Acidente

FOTO: Ambulância que transportava paciente de 87 anos capota e três pessoas ficam gravemente feridas na BR-101, na Grande Natal

Foto: Redes Sociais

Três pessoas ficaram gravemente feridas na manhã desta segunda-feira(03), por volta das 8h20, após uma ambulância capotar na BR-101, no município de Extremoz, na Grande Natal. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o veículo de socorro médico vinha de Macau com destino ao Hospital Onofre Lopes com 5 ocupantes: o condutor, uma médica, um enfermeiro, uma paciente de 87 anos que ia fazer um cateterismo e a filha da idosa. Na ocasião, a ambulância teria sido fechada por um carro e acabou saindo da pista. Uma cratera na marginal teria colaborado para o capotamento.

Segundo informações preliminares, o enfermeiro, a paciente idosa e a filha dela ficaram feridos em estado grave e foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O acidente aconteceu por no KM 75.

Opinião dos leitores

  1. Lamentável o ocorrido, pode ter ocorrido a “trancada”,mas, se faz necessário a investigação pela PRF, aos condutores de ambulâncias, verificar se estão habilitados para condução de veículos de emergência, bem como, verificar lotação e condições em que pessoas são transportadas, pois, já tive a experiência de ser transportado em uma ambulância de uma Cidade do interior para Natal, sem ser preso a maca, mesmo questionando ao condutor, que disse que não precisava, outros pacientes foram transportados para clínicas em Natal, não usavam o cinto de segurança, e embora estivessem todos com estado de saúde estabilizada, o motorista se excedeu muito na velocidade. Na ocasião, ouvi o motorista se gabando para outro, que não andava com menos de 140 Km/h.
    NÃO ESTOU RELATANDO O MOTORISTA DESTE ACIDENTE!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Níveis de proteína específica no sangue podem prever covid grave

FOTO: PIXABAY

A medição dos níveis de uma proteína que exerce função importante na resposta inflamatória pode ser uma forma de identificar quais pacientes com covid-19 podem desenvolver formas graves da doença.

Um estudo publicado recentemente no Jornal Internacional de Doenças Infecciosas aponta que os níveis da proteína SAA (amilóide sérica A), sintetizada no fígado, pode aumentar até 1.000 vezes nas primeiras 48 horas de uma infecção.

Com dados de 19 estudos prévios envolvendo mais de 5.600 pacientes com covid-19, pesquisadores da Universidade de Sassari, na Itália, e da Universidade Flinders, na Austrália, constataram níveis elevados de SAA em pessoas que evoluíram para quadros graves.

Em contrapartida, aqueles que permaneceram com formas leves da doença tinham quantitativos baixos da proteína no organismo.

“Pacientes com formas graves da covid-19 têm inflamação excessiva, alterações na formação de coágulos e danos significativos em vários órgãos, particularmente o pulmão, o rim, o coração e o fígado”, explica o principal autor do estudo, o professor Arduino Mangoni, da Universidade Flinders.

No momento em que falta leitos de UTI para pacientes, os pesquisadores afirmam que “o uso de marcadores específicos para predizer a gravidade da doença facilitaria a identificação precoce de pacientes que necessitam de manejo e monitoramento agressivo e auxiliar no uso criterioso dos recursos de saúde”.

A coleta para análise dos níveis de SAA é feita por um simples exame de sangue.

R7

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Atividade física regular diminui riscos de Covid grave, diz estudo; veja dicas importantes de tempo e nível de intensidade

Foto: CNN

Um histórico de atividade física consistente está fortemente associado a um risco reduzido de Covid-19 grave, de acordo com um novo estudo divulgado na terça-feira (13). O trabalho da organização sem fins lucrativos Kaiser Permanente, publicado no British Journal of Sports Medicine, analisou quase 50 mil adultos com Covid-19.

Os resultados mostraram que aqueles que atingiram a meta das diretrizes de atividade física do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos – de pelo menos 150 minutos por semana de atividade física moderada ou vigorosa – apresentaram incidências significativamente menores de hospitalização, admissão em UTI e morte devido à Covid-19.

As diretrizes, que são iguais às diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS), usadas por muitos países, são baseadas em pesquisas que dizem que a atividade física é capaz de aumentar a função imunológica, reduzir a inflamação sistêmica, aumentar a saúde pulmonar, e cardiovascular e melhorar a saúde mental.

Com todos os benefícios que o movimento regular traz, pode não ser tão surpreendente que a atividade física que atenda a essas diretrizes também reduza a gravidade dos sintomas de Covid-19.

Na verdade, o quadro agudo de Covid é apenas um dos muitos impactos negativos potenciais do comportamento sedentário, fator de risco conhecido para outras doenças, como cardiovasculares, obesidade, diabetes, derrame e alguns tipos de câncer.

Até o momento, os fatores de risco para Covid-19 grave, conforme identificados pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), incluem idade avançada, sexo masculino, e comorbidades subjacentes, como diabetes, obesidade e doenças cardiovasculares.

Muitos dos fatores de risco listados são difíceis – senão impossíveis – de mitigar, então é compreensível se sentir impotente diante de alguns deles. No entanto, os resultados deste novo estudo podem, sem dúvida, adicionar a inatividade ao topo da lista. Uma vez que o sedentarismo é um fator de risco modificável, você pode controlá-lo absolutamente!

Para atingir o limite de atividade física de 150 minutos ao longo de uma semana, você precisa se exercitar por um pouco menos de 22 minutos todos os dias. Para alguém que não faz exercícios regularmente, isso pode parecer um pouco difícil. Mas 22 minutos por dia não significa necessariamente se inscrever em uma nova academia, investir em uma esteira ou mudar completamente sua programação.

Com as estratégias certas, você pode atingir sua meta diária com pouquíssimas interrupções em seu estilo de vida, o que é importante para ser capaz de sustentar seu novo nível de atividade física.

Aprenda cinco estratégias práticas e sustentáveis para conseguir 22 minutos ativos por dia. Mas antes de iniciar qualquer novo programa de exercícios, consulte o seu médico. Pare imediatamente se sentir dor.

1. Faça caminhadas regulares

Como caminhar é acessível, é fácil desconsiderar essa atividade e seus benefícios. A realidade, porém, é que uma caminhada rápida é um dos exercícios que mais aumentam a saúde e queimam gordura.

Você provavelmente já anda pelo menos um pouco por dia. Talvez você vá até do carro até o escritório, por exemplo. Seria possível fazer uma caminhada de cinco ou dez minutos pela vizinhança antes de entrar no escritório?

Você tem um cachorro para levar para passear diariamente? Poderia adicionar tempo às suas caminhadas diárias com o cachorro?

Se você ainda não faz caminhadas regulares, há alguma atividade que gostaria de praticar com mais frequência e que pudesse emparelhar com sua caminhada, como falar ao telefone com um amigo ou familiar ou ouvir podcasts, livros de áudio ou música?

Ao combinar uma atividade que você gosta com sua caminhada, isso ficará mais agradável de fazer mais regularmente e de adicionar à programação diária.

2. Reserve pequenos intervalos para atividade

As diretrizes de atividade física não especificam se você precisa se exercitar em grandes períodos todos os dias. O importante é alcançar a meta de 150 minutos a cada semana. Você pode dividir suas atividades em qualquer horário que seja mais adaptável ao seu estilo de vida.

Para pessoas com rotina de trabalho mais sedentária, pode ser mais fácil fazer exercícios mais curtos. Ao dividir 22 minutos em blocos menores de tempo ao longo do dia, você ficará surpreso com a rapidez com que esse tempo irá passar.

E se você dividisse seus exercícios em seis sessões pequenas de quatro minutos? Aos 24 minutos, você teria dois minutos de sobra. Isso vale para oito sessões de apenas três minutos de exercício.

3. Exercite-se de maneira mais inteligente, não por mais tempo

Quando se trata de malhar, a crença padrão é que precisamos de pelo menos uma hora por dia. Um estudo de 2016, entre outros, levou muitas pessoas a acreditar que a meta de exercício diário ideal era de 60 a 75 minutos.

No entanto, pesquisas mais recentes descobriram que eles se baseavam em dados falhos, porque não levavam em conta que as pessoas não se lembram da intensidade real dos seus exercícios.

Malhar por 22 minutos por dia é mais do que suficiente para atingir o limite semanal de 150 minutos. Uma maneira eficaz e saudável de cumprir esse tempo é com uma rápida sessão de treinamento intervalado, que consiste em quatro rodadas de cinco exercícios feitos por um minuto cada.

Isso pode incluir exercícios de peso corporal, como flexões, agachamentos, pontes de quadril e polichinelos. Adicione alguns minutos de aquecimento e resfriamento, e você atingirá facilmente sua marca de 22 minutos.

4. Volte ao jogo

Você praticava algum esporte quando era criança? Quais eram suas atividades favoritas ao ar livre? Ao retornar às atividades lúdicas de sua juventude, você pode adicionar mais exercícios à sua vida de uma forma divertida e estimulante.

Se você jogava basquete na escola, poderia voltar a participar de uma liga para adultos ou encontrar um grupo que jogue regularmente? Talvez você tenha começado alguma arte marcial quando criança, mas nunca chegou à faixa preta. O que está prendendo você agora? Há alguma atividade recreativa que você e um amigo possam fazer juntos, como tênis, golfe ou ciclismo?

Ou talvez você tenha filhos que praticam esportes. Poderia se juntar a eles? Se eles forem menores, brincar de pega-pega ou amarelinha fará seu sangue circular, enquanto vocês desfrutam de bons momentos juntos.

5. Monitore a sua atividade

Você sabe realmente quanto exercício, de moderado a rigoroso, você faz todos os dias? Assim como as pessoas nos estudos que mencionei acima, que se lembraram erroneamente e subnotificaram sua atividade física, você pode estar escondendo seu nível de atividade.

Existem inúmeras opções de tecnologia para rastrear seu movimento. Você pode até estar usando uma dessas tecnologias agora. Até mesmo com os bons e velhos caneta e papel, quando rastreamos nossa atividade, não estamos apenas mantendo um registro mais preciso, estamos dando um passo a mais no compromisso com a atividade física.

A responsabilidade ajuda-nos a manter os objetivos. Um estudo recente, publicado no British Journal of Sports Medicine, descobriu que as pessoas caminham quase dois quilômetros por dia quando usam monitor de atividade em seu telefone ou no relógio. E os participantes da pesquisa que tinham rastreadores que forneciam instruções de exercícios fizeram ainda mais.

Independentemente de como você monitora seu condicionamento – com tecnologia vestível ou simplesmente mantendo um diário – o ato de registrar seu progresso ajudará a mantê-lo no caminho certo.

*Dana Santas, conhecida como “Mobility Maker”, é uma especialista certificada em força e condicionamento e treinadora mente-corpo em esportes profissionais, autora do livro ” Practical Solutions for Back Pain Relief”.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Quando o PR afirmou q seu histórico de atleta iria protegê-lo a imprensa se “esguelou”… – Não tem comprovação ciêntífica!!! Genoociiiiiidaa!!!! kkkkkkkkk

  2. Lendo a matéria e pensando sobre o estudo eu pergunto, por qual motivo algumas categorias de profissionais passam a frente, na fila de prioridade da vacina, daqueles que sofrem de alguma comorbidade? Política para agradar certas categorias?

  3. Ótima publicação BG. O conteúdo da CNN está excelente. Subscrevo como profissional da Educação Física (EF). Quem quiser melhorar ou personalizar um programa de exercícios deve procurar a orientação de um profissional da EF.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acidente

MAIS UM ACIDENTE NA ESTRADA DA MORTE – (VÍDEO): Vítimas na BR-304, entre elas, uma criança, foram socorridas em estado grave

No início da tarde desta quinta-feira(14), um grave acidente, sem detalhes, foi registrado na BR-304, entre as cidades de Angicos e Fernando Pedroza, no interior do Rio Grande do Norte. De acordo com informações preliminares, o acidente deixou pelo quatro pessoas feridas, uma delas presas às ferragens. Na ocorrência, por milagre, um bebê que estava na cadeirinha saiu ileso.

Segundo testemunhas, uma criança de 09 anos foi socorrida em estado grave. A mulher presa às ferragens também foi encaminhada ao hospital.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Estudo da Fiocruz reforça que reinfecção por covid-19 é possível e pode ser grave

Coronavírus (Foto: Getty Images)

Casos assintomáticos e mesmo brandos de covid-19 não oferecem imunização contra a doença, segundo um novo estudo da Fiocruz divulgado nesta quarta-feira (23/12). Publicado na Social Science Research Network, o trabalho reforça a ideia de que a reinfecção pelo SarsCov2 é possível e pode resultar em um quadro grave da doença. Ou seja, a população está ainda mais vulnerável à pandemia do que se imaginava.

O principal autor do estudo, o virologista Thiago Moreno, disse que apressou ao máximo a divulgação dos resultados por uma questão de responsabilidade social.”Sinto como uma questão de responsabilidade social divulgar o quanto antes”, afirmou Moreno, lembrando que estamos às vésperas do período de festas e viagens de férias. “Se você já teve uma infecção assintomática ou branda, isso não significa que não vá ter de novo, nem que será branda novamente.”

O estudo foi feito no Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (CDTS/Fiocruz) a partir do sequenciamento de genótipos do novo coronavírus. O trabalho acompanhou semanalmente quatro indivíduos que não apresentaram nenhum sintoma desde o início da pandemia, em março. Foram feitos testes sorológicos e RT-PCR em todos os indivíduos acompanhados e todos testaram positivo, embora fossem assintomáticos.

No sequenciamento dos genomas, os pesquisadores confirmaram que uma pessoa contraiu o vírus associado à um genoma importado e outra apresentou uma estrutura viral associada ao genoma que já circulava pelo Rio de Janeiro.De acordo com Moreno, um dos voluntários procurou novamente o grupo de pesquisa no final de maio, alegando sinais e sintomas mais fortes de covid-19, como febre, e perda de paladar e olfato.”

Quando fizemos o RT-PCR mais uma vez, os quatro indivíduos testaram positivo. O que observamos foi uma reinfecção dentro do ambiente familiar”, explicou o pesquisador. “Contudo, a pessoa que apresentou em março o genótipo associado a casos importados agora estava infectada por uma outra cepa. O outro indivíduo, que tinha sido infectado com o genótipo que circulava no Rio continuava com o mesmo genótipo, mas ele já tinha algumas mutações acumuladas, o que permitiu a interpretação de que era uma reinfecção e não uma persistência da infecção.”

Para o virologista, o trabalho reforçou a noção de que a reinfecção é possível – algo comum entre os vírus respiratórios. Segundo ele, a primeira exposição ao vírus não garantiu uma memória imunológica do organismo.”Pessoas com casos assintomáticos ou muito brandos, se forem reexpostas ao vírus, poderão ter novamente uma infecção”, disse. “Desta vez, pode ser uma infecção mais severa do que a primeira, como demonstrado na pesquisa.”

Quando o organismo é invadido por algum microorganismo estranho, ele, inicialmente, lança uma resposta genérica para combater o invasor. Por não ser específica, essa resposta não gera uma memória da invasão, embora consiga derrotar as formas mais brandas da infecção. Nesses casos, não há imunização.Nas formas mais graves e mais longas da doença é diferente.

Há a formação de uma resposta adaptativa específica para combater aquele invasor. Essa resposta é que forma a imunização.Um outro problema, segundo Moreno, é que em alguns casos pode até acontecer uma imunização, mas que não é duradoura – é o que ocorre no caso do vírus influenza, por exemplo. “Os dois mecanismos podem estar acontecendo em paralelo”, explicou.

Época, com Estadão

Opinião dos leitores

  1. O vírus selvagem não confere imunidades e as vacinas sim. O vírus tem alta letalidade mas 80% das infecções são assintomáticas. Quanto tempo ainda teremos que ouvir tanta picaretagem travestida de ciência?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Covid-19: obesidade é fator de risco tão grave quanto ser idoso, descobrem cientistas brasileiros

Foto: Alissa Eckert, Dan Higgins/CDC

A obesidade é um fator de risco para o agravamento da Covid-19 e morte pela doença tão importante quanto ser idoso (entenda por quê). Cientistas brasileiros descobriram que os obesos correm perigo elevado, não importando idade, sexo, etnia ou comorbidades, como hipertensão, doença cardíaca, pulmonar ou diabetes.

Pessoas com sobrepeso também têm risco aumentado, pois este cresce junto com os quilos na balança. Indivíduos acima do peso, mas que não chegam a ser obesos, já têm algum grau de inflamação e podem apresentar deficiências imunológicas, afirma Silvia Sales-Peres, professora da Universidade de São Paulo (USP) em Bauru e coordenadora de uma revisão sistemática sobre o impacto da obesidade sobre a Covid-19.

— Vimos que mesmo em pessoas sem nenhuma outra doença além da própria obesidade, o risco de Covid-19 grave é significativamente maior, inclusive nos jovens. Isso é gravíssimo para o Brasil, no qual a maior parte da população está acima do peso — enfatiza Sales-Peres.

Em abril, médicos já haviam observado uma relação evidente entre a obesidade e a Covid-19 grave. Mas se pensava que isso ocorria porque a obesidade quase sempre está acompanhada de comorbidades. O que o estudo da USP mostra é que somente ser obeso já eleva muito o risco da Covid-19.

Pessoas obesas e aquelas com sobrepeso enfrentam o coronavírus em desvantagem a partir do momento em que são infectadas. E nelas a doença também progride mais depressa para um quadro grave, salienta Sales-Peres.

Apoiado pela Fapesp, o estudo do grupo dela foi publicado na revista Obesity Research & Clinical Practice e analisou dados de nove pesquisas com 6.577 pacientes infectados pelo SARS-CoV-2 em China, França, Espanha, Itália e Estados Unidos. O estudo mostrou que 9,4% dos obesos internados em UTI morreram.

Uma outra pesquisa internacional, publicada na Obesity Reviews com dados de 399.000 pacientes no mundo, mostrou que pessoas obesas com coronavirus têm 113% mais chance de precisar de internação do que aquelas com peso normal. O risco de internação em UTI é 74% maior e o de morte, 48% superior.

A notícia é particularmente preocupante para o combate da pandemia em países como o Brasil em que 55% da população têm sobrepeso e outros 19,2% são obesos, de acordo com a última pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde, com dados de 2018.

Uma série de mecanismos de defesa e de inflamação são desregulados nos obesos e, em menor escala, nas pessoas com sobrepeso. Um dos mais importantes é que por terem mais receptores chamados ECA-2, usados pelo coronavírus para invadir as células, essas pessoas têm maior carga viral.

Além disso, o Sars-CoV-2 se multiplica no tecido adiposo e faz dele um reservatório. O coronavírus não apenas ataca com mais intensidade quanto permanece por mais tempo, explica Sales-Peres.

Tempestade perfeita

Especialista em obesidade, Lício Velloso, professor titular do Departamento de Clínica Médica da Unicamp, salienta que no obeso o corpo está em desequilíbrio permanente. Por isso, é muito mais vulnerável ao coronavírus.

O obeso tem menos defesas contra vírus porque sua imunidade é mais fraca. E também é mais propenso a quadros inflamatórios graves porque já sofre de inflamação crônica. Para piorar, o coronavírus se multiplica e se esconde na gordura. Como se não bastasse, o excesso de tecido adiposo prejudica o funcionamento dos pulmões. Ele é vítima de uma tempestade perfeita.

— A obesidade é por si só uma doença crônica e muito perigosa. Não se trata de falta de força de vontade. É uma doença e deve ser encarada como tal. Isso é fundamental inclusive para combater o estigma — ressalta.

A mesma opinião tem o presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, Rodrigo Moreira. Ele lembra que já se sabia que os obesos são mais vulneráveis a sofrer o agravamento de outras infecções virais, como a influenza. E acrescenta que há estudos mostrando que neles a vacina contra a gripe é menos eficiente.

Sales-Peres diz que ainda é cedo para saber se o mesmo ocorreria com as vacinas em desenvolvimento contra a Covid-19.

Pessoas com índice de massa corporal (IMC) acima de 25 são consideradas com sobrepeso, e com mais 30, obesas. O IMC é calculado dividindo o peso pela altura ao quadrado.

Os especialistas são unânimes em destacar a necessidade de políticas públicas para o controle da obesidade, um problema grave antes da pandemia. E esta só piorou as coisas, pois reduziu a mobilidade e a atividade física, o que pode ter levado muita gente a engordar.

No Brasil não existem ainda avaliações disso. Mas na França houve um aumento médio de três quilos por habitante nos primeiros seis meses de pandemia

— A obesidade também é uma pandemia. É uma doença crônica e grave, associada não só a pandemia de coronavírus, mas às principais causas de morte no Brasil e no mundo, as doenças cardíacas e o câncer. Ninguém é obeso porque quer — salienta Moreira.

Ele espera que vá adiante a proposta de rotular alimentos que contém mais açúcar, gordura e sódio. Ela está em análise na Anvisa.

— A população deve ser claramente informada que está consumindo um alimento que vai engordá-la — diz Moreira.

Entenda porque pessoas acima do peso tem mais risco de desenvolver Covid-19 grave

1. A obesidade é por si só uma inflamação crônica de baixo grau, associada ao aumento excessivo das células adiposas. A tempestade de citocinas deflagrada pelo coronavírus, que agrava a Covid-19, seria intensificada nos obesos porque a resposta inflamatória deles já é desequilibrada.

2. Estudos mostraram que pessoas acima do peso, em especial as obesas, têm mais receptores de ECA2,a porta de entrada do Sars-CoV-2 nas células. Isso significa que entram mais vírus nos obesos. A carga viral deles é maior. Esse fator é considerado importantíssimo para o agravamento da Covid-19.

3. Os obesos costumam ser pré-diabéticos ou diabéticos. Eles têm glicose elevada e ela, quando em excesso, prejudica o sistema imunológico. Isso acontece porque a glicose alta afeta os macrófagos. Estes são células da primeira linha de defesa contra vírus, a chamada resposta inata. Os macrógafos fagocitam (engolem) e eliminam o vírus. Também são eles que “apresentam” pedaços do vírus aos linfócitos para que estes possam produzir anticorpos. O excesso de peso, assim, enfraquece as defesas inatas.

4. Os obesos produzem menos interferon. Estes são proteínas também importantes para a resposta inata do organismo ao ataque de vírus. Os interferons tentam bloquear a multiplicação de vírus.

5. O Sars-CoV-2 se multiplica nas células adiposas, de gordura. Se acredita que elas sejam um reservatório “secreto” do vírus.

6. Os obesos têm pior função respiratória. O tecido adiposo comprime o diafragma e não deixa os pulmões funcionarem direito.

O Globo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Pandemia ainda é grave no Brasil, apesar de sinais de estabilização, diz OMS

Foto: Pilar Olivares/Reuters

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou, nesta quarta-feira (17), que a situação da pandemia de Covid-19 no Brasil ainda é grave, apesar de haver sinais de estabilização.

“A epidemia ainda é bastante grave no Brasil. Os profissionais de saúde, como dissemos antes, estão trabalhando extremamente e sob pressão para lidar com o número de casos que assistem diariamente”, disse Michael Ryan, diretor de emergências da OMS.

“Mas certamente o aumento não é tão exponencial como era anteriormente. Existem alguns sinais de que a situação está se estabilizando”, afirmou o diretor de emergências.

O Brasil registrou os números mais altos de mortes diárias em 11 dos primeiros 16 dias de junho, segundo dados reporrtados à OMS. A quantidade diária, entretanto, está em queda desde o dia 12 (veja gráfico).

Ainda assim, o país tem o segundo maior número de mortes por Covid-19 no mundo: eram mais de 45,5 mil às 13h desta quarta-feira, conforme levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa do qual o G1 faz parte.

O número de vitimas fica atrás apenas das registradas nos Estados Unidos, que têm mais de 117 mil mortes, conforme monitoramento feito pela universidade americana Johns Hopkins.

Alerta para ressurgimento

O diretor de emergências alertou que o número de casos pode voltar a crescer no Brasil:

“Mas já vimos isso antes em epidemias em outros países. Você pode ver um sinal de estabilização em um dia ou dois e depois pode decolar novamente. Então, o que eu diria é que é um momento de extrema cautela no Brasil”, disse Ryan.

“Acho que, na perspectiva do Brasil, é realmente um momento para focar em saúde pública e medidas sociais, em apoiar comunidades que acham as medidas difíceis de sustentar e também têm um impacto maior em termos de saúde, para garantir que o sistema hospitalar continue funcionando”, avaliou Ryan.

Na terça-feira (16), o diretor-assistente da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Jarbas Barbosa, lembrou que populações pobres precisam de garantias sociais para conseguir cumprir as medidas de distanciamento.

“Se não há ações de proteção social, medidas econômicas capazes de proporcionar que as populações pobres da América Latina possam aderir às políticas de distanciamento social, fica muito difícil. São pessoas que têm que sair quase todos os dias para comprar comida porque não têm geladeira em casa, que têm emprego informal, que não têm nenhum tipo de proteção”, ponderou Barbosa.

Com G1

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Quadro de Bolsonaro é grave

Neste momento, Jair Bolsonaro continua hipotenso. O seu quadro é instável, muito grave, o sangramento abdominal continua. Vários cirurgiões e três anestesistas o atendem.

O Antagonista

Opinião dos leitores

  1. O medo faz pessoas fazerem coisas insanas. ……..mais o medo por parte de organizações criminosas (a verdadeira Casa Grande) usa o ( verdadeiro Negro da Casa) para execução de seus crimes……….e coitado dessa enorme massa de manobra. … que só serve de bucha. ……..

  2. Pelo amor de Deus meu povo independente de partido político ele é um ser humano, uma coisa dessa não se deseja pra ninguém, não vote nele mais reze pela sua saúde.

  3. Nada de sangue…tá bem parecido com o míssel (bolinha de papel) que atingiu a careca do Serra naquela eleição…
    É isso, quem prega ódio e violência não pode reclamar…

  4. É impressionante como essa esquerda só consegue enxergar o próprio umbigo.
    Será que a PF necessita inventar?

  5. não precisa ter sangue pra fora… existe uma coisa chamada hemorragia interna no mundo. se vc quer ver sangue assiste UFC na globo

  6. Realmente, nem na faça é muito menos nele, mas esta colhendo o que plantou, é triste, não devemos de forma nem uma incentivar a violência, pois em algum momento ele chega em você.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social

Chico Anysio está em estado grave respirando por equipamentos

É grave o estado de saúde de Chico Anysio, de acordo com boletim médico divulgado na manhã deste sábado pelo Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. O humorista está internado desde o dia 22 de dezembro, quando foi diagnosticado com pneumonia.

Chico Anysio é tratado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do hospital. Segundo o médico Luiz Alfredo Lamy, o quadro inspira cuidados. O comediante respira com ajuda de aparelhos e sua pressão arterial é mantida com medicamentos. Anysio também faz uso de antibióticos.

O processo para retirada dos aparelhos para respirar foi suspenso ontem, quando o quadro de saúde de Chico Anysio piorou. Ele chegou a respirar sozinho em alguns momentos do dia, após uma cirurgia na região do pescoço para ajudar em sua reabilitação respiratória.

Desde dezembro, o estado clínico de Chico Anysio tem sofrido diversas alterações, após o agravamento de uma hemorragia no sistema digestivo.  No ano passado, o ator de 80 anos chegou a passar três meses internado com problemas cardiorrespiratórios.

Fonte: Estadão

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Grave acidente congestiona trânsito na BR-101

Um grave acidente foi registrado agora há pouco na BR-101, nas imediações do canteiro de obras da Arena das Dunas.

As primeiras informações dão conta que ninguém morreu, apenas feridos foram recolhidos no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). De acordo com a twitteira @LeinhaMendonca_, o motorista do caminhão se encontra preso às ferragens e o Corpo de Bombeiros enfrenta dificuldades para retirá-lo com vida.

As placas de sinalização de trânsito foram derrubadas após um caminhão que transportava uma baia de metralha bater na base de metal. Um Classic prata que também estava envolvido com o acidente terminou se chocando contra a na traseira do caminhão.

O acidente está deixando um trânsito quilométrico neste momento. A retenção para quem está se dirigindo no sentido Natal-Parnamirim já chega nas proximidades do shopping Midway Mall. Já para quem está no sentido inverso, o engarrafamento está chegando próximo ao Viaduto de Ponta Negra.

Confira as primeiras imagens do acidente feitas pelo advogado Guilherme Garcia, por celular.

Crédito: Guilherme Garcia
Crédito: Guilherme Garcia
Crédito: Guilherme Garcia
Crédito: Rodrigo Véras
Crédito: Silvanna Dantas / Via Certa Natal
Crédito: Silvanna Dantas / Via Certa Natal
Crédito: Jerônymo Siqueira

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Acidente grave na BR-226 deixa três mortos e dois ferido no interior do RN

Por Algusto Queiróz

Por volta das 5h20min da manhã deste sábado 03 de Dezembro um acidente automobilístico (capotamento) deixou três vítimas fatais e uma gravemente ferida, o veículo Corssa Classic de cor branca, Placas NPT-9578 – Santa Rita-PB com seis ocupantes, viajava no sentido Almino Afonso-RN – Frutuoso Gomes.

Jean GarotinhoO acidente ocorreu na madrugada deste sábado (3).

No Corsa viajavam seis pessoas, além do motorista Alexandre Pires de oliveira, filho de Alemão da cidade de Alexandria-RN que se evadiu do local, e mais cinco, tendo falecidos no local, Odilene Gomes de Souza (Leninha) 26 anos, namorada do condutor do veículo, residente do Sítio Maniçoba também de Alexandria e Járisson Tavares Gomes (Lugaluga), 20, natural de Mossoró, residente na Rua Eulália Alves, Conj. Maroca Carlos (IPE) em Almino Afonso, Maria Aparecida Carlos da Silva, 14, natural de Almino Afonso, residente no Bairro Manoel Nascimento, tendo esta sido socorrida para o Hospital Municipal de Frutuoso Gomes, que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito logo em seguida. Já José Gomes da Silva (Dedé de Tição), 23, natural de Almino Afonso e Francisca Maria da Conceição, 27, natural de Alexandria, sofreram escoriações, receberam atendimento médico também no Hospital Municipal de Frutuoso Gomes e foram liberados em seguida.

* Fonte: Rádio Educativa FM

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Finanças

Procurador-geral admite que a situação financeira de Natal é Gravíssima

Tribuna do Norte

O procurador-geral do município, Bruno Macedo, revelou ontem que o descumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta que tinha por fim a regularização dos repasses do decêndio da Educação foi motivado por uma carência financeira tamanha, que poderia inviabilizar o pagamento da folha de pessoal. “O secretário Antônio Luna [Sempla] nos informou que ou quitávamos os valores do decêndio ou pagávamos os servidores”, afirmou o procurador.

Elpídio JúniorBruno Macedo informou ao MP sobre dificuldades financeiras

Ele destacou que foi previamente avisado pela promotora Zenilde Alves sobre a Ação Civil Pública interposta ontem. O procurador visitou a representante do Ministério Pública na terça-feira passada ocasião em que detalhou a situação limítrofe das finanças municipais. “O que a gente tem que fazer é reunir esforços para ver o pagamento. Essa questão toda reside em problemas financeiros e orçamentários que precisam ser solucionados”, disse ele. Bruno Macedo assinalou que a Prefeitura precisa elaborar um planejamento seguro e viabilizar os decêndios. “Não temos como fazer uma fórmula pronta, mas precisamos sentar e resolver”, pontuou o procurador.

Somente nos últimos dois meses a Prefeitura de Natal recebeu R$ 18,6 milhões oriundos de transferências constitucionais da União que repassa recursos do Fundo de Manutenção da Educação Básica e Valorização Profissional (Fundeb). Esses montantes são de uso exclusivo da Secretaria de Educação, mas se constituem insuficientes para atender a demanda da pasta. Por isso, o município tem remanejado verbas da conta única para suprir as deficiências, sobretudo as advindas do decêndio.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Acidente Grave com ônibus na Serra do Doutor

Junior Santos/Tribuna

Um ônibus de placa MZG 0457- Campo Redondo perdeu a direção, atingiu um Palio preto (placa MXT 6265- Natal) e caiu num barranco próximo ao quilômetro 144 da BR 226. O ônibus transportava 12 pessoas, além do cobrador.

O motorista Grimaldi Medeiros, 50, morreu no local. O cobrador, identificado apenas como Assis de Zé Zuza, ficou preso nas ferragens e perdeu o braço.  Os passageiros e o motorista do palio, que também caiu no barranco, foram levados para os municípios vizinhos.

Segundo populares, o ônibus seguia em direção a feira de Currais Novos, percurso realizado todas as segundas-feiras. O acidente ocorreu por volta das 6h30 e atraiu dezenas de curiosos.

Segundo populares, a barra da direção do ônibus quebrou e fez o motorista perder o controle, atingir o outro veículo e cair no barranco.

Francisco Dantas da Silva lembra que falou com o cunhado minutos antes do acidente. “Estava indo para o meu comércio. Grimaldi passou por mim, buzinou e disse: ‘Ô cunhado bom’. Quando cheguei ao comércio, me disseram que o ônibus dele tinha virado e que ele estava ferido”.

“A minha irmã – mulher do motorista – não sabe que ele morreu. Sabe apenas que o ônibus virou”, afirmou Francisco.  A família ainda não sabe onde velará e sepultará o motorista. Natural de Campo Redondo,

Grimaldi era casado e deixa dois filhos, uma de 15 anos e um de 12 anos. Ele era dono de uma pequena frota de ônibus. A Polícia Rodoviária Federal chegou minutos depois e aguardava os peritos do ITEP.

Informações da Tribuna do Norte

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Ambulância bate em árvore e mata pacientes que voltavam do hospital:

Esse acidente é típico daqueles que perguntamos porque Deus permite uma coisa dessas?  Segue reportagem da Agência Estado

Um acidente com uma ambulância causou a morte de oito pessoas, na noite de hoje, no km 126 da rodovia Raposo Tavares, em Araçoiaba da Serra, região de Sorocaba. Todas as vítimas, entre elas uma criança de dois anos de idade, eram pacientes que retornavam do atendimento em hospitais de São Paulo e Sorocaba. A ambulância pertencia à Secretaria de Saúde do Estado e era usada na rede de saúde de Sarapuí, cidade da região.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Estadual, o veículo, um Fiat Doblô, saiu da pista e se chocou contra uma árvore. No local, a rodovia tem pista simples e tráfego intenso. Seis passageiros da ambulância morreram na hora, outros dois foram levados em estado grave para o Hospital Regional de Sorocaba, mas não resistiram. De acordo com a Polícia, o veículo tinha capacidade para transportar apenas cinco pessoas. As causas do acidente serão apuradas em inquérito policial.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Acidente grave em Frente à Cidade Satélite deixe um morto. Vejam fotos

Mais um grave acidente foi registrado na madrugada deste domingo (28), por volta das 2h30, na BR101, próximo à entrada de Cidade Satélite. Dois veículos colidiram e um agente funerário acabou morrendo.

De acordo com a polícia, o veículo Corola, de placas NNM-1573, vinha no sentido Parnamirim/Natal, mas atravessou o canteiro e colidiu frontalmente com uma Montana, de placas MOH-0875, que pertence a uma funerária.

Este último veículo era conduzido por José Nilson Xavier. O agente funerário fazia o transporte de um corpo para o município de São José do Campestre. Ele não resistiu a gravidade do acidente e acabou morrendo.

No corola vinha um jovem de 27 anos  com duas mulheres, que não foram identificadas. Após o acidente, ele foi detido e conduzido para a Delegacia de Plantão da Zona Sul, onde será autuado.

Na manhã deste domingo, o Portal BO esteve no local e foi informado pelos policiais que o motorista do Corolla apresentava sinais de embriaguez. A colisão foi tão forte que arrancou o motor do veículo. Os passageiros do Corolla saíram sem nenhum ferimento, tendo em vista que o carro era equipado com airbags.

Foto Natal Tuning

Vejam as fotos:

Foto Thyago Macedo

Foto Natal Tuning

Opinião dos leitores

  1. É uma pouca vergonha a lei desse país,com certeza esse individuo pagou uma fiança e foi liberado.Pois neste Brasil mais vale o dinheiro do que uma vida.A justiça tem q ser feita com justiça não com o pagamento de uma fiança.Dinheiro nenhum paga o valor de uma vida.Que Deus conforte os coraçoes dos familiares deste homem.

  2. Está impossível andar de carro em qualquer lugar do Brasil, mais o pior não é isso: O pior é que qualquer débil mental acha que por ter um carro potente ou "do ano" pode tudo. Fila dupla; ultrapassagem pelo acostamento; Velocidade acima do limite, etc,etc. Mais o pior de todos os males: A EMBRIAGUEZ NO VOLANTE. Aí pergunto: pra quê as leis, se eu posso correr esse risco e depois pagar um valor em dinheiro e nada mais é cobrado de mim. O Problema desse país, como um todo, é a IMPUNIDADE. Chega de tanta corrupção, violência e dor.

  3. "SAIU DE CASA PARA MATAR SIM"!
    Apossou-se de uma arma sem permissão 'COROLLA DO TIO', sem porte 'HABILITAÇÃO', e a maior prova do crime é a cápsula da arma ' LATINHA DE CERVEJA' ingerida por este rapaz! que por sinal não sofreu absolutamente nada, MATOU "a queima roupa"!
    Não consigo esconder minha indignação!
    Solidariedade aos parentes e amigos!

  4. Corola?
    No mínimo filhinho de papai, família de classe A, ESTE ESTÁ IMPUNE! enquanto isso, cidadãos de bem pagam com a própria vida a irresponsabilidade e imprudência deste tipo de ser que no mínimo jamais deveria ser chamado de ser humano!

  5. Como pode uma pessoa ser tão rude ao ponto de vir aqui e comentar desta maneira um caso desse. O próprio sobrenome diz tudo.
    Imprudência existe sim, mas vamos falar que os maiores culpados são certas pessoas que acabam pondo em risco a vida de outras, e as suas também, as leis ta ai pra ser cumprida, "reduza a velocidade" , "lei seca" , e tamanhas outras, todos nós temos que nos solidarizar em meio ao transito, que esta sendo uma arma fatal, matando acho que bem mais que arma de fogo.
    Não conhecia o senhor que perdeu a vida, mas fica ai um voto de condolências para a família a amigos.

  6. meus sentimentos a familia de Nilson , trabalhava na funeraria do meu Tio na SAGRADA FAMILIA 🙁 mt triste , e mais uma vez por inrresponsablidade ,embriaguez .

  7. logico que nao sei o que aconteceu, mas essa cidade esta indo de mal a pior.
    carro da policia capota por buracos, cena de cinema ocorreu no inicio da ponte newton navarro em q o carro começou a capotar e a propria motorista que caiu do carro teve que correr pra tirar o motoqueiro caido no acidente antes que ele fosse esmagado, rapaz que teve braço amputado por umas das sucatas dos reis magos proximo a eterna e unica atraçao turistica dessa prefeita , e fora as batidas QUE PRESENCIO FREQUENTEMENTE na eng. roberto freire na faixa de pedestre que fica abaixo de uma placa de 70km + parada de onibus a 2mt que tira visibilidade total dos carros que veem atras… fora os imbecis que adoram estacionar em paradas com seus carros e nos locais reservados a deficientes.
    ONDE IREMOS PARAR?

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jornalismo

Grave acidente na Rn-115 deixou uma pessoa morta e duas feridas. Vejam fotos

Blog do Ismael Souza

Um grave acidente deixou uma pessoa morta e duas feridas, na RN-115, que liga Mossoró ao município de Tibau, na manhã de hoje (18). Um Fiat Uno com placas JHE-4597 de Brasília-DF, que era conduzido por Tobias Fonseca de Freitas, 27 anos, trabalhava como representante de vendas, acabou invadindo a pista contraria e colidiu com uma Parati de cor vinho que trafegava sentido contrário.

O veículo do tipo Saveiro com placas HUP-9472 de Mossoró-RN, era conduzido por Francisco Gladson Nunes de Oliveira, 45 anos de idade, trabalhava como comerciante. Com ele estava outra pessoa na qual sofreu apenas escoriações leves.

(mais…)

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *