Tecnologia

Hub de Inovação Interjato busca acelerar projetos e desenvolver soluções

Fotos: Divulgação

Com atuação no Nordeste, a Interjato Soluções tem se posicionado ao longo dos últimos anos entre as melhores empresas de implementação, integração e operação de tecnologia do país. Agora, a Interjato quer ir além e potencializar oportunidades para empreendedores inovadores e contribuir para o desenvolvimento tecnológico da região.

Apoiada pelo Programa Inovação Aberta do SEBRAE-RN – e assessoria da Liga Ventures, maior referência em inovação aberta do país –, a Interjato Soluções busca criar um Hub de Inovação, espaço para aceleração de projetos, desenvolvimento de soluções, geração de negócios e aprendizado de forma integrada.

O Hub de Inovação Interjato teve o pontapé inicial através de um Meetup, que reuniu convidados que fazem parte do ecossistema de inovação local e de áreas bem diferentes, para uma construção coletiva. Na continuidade de aperfeiçoar as ideias apresentadas, um BootCamp envolveu o time dos setores da Interjato Soluções. Todas as etapas estão sendo acompanhadas pelo SEBRAE-RN e equipe do Sebrae Lab.

CEO da Interjato Soluções, Erich Rodrigues comenta sobre a proposta dentro do contexto atual: “Estamos num momento de clara disrupção na forma de atender as necessidades e as expectativas dos clientes, que estão cada vez mais altas. Há um anseio de resolução imediata dos problemas e para prosperar nesse ambiente, as empresas precisam cada vez mais se reinventar e reagir de forma mais rápida”, explica.

O empresário complementa: “Dentro desse dinamismo todo, a Interjato tem tentado se reinventar utilizando a base que tem de competências, mas também num ritmo muito mais diferenciado do que já vinha fazendo para continuar atendendo os clientes e seus anseios, de forma a continuar sendo uma empresa próspera”.

Erich destaca ainda, que na dinâmica de pensar na melhor forma de atender as expectativas dos consumidores, o posicionamento é importante: “Nessa competição cruzada, nesse movimento, a empresas que vão sobreviver e progredir têm que ter essa capacidade de inovação, de geração de diferenciais e também de aplicação muito rápidas”, explica.

Reunindo a experiência de parceiros nacionais e internacionais para troca de conhecimentos e experiências, o Hub de Inovação Interjato deve fomentar oportunidades para que os empreendedores possam buscar novas soluções para as dores das empresas, do ecossistema e do Rio Grande do Norte.

Sobre a Interjato Soluções <https://interjato.com.br/>

Com a missão de prover as melhores tecnologias para integração digital, a Interjato Soluções é referência para soluções em conectividade, videomonitoramento inteligente, cloud computing e telefonia, além de projetos personalizados para clientes públicos e corporativos, com soluções aplicadas em toda região Nordeste.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

IEL-RN lança edital de inovação para unir startups e indústrias em busca de Soluções 4.0

Foto: Divulgação

O Sistema FIERN, por meio do IEL-RN, acaba de lançar o primeiro edital de incentivo às startups em conjunto com o desenvolvimento tecnológico das indústrias. O “Programa Soluções 4.0 – Negócios Inovadores”, tem como objetivo criar uma ponte entre startups que tenham ideias que otimizem o trabalho e a rentabilidade de empresas do ramo industrial, criando o ambiente para que essas últimas possam atuar como “investidores anjo”.

O presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales, recebeu das mãos do diretor de Inovação e diretor regional do IEL-RN, Djalma Barbosa Cunha Jr o primeiro edital na área lançado pelo Sistema Indústria. “Este edital é único e pioneiro. As empresas que inovam precisam de novos projetos, e as startups precisam dessa aposta em seu potencial”, destacou Amaro Sales.

Este é o primeiro edital lançado pelo IEL-RN e visa captar empresas investidoras com potencial para investir em empreendimentos e startups que disponham ou construam negócios, envolvendo demandas e interesses comuns, resultando no desenvolvimento de soluções inovadoras sustentáveis, escaláveis, de inovação, gestão, de base tecnológica, digital ou social.

Para o diretor de Inovação, Djalma Jr., esta é uma oportunidade de aproximar empresas startups e investidoras. “Este é o momento em que as startups podem ser alavancadas e a solução apresentada ser a definitiva. Precisamos escalar estes projetos. Este é o momento”, enfatizou durante a apresentação do edital.

De acordo com a coordenadora do NAGI, Susie Macedo, o Programa Soluções 4.0 oportuniza a conversão de ideias e definições estratégicas, de modo a viabilizar soluções, transformando-as em resultados reais para ambos, proporcionando experiências inovadoras e rentáveis para o mercado. “Com o fornecimento de conteúdos qualificados, do estímulo de ações e conexão que gerem negócios entre Empresas Aceleradoras e Startups, dispondo essencialmente de apoio e colaboração do NAGI / FIERN. Os públicos alvos são Empresas Investidoras e Startups”, informa o material do lançamento do Programa.

O cronograma do programa inclui 3 fases. A primeira é voltada para a inscrição das startups. A segunda, para a inscrição das empresas investidoras. A terceira e última fase é para apresentação das soluções. O edital com o cronograma completo, informações e inscrições no site do IEL http://www.rn.iel.org.br/negocios-inovadores.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

SENAI inaugura no RN único Instituto de Inovação da rede no Brasil voltado ao setor de energias renováveis

Foto: Divulgação

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), maior complexo de educação profissional da América Latina e detentor da maior rede de institutos privados do Brasil para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) da indústria, inaugura oficialmente terça-feira (15), no Rio Grande do Norte, o único polo tecnológico e de pesquisas de ponta da rede no país voltado à energia eólica e solar: o Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis, o ISI-ER.

A cerimônia marca a conclusão das instalações e a operação plena dos laboratórios do Instituto, cujas atividades tiveram início e vêm acelerando em Natal, capital do estado, desde 2019.

O Rio Grande do Norte – escolhido como sede da unidade – é o maior produtor de energia eólica do Brasil e também o estado com a maior potência prevista para os próximos anos.

A expectativa com o ISI é atender a demandas que ajudam a impulsionar a competitividade da indústria não só local e nacional, uma vez que projetos e parcerias já estão em negociação com Instituições de países como Alemanha, Japão e Dinamarca.

“O ISI-ER chega para o SENAI como grande porta da inovação, da pesquisa, do futuro das energias renováveis, e traz às empresas oportunidades de novos negócios no setor”, diz o presidente do Conselho Regional do SENAI-RN e do Sistema FIERN – que engloba SENAI, SESI,IEL e Federação das Indústrias do estado – Amaro Sales de Araújo.

A inauguração oficial da unidade será realizada a partir das 17h com a cerimônia transmitida no canal do SENAI RN no YouTube. Os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, são convidados do evento, além de representantes da Confederação da Indústria (CNI) e do Sistema FIERN.

Mercado

A carteira de projetos do Instituto, explica o diretor, engloba serviços prestados a diferentes elos da cadeia produtiva e já vem atendendo à demanda desde empresas locais até multinacionais.

Em dois anos de operações iniciais, o ISI-ER acumula contratos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) que superam os R$ 20 milhões e os planos, segundo Mello, são de expansão dos projetos na esteira do crescimento do setor e do avanço das energias renováveis na matriz energética nacional.

Um estudo da consultoria GO Associados, divulgado pela Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica), aponta que entre 2011 e 2019, apenas o setor eólico investiu R$ 66,9 bilhões no país, considerando as áreas de máquinas e equipamentos, inclusive manutenção e reparos e aquisição de produtos e a contratação de serviços no mercado doméstico.

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Prorrogadas as inscrições para bolsas de pesquisa e inovação na Saúde no RN; 45 vagas com valores de R$ 2,5 mil e R$ 5 mil mensais

As inscrições para o edital que selecionará pesquisadores-bolsistas no Projeto Institucional de Inovação e Modernização da Vigilância em Saúde do Estado do Rio Grande do Norte foram prorrogadas até 10 de novembro. As novas datas foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (06).

Serão 40 bolsas na modalidade de Pesquisadores-Bolsistas (graduados) e 05 para a modalidade de Coordenadores-Bolsistas (doutores), com valores de bolsa de R$ 2,5 mil e R$ 5 mil mensais, respectivamente, com período de vigência de até 12 meses.

O candidato deverá preencher o formulário disponível em https://selecao.saude.rn.gov.br e anexar a documentação exigida no edital. A divulgação do resultado está prevista para 9 de dezembro e as convocações acontecem a partir de 10 de dezembro.

A seleção é uma parceria da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do RN (Fapern), com o objetivo de potencializar o processo de modernização da gestão pública no âmbito da saúde.

Os quatro eixos de pesquisa são: Inovação Tecnológica para Modernização dos Sistemas de Informação; Inovação para Promoção da Saúde: Programa RN + Saudável; Modernização Administrativa para melhorar a eficácia da Vigilância em Saúde e Inovação na gestão da Vigilância em Saúde na Região.

A subcoordenadora de Capacitação da Sesap, Larissa Araújo, ressalta que o trabalho será de grande importância para o SUS do Rio Grande do Norte. “Acreditamos que esse projeto terá um impacto significativo nos nossos processos, tendo em vista que a vigilância é transversal a todas as políticas, e o fato das pesquisas serem desenvolvidas na modalidade pesquisa-ação torna o projeto ainda mais potente”.

“Todas as pesquisas, desde o pré-projeto apresentado no processo seletivo, devem seguir linhas de ação orientadas pela Sesap. Os bolsistas serão distribuídos no nível central e a maior parte ficará nas regionais de saúde”, explicou.

Serão duas categorias de bolsistas. Os intervencionistas, que devem ser graduados, e os coordenadores, que deverão ter titulação mínima de doutorado.

A carga horária presencial das atividades a serem desenvolvidas pelos pesquisadores é de 30 horas semanais. O acompanhamento da frequência e do desenvolvimento da atividade dos pesquisadores será realizado por servidor da Coordenadoria de Promoção da Saúde da Sesap.

A Comissão Organizadora do Processo Seletivo está disponível através do endereço de e-mail: fapern.sesapvs@gmail.com

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Sesap e Fapern lançam edital para bolsas de pesquisa e inovação; 45 vagas e valores de R$ 2,5 mil e R$ 5 mil mensais

Foi publicado no Diário Oficial do Estado, desta sexta-feira (23), o edital que pretende selecionar 45 pesquisadores-bolsistas no Projeto Institucional de Inovação e Modernização da Vigilância em Saúde do Estado do Rio Grande do Norte. A seleção é uma parceria da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do RN (Fapern), com o objetivo de potencializar o processo de modernização da gestão pública no âmbito da saúde.

Serão 40 bolsas na modalidade de Pesquisadores-Bolsistas (graduados) e 05 para a modalidade de Coordenadores-Bolsistas (doutores), com valores de bolsa de R$ 2,5 mil e R$ 5 mil mensais, respectivamente, com período de vigência de até 12 meses.

As inscrições estarão disponíveis a partir das 00h do dia 30/10/2020 até às 23h59mim do dia 04/11/2020. O candidato deverá preencher o formulário disponível em https://selecao.saude.rn.gov.br e anexar a documentação exigida no edital. A divulgação dos resultados está prevista para 01 de dezembro e convocações no dia 02/12.

“Todas as pesquisas, desde o pré-projeto apresentado no processo seletivo, devem seguir linhas de ação orientadas pela Sesap. Os bolsistas serão distribuídos no nível central e a maior parte ficará nas regionais de saúde”, explicou Larissa Araújo, subcoordenadora de capacitação da Sesap.

Os quatro eixos de pesquisa são: Inovação Tecnológica para Modernização dos Sistemas de Informação; Inovação para Promoção da Saúde: Programa RN + Saudável; Modernização Administrativa para melhorar a eficácia da Vigilância em Saúde e Inovação na gestão da Vigilância em Saúde na Região.

A carga horária presencial das atividades a serem desenvolvidas pelos pesquisadores é de 30 horas semanais. O acompanhamento da frequência e do desenvolvimento da atividade dos pesquisadores será realizado por servidor da Coordenadoria de Promoção da Saúde da Sesap.

A Comissão Organizadora do Processo Seletivo está disponível através do endereço de e-mail: fapern.sesapvs@gmail.com

Link para o edital: http://abre.ai/bG61

Opinião dos leitores

    1. fora que as vagas já estão preenchidas antes mesmo da seleção né.
      MP como sempre fazendo vista grossa.
      Até quando os orgão do Estado continuarão com a máfia das terceirizadas e bolsistas?
      Concurso público que e bom nada.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Egresso de Medicina da Uern é um dos vencedores de prêmio nacional de inovação em saúde

Foto: Divulgação

O egresso do curso de Medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) Diego Ariel foi um dos 11 vencedores do prêmio Euro Inovação na Saúde, promovido por uma empresa farmacêutica multinacional. O ortopedista desenvolveu um projeto de uma mesa de tração ortopédica, um dispositivo portátil e de baixo custo que auxilia em vários procedimentos ortopédicos e traumatológicos.

Foram mais de 1.600 projetos inscritos na fase inicial. O egresso da Uern ficou entre os 11 vencedores na final, cujo resultado foi divulgado no último dia 24.

O grande vencedor, o médico cearense Edmar Maciel, recebeu um prêmio de 500 mil euros pelo projeto “A pele de tilápia: um novo biomaterial para tratamento de queimaduras, feridas, cirurgias ginecológicas e medicina regenerativa”. Os outros 10 finalistas foram premiados com 50 mil euros cada.

“Como egresso da Uern, fico bastante feliz em saber que mesmo com poucos recursos, a Universidade consegue formar bons profissionais e que, mesmo sem os insumos de universidades maiores, ainda conseguimos nos destacarmos na ciência nacional”, reconheceu o ortopedista.

As mesas de tração ortopédicas são usadas em diversos procedimentos cirúrgicos. No projeto, Diego Ariel criou um modelo de baixo custo, de fácil de transporte e manipulação e que facilita o ensino de técnicas operatórias que necessitem de tal dispositivo.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

PROCESSO SELETIVO: IFRN divulga editais para bolsas de pesquisa e inovação

Foto: Reprodução

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação do IFRN tornou pública a divulgação dos editais nº 4nº 6nº 7nº 8 e nº 9/2020 PROPI/IFRN. A publicação dos editais é uma iniciativa dos coordenadores de Pesquisa e Inovação dos campi do IFRN, integrantes do Comitê de Pesquisa e Inovação (COPI), de acordo com as ações planejadas no Plano de Ação 2020 do Instituto.

Os editais referem-se à submissão de projetos ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (PIBIC-EM), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (PIBIC-AF), Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e ao projetos de pesquisa e inovação com fomento, que regem a seleção de projetos com bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico(CNPq).

Submissão dos projetos

A submissão dos projetos estará disponível até o dia 22 de julho, exclusivamente por meio do preenchimento e envio dos formulários disponíveis no Sistema Unificado de Administração Pública (Suap), os quais poderão ser acessados através do link Submeter Projeto de Pesquisa, constante da página inicial, ou através do menu lateral, seguindo-se o caminho Pesquisa → Projetos → Submeter Projetos.

Acesse

Edital nº 04/2020 – PROPI

Edital nº 06/2020 – PROPI

Edital nº 07/2020 – PROPI

Edital nº 08/2020 – PROPI

Edital nº 09/2020 – PROPI

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

UFRN e TJ assinam Acordo de Cooperação para inovação na área jurídica com uso de ciência de dados

Em parceria inédita, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte firmou Acordo de Cooperação com o Tribunal de Justiça do RN para desenvolvimento de pesquisa e soluções através da análise da base de dados do sistema processual PJe. A partir de agora, o Laboratório de Governança Pública da UFRN poderá acessar a base de dados do sistema PJe para melhor compreender os problemas levados ao Judiciário e desenhar potenciais soluções.

Segundo o Professor Elias Jacob e a Juíza de Direito Keity Saboya, coordenadores do projeto, a pesquisa parte de um questionamento: como a ciência de dados pode ser utilizada no desenvolvimento de políticas públicas mais eficientes e voltadas ao atendimento dos interesses da coletividade?

Para os pesquisadores, enquanto a disponibilização de dados nos poderes Legislativo e Executivo estão mais ligadas à transparência na gestão da coisa pública, os dados coletados pelo Poder Judiciário podem ter um papel inovador no mapeamento de problemas coletivos. Isso se deve ao atual cenário de hiperjudicialização da vida, fenômeno que está relacionado à transferência das tensões sociais em direção ao Judiciário, com o aumento exponencial da litigiosidade. Para se ter uma ideia, a cada 100 brasileiros, 13 ajuizaram uma nova ação judicial no ano de 2017, tendo o Brasil finalizado aquele ano com mais de 80 milhões de processos judiciais em tramitação.

Diante de tal cenário, uma análise dos problemas que são levados ao Judiciário pode servir como indicador dos problemas da própria sociedade, permitindo o levantamento de dados capazes de otimizar o uso de recursos públicos no desenvolvimento de políticas públicas. Esse tipo de análise torna-se computacionalmente viável em virtude da adoção do PJe como sistema informatizado de processo judicial a ser usado pelos tribunais de todo o país no processamento dos feitos.

Através dos dados presentes no PJe, espera-se obter insights importantes sobre os problemas que chegam ao Judiciário e, portanto, que afligem a população. A parceria gera potencial de grande retorno para a sociedade, permitindo que o Poder Judiciário e a Universidade possam, juntos, trabalhar na construção de soluções tecnológicas inovadoras para o Rio Grande do Norte.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *