Saúde

Atividade física regular diminui riscos de Covid grave, diz estudo; veja dicas importantes de tempo e nível de intensidade

Foto: CNN

Um histórico de atividade física consistente está fortemente associado a um risco reduzido de Covid-19 grave, de acordo com um novo estudo divulgado na terça-feira (13). O trabalho da organização sem fins lucrativos Kaiser Permanente, publicado no British Journal of Sports Medicine, analisou quase 50 mil adultos com Covid-19.

Os resultados mostraram que aqueles que atingiram a meta das diretrizes de atividade física do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos – de pelo menos 150 minutos por semana de atividade física moderada ou vigorosa – apresentaram incidências significativamente menores de hospitalização, admissão em UTI e morte devido à Covid-19.

As diretrizes, que são iguais às diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS), usadas por muitos países, são baseadas em pesquisas que dizem que a atividade física é capaz de aumentar a função imunológica, reduzir a inflamação sistêmica, aumentar a saúde pulmonar, e cardiovascular e melhorar a saúde mental.

Com todos os benefícios que o movimento regular traz, pode não ser tão surpreendente que a atividade física que atenda a essas diretrizes também reduza a gravidade dos sintomas de Covid-19.

Na verdade, o quadro agudo de Covid é apenas um dos muitos impactos negativos potenciais do comportamento sedentário, fator de risco conhecido para outras doenças, como cardiovasculares, obesidade, diabetes, derrame e alguns tipos de câncer.

Até o momento, os fatores de risco para Covid-19 grave, conforme identificados pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), incluem idade avançada, sexo masculino, e comorbidades subjacentes, como diabetes, obesidade e doenças cardiovasculares.

Muitos dos fatores de risco listados são difíceis – senão impossíveis – de mitigar, então é compreensível se sentir impotente diante de alguns deles. No entanto, os resultados deste novo estudo podem, sem dúvida, adicionar a inatividade ao topo da lista. Uma vez que o sedentarismo é um fator de risco modificável, você pode controlá-lo absolutamente!

Para atingir o limite de atividade física de 150 minutos ao longo de uma semana, você precisa se exercitar por um pouco menos de 22 minutos todos os dias. Para alguém que não faz exercícios regularmente, isso pode parecer um pouco difícil. Mas 22 minutos por dia não significa necessariamente se inscrever em uma nova academia, investir em uma esteira ou mudar completamente sua programação.

Com as estratégias certas, você pode atingir sua meta diária com pouquíssimas interrupções em seu estilo de vida, o que é importante para ser capaz de sustentar seu novo nível de atividade física.

Aprenda cinco estratégias práticas e sustentáveis para conseguir 22 minutos ativos por dia. Mas antes de iniciar qualquer novo programa de exercícios, consulte o seu médico. Pare imediatamente se sentir dor.

1. Faça caminhadas regulares

Como caminhar é acessível, é fácil desconsiderar essa atividade e seus benefícios. A realidade, porém, é que uma caminhada rápida é um dos exercícios que mais aumentam a saúde e queimam gordura.

Você provavelmente já anda pelo menos um pouco por dia. Talvez você vá até do carro até o escritório, por exemplo. Seria possível fazer uma caminhada de cinco ou dez minutos pela vizinhança antes de entrar no escritório?

Você tem um cachorro para levar para passear diariamente? Poderia adicionar tempo às suas caminhadas diárias com o cachorro?

Se você ainda não faz caminhadas regulares, há alguma atividade que gostaria de praticar com mais frequência e que pudesse emparelhar com sua caminhada, como falar ao telefone com um amigo ou familiar ou ouvir podcasts, livros de áudio ou música?

Ao combinar uma atividade que você gosta com sua caminhada, isso ficará mais agradável de fazer mais regularmente e de adicionar à programação diária.

2. Reserve pequenos intervalos para atividade

As diretrizes de atividade física não especificam se você precisa se exercitar em grandes períodos todos os dias. O importante é alcançar a meta de 150 minutos a cada semana. Você pode dividir suas atividades em qualquer horário que seja mais adaptável ao seu estilo de vida.

Para pessoas com rotina de trabalho mais sedentária, pode ser mais fácil fazer exercícios mais curtos. Ao dividir 22 minutos em blocos menores de tempo ao longo do dia, você ficará surpreso com a rapidez com que esse tempo irá passar.

E se você dividisse seus exercícios em seis sessões pequenas de quatro minutos? Aos 24 minutos, você teria dois minutos de sobra. Isso vale para oito sessões de apenas três minutos de exercício.

3. Exercite-se de maneira mais inteligente, não por mais tempo

Quando se trata de malhar, a crença padrão é que precisamos de pelo menos uma hora por dia. Um estudo de 2016, entre outros, levou muitas pessoas a acreditar que a meta de exercício diário ideal era de 60 a 75 minutos.

No entanto, pesquisas mais recentes descobriram que eles se baseavam em dados falhos, porque não levavam em conta que as pessoas não se lembram da intensidade real dos seus exercícios.

Malhar por 22 minutos por dia é mais do que suficiente para atingir o limite semanal de 150 minutos. Uma maneira eficaz e saudável de cumprir esse tempo é com uma rápida sessão de treinamento intervalado, que consiste em quatro rodadas de cinco exercícios feitos por um minuto cada.

Isso pode incluir exercícios de peso corporal, como flexões, agachamentos, pontes de quadril e polichinelos. Adicione alguns minutos de aquecimento e resfriamento, e você atingirá facilmente sua marca de 22 minutos.

4. Volte ao jogo

Você praticava algum esporte quando era criança? Quais eram suas atividades favoritas ao ar livre? Ao retornar às atividades lúdicas de sua juventude, você pode adicionar mais exercícios à sua vida de uma forma divertida e estimulante.

Se você jogava basquete na escola, poderia voltar a participar de uma liga para adultos ou encontrar um grupo que jogue regularmente? Talvez você tenha começado alguma arte marcial quando criança, mas nunca chegou à faixa preta. O que está prendendo você agora? Há alguma atividade recreativa que você e um amigo possam fazer juntos, como tênis, golfe ou ciclismo?

Ou talvez você tenha filhos que praticam esportes. Poderia se juntar a eles? Se eles forem menores, brincar de pega-pega ou amarelinha fará seu sangue circular, enquanto vocês desfrutam de bons momentos juntos.

5. Monitore a sua atividade

Você sabe realmente quanto exercício, de moderado a rigoroso, você faz todos os dias? Assim como as pessoas nos estudos que mencionei acima, que se lembraram erroneamente e subnotificaram sua atividade física, você pode estar escondendo seu nível de atividade.

Existem inúmeras opções de tecnologia para rastrear seu movimento. Você pode até estar usando uma dessas tecnologias agora. Até mesmo com os bons e velhos caneta e papel, quando rastreamos nossa atividade, não estamos apenas mantendo um registro mais preciso, estamos dando um passo a mais no compromisso com a atividade física.

A responsabilidade ajuda-nos a manter os objetivos. Um estudo recente, publicado no British Journal of Sports Medicine, descobriu que as pessoas caminham quase dois quilômetros por dia quando usam monitor de atividade em seu telefone ou no relógio. E os participantes da pesquisa que tinham rastreadores que forneciam instruções de exercícios fizeram ainda mais.

Independentemente de como você monitora seu condicionamento – com tecnologia vestível ou simplesmente mantendo um diário – o ato de registrar seu progresso ajudará a mantê-lo no caminho certo.

*Dana Santas, conhecida como “Mobility Maker”, é uma especialista certificada em força e condicionamento e treinadora mente-corpo em esportes profissionais, autora do livro ” Practical Solutions for Back Pain Relief”.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Quando o PR afirmou q seu histórico de atleta iria protegê-lo a imprensa se “esguelou”… – Não tem comprovação ciêntífica!!! Genoociiiiiidaa!!!! kkkkkkkkk

  2. Lendo a matéria e pensando sobre o estudo eu pergunto, por qual motivo algumas categorias de profissionais passam a frente, na fila de prioridade da vacina, daqueles que sofrem de alguma comorbidade? Política para agradar certas categorias?

  3. Ótima publicação BG. O conteúdo da CNN está excelente. Subscrevo como profissional da Educação Física (EF). Quem quiser melhorar ou personalizar um programa de exercícios deve procurar a orientação de um profissional da EF.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Prática de atividade física aumentou no Brasil em 2020, mostra pesquisa

Foto: Ilustrativa

A pandemia do novo coronavírus alterou os hábitos de praticantes de esporte no mundo inteiro.

Sem poder realizar treinos ao ar livre e na academia por um período, ou sem sentir-se seguro para isso, além de precisar lidar com os efeitos emocionais do isolamento, parte dos atletas teve sua rotina de exercícios virada de ponta cabeça.

Mas por mais que os hábitos tenham mudado, a comunidade esportiva conseguiu se adaptar à nova rotina, criar novos hábitos e se manter ativa em meio às restrições impostas pelo vírus. É o que mostra o Year in Sport, relatório anual divulgado nesta quarta-feira, 16, pelo Strava, plataforma online de registro de atividades físicas.

O Strava conta com uma comunidade esportiva com mais de 73 milhões de atletas no mundo — mais de 9,5 milhões só no Brasil.

Nos 12 meses avaliados – boa parte vividos em meio à pandemia –, a comunidade global realizou 21,5 milhões de atividades por semana e percorreu 17 bilhões de quilômetros, números muito acima das previsões iniciais.

No mesmo período, a plataforma recebeu dois milhões de novos integrantes, somando, ao todo, mais de 73 milhões de usuários.

No começo da pandemia no Brasil, em março, os registros no Strava caíram no início do mês, mas, mesmo após algumas restrições impostas pela pandemia, cresceram 5% acima do esperado.

Só no Brasil, em 2020, foram percorridos 133,1 milhões de km, comparados aos 98,4 milhões de km registrados em 2019. Os homens tiveram a maior distância média percorrida este ano: 5,9 km, contra 5,3 km das mulheres.

No ciclismo, com 1,2 bilhão de quilômetros percorridos no país, os homens tiveram uma distância média de 29,3 km, com e as mulheres, de 22,9 km.

Mulheres aumentaram mais a frequência de treinos

Globalmente, as mulheres jovens, com idade entre 18 e 29 anos aumentaram a frequência de atividades em 45,2%, quando comparadas ao ano passado, enquanto os homens cresceram 27,3%.

No Brasil, esse dado também tem as mulheres na frente, com um aumento de 43,8% de registros contra 30% a mais feito pelos homens na mesma faixa etária.

As brasileiras, em todas as faixas etárias, superaram ou se igualaram aos em relação ao número de atividades registradas na plataforma. Também houve crescimento no registro de atividades em todas as faixas de idade dos dois sexos, quando comparado 2019 e 2020.

Viva Bem – UOL

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Atividade física regular reduz em 34% o risco de internação por covid-19, conclui estudo brasileiro; saiba quantos minutos são necessários, do moderado ao intenso

Foto: Reprodução/Getty Images

Realizar 150 minutos semanais de atividade física de intensidade moderada ou 75 minutos de atividades intensas reduz o risco de internação hospitalar pela Covid-19 em 34,3%. A conclusão é de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) publicado recentemente na plataforma preprint MedRxiv.

A equipe, coordenada pelo pesquisador Marcelo Rodrigues, do InCor, avaliou questionários respondidos por 938 pessoas que tiveram Covid-19 e se recuperaram da doença. Destes, 91(9,7%) necessitaram de hospitalização. Os resultados mostraram que as pessoas que praticavam a quantidade recomendada de atividade física por semana, o equivalente a 150 minutos de exercício moderado ou 75 minutos de atividade física intensa, tinham um risco reduzido de hospitalização pela doença.

Além disso, aqueles que praticavam dois ou mais tipos de exercício, como andar de bicicleta e correr, tinham um benefício ainda maior: a redução no risco dessas pessoas foi de 46,2%. A associação permaneceu mesmo após serem contabilizados fatores como idade, sexo, IMC (índice de massa corporal) e doenças pré-existentes.

De acordo com o educador físico, Gustavo Cardozo, pesquisador da Uerj e diretor técnico-científico do Centro de Medicina do Exercício DECORDIS, a prática de 100 minutos de atividade física semanais já apresentou um efeito protetivo. “O estudo mostrou que fazer 20 minutos de exercício, cinco vezes por semana, protege das complicações da Covid-19 até mesmo em pessoas com doenças inflamatórias”, disse Cardozo.

A principal hipótese para esse efeito protetor da atividade física está associada à redução da ECA2, enzima utilizada pelo novo coronavírus para invadir as células. “O exercício físico reduz os receptores de ECA 2 e diminui ações inflamatórias no corpo, que também contribuem para as complicações da Covid-19”, explica Cardozo.

Veja

Opinião dos leitores

  1. Minha atividade é sexo, faço muito , sou incansável, imbroxável e infalível. Hoje tenho duas na fita, vou ter que escolher entre a loira e a morena, mas a que não der pra hoje amanhã será a da vez. Hô papai, o Véio aqui é danado. Vou já tomar meu tadalafil + long Jack, por que se der tempo pego as duas.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Setor de atividade física se prepara para reabertura no RN

Foto: Divulgação

As academias de musculação e estabelecimentos de atividade física que não fazem uso de ar-condicionado vão poder reabrir suas portas nesta semana no Rio Grande do Norte, depois de mais de três meses de fechamento do setor. A prefeitura de Natal fará a liberação da área amanhã, terça-feira dia 14 de julho, enquanto o Governo do Rio Grande do Norte prevê a reabertura do setor no restante do estado no dia seguinte, a quarta-feira dia 15 de julho. O Conselho Regional de Educação Física da 16ª Região acompanha o retorno das atividades e reforça a importância do cumprimento dos protocolos apresentados pelas autoridades. O Conselho também criou uma cartilha de orientação que foi disponibilizada na internet, no site www.cref16.org.br, trazendo os principais pontos que devem ser seguidos para garantir a segurança nesse retorno.

“São orientações desde a chegada das pessoas, que deve acontecer sem nenhum tipo de toque, até questões como distanciamento de pessoas, distância entre equipamento, demarcação de locais para exercícios, circulação de ar natural, reforço na higienização, duração de treinos e controle do número de pessoas, afim de garantir segurança para os usuários e também para todos os profissionais do setor”, explica o diretor executivo do CREF16/RN, Adriano França.

O QUE DIZ O PROTOCOLO

A Prefeitura de Natal e o Governo do Rio Grande do Norte utilizam como orientação técnica para a reabertura gradual da economia os protocolos organizados pela Federação do Comércio do RN, a Fecomércio, que contou com a participação de diversas entidades e comitês científicos na sua elaboração.

De acordo com o documento, academias, clubes, box de crossfit e demais estabelecimentos de atividade física que vão reabrir nesta semana devem utilizar ventilação natural- sem uso do ar-condicionado, observar a distância de 2 metros entre pessoas e a ocupação de 6,25m²,proibir a entrada e permanência de pessoas sem máscaras, oferecer água, sabão e álcool em gel 70% para higienização, liberar a utilização de bebedouros apenas para abastecimento de garrafas pessoais, ter aulas com no máximo 40 minutos, agendar os atendimentos, garantir o uso de equipamentos de proteção individual para funcionários e capacitar colaboradores sobre as novas regras.

As aulas coletivas poderão acontecer, desde que sejam respeitadas as determinações sobre distanciamento e ocupação. A mesma regra vale para a realização de treinos coletivos ou com o acompanhamento de personal trainer ao ar livre. Os demais estabelecimentos, que façam a utilização de sistema de ar-condicionado, só vão poder reabrir a partir do dia 5 de agosto.

Opinião dos leitores

  1. Não era nem pra ter sido fechadas.
    Era só controlar as entradas do pessoal , com hora marcada.
    Academias gera SAÚDE.
    As atividades físicas é uma unanimidade entre todos os médicos do mundo.
    Primeiríssima necessidade.

  2. Excelente, mais precisa que sejam fiscalizados os espaços antes da abertura.
    A higienização das academias em Natal deixa muito a desejar, algumas com apenas 01 servidor por turno para realizar a higienização.
    Sabemos que esse processo no protocolo deverá ser continuo com a utilização de cada equipamento por aluno.
    Eu particularmente continuarei me exercitando ao ar livre com os cuidados necessários e em casa. O momento ainda requer medidas de isolamento para a redução dos casos de transmissibilidade.
    Sabemos a importância da atividade física para a qualidade de vida e até mesmo o psicológico do individuo, porém, os alunos precisam que as academias propiciem o atendimento do protocolo estabelecido, bem como contribuírem para que tudo transcorra dentro do que foi estabelecido.
    Cada um será fiscal, devendo denunciar qquer medida que não esteja sendo observada e cumprida pelo estabelecimento,
    assim como colaborar com as medidas estabelecidas para os alunos.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Atividade física melhora a qualidade do esperma, mostra estudo

Foto: (Érika Lourenço/Superinteressante)

Se você precisava de um motivo para voltar à academia, aqui está: exercício faz bem até para os seus descendentes.

Um estudo feito na China analisou a qualidade do esperma de mais de 700 candidatos a doar sêmen. Foram examinados a concentração de espermatozoides por ejaculação, seu formato e mobilidade dentro do aparelho reprodutor feminino.

Junto das amostras, participantes faziam relatório de atividade física semanal. Valia de tudo, de exercícios mais intensos até tarefas domésticas simples. Os homens mais ativos apresentaram espermatozoides mais ágeis em comparação aos sedentários – o que obviamente melhora a taxa de fecundidade. A concentração e formato dos espermatozoides, no entanto, não mudaram.

Mas isso não significa que você deva se matar de malhar em prol dos seus gametas sexuais. Estudos anteriores também mostraram uma associação entre exercícios em demasia e a infertilidade.

Super Interessante

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Atividade física dentro do condomínio é caminho para quem busca praticidade, segurança e otimização do tempo

O novo ano chegou e, com ele, as cobranças e lista de resoluções feitas no fim de 2018. Para grande parte das pessoas, a prática de atividade física é um dos compromissos e que precisa ser conciliado com os afazeres do dia a dia. Nesse cenário, as modalidades para mente e corpo têm sido cada vez mais realizadas dentro dos condomínios e cresce a importância de locais com estruturas adequadas, tanto pela praticidade de já estar “em casa”, quanto pela questão da segurança, já que há quem não faça exercícios ao ar livre por medo da violência das ruas.

Em Natal, foi-se o tempo de apenas piscina e quadra poliesportiva como diferenciais de imóveis. Segundo o especialista em mercado imobiliário e Diretor Comercial da Habitax Urbanismo, Edson Borba, uma das principais tendências do setor nos âmbitos nacional e local é o desenvolvimento de atividades esportivas que estão em alta nas academias, como espaços para pilates ou yoga ao ar livre, por exemplo, dentro dos residenciais. A expectativa acompanha o maior interesse de brasileiros por atividade física. Segundo pesquisa do Ministério da Saúde, o tempo gasto com atividade física semanalmente cresceu 24,1%, de 2006 até o ano passado.

Alguns empreendimentos lançados no Rio Grande do Norte já estão atentos à essa realidade, como o Condomínio Reserva YBY Natureza, que tem pista de cooper de 2,2 km, trilha ecológica com 1,6 km, quadras de tênis, beach tênis e poliesportiva, estruturas que permitem a realização de diversas práticas – da yoga às artes marciais, passando pelo investimento em espaços de corrida, uma vez que de acordo com o mesmo estudo do MS, a quantidade de atletas corredores aumentou 194% no país.

Moisés Dantas, Diretor Executivo da Habitax Urbanismo, responsável pelo lançamento do YBY Natureza, lembra que além de oferecer as estruturas para atividades, o condomínio reserva montou o próprio Plano Diretor de Segurança para garantir que os moradores possam fazer seus exercícios sem preocupação. “A ideia do YBY é proporcionar mais qualidade de vida e as atividades físicas são um dos principais pontos. Os moradores vão poder viver, realizar atividades prazerosas dentro de casa e ao mesmo tempo em meio à natureza, sem perder tempo no trânsito e sem se preocupar com a violência”, explica Moisés.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Efeito de 30 ou 60 min de exercícios é o mesmo, diz estudo

Fazer  trinta minutos de exercícios diários são tão efetivos na redução de peso e de massa corporal quanto 60 minutos, segundo um estudo dinamarquês.

A  pesquisa realizada por especialistas da Universidade de Copenhague, acaba de ser publicada na revista científica American Journal of Physiology.

Durante 13 semanas, a equipe da Faculty of Medical and Health Sciences monitorou 60 homens obesos – porém saudáveis – que tentavam melhorar sua condição física.

Metade dos participantes seguiu um programa de uma hora de exercícios diários e a outra metade fez apenas meia hora de exercícios. Enquanto se exercitavam, os dois grupos usavam um medidor de batimentos cardíacos e um contador de calorias

Os exercícios tinham vigor suficiente para produzir suor. Os resultados do experimento surpreenderam a equipe dinamarquesa.

Em média, os participantes que fizeram 30 minutos de exercícios diários perderam 3,6 quilos em três meses. Os que fizeram uma hora de exercícios, no entanto, perderam apenas 2,7 quilos. Nos dois grupos, a perda de massa corporal foi a mesma – 4 quilos.

Segundo um dos pesquisadores, Mads Rosenkilde, os 30 minutos de exercícios ofereceram uma vantagem adicional: “Os participantes que fizeram 30 minutos de exercícios por dia queimaram mais calorias do que deveriam em relação ao programa de treinamento que criamos para eles”.

Em contrapartida, “observamos que fazer exercícios por uma hora em vez de meia hora não oferece perda adicional de peso ou gordura. Os homens que fizeram mais exercícios perderam pouco em relação à energia que queimaram correndo, andando de bicicleta ou remando”.

“Trinta minutos de exercícios concentrados dão resultados igualmente bons na balança”, concluiu.

A equipe sugeriu algumas possíveis explicações para os resultados. Segundo Rosenkilde, fazer 30 minutos de exercícios por dia é uma meta tão possível de ser alcançada que os participantes tinham vontade e energia para mais atividades físicas após sua sessão diária de exercícios.

Além disso, o grupo que passou 60 minutos se exercitando provavelmente comeu mais, portanto perdeu um pouco menos peso do que o esperado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Alameda criada há menos de três meses já sofre com descaso do poder público

Inaugurada oficialmente no dia 12 de janeiro, a Alameda Marilene Dantas, trecho da avenida Alexandrino de Alencar, devidamente sinalizado, iluminado e preparado para a prática de caminhadas e corridas, já está sofrendo com o descaso e descuido das autoridades públicas.

A Alameda funciona todos os dias a partir das 17h30 até as 6h30 em uma das vias com acesso exclusivo a pedestres, sempre com segurança de policiais militares e o controle de fiscais de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob). O problema é que verdadeiros esgotos já estão atrapalhando a prática dos exercícios e reduzindo o número de pessoas que utilizam o local para ter uma vida mais saudável.

A corredora Ana Paula Cortez procurou o blog para denunciar o caso. Ela foi fazer a caminhada de rotina por volta das 19h quando se deparou com uma poça de água suja e fétida. Ou seja? Esgoto mesmo. Ela relatou quem o mau cheiro é insuportável. Não bastando, em determinado ponto da alameda no sentido Hermes da Fonseca-Parque das Dunas ainda existe uma poça dessa “água”. Caminhar do lado dessa lagoa de esgoto já é um incômodo, mas lembremos que na via também trafegam veículos. Conclusão: Os carros e motos saem espalhando a podridão pra tudo que é lado, inclusive pra cima das pessoas que estão praticando atividades físicas. É um verdadeiro banho de m… .

O blog não conseguiu identificar quem seria o responsável pela solução do problema se a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) ou a Secretaria de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi). O fato é que a ausência de ações práticas por parte do poder público tem incomodado bastante.

A Alameda

A Alameda Marilene Dantas tem um quilômetro de extensão e foi criada através da Lei Nº205/2011, de autoria do vereador Assis Oliveira (PR)  Júlia Arruda(PSB) e Fernando Lucena(PT) funcionando todos os dias durante a noite e durante a madrugada. O nome do local foi escolhido em homenagem a teóloga e filósofa potiguar. Natural do município de Patu, Marilene Dantas formou-se em Teologia e  Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC). Ela trabalhou na Pastoral Universitária.

Opinião dos leitores

  1. Existe um outro local onde está se formando um verdadeiro lixão, fica por traz do estacionamento do chama e fogo. Um local em reforma retira suas metralhas e LIXO, MUITO LIXO  e está jogando no muro do estacionamento sem ser incomodado pela orgão responsável  urbana.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *