A menos de 30 dias para o fim do ano, número de homicídios cai 17% no RN

A Tribuna do Norte destaca nesta quinta-feira(06) números do Observatório da Violência do Rio Grande do Norte que confirmam dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social(Sesed) sobre a queda do número de homicídios no estados.

Segundo a reportagem, até novembro, a Sesed havia registrado uma redução de 15,7%, o Obvio destaca a menos de 30 dias para o fim do ano, a queda para 17% menor que o registrado no mesmo período ano passado. Todos os comparativos e detalhes podem ser visualizados clicando em texto na íntegra aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Everton disse:

    Estranho, Ivênio Hermos de volta no Governo, daí finalmente sai uma notícia positiva? A polícia trabalhando pesado e ninguém dá ao menos um parabéns.

  2. Vitor disse:

    Se os criminosos se matam uns aos outros, é logico que os homicidios tenham tendência a baixar, não?

  3. Paulada disse:

    Tudo MENTIRA…..

  4. Lsv disse:

    Com melhora na autoestima os policiais estão agindo mais . Menos corrupção e mais ação , esse é o plano.

Previsão de economistas para taxa de juros sobe a 13,75% para fim do ano

O centro das expectativas (mediana) do mercado para a taxa anual de juros Selic no fechamento de 2015 subiu para 13,75% -hoje, a taxa está em 13,25%. Há três semanas, mantinha-se expectativa de uma Selic em 13,50%.

Os dados são do boletim Focus do Banco Central, pesquisa que é feita semanalmente entre economistas e instituições financeiras.

Para 2016, a expectativa é que a Selic aumente para 12%. Na semana passada, esperava-se a taxa em 11,75%.

A taxa é o principal instrumento do governo para o controle da inflação. Quanto mais alta, mais caro fica emprestar dinheiro no Brasil, o que em tese diminui o consumo e estanca os preços.

A previsão para a Selic acompanha a perspectiva de alta do IPCA, a inflação oficial em 2015, que subiu pela sexta semana seguida para 8,37%. Na semana passada, esperava-se inflação em 8,31%.

Para 2016, foi mantida a expectativa de inflação em 5,50%.

RETRAÇÃO DO PIB

A expectativa é que o PIB retraia 1,24% em 2015. Na semana passada, a expectativa era de retração de 1,20%.

Para 2016, espera-se uma recuperação de 1%, a mesma expectativa da semana anterior.

A taxa de câmbio foi mantida a mesma da semana anterior: de R$ 3,07 no fechamento de 2015 e de R$ 3,25 em 2016.

Folha Press