Saúde

Saiba como apenas 6 se infectaram em show com 5 mil em Barcelona; e não há evidências que houve transmissão durante o evento

Foto: Reuters via BBC

Pesquisadores na Espanha dizem que não detectaram sinais expressivos de infecção por coronavírus entre as pessoas que participaram de um grande show realizado como teste no mês passado.

Seis pessoas testaram positivo para Covid-19 14 dias depois de assistir ao concerto em Barcelona, ​​mas essa incidência, segundo os cientistas, foi menor do que a observada na população em geral.

Cerca de 5 mil pessoas participaram do experimento após testar negativo para Covid-19.

Os participantes usavam máscaras, mas não precisavam manter distanciamento social.

Entre as seis pessoas com teste positivo, pesquisadores da Fundação de Combate à Aids e Doenças Infecciosas e do Hospital Universitário Germans Trias i Pujol concluíram que quatro delas foram infectadas em outro lugar, e não no show.

Autoridades espanholas permitiram que o show, que contou com a banda Love of Lesbian, fosse levado adiante como parte de um projeto de pesquisa.

Os pesquisadores descobriram que a taxa de infecção entre os participantes do show foi metade da registrada entre pessoas da mesma idade em Barcelona.

“Não há evidências que houve transmissão durante o evento”, disse o especialista em doenças infecciosas Josep Maria Llibre, um dos pesquisadores, em entrevista coletiva na terça-feira (27).

O especialista explica que, nos 14 dias após o show, foram detectados seis casos positivos. Isso, disse ele, é uma incidência cumulativa de 131 por 100 mil habitantes, em comparação com os 260 casos por 100 mil habitantes que Barcelona registrou no dia do concerto.

Que medidas foram adotadas?

O concerto, realizado no dia 27 de março, foi uma iniciativa do Festivals per la Cultura Segura, um grupo de organizadores de música ao vivo de Barcelona, ​​que se uniram em busca de um protocolo para realização de shows após a pandemia.

Um total de 4.592 pessoas compareceu ao concerto.

No dia do show, todos os participantes tiveram que se submeter a um teste de antígeno, que é mais rápido e mais simples do que os exames PCR. Esse teste não requer análises laboratoriais e seus resultados são revelados em 15 minutos.

Somente aqueles que tiveram teste negativo foram autorizados a entrar no concerto. Também os trabalhadores e convidados tiveram que se submeter ao teste.

O local onde o concerto foi realizado, o Palau Sant Jordi em Barcelona, ​​foi dividido em três setores, cada um com vias de acesso e saída. Os participantes não podiam mudar de setor.

Pontos de controle e verificação de temperatura foram colocados nas entradas.

Os organizadores entregaram aos participantes máscaras do tipo FFP2, que são descartáveis e capazes de filtrar 94% das partículas transportadas pelo ar. São as mesmas utilizadas por profissionais de saúde.

Garrafas de álcool gel desinfetante também foram disponibilizadas para o público.

Os organizadores do evento disseram que a iniciativa de “sucesso” e afirmaram que “começam a ver uma luz no fim do túnel”.

A banda envolvida na experiência, Love of Lesbian, agradeceu aos organizadores e cientistas pelo evento.

“Esperamos que a partir de agora, após esses excelentes resultados, o mundo da cultura seja ouvido como merece”, tuitou a banda.

O show reuniu uma das maiores multidões da Europa desde o início da pandemia e ocorre em um momento em que países ao redor do mundo buscam novas maneiras de realizar eventos públicos com segurança.

Um experimento semelhante de dois dias ocorreu na Holanda em março com cerca de 1,5 mil pessoas.

Foto: Albert Gea/Reuters

BBC

Opinião dos leitores

  1. Parece até aquela bagaçada do show do safadão no Arena das Dunas. Povo td cheio de cana na kbça, dançando e cantando s/ máscara, etc. Um verdadeiro covidário a céu aberto. Mundiça

  2. Todos de máscara FFP2; Todos fizeram testagem antes para o covid, ninguém desobedeceu o protocolo. Meu Jesus , como somos primitivos, aqui no nosso país este show seria uma bagunça geral…

    1. Verdade.Aqui no Brasil o próprio presidente da mal exemplo ..Não usa máscara .se recusa a tomar vacina.aglomera .Dizer mais o quê?

    2. “Todos de máscara FFP2; Todos fizeram testagem antes para o covid, ninguém desobedeceu o protocolo.”

      Existiu algum evento no Brasil pós pandemia que algo parecido ocorreu? Se positivo, alguém demonstre, por gentileza.

    3. Um show como esse pode até não ser mesmo possível no Brasil. Isso porque, por aqui (tem comentário logo acima), vemos gente que assume sua incapacidade para cuidar de si propria, tal qual uma criança, reclamando porque o presidente não usou máscara em alguma ocasião nem quer OBRIGAR as pessoas a usar ou a tomar vacina. Comportamento imaturo, subserviente, de alguém sem personalidade e/ou sem responsabilidade. Da minha parte, já amadureci o suficiente para cuidar de mim mesmo e da minha família e não preciso de decreto nem de coação policial para isso. Aliás, exijo que respeitem minha liberdade e meu direito de gerenciar minha vida. Não sou gado. Rsrsrs

  3. Por enquanto seis ,mas e os portadores sadios,sãns,acho que até os vacinados podem disseminar o vírus.

  4. Povo civilizado, pessoas educas é outra coisa! Estamos muito longe disso. Aliás, quem sai do Brasil para o exterior, viaja no tempo adiante. Quando volta, retrocede à idade média, ou até antes.

  5. Mat´ria tendenciosa e forçação de barra! Até parece que aqui o povo respeita alguma coisa…. Não pode alomeração. A regra é clara.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

FOTOS: Nova Zelândia realiza show em estádio para mais de 50 mil pessoas

Foto: Reprodução/Eden Park

A Nova Zelândia realizou neste sábado (24) um show para mais de 50 mil pessoas – foi o primeiro evento deste porte realizado no país desde o início da pandemia do novo coronavírus. O show aconteceu em Auckland, a maior cidade do país.

Imagens das redes sociais mostram milhares de pessoas reunidas no estádio Eden Park, sem máscaras ou necessidade de distanciamento social. A banda Six60 comandou o show, que marcou um novo passo rumo à normalidade no país.

“Mais de 50 mil fãs da Six60 para comemorar o início de uma nova era para o estádio nacional da Nova Zelândia”, escreveu o Eden Park nas redes sociais.

Desde o começo da pandemia, a Nova Zelândia adotou medidas como lockdown, fechamento de fronteiras e outras restrições em suas principais regiões – a estratégia fez com que o país tivesse pouco mais de 2,5 mil casos de Covid-19 e 26 mortes até esta segunda-feira (26), segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Nas redes sociais, a banda Six60 agradeceu ao público. “Que sonho, Eden Park. Para os livros de história. Obrigado a todos por tornarem isso possível”.

Em fevereiro, a primeira-ministro Jacinda Ardern anunciou um lockdown de três dias em Auckland após três casos locais positivos para Covid-19 – na época, eram as primeiras infecções confirmadas desde o final de janeiro.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Vamos aguardar a defesa do Mito que governa o Brasil, vulgo robôs.

    Contra fatos não há argumentos, todavia, sabemos que eles não creêm na ciência e sim numa ideoligia cega, gado é o melhor termo para caracterizar esse povo que segue para morte o seu executor.

    Interessante eram os “cristãos” que diziam não querer mais ideologias no Brasil, muitos não sabiam nem o que estavam dizendo.

  2. Esse tal de mané, anti-político e não sei quantos mais codinomes, parece que vivem em outro mundo. Onde é que já tá esse paraíso? Será na Venezuela, cuba, Argentina…? Deve ser, né? Governos comunistas.

  3. De novo tu Manoel F, vai jogar porrinha na esquina, teus comentários debiloides, desprovidos de qualquer qualidade, enche o saco.

  4. Isso prova que a política suja, aliada a incompetência e a corrupção, deram o “Tom”, da pandêmia no Brasil. Eu não livro absolutamente ninguém! Nem o governo federal, que tanto enviou e envia ajuda aos Estados e Municípios. Se ao invés disso, tivesse feito uma política de prevenção e distribuído dinheiro diretamente aos empresários, do que auxílio emergencial ao povo, os empresários é que iam ter que lidar com seus empregados. Quanto a parcela mais carente da população, dava um jeito de subsidiar o bolsa família, aumentando o valor e distribuindo cestas básicas a população carente. Assim, os “aproveitadores de plantão”, não receberiam a grana irregularmente. Cesta básica era tudo o que deveria ser distribuído em grande escala, a população carente. Assim, o povo ficaria em casa em um Lockdown total, não gastando portanto, dinheiro com respiradores e insumos em geral. Será que o Presidente da República e/ou seus assessores não poderiam ter tomado essa iniciativa? Pra Nova Zelândia não “quebrar”, muito provavelmente foi feito isso por lá, senão a economia não resistiria. Não tem economia nenhuma no mundo que resista a um Lockdown total, sem que sejam tomadas providências iguais a essas. Se a ideia é a reeleição, então faltou “quengo” e infelizmente muitas vidas foram perdidas, por essa falta de discernimento. Tá certo que a população de lá, é pouco maior que a da Paraíba, mas proporcionalmente, o Brasil teria uma população muito menos infectada, do que tem hoje. Se pegar como exemplo o próprio Estado da Paraíba, dá muito bem pra comparar, pois o mesmo tem menos população que a nova Zelândia. Já que o STF deu autonomia aos Estados e Municípios, os mesmos poderiam ter tomado a atitude da Nova Zelândia, como se fossem pequenos países, como a Paraíba, RN, Alagoas e Sergipe, por exemplo. Fernando de Noronha fez isso! No início da pandêmia eles fecharam tudo e zeraram os casos. Não sei como tá agora.

    1. Querer comparar uma ilha do tamanho de nada com o Brasil, tá de sacanagem?

    2. Joio, se a presidente de lá agisse que nem o daqui, hoje a Nova Zelândia seria uma ilha deserta.

  5. Estão colhendo bons frutos .lockdown direto.isso que é governo .Nós brasileiros ainda vamos amargar muita coisa por termos políticos sem compromisso com o povo .

    1. Exatamente! Mas só conheço um político que nega a pandemia e vacinas e atrapalha as medidas de contenção dessa: O MINTO! TODOS os países que implementaram as medidas restritivas e apostaram na ciência e em vacinas estão agora colhendo bons frutos e voltando à normalidade. Na Austrália já liberaram tudo faz MESES e aqui vivemos este CAOS pq além de tudo temos um presidente INEPTO!

    2. Comparar a Nova Zelandia uma ilha com um país continental é brincadeira né?
      Sem falar que é um país rico e de povo educado, que soube agir rápido contra a doença. parabéns pra eles. A irresponsabilidade é dos governadores que não souberam gerir o que receberam, o covidão vem aí e vai mostrar o lado obscuro de quem pouco se lixou para o povo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Belo foi contratado por R$ 65 mil para fazer show durante a pandemia; cantor já foi solto

Foto: Anderson Borde/Ag. News

O cantor Marcelo Pires Vieira, o Belo, foi contratado por R$ 65 mil para fazer um show na madrugada do último sábado (13/2), no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro.

Segundo o jornal Extra, a defesa de Belo anexou a nota fiscal do show no pedido de habeas corpus. Ainda não se sabe, desse valor, qual a parte que pertence ao artista.

Belo foi preso na tarde dessa quarta-feira (17/2), em Angra dos Reis, costa verde do Rio, por agentes da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod).

Na madrugada desta quinta-feira (18/2), o desembargador Milton Fernandes de Souza aceitou o pedido de habeas corpus feito pela defesa do cantor. Belo deverá ser solto nas próximas horas.

De acordo com a nota fiscal do show, a empresa responsável por contratar Belo foi a Leleco Produções, cujo representante legal é Leonardo Ribeiro de Paiva. Consta também que a empresa contratada para o evento foi a Belo Music Empreendimentos artísticos.

Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. acertado o nome da operação… "é o que eu mereço!"
    Merecia era uns 10 dias, esse cidadão que só viu o $$$ na frente… não pensou nas possíveis vítimas de um evento absurdo como esse!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Cantor Belo é preso por show em escola no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, durante a pandemia

Foto: Reprodução/TV Globo

O cantor Marcelo Pires Vieira, o Belo foi preso nesta quarta-feira (17) pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro. O artista é investigado pela realização de um show no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio, apesar das proibições devido à pandemia.

Ele foi preso em Angra dos Reis, na Costa Verde. Em uma produtora na cidade, foram apreendidos equipamentos e veículos.

Como o evento no interior da Escola Municipal do Parque União, no último dia 13, não teve autorização da Secretaria Municipal de Saúde, a polícia também investiga a invasão ao colégio.

A DCOD abriu um inquérito e, nesta quarta, cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão. Uma das buscas foi na sede da empresa que organizou o evento, a produtora Série Gold.

Os quatro mandados de prisão preventiva são contra:

Marcelo Pires Vieira, o Belo, cantor

Célio Caetano, sócio da produtora

Henriques Marques, o Rick, sócio da produtora

Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, chefe do tráfico no Parque União

Nas redes sociais, fãs postaram vídeos em cima do palco na hora do show, onde é possível ver uma grande aglomeração.

O que diz Belo

O G1 tenta contato com Belo nesta quarta. Na época da abertura da investigação, o cantor disse à TV Globo:

“Fizemos o show seguindo todos os protocolos. Não temos controle do geral. Isso nem os governantes têm. As praias estão lotadas, transportes públicos, e só quem sofre as consequências são os artistas. Que foi o primeiro segmento a parar, e até agora não temos apoio de ninguém sobre a nossa retomada. Sustentamos mais de 50 famílias.”

De acordo com a polícia, todas as pessoas envolvidas no evento serão ouvidas, inclusive o cantor, que será intimado para esclarecer quem pagou o cachê do show.

Imagens do Globocop às 6h de sábado mostraram a quadra lotada diante de um palco com luzes e amplificadores de som.

Outras prisões

Belo já foi preso em outras duas ocasiões. O músico foi condenado no dia 30 de dezembro de 2002 a seis anos de prisão, acusado de associação para o tráfico depois de, segundo a polícia, negociar drogas e armas pelo telefone com um traficante. Na ocasião, ficou preso por cerca de um mês e conseguiu, após entrar com um recurso, o direito de responder em libertade.

O Ministério Público recorreu da decisão e a 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio aumentou a pena do cantor para oito anos. Belo foi preso novamente em novembro de 2004. Ele estava escondido dentro de casa, na Zona Oeste do Rio. Desta vez, passou três anos e oito meses na cadeia.

Sequestro de bens de organizadores de outras festas

Também nesta quarta, a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), continuou operação de monitoramento das redes sociais, com o objetivo de coibir eventos e aglomerações no carnaval e deu cumprimento a primeira decisão deferida de sequestro e indisponibilidade de bens referente aos valores recebidos com a venda de ingressos para a Festa Fresh Day Party.

A decisão foi cumprida nesta manhã na sede da empresa Ingresso Certo que terá os valores auferidos com comercialização dos ingressos da festa Fresh Day Party indisponibilizados, podendo ser decretado seu perdimento definitivo.

A decisão obtida pela DRCI foi a primeira de uma série de pedidos formulados pela unidade, que, segundo a delegacia, visam bloquear todos os valores obtidos com a venda de ingressos para festas e eventos “clandestinos”, atacando diretamente o braço financeiro dos organizadores de tais eventos.

Vários outros eventos já estão sendo monitorados e seus organizadores, após identificados, estão sendo criminalmente responsabilizados, também de acordo com a polícia.

Aglomerações no carnaval

Desde sábado foram registradas festas em aglomerações em todos os dias do carnaval no Rio. Na madrugada desta quarta, foram registrados flagrantes de muitas pessoas juntas e sem máscara na Barra da Tijuca, na Cidade de Deus e em Curicica, na Zona Oeste, na Lapa, na região Central, e no Leblon e em Copacabana, na Zona Sul.

Até esta terça-feira, 63 embarcações foram impedidas de zarpar, pois abrigariam festas na zona costeira, e dois guardas municipais ficaram feridos após serem atingidos com garrafas de vidro no Leblon, na Zona Sul.

Na terça, um bar no Vidigal foi interditado. Durante a madrugada até o início da manhã, a região abrigou festas em estabelecimentos, como registrou o Globocop.

G1

 

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

VÍDEO: Polícia Civil investiga show do cantor Belo que reuniu multidão no Rio

Foto: Reprodução/CNN Brasil

O show do cantor Belo na zona norte do Rio de Janeiro é alvo de uma investigação da Polícia Civil. A Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) instaurou inquérito para apurar as circunstâncias de como o evento aconteceu na noite do sábado de carnaval (13), na Maré.

A apresentação do pagodeiro reuniu uma multidão e contrasta com o momento atual de isolamento da cidade. A capital está há quatro semanas em alto risco de contaminação. As autoridades proibiram festas e blocos de carnaval que formem aglomeração na tentativa de conter a disseminação da pandemia do coronavírus.

O show foi filmado pelo próprio público e postado em diversas redes sociais. No vídeo é possível ver centenas de pessoas aglomeradas no local. (ASSISTA REPORTAGEM AQUI).

O artista será intimado para esclarecer quem pagou o cachê da apresentação e organizou o evento. De acordo com a nota enviada pela Polícia Civil, “todas as pessoas envolvidas no evento serão ouvidas para esclarecimento”.

A assessoria de imprensa do cantor Belo disse à CNN que o show foi feito seguindo todos os protocolos de segurança e lembrou que as praias estão lotadas, assim como os transportes públicos, e só quem sofre as consequências são os artistas.

Além disso, a assessoria disse que o segmento foi o primeiro a parar por causa da pandemia e que até agora não houve apoio de ninguém para a retomada.

“Fomos contratados por uma produtora!! Temos contrato firmado com essa empresa!! Quanto ao local não cabe ao artista!! Fomos contratados para fazer o show e cumprimos o que foi acordado!! Sem mais”, afirmou a assessoria do artista.

A CNN também questionou a assessoria de Belo sobre o comparecimento do cantor tão logo a intimação seja concretizada. A assessoria se limitou a dizer essa parte ficará a cargo do departamento jurídico.

Com CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Eles vão pra festa justamente por acreditarem no Bolsoloide, pois, como não iriam a uma festinha se só temos uma gripizinha pra evitar? Atchin.

    1. Tem que ser muito imbecil para acreditar que esse povo foi influenciado por Bolsonaro.

    2. BoNeco, tem que ser muito imbecil pra ser influenciado por Bozo. Mas o mundo está cheio de imbecis.

    3. Neco, vc é o exemplo clássico de uma pessoa influenciada pelo bozo. Na falta de ter o q dizer, apenas xinga.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Televisão

Seguidores, fã-clube, show e programa no GNT: veja o que Karol Conká perdeu após falas e comportamento polêmico no BBB 21

FOTO: TV GLOBO/REPRODUÇÃO

Logo nos primeiros dias do BBB21, os participantes definiram que o tema desta edição seria “cancelar o cancelamento”. Mas não é bem isto que se vê dentro e fora da casa. Enquanto Lucas Penteado e Juliette Freire se sentem excluídos, o público repudia a forma como Karol Conká trata os colegas de confinamento e isso vem afetando a carreira dela.

Desde sábado (30/1), quando começou a criticar Lucas por seu comportamento na festa, Karol já perdeu mais de 353 mil seguidores no Instagram e vem sendo bastante criticada pelo público. Até mesmo um dos fã-clube da cantora decidiu deixar de apoiá-la e desativou o perfil no Twitter.

“Nós, como fãs da carreira musical da Karol, decidimos criar esse perfil para informar e acompanhar ela (sic) no BBB. Mas, devido a todos os acontecimentos dentro da casa, percebemos que ela na verdade é uma pessoa horrível. Ela se demonstrou xenofóbica, soberba e falsa”, escreveu o perfil @ConkaBBB no Twitter.

Além dos fãs, Karol também já está enfrentando prejuízos na carreira. O festival pernambucano Rec-Beat anunciou que está aguardando autorização jurídica para suspender a transmissão de uma apresentação da cantora gravada na Pinacoteca, em São Paulo, antes do início do programa, e com previsão de ser exibida no dia 14 de fevereiro.

“Discordamos fortemente das declarações e atitudes da artista Karol Conká em sua participação no BBB21, que revelam posturas que confrontam os princípios do Festival Rec-Beat”, informou o evento. A decisão aconteceu após uma fala considerada xenofóbica. A cantora afirmou que, por ser de Curitiba, teria mais educação do que a paraibana Juliette.

Nesta terça-feira (2/2), o canal GNT também confirmou que não irá mais exibir na TV em fevereiro o programa Prazer, Feminino, apresentado por Karol e Marcela McGowan e já transmitido no YouTube. Segundo a emissora, a suspensão seria para não compactuar com a cultura do cancelamento.

Coluna Léo Dias – Metrópoles

Opinião dos leitores

  1. Quem é essa fulana no jogo do bicho, nunca vi falar nessa criatura sem futuro, como está fazendo parte de um programa lixo , está bem representado sua postura de um lixo de pessoa, mal educada, descontrolada, autororitaria, prepotente arrogantemente simplificando um lixo, se fosse Branca já teria sido execrada e taxada de extremista e talvez bolsonarista aí é negra ninguém diz nada , ah me poupe o povo se ilude com tudo , isso é totalmente irrelevante para sociedade.

  2. Essa Karol nunca me enganou…ela é de uma extrema falta de Humildade e Humanidade.
    #FORAKAROL

  3. Karol Congá? Faz o quê? Influencer de quem?
    Como seguem uma pessoa sem conhecer, apenas pelo que escreve? Se é pelo que escreve, deveriam se ater as escritas, não a pessoa.
    A pessoa cria um blog, um site, escreve um artigo e muitos ficam admirando sem sequer saber de quem se trata realmente, lamentável esse mundo virtual.
    O mundo no papel nos resguardava dessas armadilhas.

  4. Eu me arrependi de pre-acusar,pre-julgar e pre-condenar as atitudes e ações e gestos dessa senhorita Karol conka ou com k,mas,ela só está retransmitindo o que aprendeu na vida,ela cresceu e envelheceu com os seus pensamentos e sentimentos carregados de choros,dores,raivas,rancores,ressentimentos,mágoas e traumas e aprendendo também na experiência prática as rejeicoes e desprezos e da maldade humana,sofrendo diretamente e indiretamente preconceitos do gênero feminino,cor,etnia e pela limitada condição material,isso acontece bastante com pessoas de classes sociais e econômicas e principalmente nas grandes cidades nas periferias onde as pessoas sobrevivem em casas muito pequenas com poucos cômodos e quase sempre conjugadas, preconceituosamente chamadas de subúrbios e favelas,a senhorita Karol conka ou com k só está repassando,retransmitindo o que as outras pessoas fizeram com ela,principalmente ela que com o seu esforço pessoal no seu trabalho artístico labutando,batalhando e vencendo nesse universo musical complexo,esse tipo de comportamento agressivo,ofensivo e hostil,invejoso e ciumento e maldoso sempre acontece com pessoas pelo qual se costumam dizer que sairão de baixo e que depois venceram na vida pessoal,profissional e financeira,a pessoa que ascendeu social e econômicamente quer se mostrar ou demonstrar ser igual,melhor ou superior que as outras pessoas,infelizmente essa é a realidade da condição humana,repassapar para segundos e terceiros os nossos maiores traumas,aflições, medos,sofrimentos,choros e dores e preconceitos,intolerância e maldades emocionais e sentimentais que sofremos na vida desde quando nascemos,crescemos,envelhecemos e até o instante do última inspiração e expiração do fôlego da vida para a morte invencível para todo(a)s.

    1. Se fosse branca e de direita vc estava jogando pedra nela ao invés de estar passando pano pra ela

    2. Kkkkkkkkkkkk… Que fala hipócrita hein pai? Queria ver isso se fosse um mulher de direita! Como é da patota tá passando paninho né? A verdade é que a bolha lavcadora e ditadora agora tá experimentando do seu próprio veneno! Que sirva de aprendizado e que realmente se passe a respeitar a diversidade, inclusive de ideias, de poder pensar diferente e não ser excomungado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

VÍDEO: Nova Zelândia celebra a chegada de 2021 com fogos e show de luzes

Foto: Reprodução/CNN Brasil (VÍDEO AQUI)

Já é 2021 na Nova Zelândia. O país da Oceania que celebrou a chegada do Ano-Novo por volta das 8h no horário de Brasília.

Na baía de Auckland, centenas de pessoas acompanharam o show piroténico com fogos e luzes, que durou 5 minutos.

A Sky Tower, um dos pontos turísticos mais famosos da cidade, costuma atrair milhares de turistas para acompanhar o Réveillon, mas, por causa da pandemia, autoridades locais limitaram o número de participantes.

A Nova Zelândia é um dos países que se consideram livres da pandemia. Mais cedo, outro país a comemorar o ano novo foi a Samoa, no Pacífico.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Cantor Gianini Alencar cobra prefeito de Pilões-RN pagamento de show realizado há um ano e meio

Foto: Reprodução

O cantor potiguar Gianini Alencar usou suas redes sociais nesta quinta-feira(10) para cobrar o prefeito de Pilões, município distante 390 km de Natal, o pagamento de um cachê de um show realizado há um ano e meio.

Segundo o BG apurou, o prefeito Dr Sabino, da cidade de Pilões, contratou, o cantor tocou, pagou deslocamento e músicos e até hoje só lembranças.

Que papelão, prefeito!

Opinião dos leitores

  1. Eu sempre ouço falarem que os eventos musicais patrocinados com recursos financeiros pelas prefeituras costumam serem bastantes atrativos e lucrativos tanto para o pagante quanto para recebedor do evento artístico,mas dessa vez parece que ouve uma quebra de contrato pelo patrocinador do evento musical.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Roberto Carlos planeja live com show para o próximo fim de semana

Foto: Divulgação

O cantor Roberto Carlos está planejando uma live com show a ser realizada no próximo fim de semana. A apresentação ainda não está confirmada pela equipe do rei, mas ele já demonstrou interesse em cantar ao vivo na internet.

Nesta quarta (15), Roberto Carlos vai analisar as possibilidades de como fazer a transmissão. Há preocupações com higiene e logística, para que não haja aglomerações e o cantor, que está no grupo de risco da Covid-19, se sinta seguro para se apresentar.

A princípio, a live deve acontecer no próximo fim de semana, já que no domingo (19) é aniversário do rei. Roberto Carlos vai completar 79 anos, e planeja comemorar a data se aproximando —mesmo que virtualmente— dos fãs.

Nos aniversários do cantor, é comum que fãs fiquem na porta do prédio onde ele mora, na Urca, no Rio de Janeiro. Até por isso, a live seria uma maneira de evitar esse tipo de aglomeração.

Se os pedidos de Roberto Carlos forem atendidos e a logística estiver alinhada, a live deve ser confirmada entre esta quarta (15) e quinta (16). Ainda não se tem previsão do dia, hora e nem a rede social em que a live deve ser vinculada.

O cantor seria mais um grande nome a na lista de artistas que estão transmitindo seus shows ao vivo pela internet durante a pandemia de coronavírus. Sertanejos como Gusttavo Lima, Marília Mendonça e Jorge & Mateus recentemente bateram recordes com suas apresentações no YouTube.

Folha de São Paulo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

NO DINHEIRO: Daniela Mercury é a atração principal do show de fim de ano do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN

Foto: Divulgação

A cantora baiana Daniela Mercury, conhecida por sucessos como “O Canto Dessa Cidade” e “Rapunzel”, será a atração principal do show de fim de ano do SINTE/RN voltado para seus filiados. A programação musical também contará com o som dos artistas da terra Valéria Oliveira e Zé Hilton. O evento acontecerá no dia 28 de dezembro (sábado), a partir das 19h, na Arena do Imirá, Via Costeira. A festa é exclusiva para os trabalhadores em educação associados ao SINTE.

As senhas serão entregues, impreterivelmente, na sede estadual do Sindicato, em Natal, somente ao filiado, nos dias 19 e 20 de dezembro ou até quando durar o estoque. O horário para entrega será das 8h às 17h, na sede estadual do SINTE/RN, mediante apresentação do último contracheque e documento com foto. Cada filiado terá direito a duas senhas. De antemão, o SINTE avisa que as senhas são limitadas.

Novo formato ampliará quantidade de senhas para filiados de Natal e interior

O novo formato da confraternização de fim de ano do SINTE/RN vai ampliar a quantidade de senhas para os filiados que residem em Natal e no interior do Estado. A mudança visa atender às reclamações dos associados que gostariam de participar da confraternização, mas ficavam de fora por causa das limitações de espaços fechados na capital.

Neste ano, o Sindicato está trocando o buffet em um ambiente fechado pela realização de três shows, um deles de uma artista de renome nacional. A mudança vai permitir o acesso de mais de 7 mil filiados.

SINTE-RN

 

Opinião dos leitores

  1. Pão e Circo para os funcionários do RN em educação. …….professores doutrinados……….para doutrinar…………futuros comedores de pão com mortadela…………..e não lembrarem do abandono do poder público. ……

    1. O amigo é professor?? Já esteve em uma sala de aula alguma vez?

  2. Pense num show sem futuro, era melhor ter chamado a caneta azul, pelo menos esse cara é honesto, e o Danielo sem a Lei Rouanet nada é.

  3. O sindicato esta estribado. Mas essa não enche nem mais uma Kombi. Vai ser preciso distribuir sanduiche de mortadela.

  4. Só sindicato mesmo pra ressuscitar artista do ostracismo. Essa daí merece o limbo em que está.

  5. Essa aí só sobrevive às custas de dinheiro público … Como não tem mais, que venha o dinheiro dos sindicatos…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Anitta adota estratégia de Safadão e chega a faturar R$ 500 mil por show

Foto: Divulgação

Anitta não sai de casa para fazer um show por menos de R$ 500 mil. Cobrando um cachê atual em R$ 250 mil por apresentação, a Poderosa prefere hoje fechar contratos com empresas para grandes apresentações, garantindo assim que o cachê duplique ao receber ainda uma porcentagem nos lucros do evento, como ingressos e consumação. Essa estratégia já é utilizada por cantores como Wesley Safadão, por exemplo.

Com isso, Anitta passa a fazer menos shows por mês, mas se apresentando em grandes eventos, com grandes públicos, prática que só é permitida para uma artista como ela, que está no auge da carreira. Em junho, por exemplo, a Poderosa recebeu da Prefeitura de Parintins, no Amazonas, R$ 500 mil para cantar na tradicional festa dos bois Caprichoso e Garantido.

O valor engloba passagem, translado, hospedagem e alimentação dela e de mais 32 pessoas da equipe, entre músicos, iluminadores, camareiros e maquiadores. E, claro, o cachê desses funcionários. Cada bailarina de Anitta, por exemplo, ganha por show R$ 350.

Show na final da Libertadores

Não é só o atual valor do cachê que comprova que Anitta está no auge da careira. A Poderosa tem mais um compromisso internacional até o fim do ano. Ela vai se apresentar na final da Copa Libertadores no próximo dia 23, em Lima, capital do Peru, no jogo do Flamengo contra o River Plate. Apesar de ela ser torcedora do Botafogo, ninguém duvida que seu coração vai virar, pelo menos naquele momento, rubro-negro.

Extra – O Globo

Opinião dos leitores

  1. Ela precisa aprender a cantar, né?
    Tem uma boa fono que pode até ajudar, rs. Jana Pimenta, a mesma fono de Ivete e DJavan, por favor, dê um jeitoooo!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Fábio Jr. faz show de reinauguração do Boulevard Music Hall dia 29 de novembro, em Natal

Foto: Divulgação

Apostando no trinômio serviço, conforto e comodidade o Grupo Promove assume a gestão do Boulevard Music Hall, em Natal (RN). Para reinaugurar a nova casa, a turnê de Fábio Jr. aporta na cidade do sol no dia 29 de novembro, às 21h. “Fábio Júnior tem viajado pelo país levando todo o seu romantismo e para o público natalense não será diferente. E, em especial, para a noite de reinauguração tenho certeza que teremos um espetáculo superespecial”, comenta Maurício Correa, diretor do Grupo Promove.

Um dos grandes destaques desta turnê é o cenário, que é revelado através de painéis de led, colunas e elementos que valorizam a estética de forma simples e sofisticada. O conceito da proposta, criativa e versátil, permite que Fábio Jr. utilize a mesma cenografia em todos os shows, independente do tamanho, mantendo a dinâmica e beleza do espetáculo com o auxílio da iluminação que permite um resultado visualmente impactante, tornando-se um atrativo a parte.

Além disso, as novidades ficam por conta da escolha do repertório, que contou com a participação do público na escolha do set list, por meio de uma enquete com uma lista de músicas que Fábio Jr. disponibilizou em suas redes sociais e do momento especial acústico, onde o cantor demonstra toda a sua sensibilidade.

Fazem parte do repertório, grandes sucessos da carreira do artista, como “Só Você”, “Alma Gêmea” e “Caça e Caçador”, que continuam dando todo o toque de romantismo ao show. Além de músicas que fazem sucesso na voz de outros cantores como, “Tente Outra Vez”, “Dias Melhores” e “Casinha Branca”. Com mais de 30 trabalhos em sua discografia, Fábio Jr. é um artista completo com talento reconhecido também como compositor, ator e apresentador.

A banda que o acompanha nos shows é formada por Amador Longhini no teclado e direção musical, Álvaro Gonçalves na guitarra e violão, Bruno Coppini no baixo, Gustavo Barros na guitarra, Pepa D¹Elia na bateria e Aldo Gouveia e Ellis Negress nos vocais.

SOBRE O BOULEVARD

O Boulevard Music Hall vem sendo totalmente reformado. Teve a climatização totalmente reestruturada, nova configuração de mesas paras shows com capacidade para até 2.800 pessoas sentadas, série de serviços para propiciar a melhor experiência para o público, incluindo, a estreia do buffet La Belle que vem do Rio de Janeiro para atender aos eventos da casa.

“Vamos apresentar o know-how do Grupo Promove. A maior empresa de formaturas do Brasil. Há 25 anos a empresa de formatura mais completa do mercado e que já formou mais de 1 milhão de alunos em todo o Brasil. Estamos presentes nas cinco regiões do país. E estamos sendo muito bem recebidos em Natal e Mossoró”, disse Maurício Correa que além do Boulevard Music Hall, também, terá participação na gestão da nova casa de entretenimento da cidade de Mossoró: A Thermas Hall, que no dia 30 será inaugurada com show de Fábio Jr.

Para saber mais sobre Fábio Jr., acesse:

www.fabiojr.com.br
Instagram: @fabiojroficial
Facebook: fabiojroficial

Preços dos ingressos:

Vendas pelo site bilheteriadigital.com.

1º LOTE

PLATEIA PRATA – INGRESSO INDIVIDUAL*SOLIDÁRIO* (levando 1kg alimento) (Meia) – R$ 150,00 + R$ 15,00 de taxa.
PLATEIA PRATA – INGRESSO INDIVIDUAL (Meia) – R$ 150,00 + R$ 15,00 de taxa
PLATEIA PRATA – INGRESSO INDIVIDUAL (Inteira) – R$ 300,00 + R$ 30,00 de taxa
PLATEIA OURO – INGRESSO INDIVIDUAL*SOLIDÁRIO* (levando 1kg alimento) (Meia) – R$ 200,00 + 20,00 de taxa
PLATEIA OURO – INGRESSO INDIVIDUAL (Meia) – R$ 200,00 + R$ 20,00 de taxa
PLATEIA OURO – INGRESSO INDIVIDUAL (Inteira) – R$ 400,00 + R$ 40,00 de taxa
PLATEIA PREMIUM – INGRESSO INDIVIDUAL*SOLIDÁRIO* (levando 1kg alimento) (Meia) – R$ 250,00 + R$ 25,00 de taxa
PLATEIA PREMIUM – INGRESSO INDIVIDUAL (Meia) – R$ 250,00 + R$ 25,00 de taxa
PLATEIA PREMIUM – INGRESSO INDIVIDUAL (Inteira) – R$ 500,00 + R$ 50,00 de taxa
VARANDA (VISTA PARCIAL) – INGRESSO INDIVIDUAL*SOLIDÁRIO* (levando 1kg alimento) (Meia) – R$ 100,00 + R$ 10,00
VARANDA – INGRESSO INDIVIDUAL (Meia) – R$ 100,00 + R$ 10,00 de taxa
VARANDA – INGRESSO INDIVIDUAL (Inteira) – R$ 200,00 + 20,00 de taxa

MAIS INFORMAÇÕES:

Data do evento: 29 DE NOVEMBRO
Local: BOULEVARD HALL
Atrações: FÁBIO JUNIOR
Horário de início: 21h
Classificação: 18 ANOS

 

Opinião dos leitores

  1. ESSES ARTISTAS TEM QUE REVER A QUESTÃO DESSES PREÇOS DE ENTRADA E DE SEUS CACHÊS, POIS DO JEITO QUE TÁ ESSES PREÇOS…!!!
    UM DIA VAI SOBRAR O PREJUÍZO PARA ALGUÉM!!!
    FORA OS GASTOS COM INGRESSOS, AINDA TEM OUTROS GASTOS (VESTUÁRIO, ESTÉTICA, TRANSPORTES, BEBIDA E ALIMENTAÇÃO).
    TEM QUE TER NO MINIMO R$1300,00.
    Ô POVO RICO!!!!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bandidos fazem “a festa” e levam vários celulares durante show em Natal

A tarde deste sábado (20) prometia ser animada para quem se programava para ir para os shows do Redação Bar, em Natal. Eram vários artistas consagrados na programação musical. Entre eles: Luan Estilizado, Avine Vinny e Fabinho Fernandes.

Mas o que se viu foi uma festa por parte dos bandidos. Criminosos se aproveitaram do show para roubar vários celulares e fizeram pelo menos sete vítimas.

Somente de pessoas próximas a este blogueiro que vos escreve foram quatro meninas e um rapaz que tiveram os celulares roubados. Ainda há relatos de outros dois rapazes que também “perderam” o celular durante as apresentações musicais e que só notaram na hora de ir embora.

O que deveria ser um dia de festa, virou um dia de terror para muita gente. Resumo? Rapidamente, sete pessoas que tiveram os celulares roubados dentro do Redação Bar. Um absurdo.

Opinião dos leitores

  1. Roubo ou furto?

    Facilitando, se um ladrão toma algo que pertence a outra pessoa sem estabelecer contato com ela, comete furto. Se houver contato com a vítima, violência ou ameaça, é roubo.
    Ver artigos 155 e 157 do Código Penal Brasileiro.

    1. Basicamente isto, pelo título já imaginei um arrastão, mas ao ler vi que claramente foi furto, algo que infelizmente vem acontecendo cada vez mais em eventos menores.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

FOTO: Cantor potiguar Gilliard conhece tenente Gilliard em show no Recife: “A mãe dele é minha fã”

Imagem: Reprodução/Instagram/gilliardoficial

Qual a chance de você encontrar um xará? Para o cantor Gilliard, é uma em 1185. Este é o total de pessoas que se chamam Gilliard no Brasil. O artista conseguiu a proeza de conhecer seu homônimo durante um show no Recife (PE). Ontem, ele foi apresentado ao tenente Gilliard, que fazia a segurança do festival em que o cantor se apresentou.

Emocionado, Gilliard (o cantor) publicou uma foto ao lado de Gilliard (o tenente). Ao UOL, o artista conta que o policial foi chamado pelos colegas para contar a história de seu nome ao xará famoso.

“A segurança toda veio e falou: ‘Queremos mostrar o nosso comandante!’. Não acreditei. O cara entrou, tinha 2 metros. Nem prestei atenção ao nome, mas quando olhei falei: ‘Tá brincando?’. Ele disse: ‘Vim aqui porque minha mãe é sua fã e colocou meu nome de Gilliard. Agora eu sou seu fã, acompanho todos os shows, tenho todas as suas músicas'”, diz o intérprete de “Aquela Nuvem”.

“O cara ficou comigo até eu ir embora, deu uma assistência porque era muita gente, mais de 20 mil pessoas. Fiquei muito emocionado, é gratificante. Já dei autógrafo para um Gilliard, ontem foi um deles. Foi muito especial vê-lo contar a história e todos os soldados vindo juntos. Achei bacana o orgulho do cara, fiquei muito feliz”, elogia.

O “boom” de Gilliards no Brasil foi na década de 1980, quando o artista fez sucesso com hits como “Festa dos Insetos” (aquela da “pulga e o percevejo”). Mais comum é “Giliard”, com um “L” (3445 pessoas), mas também há brasileiros chamados “Giliar (239), “Jiliard” (133) e “Jilliard” (23), provavelmente filhos de fãs do cantor romântico.

UOL

 

Opinião dos leitores

  1. Estranho esse número reduzido de Gilliard's em todo o país. De qualquer jeito a probabilidade é muito mais baixa que essa, o cálculo correto é dividir a população do país, em torno de 220 milhões por 1185.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Show de Cláudia Leitte em Natal custou R$ 173 mil de cachê

O show que a cantora Claudia Leite apresentou sábado em Natal dentro das festividades do Natal em Natal foi o mais caro do evento. Custou aos cofres natalenses R$ 173 mil.

O show ficou marcado pela outra atração que se apresentou no palco, o prefeito Alvaro Dias que subiu e dançou com a baiana uma coreografia diferenciada.

Outros dois artistas também receberam cachê na casa dos três dígitos: Fagner e Alexandre Pires

O cantor cearense, Raimundo Fagner cantou para os natalenses pela bagatela de 118 mil reais, e o pagodeiro Alexandre Pires desembarcou no Natal em Natal por R$ 102 mil.

Somando os cachês das três atrações, saíram dos cofres públicos natalenses quase R$ 400 mil.

Opinião dos leitores

  1. Melhor se investisse a verba no programa do Leite original, para o bem de nossa população mais carente e garantindo sustento aos produtores.

  2. Mas se não contratar alguém que faz sucesso, ninguém gosta, sai falando que a festa foi pobre, que perdeu seu tempo, esse é o preço pra agradar a população.

  3. Não há como não associar isso à política do pão e circo, muito utilizada há séculos por governantes para manipular as massas!
    Bem característico para desviar o foco das atenções para os reais problemas vividos atualmente!
    O pior que em pleno século XXI, essa estratégia ainda funciona.

    1. Isso vai acabar! Agora Natal será outra, vamos chamar para tocar as orquestras militares e cantores gospel.

    2. Perfeitas palavras, nobre Sr. Jorge.
      O pior que o carnaval já vai estar batendo a porta, e o dinheiro entrando em voo para outros estados.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Ministro da Cultura diz que Roger Waters recebeu R$ 90 milhões por “campanha disfarçada” contra Bolsonaro em show

Sérgio Sá Leitão publicou em seu Twitter que ato em apresentações do artista é caixa 2 e campanha ilegal

Roger Waters se apresentou na Arena Fonte Nova

(Foto: Tiago Caldas/Estadão Conteúdo)

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, publicou, na manhã desse domingo, 21, em sua conta oficial no Twitter uma manifestação contrária ao atos feito pelo cantor Roger Waters durante seus shows no Brasil. O artista se posicionou contra o candidato Jair Bolsonaro fazendo uso da hashtag Elenão.

No post, Leitão disse que a campanha foi disfarçada de show e que por muito menos, Bolsonaro foi acusado de caixa dois. “Roger Waters recebeu cerca de R$ 90 milhões para fazer campanha eleitoral disfarçada de show ao longo do 2º turno. Na Folha, chamou Bolsonaro de “insano” e “corrupto”. Sem provas, claro. Disse aos fãs que não voltará ao Brasil caso ele ganhe. Isso sim é caixa 2 e campanha ilegal!”.

O post repercutiu na rede social e houve diversos questionamentos nos comentários sobre a posição do ministro. Em resposta a pergunta sobre como ele sabia o valor recebido pelo artista, Leitão disse apenas que a informação vinha de fonte segura. “US$ 3 milhões por show. Apenas de cachê. Sem contar a participação nas receitas.”, escreveu.

Com informações da Band

https://noticias.band.uol.com.br/eleicoes/noticias/100000936131/ministro-diz-que-roger-waters-recebeu-para-fazer-campanha-em-show.html

Opinião dos leitores

  1. Quero muito que esse ministro esteja enganado, sou fã desde adolescente do trabalho de Roger Waters e David Gilmour, nomes mais importantes da banda Pink Floyd, e saber que ele participou dessa forma me entristece por demais… O Brasil passa por uma situação que não cabe a quem não mora aqui julgar A ou B na política não… Tem muita coisa em jogo, todo um futuro de um país extremamente fragilizado, massacrado por corrupções aos montes dentro da política e em suas "adjacências"… Não amigo Roger Waters, não se meta nesse assunto, suas músicas, seu trabalho como grande artista, devem ficar separado disso.

  2. Quero muito que esse ministro esteja enganado, sou fã há desde adolescente do trabalho de Roger Waters e David Gilmour, nomes mais importantes da banda Pink Floyd, e saber que ele participou dessa forma me entristece por demais… O Brasil passa por uma situação que não cabe a quem não mora aqui julgar A ou B na política não… Tem muita coisa em jogo, todo um futuro de um país extremamente fragilizado, massacrado por corrupções aos montes dentro da política e em suas "adjacências"… Não amigo Roger Waters, não se meta nesse assunto, suas músicas, seu trabalho como grande artista, devem ficar separado disso.

  3. Será que ninguém aqui percebeu que o ministro foi sarcástico para minimizar o caixa 2 do Bolsonaro?

  4. Meu Deus, insano e esse pobre Ministro q carece de inteligencia, ou disfarçadamente defende seus interesses políticos.
    Independente de Política, o Roger ñ precisa disso, o pensamento do cara é alem que qualquer tolo deste país, nada de nos ele depende. babaquice juga-lo assim.

    1. Kkkk ele gosta sim de dinheiro
      Quantos shows ele fez de graça mesmo??????????

  5. Sendo petralhas, pode, eles podem usar todos termos pejorativos e jocosos contra o STF, e até dizer que o fecharão e que vão colocar a justiça no seu quadradinho. agora se for um comentário de um eleitor de bolsonaro, aí o mundo cai, é o fim, ecoam aos quatro cantos que começou a ditadura e que vão usar a forca em praça pública. Idiotas, pensam que fazem ainda o povo de tolos, quanto mais tentam aterrorizar, mais cresce a adesão a bolsonaro. Viva o povo livre e consciente, Corrupção nunca mais!

  6. EIIIITAAAAAAAAAAAAAAAA
    ESSES PTRALHAS ESTÃO LOUCOSSSSSSSSSSSSSS
    PREPAREM A CERVEJA MEU POVO
    DOMINGO VAMOS EXPULSAR DE VEZ, O PT DO BRASIL.

  7. Meu santo roger waters nao precisa disso nao teve o pai assassinado pelos nazistas na 2 guerra é bilionario faz shows de protesto pelo mundo todo sempre com lotacao esgotada nao sabe nem quem é esse ministro

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *