Fátima: Temer não tem condição de pacificar este país

26139038750_4cfa36f2ab_kA senadora Fátima Bezerra disse, nesta quarta-feira, que o vice-presidente, Michel Temer, não tem condição nenhuma de pacificar o País ao lado do Presidência da Câmara, Eduardo Cunha. “Todos nós sabemos o que significaria Michel Temer e Cunha à frente dos destinos deste País, do ponto de vista do desmonte, do ponto de vista do retrocesso, tanto no campo político, como no campo social”, disse.

Fátima afirmou que ainda que o Programa intitulado “Uma Ponte para o Futuro”, do vice-presidente, representa, na verdade, uma ponte para destruir o presente e o futuro das conquistas do povo brasileiro. “O que estamos vivendo é um momento histórico. Daqui a 50 anos, contaremos aos nossos descendentes – e a história honrará aqueles e aquelas que terão orgulho de dizer que foram às ruas para defender o mandato de uma Presidenta legitimamente eleita pelo voto popular, contra quem não se pode comprovar qualquer crime”, afirmou.

Fátima também voltou a pedir que continuem as mobilizações em todo o pais. “ A batalha não terminou. Estamos confiantes de que nós vamos celebrar a democracia no próximo domingo, derrotando o impeachment ainda na Câmara dos Deputados. A grande mídia, todos nós sabemos, tem lado, tem cara e tem se apresentado como um verdadeiro partido de oposição, tentando criar um clima, criar uma onda, como se houvesse um fato consumado, quando não é nada disso, de maneira nenhuma. Este não será o País do ódio, da vingança e das traições. No domingo, vamos sepultar o Impeachment e dizer que valeu a luta”, ressaltou a senadora.

COMENTE AQUI

Val Lima  14/04/2016

"Senadora" bote uma coisa em vossa cabeça...."Inês tá morta" e ponto final!!! - Responder

Salvador  14/04/2016

Essa é outra que ao final do seu mandato vai pedir votos na PARAIBA. A qui nunca mais, Potiguar tem que vota em potiguar. - Responder

Brasil, Meu país NÃO será dos fascistas!  14/04/2016

Vejam abaixo o q a midia fez com a cabeca dos midiotas. É de dar medo como essa gente é fácil de manipular. Senador bom e q pensa no RN é Ze Agripino minha gente. - Responder


+ Ver todos os comentários

Fernando Mineiro: “A saída de Fátima do Governo não implica em rompimento”

mineiro
Foto: João Gilberto / ALRN

O deputado estadual Fernando Mineiro, líder da bancada governista na Assembleia Legislativa, esteve em contato com o blog na noite desta segunda-feira (19), após o anúncio da senadora Fátima Bezerra de entregar os cargos que possui no Governo do Estado. Para o petista, a decisão da companheira de partido não significa rompimento do partido com o governador Robinson Faria ou com a gestão.

Mineiro também disse que respeita a decisão de Fátima e enfatizou que, mesmo com a entrega dos cargos, o PT continua na base. “Respeito a decisão. Foi uma decisão de um grupo político, que entendeu ser a melhor. A própria senadora Fátima afirmou que não se trata de rompimento com o Governo. A saída de Fátima não implica em rompimento do partido com o Governo”, frisou.

O deputado também falou sobre a manutenção da função de líder na Assembleia Legislativa, já que circulou a informação no WhatsApp de que o próximo passo seria e entrega do posto. Mineiro destacou que continua líder e que a decisão cabe ao governador Robinson. “A liderança é uma decisão do governador. Exerço a contive dele”, reforçou.

O blog já havia noticiado o caso no início da tarde de hoje e tido a informação de que a senadora entregaria os cargos, mas que não estava rompendo com o governo no post: Senadora Fátima Bezerra entrega cargos no Governo na noite desta segunda. A entrega foi confirmada por volta das 18h.

COMENTE AQUI

Rodrigo  19/10/2015

BG, pelo amor de Deus, entrega os cargos não é rompimento? Esses petistas é o tempo todo tentando enganar o povo com mentiras. Se isso não for rompimento é o que? É bom o governador sair fora dessa gente, só assim vai fazer um grande governo. - Responder

Jefferson  19/10/2015

Pro PT nada é o que é, mas o que eles acham que pode ser kkkk - Responder

Sai a fera, entra a bela

Se a senadora Gleise Hoffmann (PT-PR) é o melhor quadro de que dispõe o PT para a Casa Civil, então as coisas vão muito mal lá pelas bandas do partido. Atenção! Nem eu considero isso! O PT é bem mais profissional e dispõe de mais quadros do que sugere essa indicação. Trata-se de uma decisão pautada principalmente pelo marketing político. Sai a fera, e entra a bela, para sugerir um governo conduzido por mulheres. A mensagem subliminar é que corrupção, ilegalidade, lambança e coisas inexplicáveis estão relacionadas ao mundo dos homens.

Nada contra a moça em particular, a não ser a sua espetacular inexperiência para cargo tão importante. Parece brincadeira! O maior trunfo político de Gleisi é seu marido, o ministro Paulo Bernardo, das Comunicações, que já foi muito próximo de Antonio Palocci. Ainda é, mas acabou ganhando autonomia. Ele, diga-se, era um dos cotados para o cargo, não ela.

Qual é? Viverá o PT uma crise tal de quadros que é preciso ter marido e mulher no primeiro escalão de governo? Na prática, o ministro será Bernardo — não porque ele é homem e feio, mas porque é aquele que realmente tem trânsito político.

Poderíamos ter uma coisa a favor de Gleisi: foi a primeira petista de alguma importância a apontar o óbvio: Palocci estava nu; não havia como defendê-lo. Mas ela o fez da pior maneira possível. Aludindo ao mensalão, observou que aqueles crimes, ao menos, diziam respeito ao partido. As eventuais lambanças de Palocci seriam apenas privadas. Ou por outra: malfeito para o bem do partido, tudo bem! Não dá!

Há pouco, Candido Vaccarezza (PT-SP), líder do governo na Câmara, explicava por que a Casa Civil é tão importante: coordena a ação de todos os ministérios e faz o contato do Executivo com o Congresso. E com um desconsolo que quase chegava a comover, disse: “A senadora Gleisi está muito preparada para o cargo”.

Em suma, entre todos os petistas disponíveis para o cargo, João Santana indicou a mais bonita. Nada contra! Em certa medida, como sugere Thomas Mann na novela Tonio Kröger, a beleza pode até ser vista como uma forma de pensamento. Havendo algum pensamento, emendaria eu… É isto: Dilma está lendo Thomas Mann…

Por Reinaldo Azevedo

COMENTE AQUI

Fátima Bezerra: “Globo está incentivando sentimento de ódio e intolerância”

Senadora-Fátima-BezerraA senadora Fátima Bezerra (PT-RN) defendeu, na terça-feira (8), criticou fortemente os ataques golpistas de que estão sendo vítimas o ex-presidente Lula e a presidenta Dilma Rousseff e das arbitrariedades que estão sendo cometidas pela grande mídia e de parte do Judiciário. “Nós continuaremos firmemente empenhados, nesta tribuna, nas ruas, nas escolas, onde for, na defesa do mandato da Presidenta Dilma, na defesa da soberania popular, assim como na defesa da biografia e da história do Presidente Lula e de todo o legado que ele deixou para o povo brasileiro. Eles não conseguirão nem o impeachment da presidenta Dilma nem o impeachment preventivo do Presidente Lula, com toda essa operação judicialesca em curso”, afirmou.

Segundo a senadora, a tese de tirar a presidenta Dilma Rousseff do poder a qualquer custo não vai passar de um sonho da oposição. “Não vai passar de um sonho de verão, de inverno, seja lá do que for, não vai passar de um sonho. Eles querem tirar Dilma e inviabilizar a candidatura de Lula, prejudicando, portanto, a continuação de um projeto que vem transformando a realidade social brasileira (…) Essas iniciativas golpistas por parte da oposição felizmente não prosperaram e não prosperarão”, salientou.

Fátima declarou ainda que, o espetáculo grotesco a que o Brasil assistiu na última sexta-feira, é mais uma demonstração da arbitrariedade do juiz Sérgio Moro. “Em uma atitude sem base legal, o juiz, que tem agido quase que como militante do PSDB, decidiu pela condução coercitiva de uma pessoa que nunca se negou a colaborar com a Justiça deste País. Não pode haver dois pesos e duas medidas, não pode haver, de maneira nenhuma, uma investigação de caráter dirigido, de caráter partidarizado. Nós queremos investigação, sim, mas que seja ampla, geral e irrestrita, que investigue todos e todas. Pois, infelizmente, para a Operação Lava Jato, a turma da oposição, o PSDB, é intocável”, criticou.

Mídia

Fátima atacou a manipulação e propagação do ódio que vem sendo feito no país a fora por parte da grande mídia, especialmente da Rede Globo. “Infelizmente, o noticiário é feito a mando de seus donos, da forma mais reprovável que pode haver no mundo, um noticiário extremamente manipulador, que não respeita qualquer manual de comunicação social, que não observa o mínimo de isenção, de profissionalismo e de seriedade. Infelizmente! E é a própria Rede Globo que está incentivando o sentimento de ódio e de intolerância, mas o nosso povo não vai cair nessa provocação, de maneira nenhuma”, defendeu.

Manifestações

A senadora Fátima também ponderou a importância das manifestações como instrumento popular. “O que se espera é que as manifestações ocorram sob o signo do respeito, tanto de um lado como de outro. Não temos medo de mobilização popular, de mobilização social. Foi nas ruas que nós, do PT, do campo democrático popular, da esquerda, dos movimentos sociais, dos movimentos populares, nascemos, e de lá nós nunca nos ausentamos. Estamos aqui imbuídos do sentimento de fazer justiça à biografia, à história, à trajetória de Lula, não somente pelo legado que ele construiu como Presidente da República, mas por sua biografia de militante político e sindical, de Parlamentar e de Presidente. Ele entrou para a história do Brasil como o melhor e maior Presidente deste País”, concluiu.

Fonte: Agora RN

COMENTE AQUI

FRASQUEIRINO  09/03/2016

E a senhora defendendo os PETRALHAS os quais ajudou a se eleger. - Responder

Jackson  09/03/2016

Essa estória de dizer que a Globo está incitando o ódio é apenas para desviar o foco: Que a corrupção desse governo do PT. Quem está na verdade incitando o ódio é o primeiro. Já tem mais dez anos que eu não voto em nenhum candidato do pt. A farsa acabou! - Responder

GUILHERME  09/03/2016

TA NAO TA SO FALANDO A VERDADE SENADORA FRIBOI VA TRABALHAR E DEIXE DE DEFENDER BANDIDOS DO PT - Responder


+ Ver todos os comentários