Polícia

Chico Rodrigues atuava como ‘gestor paralelo’ da Secretaria de Saúde de Roraima, diz PF

Foto: Reprodução/TV Globo

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), levantou nesta quarta-feira (21) o sigilo do inquérito que investiga o senador e ex-vice-líder do governo Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com dinheiro na cueca. A Polícia Federal analisou mensagens encontradas no celular do senador. Os investigadores afirmam que Chico Rodrigues liderava o esquema que desviava recursos da pandemia destinados ao estado de Roraima.

No relatório, a PF diz que o senador Chico Rodrigues atuava como se fosse um “gestor paralelo” da Secretaria de Saúde de Roraima, cobrando a liberação do dinheiro de emendas parlamentares para o pagamento a empresas investigadas no esquema.

A defesa do senador divulgou nota na qual afirmou que Chico Rodrigues jamais interferiu indevidamente em prol de interesses privados nos contratos do estado de Roraima.

Um dos contratos investigados era para o fornecimento de álcool em gel para esterilização contra o coronavírus. Segundo a PF, Chico Rodrigues questiona o funcionário responsável pela liberação do dinheiro. No dia 29 de fevereiro, Chico Rodrigues questiona Francisvaldo sobre o pagamento de “Gilce”: “Você adiantou o pgto da Gilce/18: serviços?”.

Segundo a PF, “tudo indica que o senador estaria cobrando o pagamento da empresa Haiplan Construções Comércio e Serviços Ltda tendo em vista que um dos sócios da empresa é Júlio Rodrigues Ferreira, marido de Gilce de Olliveira Pinto”.

A Polícia Federal conclui que: “A forma com que o senador cobrava o pagamento indica que o parlamentar estaria atendendo não apenas aos interesses do estado de Roraima, mas também aos seus próprios”.

A empresa, segundo as investigações, ainda entregou o produto errado: álcool 65%, indicado para limpar móveis, mas inadequado para esterilização.

A Polícia Federal também descobriu que Chico Rodrigues permitiu que assessoras dele trabalhassem na empresa privada do filho, Pedro Rodrigues, que é suplente do pai e vai assumir a vaga dele no Senado.

No documento, a PF escreveu que “a estrutura parlamentar do senador, o que inclui a atividade de suas assessoras Adriana e Cláudia, está sendo utilizada para a administração da empresa privada de seu filho Pedro, a San Sebastian, o que evidencia, no mínimo, o desvio de função de suas assessoras parlamentares”.

De acordo com as investigações, outro núcleo do esquema envolve o senador Chico Rodrigues, a empresa Quantum Empreendimentos em Saúde, também investigada, e seu sócio, Jean Frank Padilha Lobato, que é apontado como um operador do senador. Ele é casado com uma funcionária do gabinete de Chico Rodrigues.

A defesa do senador afirmou em nota que as funcionárias exercem regularmente suas funções públicas.

As demais pessoas citadas no relatório da PF não responderam.

G1

 

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Flagrado com dinheiro na cueca, senador Chico Rodrigues amplia licença de 90 para 121 dias

Foto: © Jefferson Rudy/Agência Senado

Horas após ter pedido licença do mandato parlamentar por 90 dias, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) protocolou nesta terça-feira (20) uma retificação, alterando o período para 121 dias (veja o pedido).

O pedido foi aceito pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Quem deve assumir o mandato é o primeiro suplente, Pedro Arthur Ferreira Rodrigues, filho do parlamentar. O pedido inicial de licença de Chico Rodrigues, de 90 dias, não levaria à convocação do suplente. Agora, com a licença superior a 120 dias, Pedro Arthur Rodrigues será convocado.

Chico Rodrigues foi flagrado com R$ 33 mil na cueca na semana passada. O dinheiro foi encontrado durante uma operação que cumpriu mandados de busca e apreensão na casa do parlamentar. O DEM, partido ao qual Chico Rodrigues é filiado, pediu ao STF para acessar as investigações.

A operação apura suposto esquema de desvio de recursos públicos em Roraima. Rodrigues nega as acusações e afirma que o dinheiro serviria para pagar funcionários.

Após a operação da semana passada, partidos políticos protocolaram uma representação no Conselho de Ética no Senado com o objetivo de cassar o mandato de Chico Rodrigues.

Aliados do senador, contudo, passaram esta segunda-feira (19) costurando um acordo para que Chico Rodrigues se licenciasse. O próprio presidente do Conselho de Ética, Jayme Campos (DEM-MT), sugeriu que o senador se licenciasse por 121 dias.

O caso de Rodrigues também está em análise no Supremo Tribunal Federal. Isso porque o ministro Luís Roberto Barroso determinou o afastamento do senador, mas submeteu a decisão ao plenário do tribunal. O presidente do STF, Luiz Fux, marcou para esta quarta-feira (21) o julgamento do caso.

A defesa de Chico Rodrigues comunicou nesta terça ao STF o afastamento do parlamentar. “Entende esta defesa, com as mais respeitosas vênias, que o julgamento previsto para a sessão plenária de 21/10/2020 encontra-se prejudicado”, acrescentaram os advogados.

O dinheiro na cueca

Ao decidir pelo afastamento de Rodrigues, o ministro Luís Roberto Barroso transcreveu parte do relatório da Polícia Federal sobre a operação da semana passada. O texto descreve a apreensão de dinheiro na casa do senador, em Boa Vista (RR), e a tentativa de esconder dinheiro nas roupas íntimas.

“Efetuamos a busca no cofre situado no quarto do Sr. Pedro Rodrigues, filho do Senador, no qual não foram encontrados valores ou documentos relacionados aos fatos sob investigação. Contudo, nesse momento, o Senador Chico Rodrigues indagou ao Delegado Wedson se poderia ir ao banheiro. O Delegado Wedson respondeu que sim, mas informou que o acompanharia”, diz o relatório da PF.

“Nesta hora, o Delegado Wedson percebeu que havia um grande volume, em formato retangular, na parte traseira das vestes do Senador Chico Rodrigues, que utilizava um short azul (tipo pijama) e uma camisa amarela. Considerando o volume e seu formato, o Delegado Wedson suspeitou estar o Senador escondendo valores ou mesmo algum aparelho celular”, prossegue o documento.

O relatório diz ainda que, ao ser perguntado sobre o “volume”, Chico Rodrigues negou irregularidade. O delegado que comandava a busca e apreensão decidiu, então, fazer uma busca pessoal no senador. A ação foi filmada, mas o vídeo foi mantido em sigilo.

“Ao fazer a busca pessoal no senador Chico Rodrigues, num primeiro momento, foi encontrado no interior de sua cueca, próximo às suas nádegas, maços de dinheiro que totalizaram a quantia de R$ 15.000,00”, diz o relatório da PF.

A investigação

A investigação da Polícia Federal e da Controladoria Geral da União (CGU) apura desvios de cerca de R$ 20 milhões em emendas parlamentares destinadas para o combate à pandemia do novo coronavírus em Roraima.

Segundo a PF, um grupo criminoso formado por políticos, servidores e empresários fraudou licitações para contratar determinadas empresas pela Secretaria Estadual Saúde (Sesau) de Roraima.

A CGU identificou indícios de sobrepreço e superfaturamento nas contratações feitas pela pasta na compra de itens como Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e testes rápidos de detecção da Covid-19.

De acordo com a investigação, há indícios de que o senador utilizou sua influência política para favorecer empresas privadas ligadas a ele durante os processos licitatórios feitos na pandemia. O esquema, segundo a PF, contou com a participação de políticos, empresários e servidores.

O que diz Chico Rodrigues

O senador tem negado todas as acusações e afirma não ter relação com nenhum ato ilícito. Em nota, o parlamentar afirmou:

“Volto a dizer, ao longo dos meus 30 anos de vida pública, tenho dedicado minha vida ao povo de Roraima e do Brasil, e seguirei firme rumo ao desenvolvimento da minha nação.”

“Acreditando na verdade, estou confiante na justiça, e digo que, logo tudo será esclarecido e provarei que nada tenho haver (sic) com qualquer ato ilícito de qualquer natureza. Acredito nas diretrizes que o grande líder e Presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, usa para gerir a nossa nação”, disse.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Daqui a 121 dias já pode até ser relocado ao cargo de Vice líder, brasileiro de um modo geral sofre de amnésia coletiva

  2. Eita país bom pra se viver, quando se é corrupto, ladrão do erário púlblico, que o diga Lula da Silva, taí soltinho zombando dos brasileiros.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Conselho de Ética do Senado, colegiado que Chico Rodrigues deve ser julgado, só deve retornar em 2021

Senador Chico Rodrigues (DEM-RR) Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O Conselho de Ética do Senado, onde Chico Rodrigues deverá ser julgado, não deverá voltar a funcionar neste ano.

Davi Alcolumbre está decidido a só voltar com as sessões das comissões no ano que vem.

Guilherme Amado – Época

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Flagrado com dinheiro na cueca, senador Chico Rodrigues pede afastamento por 90 dias

Foto: Reprodução/TV Globo

Flagrado pela Polícia Federal com R$ 33 mil na cueca, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) pediu nesta terça-feira (20) afastamento do mandato por 90 dias. Como o afastamento é inferior a 120 dias, o suplente do senador, que é filho dele, não assumirá o mandato.

Chico Rodrigues foi flagrado com R$ 33 mil na cueca na semana passada. O dinheiro foi encontrado durante uma operação que cumpriu mandados de busca e apreensão na casa do parlamentar.

A operação apura suposto esquema de desvio de recursos públicos em Roraima. Rodrigues nega as acusações e afirma que o dinheiro serviria para pagar funcionários.

Após a operação da semana passada, partidos políticos protocolaram uma representação no Conselho de Ética no Senado com o objetivo de cassar o mandato de Chico Rodrigues.

Aliados do senador, contudo, passaram esta segunda-feira (19) costurando um acordo para que Chico Rodrigues se licenciasse. O próprio presidente do Conselho de Ética, Jayme Campos (DEM-MT), sugeriu que o senador se licenciasse por 121 dias.

Segundo o blog apurou, Chico Rodrigues ouviu em conversas reservadas com políticos aliados que o Supremo Tribunal Federal (STF) deve ratificar, na sessão desta quarta-feira (21), a decisão do ministro Barroso, que afastou Rodrigues do mandato.

A avaliação feita foi que, após a decisão do plenário, “ficará difícil” para o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), comprar a briga com o STF e colocar em votação a análise da decisão de toda a corte.

Motivo: enquanto a decisão é monocrática, ou seja, do ministro Barroso, senadores avaliam que a decisão — se submetida ao plenário do Senado — pode ser derrubada. Mas não quando a decisão for ratificada pela maioria do STF.

Por meio da assessoria, o ministro Luís Roberto Barroso informou nesta terça-feira que analisará o caso se e quando for informado oficialmente da formalização da licença pelo senador Chico Rodrigues.

Conselho de Ética

Aliados de Chico Rodrigues ouvidos pelo blog, e que participaram das conversas, afirmam que o senador “está consciente” de que precisava se afastar.

O afastamento também garante que ele será poupado — por ora — no Conselho de Ética, já que existem outros processos na fila para serem analisados, e os senadores não querem mexer com os casos, para evitar desgastes para os alvos e para a imagem do Senado.

Para se licenciar, Rodrigues buscou costurar a garantia de que o Senado não submeterá ao plenário o afastamento dele, após a decisão do STF. Entre os argumentos, Rodrigues alega “perda de objeto”.

Outra discussão que estava em aberto era o tempo do afastamento. Isso porque, dependendo do tempo, quem assume é o suplente, filho de Rodrigues — o que gera mais um desgaste para a imagem pública do senador.

A investigação

A investigação da Polícia Federal e da Controladoria Geral da União (CGU) apura desvios de cerca de R$ 20 milhões em emendas parlamentares destinadas para o combate à pandemia do novo coronavírus em Roraima.

Segundo a PF, um grupo criminoso formado por políticos, servidores e empresários fraudou licitações para contratar determinadas empresas pela Secretaria Estadual Saúde (Sesau) de Roraima.

A CGU identificou indícios de sobrepreço e superfaturamento nas contratações feitas pela pasta na compra de itens como Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e testes rápidos de detecção da Covid-19.

De acordo com a investigação, há indícios de que o senador utilizou sua influência política para favorecer empresas privadas ligadas a ele durante os processos licitatórios feitos na pandemia. O esquema, segundo a PF, contou com a participação de políticos, empresários e servidores.

O que diz Chico Rodrigues

O senador tem negado todas as acusações e afirma não ter relação com nenhum ato ilícito. Em nota, o parlamentar afirmou:

“Volto a dizer, ao longo dos meus 30 anos de vida pública, tenho dedicado minha vida ao povo de Roraima e do Brasil, e seguirei firme rumo ao desenvolvimento da minha nação.”

“Acreditando na verdade, estou confiante na justiça, e digo que, logo tudo será esclarecido e provarei que nada tenho haver (sic) com qualquer ato ilícito de qualquer natureza. Acredito nas diretrizes que o grande líder e Presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, usa para gerir a nossa nação”, disse.

G1

 

Opinião dos leitores

  1. Gostei do comentário do BG no Meio Dia RN de hoje a respeito desse senador. Faço minhas as palavras dele. Quem não viu, vai lá no YouTube e vê!

  2. E pediu a suspensão do salário também? Ficar sem trabalhar e receber o salário e verbas de gabinete todo mundo quer…. É desonesto….

  3. Vixe líder do governo Bolsonaro, vale destacar.
    A direita e o centrão estão nadando de braçada na corrupção.

    1. Se nesse governo, que diz que combate, está assim, imagina nos governos anteriores que era oficializada pelo próprio governo. Na realidade é uma luta diária, tem que matar um leão por dia. Já no governo anterior, tinha que matar uma carrada de ratos diariamente, ou seja impossível, já que tinha o aval do próprio governo.

  4. Muitos são os bandidos na Câmara e no senado que nunca foram presos ou perderam o mandato, Sarney, Collor, Renan……sempre encontram uma brecha para se livrarem ou para que o processo seja extinto. E não será diferente dessa vez, onde novamente um malandro escapará. Esse STF junto com a câmara e o senado é um ajuntado de bandidos, em sua grande maioria, que se em qualquer país sério estariam todos presos ou ido para o paredão. Porém aqui, são semi deuses.

    1. Claro que não Chicó, porém comparado com o nove dedos, o maior ladrão do mundo segundo o Google, tá longe. Mas com certeza, tá indo no mesmo caminho.

  5. Vai acontecer o mesmo q aconteceu com Aecio, do PSDB. Nada. E vai se candidatar a deputado federal. E pasmem. Vai se eleger.

    1. Aécio Neves botou dinheiro no boga também??
      O caba bota dinheiro no frinfa, os bichos vermei do PT, diz que a culpa é do Bolsonaro, Rsrsrsrs.
      O que danado tem haver isso??
      O sujeito é VICE líder do governo indicado por partidos políticos, bota dinheiro na regada a culpa é do residente??
      Por mim ele pode botar caco de vidros, não tou nem aí, imagino que pro presidente Jair, a mesma coisa, cada um faz o que quiser com o butico.
      Kkkkkkkkk
      Kkkkkk
      Kkkk
      É de lascar um negócio desses.
      Parabéns meu Presidente.
      Mandou da baixa na hora, assim que ficou sabendo da presepada.
      Mito 2022.
      Ôôô Presidente véi duro.
      Tamos juntos.

    2. Vc tem razão, mas para quem declarou o fim da corrupção ter esse tipo de gente como aliado, ñ só ele mas todos os partidos do centrão, me parece um pouco contraditório. Do mais, é só usar a tática do Lula e dizer que ñ sabia de nada. Quem mexe com merda dificilmente sai cheiroso.

    3. Meu amigo chocolate, de gente desse naipe Brasília ta contaminada.
      Todo mundo sabe que é um legado do teu PT, o problema e que não tem quem governe sem essa vagabundagem.
      As reformas estão paradas, ou se junta com esses vermes, ou não governa entendeu??
      Ou vc acha que esses caras vão abrir mão disso??
      Mito 2022.
      O melhor de todos os tempos disparado.
      Outra coisa lula Ta solto e fudido.
      Kkkkkkk

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Chico Rodrigues diz que dinheiro que PF encontrou na cueca dele era para pagar funcionários, alega “ato de impulso”, e fala que foi “massacrado pelo silêncio, ridicularizado e humilhado”

Imagem do relatório da PF mostra momento em que dinheiro foi encontrado na cueca do senador Chico Rodrigues — Foto: Reprodução/PF

Pressionado a se licenciar do mandato, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) começou a montar uma estratégia de defesa para tentar conquistar o apoio dos colegas e evitar o afastamento dele.

Em mensagem enviada a senadores, ele disse que “nunca tinha sido acordado pela polícia” e que, “num ato de impulso, protegi o dinheiro do pagamento das pessoas que trabalham comigo.”

Senadores que receberam a mensagem avaliam que a explicação de Chico Rodrigues vai ser questionada e que ele precisa comprovar principalmente a origem do dinheiro que estava em sua casa. Se não disser a origem, a avaliação é que o dinheiro seria ilegal.

Na mensagem encaminhada a seus colegas nos últimos dias, ele afirmou que reagiu de impulso porque foi acordado “em meio a pessoas estranhas em meu quarto”.

Ele acrescenta, nas mensagens, que reagiu daquela forma porque “se levassem aquele dinheiro ninguém iria receber naquela semana”. Segundo afirmou o senador a colegas, “não era dinheiro de corrupção.”

Em uma operação da Polícia Federal, que investiga desvio de recursos de combate ao coronavírus em Roraima, o senador Chico Rodrigues foi flagrado pelos agentes federais escondendo mais de R$ 33 mil na cueca.

O caso acabou levando o ministro Luís Roberto Barroso a decidir pelo afastamento do senador por 90 dias, medida que vai ser analisada pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) na quarta-feira (21).

No Senado, um grupo de senadores não quer dar aval à decisão de Barroso, alegando que foi uma medida monocrática e que um ministro do STF não poderia afastar um senador nestas condições. O temor destes senadores, porém, é a mensagem que será passada para a população ao salvarem um colega que escondia dinheiro na cueca.

Na busca de se explicar para esses colegas, Chico Rodrigues decidiu enviar a mensagem para senadores, entre eles o presidente do Senado, Davi Alcolumbre. No texto, ele diz ainda que só conseguiu falar agora com seus pares “porque estava sem forças e ainda estou”.

Ele acrescentou que “fui massacrado pelo meu silêncio, fui ridicularizado, fui humilhado”.

Em sua defesa, ele diz que “jamais desviaria dinheiro público” e que não é “chefe de uma organização criminosa”. Afirmou ainda que “nenhum centavo” das suas emendas parlamentares foi “sequer licitado”. As investigações da PF apontam, porém, que o senador teria envolvimento no desvio de recursos destinados ao combate ao coronavírus.

No final da mensagem, ele pede tempo para se explicar e para que não o “condenem previamente”, acrescentando que o inquérito não revelaria nenhum crime que teria sido cometido por ele. Chico Rodrigues encerra o texto dizendo que estava protegendo seu próprio dinheiro e pede que o “julguem de maneira sábia.”

Blog do Valdo Cruz -G1

Opinião dos leitores

  1. Muita idiotice desses esquerdistas, que Bolsonaro tem haver com com esse imbecil que colocou o dinheiro nos fundos.

  2. Sinal de que não gostava dos funcionários, passava o dinheiro no cofre pra depois fazer o pagamento. Kkkkkk

  3. Mais um "inocente" pego e que jura ser pessoa "honesta".
    Assim com todos os políticos pegos em corrupção, processados e condenados que continuam jurando "inocência".
    Tem condenado que o "povo" diz "não existir provas contra o coitadinho", mas a justiça, em 02 instâncias o condenou pelo excesso de provas existentes.
    Tem os que defendem as "democracia igualitárias" de Cuba e Venezuela com seus ditadores, enfim, cada povo tem o político que merece e quando entra um de fora do esquema, a gritaria, o combate, a difamação, o combate é grande. A Argentina começa a sentir "o gosto amargo do féu" por ter voltado atrás e recolocado no poder aqueles que levaram o país a falência econômica, moral e religiosa.

  4. é só mostrar o extrato de contas onde aparece o saque e a origem, simples assim, MAIS NÃO TEM.

  5. Bem convincente. Os Bolsonaristas já tem uma tese para defende-lo, pq colocar a culpa no PT ñ dá mais!!!!

    1. Porque os bolsonaristas???
      O caba é pego com dinheiro dentro da recada e é os bolsonaristas que tem que explicar??
      Botar a culpa em alguém??
      Vai contar os postes da Cosern papangu.
      O que tem haver bolsonaristas com isso
      Seu cretino??
      PT ladrão nunca mais viu??
      Tchau corruptos ladrões.

    2. Ué, ele ñ era Vice lider do governo a quem BOLSONARO disse que estava em uma união estável?

  6. Coitados dos funcionários. Será que todo os salários passavam antes pelo "cofre" do Senador? Tomara que não tenham o costume de molhar o dedo de saliva, na hora de contar o dinheiro.??

  7. Pq ele não paga através de transferência bancária?? Qual banco ele sacou esse dinheiro??

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Senadores de diferentes partidos reagem a Barroso e discutem barrar afastamento de Chico Rodrigues

Foto: GloboNews

Senadores de diferentes partidos ouvidos pelo blog reagiram ontem à decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso de afastar o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) do mandato. A decisão ainda precisa ser referendada pelo plenário do Senado.

Chico Rodrigues foi alvo de operação da Polícia Federal na quarta-feira (14) em Roraima, quando foi flagrado em casa com dinheiro na cueca. A operação foi deflagrada para combater um suposto esquema criminoso de desvio de recursos públicos para o combate ao coronavírus em Roraima.

Parlamentares criticaram nesta quinta-feira (15) em grupo de WhatsApp a decisão do ministro do STF pelo afastamento, segundo relatos à reportagem. Eles discutem barrar a decisão do ministro.

Entre as mensagens apresentadas no grupo, segundo o blog apurou, senadores foram praticamente na mesma linha: de que o caso do senador Chico Rodrigues precisa ser decidido pelo Conselho de Ética, e que o Senado não dará espaço à sobreposição de poderes.

Para senadores, a decisão de Barroso (veja vídeo acima) seria “usurpação de poder”, quando um dos poderes invade a competência do outro. Além disso, os parlamentares dizem que o mandato popular não “deve depender do humor” de qualquer ministro. Por isso, o Senado quer que o Conselho de Ética da Casa discuta o caso.

No entanto, senadores, de forma reservada, não garantem que o caso no conselho terá desdobramento imediato. Nas palavras de um líder, “vai depender do processo” envolvendo Chico Rodrigues na Justiça.

Andréia Sadi – G1

Opinião dos leitores

  1. Vamos continuar nos degladiando e eles se
    deleitando nas verbas públicas…eh vida de gado, povo marcado, povo feliz…SIC

  2. Complementado: alguém escreveu> sem qualquer processo contra ele< vejo que o processo é apenas uma instrumento formal para dar validade e continuidade ao fato que ocorreu nas investigações, ou seja, um flagrante de um provável delito.

  3. A ordem dos fatores não altera o produto.
    Tanto faz para o povo que o pilantra seja afastado pelo Ministro do STF ou pelo parlamento.

  4. Desculpem, mas os Senadores têm razão. Barroso entrometeu-se em assunto de outro poder, sem qualquer processo formal contra o senhor Chico.

  5. Se não afastar serão considerados bandidos iguais a ele! Grande novidade. De olho nos senadores do RN. Acredito haver honra nos nossos representantes, digo, nos representantes do RN.

  6. Bando de pilantras defendendo o outro… dá uma enxada pra cada um e manda pro Nordeste plantar mandioca….

  7. Bota o dinheiro que saiu do fundo do Chico na mão deles… eles nem vão se importar, porque adoram pegar e fazer merd….

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Senador Chico Rodrigues, afastado pelo STF, tem o próprio filho como suplente

Chico Rodrigues Foto: Agência Senado

O eventual substituto do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) em caso de afastamento definitivo é o próprio filho, Pedro Arthur, também filiado ao DEM. Se substituir o pai, Pedro Arthur assume o mandato até 2026.

Na quinta-feira, o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o afastamento de Rodrigues do Senado por 90 dias. A decisão precisa ser ratificada pelo Senado e foi tomada após operação da Polícia Federal que investiga desvios de aplicação de recursos de combate a Covid-19 flagrar o senador com dinheiro escondido dentro da cueca.

Pedro concorreu a um cargo público pela primeira vez em 2018, como 1º suplente do pai. Na declaração ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse ter ensino superior completo e trabalhar como administrador.

Durante as operações da PF na casa de Chico Rodrigues, em Boa Vista, os policiais fizeram buscas na casa de Arthur, mas não encontraram ” valores ou documentos relacionados aos fatos sob investigação”.

A PF chegou a solicitar a prisão preventiva de Rodrigues, sob o argumento de que a tentativa de esconder dinheiro caracterizaria flagrante, mas o ministro Barroso apontou que atualmente há dúvidas no entendimento do STF sobre prisões preventivas de parlamentares. Por isso, decidiu autorizar apenas o afastamento do senador, determinando que o Senado seja intimado para analisar se ratifica a medida.

A Polícia Federal informou ao ministro do Supremo que foram localizadas notas de dinheiro na cueca de Chico Rodrigues que totalizaram R$ 15 mil, além de valores encontrados em sua residência.

O Globo

 

Opinião dos leitores

  1. Vc Manoel é um mané mesmo, larga de ser burro lusitano, o homem disse que não teria corrupção, a PF pegou, o homem foi afastado da vice liderança, o presidente não foi defender, o que vc queria? Que fosse como no tempo de nove dedos? Mequetrefe esse tempo acabou, aqueles arrumadinhos, filhinhos Ronaldinho, triplex, sítio do amigo, Petrobras quebrada, isso foi passado.

  2. Operação da Polícia Federal, com a participação decisiva da Controladoria Geral da União, ambos órgãos do Governo Federal. Quase dois anos do governo Bolsonaro e NENHUM caso de corrupção. Também não deixa roubar, como fazia o PT quando estava no poder. Há muitos anos não víamos isso no Brasil.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

SUCUPIRA PERDE: PF fez 3 saques na cueca do senador Chico Rodrigues

Foto: Senado/Divulgação

Diante da tentativa do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) de esconder dinheiro entre as nádegas, a Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal a prisão preventiva e o afastamento das funções públicas do ex-vice-líder do governo Bolsonaro.

Os singelos detalhes da descoberta da tentativa de ocultação estão na decisão do ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no STF, que determinou o afastamento do senador por 90 dias. Chico Rodrigues foi alvo de busca e apreensão nesta quarta-feira.

Na representação encaminhada ao STF, a PF descreveu em detalhes como percebeu o curioso esconderijo escolhido pelo ilustre senador. Na hora em que os agentes cumpriam a medida de busca e apreensão determinada por Barroso, o delegado “percebeu que havia um grande volume, em formato retangular, na parte traseira das vestes do Senador CHICO RODRIGUES, que utilizava um short azul (tipo pijama) e uma camisa amarela”.

Continua a PF: “Considerando o volume e seu formato, o Delegado Wedson suspeitou estar o Senador escondendo valores ou mesmo algum aparelho celular. Ao ser perguntado sobre o que havia em suas vestes, o Senador CHICO RODRIGUES ficou bastante assustado e disse que não havia nada”.

“Ante a fundamentada suspeita, já que o volume destoava completamente do pijama utilizado pelo Senador e a informação que não havia nada consigo, o Delegado WEDSON decidiu fazer uma busca pessoal no Senador, a qual foi filmada por policiais federais, que executavam a diligência”, narra a polícia.

O relatório apresentado a Barroso informa ainda que “Conforme imagens abaixo, ao fazer a busca pessoal no Senador CHICO RODRIGUES, num primeiro momento, foi encontrado no interior de sua cueca, próximo às suas nádegas, maços de dinheiro que totalizaram a quantia de R$ 15.000,00, conforme descrito no item 3 do Termo de Apreensão em anexo”.

Segundo a PF, a diligência foi acompanhada pelo advogado de Chico Rodrigues.

 

O jornalista Daniel Adjuto, âncora e repórter da CNN Brasil, também detalhou em seu twitter a ação da PF:

Foto: Reprodução/Twitter

Com acréscimo de Radar – Veja

 

 

Opinião dos leitores

  1. No atual (des)governo federal não tem corrupção! Até que descubram…. Aliás, é CUrrupção!!!

  2. O véi Bolsonaro é duro!!
    JÁ MANDOU AFASTAR.
    O que danado tem haver Bolsonaro com o dinheiro literalmente sujo do SENADOR??
    O que tem haver o C… com as calças???
    A petralhada pira.
    Kkkkkkk
    Procuram chifre em cabeça de cavalos.
    Senador não é ministros.
    Senado não é ministério.
    Kkkkkkkkjk
    Mito 2022 até 2026.
    Que tal vcs Jair se acustumando???
    O choro é livre!!!!
    Aja coração!!!!

  3. O bozo do só falava besteiras! Sem conhecimento nenhum de PORRA NENHUMA! Talkey?!?!?!? Sabe de nada, só vomita excrescências….

  4. Não sei se é um Índio funcionário desse véio ou o Car Luxo que gosta de esconder as coisas na traseira também.

  5. PARABÉNS PRESIDENTE, prontamente afastou o suspeito de corrupção da sua representação no congresso. Agiu rápido e mostrando INTOLERÂNCIA com a CORRUPÇÃO.
    Ao contrário dos ESQUERDOPATAS que seguem idolatrando condenados por corrupção.
    Ao contrário dos ESQUERDOPATAS que defendiam e adoravam políticos que carregavam dinheiro nas cuecas.
    Muito bem PRESIDENTE, tolerância ZERO com a corrupção.

  6. O VÉIO é DURO, EITA VEIO MACHO DA GOTA…KKKKKK MUUUUUUUU, MAIS MUUUUUUUUU, só um pouquinho…..kkkkll. MUUUUUUUU, Pense numa coisa linda é o mugido, para completar teve o afastamento do ladrão, podia falar mal se tivesse continuado. Pegaram o santo familiar de Genoíno embarcar lotado de dinheiro…kkkkkkk o que foi feito? Vcs da ratolandia lembram? Lembram nada, são um bando de noiados, pesos e apaixonados por um asqueroso cachaceiro analfabeto de quinta categoria, no seu tempo de governo teve os aloprados, filhos Ronaldinho, triplex, sítio, derrocada da petrobras e infindáveis confissões dos outrora amigos do peito, inclusive Palocci.

  7. Cadê o bovino pra dizer que o veio é duro, comenta aqui gado vagabundo, fica mudinho da silva.
    Muuuuuuu

    1. Falô o defensor de corruptos condenados, vai precisar esse ser condenado pra começar a defendê-lo?

  8. Bolsonaro se entregou ao centrão e agora quer dar um de desentendido, ele sabe mais que tudo o que dará essa união estável como ele mesmo definiu. Se elegeu com um discurso anti corrupção, mas adota as mesmas práticas de seus antecessores, se entregando de corpo e alma ao que há de pior na politica, o mesmo grupo que apoiava o PT do mensalão e petrolão e ainda tem o cinismo de dizer que acabou com a lavar jato por ñ existe mais corrupção em seu governo. A desculpa foi simples, disse que o vice líder do governo no senado ñ faz parte do governo. Aprendeu rápido Bolsonaro como se faz a velha e boa politica.

  9. A universidade do crime poderia conceder o título honoris causa a luladrão, os métodos seu e de seus comparsas de esconder dinheiro na cueca, caixas de vinhos, malas, helicópteros, apartamentos foi bem assimiladas pelos corruptos de plantão, e está disseminada no meio políticos, logo, será um título pelos enormes serviços prestado aos ladrões de dinheiro público.

    1. Senador do DEM comparta de Lula? Omi, vai se abrilhantar lendo algo de valor, conversa mais bosta que o dinheiro que saiu da bunda do senador.

    2. M cagãx, não se faça de burro, os auxiliares e petralhas foram flagrados com dinheiro em todas e inimagináveis situações, fácil você pode pesquisar no Google. Defensor da maioria da alta corrupção!

  10. A corrupção é um verdadeiro CÂNCER que está entranhado na cultura brasileira, e na esfera política está na esquerda, na direita e no velho CENTRÃO de guerra, como vemos no caso exemplar desse senhor supracitado.
    Por isso que os políticos tem que ser trocados (como as fraldas) com certa frequência, e JAMAIS idolatrados.

    1. Pois é, Théo! A corrupção no Brasil é cultural. Difícil erradicá-lá. Mas o governo Bolsonaro tem combatido esse crime; a prova está aí. Parabéns, Presidente, por cumprir com a sua palavra.

    2. O CARA JÁ FOI EXPULSO E DESTITUIDO DE APOIO DO BOZO. ENTENDES=TE

  11. Mas no governo do meu Mito não tem corrupção talkei! Esse dinheiro que o vice líder do governo guardava na bunda era ainda do governo de Lulaladrao. Muu. (Acorda povo!)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Senador Chico Rodrigues diz ter tido seu lar “invadido por apenas ter feito trabalho como parlamentar, trazendo recursos para o combate à COVID-19”

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Após ser flagrado na última quarta-feira em uma operação da PF com cerca de R$ 30 mil e parte das notas de dinheiro entre as nádegas, o senador de Roraima Chico Rodrigues (DEM-RR), vice-líder do governo Bolsonaro no Senado, afirmou estar tranquilo após a operação que investiga desvios em aplicação de recursos de combate ao coronavírus. “Apenas fiz meu trabalho de trazer recursos para combater a Covid-19 “, disse o senador.

— Tenho um passado limpo e uma vida decente. Nunca me envolvi em escândalos de nenhum porte. Se houve processos contra minha pessoa no passado, foram provados na justiça que sou inocente. Na vida pública é assim, e, ao logo dos meus 30 anos dentro da política, conheci muita gente mal intencionada com o intuito de macular minha imagem, ainda mais em um período eleitoral conturbado, como está sendo o pleito em nossa capital – declarou em nota.

O senador ainda afirmou confiar na justiça e prometeu provar que não tem envolvimentos com os atos ilícitos. Sobre a operação da PF, Rodrigues disse ter tido seu lar “invadido por apenas ter feito meu trabalho como parlamentar, trazendo recursos para o combate à COVID-19 na saúde do estado”.

— Não sou executivo, portanto não sou ordenador de despesas e, como legislativo, sigo fazendo minha parte, trazendo recursos para que Roraima se desenvolva. Que a justiça seja feita e que, se houver algum culpado, que seja punido nos rigores da lei – finalizou.

A operação que teve Chico Rodrigues como alvo foi deflagrada com autorização do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso para investigar desvios milionários em recursos de combate à pandemia destinados por meio de emendas parlamentares à Secretaria de Saúde de Roraima.

A informação sobre a apreensão foi antecipada pela revista “Crusoé” e confirmada pelo GLOBO. O senador é membro da Comissão Mista do Congresso Nacional que acompanha a execução de recursos relacionados ao combate ao coronavírus.

Farra dos Combustíveis

O flagrante com dinheiro na cueca não é a primeira irregularidade protagonizada por Chico Rodrigues. Em 2006, quando estava em seu quarto mandato como deputado federal, foi investigado pela corregedoria da Câmara por seus altos gastos com gasolina e, na época, admitiu que apresentava outros gastos como se fossem de combustível para receber ressarcimento, mas acabou absolvido.

O caso foi revelado pelo GLOBO com um levantamento que mostrou que, no ano anterior, Chico Rodrigues havia gastado R$ 174,1 mil (em valores da época) com gasolina, o quarto maior gasto entre deputados. Já nos três primeiros meses de 2006 ele foi o que mais gastou: R$ 60 mil.

— Certo não é, mas é maneira que tenho para justificar o gasto. Essa verba deveria ser incorporada ao salário, liberada para qualquer gasto ou suspensa. Do contrário, fica o deputado obrigado a andar com um contador do lado. O deputado é obrigado a fazer uma verdadeira alquimia, ginástica para conseguir ressarcimento. É culpa da Câmara… — admitiu ele na ocasião, em entrevista.

Na mesma entrevista, admitiu que não precisava do ressarcimento da Câmara, mas acrescentou que utilizaria mais, se tivesse direito:

— Sou empresário e não preciso desse dinheiro, mas o que é de direito, não enjeito um centavo. E se tivesse mais, eu utilizaria.

Após a publicação da reportagem, o então presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), enviou o caso para ser investigado pela Corregedoria da Câmara. Chico Rodrigues, entretanto, recuou e disse que só gastava o dinheiro com gasolina.

O Globo

Opinião dos leitores

  1. O coitado estava só tomando a dose de ozônio recomendada pelos médicos e aplicando no fundão.

    1. Bem q vc queria, verba de emenda parlamentar não tem nada a ver com o governo nem com o executivo, e verba destinada pelos parlamentares a suas bases, você sabe disso mas finge q não pra espalhar fake news

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Após pedido de Bolsonaro, senador Chico Rodrigues pede afastamento da vice-liderança do governo

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR) pediu afastamento do cargo de vice-líder do governo no Senado. A informação foi confirmada pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que responde pela liderança do governo na Casa. A saída do posto acontece após um pedido do presidente Jair Bolsonaro. O motivo é a repercussão negativa em torno da operação da

O líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), já havia adotado discurso parecido desde o início da manhã. Ele defendeu, ao Valor, que o melhor é que Chico Rodrigues deixe o cargo para que possa se dedicar a fazer sua defesa no inquérito aberto pela PF.

Mais cedo, Bolsonaro afirmou que a operação da PF é “fator de orgulho para o governo” e prova que não há proteção de ninguém nas investigações de corrupção. Bolsonaro falou sobre o assunto a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada. “Lamento o desvio de recurso, seria bom que não houvesse, porque, afinal de contas, quando você desvia dinheiro da saúde, inocentes morrem, então a operação de ontem é fator de orgulho para o meu governo”, disse. “Alguns acham que toda a corrupção tem haver com o governo. Não. Nós destinamos dezenas de bilhões de reais para estados e municípios, tem as emendas parlamentares também, e, de vez em quando, não é muito raro, a pessoa faz uma malversação desse da saúde, inocentes morrem, então a operação de ontem é fator de orgulho para o meu governo”, disse. “Alguns acham que toda a corrupção tem haver com o governo. Não. Nós destinamos dezenas de bilhões de reais para estados e municípios, tem as emendas parlamentares também, e, de vez em quando, não é muito raro, a pessoa faz uma malversação desse recurso”, completou.

Bolsonaro afirmou também que mais da metade das operações da PF ocorrem em parceria com Controladoria-Geral da União (CGU) e que o governo está combatendo a corrupção independente de quem esteja envolvido. Apesar de Rodrigues ser um de seus parlamentares mais próximos, o presidente disse que o caso não tem nada a ver com o governo.

“Vocês estão há quase dois anos sem ouvir falar em corrupção no meu governo. O meu governo são os ministros, as estatais, bancos oficiais”, argumentou. “Se um vereador faz algo de errado, eu não tenho nada a ver com isso. Ou melhor, eu tenho para ir para cima dele, com a Polícia Federal se for o caso, com o apoio da CGU, é isso que nós fazemos”. Aplaudido por apoiadores, o presidente posou para fotos após a declaração.

Com Valor

 

Opinião dos leitores

  1. Com o Mito é assim…roubou, leva voadora!!!!! Vai ser no primeiro turno!!! Quem defende liberdade pra é o PT e seus simpatizantes…Vai ser no 1o turno!!!!!kkkkkkkkkkk

  2. Já não foi suficiente o dinheiro escondido na cueca pela turma do PT, agora esse senador inovou, guardou a grana dentro da regada, essa turma não tem jeito mesmo. Cadeia muita é pouco pra esses felas

  3. Para tudo . Vou descer . O Babalu pediu para tirar o líder ? Mas é os meninos dele ? E a loja de chocolate ?? E a rachadinha ? E as compras em dinheiro vivo ? Aja voadora . Pelas caridade o negócio tá complicado . Vou tomar meu suco de laranja com chocolate ?. A boiada está ainda no pasto ? Olha o sol . Bota o gado no cocho . Arrocha feno nos novilhos . Aí Papai !

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *