Diversos

FOTOS: Doria toma sol sem máscara em piscina de hotel de luxo no Rio em meio a turistas e vira alvo de críticas em meio à pandemia

Foto: Reprodução

No momento em que o Brasil ultrapassa 473 mil óbitos por Covid após 135 dias com média móvel de mortes acima de 1.000, o governador João Doria (PSDB) foi flagrado sem máscara tomando sol na piscina de um hotel em meio a turistas neste domingo (6) no Rio de Janeiro.

A atitude foi criticada depois que imagens do tucano viralizaram em redes sociais. Doria é um dos principais críticos da política do presidente Jair Bolsonaro de ignorar as regras de distanciamento durante a pandemia.

“O governador João Doria estava neste domingo no hotel Fairmont, no Rio de Janeiro, em momento de descanso com a esposa e não promoveu nenhum tipo de aglomeração”, diz nota do Governo de São Paulo.

Sem mencionar o nome de Doria, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho do presidente Bolsonaro, publicou um vídeo curto e escreveu: “‘Lockdown, fome e desemprego pra você, marquinha pra mim…’ Duvido você acertar quem é esse tomando vitamina D! Sabe?”

Outro filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), também compartilhou imagens e afirmou: “Esse é o cara que queria ser líder do país”.

O Brasil registrou 866 mortes pela Covid-19 e 41.114 novos casos da doença neste domingo (6) do fim do feriado prolongado de Corpus Christi. Assim, o país chega a 473.495 óbitos e a 16.946.100 pessoas infectadas pelo coronavírus desde o início da pandemia, no ano passado.

É comum que em finais de semana e feriados os números diminuiam por causa dos plantões nas secretarias de Saúde estaduais.

A média móvel de mortes ficou em 1.629 óbitos por dia —o número está há 135 dias acima de 1.000 mortes diárias, considerado um patamar bastante alto.

Doria já havia provocado controvérsia ao viajar para Miami nas vésperas do Natal de 2020, em meio a um anúncio de endurecimento do plano estadual de contenção da pandemia do novo coronavírus.

Na ocasião, ele planejava tirar licença de dez dias, mas mudou de ideia com a revelação de que seu vice, Rodrigo Garcia, tinha contraído a Covid-19.

Em vídeo na época, o tucano se desculpou e disse que reconhecia o erro. “Desculpas para aqueles que imaginaram que eu estivesse aqui deixando a cidade, o estado de São Paulo, depois de medidas restritivas para desfrutar de uma vida confortável, com menos restrições, em Miami. Não houve esse gesto de pouca responsabilidade da minha parte.”

Folha de São Paulo

Opinião dos leitores

  1. Essa é a pandemia das mentiras, da hipocrisia e da politicagem. O povo brasileiro está tendo uma excelente oportunidade para separar o joio do trigo. Enquanto o povo em geral usa máscaras, muitas máscaras “famosas” estão caindo.

  2. É piada da pesada!
    Em meio uma crise sanitária imprevisível, o governo de SP escalope de sua cidade para desfrutar as delícias do Rio. Como se tudo estivesse as mil maravilhas e esquecendo os seus mortos.

  3. Só quem pode ir pra hotel de luxo é Flávio Bolsonaro? Como bem diz o presidente ele está tomando vitamina D. Está sozinho sem aglomeração.Contra fatos não há argumentos.

    1. O problema não é a máscara, muito menos o sol, é claro. O problema é a hipocrisia. Mas vc com certeza sabe disso. É que vc faz parte do problema.

  4. Impossível ser o Doria. É mentira. Ele nos ensinou a fechar nossas empresas, cancelar nossas viagens, suspender atividades físicas ao ar livre e ficar em casa. Para o COVID19 não nos pegar. #ObrigadoDoria #EsquerdaHipocrita

  5. essa manchete é tendenciosa!! Bruno quando bolsogenonaro estiver aglomerando, aí você faça uma postagem também neste sentido. não deixe de postar esse comentário afinal nós vivemos em uma democracia.

    1. O problema não são as máscaras nem tampouco o sol, é claro. O problema é a hipocrisia. Mas, vcs sabem disso. Se fazem de doidos prá tentar passar melhor.

  6. O problema não é tanto ele estar em um hotel pegando sol, o problema que ele sempre defende que o cidadão fique em casa, sendo que ele faz o contrário, nunca para em casa.

    1. Exatamente. Mas, a esquerdalha insiste em mais uma narrativa mentirosa. Essa gente não tem jeito.

  7. O maior vírus que assola o Brasil é o da hipocrisia, são inúmeros exemplos: professores do serviço público que estão com seus filhos em escolas particulares com aulas semi-presenciais; a turma do fique em casa se aglomerando e ainda posta em redes sociais; pessoas com alto poder aquisitivo que não ajudam ninguém, mas falam de empatia; tem os que são contra o tratamento precoce, mas quando adoecem são os primeiros a tomar;….
    E por ai seguem vários exemplos, existe um ditado que fala ” A palavra Educa, mas o exemplo arrasta”.
    Atualmente no Brasil o ditado mais utilizado é: ” Faça o que digo, mas não faça o que eu faço “

  8. Se ele pagou o hotel com o dinheiro dele, ninguém tem nada a ver com isso.
    O bananinha ficou puto por que o papai genocida dele aglomera e leva o vírus pra onde vai, só isso.

  9. Esse genocida do calça cravada pode ficar sem máscara, que tem o apoio das midiaslixo, dos esquerdopatas e dos hipócritas.

    1. Vai tu pra praia e usa máscara…tua cara vai ficar mais feia do que já é…

    2. Pessoal da esquerda apoiando Dória??? Tá sabendo legal… Kkkkkkk

  10. Dória é um imbecil! Mas perto do MINTO que aglomera em tudo quanto é lugar e raramente usa máscara nem obedece o distanciamento social , o “calcinha apertada” não usar máscara no momento de lazer dele não causa mal algum… E o bananinha ficar alardeando isso nas redes sociais só mostra que ele não trabalha e não tem o que fazer já que projeto que é bom não apresenta nem aprova NENHUM!

    1. Estão os bolsominiun procurando pêlo em ovos.Fracos em argumentos.

    2. Calígula, a diferença entre eu, Dória e Bananinha, é que não concorri a cargo público! Quem concorre tem que prestar contas à população! Mas eles também podem comprar apoio com cargos para ter gente como vc o defendendo o dia todo né!?

  11. O cara está isolado,distante dos outros,bem diferente do abraço de tamanduá dado pelo presidente em inúmeros locais.

    1. Esse cara, diferente do presidente, é estranho kkkkk, comportamento de camaleão.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Estrangeiro com covid é detido no Aeroporto de São Gonçalo do Amarante ao tentar embarcar sem máscara

O Saiba Mais – Agência de Reportagem, destaca que um homem adulto de nacionalidade estrangeira e com resultado positivo para covid-19 tentou embarcar na manhã desta sexta-feira (26), no Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, na região Metropolitana de Natal. Ele também se recusou a usar máscara. Houve tumulto entre passageiros após a insistência do homem em embarcar.

As informações foram confirmadas, através de nota oficial, pela empresa administradora do terminal aéreo, Inframerica, que acionou a Polícia Federal. O homem foi levado por agentes para uma sala isolada no aeroporto e detido pela PF e pela Anvisa, chamada para que os protocolos sanitários fossem realizados. A equipe de limpeza do aeroporto também foi acionada para uma desinfecção total com produtos de higienização de UTI hospitalar das áreas do terminal.

Funcionários que tiveram contato com o homem serão orientados e monitorados pela Anvisa.

Veja mais detalhes AQUI em reportagem completa.

Opinião dos leitores

    1. Quem é quê preferiu construir estádios ao contrário de hospitais??? O FDP LADRDO CONDENADO LULA , quando alguém da sua família estiver passando mal ,vá naquele estádio lindo que não serve pra nada , só para o ladrao Lula TER ROUBADO

    2. Cara, qual o problema de vcs, é Bolsonaro e Lula em todas as notícias, vão se tratar!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: Médica sem máscara que ignorou idosa de 96 anos e agrediu filha de paciente em SP é afastada

A médica que se recusou a atender uma idosa de 96 anos e ainda agrediu a filha de uma paciente dentro do hospital estadual de Heliópolis, na zona sul de São Paulo, foi afastada da função. Nos vídeos gravados por uma testemunha, ela aparece sem máscara durante o trabalho e se descontrola até ser contida por outro funcionário.

Era 12h30 quando a dona Chiarela Aurora Lang chegou ao hospital sem apetite e com dificuldade para andar. A idosa foi colocada na cadeira de rodas e depois foi levada para o corredor para aguardar atendimento.

O neto que a acompanhava contou que, depois de uma hora e meia de espera, decidiu cobrar a médica responsável, Silvia Duellberg, pela consulta. Ele gravou a ação e argumentou que a avó deveria ser prioridade, mas ela o ignora e diz que ali “não era assim”.

O ajudante geral, Anderson Basílio Ferraz, lembrou que a própria médica pegou as fichas e fez a chamada dos pacientes. Segundo ele, era a profissional quem decidia quem iria atender e a hora.

“Com 96 anos, minha avó em uma cadeira de rodas. Isso não é uma médica, uma profissional de saúde que tem amor no que faz”, afirma Anderson.

O neto procurou a polícia e acionou um advogado que vai processar a médica e o hospital por omissão de socorro e desrespeito ao Estatuto do Idoso.

De acordo com o advogado da família, Paulo Augusto de Oliveira, quando ela se negou a fazer o atendimento, ela desrespeitou o Código de Ética Médica e pode responder por omissão de socorro. Segundo o Estatuto do Idoso, as pessoas que têm mais de 60 anos têm prioridade.

Anderson ainda flagrou uma outra situação de desrespeito envolvendo a mesma médica. No auge da pandemia do novo coronavírus, quando os médicos recomendam o uso de máscaras, ela decidiu atender pacientes sem cobrir o rosto.

Uma das acompanhantes de paciente questiona a médica sobre a postura em meio à pandemia. Ela estava com a mãe, que faz tratamento contra o câncer, quando foi atacada. Depois da confusão, a médica abandonou o plantão.

Chiarela foi atendida por outra profissional, que viu os exames e determinou que a idosa ficasse em observação. Ela continua internada no hospital e o estado de saúde dela é estável.

O boletim de ocorrência foi registrado no 95º DP, em Heliópolis.

R7

Opinião dos leitores

    1. Pergunta que não quer falar.
      O que o Dória tem bom isso? Foi ele que cometeu o fato?

    1. Não gosta de trabalhar igual aos retardados que votam em luladrão

  1. Pelo comportamento dessa médica, alguém tem alguma dúvida se ela apertou o 17 na última eleição pra presidente?
    Eu não tenho dúvidas.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Circular sem máscara é risco para si e para os outros, afirmam médicos

Foto: Sebastião Moreira/EFE

Circular em ambientes públicos ou na presença de outras pessoas sem a utilização de máscara aumenta o risco de contaminação por covid-19 para o próprio indivíduo e para aqueles que estão próximos, explica o infectologista Estêvão Urbano, diretor da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia).

Segundo ele, caso a pessoa que está sem máscara esteja contaminada, ela liberará uma quantidade maior de vírus no ambiente, fazendo com que, mesmo as pessoas que estão de máscara, possam se contaminar. “Ela vai liberar uma quantidade muito grande de vírus no ar e a minha máscara não vai ser capaz de filtrar, principalmente se ela tossir ou espirrar.”

“A sua máscara te protege de forma razoável, mas também protege o outro. Se ambas as pessoas estiverem usando máscara a chance de adoecimento é muito menor.”

A infectologista Lessandra Michelin, da SBI, lembra que muitas vezes o indivíduo pode estar assintomático e transmitindo o vírus.

O infectologista explica que caso a pessoa esteja falando ou comendo, a quantidade de vírus liberada também pode aumentar. “Não vai aumentar tanto quanto se a pessoa tossir ou espirrar, mas aumenta, por isso os restaurantes e refeitórios são ambientes de risco.”

Segundo o médico, o ideal é permanecer nesses ambientes o menor tempo possível e só tirar a máscara na hora de comer ou beber algo. “O distanciamento tem que ser mantido sempre, mesmo quando você está de máscara. Se vai tirar, o ideal é se afastar mais e procurar locais abertos para comer.”

Lessandra lembra que o distanciamento deve ser maior que 1 metro e, idealmente, de 2 metros.

Urbano recomenda que nos momentos em que não estiver comendo, apenas conversando, que as pessoas permaneçam de máscara. “Agora, no caso de fumantes, que vão tirar a máscara para fumar, o ideal é ficar o mais longe possível de outras pessoas.”

O infectologista alerta que, além de utilizar a máscara, é necessário que as pessoas façam o uso de forma adequada. “A proteção diminui proporcionalmente ao tamanho do erro e pode ser zerada sim. Se a pessoa está com a máscara no pescoço, ela não está de máscara.”

Lessandra afirma que é necessário que a máscara cubra a boca e o nariz e seja do tamanho adequado para o rosto da pessoa. É importante trocá-la dentro de 3 ou 4 horas ou sempre que ela umedecer. “Sempre tirando pelas alças e nunca pela frente.”

Urbano não recomenda a utilização de camisetas e bandanas como máscara. “É melhor que nada, mas não tem o formato adequado para o rosto da pessoa e confere muito menos proteção.”

Segundo ele, a melhor opção são as máscaras cirúrgicas. “Se for optar pela de pano, as mais perfeitas na fabricação são as melhores, duplas ou triplas, de preferência de algodão e que se adapte bem ao rosto da pessoa.”

R7

Opinião dos leitores

  1. Mais uma falácia dos medrosos lacradores. Assim como não havia nenhuma comprovação científica da eficácia do isolamento de pessoas saudáveis (ao contrário, serviu para aumentar a contaminação), também não há para as máscaras. Aliás, elas prejudicam a respiração e já houve caso de morte por sua causa (uma menina na Alemanha, por exemplo). Esse vírus já era e as pessoas têm que seguir com suas vidas.

    1. Cadê os dados? Já chegou chamando de falacioso e lacrador, mas não postou nada que corrobore.

    2. Na verdade, os defensores das máscaras é que deveriam demonstrar sua eficácia,já que andar por aí mascarado não é o normal. E não existe comprovação científica para isso.

  2. Só não será risco se estiver em convenção partidária, reunião política, recepcionando político ou a serviço da política.
    Mas é de alto risco se for no trabalho, na escola, em igrejas, cinemas ou qualquer local que signifique produção, educação e cultura.
    Detalhe: Em ônibus e meios de deslocamento público lotado, também não existe risco.

  3. Que nada.
    O véio imbrochante falou que usar máscara é pra fracos!
    #NãoUsoMascara
    #Bolsonaro2022

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

SP multará cidadãos sem máscara em R$ 500 e estabelecimentos em R$ 5 mil

Foto: Reprodução

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira(29) multas de R$ 500 para cidadãos que forem flagrados sem máscaras em espaços públicos. Além disso, estabelecimentos comerciais serão multados em R$ 5.000 por cada pessoa que estiver sem a proteção. A medida entra em vigor no dia 1º de julho.

A fiscalização será feita pelos órgãos de vigilância sanitária do estado e dos municípios. Um decreto será publicado no Diário Oficial para esclarecer a situação. Doria declarou que o valor arrecadado com as multas será revertido para o programa Alimento Solidário, que distribui refeições para pessoas carentes.

“O objetivo não é punir, mas orientar, alertar as pessoas sobre a importância de proteger a vida. Não há sentido de arrecadação. Estamos próximos de alcançar 100% no uso no estado. Na capital temos 97% de índice, mas ainda há pessoas que deixam de usar as máscaras. No estado temos 93%”, afirmou.

Também haverá a retomada de uma campanha para a população usar máscara. São Paulo criou um número para receber denúncias: 0800-771 3541.

O governador disse estimar que a necessidade de utilização do equipamento de proteção vai ser prolongada, até a chegada e aplicação da vacina nas pessoas.

Esta não é a primeira vez que o governo paulista determina medidas envolvendo o uso de máscaras. Em 5 de maio, um decreto estipulou uso por tempo indeterminado e que seria infração de medida sanitária e crime de desobediência não seguir a orientação.

O descumprimento acarretaria em multa de R$ 276 a R$ 276 mil, ou mesmo levar o infrator a pena de um a quatro anos de detenção.

A diretora da Vigilância Sanitária estadual, Maria Cristina Megid, disse que desde 4 de maio é feita uma fiscalização educativa. Ela afirmou que agora vai trabalhar uma articulação dos 28 grupos regionais com as vigilâncias sanitárias dos 645 municípios paulistas para verificar o uso da máscara em todos os estabelecimentos com esta nova orientação.

“Pode ser de escritório a shopping, se não cumprir a determinação, a gente entra fase mais incisiva de obrigatoriedade seguida e autuação.”

Maria Cristina acrescentou que o empresário poderá se defender e, ao final do processo, será decidida aplicação da multa ou não. O governador ressaltou que se houver casos de que recusem a máscara, mesmo com abordagem da vigilância sanitária, poderá ser acionada da guarda municipal de cada cidade ou a Polícia Militar.

O secretário-executivo do Centro de Contingência, João Gabbardo, ressaltou que é preciso usar a máscara de maneira correta. Ele disse que se trata de uma proteção eficaz, mas para que funcione não pode ser colocada no pescoço.

“Muitas vezes, as pessoas saem coma máscara, mas não a colocam adequadamente. A mascara, para ter [o] resultado esperado, tem que proteger a boca e o nariz.”.

UOL

 

Opinião dos leitores

  1. Cada vez mais acredito que a covid matou menos que a politicagem. Eram contra o isolamento vertical, agora vamos todos serem obrigados a fazer, pois a economia não suporta e estão começando a abrir tudo. Não queriam usar certos medicamentos, começaram a usar escondido e agora estão sendo obrigados devido ao desespero. O isolamento do fique em casa não surtiu efeito: a rede de saúde continua um caos, pessoas morrendo e se contaminando geral. Desde o início alguns defenderam o isolamento vertical( isolar grupos de risco) e convivência com o coronavírus, tomando precauções. Agora vamos ser obrigados a fazer isso, pq não deu certo os decretos e isolamentos doidos, o covid não vai acabar tão cedo. Máscaras eram só para os profissionais da saúde, agora todos são obrigados e vão ser punidos. A covid é a única doença que o paciente só pode ser tratado quando está morrendo. A orientação das autoridades é fiquem em casa, se tiver com dificuldades respiratórias, procure um hospital. só no RN hoje foram 243 pacientes que morreram na fila esperando uma UTI. Nas cidades(Paraná, Porto Feliz, etc) e Estado( Belém)que iniciaram o tratamento medicamentoso nos primeiros sintomas,n o estágio primeiro, não precisaram de UTIs e minimizaram o agravamento da doença. Infelizmente a desunião e politicagem dos nossos gestores( federal, estadual e municipal) está matando os brasileiros e se continuar assim, a matança vai persistir. Lamentável!

    1. J Dantas você foi perfeito no seu comentário, me infectei e é Isso mesmo que acontece,
      Quase morro por falta de ação dos médicos para me receitar os medicamentos polêmicos/políticos .
      Só fui levado a sério quando falei com a médica que não queria morrer e pedir pelo amor de Deus que me ajudasse,
      Nesse momento que ela pediu uma tomografia e constatou que eu já estava com 50% do pulmão tomado.
      Fui internado na UTI , não fiquei entubado, mas se não fosse internado naquele momento talvez por mais um ou dois dias poderia morrer.
      Portanto se fosse hoje compraria uma receita, com os medicamentos polêmicos/políticos e tomaria.
      Infelizmente a maioria morre por falta de atitude de médicos covardes/políticos.
      Temos como exemplo o Dr. David Uip , famoso infectologista que trabalhou com o governo de SPl, disse que não tomou a HidroxoCloroquina, mas depois foi provado que tomou para ajudar acabar com a contaminação do Covid-19.

  2. Esse almofadinha quebrou São Paulo.
    A historinha do fique em casa não resolveu, não funcionou por lá.
    Nem aqui, nem lugar nenhum.

    1. Ficando o povo, parcialmente, em casa, deu no que deu, imagine se tivesse tudo aberto e todos circulando, Milton.
      Não precisa se esforçar muito para se chegar à conclusão que estaríamos com muito mais mortes do que temos.

    2. Vc tá precisando pega covid -19 urgente pra senti na pele o que fazer um isolamento social.

    3. Pois fiquem em casa zuza e nildo, só saiam o dia que se vacinarem. Pois o vírus vai permanecer por muitos e muitos anos, segundo os infectologista.
      É igual o da gripe comum.
      H1n1
      Turbeculose
      Coqueluche
      Caxumbá
      Catapora
      Sarampo, etc etc etc…
      Só resolve na vacina.
      Então, como ainda não tem, fiquem em casa.
      Eu não posso me dá a esse luxo, digamos assim.
      Tem muita gente que precisa de mim, então é ter cuidados me proteger e tocar o barco.
      Deus acima de tudo.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

VÍDEO: Adepto do “Fique em casa”, Fábio Porchat é filmado correndo na rua sem máscara

Fábio Porchat foi filmado ontem, correndo na Zona Sul do Rio, sem máscara. Dois homens que estavam próximos à sede do governo do estado, em Laranjeiras, avistaram quando Porchat se aproximou deles e, no momento em que gritavam que Porchat estava sem máscara, o humorista ainda acenou dando risadas para a dupla que registrava a cena. Realmente, correr de máscara é sufocante, mas a coluna se pergunta onde está o Porchat que há alguns dias dizia no ‘Encontro’ ter perdido 17 kg fazendo exercícios em casa? Pelo visto, ele esqueceu de comentar sua rotina de atividades físicas na rua…

No ‘Encontro’, ele contava à Fátima Bernardes sobre sua rotina de exercícios em casa. “Comecei a ficar em casa, comecei a pular corda e fiquei fazendo exercícios para queimar caloria. Não estou bebendo, tenho comido direitinho. Não tem segredo: é matemática, é você ingerir menos calorias do que você gasta”, disse o humorista na entrevista.

Coluna Fábia Oliveira – O Dia

Opinião dos leitores

  1. Alguém ainda tem dúvida de tudo isso que é tramado contra o Brasil, esse é mais um daqueles que querem que cada vez piore.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

FOTOS: Prefeito de Ielmo Marinho participa de festa sem máscara e desobedece decreto estadual

Fotos: cedidas

Nesse domingo (7), o prefeito de Ielmo Marinho, médico Cássio Cavalcante (MDB) participou de festa de aniversário de uma correligionária, em plena pandemia. O evento reuniu mais de 20 pessoas, como mostra as fotos, desobedecendo ao Decreto Estadual que proíbe aglomerações. Nas fotos, não se observa alguém de máscara.

NOTA OFICIAL

O prefeito de Ielmo Marinho, Dr. Cássio Cavalcante, confirma que foi convidado e esteve presente no último final de semana em um evento particular na cidade de Ceará-Mirim. Ele reconhece que esteve com outras pessoas, mas que não fez aglomerações, muito embora esteja em fotos com pessoas próximas e sem o uso da máscaras, somente para o registro fotográfico.

Dr. Cássio reafirma que segue os protocolos de prevenção a Covid-19 e está à disposição para qualquer esclarecimento.

Com o compromisso de garantir a transparência com os ielmomarinhenses, Dr. Cássio pede desculpas pelo mal entendido e reforça os trabalhos contra o coronavírus no Município.

Opinião dos leitores

  1. BG, onde estão meus comentários?
    Sou leitora assídua desse blog, mas venho percebendo que os comentários são publicados de acordo com o interesse?
    Vários comentários meus foram boicotados.

  2. Nora oficial ridícula. Está nas fotos que ninguém usa máscara nessa festa e fizeram aglomeração, sim. Que péssimo exemplo de um médico!

  3. O prefeito certamente é aquele gordinho ladeado pelas moças. Será que ele esqueceu que pessoas obesas são do grupo de risco? Ou só porque ele é médico se acha mais sabido que as outras pessoas?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *