Policial militar é baleado na cabeça ao tentar impedir assalto a van em Caicó

Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Ao tentar impedir um assalto a uma van na RN-118, em Caicó, no Seridó potiguar, na noite dessa terça-feira (10), um policial militar foi baleado na cabeça e foi socorrido, levado para o hospital da cidade e transferido para o Hospital Walfredo Gurgel, na Zona Sul de Natal. Informações preliminares dão conta que o veículo que seguia com vendedores ambulantes que fariam compras em Fortaleza-CE, foi interceptado por bandidos armados. Na ocasião, o PM que estava no próprio carro e ia com um colega para Jucurutu, reagiu para conter a ação criminosa e foi baleado durante uma troca de tiros.

Após o confronto, os criminosos fugiram em uma caminhonete Hilux. A polícia, inclusive, informa que um veículo com as mesmas características foi encontrado incendiado na BR-427, próximo à saída para Jardim de Piranhas, também no Seridó do RN e pode ser o utilizado pelos marginais. A placa do carro, que era da cidade de Cruzeta, RN, foi encontrada em chamas ao lado do veículo.

O policial baleado policial passou por uma cirurgia na capital potiguar para a remoção do projétil que estava na lateral da cabeça e está na UTI em coma induzido. Seu estado de saúde dele é considerado grave.

Com acréscimo de informações do G1-RN

 

Motorista bêbado atropela PM ao tentar fugir de blitz da Lei Seca na zona Sul de Natal e é preso; outros 18 são autuados

FOTO: DETRAN/RN/ ILUSTRATIVA

Na tentativa de escapar da fiscalização em blitz da Lei Seca, um motorista atropelou um policial militar, na madrugada desta sexta-feira(06), no bairro de Capim Macio, na zona Sul de Natal.

Segundo a polícia, o motorista dirigia uma van do tipo Ducato, e após atingir o policial, que sofreu ferimentos leves, foi perseguido e capturado. Ainda segundo a polícia, após ser detido, o motorista fez o teste de bafômetro em que acusou 0,60 mg/l – praticamente o dobro do necessário pra se configurar o crime de embriaguez ao volante.

Além da ocorrência do motorista preso, outros 18 condutores também foram autuados por embriaguez ao volante.

 

 

Deputados sugerem caminho ‘mais rápido’ para tentar garantir prisão na 2ª instância

Foto: Ilustrativa

O líder do Podemos na Câmara, José Nelto, disse a O Antagonista que um grupo de deputados do qual ele faz parte defende que não deve se mexer na Constituição para garantir a prisão na segunda instância.

“Esse é um entendimento na Casa de quem não é lulista, nem bolsonarista. Vamos mexer no Código de Processo Penal, para não ter problema com cláusula pétrea.”

A alteração no CPP, sustentou Nelto, pode ser feita por meio de projeto de lei, cuja tramitação é mais simples do que a de uma Proposta de Emenda à Constituição.

“Vai ser mais rápido, pode resolver isso este ano ainda se for por esse caminho.”

O Antagonista