4 chás para descer a menstruação atrasada

O chá de agoniada é um ótimo remédio caseiro para fazer descer a menstruação atrasada, assim como o chá de angélica, boldo e cravo-da-índia pois estas plantas medicinais melhoram a circulação sanguínea e estimulam a menstruação, ajudando a diminuir o inchaço e o mal estar próprios da tensão pré menstrual (TPM).

Porém, antes de tomar este tipo de chá a mulher tem que fazer um teste de gravidez para ter certeza que não está grávida, para não prejudicar o bebê ou a gravidez, pois qualquer chá indicado para acelerar a menstruação atrasada pode provocar a contração uterina, e consequentemente causar aborto ou levar a mal-formação do bebê.

1. Chá de Agoniada
O chá de agoniada estimula os hormônios que dão origem à menstruação, sendo muito indicado para regular o ciclo menstrual, além de diminuir a dor e o desconforto comuns da TPM. Ela ainda acalma a ansiedade, tem ação laxante e protege o estômago, trazendo sensação de alívio e bem-estar para mulher quando a menstruação está atrasada.

Ingredientes

5 g de flores de agoniada
500 ml de água
Modo de preparo

Colocar a água para ferver e depois de fervida, adicionar as flores de agoniada. Deixar amornar, coar e beber cerca de 2 a 3 xícaras do chá por dia até a menstruação descer.

2. Chá de Angélica
O chá de Angélica também pode ser usado pois esta planta medicinal favorece a motilidade uterina, levando à descida da menstruação.

Ingredientes

10 g de raiz de angélica
500 ml de água
Modo de preparo

Colocar a água para ferver e depois de fervida, adicionar a raiz de angélica. A seguir, coar e beber o chá 3 vezes por dia.

3. Chá de boldo
O chá de falso boldo assim, como o boldo-do-chile estimula o útero, sendo uma outra opção natural para descer a menstruação atrasada.

Ingredientes

5 folhas de falso boldo ou boldo-do-chile
500 ml de água
Modo de preparo

Colocar a água para ferver e depois de fervida, adicionar as folhas de boldo. A seguir, coar e beber o chá 3 vezes por dia.

4. Chá de cravo-da-índia
O chá de cravinho também ajuda a descer a menstruação porque estimula a contração dos músculos do útero.

Ingredientes:

1 colher de sopa de cravo-da-índia
500 ml de água
Modo de preparo:

Colocar os ingredientes numa panela deixar ferver durante aproximadamente 5 minutos e depois coar e tomar ainda morno. Deve-se tomar 3 vezes ao dia.

Outra forma natural para descer a menstruação atrasada é tomar o chá de canela. Veja como preparar este remédio caseiro em: Canela pode acelerar a menstruação.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Thiara disse:

    posso tomar o cha de Arruda misturado com folhas de boldo e quítoco

  2. Vitoria disse:

    Despois de leva golpes consegui compra
    Cytotec 61981541987

  3. juliana santos disse:

    posso mistura a 4 ervas agoniada,boldo,cravo,angelica?

Confira o #AgendãodoBG para este final de semana

Se liga nas dicas do Blog do BG para este final de semana.

Sexta-feira (20)

– A Noite dos Palhaços Mudos
Espetáculo que reúne truques de magia, números musicais e muito humor chega a Natal
Local: Teatro Alberto Maranhão (TAM)
Início: 20h

– Festa das pick-ups
Muita música eletrônica com os DJs  Júlio Rodrigues (SP), Túlio Banja (PE), Fam Matos (RN), Guga Holanda (RN) e Ronni Vannuccy (RN) comandando as pickups
Local: Dublin Irish Pub
Início: 23h

– Smirnoff Vibes
Muita música eletrônica com o Projeto Light House (DJ Maria Helena e o guitarrista Vini Frota) e com os DJs Caverna, Felipe Diniz e Múcio NT.
Local: Maranello
Início: 23h

– Prévia do Botequim Tá na Hora
A bandas Humanos Por Acaso abre a noite com pop-rock e e DuSouto encerra a noite com dub-reggae-samba-rock
Local: Botequim Tá na Hora
Início: A partir das 19h

