Geral

Cerca de 150 faixas e placas irregulares são removidas pela Semurb no fim de semana nas zonas Sul e Leste de Natal

Foto: Divulgação/Semurb

Cerca de 150 publicidades irregulares entre faixas e tabuletas publicitárias instaladas irregularmente em vias das zonas Sul e Leste de Natal foram removidas pela fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), no último sábado (18). A operação ocorreu nos bairros de Lagoa Nova,Tirol, Ponta Negra, Centro, Alecrim, Rocas e Ribeira.

Toda e qualquer publicidade vista de logradouro público, sem autorização da Semurb, é considerada irregular. As faixas e cartazes publicitários poluem visualmente a cidade, algumas inclusive atrapalham a sinalização de trânsito. Em Natal, o decreto Nº 4.621, de 06 de julho de 1992 regulamenta os meios de publicidade ao ar livre e proíbe a fixação de publicidade em equipamentos públicos, como: postes, árvores, cabines telefônicas e canteiros centrais.

Do total foram 78 faixas e 66 tabuletas, além de um engenho de metal que servia de suporte pra uma placa de grande porte. De acordo com a supervisão de fiscalização e controle de autorização e licenças ambientais (SCALA), o trabalho foi realizado nas Avenidas Alexandrino de Alencar, Salgado Filho, Nevaldo Rocha, Rui Barbosa, Xavier da Silveira, Roberto Freire, Presidente Bandeira e também na Rua Jaguarari. Além disso, a equipe de remoção percorreu as praias de Areia Preta, do Meio e Praia do Forte para retirada do material.

A publicidade só é regular se for institucional e de serviço como a faixa de uma corrida, campanha de vacinação e interdição de rua. Caso seja comercial, deverá ser na fachada do comércio. A multa aplicada para esse tipo de infração começa em R$ 413,27 podendo chegar a R$ 2.066,34 por cada publicidade, explica o supervisor da Semurb, Evânio Mafra.

Denúncias de publicidade irregular podem ser feitas pela população na Ouvidoria da Semurb pelo e-mail [email protected], ou ainda, pelo telefone 3616-9829, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Opinião dos leitores

  1. Mas e quanto à empresa LIMPA FOSSA que poluiu visualmente toda a cidade???? Tem propaganda dela até nos postes do litoral Sul, passando pela orla, Centro e periferia. Cadê a fiscalização atuante da Sermub?????

  2. Dr Ad tá demonstrando ser um bom prefeito. Em 2026 será Governador. Agora basta o filho para Estadual.

  3. Aproveita e tira aquele monte de painel de led quebrado das vias públicas que só tão servindo para poluir o visual.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Semurb interdita três eventos irregulares na orla de Ponta Negra no fim de semana

Fotos: Divulgação/Semurb

Três eventos irregulares que aconteciam no calçadão da praia de Ponta Negra, na zona Sul, foram interditados pelas equipes de fiscalização da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), nesse fim de semana, de 10 a 12 de setembro. Sem licença para uso de espaço público, as festas estavam causando aglomerações com pessoas sem máscara. As interdições ocorreram no sábado (11), durante vistorias de rotina para verificar o cumprimento dos decretos de combate a Covid-19.

As festas foram suspensas imediatamente com ajuda da Polícia Militar e da Guarda Municipal. “Os eventos além de não possuírem licença, causavam aglomerações e ocupavam área pública com bandas e instrumentos musicais como bateria, guitarra, violão, trombone de vara, entre outros equipamentos de som e caixas amplificadoras instalados no calçadão”, relata o supervisor de fiscalização ambiental de plantão, Felipe Oliveira.

A fiscalização ao perceber o fato fez a abordagem aos responsáveis, sendo comunicado da proibição sem a devida licença de uso e espaço público (LUEP). Um dos eventos ocorria nas proximidades do centro de artesanato, o outro com o uso de tendas infláveis e DJ próximo a um estabelecimento comercial na beira-mar e o terceiro com outra banda fazendo uso de música ao vivo, instalado num espaço existente entre o muro de um imóvel e o calçadão.

As equipes também vistoriam estabelecimentos apontados em denúncias de poluição sonora e ocupação de via pública. Ainda na tarde do sábado (11), atenderam a três denúncias na zona Norte de Natal, relacionadas a promoção de música ao vivo. “Os estabelecimentos foram notificados a suspender suas atividades musicais e a Semurb manterá observação para que a notificação seja cumprida”, acrescenta Oliveira.

Já no domingo (12), a fiscalização notificou três food trucks na Avenida Praia de Pirangi, no bairro de Ponta Negra. “Os estabelecimentos faziam uso da via pública como extensão das atividades comerciais sem autorização, com instalação de mesas e cadeiras. Dois deles foram notificados a suspender suas atividades. Além disso, quatro placas de publicidade fixadas irregularmente no canteiro central foram apreendidas”, finaliza o supervisor de fiscalização ambiental.

Enquanto que na noite de sexta (10) seis estabelecimentos foram vistoriados e quatro deles notificados tendo suas atividades de música suspensas. Todos foram orientados a seguir as regras dos decretos atuais da Covid.

Denúncias podem ser feitas pela população na Ouvidoria da Semurb pelo e-mail [email protected], ou ainda, pelo telefone 3616-9829, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. E nos sábados, domingos e feriados pelo Ciosp no 190.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Fim de semana no RN tem previsão de temperaturas abaixo de 20º nas cidades serranas ao calor e pancadas de chuvas em Natal e região

Foto: Ilustrativa

O Rio Grande do Norte tem previsão de temperaturas quentes em algumas regiões, com muito sol. Em algumas cidades serranas, a temperatura mínima pode ficar abaixo dos 20°C.

Na capital Natal e nas praias de São Miguel do Gostoso, no litoral Norte, e Pipa, no litoral Sul, a previsão é de sol com nuvens pela manhã e pancadas de chuva a qualquer hora do dia e da noite no sábado (11).

No domingo (12), a previsão é de sol com nuvens pela manhã e pouca nebulosidade durante a noite.

A mínima chega a 22°C e a máxima é de 31°C em todo o fim de semana.

Mossoró

Em Mossoró, na Região Oeste, a mínima é de 22°C nos dois dias. Já a máxima chega a 36°C no sábado e 37°C no domingo. A previsão do tempo aponta sol com algumas nuvens e sem chuvas no município.

Veja outras cidades AQUI em reportagem do G1-RN.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Bares são autuados no fim de semana em Natal por poluição sonora e descumprir decretos da Covid-19

Fotos: Divulgação/Semurb

A fiscalização da secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) realizou nesse fim de semana, de 27 a 29 de agosto, o monitoramento de bares e restaurantes de Natal para verificar o cumprimento dos decretos municipais de combate a Covid-19 e também para coibir a poluição sonora e ocupação irregular de passeio público. Entre as irregularidades encontradas estavam a permissão de clientes sem máscara circulando no salão, além do distanciamento incorreto entre as mesas e o desrespeito ao avanço da área livre calçada.

A ação resultou na autuação de um bar em Lagoa Nova, por violar regras sanitárias da Covid-19, duas autuações por poluição sonora a bares em Ponta Negra. E ainda, dois autos de infração por descumprimento dos decretos quanto a música ao vivo e ao uso de mesas e cadeiras no passeio público, ficando a empresa intimada a retirar as grades que obstruíam o local e promover o distanciamento de 1m entre as mesas, imediatamente.

De acordo com o supervisor de fiscalização da Semurb de plantão no fim de semana, Iang Chaves, o trabalho da fiscalização vem ocorrendo todos os dias para manter o respeito às normas, mas é preciso que a população também faça a sua parte e se conscientize. Pelas regras os clientes não podem circular sem máscara pelo ambiente dos bares, devem retirá-la somente enquanto estiverem fazendo suas refeições.

“O uso da máscara é obrigatório para fornecedores, colaboradores e clientes. Além disso, o estabelecimento deverá disponibilizar embalagem, para o descarte ou guarda, de fácil acesso em cada mesa. E outras regras e protocolos previstos no Anexo IV do Decreto nº 12.268 , de 26 de julho de 2021”, explica Chaves.

Já Pelo decreto municipal 12.295/2021 os restaurantes, pizzarias, lanchonetes, bares, food parks, lojas de conveniência e similares, bem como as praças de alimentação dos shopping centers poderão promover a readequação dos seus respectivos salões e espaços para disposição de mesas, mas devem manter o distanciamento mínimo de um metro entre as mesas, e número máximo de 14 pessoas por mesa.

Denúncias podem ser feitas pela população pelo canal 24h do Ciosp, no número 190 e também no disque denúncia da Polícia Civil no 181 nos fins de semana e feriados. Já de segunda a sexta-feira das 8h às 16h, pelo telefone da Ouvidoria da Semurb no (84) 3616-9829 ou e-mail [email protected]

Opinião dos leitores

  1. Se o cara quer sair e correr risco de se contaminar, é decisão dele. Agora, ruim é eu ficar quieto em casa e não conseguir ficar em paz porque o povo não consegue escutar som só ALTO, tem que ser ABSURDAMENTE ALTO pra garantir que o bairro inteiro tb não durma, nem assista TV, nem leia, nem consiga botar criança pra dormir!!!!!

  2. Bares e restaurantes ficaram 18 meses sem operar, quando retornam se intensificam as fiscalizações. Está na cara que isso só tem um objetivo, ARRECADAR COM MULTAS! Pouco estão preocupados se empresas fecharam ou empregos foram perdidos! Vivemos em uma fazenda iluminada! Com os currais eleitorais bem definidos!

    1. Aposto que você não mora próximo a um estabelecimento desse. Você estar na sua casa e não conseguir ter paz. No dia que abrirem um ao lado da sua casa, me fala o que achou.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Dois bares, fábrica e igreja em Natal são notificados no fim de semana; de poluição sonora a descumprimento do decreto da covid-19

Foto: Divulgação/ Semurb

Durante o fim de semana, de 20 a 22 de agosto, a fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) esteve nas ruas da capital inspecionando estabelecimentos alvos de denúncias de poluição sonora. Ao todo, 12 locais foram vistoriados, entre eles templos e centros religiosos, bares e uma fábrica. As ações tiveram apoio da Guarda Municipal de Natal (GMN).

No bairro Igapó, uma igreja foi notificada por poluição sonora e descumprimento do decreto da covid-19. Dois bares, também na zona Norte um no Igapó e outro no Potengi, foram notificados pelos mesmos motivos: ausência de alvará de funcionamento e o não cumprimento às regras básicas do decreto municipal da covid na noite da sexta-feira (20).

Segundo o supervisor de fiscalização da Semurb, Felipe Oliveira, o fato que mais chamou a atenção da fiscalização, na noite do sábado (21), foi o bar localizado na rua Dr. José Gonçalves, em Lagoa Nova, que promoveu uma festa de grande porte, desrespeitando o decreto municipal de combate à covid-19.

Entre as normas que foram descumpridas estavam o consumo de bebidas no balcão, pessoas sem máscaras, ausência de distanciamento entre as mesas e contato físico entre garçons e clientes, devido a superlotação no local.

A fiscalização recebeu vários vídeos comprovando o desrespeito às normas. Mesmo que o decreto da Prefeitura permita a capacidade máxima de 600 pessoas, desde o dia 19 agosto, o estabelecimento deve seguir as regras sanitárias. O bar será notificado ao longo desta semana, além de ser interditado parcialmente”, conta Oliveira.

Ainda no sábado, uma fábrica de gelo, nas Rocas, foi notificada por lançamento de água servida em via pública e gerando poluição sonora, sendo a principal fonte de ruído o gerador de energia. O proprietário foi intimado a comparecer à Semurb para prestar esclarecimentos.

Denúncias de aglomeração e não cumprimento do decreto municipal da covid, podem ser feitas pela população pelo canal 24h do Ciosp, no número 190 e também no disque denúncia da Polícia Civil no 181 nos fins de semana e feriados. Já de segunda a sexta-feira das 8h às 16h, pelo telefone da Ouvidoria da Semurb no (84) 3616-9829 ou e-mail [email protected]

Opinião dos leitores

  1. VAMOS DENUNCIAR OS DA ZONA SUL TAMBEM, os contatos estao na noticia: “Denúncias de aglomeração e não cumprimento do decreto municipal da covid, podem ser feitas pela população pelo canal 24h do Ciosp, no número 190 e também no disque denúncia da Polícia Civil no 181 nos fins de semana e feriados. Já de segunda a sexta-feira das 8h às 16h, pelo telefone da Ouvidoria da Semurb no (84) 3616-9829 ou e-mail [email protected].”

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Fim de semana em Natal registra autuações por poluição sonora em bares e casas noturnas

Fotos: Divulgação/Semurb

Entre os dias 23 a 25 de julho, o trabalho da fiscalização da Prefeitura de Natal, com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) de Natal resultou em quatro notificações e quatro autuações. As equipes realizaram três autuações e uma notificação por poluição sonora em estabelecimentos comerciais, uma notificação por lançamento de água da chuva na rede pública de esgotos e outra por descarte irregular de resíduos de construção civil (RCC) em área pública. Além disso, um homem foi autuado com multa grave por maus tratos a animais em Lagoa Seca.

O sábado (24) foi o dia com mais movimentação para as equipes. A fiscalização da Prefeitura esteve na zona Sul inspecionando bares e casas noturnas. O supervisor de fiscalização da Semurb que esteve de plantão durante o fim de semana, Gustavo Szilagyi, explica que em casas noturnas, bares e outros estabelecimentos com música é necessário o cumprimento dos termos da Norma Brasileira (NBR) 10.151, que versa sobre os limites dos ruídos que podem ser emitidos. Na prática da medição a norma é de 55 dB até as 22h e 50dB após às 22h01 até às 7h.

“Uma casa de eventos em Ponta Negra foi interditada parcialmente com música por conta da poluição sonora, pois não conta com tratamento acústico. E um bar, foi autuado pela produção de ruídos acima do permitido na NBR 10.151 na mesma região. Além disso, uma conveniência na Vila de Ponta Negra foi notificada por promover uma festa ilegal em seu entorno e o proprietário intimado a comparecer ao prédio da Semurb para esclarecimentos”, relata Szilagyi.

Já na praia de Ponta Negra, um hotel também foi autuado por poluição sonora, mas a fonte de ruído eram seus geradores de energia. “Segundo a norma, estes equipamentos têm que estar em ambiente enclausurado, a fim de evitar a emissão de energia sonora acima dos limites permitidos”, emenda o fiscal.O mesmo hotel ainda foi notificado por fazer lançamento de água de chuva na rede pública de coleta de esgotos.

“Toda a água de drenagem do hotel estava direcionada para a rede de esgotos, o que faz com que o sistema da Caern entre em colapso durante os eventos pluviométricos e o esgoto extravase pelas bocas de lobo na orla. Demos um prazo de 60 dias para que o hotel corrija o seu sistema e que encerra de imediato os lançamentos irregulares para a rede de esgoto”, disse Szilagyi. A pena prevista para este tipo de infração, é de multa grave, que pode ultrapassar os R$ 8 mil reais.

Outro alvo de fiscalização foi uma boate, no bairro de Candelária, por trás do Sam’s Club, que foi notificada devido seu funcionamento também por poluição sonora. A direção da casa noturna foi intimada a comparecer à Semurb para tratar do assunto.

No domingo (25), um flat em Ponta Negra foi notificado por fazer descarte irregular de RCC em área pública. “Foi aberto um prazo de cinco dias para que o estabelecimento corrija o problema e apresente os Comprovantes de Transporte de Resíduos à fiscalização. Esses documentos permitem que a fiscalização monitore o destino final dos resíduos e garanta que estes não serão descartados em lugares inadequados”, ressalta Szilagyi.

O supervisor da Semurb relata ainda que observou um aumento no volume de pessoas nas ruas. “A procura das pessoas por bares se mostrou intensa em todos os cantos de Natal, tendo sido observado pelos agentes filas em diversos estabelecimentos. É importante lembrar que a pandemia ainda não acabou, mesmo que o decreto do estado flexibilize algumas atividades, cada pessoa deve fazer a sua parte, usando máscara e tomando todos os cuidados de segurança”, alerta.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Natal vacina funcionários dos bancos e Correios neste fim de semana

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal recebeu do Ministério da Saúde imunizantes contra Covid-19 para vacinar os profissionais dos Correios e bancários. De acordo com levantamento, em Natal faltam apenas 1.710 profissionais dessas categorias a serem imunizados. A vacinação deste público vai acontecer neste fim de semana nos drives Palácio dos Esportes e Sesi (o Sesi não abre aos domingos), das 8h às 16h.

Para receber a vacina é preciso que esses profissionais apresentem um desses documentos: Carteira de Trabalho; crachá funcional; contracheque acompanhado de documento de identidade; ou ainda carteira de sócio (a) de sindicatos de categoria profissional.

No fim de semana, a SMS Natal vai continuar vacinando pessoas sem comorbidade na faixa etária de 36 anos e mais, além de grávidas e puérperas.

SEGUNDA DOSE:

CORONAVAC

As pessoas que completaram 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac devem procurar exclusivamente o drive do Palácio dos Esportes.

OXFORD

Durante o fim de semana os quatro drives estarão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou nos dias 24.04 e 25.04.

No site https://vacina.natal.rn.gov.br/ , as pessoas encontram todas as informações sobre a vacinação em Natal.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Fim de semana com autuação de flat por lançamento de água servida e interdição de espetinho em Natal

Fotos: Divulgação/Prefeitura do Natal

Um flat foi autuado por lançamento irregular de efluentes na Avenida Erivan França, em Ponta Negra, que estavam chegando até a orla da praia, no último domingo (20). E um espetinho interditado no bairro Nossa Senhora da Apresentação, na zona norte, por descumprimento das normas de prevenção à Covid-19, poluição sonora e obstrução de passeio público com mesas e cadeiras, no sábado (19) . As infrações foram flagradas pelas equipes de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), durante o plantão do fim de semana, com o apoio da Guarda Municipal (GMN).

O trabalho da fiscalização resultou ainda em dois autos de infração por poluição sonora com a apreensão de sons automotivos e 12 notificações, duas delas por lançamento de água servida por residências e nove por imóveis em descaso ambiental. E ainda, uma outra por poluição sonora e desrespeito aos decretos sanitários em um bar, no bairro do Potengi, também na zona norte.

Segundo o supervisor de plantão da Semurb, Gustavo Szilagyi, na manhã do domingo (20), foi observado o lançamento irregular de efluentes na Erivan França, na Orla da Praia de Ponta Negra e de imediato a fiscalização conseguiu identificar a origem do problema.

“Notamos que os efluentes estavam chegando na altura do Bar do Caranguejo, e por meio do sistema de drenagem chegavam ate a praia. Percorremos as ruas de Ponta Negra e identificamos a origem do material, que vinha de uma tubulação que partia de um Flat localizado na Avenida Engenheiro Roberto Freire. Abordamos o gerente e explicamos os procedimentos administrativos que seriam adotados. Foi entregue o auto de infração ambiental com previsão de multa de até R$ 2.066,34 reais”, conta Szilayi.

Seguindo o patrulhamento de rotina, no sábado (19), a fiscalização atendeu denúncias na zona Norte de Natal, realizadas pela população na Ouvidoria. Um dos alvos era um espetinho, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, que estaria gerando poluição sonora com atividade de música ao vivo e descumprindo aos decretos que visam conter o avanço da covid-19.

No local, as mesas estavam perto uma das outras sem o devido distanciamento, havia grande aglomeração de pessoas, poluição atmosférica com fumaça e obstrução do passeio público. Ainda segundo a denúncia feita à Semurb, o espetinho estava funcionando fora do horário permitido.

“Os fiscais constataram que o estabelecimento se encontrava funcionando com grande quantidade de clientes sentados em mesas e cadeiras, tanto na parte interna e externa no passeio público, obstruindo totalmente a passagem de pedestres e sem respeitar o distanciamento mínimo de 2m entre as mesas, conforme determinado pelo Decreto. Havia também duas tendas e churrasqueiras instaladas na calçada. Na ocasião, ocorria música ao vivo e foi realizado o monitoramento dos níveis de intensidade sonora (NIS), em três pontos, com e sem a atividade de música ao vivo”. relata o supervisor.

Os fiscais lavraram o auto de infração ambiental mais a interdição total das atividades, por descumprir o Decreto Municipal 12.216/2021, e funcionar com número de mesas e cadeiras sem manter o distanciamento exigido. A outra denúncia, foi em um bar no bairro Potengi, que estava descumprindo as regras do decreto em combate a covid-19, além de estar funcionando música ao vivo no local emitindo níveis de decibéis superiores ao permitido.

“O proprietário foi notificado a suspender a música ao vivo e desobstruir a calçada que estava sendo utilizada com mesas e cadeiras. Também em atendimento a denúncias realizadas via Ciosp 190, foram apreendidos dois sons automotivos que estavam em funcionamento em via pública, um no bairro do Alecrim e outro no Bom Pastor. Ambas situações resultaram na lavratura do auto de infração ambiental”, acrescenta Szilayi.

Paralelo as ações, dois moradores no bairro do Pitimbu, zona Oeste, foram notificados por estarem lançando água servida na via pública. E solicitados a remover as ligações no prazo de cinco dias, sob pena de autuação com multa grave. Já na zona Sul de Natal, cerca de nove proprietários de imóveis, no bairro de Ponta Negra, foram notificados por mantê-los em situação de descaso ambiental. Os donos dos terrenos receberam prazo de 15 dias para promover a limpeza de seus lotes, também sob pena de autuação com multa.

Para denúncias de infrações ambientais a população pode utilizar o canal da Ouvidoria da Semurb no (84) 3616-9829 ou e-mail [email protected], de segunda a sexta-feira as denúncias podem ser feitas das 8h às 16h. Ou ainda, nos fins de semana e feriados, pelo canal 24h do Ciosp, no número 190 e também no disque denúncia da Polícia Civil no 181.

 

Opinião dos leitores

  1. Kkkkkkk, ômi essa fiscalização é caolha ou cega, a Ayrton Senna e avenida alagoas tiveram seus espaços públicos e canteiro centrais privatizados ao longo de todas essas avenidas. é fedentina, proibição de passagens de pedestres, pondo em risco suas vidas, álcool e drogas em excesso consumido pelos seus invasores e clientes, prejudicando a passagem de famílias que compraram suas casas, e no projeto alí seria de equipamentos comunitário, como parques, áreas verdes, quadras de esportes, jamais para o fim que a semurb deu. Isso é um escárnio pra os seus moradores, quero saber até quando o MP vai ficar Silente e imóvel a essa agressão com a comunidades

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Sol, pancadas de chuvas e temperaturas com máxima e mínima dos 33º aos 22º: veja a previsão do tempo no RN

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) informação a previsão de predominância de céu nublado a claro em todas as regiões do estado, com pancadas de chuvas sobre o litoral leste devido a influência do vento e da umidade proveniente da região oceânica.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Após novo decreto municipal, fim de semana não registrou ocorrência em Natal

Fotos: Divulgação/Semurb

A fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) não registrou nenhuma ocorrência durante o fim de semana, de 24 a 25 de abril, em Natal. As equipes de plantão não receberam denúncias de aglomeração nas ruas ou desrespeito às normas previstas no decreto em vigor por bares, restaurantes ou similares. A Prefeitura de Natal publicou na última sexta-feira (23), um novo decreto que normatiza a retomada gradual das atividades.

De acordo com as novas regras, está autorizado o funcionamento de restaurantes, pizzarias, lanchonetes, bares, food parks e similares todos os dias da semana, das 11h às 22h, com a permissão de venda de bebida alcoólica. Já os shoppings centers, inclusive as praças de alimentação, também poderão abrir todos os dias das 9h às 22h.

Os permissionários de quiosques localizados na extensão da orla marítima também foram autorizados a retomarem a operação de seus estabelecimentos, permitindo a execução das atividades de locação de mesas, cadeiras e guarda-sois até o limite de 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade, cumprindo todos os protocolos sanitários.

A fiscalização também esteve atuando nas feiras livres para o ordenamento da atividade. No domingo (25), fiscais estiveram monitorando a montagem das bancas da feira das Rocas, na Zona Leste, como objetivo de verificar o respeito às regras de distanciamento. O trabalho está ocorrendo rotineiramente visto que durante outras fiscalizações foram detectadas uma série de irregularidades nesses locais.

“Fomos até a feira das Rocas fazer a conferência do distanciamento entre os módulos das bancas, orientamos aos banqueiros, advertimos sobre o uso de máscaras e a disponibilização de álcool em gel para os clientes”, disse o supervisor de fiscalização da Semurb no plantão, Evânio Mafra.

A organização e espaçamento entre as bancas já vêm sendo cobrados dos feirantes desde o início da pandemia. E todos já foram orientados via Termo de Audiência quanto às regras de distanciamento e quantidade de bancas, inclusive convocados para reuniões na Semurb.

Já no sábado (24), o trabalho da fiscalização foi mais de orientação, as equipes estiveram nas praias e não observaram nenhuma alteração. “Em Ponta Negra, por exemplo, todos os locadores e quiosqueiros estavam obedecendo a quantidade de até oito jogos de mesas, cadeiras e guarda-sóis”, relata Iang Chaves, supervisor de fiscalização de plantão no dia.

Nos fins de semana e feriados, caso a população presencie alguma cena de aglomeração ou outra situação que viole as regras, basta realizar denúncia, que pode ser anônima, pelo canal 24h do Ciosp, no número 190 e também no disque denúncia da Polícia Civil no 181. Já de segunda a sexta-feira as denúncias podem ser feitas das 8h às 16h, pelo telefone da Ouvidoria da Semurb no (84) 3616-9829 ou e-mail [email protected]

Opinião dos leitores

  1. De desde o início da pandemia tivessem feito assim, liberação limitada, e fiscalização, álcool em gel e máscara , não tinha acabado com tantos empregos, e empresas desse ramo, mas preferiram fechar tudo, e o resultado tá aí, covid matando, empresas fechando, e os desempregados passando fome, infelizmente

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Dois Centros Covid de Natal funcionam neste fim de semana

Foto: Alex Régis/Secom

A Prefeitura de Natal mantém abertos neste fim de semana (24 e 25) dois Centros de Atendimento para Enfrentamento à Covid-19 que funcionam no Cemure e no Ginásio Nélio Dias. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai atender à população das 08h às 16h.

O atendimento nesses locais é para pessoas com sintomas leves de quadro que sugira a infecção pelo novo coronavírus como febre, tosse, dor de cabeça ou perda de olfato e paladar. Nos Centros de Atendimento é feita a triagem com a enfermagem, consulta médica e, caso o médico prescreva medicamentos, pode haver dispensação dos remédios, além da testagem swab.

Desde o início de março a SMS/Natal vem adotando a estratégia de ampliar os dias de atendimento à população, funcionando aos fins de semana, e tem registrado uma média de 150 usuários por dia, especificamente aos sábados e domingos, em cada unidade.

Confira os locais de atendimento neste fim de semana:

Zona Oeste – Centro de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure)
Av. Coronel Estevam, 3897 – Nossa Sra. de Nazaré.

Zona Norte – Ginásio Nélio Dias
Av. Guararapes, s/n – Lagoa Azul.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

DE NOTIFICAÇÕES A DISPERSÃO DE PESSOAS: Fim de semana é marcado com aglomerações nas praias de Natal

A fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) atuou intensamente no fim de semana, de 9 a 11 de abril, que resultou em seis notificações, dois autos de infração, apreensões de paredão e a retirada de publicidade de irregular, além de atuar na dispersão de pessoas nas praias da capital potiguar, que descumpriam o toque de recolher imposto pelo Decreto. As ações contaram com o apoio da secretaria de Serviços Urbanos (Semsur) e da Guarda Municipal (GMN).

Segundo o supervisor de fiscalização, Felipe Oliveira, no domingo (11), o primeiro chamado foi na extensão da Praia de Miami, próximo ao Relógio do Sol, onde havia um elevado número de pessoas, composta por pessoas caminhando no calçadão e outra parte realizando práticas de esportes na areia da praia. Sob vaia da população que, não estava cumprindo o toque de recolher integral do domingo, à Guarda Municipal realizou a dispersão das pessoas no local, instruindo irem para suas residências. No mesmo um local, um trailer foi notificado por está comercializando água de coco e instalado guarda-sóis e mesas na faixa de areia da praia.

“O que observamos desde a faixa da Via Costeira até o Relógio do Sol, foram pessoas descumprindo o toque de recolher integral, além de estarem caminhando sem máscaras e realizando aglomerações em diversos pontos. Toda a extensão do litoral potiguar estava lotada, as pessoas estavam vivendo tranquilamente como se não houvesse pandemia”, alertou Felipe Oliveira.

Seguindo na rota da fiscalização, um bar na zona Norte de Natal foi notificado por funcionar normalmente, com um elevado número de pessoas. A Guarda Municipal teve que agir com spray de pimenta, pois às pessoas que estavam no local foram resistente as ordens de dispersão. Na ocasião, um paredão de som foi apreendido e um auto de infração ambiental foi lavrado. Na avenida Moema Tinoco, ainda na zona Norte, um trailer de lanches foi notificado por fazer uso de mesas e cadeiras na via pública, o mesmo foi orientado a ser fechado e fazer a retirada dos materiais. Na mesma rua, foi feita a retirada de publicidade irregular em 10 pontos espalhados pela avenida.

Uma padaria também na Moema Tinoco, foi notificada por estar aberta para consumo interno, a fiscalização da Semurb orientou para que o atendimento fosse suspenso. Além disso, foi feita a retirada de uma publicidade irregular da própria padaria no poste da rua. Já na Redinha Velha, um bar no Mercado da Redinha estava funcionando com direito a consumo de bebidas alcoólicas dentro do recinto, o proprietário foi notificado a fechar o estabelecimento. Também próximo a este local, outro bar foi notificado por gerar aglomeração de pessoas e liberar a consumação de bebidas alcoólicas. Na mesma rua próximo ao bar, foi feita a dispersão de pessoas que estavam realizando uma festa particular.

Já o sábado (10), o dia foi considerado tranquilo pelas equipes de fiscalização, porém houve muita orientação com relação ao consumo de bebidas alcoólicas em bares, além disso, foi observado que nas praias de Natal muitas pessoas andavam sem máscaras. Já na sexta-feira (9) um paredão de som foi apreendido em um bar, na zona Oeste de Natal, e o proprietário foi autuado.

Caso a população presencie alguma cena de aglomeração ou situações que vão contra as regras pode realizar uma denúncia, que pode ser anônima, entrando em contato pelo telefone da Ouvidoria da Semurb no (84) 3616-9829, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, ou ainda pelo e-mail [email protected] . Além do canal 24h do Ciosp pelo 190 e o 181 (Disque Denúncia- Polícia Civil) nos fins de semana e feriados.

Opinião dos leitores

  1. Não adianta abrir inúmeros leitos se os negacionistas ainda vão aglomerar nas praias, nos bares, etc.

  2. Prender o povo e jogar a polícia em cima dos trabalhadores e pessoas de bem parece ser mais simples que ter disponibilizado mais UTI, contratado pessoal de saúde e adquirido equipamentos. Proibir o tratamento preventivo por falta de comprovação científica é simples, mesmo depois de mais de 40 estudo provando a eficácia, mas decretar o lockdown que não tem comprovação científica é o certo.
    Abrir a boca para dizer que a economia se vê depois é simples, mas impor o isolamento e fechar o comércio gerando desemprego, queda da arrecadação é a medida certa.
    A marginalidade no estado diminuiu?
    Se é para parar, para tudo, fecha tudo, essa enrolada de essencial é falácia, fecha farmácia, supermercado, açougue, padaria, mercearia, construção civil, portaria, transporte público, tudo ou nesses locais, tidos como essenciais não tem covid?
    Vou perguntar o mesmo que muitos já fizeram e a resposta, nenhum esquerdista deu, qual era o número de mortes por dia antes do lockdown e qual é com o lockdown a mais de 45 dias?

  3. Animal irracional, nem é desobediente e nem se faz de doido! Lockdown “meia-boca”, ou medidas restritivas no mesmo patamar, de nada adiantam. Nem era pra ter liberado nada, enquanto a taxa de ocupação estiver acima dos 95%, como está hoje. Ficou praticamente cada um por si. Deus nos abençoe!

    1. Eu acho que o próximo decreto vai liberar tudo, escolas, universidades, etc. Vai ser um Deus nos acuda!

    2. Tom concordo com vc, grande parte da população lavou as mãos com o covid e isso é preocupante, nós cobramos muito dos políticos e não fazemos a nossa parte, cobrar por UTIs é fácil o problema é a operação dela pois não é só colocar o leito e sim profissionais que estão escassos no mercado, precisamos é da consciência da população para o momento gravíssimo que estamos vivendo.

    3. A governadora deveria ter aberto novos leitos com os bilhões que recebeu do governo Bolsonaro. Por que não abriu? Fez o que com o dinheiro? Foi MUITO dinheiro.

    4. Cada qual tem que fazer sua parte. Principalmente os governantes. Agora, a pessoa dizer que não foram abertos novos leitos por falta de profissionais de saúde é demais. Digamos que fosse verdade (NÃO É), a governadora fez o que com o dinheiro que recebeu e DEVERIA ter sido aplicado na saúde? Para onde foi o dinheiro, amigo?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Terceiro fim de semana de toque de recolher no RN tem 31 pessoas autuadas e 2 estabelecimentos comerciais autuados por desobediência

Foto: Divulgação/Sesed

Trinta e uma pessoas foram autuadas neste fim de semana em razão de desobediência ao toque de recolher ou por descumprimento dos decretos de combate ao coronavírus no Rio Grande do Norte. De acordo com a Polícia Civil, dois estabelecimentos, ambos na Zona Sul de Natal, também foram autuados pelo Procon Estadual por estarem funcionando sem autorização.

Da sexta (12) para o sábado (13), por desobediência ao toque de recolher, foram lavrados 2 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) em Mossoró, 1 em Upanema e 1 em Currais Novos. Também foi registrado 1 TCO em São José do Sabugi, onde um homem que estava em um estabelecimento comercial se recursou a usar máscara. A PM foi chamada e o homem levado à delegacia.

Já do domingo (14) para a madrugada desta segunda-feira (15), foram mais 5 TCOs, também todos no interior: 3 em Guamaré, 1 em Mossoró e um TCO para um grupo com 22 pessoas em São Paulo de Potengi.

Este foi o terceiro fim de semana de vigência do toque de recolher. No primeiro, foram registrados 2 TCOs por desobediência. No segundo, foram 28 TCOs e 9 estabelecimentos fechados.

Grande Natal

No dia 13 não houve ocorrências, e no dia 14 houve duas autuações do Procon Estadual em estabelecimentos na Zona Sul de Natal.

Opinião dos leitores

  1. QUE ADIANTA ISOLAR A POPULAÇÃO DURANTE À NOITE E SOLTAR DURANTE O DIA TODO?OS ONIBUS LOTADOS E MUITA GENTE NAS RUAS E AVENIDAS….

  2. O povo continua morrendo por falta de atendimento, leitos comuns, leitos de UTI, um verdadeiro descaso com a saúde do estado. Colocar polícia na ruma resolve apenas parte do problema, a governadora devia estar preocupada em dar assistencia aos acometidos pelo COVID, mesmo com restrições de horários, aglomerações, etc, o povo tem que se locomover e aí não tem como não se contaminar.

    1. Só um idiota chamado vitamina diz uma bosta dessa, serviu sim. Quantas vidas foram poupadas com o isolamento social.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Natal abrirá os três Centros Covid neste fim de semana

Foto: Alex Régis

A Prefeitura do Natal decidiu manter o funcionamento dos Centros de Atendimento para Enfrentamento à Covid-19 aos finais de semana, conforme avaliação da demanda semanal dos casos na cidade feita pela Secretaria Municipal. Neste sábado (13) e domingo (14) o Cemure, Nélio Dias e Palácio dos Esportes vão atender a população com sintomas leves de infecção pelo coronavírus (febre, tosse, dor de cabeça, entre outros) das 8h às 16h, com triagem de enfermagem, consulta médica, dispensação de medicamentos e testagem swab com prescrição.

“Essa estratégia a gente já vem adotando no Cemure conforme aumento na procura dos demais centros durante a semana, e tem dado muito certo. Ampliando esse acesso aos sábados e domingos é uma forma dos pacientes terem essa avaliação médica à disposição diariamente. Lembramos sempre que os centros são de atendimento médico e não exclusivamente de testagem”, indica George Antunes, Secretário Municipal de Saúde de Natal.

Os três centros Covid de Natal permanecem com estrutura funcionando de segunda a sexta-feira das 08h às 16h, em todos os dias úteis da semana.

CENTRO DE ATENDIMENTO PARA ENFRENTAMENTO À COVID-19

Zona Oeste – Centro de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure)
Av. Coronel Estevam, 3897 – Nossa Sra. de Nazaré.

Zona Norte – Ginásio Nélio Dias
Av. Guararapes, s/n – Lagoa Azul.

Zona Leste – Palácio dos Esportes
Rua Trairi, 516 – Petrópolis.

Opinião dos leitores

  1. É pq antes as pessoas não adoecim no fim de semana, ou foi só pq Lula mandou o povo ir se vacinar? Dúvida cruel…

  2. Dúvida: e o povo de Natal vai poder sair aos Domingos sem ser importunado pela PM da desgovernadora, mesmo que seja para ir procurar atendimento nestes centros?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Centro de Atendimento para Enfrentamento à Covid no Cemure em Natal funcionará neste fim de semana

FOTO: Divulgação SMS

Diante do aumento de casos de Covid-19 em Natal, a Prefeitura decidiu abrir neste fim de semana, dias 27 e 28, o Centro de Atendimento para Enfrentamento a Covid-19 Cemure. O atendimento será das 8h às 16h. Para ser atendida, a pessoa tem que apresentar comprovante de residência de Natal e documento de identificação com foto.

A medida da abertura do Centro Covid no final de semana foi anunciada pelo Prefeito Álvaro Dias em coletiva de imprensa realizada na segunda-feira (22).

“Vamos monitorar como será a procura do Centro neste fim de semana, durante a semana faremos uma avaliação e decidiremos como será nos próximos finais de semana”, disse George Antunes, Secretário de Saúde de Natal.

O Secretário lembra ainda que os Centros de Enfrentamento à Covid-19 são Centros de Atendimento Médico e não Centros de testagens. “Cabendo apenas ao médico a prescrição de testagem e dispensação de medicamentos”, esclarece Antunes.

A SMS Natal reforça que os Centros Covid atendem casos leves suspeitos da doença, como tosse, febre ou dor de cabeça. Sintomas graves, como falta de ar, devem buscar atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) que funcionam 24h por dia. A população ainda deve permanecer com os cuidados de distanciamento, uso de máscara e higienização das mãos.

Atualmente a população dispõe de três centros de atendimento para enfrentamento à Covid, nas Zonas Norte, Leste e Oeste, com horários de funcionamento de segunda à sexta-feira, das 8h às 16h para o atendimento à população, e dez Unidades Básicas de Saúde que funcionam em horário estendido até 19h ou 20h.

O Cemure fica localizado na avenida Coronel Estevam, 397, bairro Nossa Sra de Nazaré, zona Oeste de capital.

Opinião dos leitores

  1. Braco Prefeito. Por falar nisso, Bolsonaro através da união ainda mantém no ar manual para uso da cloroquina. Absurdo! 250 mil mortes.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Equipes de Fiscalização da Prefeitura interditam 12 estabelecimentos no fim de semana em Natal

No primeiro fim de semana após o Carnaval, as equipes de fiscalização da Prefeitura do Natal atuaram incessantemente nas fiscalizações à bares, restaurante e casas de shows fazendo valer o Decreto Municipal nº 12.135/2020, que determina as normas de combate ao Coronavírus. Desde a sexta-feira (19) até o domingo (21), foram 12 interdições, dez autos de infração, duas apreensões a equipamentos de som e duas notificações. A operação conta com a participação da Guarda Municipal, Secretarias de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), de Mobilidade Urbana (STTU), Serviços Urbanos (Semsur) e da Polícia Militar.

“Foi um final de semana de intensa fiscalização. Muitas denúncias e flagrantes de pessoas que insistem em desrespeitar as regras sanitárias e colocar a saúde da população em perigo. Nossas equipes estão dando tudo para combater essas ilegalidades, mas precisamos também que a sociedade nos ajude e respeite os decretos que prezam pela vida das pessoas”, pediu o comandante comandante da Guarda Municipal de Natal, Alberfran Grilo.

O dia mais movimentado para as equipes foi sábado (20), onde seis estabelecimentos, entre casas de shows e bares foram interditados e embargados por estarem descumprindo também regras do decreto da pandemia. Segundo o supervisor de fiscalização da Semurb, Iang Chaves, “os estabelecimentos que foram interditados não estavam cumprindo o horário de funcionamento permitido até 1h da manhã, além de estarem pecando em problemas pontuais como quantidade de pessoas nos locais, e espaçamento entre mesas e cadeiras. Dois deles bastante conhecidos no bairro Ponta Negra, zona Sul da Capital”, disse.

Em um dos estabelecimentos em Ponta Negra, antes da interdição os fiscais estiveram no local e advertiram os responsáveis sobre o horário de encerramento, visto que havia denúncia de que não vinha cumprindo o horário já há vários dias. Infelizmente foi preciso usar uma medida restritiva para fazer cumprir a norma.

Ainda no sábado, houve apreensão de paredão e som, na comunidade da Guarita, no Bairro Alecrim, zona Leste da cidade. Acionar paredão de som em Natal é proibido pela Lei Municipal 6246/2011 e ocasiona apreensão e multa pecuniária. Já na sexta-feira (19) seis autos de infração foram lavrados, cinco deles eram bares e espetinhos concentrados na zona Norte de Natal, que foram interditados parcialmente.

“Os cinco estabelecimentos estavam descumprindo as normas do decreto da pandemia, como o espaçamento correto entre as mesas, aglomeração e até mesmo fazendo uso da via pública com mesas e cadeiras, um deles estava fazendo uso de equipamento de som. Já um quiosque na Redinha estava fazendo uso também de um paredão de som, o mesmo foi apreendido”, acrescenta Chaves.

Por fim, o domingo (21) foi tranquilo, havendo apenas duas notificações, em um aniversário alertando sobre os cuidados sanitários de distanciamento e uso da máscara. E outro a um bar sobre o horário de funcionamento, capacidade máxima de pessoas e medidas de segurança contra a covid-19. Além de um embargo de uso da via pública e autuação a um espetinho, em Neópolis.

DENÚNCIAS

A população também pode ser um agente fiscalizador realizando uma denúncia, que pode ser anônima, entrando em contato pelo telefone da Ouvidoria da Semurb no (84) 3616-9829, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou ainda pelo e-mail [email protected] Além do canal 24h do Ciosp pelo 190 e o 181 (Disque Denúncia- Polícia Civil) nos fins de semana e feriados.

Opinião dos leitores

  1. Não vejo uma ação dessa na comunidade do Japão, mosquito ou passo da Pátria.
    Encenação pirotécnica para burguês vê.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *