Política

Bolsonaro ‘deixou os governadores à mercê da desgraça que viria’, diz Witzel à CPI

O ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel disse nesta quarta-feira (16) à CPI da Covid que o presidente Jair Bolsonaro “deixou os governadores à mercê da desgraça que viria”.

“O presidente deixou os governadores à mercê da desgraça que viria. O único responsável pelos [mais de] 400 mil mortes que tem aí tem nome, endereço e tem que ser responsabilizado”, afirmou o ex-governador.

Witzel disse que Bolsonaro adotou a narrativa de empurrar o ônus das necessárias medidas de distanciamento social para os governadores. Ele argumentou que o presidente adotou a narrativa de forma estratégica, para se livrar de responsabilidade sobre as consequências econômicas da pandemia.

“O governo federal, para poder se livrar das consequências do que viria na pandemia, criou uma narrativa estrategicamente pensada”, argumentou Witzel.

“O que ficou claro é que a narrativa construída pelo governo federal foi para colocar os governadores em situação de fragilidade, porque os governadores tomaram as medidas necessárias de distanciamento social, porque isso tem consequências econômicas”, continuou.

Ele disse que Bolsonaro criou um “discurso de perseguição ao governadores” e de que os governadores “aproveitaram a pandemia para roubar”.

Witzel foi afastado do mandato e depois sofreu impeachment no ano passado. Ele é réu em processo que apura corrupção e lavagem de dinheiro. O caso tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ex-governador era aliado de Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018. Mas ao longo do mandato entrou em atrito político com o presidente, que se agravou na pandemia. Bolsonaro sempre atacou as medidas de isolamento social recomendadas pelas autoridades sanitárias e adotadas por governadores para conter o vírus.

Falta de diálogo

Witzel também reclamou da falta de diálogo do presidente com os governadores na pandemia.

“Não tínhamos diálogo com o presidente. O presidente não queria dialogar comigo”, disse.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Se fosse o pt, teria protegido esse ladrão , mas como roubou , e não foi protegido, acusa pra se cefender

  2. Mais um corruptos que rapidamente vira herói da oposição. Esse faz uma grande dupla com Renan Calheiros. Vejam quem está defendendo esses pulhas.

  3. Esse tem uma moral p falar que pqp !!! Kkkkkkkk.. isso é um louco, corrupto, condenado, sofreu impeachment, e quer falar do presidente ? Hahahahah… 2022 ta no papo.

  4. Esse ladrão e miliciano tem moral de falar de ninguém….. reclama no STF fdp. Bandido condenado pela justiça tem voz numa CPI? É brincadeira kkkkkk Mito 2022…. aceita que dói menos.

  5. Este ex governador, juiz respeitavel, foi destituído do cargo porque estava jogando bíblica no horário do expediente. Tem a mesma moral dos seus inquisidores, a palavra dele é um risco N’agua. Hoje o circo aumentou mais um palhaço, como se já não bastasse Omar P, Calheiros L, Fala Fina e Jader Barbalho, a CPI está um doce.

  6. Kkkkk esse se lascou!!
    Bolsonaro reeleito em primeiro turno.
    Chama o outro ladrão de nove dedos e vão andar no meio do povo palhaços.
    Aceita que dói menos.
    O choro é livre já dizia a maju.
    Kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  7. A verdade está escancarada em videos,com pronunciamentos,condutas e armtitudes,não ha necessidade de declaraçõws de antigos aliados,a mior cegueira é daqueles que olham e não acreditam no que se vê….

    1. O Brasil está dando lição ao mundo tanto com relação ao virus quanto em relação à economia. Só a oposição insana, que torce sempre pelo pior, que teima em tentar denegrir seu próprio país. O resto do mundo tem inveja da nossa situação. Pergunta a um argentino.

    1. Uma desgraça por ter tentado um medicamento que resolvesse o problema do vírus, porque aguardou a aprovação da ANVISA pra comprar a vacina e enviou milhões para os Estados. Por isso ele é uma desgraça? Só tem covid no Brasil?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

“Quem decide na ponta da linha é o governador e prefeito, eu não apito nada. Segundo o Supremo, quem manda são eles”, diz Bolsonaro, sobre desobrigação de máscara para vacinados

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender nesta sexta-feira (11) a desobrigação do uso de máscaras para vacinados e recuperados da Covid, mas disse que a decisão final será de governadores e prefeitos. “Eu não apito nada”, ironizou.

Bolsonaro já havia informado na quinta (10) que pediu ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, um parecer para liberar vacinados e recuperados da Covid de usar máscaras.

A ideia foi prontamente rebatida por especialistas, que alertam que mesmo quem foi vacinado ou teve a doença pode transmitir o vírus para outras pessoas. Além disso, quem já teve Covid pode ter de novo, e quem foi vacinado pode ter a doença de forma mais leve.

Nesta sexta, ao voltar a desencorajar o uso de máscaras por vacinados e recuperados, Bolsonaro voltou a dizer que a responsabilidade é de estados e municípios. Ele falou a veículos de imprensa na porta do Palácio da Alvorada.

“Quem já foi infectado e quem tomou vacina não precisa usar máscara. Quem vai decidir é ele [ministro Queiroga], dar um o parecer. Se bem que quem decide na ponta da linha é o governador e prefeito, eu não apito nada. É ou não é? Segundo o Supremo, quem manda são eles. Nada como você estar em paz com a sua consciência”, afirmou.

Desde que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, no ano passado, que estados e municípios têm direito de tomar medidas para conter a pandemia, Bolsonaro alega que o governo federal foi proibido de liderar ações contra a Covid.

Ministros do STF vêm explicando que o argumento do presidente não tem fundamento. E que a decisão da Corte determina que a União é a responsável por coordenar as ações. Na época da decisão do STF, Bolsonaro queria derrubar medidas de uso de máscara e de isolamento social, impostas por estados e municípios.

O presidente é contra as medidas de restrição para conter a disseminação do vírus, consideradas por autoridades sanitárias do Brasil e do mundo todo como essenciais para frear o coronavírus. Ao longo de toda pandemia, o presidente vem causando aglomerações e, na maioria delas, está sem máscara.

Tornou-se comum também o presidente culpar governadores e prefeitos pelos dados negativos da pandemia no país.

Com G1

Opinião dos leitores

  1. Se não apita em nada, porque vai falar merda? Seu débil mental, só pra dá trabalho aos tontos em defender o que nem você sabe de que se tratava. Ômi deixe de ser imbecíl

  2. Ideia de jumemto. Quem vai fiscalizar se alguém é vacinado ou já foi contaminado? Além desses também transmitir. Vai governar, idiota.

  3. Esse é o arregão do século, um dia fala uma coisa, já no outro, diz que não disse ou que não foi bem assim. Ômi isso é o doidin dos pães. Se segurar a candidatura, até renan ganha pra ele, imagina na campanha presidencial, vão ser declarações que até os tontos que o acompanham hoje vão se esconder de vergonha. nunca vi tanta estupidez numa pessoa só.

  4. Os zumbis de esquerda, a serviço de Lula e Maduro, passam dia e noite vomitando odio agressividade e mentiras.
    O que resolve a Covid?
    Máscara, distanciamento e quarentena?
    Ficou nas mãos dos governadores
    Ou seja, se não fizeram e morreram 480 mil pessoas a culpa é dos governadores.
    O que dizer dos 850 óbitos no RN por falta de UTI?
    Onde estava Fátima?
    Morrer de covid é ruim
    Pior morrer porque a governadora, além de ter fechado hospitais antes da pandemia, não abriu um único hospital de campanha para a covid e ainda deixou pacientes sem UTI.
    E os zumbis de Lula e Maduro postam fakenews culpando Bolsonaro.
    Se Lula e Dilma nem obras simples como a ferrovia norte-sul, transnordestina transposição do são Francisco, não conseguiram terminar, imagine enfrentar a pandemia.
    Na Argentina “Haddad” ganhou
    Só aplicaram 14 milhões de doses até agora
    Já no Brasil, recebemos 110 milhões de doses…

  5. Querem q a gente use eternidade essa merda de máscara. Vacina q n funciona como é p funcionar, quem ha pegou pega de novo, e transmite, quem se vacina tbm fica grave e morre. Meu amiiiigo que novela da porra

  6. O MINTO é um canalha mentiroso! Os governadores e prefeitos podem, e até devem, impor restrições durante a pandemia, como o uso de máscara, mas não devido a decisão do STF, mas sim devido ao previsto na lei sancionada pelo presidente inepto: LEI Nº 13.979, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2020 :

    Art. 3º Para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional de que trata esta Lei, as autoridades poderão adotar, no âmbito de suas competências, entre outras, as seguintes medidas: (Redação dada pela Lei nº 14.035, de 2020)

    (…)

    III-A – uso obrigatório de máscaras de proteção individual; (Incluído pela Lei nº 14.019, de 2020)

  7. Graças ao STF não morreu mais gente…pq se dependesse desse genocida…talvez nem eu e nem vc, leitor, estivéssemos mais aqui…

    1. É igual a couro de p… Vai e vem, diz uma besteira, qdo é criticado ao extremo, até pelo Supremo, daí volta e dá outra conotação. Sustenta o que diz rapaz e qdo disse um tal de Queiroga, por tabela quis mandar. Recado que não ficou satisfeito com as afirmações do Ministro qdo não falou bem da cloroquina, disse que as imagens falavam por si só e por isso o Minto quis dizer,, quem és tu? Esse tal de Queiroga. Pegue sua bagagem e sai logo daí , pq ele vai te mandar catar lata.

    2. Para a esquerda quanto mais óbitos e desemprego melhor.
      Abutres tentam se dar bem em cima de desgraça.
      480 mil óbitos nas costas dos governadores..
      Em São Paulo , do cientista Doria , 115mil óbitos.
      Doria é.genocida?
      O esquerdista é um zumbi naa mãos de políticos radicais e safados.vomitando ofensas dia e noite.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Governadores decidem apresentar ação conjunta ao STF para suspender convocações na CPI

Foto: Edilson Rodrigues/ Agência Senado

Governadores bateram o martelo sobre a decisão de protocolar uma ação conjunta no Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender suas convocações pelos membros da CPI da Covid. Como a coluna informou, a iniciativa está em debate desde ontem, quando a Comissão convocou nove chefes de Estado para prestarem depoimento.

O plano é apresentar até esta segunda-feira, ao Supremo, uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), que tem como finalidade combater atos que desrespeitam preceitos fundamentais da Constituição. A peça, que está em elaboração, apontará a violação do artigo 50 da Constituição, que não prevê a convocação do presidente da República para prestar depoimento na CPI.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. CPI dos corruptos, desmoralizada por si só. As últimas atuações destabanadas do seu presidente, Omar “azia”, comprovam o desespero dos bandidos. Assistam (não me dirijo à esquerdalha igualmente sem caráter) e comparem as intervenções dos vagabundos com as dos demais. É assustador.

  2. CPI da discórdia e desconhecimento. Já foram no México etc…. CPI FRACA E Bolsonaro cada vez mais forte. Tenho certeza que nesse Senado tem gente mais competente e sem processo para conduzir essas investigações. Escolheram a dedo esses aí. Que Deus ajude o nosso país….

  3. Estão com medo do que? Quem não deve não teme. O feitiço contra o feiticeiro. Canalhas, corruptos, vagabundos, genocídas, esquerdopatas, criaturas do apocalipse.

  4. Prezado Francisco, a tela de choque do governo, quando parou para ver o que o senador randolfe Rodrigues fez, bateu o desespero mesmo. Se o STF autorizar o executivo prestar depoimento, o famoso bostanaro, terá que ir. Aí ele com depoimento lá, o que falará, o homem foi encurralado pelos próprios aliados. Governadores, entrarão em conjunto no STF, para mostrar união e força. Cenas seguintes muito bom. Ainda vemos aqui acorda Brasil… Kkkkkkkkkkkkk sinceramente não sei aonde esse povo vive. Corrupção cega também é corrupção!

  5. Quem não deve não teme.
    Só sei que os estados e municípios continuam nadando em dinheiro vindo do governo federal. Muitos municípios só estão conseguindo pagar os salários dos funcionários em dias e/ou até adiantados, por coisa desses milhões vindo do poder federal.

  6. Quem deve tá se cagando de medo de ir na CPI. Daí botaram a ação conjunta no STF… Será que cola?

  7. E incrivel como este pais estar , uma cpi que foi ordenada pelo supremo para verificar as fraudes, agora os envolvidos recorrem ao propio supremo para não ser investigado, so falta agora ser concedido o pedido para o a desmoralização deste pais ficar completa

  8. Se o STF entender que os governadores podem ser chamados numa CPI do Senado então o presidente da República também pode. Será que a tropa de choque governista deu um tiro no pé?

  9. PIADA…..
    ÊTA BRASIL VEI DE GUERRA
    SE FOSSE BOLSONARO, ELE TAVA FUGINDO…….
    MITO 2022
    ACORDA BRASIL.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senador mostra vídeo de governadores críticos de Bolsonaro defendendo cloroquina e é repreendido em CPI

Governista levou à CPI da Covid imagens do início da pandemia, entre março e abril de 2020, para argumentar que críticos a Bolsonaro recomendaram “tratamento precoce”. Foto: (Jefferson Rudy/Agência Senado)

Durante o depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello na CPI da Covid, nesta quinta-feira, 20, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) apresentou vídeo antigo em que governadores defendem o uso da cloroquina para tratamento da covid-19. A intenção do parlamentar, da tropa de choque do presidente Jair Bolsonaro, era argumentar que os estados também recomendavam o “tratamento precoce” defendido pelo Planalto.

Segundo Marcos Rogério, ficou claro que a intenção do relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), ao longo dos trabalhos do colegiado, é “enquadrar o presidente Bolsonaro e proteger os governadores, que distribuíram [a cloroquina]”. O vídeo mostra governadores críticos ao governo federal falando sobre uso do medicamento, no início da pandemia.

Com Exame

Opinião dos leitores

  1. Governadores do Maranhão (Flavio Dino,cdo PCdoB), do Piaui (Wellington Dias, do PT), Helder Barbalho (do Pará) e Renan Filho (kkkkkkkkk), defenderam e distribuíram cloroquina em seus estados. O video mostra eles próprios falando isso explicitamente. Vejam.

  2. O MAIOR CIRCO já montado no BRASIL. Renan, palhaço Mor. U sacana cheio de processo querer botar moral. Só no Brasil ! Não tem moral para nada. Devia era ter vergonha de sentar naquela cadeira. Ou cabra de PEIA !

  3. E tome xilique de Renam de Randolfe…uiiiiiii…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…Essa CPI tá melhor que a encomenda…

  4. Parabéns, Henrique. Acaba de reconhecer que “os governistas mentem”. Essa turma tem um nível intelectual realmente fora de série. E não conseguem mencionar duas palavras sem um xingamento no meio… é um pessoal muito preparado.

  5. Monte de comunistas pagos por Fatão pra encher o saco! Todos tomaram Ivermectina! Igual ao Dr.amigo do Doria! Quando a coisa apertou correu pra Ivermectina!

  6. Parece que o Dr. Atila Ferreira (Se não for mentiroso que nem Pazuello) tirou seu diploma por correspondência. E o nível do linguajar demonstra que é um desqualificado.

    1. Quer dizer que só os governistas são mentirosos a corja oposicionistas são só verdades é? Acorda papangu

  7. Existem pessoas sem formação de MOBRAL, de PRONATEC e do EAD que não são médicos, mas são bem educados, inteligentes e civilizados.

  8. Isso foi no início da pandemia, não havia informação suficiente e depois que as pesquisas mostraram que a cloroquina era inútil, todos os governadores passaram a NÃO RECOMENDAR o remédio…só o genocida que persiste nessa besteira…aliás, nessa e em outras (Ivermectina, Spray de Israel, Ôzonio furical pro gado, etc)

    1. Oh Joãozinho imbecil, seu problema é falta de mortadela? Onde é que existe informação suficiente sobre a pandemia? Sou médico, vc fez pelo menos o MOBRAL, PRONATEC, EAD, pelo nível das colocações nem isso, eu defendo o uso da cloroquina e prescreveria se necessário, vc provavelmente prescrever raspa de chifre, aí deve ter muita. Quando quiser dar opinião com propriedade procure um galinheiro.

