – Santo Antônio 20h
Nossa Senhora da Conceição – São Rafael 22h
Nossa Senhora da Conceição – São Tomé 22h30
Nossa Senhora da Pureza – Pureza 22h
Nossa Senhora das Dores – Brejinho 22h
Nossa Senhora das Graças – Afonso Bezerra 23h
Nossa Senhora de Fátima – Passa e Fica
Nossa Senhora de Nazaré – Parazinho 22h30
Nossa Senhora do Amparo – Coronel Ezequiel 21h
Nossa Senhora do Livramento – Taipu 22h
Nossa Senhora do Rosário – Alto do Rodrigues 22h
Nossa Senhora dos Prazeres – Goianinha 22h
Nossa Sra Perpétuo Socorro – Barcelona 22h
Sagrado Coração de Jesus – Riachuelo 20h
Santa Teresinha – Tangará 23h
Santa Rita de Cássia – Santa Cruz 22h30
Santana – Santana do Matos 22h
Santo Antônio de Lisboa – Tibau do Sul 22h15 19h30
São Francisco de Assis – Lagoa de Pedras 21h
São João Batista – Arez 22h
São João Batista – Montanhas 22h30
São João Batista – Pendências 22h30
São Paulo Apóstolo – São Paulo do Potengi 22h
São Pedro Apóstolo – São Pedro 21h
São Vicente Férrer – Itajá= 20h 17h

 

OUTROS

LOCAL 31/12 01/01
Anfiteatro do campus da UFRN – Natal 19h
Colégio Nossa Senhora de Fátima – Tirol – Natal 18h
Igreja Sagrado Coração de Jesus – Poço Branco 20h
Santana – Passagem 20h

Fiscalização da PRF no período de Natal autua 59 motoristas por embriaguez ao volante no RN; 1.537 multas emitidas em diversas infrações

Foto: PRF/Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal contabilizou quatro acidentes graves e uma morte, esta por atropelamento na BR-101, em Parnamirim, durante o feriadão de Natal em rodovias federais do Rio Grande do Norte. No trabalho de fiscalização, 59 motoristas foram autuados por embriaguez ao volante entre os dias 21 e 25 de dezembro.

A PRF ainda informa que registrou 1.537 multas durante o período; 105 motoristas foram autuados por ultrapassagem em local proibido. Ainda de acordo com o levantamento da corporação, foram 7.528 motoristas fiscalizados; 2.019 foram submetidos ao teste do bafômetro.

No período de fiscalização, a PRF comunica que prendeu 31 pessoas por crimes como dirigir embriagado, tráfico de drogas e porte ilegal de arma.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bento disse:

    Tenho um conselho para os infratores.
    Vai brimcar… ótimo… cuide bem de você e de sua família contrate um profissional nos dias de festas para ficar a sua disposição evitando assim tristeza para sua família e a dos outros
    Quantos profissionais que ficariam felizes, ganhariam seu dinheiro, e evitariam acidedentes.

  2. Carlos disse:

    Brasileiro é fod….. sempre querendo ser esperto e levar vantagem em tudo. Não adianta reclamar feito cachorro que late e não morde dos políticos e juduciário corrupto, quando o próprio cidadão não cumpre com as regras e sempre está tentando o famoso jeitinho, que nada mais é do que uma put. Sacanagem e malandragem safada.