– Sexta Bossa Jobim
Noite de gastronomia e muito chorinho com o trio Bruno Barros, José Augusto e Leonardo Tavares
Local: Jobim Gastronomia & Música
Início: 21h30

– Sexta Rock Friend
As bandas Yanks e SevenTwo animam a noite com muito pop-rock
Local: Casanova Ecobar
Início: A partir das 22h

– Especial Deep Purple
A banda Black and Blues toca os sucessos da banda de rock inglesa
Local: Hell’s Pub
Início: A partir das 22h

Sábado (21)

– Galã Vip

Galã do Brega e Segundo Sanfoneiro

Local: Bar da Cueca

Início: 21h

– Em Briga de Marido e Mulé Ninguém Mete
A dupla Zé Lezin e Cinderela volta a Natal para nova temporada da tradicional comédia
Local: Teatro Riachuelo
Início: 21h

– A Noite dos Palhaços Mudos
Espetáculo que reúne truques de magia, números musicais e muito humor encerra temporada em Natal
Local: Teatro Alberto Maranhão (TAM)
Início: 20h

– Thatiene Tábata – Ligeiramente Grávida
Monólogo cômico estrelado pela atriz Cláudia Magalhães é promessa de muitas gargalhadas
Local: Casa da Ribeira
Início: 20h

– Quiosque Chopp Brahma
Tradicional chorinho e samba dos sábados animam o público
Local: Quiosque Chopp Brahma (Natal Shopping)
Início: A partir das 13h30

– Conexão Recife
A bandas pernambucana Faringes da Paixão abre a noite com muito brega e o forró da banda Me Pega encerra a noite
Local: Pepper’s Hall
Início: 22h

– Aonde esta meu ôto pá?
Festa com grandes atrações locais como Dusouto, Danina Frommer e DJ Samir
Local: Casanova Ecobar
Início: 22h

– Tarde de Woodstock
Pra quem gosta, muito rock alternativo com as bandas The Fluxo, SuperSonika, Gato Sépia, Overbode Simioides
Local: Woodstock Bar
Início: 15h30

Domingo (22)

– Mart’nália
A cantora e compositora que conquistou o Brasil com sua música e seu carisma anima o público na turnê Não Tente Compreender
Local: Teatro Riachuelo
Início: 20h

– Dora, A Aventureira
Espetáculo infantil educativo conta as aventuras de uma criança de 7 anos
Local: Local: Teatro Alberto Maranhão (TAM)
Início: 17h

– Thatiene Tábata – Ligeiramente Grávida
Monólogo cômico estrelado pela atriz Cláudia Magalhães, promessa de muitas gargalhadas, encerra temporada
Local: Casa da Ribeira
Início: 20h

Tem moto? Então confira seis dicas para economizar combustível!

Alguns motociclistas reclamam do alto consumo de combustível de suas bikes. De duas uma: ou elas estão com problemas no sistema da alimentação (carburador ou injeção eletrônica) ou eles não estão conduzindo da forma mais econômica. Parece batido e até de senso comum, mas selecionamos algumas dicas simples que podem ajudar a aumentar a autonomia da sua moto. Confira abaixo:

1º – Evite ficar acelerando sem necessidade. Aprenda a se controlar e não acelerar quando a luz vermelha do farol estiver acionada.

2º – Quando ligar o motor, não fique puxando o acelerador freneticamente. Geralmente é desnecessário ficar acelerando, a menos que a moto esteja com um problema na injeção.

3º – A mudança rápida para segunda marcha tende a manter o motor em rotações mais baixas e com isso economizar.

4º – Adapta-se bem a andar na marcha lenta de sua motocicleta.

5º – Olhe para o farol ou cruzamento à frente. Se estiver fechado pare de acelerar porque não tem sentido chegar antes e esperar. Se você acelerar, em seguida terá que frear. Com isso você queimou gasolina, desgastou os pneus e as pastilhas de freio.

6º – Cuide do seu equipamento. A utilização da vestimenta adequada (jaqueta, capacete, botas, luvas) além de te proteger, oferece menos resistência aerodinâmica.

Fonte: Blog Best Riders

Economista alerta: Consumidor deve tomar cuidado na hora de renegociar dívidas

Os consumidores devem tomar alguns cuidados na hora de renegociar dívidas com as instituições financeiras. O economista da Serasa Experian Carlos Henrique de Almeida disse que antes de procurar um credor, é preciso saber quanto pode pagar e fazer uma contraposta.

“Brasileiro não sabe renegociar dívida. Quando procura o credor, acaba aceitando o que ele oferece. Primeiro, tem ver o quanto pode pagar e sempre fazer uma contraposta”, disse. Em uma renegociação, é preciso ter certeza se realmente é interessante aceitar a proposta. Uma dica é procurar o Procon para conferir a proposta.

Outra dica da Serasa é ficar de olho nas campanhas de renegociação de dívidas de instituições financeiras, com oferta de diminuição de juros e abatimento do valor principal da dívida. As financeiras veem vantagem nesse tipo de renegociação porque pode reduzir o prejuízo e fazer com que o cliente volte ao mercado.

O professor de finanças da Faculdade Ibmec Marcos Aguerri Pimenta de Souza destaca que quem está apertado com as contas deve evitar fazer mais dívidas e elaborar um orçamento anual. Nesse orçamento devem constar as despesas correntes (alimentação, transporte, moradia, lazer, educação, faturas do cartão de crédito etc) e as despesas previstas e sazonais como impostos (IPVA, IPTU, IRRF), datas comemorativas (dias da Mães, dos Pais, da Criança, aniversários, Natal) e férias (julho, dezembro).

“A partir desse orçamento, o consumidor deve fazer uma poupança suficiente para cobrir todas estas despesas. Além dessa poupança, ele deve fazer uma reserva financeira para despesas imprevistas como manutenção do veículo, remédios, multas e outras despesas extras que surgem ao longo do ano”, orientou.

“Obviamente que nesta reorganização das contas, espera-se que os consumidores tenham uma disciplina para anotar e controlar as despesas, e que tenham uma visão mais de longo prazo, ou seja, não planejar apenas as semana ou o mês, mas planejar o ano como um todo”, acrescentou.

Para Aguerri, os brasileiros ainda são “muito imediatistas”. “ Talvez isso tenha ocorrido por termos vivido um longo período de inflação em que se pressionava para o consumo imediato, somado ao fato de que os brasileiros também sejam muito otimistas em relação ao futuro. Tal otimismo nos faz acreditar que podemos consumir agora, mesmo não tendo dinheiro para pagar à vista, mas que teremos melhores condições no futuro para pagar em ‘suaves’ prestações”, destacou.

Na avaliação do professor de finanças, é preciso investir também na educação financeira da população, esclarecendo lojistas, bancos e consumidores. “Um cidadão educado financeiramente é muito bom para todos. Reduz a inadimplência e mantém o consumo regular e constante, sem altos e baixos. Isso promove maior produção e crescimento da economia do país”, enfatizou.

Fonte: Agência Brasil

Ainda não sabe o que fazer no final de semana? Confira as dicas do agendão do BG!

Sexta-feira, 13 de abril

Celso Caurio Rocha
Cantor interpreta sucessos de Elton John, Phil Collins, Scorpions e Alan Jackson
Às 18h no Anitta Cafè, na livraria Nobel.

Marco Luque
Humorista abre temporada do espetáculo Labutaria
Às 21h, no Teatro Riachuelo, no Midway Mall.

Croquis Potiguares
Lançamento da exposição “Croquis Potiguares”, do arquiteto José Clewton
Às 20h, no Buraco da Catita, Rua Câmara Cascudo, Ribeira

Sexta Super Dia do Beijo
As bandas Metamorfose e Black Angels animam a noite.
A partir das 22h, no Taverna Pub, em Ponta Negra.

Tributo a Los Hermanos
Banda Desventura interpreta os sucessos da banda brasileira
A partir das 22h, no Dublin Irish Pub, em Petrópolis.

Noite de sexta no Pepper’s Hall
Banda The Frois e Pedro Luccas agitam a noite com muito pop-rock
A partir das 22h, na própria boate em Ponta Negra.

Sábado, 14 de abril

Marco Luque
Humorista continua temporada do espetáculo Labutaria
Às 21h, no Teatro Riachuelo, no Midway Mall.

Nem um dia se passa sem notícias suas
Edson Celulari e Pedro Garcia Netto encenam uma mais bem comentadas peças desse ano.
Início às 21h, no Teatro Aberto Maranhão.

Reggae Night
Show com a banda potiguar Rastafeeling e discotecagem
Início às 21h, no Casanova Ecobar.

Luiz Gadelha
O cantor e compositor lança o CD Suculento
A partir das 23h, no Centro Cultural DoSol, no Largo da Rua Chile.

Tributo aos Beatles
A banda Help4Five faz show com grandes clássicos da banda inglesa, com direito a exposição e venda de CDs e DVDs.
A partir das 21h, no Whiplash Bar.

Sábado no Pepper’s Hall
A dupla Sirano e Sirino canta clássicos do forró, seguido pelas apresentações de Tiago e Santhafé com o melhor do sertanejo

Domingo, 15 de abril

Choro Potiguar
Diogo Guanabara & Macaxeira Jazz dividem o palco com o saxofonista japonês Kyota Nakagawa
Durante a manhã no Parque das Dunas

Marco Luque
Humorista termina temporada do espetáculo Labutaria
Às 20h, no Teatro Riachuelo, no Midway Mall.

Veja os principais erros que podem levar o contribuinte à malha fina do Imposto de Renda

Essa reportagem do G1 é muito boa, principalmente, para quem ainda não entregou a declaração do imposto de renda. Evitar erros nessas horas é muito importante.

Para não correr o risco de cair na malha fina do Imposto de Renda e ter de retificar a declaração, atrasando o recebimento da restituição – caso seja devida –, o contribuinte deve ficar atento aos principais erros apontados por especialistas consultados pelo G1.

Um dos mais comuns é a divergência de informações relativas a despesas médicas, segundo a Confirp Contabilidade. Na hora de declarar, o contribuinte deve ficar atento para informar na declaração o valor idêntico ao que está nos recibos de gastos dados por médicos, clínicas ou hospitais.

O contribuinte que não declarar os mesmos valores que estão no informe de rendimentos também poderá cair na malha. Se o contribuinte se equivocar e informar o CNPJ errado da fonte pagadora, faltando algum número, por exemplo, também correrá o risco de ter sua declaração do Imposto de Renda retida.

Outro erro frequente, segundo a Confirp, é a omissão de rendimentos recebidos durante o ano. Segundo a Confirp, às vezes o contribuinte se esquece de informar rendimentos de empresas em que trabalhou e foi demitido ou pediu demissão.

No caso de a empresa alterar qualquer dado do informe de rendimentos e não comunicar o funcionário, o contribuinte poderá ter o documento enviado à malha.

Aqueles contribuintes que declaram seus filhos como dependentes também devem ficar atentos. Se deixarem de informar os rendimentos dos dependentes, é possível que a declaração caia na malha fina. Também não é permitido informar dependentes sem ter a relação de dependência.

No caso de contribuintes que têm rendimentos de aluguel, é preciso declara todos os ganhos. Caso não informe na declaração, há a possibilidade de cair na malha fina.

Se o contribuinte informar rendimentos diferentes dos declarados pelos administradores ou pelas imobiliárias, a Receita Federal também poderá considerar como divergência.

O contribuinte deve ficar atento também para não confundir os campos “Situação em 31/12/2010” e “Situação em 31/12/2011”, quando for informar o valor do bem. Segundo o advogado Bruno Zanin, do escritório Mesquita Pereira, Marcelino, Almeida, Esteves Advogados, é justamente por meio dessa informação que o Fisco analisa a evolução patrimonial do contribuinte.

Recomendações

Depois de entregar a declaração, a recomendação do diretor executivo da Confirp, Richard Domingos, é que os contribuintes guardem os documentos por pelo menos seis anos, já que poderão ser solicitados a qualquer momento pela Receita Federal, para prestação de conta.

Caso o contribuinte cometa alguns desses erros e verifique que sua declaração ficou retida na malha fina, será preciso corrigir as informações e enviar uma declaração retificadora à Receita.

Sem atrasos para receber restituição

Quem apresenta a declaração do IR mais cedo, sem erros ou omissões, também recebe a restituição do IR mais rapidamente. As restituições começam a ser pagas pelo leão em junho de cada ano e se estendem até dezembro, em sete lotes. As consultas geralmente são abertas por volta do dia 8 e o pagamento é realizado no dia 15 – quando a data não cai no fim de semana ou feriado. Nestes casos, o depósito é feito no dia útil seguinte.

Os primeiros lotes de restituição de cada ano, porém, geralmente são reservados para os idosos (acima de 60 anos), que, segundo o Estatuto do Idoso, têm prioridade no recebimento dos valores. Em junho do ano passado, por exemplo, no pagamento do primeiro lote do IR de 2011, 1,3 milhão de contribuintes idosos, de um total de 1,5 milhão de pessoas, foram beneficiados. Naquele momento, foram pagos R$ 1,9 bilhão em restituições.

#Dica: Sete erros que podem levar sua declaração de IR para a malha fina

Metade do prazo já passou, apenas 20% das 25 milhões de pessoas que têm contas a acertar com Leão cumpriram a tarefa e o GLOBO ouviu tributaristas especializados em declaração de pessoas físicas para apontar os sete erros que mais levam os contribuintes para a malha fina do Imposto do Renda.

– Acho que os brasileiros fizeram muitas operações com imóveis no ano passado, porque esta tem sido a principal questão dos leitores: vendi um imóvel no ano passado e o que faço agora? – conta Edino Garcia, coordenador tributário da IOB Folha Matic e responsável pelo serviço de tira-dúvidas sobre IR do GLOBO.

– O erro é: quem vendeu um imóvel no ano passado já tinha que ter recolhido 15% de imposto sobre o ganho de capital, ou seja, sobre a diferença entre o valor de compra do bem, registrado na declaração, e o valor de venda.

Esse imposto precisa ser recolhido até o último dia útil do mês seguinte à venda. Quem não o fez, precisa recolher o imposto agora, antes de enviar a declaração do IR. Para isso, deve baixar no site da Receita um programa específico para declarar ganho da capital, calcular o imposto que era devido na data correta e atualizar os valores até hoje, com multa de 1% ao mês (limitada a 20%) mais juros baseados na taxa Selic.

Só não precisa pagar este imposto quem vendeu o imóvel por valor menor do que comprou – o que é muito raro – e quem tem está isento, porque o imóvel era o único que a pessoa possuía, era residencial e foi vendido por até R$ 440 mil e não houve outra venda nos últimos cinco anos. Também se livra da cobrança quem vendeu um residencial (mesmo que não seja o único e independentemente do valor) e usou todo o dinheiro da venda para comprar outro imóvel residencial nos 180 dias seguintes. Se não recolheu o imposto porque pretendia fazer a compra e mas não a fez, ou não usou o dinheiro todo, o contribuinte terá que recolher imposto – sobre o ganho total ou sobre a parte não usada na nova compra. Tudo, claro, com juros e multas.

Compra financiada também gera erro

Os imóveis também lideram a lista de erros mais comuns elaborada pela tributarista Eliana Lopes, coordenadora de Imposto de Renda HR Block,empresa americana especializada em IR de pessoa física que começou a operar no Brasil este ano. E o problema maior afeta contribuintes que compraram imóveis no ano passado, sobretudo financiados.

– Um dos erros mais comuns que percebo é na declaração de aquisição de imóveis, porque colocam o valor do contrato de compra. Por exemplo: o apartamento custou R$ 500 mil, mas na verdade, naquele ano, ela só pagou R$200 mil entre entrada e prestações e financiou R$ 300 mil. Então deve declarar como custo de aquisição R$ 200 mil, que foi o valor efetivamente pago naquele período – explica Eliana.

A regra – que vale para imóveis e outros bens financiados, como veículos – é declarar o valor pago e, a cada ano, e ir somando ao valor do bem os montantes das prestações. Assim, quando o bem estiver quitado, o contribuinte terá declarado o quanto efetivamente pagou, incluindo os juros. E a partir daí, o valor não é mais atualizado.

“Imagine uma pessoa que teve rendimentos de R$ 100 mil num ano e declara que comprou um imóvel de R$ 400 mil. A declaração vai para malha fina por problema de evolução patrimonial, ou seja, o Leão vai querer saber de onde saíram os outros R$ 300 mil, que o contribuinte não declarou e sobre os quais não recolheu Imposto de Renda”, explica ela.

Os rendimentos não declarados, aliás, são os itens seguintes na lista de erros da HR Block. Ganhos de previdência privada, aluguel, com trabalhos eventuais valores recebidos pelos dependentes são exemplos que rendimentos que o contribuinte não pode deixar de declarar.

Leão com memória de elefante

– Um estágio recebido pelo filho dependente ou uma pensão do pai ou da mãe, mesmo de baixo valor, precisa ser declarado. Já vi gente ir para malha filha por causa de R$ 500. Isso ocorre muito, também, com quem tem uma fonte de renda principal, mas faz trabalhos esporádicos para outras empresas e esquece de declarar esse rendimento. A nossa memória pode falhar, mas a da Receita não falha – diz Eliana.

Já o tributarista Rubem Branco, da Branco Consultores, chama a atenção para a dedução das despesas médicas, outro calcanhar de Aquiles dos contribuintes. Nesse item, dois pontos chamam atenção: o primeiro é lembrar que gastos com saúde reembolsados pelas empresas de planos e seguro-saúde não podem ser deduzidos. Em caso de reembolso parcial, o contribuinte só pode deduzir a parcela que ele realmente pagou.

O segundo se refere ao recibo, que precisa estar completo ou será rejeitado pela Receita, caso seja pedida uma confirmação da despesa. Segundo Branco, o recibo deve especificar exatamente o procedimento realizado e ter informações completas sobre o profissional, inclusive o CPF.

– O recibo médico tem que ser quase como uma nota fiscal, senão a Receita glosa. E recibos com valores altos sempre chamam atenção. A Receita não informa qual é o patamar, mas o que a gente observa é que com recibos, a partir do correspondente a 10% da renda do contribuinte, a Receita sempre chama a pessoa para dar explicações.

Fonte: O Globo

Jovens empresários dão dica de como faturar o primeiro milhão de real

Eles têm em comum a juventude e o tino para os negócios. Empresários de setores tão distintos quanto o de animais de estimação e alimentação fora do lar, eles provam que idade não é de modo algum uma barreira para quem pretende dar certo como empreendedor.

Aos 14 anos, Daniel Nepomuceno, por exemplo, já desenvolvia sites. Hoje, aos 25, tornou-se CEO de um deles. Acostumado a desenvolver páginas na internet para empresas de amigos da família, ele entrou no comércio virtual aos 19, como funcionário de uma consultoria. Seu desempenho chamou a atenção de um grupo de investidores e em 2010 ele recebeu um convite para assumir o comando da marca Meu Amigo Pet, um pet shop virtual fundado em 2005.

“Empreender foi quase uma sina porque na minha área é natural oferecerem parcerias”, afirma. Ao assumir o negócio, Daniel Nepomuceno dedicou-se a uma série de pesquisas para conhecer melhor o mercado no qual havia ingressado.
Ele também visitou feiras e eventos ao redor do mundo para trazer novos produtos ao País. Os resultados apareceram rapidamente. Em 2011, a empresa conquistou prêmios, abriu lojas físicas e o faturamento chegou a R$ 1 milhão.

Para alcançar essas cifras, Daniel precisou ainda vencer o desafio de gerenciar pessoas, especialmente executivos mais velhos, com o triplo da sua idade. “No início é necessário ter humildade e mente aberta para saber o que funciona, mostrar o que você pensa, suas ideias, e fazer as pessoas comprarem seu projeto”, diz. Como benefício pelos bons resultados, Nepomuceno, até então funcionário contratado, ganhou participação minoritária no negócio. Para os jovens empreendedores, segundo ele, a dica é buscar uma formação abrangente e também desenvolver amplo conhecimento sobre o mercado no qual atuará.

Uma boa dose de ousadia também não faz mal. Quando estava apenas no segundo ano da faculdade de administração, Juliano Simões, 26 anos, encontrou o ponto comercial perfeito para trazer para a capital paulista a rede de restaurantes por quilo Paulinhos Grill, criada por seu pai no interior de São Paulo. A loja, aberta em 2006, representou um desafio duplo na vida do empreendedor: gerenciar por conta própria um negócio e adaptá-lo ao exigente mercado paulistano. “Foi um começo difícil”, lembra.

A estratégia adotada por Simões foi aparentemente simples, mas deu resultados. Ele sofisticou, em relação aos concorrentes, o ambiente do restaurante e o cardápio. “O público quer qualidade, higiene, ser bem atendido e ter comida boa, mesmo que para isso precise pagar um pouco mais.” Simões amplificou a fórmula e abriu unidades nos principais centros de negócios da capital – Faria Lima, Berrini e Paulista. Em maio, ele inaugura uma nova unidade e espera aumentar em 30% o faturamento, que em 2011 foi de R$ 9 milhões.

A história de sucesso dos empresários Tiago Campos, 25 anos, e Rafael Soares, 27 anos, foi diferente. Eles apostaram em um produto então pouco conhecido no País – o frozen yogurt – e conseguiram crescer rapidamente com a Yoguland.
Formatada para se tornar uma franquia, a rede possui 38 lojas. Hoje febre no País, a dupla precisou suar muito para provar a viabilidade da venda de iogurte como negócio. “Ninguém tinha ideia do que era esse produto por aqui”, relembra Campos. Cada sócio conta ter investido R$ 35 mil na empreitada e os R$ 280 mil restantes foram financiados pela mãe de Soares. Hoje, a empresa fatura cerca de R$ 16 milhões.

A dupla conta que planejou durante quase um ano cada detalhe do negócio e recorreu até a cursos para complementar a formação acadêmica. “Muitas vezes, o jovem empreendedor tem tudo na mão e não abre um negócio por não se sentir totalmente seguro. Acho que o importante é acreditar em você mesmo e quando tiver uma ideia, ir atrás dela”, recomenda Tiago Campos.

Fonte: Estadão

Confira as dicas para passar um carnaval seguro

Carnaval. Tempo de viajar para cidades e municípios onde são realizadas festas carnavalescas, para praias, lagoas e parques aquáticos. Mas você só se preocupa em diversão ou tem um comportamento preventivo contra acidentes?

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte desenvolverá no período de 17 a 22 de fevereiro, a Operação Carnaval 2012, com o objetivo de assegurar à sociedade potiguar e seus visitantes, proteção pública contra incêndios, acidentes e prevenção aquática nas praias mais movimentadas em todo o Estado.

Para ter um Carnaval seguro, o Corpo de Bombeiros disponibilizou um relatório com dicas que podem ajudar a população a prevenir acidentes e outros problemas.

As sugestões vão desde o momento de sair de casa até o local da festa. O Coronel Elizeu Lisboa Dantas, Comandante do Corpo de Bombeiros diz que a prevenção é a principal ação dos bombeiros e a que mais salva vidas!

“Os foliões aos saírem da casa devem tomar todas as medidas de segurança possíveis para evitar acidentes em sua residência, principalmente os relacionados com a rede elétrica ou com o gás de cozinha”, ressalta.

Aos que tem filhos menores ou pessoas de idade avançada em casa, os bombeiros recomendam não deixá-los sozinhos. Antes de viajar, os bombeiros indicam ao folião que fique atento ao planejamento da viagem, inclusive períodos de descanso. A melhor opção é viajar de dia, em condições de boa visibilidade. No volante, a recomendação é para o condutor manter sempre a calma e evitar conversas e distrações, jamais se descuidar da sinalização e nunca parar na pista ou trafegar no acostamento.

Aos primeiros sinais de cansaço, o condutor deve parar em lugar seguro para relaxar. Já as ultrapassagens devem acontecer somente em locais permitidos e quando tiver certeza das condições de segurança”, disse o Coronel.

Mas não é só em casa que os cuidados devem ser tomados. No local do carnaval é importante ficar atento. Evitar tumulto. Se estiver em um, afastar-se com cautela, sem correria. É bom evitar a hostilidade com as pessoas, afinal, em locais com muita gente a paciência é fundamental.

O Comandante dos Bombeiros diz também que se o folião perceber movimento de violência é preciso avisar um agente público de segurança (Polícias civil ou militar, Corpo de Bombeiros).

Com as crianças o cuidado deve ser redobrado e a identificação é sempre importante. “É bom colocar uma identificação com o nome da criança, endereço e número de telefone e pendurar em seu pescoço ou colocar como pulseira em seu braço. Se ela se perder é mais fácil ajudar”, comenta o Comandante.

E aos que encontrarem alguma criança perdida, ele sugere que seja entregue a um policial ou bombeiro. Os responsáveis por ela podem ter como referência para procura, a delegacia de polícia mais perto local do desaparecimento e, em caso de praia, no posto de salvamento dos Guardas Vidas. Para ter um carnaval alegre e sem confusão, brincar de forma saudável é a dica mais importante para todos os foliões.

“Estamos trabalhando para tornar este carnaval o mais seguro dos últimos anos, mas cabe ao folião fazer a sua parte. Seguindo as dicas de segurança do Corpo de Bombeiros, o folião terá a certeza que vai brincar com tranqüilidade e sem supressas desagradáveis”, concluiu o Coronel Dantas, Comandante do CBMRN.

Dicas ao sair de casa:

Verifique se o botijão de gás está fechado;

Verifique se os aparelhos elétricos estão desligados, inclusive com o cabo de força retirado da tomada, se existir algum que deva permanecer ligado, certifique-se que o mesmo ficará em uma tomada exclusiva, evitando a sobrecarga;

Evite deixar crianças menores e/ou pessoas com idade avançada, sozinhas em casa;

Se na sua casa estiver sem energia elétrica, e você estiver usando vela ou similar, certifique-se que essas fontes de calor ficarão apagadas;

Em casos de acidentes de Trânsito

Ao deparar com acidente mantenha a calma;

Sinalize o local (a uma distância de pelo menos 200 m), isso evita outros acidentes;

Mantenha a vítima calma e informe-a que o socorro esta a caminho;

Havendo outros voluntários trabalhe em equipe;

Não execute primeiros socorros se você não for treinado, isso pode agravar a situação da vítima.

No local do evento:

Ao observar tumulto de pessoas não se aproxime;

Se estiver no meio de um tumulto afaste-se com cautela, sem correria;

Evite a hostilidade com as pessoas;

Ao perceber a formação de vândalos, comunique o mais rápido possível a um agente público de segurança;

Se você vai levar criança para o evento, coloque no pescoço dela uma identificação com o nome, o endereço e o nº do telefone;

Ao encontrar uma criança perdida leve-a até um agente público de segurança (Policial Militar, Bombeiro Militar …..);

Se perder uma criança, procure-a na delegacia mais próxima;

Evite usar fogos de artifícios;

Ao encontrar alguém caído no chão, informe a um Agente Público de Segurança;

Evite usar fantasias que possua partes pontiagudas;

Evite aproximar demais do palco;

Evite acessar lugares altos (caminhões, árvores, telhados, muros etc.);

Evite tocar e ou puxar fios elétricos que estejam estendidos no chão;

Se ingerir bebida alcoólica não dirija, se dirigir não beba;

Nunca entre na água após as refeições;

Quando estiver na praia ou pescando num rio, coma somente alimentos leves e beba moderadamente. Dessa maneira, não terá congestão nem perderá o equilíbrio.

Não deixe crianças pequenas e que não sabem nadar brincarem sozinhas na praia, na beira de rios, lagos ou piscinas.