INQUÉRITO “ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS”: Empresário e publicitário ligados ao partido que Bolsonaro pretende criar são alvos de operação da PF

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (16) uma ação com mandados de busca e apreensão contra o publicitário Sérgio Lima e o empresário Luís Felipe Belmonte. Os dois são ligados ao Aliança pelo Brasil, partido que o presidente Jair Bolsonaro pretende criar. O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), bolsonarista, também é alvo.

As buscas e apreensões foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), dentro do inquérito que investiga a realização de atos antidemocráticos. Moraes é o relator do caso.

Ao todo, são 21 mandados, e os alvos estão em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Santa Catarina.

O objetivo da ação desta terça, segundo os investigadores, é levantar provas sobre a organização dos atos e sobre quem os financia. Os atos atacaram e ameaçaram instituições como o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF), o que é inconstitucional.

Outro alvo da operação desta terça é Allan Santos, dono do canal da internet “Terça Livre”, também apoiador de Bolsonaro.

Alvos

Veja os alvos da operação desta terça confirmados até a última atualização desta reportagem:

Luís Felipe Belmonte, empresário e um dos organizadores do partido Aliança pelo Brasil

Sérgio Lima, publicitário do Aliança pelo Brasil

Daniel Silveira (PSL-RJ), deputado federal

Allan Santos, dono de canal na internet ligado a Bolsonaro

Alberto Silva, também tem canal bolsonarista

O que dizem os investigados

Em uma rede social, o deputado Daniel Silveira disse que foi alvo dos mandados porque está “incomodando algumas esferas do velho poder”.

Prisões na segunda-feira

Nesta segunda-feira (15), a extremista Sara Giromini foi presa em uma ação dentro do mesmo inquérito. Ela foi uma das coordenadoras de um acampamento de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios. O grupo admitiu que tinha armas no acampamento e fez atos de ameaças ao Congresso Nacional e ao STF.

Além de Sara, outras cinco pessoas foram presas na segunda.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Papa Jerry Moon disse:

    Aos cuidados de Zé de Nenen.

  2. Otário disse:

    Quem será que patrocina a torcida do Corinthians?
    Cabeça de ovo não vai querer saber?

  3. Damasceno disse:

    Todas as buscas foram solicitadas pelo PGR ARAS, o Min. Moraes apenas deferiu.

  4. Abreu disse:

    Justiça de um lado só

  5. Flávio A disse:

    Ou reage agora, senão é melhor entregar para Mourão de uma vez pois está desmoralizado.

‘É hora das marcas informarem, e não de venderem’, diz publicitário Washington Olivetto

O publicitário Washington Olivetto (Foto: Robson Fernandjes/Estadão)

Vivendo em Londres desde que deixou o dia a dia da WMcCann, em 2017, o publicitário não deixou de acompanhar de perto o comportamento das marcas. Nesse cenário de coronavírus, ele lembra que algumas companhias conseguiram agir rapidamente. Ele destaca o caso da Coca-Cola, que suspendeu rapidamente as campanhas relacionadas a produtos em todo o mundo. No Brasil, ele lembra ações de O Boticário, Ambev e Alpargatas, que agiram para tentar dar sua contribuição em um momento em que o mundo todo deve se unir para combater uma pandemia.

O publicitário também fez uma analogia entre a quarentena que estamos vivendo e os quase dois meses em que ficou confinado ao ser sequestrado, entre o fim de 2001 e o início de 2002, no Brasil. “Eu tenho me comportamento de maneira semelhante à que me comportei naqueles 53 dias. Estou me preocupando e tomando todas as precauções, mas sem medo. Porque o medo baixa a imunidade.”

Leia, a seguir, os principais trechos da entrevista de Olivetto ao Estadão:

Confinamento

“Tenho certa experiência em ficar confinado. Tenho me comportado de um jeito parecido com o que eu me comportei nos 53 dias do meu sequestro, entre 11 de dezembro de 2001 e 2 de fevereiro de 2002. Estou me preocupando e tomando todas as precauções, mas sem medo. Porque o medo baixa a imunidade.”

Posicionamento de marcas

“A Coca-Cola, por exemplo, já tomou a atitude de cancelar todas as campanhas de produtos. Vai investir todos os recursos em informação ou até em doação das verbas de publicidade para causas. Esse é o momento em que as empresas devem investir em informação e não em persuasão. É hora de informar, não de persuadir. Não é hora de vender.”

Solidariedade

“Eu vejo que essa onda de solidariedade chegou ao Brasil, com ações de empresas como Alpargatas, Ambev e Boticário. As empresas de telefonia vêm investindo em informação. E, com todas as críticas que temos às escravidões tecnológicas, não dá para imaginar hoje um mundo em que a gente não possa conversar com parentes ou amigos pelo WhatsApp.”

Ano perdido

“Sob o ponto de vista de negócio não há como esconder 2020 que será um ano perdido. Curiosamente, eu leio algumas coisas no sentido contrário – mas isso é tapar o sol com a falta de peneira, ou é gente se fazendo de Poliana. A verdade é a seguinte: a publicidade mundial que já ia mal. E no Brasil ia pior ainda, porque precisava se reinventar. Agora, ficou claro que vai ter de se ‘re-reinventar’.”

Ineditismo

“Comecei a trabalhar muito cedo, e essa crise é totalmente diferente do que eu já vivi. E eu já vivi todas as circunstâncias de euforia e crises que minha atividade ofereceu. Nunca tinha visto algo igual. Nem no trabalho nem na vida.”

Saúde x economia

“À distância, no Brasil, o que me assusta é que a saúde não pode ser transformada em um problema político. Não se pode culpar a saúde pelos problemas econômicos já existentes. Poucas vezes houve um momento em que se precisasse tanto de bom senso. De saber equalizar as coisas bem. Precisamos ter a formulação correta para resolver o problema.”

Algo de bom?

“Meus filhos têm me mostrado exemplos de renascimento da natureza, como em Veneza, na Itália. Os veículos de comunicação e os artistas estão se mostrando unidos e generosos. Na Itália, em meio à peste, as pessoas cantaram nas janelas. Acho que, de vez em quando, a natureza precisa nos dar uns sustos.”

Estadão

Publicitário Pedro Ratts fala no DED NORDESTE sobre construção de marcas num mundo digital

O publicitário Pedro Ratts fará uma palestra sobre a construção de marcas num mundo digital neste sábado (30), no evento DED Nordeste, um dos maiores eventos de marketing digital do país, que acontece durante todo o fim de semana no Centro de Convenções, em Natal, das 8 às 19 horas.

O publicitário, que tem 25 anos de experiência no mercado e já atendeu grandes marcas locais e nacionais, de diversos segmentos, vai falar sobre o que muda para as marcas depois da revolução digital. Segundo Ratts, “o brasileiro passa em média 9 horas por dia conectado nas redes, e isso de alguma forma impactou no trabalho de imagem das marcas” e ainda reforça que “o branding mudou completamente nos últimos dez anos”.

A palestra do publicitário Pedro Ratts vai ocorrer às 16 horas, no palco “Com Desconto” e é uma excelente oportunidade para profissionais de marketing e propaganda que lidam com marcas e para empresários que desejem se atualizar no assunto. Quem quiser se inscrever para esta e outras excelentes palestras do DED Nordeste basta acessar www.dednordeste.com.br e se inscrever. Restam poucos ingressos.

Publicitário potiguar nega que esteja entre os participante do BBB12

O blog conseguiu contato com o publicitário Kadu Severiano via telefone e ele negou a informação de que estaria entre os selecionados para participar do programa Big Brother Brasil 12.

De acordo com Kadu, as mensagens que estão circulando na internet nada mais são do que brincadeiras dos seus amigos, mais especificamente do também publicitário Pedro Barros.

“Isso é mentira. Tudo mentira. É brincadeira de Pedro. Não passa de boato”, contou por telefone.

O fato é que dos novos participantes do reality show da Rede Globo, dois já estão confinados em um hotel no Rio de Janeiro e os demais estão de malas prontas para entrar na casa mais vigiada do Brasil. Outro fato é que o vazamento da informação antecipada por parte dos participantes pode ocasionar na eliminação antes mesmo de se iniciar o programa por quebrar o sigilo exigido pela direção.

A lista oficial com os nomes dos participantes deve sair nesta quinta-feira (5), no site oficial do programa e nas vinhetas veiculadas durante o dia na própria emissora.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Zezinhopazbarreto disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

A multiplicação dos Fatores na terra de Poti. Mas seu Barãoooo!!!

Acompanho a blogosfera local há muitos anos. Durante esse período fui separando o joio do trigo. Aqueles que me informavam – e que eu acreditava – e aqueles que claramente tinham conteúdos tendenciosos. Entre os que eu acreditava e confiava na informação estava o blog do ilustre professor da UFRN, Ricardo Rosado, publicitário bem sucedido, com uma história de sucesso no ramo da propaganda e professor queridíssimo pelos companheiros e alunos da UFRN.

Sempre dizia pra mim mesmo: “Esse cara é punk”. Professor, publicitário, jornalista, profundo conhecedor… É para poucos. Tudo o que ele colocava no Fator RRH eu acreditava. Juro!

Após colocar o Blog do BG no ar, passei a entender um pouco desse mundo jornalístico, mesmo sem entender muito do assunto e ser ruim de português. Aí, já por dentro das coisas, comecei a pensar: “Como pode um blog cobrar tanta probidade? Cobrar tanto moralismo dos servidores públicos e de quem exerce papeis no Legislativo e até no Judiciário se ele tem anúncios públicos?”. Mas, tudo bem, o que importava era a credibilidade do dito cujo.

Na minha função de blogueiro, fui acompanhar os depoimentos da CEI dos Contratos, da Câmara Municipal de Natal. Para minha surpresa, está lá o nome da pessoa que eu achava o máximo, dizendo que ele tinha um contrato pelo qual recebia R$ 5 mil mensais para manter um anúncio da Prefeitura do Natal no Fator RRH.

Documentos que comprovam que o blog FatorRRH recebeu R$ 5 mil da PMN (Para vê-los maior copie a URL e cole no seu navegador)

Realmente, foi uma surpresa desagradável. Como posso fazer uma crítica à gestão da prefeita se recebo verbas publicitária da Prefeitura? De repente passei a entender tantas críticas iradas à CEI dos Contratos.

Como sou um homem de boa fé, achei que isso era normal. De repente uma pessoa pode ter um blog e mesmo recebendo recursos públicos pode ter uma opinião independente.

Não quero com isso dizer que quem recebe verba publicitária de órgãos públicos não tenha ética. Nada disso. Não estou fazendo mau juízo do rapaz. Nem de ninguém. Estou apenas infomando.

Resolvi pesquisar mais e vejam só o que eu encontrei:

Ricardo Rosado, além de comentarista da TV Ponta Negra e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, também é consultor de Comunicação e Publicidade da Fiern. Mais uma surpresa: como pode ele ser consultor de comunicação e publicidade e o blog ter vários anúncios da Fiern e outras entidades do Sistema S (Sebrae/Sesi/Senai)?

Expediente do Site da FIERN comprovando a consultoria em Comunicação e Marketing de Ricardo Rosado
Post no Blog FatoRRh com os anúncios da Fiern, Sesi, Senai, IEL e Sebrae

Quer dizer que ele mesmo autoriza os anúncios para o blog dele? Por intermédio da agência dele? Qual o critério? Acessos? Visibilidade? Estou curioso.

Mas, minha surpresa aumentou ainda mais. Conferindo o site da agência de propaganda dele, a FazPro (antiga Faz Propaganda, aliás deve estar em moda a mudança de nome) constato, de queixo caído, que a agência dele também atende a conta da Fiern.

Espelho no site da Agência FAZ mostrando os clientes Fiern, Sesi, Senai e IEL

Gente, quer dizer que ele é o consultor em comunicação e publicidade, autoriza o anúncio para o blog e a agência dele ainda atende a Fiern? Houve licitação? Quantos concorreram? Macacos me mordam! É dinheiro demais. Será que ele é sócio da Fiern?

Vamos recapitular: o blog, que não sei por qual critério, recebe verba publicitária de todo o Sistema S e da Fiern. A agência  do publicitário, blogueiro, consultor e professor de Jornalismo (será que ele ensina ética aos alunos do curso de Jornalismo da UFRN?) toma conta da verba publicitária da Fiern. Alguém pode me explicar essa situação? É ético, imoral ou engorda?

Com a palavra o presidente da Fiern, Amaro Sales.

Só para encerrar, fazendo uma pesquisa ainda mais minuciosa, eu descobri que o blogueiro e professor que também é ao mesmo tempo cliente, consultor e agência da Fiern , também é assessor do deputado Henrique Eduardo Alves. Com tanta isenção e depois de tantos fatores, eu encerro por aqui.

Será que é por isso que dizem que a ordem dos fatores não altera o produto. Tudo multiplicado, rende uma grana boa por mês. E a ética? A ética que vá às favas.

Mas, seu Barãoooooooooo?

 

 

 

 

 

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Elves Alves disse:

    Antes que meu silêncio me agrida: e quando a Assembleia Legislativa e a Câmara Municipal de Natal vão deixar de se configurar os maiores 'cabides de emprego' de jornalistas por metro quadrado do Rio Grande do Norte? E quando estas mesmas CMN e AL vão, afinal, promover o primeiro concurso público para preencher as vagas de jornalistas em suas respectivas TVs públicas? E quando o inoperante Sindjorn vai parir uma inédita e improvável "nota à opinião pública" assumindo sua máxima consciência culpada em silenciar ante tais absurdos?

  2. Elves Alves disse:

    Antes que eu me esqueça, sempre tive para mim que jornalismo é a profissão dos que não têm profissão. E qual seria, então, a profissão de talentos como Drummond, Millôr, Joel Silveira, Davi Nasser, Nelson Rodrigues, Armando Nogueira, Dorian Jorge Freire, Franklin Jorge, Edgar Barbosa…? Es-cri-to-res, num continente tropical que se exubera por seu analfabetismo, funcional ou absoluto. Gente culta e humanista, capaz de distinguir oxo de oxum, não se deixa derramar na vala putrefata das manjadas redações de imprensa. Eles têm, no mínimo, uma realidade paralela, muito mais digna de seus esforços.

  3. Nilson Moura Messias disse:

    Caro Bruno, descobri seu blog, por sugestão de um amigo. 
    Se você fizer esta pesquisa na mídia do Rio Grande do Norte, 98% dos blog, portais, fms, jornais, enfim, todos eles são financiados, subservientes, domesticados, sem ética, sem independência e sem imparcialidade.
    A mídia potiguar é um escândalo. 
    Bruno, sem blog ganhou mais um leitor/internauta.
    Feliz Natal.

  4. Convidado disse:

    Bruno, o mais curioso é que até agora estamos esperando o nobre blogueiro e colunista da Tv Ponta Negra, de propriedade da prefeita Micarla e por acaso, o maior crítico da CEI que investiga a gestao da mesma, se pronunciar sobre essa singular relação com a Fiern.
    Até agora nada.Ao invés disso, prefere atacar os que estão apenas cumprindo o seu papel. Parabéns, vc não precisa de diploma. Tem coragem e caráter, coisas que não se aprendem em sala de aula.

  5. JUSTIÇA CEGA, SURDA E MUDA!!! disse:

    Espantado!!!  Qtos 'justos e honestos' fecharam os olhos e abriram os bolsos pra se formar esse circo? 

  6. Karl Leite disse:

    Fato bastante lamentavel esse do Blog FATOR RRH. Jamais esperei que o RH recebesse $$$ da PMN. Lembrando o líder politico Dinarte Mariz, "todo politico tem seu preço"… nesse caso basta trocar politico por jornalista. Não é ´so o RH que recebe $$$ de órgãos publicos outras "raposas" seguem o mesmo caminho. E dificil ter uma mídia sem comprometimento.

  7. Marcos disse:

    É bom saber que você é só mais um canalha envergonhado trabalhano para interesses escusos. Você sabe que a canalhice quando é burra tem vida curta. Seja feliz lambendo o saco dos outros. Um pobre coitado como você não dura muito.

    • Anônimo disse:

      Calma Marcos(foi o nome que vc colocou), olhe a pressão, cuidado com o coração. Sua indignação não deveria está voltada para esse blogueiro. Mas como disse antes, se acalme, estamos apenas no 1º capitulo. UM FELIZ NATAL para vc.
      Sobre trabalhar para interesses escusos, vc deve entender bem mais do que eu. hehehe
      Sobre não dura muito é ameaça de morte?
      Vamos ter que rastrear seu IP né?

    • Marcos disse:

      Minha indignação (você sabe muito bem disso, mas os leitores engandos do seu blog não sabem) está voltada à sua manipulação da informação, escondendo o comentário onde eu pedia que você esclarecesse 4 pontos que tornariam a sua postagem jornalística. Como você preferiu ocultar o assunto, eu entendi qual é a sua função "jornalística". Quanto ao "durar pouco", não é ameaça de morte: é constatação de sua curta carreira "jornalística". Quando o seu patrão perder o poder, você vai sumir na lama da história junto com ele. Só isso. Feliz Natal pra você também.

    • Anônimo disse:

      Patrão? Meu patrão é o leitor, diferentemente de vc e dos seus. Vamos da tempo ao tempo e veremos que vai sumir e quem vai ficar. Afinal, o tempo se encarrega de tudo. Abraços marcos, ricardo, joão ou quem quer que seja. Entendeu né?

  8. Carlos-alencar disse:

    Caríssimo, a herança maldita da ditadura botou os meios de comunicação no colo dos políticos e tudo na mídia gira em torno de seus interesses. Nesta esteira, o mal se alastrou para blogosfera, que, não toda, está sendo paga dessa forma denunciada. Veja o assédio dos políticos nas redes sociais, quando não diretamente, o faz através do famoso (A). Quando a notícia lhe é favorável, aparece o político; sendo desfavorável, suge sua fantasia na máscara do (A).

  9. Luiz Carlos disse:

    BRINCADEIRA!!!
    Tem que ser investigado!!!
    Cadê o MP nessa hora???
    Quero ver a imparcialidade deste órgão. 
    Isso é uma denuncia pública, a qual obriga o MP a se manisfestar.
    Parabéns pelo blog tão responsável. Vc caminha para ser o mais acessado blog. O Fator RRH, esse mal olhava, agora então…

  10. Convidado disse:

    BG, tem como ver nessa lista quanto Jean Valério paga pelos anúncios na revista RN Econômico, que é dele mesmo? Assim, ele pede pra Prefeitura anunciar, ele autoriza a publicação, ele paga a revista e ele recebe, entendeu? Fácil, né?

    • Anônimo disse:

      O Secretário Jean Valerio informou na CEI que não tem nenhum trabalho dele que receba recursos da Prefeitura

    • Anonimo disse:

      Mas ele tem sim. O nome da revista é RN Negócios (e não RN Econômico, como informei antes) e ele passou para o nome da sua irmã.