Feriado da Proclamação da República nesta sexta contará com Tarifa Social em Natal no sistema de transporte

Foto: Josenilson Rodrigues

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), informa que o sistema de transporte funcionará de forma diferenciada devido ao feriado da Proclamação da República, comemorado nesta sexta-feira (15/11).

De acordo com o órgão, as linhas do sistema de transporte operarão com horários e itinerários de domingo, além de aplicarem a tarifa social. Com isso, a tarifa cai de R$ 3,90 para R$ 1,95 nos pagamentos com os cartões NatalCard nas linhas convencionais. Para os pagantes em dinheiro, será cobrada a tarifa inteira de R$ 4,00. Nas linhas de bairro, a tarifa cai de R$ 3,20 para R$ 1,60, também nos pagamentos apenas com o NatalCard.

Em caso de dúvidas os usuários podem ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou pelo Twitter oficial, o @156Natal.

Sistema de transporte em Natal opera de forma diferenciada na Semana Santa e com Tarifa Social; confira

Foto: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

Devido o feriado da Semana Santa, o sistema de transporte público de passageiros funcionará com horários diferenciados. É o que informa a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU).

Na quinta-feira (18), devido o ponto facultativo no serviço público municipal e estadual – além das escolas públicas –, o sistema funcionará com horários de sábado. Já na sexta-feira (19), o sistema operará com horários e itinerários de domingos e cobrando a Tarifa Social. Com o benefício, o valor da passagem cai de R$ 3,65 para R$ 1,85, mas apenas nos pagamentos em dinheiro.

No sábado (20) e domingo (21), as linhas operam com os horários programados para os respectivos dias, voltando a operar com horários e itinerários de dias úteis a partir da segunda-feira (22).

Em caso de dúvidas os usuários podem ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou perguntar pelo Twitter oficial, o @156Natal.

2º Turno das Eleições 2018 contará com tarifa social e operação especial no trânsito neste domingo em Natal

Foto: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

O 2º turno das Eleições 2018, que ocorre neste domingo (28), contará com operação especial de trânsito. É o que informa a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU).

Como ocorreu no 1º turno, a STTU vai disponibilizar 80 agentes de mobilidade e 30 viaturas distribuídos nos principais corredores de tráfego e dando suporte nos locais de votação onde o trânsito se complicar.

A STTU relembra que, em caso de ocorrências em vias municipais, o cidadão pode ligar para Alô STTU, no telefone 156. Já para ocorrências em rodovias estaduais, o número é o 198 do Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), e para as ocorrências em rodovias federais, o número é o 191 da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

TRANSPORTE PÚBLICO

O sistema de transporte funcionará conforme o programado para os domingos e feriados. O eleitor que não vota próximo de casa deve ter atenção as mudanças de itinerários das linhas, principalmente nos bairros da Cidade Alta, Petrópolis, Tirol e Ribeira.

Por ser considerado feriado, será aplicada a tarifa social. Com a medida, o valor da tarifa cai de R$ 3,65 para R$ 1,85 apenas para os pagamentos em dinheiro. Ou seja, o usuário que pagar a tarifa no cartão pagará a tarifa normal.

Em caso de dúvidas, os usuários podem ligar para o Alô STTU, no telefone 156, ou perguntar pelo Twitter oficial, o @156Natal.

Domingo de eleição em Natal terá operação especial do trânsito e tarifa social

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), informa que montou uma operação especial de trânsito para o domingo (07), dia do 1º turno das eleições 2018.

Segundo a pasta, serão disponibilizados para população 80 agentes de mobilidade distribuídos por toda a cidade num total de 30 viaturas, entre carros e motos. “Estaremos com agentes nos principais locais de votação para garantir a fluidez do trânsito”, pontuou Rogério Leite, diretor de Fiscalização.

Em caso de ocorrências em vias municipais, o cidadão pode ligar para Alô STTU, no telefone 156. Já para ocorrências em rodovias estaduais, o número é o 198 do Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), e para as ocorrências em rodovias federais, o número é o 191 da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

TRANSPORTE PÚBLICO

O sistema de transporte funcionará conforme o programado para os domingos e feriados. O eleitor que não vota próximo de casa deve ter atenção as mudanças de itinerários das linhas, principalmente nos bairros da Cidade Alta, Petrópolis, Tirol e Ribeira.

Por ser feriado, será aplicada a tarifa social. Com a medida, o valor da tarifa cai de R$ 3,65 para R$ 1,85 apenas para os pagamentos em dinheiro. Ou seja, o usuário que pagar a tarifa no cartão pagará a tarifa normal.

Em caso de dúvidas, os usuários podem ligar para o Alô STTU, no telefone 156, ou perguntar pelo Twitter oficial, o @156Natal.

WEB RÁDIO 156NATAL

A Web Rádio 156Natal transmitirá as condições do trânsito, ao vivo, das 09h às 17h as condições do trânsito no dia das eleições. Segundo a emissora, um total de quatro pessoas atuarão coletando e repassando as informações para o motorista.

Para ouvir a Web Rádio 156Natal, o cidadão pode baixar o APP para android (http://bit.ly/2nK3Vn9) ou no RádiosNET (http://l.radios.com.br/r/64793) e TuneIn Radio (http://tun.in/sfAui).

Governo exclui 5,8 milhões de famílias da Tarifa Social, uma das principais bandeiras dos governos Dilma e do ex-presidente Lula

O governo excluiu 5,8 milhões de famílias do programa Tarifa Social da Baixa Renda neste ano, quase metade do total de beneficiados. O programa, que concede desconto na conta de luz de famílias com renda per capita de até meio salário mínimo, é uma das principais bandeiras dos governos Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O número de excluídos foi obtido pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, com fontes do setor. Até o ano passado, 13,1 milhões de famílias tinham direito à Tarifa Social programa que concede descontos escalonados de 10% a 65% na conta de luz. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) alega que as famílias excluídas do programa não se enquadram mais nos critérios exigidos pelo governo.

“Nossa preocupação foi garantir que todos que merecem o benefício continuem recebendo e assegurar que quem não faz jus ao programa não seja subsidiado”, disse o diretor da Aneel Tiago de Barros Correia.

Todas as pessoas excluídas tiveram problemas com o cadastro único para programas sociais do governo, exigido para a concessão do benefício. Para ter direito ao desconto na conta de luz, é preciso estar em dia com o cadastro do Número de Identificação Social (NIS), feito pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

Quase 2,801 milhões de famílias perderam o benefício porque deixaram de atualizar o cadastro nos últimos dois anos. Para esse grupo, o desconto deixou de valer em 1º de março. A duplicidade de cadastro resultou na retirada de 909,6 mil famílias. Era o caso em que um mesmo NIS era usado em mais de uma residência. Somente o primeiro endereço cadastrado foi mantido. Esse grupo perdeu o desconto em 1º de janeiro. Outros 2 185 milhões de famílias perderam o direito ao benefício por não terem sido localizadas no cadastro ou por terem renda superior a 0,5 salário mínimo. Esse grupo perdeu o desconto em 1º de novembro.

Ao todo, foram 5,8 milhões famílias excluídas, ou 45% do total de beneficiários de 2014, que somava 13,1 milhões. Até o ano passado, cerca de 60% dos beneficiários eram do Nordeste e 20% do Sudeste. O restante se dividia de forma semelhante no Norte, Sul e Centro-Oeste. A Aneel informou que não fechou o número total de beneficiários excluídos. A agência reconheceu que o potencial de exclusão era de 5,8 milhões, mas, ao fazer o orçamento do programa neste ano, considerou que 5 milhões deixariam o programa.

Custo

O programa Tarifa Social consumirá R$ 2,166 bilhões neste ano, ante R$ 2,099 bilhões em 2014. Até o ano passado, o Tesouro bancava o custo. Neste ano, ele será pago por todos os consumidores, que tiveram um aumento extra na conta de luz. Por causa dos aumentos expressivos da conta de luz neste ano, o gasto foi praticamente mantido, apesar dos milhões de famílias excluídas. Se ninguém tivesse perdido o benefício, o gasto seria de R$ 2,78 bilhões em 2015.

O programa funciona de forma escalonada, como o recolhimento de Imposto de Renda. Uma família com consumo mensal de 250 kWh paga os primeiros 30 kWh com 65% de desconto; a faixa entre 31 kWh e 100 kWh com 40% de desconto; a parcela entre 101 kWh e 220 kWh com 10% de desconto; e a parte acima de 220 kWh sem desconto algum. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

fonte: Estadão Conteúdo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. charles disse:

    Viva o pt e dilminha. Kkkkk. E só peia.

  2. marcelo disse:

    Será que o PT acha que todo pobre é burro? Por que não fez esses cortes antes da eleição? Eu fico imaginando a indignação desses que agora perceberam que foram e continuam sendo enganados por essa organização criminosa chamada de PT e que tem em Dilma e Lula seus mentores. Ainda bem que o final deles está próximo e não passa desse ano com a aprovação do IMPEACHMENT dela e a consequente prisão dos dois. Quanto aos miseráveis que venderam o seu voto por essas esmolinhas só resta esperarem a próxima eleição e dá o troco aos bandidos do PT.

Ônibus e opcionais terão tarifa social no feriado de Nossa Senhora da Apresentação

A Prefeitura de Natal, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), vai aplicar a tarifa social no Sistema de Transporte Público de Passageiros nesta sexta-feira (21), feriado de Nossa Senhora da Apresentação, padroeira da cidade do Natal.

Com a aplicação da medida, o valor da passagem nos ônibus e opcionais terá um desconto de 50% nas viagens urbanas, caindo de R$ 2,35 para R$ 1,20.

Semtas e Cosern realizam cadastros da tarifa social na zona norte

17901Na manhã desta quarta-feira, dia 30, moradores da zona norte de Natal tiveram a oportunidade de se cadastrar na tarifa social e receber desconto na conta de energia elétrica. O cadastro foi realizado no Centro Educacional Dom Bosco, bairro Lagoa Azul, no conjunto Gramoré, por meio de uma parceria entre a Cosern e a Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas).

Com a tarifa social, as famílias de baixa renda cadastradas podem obter descontos que variam de 10% a 65% (variando de acordo com a quantidade de kWh gastos por mês). Já as comunidades indígenas e quilombolas recebem o desconto de 100% para os 50 kWh/mês de consumo.

Antes de realizar o cadastro, os beneficiários tiveram a oportunidade de assistir uma palestra educativa sobre o uso eficiente, seguro e racional da energia elétrica e no final da manhã, os técnicos dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) assistiram palestra realizada pelo analista de Processos Comerciais da Cosern, Rodrigo Bruno de Araújo, que falou sobre a Cosern e a tarifa social. “O objetivo das palestras é conscientizar a população sobre o consumo correto da energia e explicar o que é a tarifa social, como a população é beneficiada com ela e como realizar o cadastro”, explicou o analista de Processos Comerciais da Cosern.

“Irei aproveitar esse benefício e utilizar o desconto na compra do gás”, afirmou a dona de casa Ivaneide Monteiro, que garantiu a redução do valor da conta de energia nesta manhã, e ficou sabendo da realização do cadastro por meio de um carro de som que percorreu alguns pontos da zona norte durante a semana.

A chefe do setor de Cadastro Único da Semtas, Daisy Leila Guilhermino ressaltou a importância das famílias realizarem esse cadastro. “Esse desconto é um direito que os cadastrados têm. Com ele, essas famílias pagam o valor menor do que o real na conta de energia, diminuindo assim as despesas mensais e o consumo, contribuindo também para o meio ambiente”. Daisy Leila Guilhermino também lembrou que em 2014 essa ação será realizada em outros bairros de Natal.

Quem ainda não se cadastrou e deseja ter o direito à tarifa social, basta procurar as agências de atendimento da Cosern ou pelo teleatendimento gratuito 116, e informar o CPF, o número de documento de identidade oficial com foto (carteira de motorista, RG, etc) e o Número de Identificação Social (NIS) ou o Número do Benefício (NB), emitidos pelo Governo Federal.

Feriado da Sexta-Feira da Paixão tem tarifa social

Uma boa notícia para quem vai passar o feriado da Sexta-Feira Santa, dia 6, na cidade. A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, determinou a aplicação da tarifa social no Sistema de Transporte Público de Passageiros.

Com a medida, ônibus e opcionais estarão operando com tarifa reduzida em 50%. A passagem sairá dos R$ 2,20 para R$ 1,10.

A aplicação da tarifa social é mais um estímulo que o Executivo municipal oferece para incentivar também o uso de ônibus e opcionais durante os feriados nacionais e locais.

Fonte: Dn Online