Bolsonaro pede a governadores apoio para vetar possibilidade de reajustes no funcionalismo

Na reunião virtual com os governadores, Jair Bolsonaro disse que a pauta é avaliar a sanção do projeto de socorro financeiro a estados e municípios.

Ele falou em “restringirmos alguma coisa” até dezembro do ano que vem. O presidente se referia ao congelamento dos salários dos servidores.

“A gente pede o apoio dos senhores de um veto muito importante que atinge parte dos servidores públicos.”

O Antagonista

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Judite disse:

    Essa desgraça só quer esnobar seu bolso, agora os funcionários que se lasquem.

  2. Cidadão pagador de impostos disse:

    Tudo armado c o congresso p derrubar o veto

  3. Cabo Silva disse:

    Solta o peido e nega. Ele mandou aprovar a emenda no projeto na votação no congresso.

Funcionalismo custa R$ 750,9 bilhões com 11,4 milhões de servidores

FOTO: MARCELLO CASAL JR

O estudo Três Décadas de Evolução do Funcionalismo Público no Brasil (1986-2017), divulgado nesta sexta-feira (6), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), revela que, em 2017, foram gastos R$ 750,9 bilhões com os servidores públicos ativos, o que corresponde a 10,5% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) brasileiro.

Segundo a pesquisa, em 32 anos, o funcionalismo público ampliou-se em 123% e o número total de vínculos subiu de 5,1 milhões para 11,4 milhões. De acordo com o Ipea, o mercado de trabalho formal no setor privado teve crescimento de 95% no total de vínculos, no mesmo período.

No entanto, apenas um em cada dez servidores públicos é da esfera federal. O aumento no funcionalismo público está concentrado nos municípios. No período analisado, o número servidores municipais cresceu 276%, de 1,7 milhão para 6,5 milhões, enquanto o aumento foi de 50% na esfera estadual e de 28% na esfera federal, incluindo civis e militares. No caso dos municípios, diz o estudo, 40% das ocupações correspondem aos profissionais dos serviços de educação ou saúde como professores, médicos, enfermeiros e agentes de saúde.

“De 1986 a 2017, o total de vínculos no Poder Executivo – somando todos os níveis federativos – passou de 5 milhões para 11,1 milhões, um aumento de 115%. No Poder Legislativo, o crescimento foi de 436%, de 51 mil para 275 mil vínculos de trabalho. No Poder Judiciário, houve a maior expansão relativa, de 512%. O total de vínculos passou de 59 mil para 363 mil”, aponta o levantamento.

Remuneração

Em 2017, os dados mostram que permanece grande a discrepância na remuneração dos três níveis federativos. Apesar de representarem 60% dos vínculos do setor público, os servidores municipais ganham, em média, três vezes menos que os federais.

No Executivo federal, a remuneração média foi de R$ 4,8 mil em 1986 para R$ 8,5 mil, em 2017. No Executivo estadual, a remuneração média passou de R$ 3,6 mil para R$ 4,6 mil. No Executivo municipal, a remuneração média passou de aproximadamente R$ 2 mil para R$ 2,8 mil.

Na comparação entre os Três Poderes, o Judiciário tem os maiores salários. Em 2017, a remuneração média do Judiciário foi de R$ 12.081; no Legislativo, de R$ R$ 6.025, e no Executivo, de R$ 3.895.

A remuneração do Judiciário federal passou de R$ 7,4 mil em 1986 para R$ 14,1 mil, em 2017. No Judiciário estadual, a remuneração mensal média passou de R$ 5,8 mil para R$ 10,8 mil.

Nos 32 anos de análise da série histórica, as mulheres continuam ganhando menos que os homens, em todos os níveis. “Uma explicação possível para tal situação é que, provavelmente, elas estão predominantemente em ocupações com menor remuneração (uma vez que respondem pela maior parte das vagas nas áreas de saúde e educação). A média salarial dos homens era 17,1% superior à das mulheres em 1986, diferença que subiu para 24,2% em 2017”, diz o estudo do Ipea.

O levantamento mostrou também que houve aumento na escolaridade dos servidores públicos em todos os níveis da administração. Em 2017, 47% dos servidores públicos tinham nível superior completo, bem acima dos 19% com esse nível de escolaridade em 1986.

Atlas

A nova versão do Atlas do Estado Brasileiro também foi divulgada hoje. A plataforma interativa traz dados sobre a estrutura e a remuneração no serviço púbico federal, estadual e municipal do Executivo, Legislativo e Judiciário.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Francisco Alves disse:

    Todo mundo sabe que a banda podre (os políticos) que vive mamando nas tetas do Estado, juntamente com os marajás do serviço público (Judiciário, MP, Tribunais de Contas, Procuradorias etc), são quem engole a maior fatia do dinheiro público. São sanguessugas insaciáveis! Contudo, é fato também, que existe um verdadeiro inchaço no serviço público com grande parte dos servidores inaptos e/ou incompetentes, isso sem mencionar os famigerados comissionados. Não fosse assim, a prefeitura de Natal não teria três vezes mais servidores do que a prefeitura de Paris! É isso mesmo, Paris, a capital da França tem um terço dos servidores da PMN. É mole?

  2. Bola Vermelha disse:

    O investigador errou, e muito feio, ao dizer que é o Judiciário que tem os maiores salários…. Se olharem direitinho, quem tem os maiores salários, e os mantém em caixa-preta, é o Legislativo. Os poderosos Deputados e Senadores usam de seus cargos para esconderem seus vencimentos e gastos de gabinete, além da contabilidade de seus gabinetes em Brasília e outros estados… visse

  3. Paulo disse:

    Os deputados, senadores, juízes e promotores com suas regalias custam quanto?

  4. Vera disse:

    A perseguição ao funcionário público é o recalque de quem não consegue passar num concurso público, quer ganhar estabilidade no salário e permanência no emprego e nunca conseguiu. Daí preferem destruir o Brasil ao invés de construir. Abaixo estes bandidos egoístas.

  5. Ana Melo disse:

    O País está sendo desmontado pelos seus governantes maiores e o povo nem está percebendo… nosso caminho é ser uma Venezuela sem Maduro…

  6. Arthur disse:

    Este é o tipo da matéria paga (ou comprada) para perseguir e culpar o funcionário público como sendo o responsável pela desgovernada e desastrosa gestão dos governantes federais, estaduais e municipais. O povo está sendo hipnotizado pelos números e vai ser destruído por estes mesmos números… O plano é simples: exonerar o funcionário público e contratar pessoas comuns, indicadas por políticos e donos de empresas, com salários bem menores mas com custos semelhantes ao funcionário público atual. Haverá enorme lucro e a quebra dos sigilos dos postos de trabalho, beneficiando apenas estes mesmos políticos e donos de empresa. A Democracia vai ser extinta e o Brasil vai pertencer a estes pequenos grupos.

Governo do Estado adianta pagamento do funcionalismo nesta sexta

Getty Images

O Governo do Estado inicia o pagamento de novembro com o depósito de quase R$ 250 milhões na conta de 90 mil servidores ou quase 80% do funcionalismo estadual nesta sexta-feira (15). Os outros 20% também receberão dentro do mês trabalhado, no próximo dia 29.

O salário integral será depositado na conta de quem recebe até R$ 4 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública.

No próximo 29 de novembro recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios e da Educação, além dos 70% restantes de quem ganha acima de R$ 4 mil, concluindo a folha de R$ 431.849.698,58 milhões deste mês.

O 13º salário de 2019 será pago neste ano. O Governo segue trabalhando para conseguir recursos extras e quitar as últimas três folhas em atraso deixadas pela última gestão.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júlio Cesar Felix disse:

    Boa noite,
    Infelizmente até agora minha mãe não recebeu o restante do salário, isso é uma vergonha o que já está atrasado vai atrasar mais ainda, aposentado e pensionista sofrem de todo jeito.

  2. Marcos Holanda disse:

    Adianta? Com salários atrasados? Não é adiantamento, é compensação de culpa, por não ter à capacidade de solucionar o problema que ela sabia que já existia, antes até de ser candidata.

  3. nelson disse:

    Com os salários atrasados do estado há menor circulação de mercadorias e serviços; consequentemente, menor arrecadação, estagnação da economia e maior o desemprego.

  4. Az disse:

    Adianta pagamento?Só pode ser piada de mau gosto.

  5. Teo disse:

    E os recursos do pré sal vai pra onde?

  6. Maria Aparecida Brito Da Nobrega disse:

    Se Deus quiser iremos receber todos atrasado ,quem espera por deus não cansa

  7. Sebastião disse:

    E os 3 meses atrasados ficam mais distantes de recebermos. por ter pego empréstimos dos valores pra alimentação de minha família com agiotas, hoje meu débito só é quitado com 12 meses de salários.Fátima não seja cruel, na mesma situação minha, existem milhares de pais de famílias. Não maltrate quem trabalha pra o estado.

  8. Almir Dionísio disse:

    Vai fazer um ano q esperamos esses recursos extras p pagar os atrasados e nada.

Governo do Estado inicia pagamento do funcionalismo neste sábado

O Governo do Estado inicia o pagamento de setembro com o depósito de pouco mais de R$ 205 milhões na conta de 90 mil servidores ou quase 80% do funcionalismo estadual neste sábado (14) para quem tem conta Banco do Brasil. Aos demais, o salário será depositado nesta segunda-feira (16). Os outros 20% também receberão dentro do mês trabalhado, no próximo dia 30 de setembro.

Os R$ 205.266.378,23 milhões injetados na economia potiguar neste sábado ou nesta segunda correspondem ao salário de quem recebe até R$ 3 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública.

No próximo 30 de setembro recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios e da Educação, além dos 70% restantes de quem ganha acima de R$ 3 mil, concluindo a folha de R$ 493.321.505,65 milhões deste mês. O Governo segue trabalhando para conseguir recursos extras e quitar as últimas três folhas em atraso.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Maria Rita Batista de Souza disse:

    É mérito da governadora, pagar os salários dentro do mês trabalhado, mais é importante para a categoria, que ela não esqueça , o salário que ficou em atraso e o décimo terceiro, pois faz muita diferença em nosso orçamento. No entanto o governo está de parabéns, por estar conseguido pagar os salários em dias.

  2. Silva disse:

    Pague o atrasado governadora. Cadê os Sindicatos? Só faziam greve no tempo de Robinson. Iam pra rua queimar pneu. Cadê a governadora dos mais pobres?

Prefeitura do Natal efetua pagamento de todo o funcionalismo nesta quarta-feira

Por interino

O pagamento dos salários de todo o funcionalismo municipal entre ativos, inativos e pensionistas referente ao mês de maio será efetuado nesta quarta-feira (30). Entrarão em circulação na economia da capital potiguar mais de R$ 56 milhões de reais. De acordo com a secretaria municipal de Administração os arquivos com os créditos serão enviados ao Banco do Brasil ao decorrer do dia e os valores poderão ser movimentados pelos servidores nessa quinta-feira (31). Com isso, a gestão municipal segue cumprindo rigorosamente em dia o pagamento dos seus funcionários dentro do mês trabalhado.

Para o prefeito Álvaro Dias, o compromisso com o servidor é um dos pilares de sua administração, já que eles são os responsáveis pela condução da máquina pública municipal e precisam ser valorizados. Ele ainda comentou que a quitação dos salários em dia é fruto de um austero trabalho de todos que fazem a Prefeitura do Natal: “Acompanhamos de forma rigorosa as receitas e despesas municipais, primando pela responsabilidade nos gastos para manter em dia o funcionalismo e os principais serviços a população”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jacio Maranhão disse:

    Governador respeite servidor do Estado cade o salário de Abril

  2. Helio Mota disse:

    Nada como um ano eleitoral e um ex-prefeito concorrendo ao Governo.
    Certeza que Natal ganhará de qualquer cidade Suíça a partir do horário eleitoral gratuito.

  3. Sinevot disse:

    Enquanto isto o desgovernador já pagou todo o funcionalismo…. está em dia….. mas calma aí cara pálida estou me referindo a março, fica faltando so abril, maio e o décimo, daqui pra outubro ele vai atualizar eu acredito, eu acredito, eu acredito….

  4. Assis Porto mirim disse:

    Servidores do Estado nada ainda mês de abril

  5. Assis Porto mirim disse:

    Governador servidor do Estado nada do salário de abril

Prefeito de Caicó confirma pagamento ao funcionalismo nesta sexta

Por interino

Em seu perfil numa rede social, o prefeito de Caicó, Batata Araújo, confirmou o pagamento do funcionalismo municipal para esta sexta-feira (03). O gestor também ratificou parte do pagamento atrasado aos músicos da Filarmônica Recreio Caicoense.

“Estaremos pagando mais dois meses atrasados aos músicos, que encontramos desde outubro sem pagamento e já estamos saldando até o mês de janeiro. Além de outros compromissos assumidos pela gestão, os quais também estão na folha de pagamento para esta sexta”, disse o prefeito em recente postagem.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ja disse:

    Cadê vc governador

Governo segue pagamento do funcionalismo neste sábado

O Governo do RN paga neste sábado (21) uma parcela de R$ 4 mil aos servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado que recebem acima de R$ 4 mil, totalizando uma soma de R$ 78,8 milhões.

O complemento dos salários deste grupo, independente do valor, será depositado em breve, a partir da disponibilidade de recursos, encerrando a folha de dezembro.

É importante destacar que o Governo já pagou integralmente os salários de 82% do funcionalismo, incluindo os servidores ativos da Educação, administração indireta que possuem recursos próprios, além de ativos, inativos e pensionistas que recebem até R$ 4 mil.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bruna disse:

    Olá bom dia gostaria de saber se o governo do estado RN quando vai depositar o décimo terceiro deste ano ?

  2. Raimundo disse:

    Amigo BG ou outro amigo me tirem uma dúvida: Este valor que o Governo usa como base para pagamento é em cima do valor bruto ou líquido do vencimento do servidor?

  3. FABIO disse:

    Para que se coloque em dia o pagamento dos servidores ativos e inativos do Estado e dos pensionistas é preciso que se corte gastos realmente. Passem a locar menos carros, cortem os cargos comissionados, reduzam o horário de expediente para às 14h, de modo que se economiza muito com energia, cortem privilégios, reduzam combustível e viagens, exceto para a polícia, reponham o que foi sacado do fundo previdenciário, cujas consequências já sofrem os aposentados, classe que necessita de dinheiro em dia, pois muitos deles já estão com uma idade elevada e precisam constantemente de remédios. Já deveria se estar pensando e pagar JANEIRO/2017 e pelo "andar da carruagem", só Jesus sabe quando será pago. Enfim, essa situação está ficando insustentável.

    • Marcilio disse:

      Acabar com auxilio moradia e outras pilantragens e usar o abate teto

  4. paulo martins disse:

    Beleza! Agora vai ter pão com mortã-dela e coxinha à Venezuela.

  5. Telmário disse:

    E a situação vai piorando, piorando, piorando… Nada de cortar cargos comissionados, diminuir a frota de carros alugados, fundir órgãos públicos, aliviar o peso da máquina. Ao contrário, o governo aumento a máquina pública nomeando novo secretário e junto com ele vem todos os cargos para montagem da secretaria, e tome mais despesas.
    Se tem dinheiro para nomear e contratar, por que não paga o funcionalismo em dia?

  6. escritor disse:

    Acabou o dindin do IPERN, onde torou 700 milhoes. Acabou o dindin da repatriação Impostos, quase 180 milhies. Acabou o dindin da repatriação multas, mais 180 milhoes.O REFIS q ia arrecadar 200 milhões de reais, nao passou de 20 milhoes. E salarios nao foram colocados em dia. E agora Robson? Ceara e Paraiba nossos vizinhos estao com os salarios em dia.

  7. Richardson Tavares disse:

    Não entendi a matéria, o governo vai pagar a quem nesse sábado? Quem vai receber depois? qual o valor a receber?
    Qual parte vai ser paga e qual vai ficar de fora? Isso parece mais a afirmativa que não diz nada com coisa nenhuma. Pode esclarecer por favor?
    Lembrando que isso faz referência ao salário de dezembro/2016. Aí Robinson, vai superar os atrasos de Geraldo Melo?

    • Rayssa disse:

      "uma parcela de R$ 4 mil aos servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado que recebem acima de R$ 4 mil, totalizando uma soma de R$ 78,8 milhões."

      Para os pensionistas, inativos e servidores ativos, que ganham acima de 4 mil reais, ele pagará 4 mil, será uma parte. Caso a pessoa ganhe mais do que isso, recebera sábado só 4 mil.

Prefeitura do Natal começa a pagar funcionalismo

A Prefeitura Municipal do Natal informa que já iniciou o pagamento da folha dos seus servidores. Receberam primeiramente os salários os funcionários da Companhia de Serviços urbanos de natal (Urbana), Agência Reguladora de Serviços de Saneamento Básico do Município do Natal (Arsban), Instituto de Previdência Social dos Servidores do Município de Natal (Natalprev) e Magistério, por serem instituições que dispõem de recursos próprios para essa finalidade.

Até esta próxima sexta-feira (7), a Prefeitura conseguirá pagar os salários de um universo correspondente a 25% de seu funcionalismo. Até a terça-feira seguinte, dia 11, a proporção de servidores com salários pagos chegará a 83%. A previsão é de que o pagamento da folha da Prefeitura do Natal seja integralizado até o próximo dia 17, de acordo com a confirmação das receitas.

Exatamente a queda acentuada de receitas ao longo do ano, em função da crise econômica que atinge o país, vem causando o pagamento escalonado dos salários dos servidores públicos de Natal. A Prefeitura reitera sua dedicação e esforço constantes para garantir o pagamento dos servidores no prazo mais curto possível.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tania disse:

    Carlos e Gustavo, concordo com vcs.
    Quem ganha bem também tem contas a pagar e não deveria ser penalizado ficando para o final do pagamento, senão vira um castigo a pessoa ter estudado e se dedicado para alcançar objetivos melhores na vida.
    Quanto ao engodo da prefeitura em dizer que não atrasaria salários é pura lorota e o povo fingiu acreditar porque todo mundo sabe da crise econômica pela qual passa também o nosso estado.
    Sem repasses de verbas do governo federal, tudo fica mais difícil e com a prefeitura não é diferente.
    Votou em Carlos Eduardo todos aqueles que tem adoração pelos Alves e aqueles que, assim como o elefante preso numa árvore fininha, não tem coragem pra mudar e se libertar
    dessa terrível oligarquia enraizada há anos nesses estado e na mente das pessoas!
    Agora aguentem kakazinho pintando e bordando!!!

  2. Gustavo Cavalcanti disse:

    Mais uma vez o prefeito não cumpriu o que prometeu. Sempre falou que não ia atrasar os salários dos servidores,foi só passar a campanha para abrir o jogo! E ainda tem mais,falou numa rádio FM que próximo mês será mais difícil ainda. Mentiu para poder se reeleger,agora eu quero ver a turma que foi pedir voto para ele,falar alguma coisa.

  3. Carlos Teixeira disse:

    Essa situação começou com os governos do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul. Sem dinheiro para pagar a folha completa, adotaram como critério pagar primeiro a quem ganha menos. No Rio de Janeiro, os aposentados ficaram quase 30 dias sem receber seus pagamentos.

    Nesta situação, quando os estados e municípios não têm condições da pagar a folha para todo o funcionalismo de uma única vez, até o 5º dia útil do mês, não seria mais justo estabelecer um percentual (por exemplo 30%) e pagar a todos os funcionários igualmente, em vez de pagar primeiro e apenas aos que ganham menos.

    Afinal, mesmo quem ganha valores acima do piso estabelecido no calendário de pagamento também tem contas a pagar.

  4. Observador disse:

    Incompetência na Prefeitura de Natal ??? Não , deve ser a crise rsrsrs

  5. carlos marcelino disse:

    Amigo sou funcionário. Do estado governador não. Tem nem data para pagar

    • Wellington Bastos disse:

      Cadê as medidas contra os funcionários FANTASMAS?
      Cadê as medidas contra os gastos?
      Cadê as medidas sobre cortes de cargos comissionados?
      Apresentem os números referentes aos corte de passagens aéreas, diárias, inscrições em congressos, cursos e seminários?
      Quantos cargos alugados foram devolvidos?
      Quantas secretarias estão trabalhando em expediente corrido para economizar despesas?
      Será que mais uma vez vai sobrar tudo nas costas e conta do funcionalismo do executivo?

  6. EDER disse:

    É A MAIOR OBRA DO PREFEITO: PAGAR OS EMPREGADOS DA PREFEITURA

Governo libera tabela de pagamento de abril e paga 93% dos servidores ativos, aposentados e pensionistas no 5º dia útil

O Governo vai pagar dia 6 de maio (sexta-feira) os vencimentos de todos os aposentados, pensionistas, além dos servidores da Saúde, Educação, Justiça e Cidadania e Segurança (polícias militar e civil, Itep e Corpo de Bombeiros).

Os funcionários dessas áreas somados aos aposentados e pensionistas correspondem a 92.384 servidores ou 93% da folha de pessoal do Estado.

Na segunda-feira (9) serão depositados os salários dos funcionários das pastas de Administração; Gabinete Civil; Consultoria; Procuradoria; Comunicação; Controladoria; Vice-governadoria; Planejamento; Tributação; Agricultura e Pesca; Desenvolvimento Econômico; Infraestrutura; Trabalho, Habitação e Assistência Social; Recursos Hídricos; Turismo; Assuntos Fundiários e Reforma Agrária; e Esporte e Lazer. E no dia 10 (terça-feira), o Governo deposita os vencimentos dos servidores da Administração Indireta dependente (ver quadro abaixo).

Apesar dos efeitos da crise econômica do país sentidos fortemente no Rio Grande do Norte, o Governo segue atento à gravidade da situação, redobrando esforços em busca do equilíbrio fiscal e honrando os compromissos assumidos com o funcionalismo.

image

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Felicio Honório disse:

    A indicação de Claudia Santa Rosa na Educação é um sinal de que o Governador arrisca perigosamente na Secretaria que apesar de ser a maior e mais problemática, estava mais tranquila do ponto de vista de enfrentar todo tipo de problema deixado por gestões anteriores, e também de relacionamento com a base (Professores, funcionários e sindicatos).
    Claudia Santa Rosa chega para "iniciar" uma nova etapa com toda uma estrutura e funcionamento de uma máquina extremamente complexa, ajustada para trabalhar de uma forma, e certamente vai querer mudar justamente na Secretaria que melhor enfrenta a crise no Estado em Crise.
    Uma aposta que certamente pagaremos todos pra ver. Pois a saída do Prof. Chagas por motivos meramente políticos, certamente vai desarrumar uma série de processos que estavam em curso e causar um impacto que seria amenizado apenas se o Governador tivesse adotado uma solução caseira e nomeado o Prof. Domingos Sávio para dar continuidade nos trabalhos desta Secretaria, vez que ele era o que estava por trás de toda a administração do ponto de vista prático na Secretaria, pois é um funcionário efetivo da referida Secretaria de Educação, tendo experiência e aceitação suficiente para tal e tanto.
    Nas mãos de Henrique Alves, Robinson começa a tatear aceitando indicações de alguém que parece querer lhe queimar politicamente…

  2. FRASQUEIRINO disse:

    Sinal vermelho para o Governo Robinson Faria que alem de estar com 3 Secretários de Estado ocupadas por demissionários (Saude, educação e segurança pública) agora amplia a faixa de pagamento ATRASANDO os vencimentos de Abril/ 2016. MAS FICA DIFÍCIL DE ENTENDER É UM ESTADO EM GRAVE DIFICULDADE FINANCEIRA QUERIA (foi impedido pelo Tribunal de Contas) contratar a empresa VTI por um custo que poderia chegar a 47 milhões/ano para serviços de informática comandados pela Secretaria de Administração.

  3. Borges Neto disse:

    Governo tá fazendo das tripas coração para manter em dia o pagamento. Crise econômica brasileira causada pelos desmandos do PT causou tudo isso. RN não é uma ilha. O Brasil inteiro está quebrado. Veja o caso do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul.

    • Professora Maria Cabral disse:

      Concordo plenamente com o manifesto do colega.

      A SEEC não pode retroceder dessa forma, os trabalhos que a Secretaria de Educação vem desenvolvendo ao longo dos últimos meses já provou a competência da equipe. O Governador não pode deixar que influencias negativas e contrarias a sua gestão tenham êxito.

      A Educação do RN hoje, mesmo com todas as dificuldades que o Estado vem atravessando, é a Pasta que mais tem ascensão no governo Robinson.

      Quebrar a continuidade dos trabalhos em andamento é o mesmo que fadar a Educação do Estado a ruína. Certa de que o Prof. Domingos, hoje, é a melhor opção para a SEEC espero sua nomeação como titular da Pasta.

Prefeitura inicia pagamento do funcionalismo nesta quinta-feira; de acordo com matrículas, vai até segunda

????????????????????????????????????

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, anunciou na manhã desta quarta-feira (30) que o pagamento dos servidores municipais das administrações direta e indireta, incluindo aposentados e pensionistas, começa a ser efetuado nesta quinta-feira (31). No primeiro dia, recebem os funcionários com matrículas de final 1, 2 e 3. Já na sexta-feira (01), os servidores com matrículas de final 4, 5 e 6 terão os salários creditados em suas contas bancárias. Na segunda-feira (04), o pagamento será finalizado com os funcionários de matrículas com final 7, 8, 9 e 0 recebendo os seus vencimentos. O detalhe é que, na composição da folha de março, os funcionários da Companhia de Serviços Urbanos (Urbana) terão os salários creditados já no primeiro dia de pagamento. Antes, eles recebiam no último dia.

folha de pagamento do Município tem um custo de R$ 53 milhões de reais e beneficia cerca de 20 mil servidores. Desde janeiro, o pagamento dos salários do funcionalismo tem que ser efetuado até o quinto dia útil do mês subsequente ao mês trabalhado, de acordo com o calendário anunciado ainda no ano passado e com o modelo já adotado pelo governo federal para seus servidores.

A medida deve-se à necessidade de adequar o fluxo de caixa da Prefeitura às receitas financeiras programadas para o ano de 2016. Apesar disso, o Município tem buscado fazer o pagamento tão logo haja dinheiro em caixa, tanto que, desde o início do ano, vem conseguindo liberar os salários antes do quinto dia útil de cada mês.

Salário dos servidores de Mossoró começa a ser efetuado nesta terça (5)

Começa nesta semana o pagamento dos servidores da Prefeitura de Mossoró. A Secretaria da Fazenda informa que os repasses serão feitos em duas etapas, começando já nesta terça-feira, 5, quando serão depositados os salários de 80% dos trabalhadores. Esse grupo que ganha até R$ 3 mil já podem sacar seus provimentos a partir de quinta-feira.

O restante dos servidores, os que ganham acima de R$ 3 mil, incluindo prefeito, vice, secretários municipais e adjuntos, terão seus salários depositados até o dia 12, podendo sacar no dia 14. Além dos salários, serão depositados os valores referentes ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAC) para os trabalhadores que têm direito ao benefício.

Jerônimo Rosado, secretário da Fazenda, explica que, embora o prefeito Francisco José Júnior tenha anunciado pagar até o dia 10, determinou que fossem feitos todos os esforços para começar a liberar os recursos antes do previsto. “Graças a este esforço, 80% dos servidores terão seus salários na conta ainda nesta semana”, completou.

Robinson Faria mantém meta de pagar funcionalismo em dia

robinsonO governador Robinson Faria continua firme no trabalho em prol do funcionalismo. Ele afirmou hoje, que mesmo no cenário de crise, está organizando as finanças do Governo do Estado para pagar o funcionalismo em dia.
“Eu espero terminar o ano com a folha em dia, diferente de estados outros estados considerados ricos, que estão com dificuldade em realizar os seus compromissos. Diariamente estamos contando e economizando cada centavo para honrar o pagamento do mês de dezembro. Isso foi uma grande vitória para o Rio Grande do Norte”, disse.
Robinson também rebateu as críticas que recebeu de opositores que, mantendo o discurso eleitoral, afirmavam que ele iria quebrar o estado antes do final do primeiro ano.
Realmente a gestão do governador vem se destacando com redução da criminalidade, diálogo com setores estratégicos para a economia, diálogo com servidores e esforços para manter a economia em dia.
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. FRASQUEIRINO disse:

    Mande colocar o ponto eletronico digital em todos os orgaos de governo e ponha para fora os servidores publicos que nao trabalham. Mande fazer um levantamentp comparando a lotação do servidor vom o seu local de trabalho. Tera muitas surpresas.

  2. Silva disse:

    Tenho certeza que o governador enquanto sacava o dinheiro dos aposentados, fez caixa com o da arrecadação. Com essa convicção com que fala, é certeza! ele tá certo. Esse governo é responsável, até que me mostre o contrário.

  3. caio fabio disse:

    Usando os recursos do Fundo Previdênciário

AUSTERIDADE: Robinson anuncia corte de R$ 800 milhões da folha de pagamento

Foto: Aléx Régis / Tribuna do Norte
Foto: Aléx Régis / Tribuna do Norte

Diante da grave crise financeira que atinge os cofres do Governo do Estado, o governador Robinson Faria anunciou hoje (9), no Motores do Desenvolvimento, o corte de R$ 800 milhões na folha de pagamento do funcionalismo público. O corte só será possível graças ao censo dos servidores e à auditoria contratada no início do ano.

“Recebemos o estado em um nível delicado, a nível RN e Brasil. Recebemos o RN com débitos vencidos de quase R$ 1 bilhão, algo grande para um estado pequeno; além de questões reprimidas, como sistema prisional; a maior crise hídrica da história do nosso estado. Tudo isso de uma só vez. Mas a primeira medida para que pudéssemos enfrentar a jornada de dificuldades, foi manter o otimismo e motivação”, declarou.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. jacinto disse:

    Para não sobrar só para os pequenos deveria ter a coragem de cortar as maracutaias da AL,TCE,MPE e judiciário,para fazer justiça.

  2. FRASQUEIRINO disse:

    O Governador tem que levar a publico o resultado da auditoria feita na folha de pagamento dos servidores estaduais realizada no inicio da gestão dele e tomar as medidas cabiveus começando pelo corte de vantagens ilegais e a demissão de fantasmas que nao trabalham. Por falar em fantasmas comece pela DATANIORTE. Desde qye Garibaldi Alves Filho fez a lambança de extinguir uma empresa viável tem funcionario que nunca mais trabalhou na vida. mas nai deixaram de ganhar e mamar na teta do poder.

  3. Leonardo disse:

    Governador… Se não tem o que dizer é melhor ficar calado… Ninguém engole uma lorota dessas não.

  4. Junior pinheiro disse:

    Vai cortar os cargos comissionados é isso????? os fantasmas???fora isso deveria haver uma campanha contra o desperdicio de agua, energia, combustivel e material administrativo!

Governo do Estado paga salários de 97% do funcionalismo na próxima sexta; restante dia 10 de dezembro

A Secretaria de Planejamento do Governo do Estado comunica que os salários de 97% do funcionalismo serão pagos nesta sexta-feira, dia 29.

Nesta data, receberão todos os funcionários da Saúde, Educação, Segurança, UERN, Detran e órgãos com receita própria, independente do valor do contra cheque, e todos os outros funcionários de outras secretarias que recebem até R$ 4.000,00 líquidos. Isso corresponde a 97% do total do funcionalismo estadual.

Os 3% restantes receberão seus salários no dia 10 de dezembro (terça-feira).

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Celma Lima disse:

    Bem que a governadora havia dito que pagaria os salários nos dias 28 e 29 de novembro. Pense numa palavra que vale!
    Tava aqui com meus botões pensando nesse lenga lenga da escolha de quem recebe antes e me ocorreu o seguinte: a procuradoria não é um dos órgãos do governo que arrecada com a dívida ativa e vive de defender todos os processos que são abertos contra o governo???? Então qual a razão dos procuradores ficarem de fora do pagamento no primeiro dia???? Se não fosse verdade e alguém me contasse diria que era brincadeira de muito mal gosto. Isso que se chama falta de prestígio de um órgão que tem duas funções importantes dentro do governo, sei não

Servidores do STF querem ter carreira especial no funcionalismo

Os servidores do Supremo Tribunal Federal (STF) entregaram ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, um documento reivindicando que seja criada uma carreira do funcionalismo exclusiva para eles. Seria um grupo formado apenas pelos 1.119 servidores do Supremo, que assim se descolaria dos 120 mil de todo o Judiciário. O objetivo é que fique mais fácil obter aumentos salariais.

No documento encaminhado a Barbosa, a comissão diz que “qualquer pretensão de melhoria salarial esbarra no argumento da inviabilidade orçamentária, em virtude do elevado número de servidores, apesar da autonomia do Poder Judiciário”. Com a criação de uma carreira própria, o impacto financeiro do reajuste a 1.119 servidores seria menor e, portanto, mais viável do que se concedido a 120 mil pessoas.

A proposta foi apresentada em abril deste ano ao presidente do STF por uma comissão eleita em assembleia geral. O grupo, que representa 889 servidores, pede que Barbosa crie um grupo de trabalho para elaborar projeto de lei instituindo uma carreira própria para os servidores do STF, ou, ao menos, que convoque sessão administrativa para que a proposta seja discutida por todos os ministros da Corte.

Baixa remuneração causaria evasão

O documento compara a remuneração dos servidores do Judiciário com o de carreiras assemelhadas do Executivo e do Legislativo. No caso dos analistas (cargo de nível superior), em 2012 o salário equivalia a 53,11% do que era pago a profissionais com cargos semelhantes nos outros poderes. Em relação aos técnicos (cargo de nível médio), a remuneração média é de 54% das pagas no Executivo e no Legislativo.

O documento informa que tem havido uma “sistemática evasão” dos servidores do STF para outros poderes e até mesmo para outros tribunais, qualificando a situação como gravíssima e como “um processo de desprofissionalização do quadro funcional”. Entre 1º de maio de 2008 e 31 de dezembro de 2010, 153 servidores deixaram o tribunal, a maioria proveniente do concurso de 2008. Deles, 41,83% foram para cortes em outras cidades.

“A alta taxa de evasão de servidores do STF para outros órgãos do Poder Judiciário da União decorre justamente do fato de a carreira ser única. O mesmo tratamento que é dispensado a um servidor da Suprema Corte é o que recebe o servidor lotado em uma vara da Justiça Federal do interior, situação que se mostra notadamente equivocada”, diz trecho do documento, que questiona: “Se o ápice da carreira de qualquer magistrado é chegar ao Supremo Tribunal Federal, por que não ser este também o anseio dos servidores do Poder Judiciário?”

O STF não informou se Barbosa vai levar adiante a reivindicação dos servidores. Procurado por meio da assessoria, o tribunal informou que só poderia falar sobre o caso hoje.

Os argumentos contra a evasão de profissionais e a favor de uma remuneração mais alta em relação aos servidores de outros tribunais é retomada em outro trecho do documento. “Muitos optam por sair de Tribunais Superiores e do próprio Supremo Tribunal Federal para exercer suas atividades em localidade do interior, já que a remuneração é a mesma e o custo de vida é bem mais baixo”, diz o texto, completando: “Imaginemos a total incoerência que seria um ministro do STF perceber a mesma remuneração de um juiz federal”.

Nas diferenças entre os servidores do STF e dos demais tribunais, é citado no documento até mesmo o vestuário exigido pelos trabalhadores do Supremo. “Para o auxílio no desempenho das relevantes atribuições do STF, os seus servidores sujeitam-se a regras próprias. Como, exemplo, podemos citar o vestuário mais formal que é exigido de todos os servidores que atuam na Suprema Corte. Diferente do que se verifica no primeiro grau, em que é possível trabalhar de calça jeans e camiseta, roupas de custo bastante inferior a terno e tailleur”.

Formalização de um pleito antigo

Segundo a comissão, a ideia de criar carreira própria é antiga e vinha sido discutida há anos de modo informal pelos servidores. A proposta saiu da informalidade após uma pesquisa interna feita em 2012, mostrando que o plano de carreira próprio foi a maior demanda dos funcionários da Corte.

A comissão entende que a carreira própria é uma medida que se impõe para que o STF possa realizar seu papel de guardião da Constituição. “Deve, pois, o STF ser atrativo o suficiente para recrutar talentos humanos de âmbito nacional, bem como para manter um quadro de servidores estável em permanente qualificação”, diz o documento.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nilo disse:

    Que coisa mais absurda! Espero que isso não prospere em respeito aos demais servidores desse País.

  2. Dani disse:

    Isso deve ser brincadeira.