    2. O excesso de “coxinha” também compromete a capacidade cognitiva. Tudo D + é D – se torna ofensivo.

    3. Toda cautela é necessária nas afirmações do que é ou não eficaz! A existência de vacina não deve ser motivo de inviabilizar o esforço do médico em encontrar um tratamento para seu paciente, após ser contaminado. Aliás, não se pode cravar que determinada droga comporta-se em todos os organismos com os mesmos resultados. Há notícias de pessoas que não obstante terem sido vacinadas, infelizmente faleceram com complicações decorrentes do COVID, bem como pessoas tratadas com outros medicamentos indicados pelos médicos, teriam superado o COVID. É cedo afirmar qualquer coisa num ou noutro sentido, em se tratando de uma pandemia que levará pelo menos uns cinco anos para ser revelado o que deu certo, o que não deu certo, o que faltou, o que foi demais, o que foi experimental, o que foi definitivo e, principalmente, o porquê da ideologização de um assunto que, certamente merecia um tratamento mais frio, sem emoções, com o equilíbrio necessário que a circunstância exige. O resto é esperar e não descartar qualquer esforço médico legítimo em superar o COVID. Chego a seguinte conclusão, sem qualquer respaldo científico, apenas pelo que se depreende de algumas informações mais transparentes e observações na própria família que conviveu com o drama: sem predisposição genética e com sistema imunológico fortalecido, o vírus parece incapaz de criar problemas sérios.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CPI: Renan Calheiros diz que convocação de governadores ‘não é prioridade’

FOTO: FREDERICO BRASIL/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 recebeu da Procuradoria-Geral da República (PGR) informações sobre inquéritos contra governadores e suposta má aplicação de recursos federais destinados ao combate à pandemia. No entanto, segundo o relator do colegiado, Renan Calheiros, as investigações vão acontecer, mas não agora. “Alguns fatos que já estão sendo investigados pelo Ministério Público e pela Polícia Federal. Não vamos fazer uma dupla investigação. Esses fatos não são prioritários na Comissão Parlamentar de Inquérito. Nós vamos investigar tudo que for necessário, mas dentro de um roteiro óbvio e dar competência do Senado Federal”, afirmou, explicando que uma CPI é necessária quando um determinado assunto não é investigado devidamente. No caso dos Estados, segundo ele, o Ministério Público já está fazendo esse trabalho.

O senador Marcos Rogério discorda da afirmação. Segundo ele, existe uma articulação na CPI para blindar governadores e prefeitos e culpar o presidente da República, Jair Bolsonaro. “Nós temos documentos com raio dos repasses aos Estados, o que foi feito com esse recurso, qual foi o resultado produzido com essa gestão, e se foi satisfatório, se não foi satisfatório. As apurações da Polícia Federal, nós tivemos 51 operações até outubro do ano passado, em 18 Estados da federação, com suspeita de corrupção, cheira mal isso”, disse, defendendo a necessidade de que as investigações sejam aprofundadas. Segundo o senador, nas próximas semanas, a CPI da Covid-19 deve rastrear o dinheiro que foi repassado aos Estados. Marcos Rogério lembrou que já existem dois depoimentos marcados para a próxima semana: as oitivas do atual e do ex-secretário de Saúde do Amazonas.

Jovem Pan

Opinião dos leitores

  1. Penso eu, que cpi da covid dos estados, tem que ser nos Estados. A CPI , que está acontecendo, não diz respeito no momento aos estados, mas sim quem travou todo o processo da administração da Pandemia no Brasil, como a falta de oxigênis nos estados, a falta e contratos com a vacina e produção de insumos, propaganda enganosa do governo federal com medicamentos sem efeitos para a pandemia, provado por cientista do mundo inteiro e grande ídice de mortalidade. Esse é o objetivo da CPI. Agora, nos estado pode e deve sim acontecer para que saibamos onde foi utilizado nosso dinheiro e como administrado o processo em relação ao covid. Vejo dessa forma.

    1. Se teve remessa de verba federal destinada ao combate da pandemia, tem que ser investigado o uso dos recusos, sim!

  2. O gado repete as coisas que lê, mas não explica. Diferentemente de outros governadores, incluindo Fatão GD, Helder Barbalho é outros, inclusive bolsonaristas como o do Amazonas, não tenho conhecimento de nenhum desvio cometido pelo filho de Renan. Quem tiver algum indício de roubo sob sua gestão que apresente.

  3. O Renan morre de medo que o filho já sai preso do Senado. Por esse motivo ele tá adiando chamar. Os Governantes. Isso foram palavras que surgiu lá em seu estado, que alguns morre de medo do Renan, O Coronel de palitor e gravata 👔.

  4. ESSE BANDIDO VAGABUNDO, DIZ ISSO PARA QUE SEU FILHO NÃO SEJA PRESO POR DESVIOS DE VERBAS E SUPER FATURAMENTO. TAMBÉM ESSA PILANTRA FAZ PARTE DA QUADRILHA DO LULADRÃO. SÃO FARINHA DO MESMO SACO.

    1. PARA QUE SEU FILHO NÃO SEJA PRESO POR DESVIOS DE VERBAS…
      Tá falando das rachadinha do Flávio???
      Ou da fantástica fábrica de chocolate?
      Ou da mansão de 6 milhões?

  5. Quer dizer que as mortes causada pela compra de respiradores quebrados, pela não construção de hospitais de campanha, pela falta dos respiradores causada pelos descaminhos dos 5 milhões de reais, pelo dinheiro desviado no superfaturamento de compras de insumos e serviços no combate a pandemia, da irresponsabilidade na hora da desativação de uti em pleno pico de pandemia, de não usar as verbas disponibilizada para diminuir mortes e sofrimentos dos potiguares acometido pela covid, e da contaminação em massa do povo na campanha eleitoral pela aglomeração irracional, será tudo debitado na conta do presidente? A governadora está totalmente isenta desses desmandos? Ora vejam só o que esse corrupto inveterado quer impor. Muita cara de pau

  6. Não é prioridade porque tem um filho governador de alagoas, só no brasil um sujeito é relator de uma CPI, pra beneficiar familiar.

    1. beneficiar familiar???
      Tá parecendo uma familícia alí que conheço…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Governadores estudam entrar com medida judicial no STJ pelo afastamento da subprocuradora que tem investigação “robusta” sobre “covidão”

Governadores estudam entrar com medida judicial no STJ pelo afastamento da subprocuradora Lindôra Araújo das investigações sobre supostos desvios de verbas federais enviadas aos Estados. Podem também solicitar o trancamento das ações.

A leitura, entre os gestores estaduais, é de que dificilmente o afastamento da subprocuradora se dará via Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Em linhas gerais, alegam que a subprocuradora emitiu “açodado” e “severo juízo de valor” sobre governadores, “à míngua de suficientes elementos”.

Procuradores avaliam que a investigação está bem fundamentada, talvez a mais robusta da leva do “covidão” nos Estados, mas temem que a “fama” de Lindôra seja usada pelo governador.

Com Coluna Estadão

Opinião dos leitores

  1. A Tosca Paraibana deve estar com o fiofó que não passa um fio de cabelo, e por falar nisso por onde anda os 5 Milhões ? …

  2. Esses governadores não são anjinhos. Se estão contra a Dra. Lindora é porque há “algo de podre no reino da Dinamarca….”

  3. Nada que o STF, maior partido de oposição com apenas 11 “filiados”, não tome medidas que proíbam a procuradora de exercer o seu papel. Não se iludam, o STJ é apenas o caminho legalmente obrigatório para chegarem no STF. Aí vão querer criminalizar a procuradora.

  4. O BG continua o mesmo, ignorando os fatos e o histórico das pessoas. Bozominion.
    Aposto que não vai publicar.

  5. Será que a inepta e “honesta” Desgovernadora Fátima Bokus encabeça a lista da ação contra a subprocuradora?
    Que medo é esse Governadora? Quem não deve, não teme.

  6. Mesmo antes dessa investigação, já temos governadores encrencados. Dois já estão na “marca do pênalti”: RJ e SC. A fila segue com o do PA (o pai dele, Jader Barbalho, está na tal CPI) e o do AM. E a fila não vai ficar por aí. Os governadores que andaram cobrando respiradores inexistentes fiquem espertos. Fizeram o que com os bilhões que receberam do governo Bolsonaro?

  7. A esquerda em festa, Renan Calheiros, mais um dos nossos honestos políticos, sendo o relator da CPI. O Presidente é senador pelo Amazonas, amigo de farra do ex presidente. Mais uma tentativa de golpe sendo orquestrada através da CPI do covid contra o Presidente. Os governadores e prefeitos serão inocentados, talvez, nem chequem a ser questionados, serão protegidos pelos senadores.
    Todos os senadores escolhidos para a mesa, tem processos por corrupção no STF.
    Enquanto isso o caso Adélio tem a proteção máxima do STF.
    O STF anula todas as condenações do ex presidente.
    O STF não admite que exista qualquer possibilidade do voto ser auditado.
    Quantos ministros e ex presidentes foram processados e condenados por corrupção nos últimos 20 anos? Mas atualmente nenhum comete corrupção e quem não presta, são os atuais?
    Não existe muita coisa estranha? Parece ter muita coisa errada no Brasil?

    1. Próximo o povo dará novamente a resposta contra a bandidagem de paletó …

  8. Conforme eu já havia comentado por aqui, essa investigação não é politicagem, como é o caso dessa CPI dominada por corruptos famosos, tipo Renan Calheiros. Essa investigação é DE VERDADE, coisa séria. E lembro que já há vários governadores encrencados devido ao “Covidão”. A turma desse tal Consórcio Nordeste deve abrir os olhos.

    1. Era só o que faltava. Bandidos soltos e honestos presos.

  9. A subprocuradora eh Bolsonarista … O presidente da CPI eh um investigado de longa data por crimes de corrupção… Mas eu quero ver o circo pegar fogo e cada político corrupto ou incompetente pagar pelos crimes, seja ele de esquerda, de direita, de centro, alto, baixo … Quem idolatra político ou mama de alguma forma no dinheiro público ou eh beneficiado pelo esquema ou eh pq eh BURRO mesmo e come mortadela ou capim!

  10. Não tô entendendo mais nada, não é a cpi pra esclarecer sobre procedimento no combate a covid no Brasil? E os estados não são brasileiros? o stf determinou que estados e municípios tinha total autonomia de protocolos e aplicação de verbas e agora não querem prestar conta a cpi? Não consigo entender esses estados petralhas, querem só bonus e anus, nada de onus. São uns crápulas mesmo, tem que prestarem contas dos desmandos feitos, principalmente a governadora do RN

    1. Que visão curta. Proteger o presidente de que ? Ela esta trabalhando p resguardar SEU DINHEIRO, que foi desviado do uso acordado pelos governadores e prefeitos. O presidente mandou o dinheiro e eles desviaram, então é p proteger o presidente? Ou o dinheiro ROUBADO ?

    2. BG.
      Esse Arnaldo que não é o ex-juiz do futebol, tá ouvindo o galo cantar e não sabe aonde ele está. Omi vai deitar galinha que tu faz melhor negocio. Mente confusa.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

MPF: Giac pede esclarecimentos a governadores sobre discrepância entre número de doses de vacina enviadas e efetivamente aplicadas em cada estado

Foto: Arte: Secom/MPF

O Gabinete Integrado de Acompanhamento da Epidemia de Covid-19 (Giac) enviou nessa quinta-feira (15) ofício a todos os governadores pedindo esclarecimentos sobre a discrepância entre o número de doses de vacina contra covid-19 enviadas a cada unidade da Federação e o total de doses efetivamente aplicadas. O documento é assinado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e pela subprocuradora-geral da República Célia Regina Souza Delgado, coordenadora finalística do Giac.

No documento, o Giac aponta que, segundo o Ministério da Saúde, já foram distribuídas aos estados um total de 48.088.916 doses de vacinas contra a covid-19, mas apenas 32.160.509 foram aplicadas. Os dados estão disponíveis no vacinômetro da plataforma LocalizaSus, mantida pelo Ministério da Saúde. Além do total geral, os ofícios relacionam o total enviado e aplicado em cada estado, registrando a diferença nos números.

O documento aponta também que a campanha nacional de vacinação contra a covid-19 começou em 18 de janeiro deste ano, com a distribuição de doses das vacinas produzidas pelo Instituto Butantã e pela Fundação Oswaldo Cruz. As pautas de distribuição das vacinas às Unidades Federativas, elaboradas e divulgadas pelo Programa Nacional de Imunizações por meio de Informes Técnicos da Campanha, direcionam a quais públicos as doses devem ser destinadas. O prazo para resposta ao Giac é de dez dias.

Íntegra de um dos ofícios enviados aos governadores

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

HOSPITAIS DE CAMPANHA: RN não envia informações a PGR

Foto: Rogerio Santana/Governo do Rio de Janeiro/via Agência Brasil

Um terço dos governadores deixou de responder a um pedido de informações da Procuradoria-Geral da República sobre a instalação dos hospitais de campanha para tratamento da Covid.

São eles:

Waldez Góes (PDT), do Amapá;

Camilo Santana (PT), do Ceará;

Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo;

Ratinho Júnior (PSD), do Paraná;

Wellington Dias (PT), do Piauí;

Fátima Bezerra (PT), do Rio Grande do Norte; e

Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul.

No último 12, a subprocuradora-geral Lindôra Araújo enviou ofícios aos 27 govenadores questionando quantos hospitais foram instalados em cada local, quantos foram construídos e não entraram em funcionamento e as unidades ativas atualmente.

Eles também foram indagados sobre data e motivo do fechamento dos hospitais desativados, além de esclarecer a destinação de insumos e equipamentos que compunham essas estruturas.

O objetivo da PGR com as informações é verificar eventuais falhas no atendimento à saúde da população infectada, principalmente em função dos recursos aplicados.

Dependendo de cada caso, o órgão poderá recomendar aos procuradores que proponham ajustes ou, se houver indícios de irregularidades, a abertura de investigações sobre os gestores.

O prazo inicial para a resposta venceu no dia 19, mas vários governadores pediram uma prorrogação, que foi concedida. O órgão ainda fará a análise das informações enviadas pelos estados e também avaliar as providências em relação aos que não prestaram as informações.

O Antagonista

Acesso a matéria na íntegra abaixo:

Opinião dos leitores

  1. Oxi…
    Deixou? Como se pediu pra estender o prazo e foi concedido?
    Criando situação.
    Tá soando desespero.
    A cobrança deve tá grande.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Espere o comentário.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Bolsonaro pede que Congresso, via Rodrigo Pacheco, assuma interlocução com governadores

Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O presidente Jair Bolsonaro sugeriu transferir para o Congresso Nacional a interlocução com os governadores. A decisão de deixar com o Legislativo a missão de coordenar as ações com os estados foi anunciada durante reunião com os chefes dos demais poderes nesta quarta-feira (24), segundo relato de autoridades presentes à CNN.

Bolsonaro indicou que caberá a partir de agora ao senador Rodrigo Pacheco essa tarefa. O plano surpreendeu alguns dos presentes, mas foi visto como uma forma de tirar o presidente da rota de confronto com rivais, como o governador João Doria, e abrir espaço para que ele se dedique ao discurso da vacinação em massa.

A fala do presidente sobre terceirizar ao Congresso a conversa com governadores ocorreu enquanto se discutia justamente a criação do comitê de enfrentamento à pandemia. A ideia é que o comitê tenha representatividade ampla. Falou-se no encontro em reunir um grupo de até 100 pessoas para que haja pluralidade de vozes e de sugestões no combate à crise.

A sugestão de criar um comitê nesses moldes já havia sido feita anteriormente pelo Supremo Tribunal Federal. A proposta chegou a ser encaminhada pelo ministro Dias Toffoli quando ainda presidia a corte no ano passado.

O agravamento da crise e a escalada no número de mortos pela Covid-19 fez com que auxiliares presidenciais o convencessem a abraçar a ideia neste momento.

Durante o encontro, que ocorreu no Palácio da Alvorada, houve sugestão de medidas concretas que o governo federal já deveria coordenar. O presidente da Câmara, Arthur Lira, pediu ações para evitar aglomerações no transporte público, segundo o relato de presentes.

O deputado argumentou que se trata de uma das principais formas de disseminação do vírus e, por isso, é preciso escalonar horários, aumentando a oferta de transporte para evitar aglomerações especialmente nos momentos de pico.

De acordo com autoridades que participaram do encontro, o presidente se empenhou em fazer com que a reunião transcorresse em bom clima. Abriu o encontro com uma fala pregando a união dos Poderes e logo passou a palavra ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Em retribuição, houve palavras de apoio das lideranças. Governadores convidados, quase todos alinhados ao Palácio do Planalto, também indicaram durante a reunião aprovar o movimento do presidente. Mas também houve cobranças. Um dos governadores usou sua fala para alertar ao presidente sobre os milhares de brasileiros que, naquele momento, estavam hospitalizados ou em UTI por causa da Covid e que a população esperava uma reação do presidente da República diante do agravamento da pandemia.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. O que dizer de um presidente que não têm controle e inteligência emocional para lidar com os governadores dos estados brasileiros . Em outras palavras: estamos lascados com esse presidente aí. Só Jesus na causa pra nos socorrer .

  2. Bolsonaro é o único realmente preocupado com o povo brasileiro. Em todos os aspectos. Quanto ao canalha, cachaceiro, analfabeto, corrupto e lavador de dinheiro de 9 dedos, a única coisa que ele pode ensinar é a roubar (e por a culpa nos outros).

    1. As vezes eu acho que você não bate bem da cabeça, que você toma algum remédio controlado, aí se atrapalha e toma em dobro, algum trauma, uma paixão não correspondida (por algum rapaz), nunca trabalhou, etc….
      A conclusão que eu chego, é que você é tão falso quanto o facínora do miliciano mesmo.
      Esclerosado.

    2. Vc se apaixonou irracionalmente por esse doido. Essa é a verdade. Procura outra pessoa de direita p governar o país, pois esse cabeça de ervilha não tem mínima condição e está destruindo o país com esse negacionismo.

  3. Efeito Lula. A volta dos direitos políticos do Lula só faz bem ao país. O Bolsonaro e a sua trupe, após críticas do Lula, passaram a usar máscaras, não fez mais propagandas da ivermectina e cloroquina, começou a valorizar a vacina (pelo menos diz), acenou para uma coordenação da pandemia junto aos governadores (conforme Lula sugeriu), agir com responsabilidadede (conforme Lula indicou), isso vai ser difícil, mas vamos torcer. O bolsonaro quer fazer dois anos de bom governo? Assista duas entrevistas que o Lula deu ao Lê Mounde e a CNN internacional, além do discurso que fez após a decisão de fachin (essa ele viu, pelo menos em parte). Nessas, existem verdadeiras aulas diplomáticas, geopolítica, econômica , social, política externa, de humanidade, de responsabilidadede, de sensibilidade e de compromisso com o povo. Em uma prova de que o maior presidente da história pensa no bem do povo e do país, pois está dizendo para um incompetente e irresponsável como administrar uma nação e ser bem sucedido. Poderia ficar vendo o governo explodir, mas ele sabe que o povo vai junto e quer ajudar a evitar isso.

    1. Só li verdades … 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    2. Amigo, para acreditar em boas intenções de certos partidos e políticos que apenas se interessam em roubar, difundir o caos e a ignorância generalizada, têm duas possibilidades: algum tipo de problema neurológico ou burrice crônica. Faz vergonha que ainda existam pessoas que defendam Lula, mais vergonha ainda por que muitos têm nível superior, mas não conseguem se livrar da lavagem cerebral.

    3. Esse lula aí foi o que saudou com glória a chegada do covid 19? Esse mesmo, que governava na roubalheira petralhas, e cujo Sérgio Moro recuperou uns 40 bilhões de reais dos corruptos que se instalaram no seu gabinete, Inclusive em várias delações confessaram que lhe entregaram propinas, tudo com várias provas robustas? Esse mesmo canalha, que o stf anulou o processo (não inocentou), e por esse absurdo, o Brasil terá que devolver os 40 bilhões roubados aos verdadeiros ladrões, e já estava recuperados nos cofres ds nação? Não seja idiota, canalha!

  4. Vixe, Carlixo falou pra ele sair fora pra depois poder dizer que tudo foi culpa dos governadores… O que vale eh a narrativa mesmo né?! Eu pensei que vivíamos no regime presidencialista mas o MINTOmaníaco quer que vivamos no parlamentarismo…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Bolsonaro recebe chefes de poderes, governadores e ministros

Foto: Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro se reúne na manhã desta quarta-feira (24) com chefes de poderes, ministros e governadores para discutir medidas de combate à pandemia de Covid-19.

Por volta de 8h, os participantes começaram a chegar à residência oficial do Palácio da Alvorada. Entre os primeiros que chegaram estavam o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Pouco depois, chegaram autoridades como o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), o governador de Amazonas, Wilson Lima (PSC), e o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC).

Governadores que fazem oposição declarada a Bolsonaro não foram chamados. Desde o início da pandemia, Bolsonaro tem tido atritos com governos estaduais por discordar de medidas de isolamento social para conter o avanço do vírus.

O encontro ocorre um dia após o país ter atingido o recorde de mais de 3 mil mortes em 24 horas. É o pior momento no Brasil.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), que vê com “grande preocupação” a situação do Brasil, o país é o segundo em maior número mortes, atrás somente dos Estados Unidos.

Em pronunciamento nesta terça (23), Bolsonaro disse que estão “garantidas” 500 milhões de doses de vacina até o fim deste ano. O presidente omitiu, no entanto, a informação de que o Ministério da Saúde reduziu em quase 10 milhões o total de doses previstas para abril.

Segundo o consórcio de veículos de imprensa, com base em dados fornecidos pelas secretarias estaduais de Saúde, 6,04% da população do país foi vacinada até as 20h21 desta terça-feira, o que representa 17,1 milhões de doses aplicadas.

Ainda segundo o consórcio, 12,7 milhões de pessoas receberam a primeira dose, e 4,3 milhões, a segunda dose até agora.

De acordo com o Planalto, o encontro desta quarta tem como objetivo “fortalecer o ambiente de união nacional para prevenção e combate ao vírus da Covid-19, além de ser um espaço para discussão de ações institucionais conjuntas”.

O encontro está marcado para as 8h no Palácio do Alvorada. Segundo a Presidência, são aguardadas na residência oficial da Presidência da República as seguintes autoridades:

Hamilton Mourão, vice-presidente da República;

Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF);

Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado;

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados;

Augusto Aras, procurador-geral da República;

Bruno Dantas, ministro do Tribunal de Contas da União.

Também devem participar da reunião os seguinte governadores:

Romeu Zema (Minas Gerais);

Ronaldo Caiado (Goiás);

Renan Filho (Alagoas);

Wilson Lima (Amazonas);

Ratinho Júnior (Paraná);

Marcos Rocha (Rondônia);

Além de Queiroga, foram chamados o ex-titular da pasta da Saúde Eduardo Pazuello e os demais 21 ministros do governo.

G1

Opinião dos leitores

    1. Quem vai ganha a DO BURRO, são as jumentinhas e os jumentinhos apoiadores de quadrilheiros. Procura logo um proctologista burro vei.

  1. Para salva vidas, e vencer a pandemia é preciso a união de força, e não a divisão. Todos sabemos que devemos esquecer, e,refletir nossas ações. Morreram muitos entes queridos: mães, pais, filhos, avós, avôs, tios, tias,primos,primas, irmãs, irmãos, amigos,amigas … Famílias estão abaladas, em luto. De que adianta saber que errou? Devemos ajudar a encontrar alternativas. Discórdia para depois.E preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã… Bom dia.

    1. Eh verdade. Mas Não tem político santo, a maioria, senão todos, são medíocres e corruptos! Péssimos gestores públicos não iriam se tornar melhores em plena pandemia…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“NEM POR ORDEM DO PAPA”: Bolsonaro diz que Exército não vai para a rua para cumprir decreto de governadores mesmo com ‘desobediência civil’

FOTO: REUTERS/Ueslei Marcelino

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira(19) governadores e prefeitos estão “matando” pessoas com as medidas de restrição de circulação que vem tomando, para evitar o aumento do contágio. O presidente reclama do impacto econômico dessas medidas.

— Governadores e prefeitos humilhando a população, dizendo que estão defendendo a vida. Ora bolas. Que defendendo a vida, vocês estão estão matando essas pessoas.

O presidente também voltou a dizer que o “seu” Exército não irá obrigar as pessoas a ficar em casa, como já havia dito, mesmo em caso de “desobediência civil”:

— O meu Exército não vai para a rua para cumprir decreto de governadores. Não vai. Se o povo começar a sair, entrar na desobediência civil, sair de casa, não adianta pedir o Exército, que meu Exército não vai. Nem por ordem do papa. Não vai.

Com O Globo

Opinião dos leitores

  1. Esse IDIOTA pensa que tem poder e representatividade mas o apoio popular, dos militares e até dos políticos do centrão, está se desmanchando. Virou uma caricatura de ditador, sem palavra, sem capacidade de ação , e sem eco na sociedade. Somente uns poucos gatos pingados, alienados, alucinados, babões e extremistas ainda mantém o apoio, talvez por vergonha de admitir que esse presidente em quem votaram é doença pior que a pandemia que estamos enfrentando.

  2. Capitão mande as forças armas ir as ruas. Mas para ir em cima destes governadores ,prefeitos e STF.

  3. Mesmo se for para apartar briga de galo, um exército comandado pelo general Pazzuelo vai fracassar. Com certeza!

  4. Escroto! Você renegou 70 milhões de doses de vacina! Nós não deveríamos estar nessa situação. Você sabia que era incompetente, você sempre foi! Se não dá conta, peça pra sair!

  5. Deve ter que esquecido de tomar o sossega leão hoje. Doido varrido. Juízo mandou lembrança. Semana que vem a notícia será ele tá atirando pedra na lua cheia.

  6. Ele que as Forças Armadas a serviço da família dele e proteger os submissos a ele.
    Ele.cara incompetente, que reeleger-se às custas de auxílio mm miséria.
    Ele vive banalizando a pandemia.
    Um assessor dele faleceu esta semana e "abafaram".
    Muito incompetência para uma pessoa só.

  7. O exército vai para rua, sim: recolher os corpos dos mortos de COVID sem assistência. Espero que não seja vc que está lendo isso. Aguardem!

  8. Deixe esses fdp lascar o povo.
    Todo mundo tá vendo a cachorrada desses governadores safados.
    Bandidos.
    Ontem o ex vice governador desmascarou e ensinou como as pessoas verem o tamanho da safadeza, sacanagem dessa desgovernadora Fátima do PT.
    Essa a verdadeira genocida, comprovadamente.

  9. O povo de bem está com o Presidente, sabe o que é verdade e se identifica com o discurso realista do Presidente.

  10. Bota o EB em cima desses Desgovernos estaduais, pode começar pelo RN.
    2022 é Bozo novamente!!!
    Lembrem: O Choro é livre!!!

  11. Eu prefiro a força de expressão "NEM POR ODEM DO PAPA", do que a de Lula Macunaíma que invocava subversão através do "exercito de Stédile".

    1. Pergunte aos governadores e prefeitos, o STF determinou que a responsabilidade no combate a pandemia seria diretamente deles, desde maio 2020. Está distorcendo porquê? Não tem coragem de perguntar a seu governador ou prefeito?

    2. Vai sim! Domingo 21 é o aniversário dele! Pode esperar que o genocida vai fazer aquele churrasco!

  12. Políticos em geral se sentem dono de tudo. Enquanto nossos políticos não entenderem que eles estão ali para servir e não para serem servidos pelo Estado, o Brasil não irá evoluir.

  13. inacreditável.
    O que o PAPA tem com isto.
    Tolou ,não tem mais leito…,vão morrer em casa.
    O problema é sério.. .

  14. Mas quem é que está pedindo exército na rua, meu Deus!? Esse Genocida é sedento de mortes!!! Está fazendo de tudo para ver o povo morrendo sem ar nos corredores de hospitais.

    1. A senadora Katia Abreu do Tocantins tava pedindo. Dá um google.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

MPF cobra hospitais de campanha aos governadores e questiona leitos desativados

Foto: Ilustrativa

O Ministério Público Federal encaminhou ofício aos governadores dos estados solicitando informações sobre quantos hospitais de campanha foram construídos no período da Pandemia e quais estão efetivamente funcionando.

Segundo o ofício assinado pela subprocuradora Lindora Araújo, os governadores devem informar até a sexta-feira, 19, quantos e quais hospitais de campanha foram construídos no Estado? Quais hospitais de campanha foram construídos e não entraram em
funcionamento? E, dentre os que entraram em funcionamento, informar a data de inauguração das atividades de atendimento.

Solicita ainda, listar os hospitais de campanha que estão em funcionamento na presente data e, em relação aos desativados, informar a data da desativação e o motivo do fechamento. Qual a destinação dada aos insumos e equipamentos que compunham a
estrutura de eventuais hospitais de campanha que tenham sido desativados no Estado?

Confira o ofício na íntegra AQUI via Justiça Potiguar.

Opinião dos leitores

  1. Parabéns ao MPF.
    Agora, se acalmem bolsonaristas, depois não queiram desqualificar o MPF se a probidade for comprovada e decepcionar a expectativa de vcs.

  2. O governo não construiu hospital de campanha, fez foi fechar o hosp RUI PEREIRA, referência em diabéticos.

  3. O hospital de campanha do RN ficou só no migué!!
    O resultado é o povo morrendo sem Assistência nenhuma, a míngua.

  4. Não ter construído hospital de campanha, pode ser motivo de improbidade administrativa? Vamos ver! Por outro lado, enquanto o desgoverno do Estado é total inércia nesse assunto, a prefeitura de Natal aumenta o quantitativo de leitos em seu hospital de campanha, transforma o hospital dos pescadores exclusivo pra tratamento contra a covid, em parceria com a iniciativa privada, providencia o Hospital Dia ao redor do palácio dos esportes e abre ainda essa semana, mais um hospital de referência para o enfrentamento dessa doença terrível! Até quem não votou em Álvaro Dias, tem que reconhecer esse grande trabalho que ele tá realizando pela cidade e inclusive, recebendo pacientes de outros municípios.

  5. Será que Fatão vai responder mandando a propaganda oficial do governo divulgada na mídia chapa branca? Ali só tem mentira. Teria essa coragem?

  6. Está corretíssimo! Os estados e municípios precisam construir os seus hospitais de campanha nesse momento, a criação de novos leitos é fundamental em tempo de pandemia, além de restrições para evitar aglomerações, uso da máscara e distanciamento social.

  7. Já que o Ministério Público Estadual não deu um pio, o Federal tá mostrando serviço.

  8. E agora Gatão GD? Será cópia??? Comece a dar seus pulinhos porque senão aquele jato preto com letras douradas da federal, já já estará pousando por aqui recheado com muitas pulseiras! Se preparem…

  9. Ômi, aqui sumiram com 5 milhões de reais que seria pra comprar respiradores, e ainda tem idiota pra dizer que i governo de fatão é regular. Cada uma.

    1. Verdade, ainda tem gente para defender uma mulher como Fátima. Nota para o governo dela,0,0

    2. 5 milhões comprava 90 respiradores. O MP tá tão calado porque será?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Governadores respondem a Bolsonaro sobre repasses federais: ‘Obrigação constitucional’

Em uma carta aberta, 16 governadores responderam a uma postagem do presidente Jair Bolsonaro sobre repasses do governo federal. Bolsonaro, que tem dito que faz sua parte no combate à pandemia de Covid-19, publicou no domingo (28), em suas redes sociais, uma lista com valores encaminhados pela União para cada estado em 2020. Os governadores disseram que os repasses são uma “obrigação constitucional” do governo federal e que a parcela efetivamente enviada para a área de saúde foi “absolutamente minoritária”.

O Brasil passa pelo momento mais crítico desde o início da pandemia, registrando recordes na média móvel de mortes e escassez de leitos de UTI em diversos estados. Vários governadores nos últimos dias decretaram medidas de intensificação do isolamento social e fechamento do comércio, que desagradam o presidente. Nesse contexto, Bolsonaro foi às redes sociais para divulgar as verbas enviadas aos estados.

Para os governadores, Bolsonaro tratou os repasses como se fossem uma “concessão” ou um “favor” aos governos estaduais. Eles ressaltaram que, na verdade, se trata de “expresso mandamento constitucional”.

“Nesse sentido, a postagem hoje [domingo (26) ] veiculada nas redes sociais da União e do presidente da República contabiliza majoritariamente os valores pertencentes por obrigação constitucional aos estados e municípios, como os relativos ao FPE [Fundo de Participação dos Estados], FPM [Fundo de Participação dos Municípios], FUNDEB [fundo para a educação], SUS, royalties, tratando-os como uma concessão política do atual governo federal”, escreveram os governadores na carta.

Os governadores também disseram que Bolsonaro “parece priorizar a criação de confrontos” num momento em que o país precisa de ação conjunta entre União, estados e municípios para enfrentar o momento mais agudo da pandemia.

Eles acrescentaram ainda que os valores listados por Bolsonaro são usados para ações em várias áreas, como: “educação, segurança, estruturas de atendimento da saúde, justiça, entre outras”. E lembraram que o governo federal dispõe dos mecanismos para assegurar que os recursos estão sendo aplicados.

“Em relação aos recursos efetivamente repassados para a área de Saúde, parcela absolutamente minoritária dentro do montante publicado hoje, todos os instrumentos de auditoria de repasses federais estão em vigor. A estrutura de fiscalização do governo federal e do Tribunal de Contas da União tem por dever assegurar aos brasileiros que a finalidade de tais recursos seja obedecida por cada governante local”, completaram os governadores.

Os 16 autores da carta disseram que veem com “preocupação” a publicação de Bolsonaro que, segundo eles, representa a “utilização, pelo governo federal, de instrumentos de comunicação oficial, custeados por dinheiro público, a fim de produzir informação distorcida, gerar interpretações equivocadas e atacar governos”.

Os 16 governadores que assinam a carta são:

Renan Filho, Alagoas

Waldez Góes, Amapá

Camilo Santana, Ceará

Renato Casagrande, Espírito Santo

Ronaldo Caiado, Goiás

Flávio Dino, Maranhão

Helder Barbalho, Pará

João Azevedo, Paraíba

Ratinho Júnior, Paraná

Paulo Câmara, Pernambuco

Wellington Dias, Piauí

Cláudio Castro, Rio de Janeiro

Fátima Bezerra, Rio Grande do Norte

Eduardo Leite, Rio Grande do Sul

João Doria, São Paulo

Belivaldo Chagas, Sergipe

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Se eles dizem que o governo federal está fazendo a sua obrigação é que a transferência que vem sendo feita é a ideal para manutenção da crise e do estado
    Agora eles tem que mostrar o que fizeram com o dinheiro onde e quanto gastaram, ficar mandando cartinha sem a população saber para onde foi o dinheiro é fácil.

  2. Força meu presidente
    Dê moleza para os esquerdopatas ladrões não.
    #bolsonaro 2022
    #70milhõea no mínimo

  3. Esses governadores estão querendo institualizar a rapinagem? Só pode ser, eles também tem o direto de prestar conta a sociedade do que já receberam e o que fizeram com a grana. Não fazem pq sabem que fizeram com o dinheiro. Agora ficam cobrando, vão se catar bando de " sabidões' .

  4. Estão MUDANDO o FOCO da situação.
    Não se quer saber se era ou não obrigação do Presidente repassar os recursos.
    o que interessa é:
    ONDE ESTÁ ESSE DINHEIRO REPASSADO?
    EM QUÊ FOI APLICADO ESSE DINHEIRO?
    ONDEFORAM GASTOS TODOS ESSES MILHÕES?
    O QUE OS GOVERNADORES E PREFEITOS FIZERAMCOM ESSE DINHEIRO?
    DEVEM COMPROVAR A APLICAÇÃO DOS RECURSOS, ANTES DE PEDIRMAIS E MAIS E MAIS.

  5. Constitucional mesmo, e que os governadores façam o uso a q se destinam esses recursos e não engordar o caixa pra levantar a moral de sua gestão. Pós-pandemia vai ter tanto governador cuspindo fogo, arrotando vantagem, que sua gestão fez isso fez aquilo. Enquanto que o número de mortos ficará pra história como responsabilidade do governo federal

  6. E quantas são as obrigações constitucionais que esses governadores deveriam cumprir e não cumprem!

  7. Junto com essas assinaturas outra.
    Assinaram a confissão que estão recebendo o que é constitucional.
    Sinal claro que o repasse está sendo feito.
    Então se virem pra abrir leitos.
    Se virem!!!!
    Bolsonaro ô véi duro.
    Querem mais dinheiro.
    Era só o que faltava.
    O PR paga auxílio.
    Paga vacinas.
    E o herói é vcs??
    Vão trabalhar cambada de incompetentes.
    TÁ NA HORA DE TIRAR ESSE PESSOAL DO MEIO.
    panela que muitos mexem, ou sai ENSSOSSA OU SALGADA.
    da lhe Bolsonaro!!
    Tamos juntos meu presidente.
    Não abro nem pro trem.
    Bota pra torar!!!!!

  8. Pode esperniarem!!!
    Quem manda é a caneta bic do bozo.
    Kkkkkkkkkkkkkj
    Se preparem para outra surra viu.
    Nós não temos adversários em 2022.
    Kkkkkkkkkk
    Chupa esquerdalhadas corruptos.
    Kkkkkkkkkkkkk

  9. Se repassa é obrigação, se não repassa é calote! Vá entender! Só duas perguntinhas: se a verba é minoritária, ela pode ser usada pra "entregar" 5 milhões a um consórcio fajuto, que vive só de fachada? E o pior: sem retorno nenhum! A verba também pode ser usada pra comprar ventiladores quebrados, em um montante que chega a quase 2 milhões?

  10. Senhores e Senhoras, concordo plenamente que os repasses dos recursos são "obrigação constitucional", mas também a aplicação destes recursos são para serem utilizados de acordo com as normas constitucionais, porém, o que vemos são os diversos descaminhos nos governos dos signatários do documento, inclusive aqui no RN, temos os R$ 5.000
    000,00 dos respiradores; R$ 1.650.000,00 dos equipamentos que foram comprados com defeitos de fábrica e R$ 8.000.000,00 da locação das ambulâncias, são estes apenas alguns exemplos.
    Mais engraçado é que eles podem criticarem o PR aí ele se manifesta a coisa vira um campo de guerra.
    Sabermos muito bem quais são as intenções dessa turminha da esquerda.

    1. Exatamente! Cadê a prestação de contas dessa grana toda que o governo federal mandou para os estados? O que vimos foram operações policiais contra políticos e assessores que surrupiaram o dinheiro enviado pelo governo federal. Agora estão querendo mais? Quanta sede de roubar!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governadores combinam envio de doses extras das vacinas para o Amazonas

Foto: Dirceu Portugal/FotoArena/Estadão Conteúdo

Governadores de pelo menos 20 estados brasileiros combinaram de destinar ao Amazonas mais doses do novo lote das vacinas da Coronavac e de Oxford que serão distribuídas nos próximos dias.

O Ministério da Saúde e Secretários estaduais e municipais de Saúde também tiveram reunião nessa quinta-feira para tratar do assunto. As doses extras devem ser destinadas aos idosos, inclusive o grupo que tem mais de 75 anos. Nenhum outro estado iniciou a vacinação por essa faixa etária, até então apenas idosos que moram em instituições estavam na lista. Com o atendimento na rede hospitalar sobrecarregado, a intenção é evitar internações de idosos.

O acerto entre governadores foi confirmado à CNN por pelo menos dois governadores: Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul, e Wellington Dias (PT), do Piauí, que é coordenador para vacinas do Fórum dos Governadores.

Leite explicou que, em princípio, a ideia é destinar somente para o Amazonas 5% do total de doses. O restante seria distribuído aos estados na proporção já acertada, equivalente a 2,5% de suas populações.

A divisão passa por reuniões do departamento de logística do Ministério da Saúde, que a pasta terá nesta sexta-feira.

Já os governadores têm combinado a distribuição por meio do grupo de WhatsApp que eles têm. “Já houve manifestação de mais de 20 governadores favoravelmente. Ninguém contrário”, afirmou Leite.

Pará

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), também pediu doses extras para destinar a cidades do interior do Estado localizadas próximas à divisa com o Amazonas.

“Pedi ao Ministério da Saúde ontem de manhã. Houve concordância do Ministério e dos governadores”, disse Barbalho à CNN. “A quantidade extra seria para 6 cidades que fazem fronteira com Amazonas.

Seriam 4906 vacinas a mais. Isso considerando pacientes com 75 anos ou mais. É uma maneira de criar uma barreira de imunidade para evitar colapso no sistema. Por enquanto ainda tem leitos disponíveis. Separam 110 leitos de UTI no Estado somente para receber quem vem da região oeste do Pará.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. ????????????
    Parabéns! Se o ministério da saúde não funciona, q os demais atores tomem a frente do enfrentamento a pandemia.

    1. Se vc não sabe, o governo petista do RN com o cofre cheio de dinheiro, só ontem deixou morrer 10 potiguares.
      Vai contando.

  2. A vida humana tem e deve ser respeitada, mas na Amazônia ai muito além disso.
    Segundo as informações de conhecimento público, o governo desativou 85% dos leitos de UTI destinados a covid.
    O governo federal tornou público o repasse feito ao governo daquele estado de milhões e mesmo assim, por lá falta tudo no combate a pandemia.
    O governo federal enviou 36 tanques de oxigênio líquido, 1510 cilindros de oxigênio e 40 respiradores e o governo por lá continua perdido.
    Agora surge denúncia que mais de 60 mil vacinas entregues ao governo da Amazônia sumiram.
    Não passou da hora desse governador responder por seus atos?
    Onde andam as autoridades que não tomam as medidas imediatas para que o povo da Amazônia deixe de sofrer?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Vacinação adiantada de Doria divide governadores e gera mal-estar em grupo de WhatsApp

A decisão de João Doria (PSDB-SP) de aplicar a primeira vacina nesse domingo (17) gerou mal-estar. Em grupo de WhatsApp de governadores, Wellington Dias (PT-PI) disse que a atitude foi lamentável. “O entendimento sempre foi o Brasil numa mesma data. Um estado coloca os demais como de segunda categoria”, escreveu.

A insatisfação chegou a Eduardo Pazuello (Saúde), que sentiu confiança para convidar governadores a um ato simbólico nesta segunda-feira (18).

Até o fim da noite, Doria não tinha respondido no grupo. Nos bastidores, governadores se dividiram. Alguns dizem ter sido uma atitude previsível do tucano, de explorar politicamente os efeitos do acerto de ter apostado na ciência e na vacina contra o negacionismo de Jair Bolsonaro e seu ministro. Outros endossaram a crítica.

Na visão de parte do grupo, a ação do governador paulista deu sobrevida a Pazuello. Quem não concordou decidiu ir para o lado do enfraquecido ministro com a justificativa de que devem todos se unir ao plano nacional de imunização.

Quem criticou Doria diz que o ato convocado pelo titular da Saúde estará maior por causa da insatisfação gerada. Alguns deles tinham o mesmo discurso de Pazuello: a vacina é do SUS, não de SP. Convidado para a cerimônia, Doria enviará o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) em seu lugar.

Desde o início da pandemia, o governador de São Paulo tomou a liderança em medidas que observavam a ciência, enquanto o presidente da República tentava minimizar a pandemia.

De um lado, Doria apostou em ações de isolamento social da população, seguindo orientação de especialistas, e, de outro, passou levantar a bandeira da vacina. Virou, assim, o maior contraponto a Bolsonaro, tendo apoio também de colegas governadores.

Painel – Folha de São Paulo

Opinião dos leitores

  1. Querem apadrinhar a vacina, esquecem que a o SUS desembolsou milhões na terceira fase.

  2. É cada comentário bosta! Como se calça apertada fosse um jesus. Anvisa fala que a coronavac não vale merda mesmo assim liberou. Tem tbm a Oxford que é mais eficaz e só falam na coronavac, tudo politicagem! Tá chegando carnaval kkkkk

  3. O Doria apostou na ciência segundo o texto certo? Quais os números da Pandemia em São Paulo? Melhores que o resto de Brasil?

  4. só criticou Dória os governadores "CALÇA FOLOTES" que são incompetentes e só vão vacinar os seus cidadãos por causa da persistência do governo de São Paulo. Porque se fossem depender do rascunho de presidente, terminava o ano e ninguém se vacinava.

    Da mesma forma, esses incompetentes não criticam o desgoverno que chegou a envelopar um avião para nada, porque ia buscar uma vacina que a índia não vendeu.

    Mas a inveja mata… tome cuidado para não se contaminar.

    Da próxima sejam competentes e façam como Dória… trabalhe.

  5. Esse calça colada é um palhaço. 100% politicagem. Cadê os dados completos? O PCC não permite. A garota propaganda já tomou a terceira dose. Mas já que é caldo de batata, tá tudo certo kkk

    1. Verdade, competente eram os governos anteriores que faziam da corrupção a moeda de apoio comprando a mídia, congresso, empresas e financiava as ditaduras de Cuba, Venezuela e tantas outras. Competente era o governo anterior que produzia um escândalo de corrupção por mês e levou as empresas públicas a operar no vermelho por anos

  6. Não vou defender nem atacar ninguém, mas existem situações peculiares nessa pandemia.
    Qual governador ficou a frente da PROIBIÇÃO NO USO DA IVERMECTINA, CLORIQUINA e ZINCO? Qual estado brasileiro tem o maior número de mortes com covid 19? Qual governador tem dado espetáculo na mídia, fazendo da pandemia uma irresponsável disputa política?
    Qual a UNICA vacina que teve propaganda da mídia e foi defendida por 01 governador? Qual o governador, que MESMO SEM COMPROVAÇÃO CIENTÍFICA e testes DEFENDEU e COMPROU antecipadamente uma vacina?
    Se essas perguntas tiverem apenas 01 NOME como resposta, fica a dita: "PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER VÊ e SE DEIXA MANIPULAR".

    1. Parabens pelo comentário
      Si para acrescentar por que ele fez de tudo para nao entregar os 6 milhões de dose que tinga em SP
      R É por que nao tinha 6 milhões duvido que tinha e duvido que vai vacinar o numero de pessoas que ficou de vacina lá

    2. Quem comprou foi o SUS.
      A vacina é do SUS, não é de São Paulo.
      Satisfeito??
      Esse Doria é um canalha discarado, faz da desgraça alheia, uma politicagem sebosa.
      Essa a verdade.
      Desde o início que ele faz essa presepada, tentando abafar o aumento dos impostos.
      Um cara desses não serve pra presidir um país.
      É um safado.
      Vota quem quer, mas sabendo quem ele é.
      É um Fanfarrão!!

  7. O choro é livre. Queria que minha Governadora também pulasse a frente e começasse logo a vacinação. Farinha pouca meu pirão primeiro. Quero ver o morador de São Paulo reclamar. Cambada de babacas quem critica. Ele bancou a vacina do Butantã, então ele que receba os louros e Bolsonaro que se lasque.

  8. Dória pode ser tudo, agora ninguém pode tirar dele o direito de ser o maior responsável pelo o programa de vacinação no Brasil.
    Reagiu todas as teses negativistas de Bolsonaro e seus comparsas, investiu no Butantã, produziu e estocou vacinas, enquanto o Presidente insistia no receituário de suas grarrafadas primitivas.

  9. Governo incompetente.
    Negacionista, achismo, boiada imunda. Atrapalha quem quer agir e salvar vidas.

  10. Doria é o maior combustível desse governo. É o que ele faz que impulsiona essa cambada de milico incompetente!!!

    Obrigado, Doria!!!

    1. Melhor ser exibido que inepto como o MINTOmaníaco… Kkkkkkkk. Pense num presidente ruim , fraco…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Governadores cobram Ministério da Saúde sobre cronograma de vacinação

Foto: JOE RAEDLE / AFP

Diante do avanço da vacinação em outros países do mundo, o Fórum de Governadores cobrou do Ministério da Saúde um cronograma para o início da imunização no Brasil. Em reunião com membros da pasta nesta terça-feira, o representante do grupo, o governador Wellington Dias (PT), do Piauí, pediu que o governo estabeleça datas para vacinação e também para treinamento dos profissionais que participarão do trabalho.

— Claro que queremos segurança e a garantia de eficácia, mas também queremos agilidade— disse Dias, que é presidente do Consórcio Nordeste e coordenador da temática de Vacina do Fórum Nacional de Governadores. Ele acrescentou:

— Por que (ainda) não temos um cronograma para o início da vacinação? Outros países começaram protegendo aquela parte mais vulnerável, isso requer menos doses de vacina. Mas é preciso ter um cronograma agora! Não é razoável que o mundo inteiro já tenha começado vacinação e um país como o Brasil, que tem laboratórios, que tem produção, não ter (iniciado a) vacinação.

Nesta terça-feira, a Argentina começou a vacinação contra Covid-19 com a utilização do imunizante Sputinik V, produzido pela Rússia. No último domingo, a União Europeia também começou sua campanha de vacinação.

Há duas semanas, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a previsão da pasta é a de começar a distribuir as doses de vacina contra a Covid-19 em meados de janeiro. Segundo Pazuello, a expectativa era entregar 24,5 milhões de doses ainda no primeiro mês de 2021. Até o momento, no entanto, a pasta não detalhou o cronograma para a vacinação dos brasileiros.

Segundo Wellington Dias, a previsão dada aos gestores estaduais pelo governo era de que o treinamento dos profissionais de saúde que atuarão na aplicação de vacinas fosse feito antes do Natal, o que não aconteceu.

— Não foi. Vai ser mesmo na primeira semana de janeiro? Qual a data ? Porque nós temos que mobilizar todos os municípios brasileiros para fazer essa formação de profissionais que trabalharão com a vacinação— disse.

A reportagem questionou o Ministério da Saúde sobre as datas para a vacinação no país e perguntou o motivo do atraso na qualificação dos profissionais de saúde, mas ainda não obteve resposta.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. Esses governadores é uma pilantragem só, com apoio da imprensa. Não enxergaram que com as redes sociais o povo não é mais enganado facilmente. Tentam carimbar uma narrativa política contra o presidente, narrativa mentirosa, claro. O povo já percebeu essa malandragem e é por isso que toda pesquisa nos mais diversos questionamentos, aponta o alto índice de aprovação do Presidente. Que continuem assim agindo como idiotas.

  2. Chile e Argentina já começaram a vacinar a população. Enquanto no Brasil idiotas ainda polemizam a qualidade das vacinas. Todas as vacinas contra Civis, TODAS, tem contribuição japonesa. Vc q tem filhos sabe a origem das vacinas ministradas a seus filhos?? Enquanto por aqui se discute a largura da calça de Doria. Pelo menos ele se moveu para trazer a vacina.

    1. Qual a vacina já estar liberada pela Anvisa mal informada?? Acorda para realidade, tire o cabresto, se liberte.

  3. Governo irresponsável!
    O PR é um sádico. Tenho fé que esse dejeto será condenado pelo TPI por crime de genocídio contra o seu povo.

  4. Pixukkkkkkkleco kkkkkkk, tu és um comentarista muito fraco, igual ao calça justa, aguado que só caldo de bila. Cuidado com seu deltoide.

  5. O ministro da saúde é especialista em “LOGÍSTICA “. Na sua última missão estratégica o conceituado meganha ?‍♀️, deixou vencer um “ ruma “ de testes para o covid . Conclusão : estamos realmente encrencados nessa área . Mas por outro lado temos o TONHO da LUA . O artilheiro ( pelas caridades ) , o mister cloroquina e também ex aluno da academia militar. Resumindo . Na histórica academia saíram mercadorias não tem vem habilitadas para a função . Em se tratando de cronograma de vacinação capitaneados por esses estrategistas , imagino que será meio complicado de acreditar . Ainda bem que temos o grande gestor , administrador DÓRIA . O eficiente líder vai nos ajudar e nos tirar das mais dos negacionistas . Já estou com meu bracinho pronto .

    1. O calcinha apertado que foi se vacinar em Miame, nos "esteite"? Quanto vc ganha da esquerda para postar tantas merdas? Aceita e passa KY que vai doer menos.

    2. Quanta mentira, hein? O MS comprou testes que só saem mediante demanda de estados e municípios. Só lhes resta apelar pra esse ripo de pilantragem mesmo.. E a vacina tá chegando.

  6. O MS deveria perguntar aos governadores pq os hospitais gerais estão sempre com falta de medicamentos, insumos e até macas…

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *